Formas de Organização do Trabalho
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

Like this? Share it with your network

Share
  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Be the first to comment
No Downloads

Views

Total Views
31,185
On Slideshare
31,169
From Embeds
16
Number of Embeds
1

Actions

Shares
Downloads
306
Comments
0
Likes
4

Embeds 16

http://bibjcortesao.blogspot.com 16

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
    No notes for slide

Transcript

  • 1. FORMAS DE ORGANIZAÇÃO DO TRABALHO
    • Princípios da organização científica do Trabalho.
    • - Taylor e Ford.
    • -divisão do trabalho.
    • -direcção e gestão nas fábricas.
    • Trabalho e instruções dos operários.
    • - trabalho intelectual e trabalho manual.
  • 2. A TEORIA DE TAYLOR ACERCA DO TRABALHO
    • Divisão do Trabalho e parcelização das tarefas.
    • O uso de meios de trabalho.
    • Pretende a máxima produção e rentabilidade.
    • Desenvolvem-se a produção em série e a produção em massa.
    • Papel fundamental dos técnicos.
  • 3. A TEORIA DE TAYLOR ACERCA DO TRABALHO (CONT)
    • Especialização do trabalho.
    • Esta Teoria tornou-se alvo de críticas e foi posta de lado.
    • EXERCÍCIO: - elabore algumas críticas à Teoria de Taylor acerca do trabalho.
    • -----------------------------------------
    • ----------------------------------------
    • ----------------------------------------
    • --------------------------------------------
  • 4. A TEORIA DE HENRY FORD ACERCA DO TRABALHO
    • Desenvolveu o sistema de produção em massa.
    • Pretende aumentar a produção e produtividade.
    • Desenvolve o trabalho em cadeia, cria a linha de montagem nas fábricas, por exemplo, as fábricas de automóveis.
    • Trabalho repetitivo e rotineiro.
    • Cansaço e apatia dos trabalhadores.
  • 5. OS NOVOS MODELOS ACERCA DO TRABALHO
    • Os modelos anteriores não envolvem os trabalhadores no processo produtivo.
    • Não recolhem, por exemplo, sugestões ou reclamaçõesw.
    • Os trabalhadores não gozam de autonomia, estão insatisfeitos, são monótonos, e contestam, fazem parte de conflitos ou greves.
  • 6. OS NOVOS MODELOS ACERCA DO TRABALHO, ANOS 70 (CONT)
    • A produção flexível: - produção individual; - introdução de novas técnicas; - inovações; - formação dos trabalhadores; - elaboração das tarefas com mais rigor; - imposição de regras gerais; - mais liberdade na execução das tarefas; - maior produtividade na execução das tarefas; - mais lucros na produção; -maior aproximação ao mercadeo.
  • 7. A PRODUÇÃO EM GRUPO, NOS ANOS 80
    • Desenvolve-se fundamentalmente nos E.U.A.
    • Formação de grupos de trabalho nas empresas.
    • Os trabalhadores executam as várias tarefas por grupos de trabalho, aumentando os níveis de satisfação.
    • Aparecem os círculos de controlo de qualidade.
  • 8. OS CÍRCULOS DE CONTROLO DE QUALIDADE
    • Os círculos de controlo de qualidade apresentam como objectivos:-
    • 1- aumentar a motivação dos trabalhadores.
    • 2- disseminar o espírito para a qualidade.
    • 3- garantir a qualidade do produto.
    • 4- aumentar a produtividade do trabalho.
    • 5- reduzir custos e diminuir perdas.
    • 6- melhorar a comunicação e o relacionamento humano na empresa.
  • 9. O TRABALHO DE EQUIPA NAS EMPRESAS
    • Formam-se grupos ou equipas de trabalho.
    • É considerado essencialmente nas empresas dos Serviços.
    • Estas equipas elaboram Projectos em que surge a divisão do trabalho por tarefas.
    • Nestas empresas podem aparecer vários Projectos para os operários e Direcção.
    • É abolida a rotina e insatisfação.
    • Pretende uma certa motivação e espírito crítico.
  • 10. ALGUMAS ACTIVIDADES- M-6-
    • 1- Compare os modelos taylorista e fordista.
    • 2- Explique as razões da crise dos modelos anteriores.
    • 3- Identifique as vantagens dos círculos de controlo da qualidade.
    • 4- Mostre a importância do trabalho de equipa nas empresas.
    • 5- Retire conclusões imprtantes acerca destes temas.