UNIVERSIDADE ESTADUAL DO PIAUÍ – UESPI
CURSO: BACHARELADO EM ODONTOLOGIA
Profa. Luciana Correia Aragão
ODONTOLOGIA SOCIAL
CONCEPÇÕES SOBRE SAÚDE E DOENÇA
• Doença – acompanhante da espécie humana
• Múmias egípcias – sinais de doenças
SCLIAR (20...
• Doença – ação de forças alheias - por causa do pecado
e da maldição;
• Antigos hebreus – doença sinal de cólera divina, ...
• Hindus e chineses – doença causada pelo
desequilíbrio dos elementos do organismo humano,
ocasionado pelas influências do...
Grécia (pré-hipócrates):
• Saúde: harmonia entre os 4 elementos que
compõem o corpo humano;
CONCEPÇÕES SOBRE SAÚDE E DOENÇ...
Grécia
• Hipócrates (460 – 377 a.C.) – “pai da Medicina”
• Observação empiríca – diversos casos clínicos
registrados;
• Po...
Grécia – Hipócrates
• Fatores ambientais ligados à doença
(“Ares, água, lugares”);
• Idéia de miasma: emanações de regiões...
Idade Média européia
• Influência do cristianismo - doença como resultado do
pecado e a cura como questão de fé;
• Doentes...
Renascença:
• Período de transição -práticas esotéricas e
pensamento científico.
• Predomínio da idéia do fator externo qu...
Renascença:
• Durante todo o século XVIII, os estudos se voltam
para a compreensão do corpo humano e das
alterações anatôm...
Metade do século XIX:
• França: estudos investigaram a influência da
pobreza, ocupação, nutrição e habitação.
• Inglaterra...
Final do século XIX:
• Revolução pasteuriana (microscópio) - revelação da
existência de microorganismos causadores de
doen...
Início do séc XX:
• A teoria unicausal torna-se insuficiente para explicar as
novas questões que surgiam com odesenvolvime...
Leavell & Clark
HISTÓRIA NATURAL DA DOENÇA DE LEAVELL
• Destaca a saúde-doença como um processo
dinâmico;
• Os desequilíbr...
História natural da doença
“as inter-relações do agente, do suscetível e do meio
ambiente que afetam o processo global e s...
Períodos Pré-Patológico e Patológico da História Natural da Doença
(Pereira, 1999 apud Leavell & Clark, 1976)
Período Pré-...
Concepção da determinação social das doenças:
• A partir da crítica ao modelo ecológico - limitação
das explicações causai...
Conceito OMS (7 abr 1948):
“Saúde é o estado do mais completo bem-estar
físico, mental e social e não apenas a ausência de...
Conferência Internacional de Assistência Primária à
Saúde - ALMA-ATA, 1978
• Promover a saúde de todos os povos do
mundo (...
I Conferência Internacional sobre
Promoção de Saúde no Canadá, em 1986
Carta de Ottawa
Condições e requisitos fundamentais...
VIII Conferência Nacional de Saúde,
1986
TEMAS:
• Saúde como direito;
• Reformulação do Sistema Nacional de Saúde;
• Finan...
Conceito de Saúde – Mais abrangente
• Saúde é a resultante das condições de
alimentação, educação, renda, meio
ambiente, t...
“A saúde é direito de todos e dever do Estado,
garantido mediante políticas sociais e
econômicas que visem à redução do ri...
Lei 8080/1990
• Art 3º - A saúde tem como fatores
determinantes e condicionantes, entre
outros, a alimentação, o trabalho,...
Assim...
A concepção do processo saúde e doença tem
evoluído consideravelmente, de maior vinculação
com as doenças e a mor...
Fatores
genéticos
Fatores
ecológicos
Fatores
políticos
Fatores
econômicos
Fatores
culturais
Fatores
educacionais
Fatores
a...
TEXTO
• Souza ECF e Oliveira AGRC. O processo saúde-doença:
do xamã ao cosmos.
1. Quais as principais concepções do proces...
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

Aula 2 saúde e doença

11,221
-1

Published on

Processo saúde-doença

Published in: Health & Medicine
0 Comments
10 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

No Downloads
Views
Total Views
11,221
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
1
Actions
Shares
0
Downloads
462
Comments
0
Likes
10
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Aula 2 saúde e doença

  1. 1. UNIVERSIDADE ESTADUAL DO PIAUÍ – UESPI CURSO: BACHARELADO EM ODONTOLOGIA Profa. Luciana Correia Aragão ODONTOLOGIA SOCIAL
  2. 2. CONCEPÇÕES SOBRE SAÚDE E DOENÇA • Doença – acompanhante da espécie humana • Múmias egípcias – sinais de doenças SCLIAR (2007)
  3. 3. • Doença – ação de forças alheias - por causa do pecado e da maldição; • Antigos hebreus – doença sinal de cólera divina, diante dos pecados humanos; • Outras culturas – maus espíritos - xamã (feiticeiro tribal) – rituais para expulsar o mal; • Observações empíricas sobre a utilidade medicinal de produtos naturais, transmitidas cuidadosamente de geração a geração. CONCEPÇÃO MÁGICO-RELIGIOSA
  4. 4. • Hindus e chineses – doença causada pelo desequilíbrio dos elementos do organismo humano, ocasionado pelas influências do ambiente físico – astros,clima, insetos etc. • Medicina chinesa – yin/yang • Restaurar o normal fluxo de energia CONCEPÇÕES SOBRE SAÚDE E DOENÇA Homem atua ativamente no processo de doença e cura.
  5. 5. Grécia (pré-hipócrates): • Saúde: harmonia entre os 4 elementos que compõem o corpo humano; CONCEPÇÕES SOBRE SAÚDE E DOENÇA Água Ar Terra Fogo
  6. 6. Grécia • Hipócrates (460 – 377 a.C.) – “pai da Medicina” • Observação empiríca – diversos casos clínicos registrados; • Postulou a existência de 4 fluidos(humores): bile amarela, bile negra, fleuma e sangue • Visão epidemiológica do problema saúde- enfermidade; CONCEPÇÕES SOBRE SAÚDE E DOENÇA
  7. 7. Grécia – Hipócrates • Fatores ambientais ligados à doença (“Ares, água, lugares”); • Idéia de miasma: emanações de regiões insalubres capazes de causar doenças como a malária (teoria miasmática – Malária) CONCEPÇÕES SOBRE SAÚDE E DOENÇA
  8. 8. Idade Média européia • Influência do cristianismo - doença como resultado do pecado e a cura como questão de fé; • Doentes: entregues a ordens religiosas, que administravam hospitais, instituição que o cristianismo desenvolveu muito, não como um lugar de cura, mas de abrigo e de conforto para os doentes. • Asilos e hospícios; • Várias epidemias: Peste Negra, Lepra, Sífilis, Tuberculose CONCEPÇÕES SOBRE SAÚDE E DOENÇA
  9. 9. Renascença: • Período de transição -práticas esotéricas e pensamento científico. • Predomínio da idéia do fator externo que penetra no organismo (miasmas) • Idéia de contagiosidade CONCEPÇÕES SOBRE SAÚDE E DOENÇA
  10. 10. Renascença: • Durante todo o século XVIII, os estudos se voltam para a compreensão do corpo humano e das alterações anatômicas decorrentes da doença, centrando-se no desvelamento de seus sinais e sintomas. CONCEPÇÕES SOBRE SAÚDE E DOENÇA
  11. 11. Metade do século XIX: • França: estudos investigaram a influência da pobreza, ocupação, nutrição e habitação. • Inglaterra: Revolução Industrial (Medicina social, epidemiologia) CONCEPÇÕES SOBRE SAÚDE E DOENÇA
  12. 12. Final do século XIX: • Revolução pasteuriana (microscópio) - revelação da existência de microorganismos causadores de doença e possibilitando a introdução de soros e vacinas; • Doenças agora poderiam ser prevenidas e curadas CONCEPÇÕES SOBRE SAÚDE E DOENÇA Teoria Unicausal - Bacteriologia causa – uma bactéria intervenção – eliminação da mesma
  13. 13. Início do séc XX: • A teoria unicausal torna-se insuficiente para explicar as novas questões que surgiam com odesenvolvimento científico, abrindo espaço para as concepções multicausais. • O modelo ecológico multicausal: CONCEPÇÕES SOBRE SAÚDE E DOENÇA Meio ambiente Agente patogênico Hospedeiro
  14. 14. Leavell & Clark HISTÓRIA NATURAL DA DOENÇA DE LEAVELL • Destaca a saúde-doença como um processo dinâmico; • Os desequilíbrios desse sistema permitem a evolução do processo até a cura, óbito ou outros estados intermediários CONCEPÇÕES SOBRE SAÚDE E DOENÇA
  15. 15. História natural da doença “as inter-relações do agente, do suscetível e do meio ambiente que afetam o processo global e seu desenvolvimento, desde as primeiras forças que criam o estímulo processo patológico no meio ambiente, ou em qualquer outro lugar; passando pela resposta do homem ao estímulo, até as alterações que levam a um defeito, invalidez, recuperação ou morte” (Leavell & Clark, 1976)
  16. 16. Períodos Pré-Patológico e Patológico da História Natural da Doença (Pereira, 1999 apud Leavell & Clark, 1976) Período Pré-Patológico Período Patológico Antes do indivíduo adoecer Curso da doença no organismo humano Interação de agentes mórbidos, o hospedeiro humano e os fatores ambientais Alterações precoces Fase de suscetibilidade Fase patológica pré-clinica Fase clínica Fase residual Doença precoce discer- nível Doença avan- çada Convalescença Morte Invalidez Cronicidade Limiar clínico Recuperação
  17. 17. Concepção da determinação social das doenças: • A partir da crítica ao modelo ecológico - limitação das explicações causais; • Apreender o vínculo entre o processo social e o processo biológico saúde-doença. • Permite explicar o caráter social do próprio processo biológico. • Laurell e Breilh CONCEPÇÕES SOBRE SAÚDE E DOENÇA
  18. 18. Conceito OMS (7 abr 1948): “Saúde é o estado do mais completo bem-estar físico, mental e social e não apenas a ausência de enfermidade” CONCEPÇÕES SOBRE SAÚDE E DOENÇA CRÍTICAS a saúde seria algo ideal, inatingível; a definição não pode ser usada como objetivo pelos serviços de saúde o conceito permitiria abusos por parte do Estado, que interviria na vida dos cidadãos, sob o pretexto de promover a saúde.
  19. 19. Conferência Internacional de Assistência Primária à Saúde - ALMA-ATA, 1978 • Promover a saúde de todos os povos do mundo (Saúde para todos no ano 2000); • Cuidados primários de saúde constituem a chave para essa meta.
  20. 20. I Conferência Internacional sobre Promoção de Saúde no Canadá, em 1986 Carta de Ottawa Condições e requisitos fundamentais para a saúde: “A paz, a educação, a habitação, a alimentação, a renda, um ecossistema estável, a conservação dos recursos, a justiça social e eqüidade.”
  21. 21. VIII Conferência Nacional de Saúde, 1986 TEMAS: • Saúde como direito; • Reformulação do Sistema Nacional de Saúde; • Financiamento setorial.
  22. 22. Conceito de Saúde – Mais abrangente • Saúde é a resultante das condições de alimentação, educação, renda, meio ambiente, trabalho, transporte, emprego, lazer, liber dade, acesso e posse da terra, acesso a serviços de saúde.... resultado de formas de organização social de produção, as quais podem gerar profundas desigualdades no níveis de saúde. 8a. Conferência Nacional de Saúde, 1986 SAÚDE E QUALIDADE DE VIDA
  23. 23. “A saúde é direito de todos e dever do Estado, garantido mediante políticas sociais e econômicas que visem à redução do risco de doença e de outros agravos”. Constituição Federal, Art. 196
  24. 24. Lei 8080/1990 • Art 3º - A saúde tem como fatores determinantes e condicionantes, entre outros, a alimentação, o trabalho, a renda, a educação, o transporte, o lazer e o acesso aos bens e serviços essenciais(...)
  25. 25. Assim... A concepção do processo saúde e doença tem evoluído consideravelmente, de maior vinculação com as doenças e a morte, isto é, aproximações negativas, até concepções mais vinculadas à qualidade social, ou seja, uma aproximação positiva.
  26. 26. Fatores genéticos Fatores ecológicos Fatores políticos Fatores econômicos Fatores culturais Fatores educacionais Fatores ambientais Fatores psicológicosFatores sociais
  27. 27. TEXTO • Souza ECF e Oliveira AGRC. O processo saúde-doença: do xamã ao cosmos. 1. Quais as principais concepções do processo saúde- doença de acordo com o texto? Comente sucintamente. 2. Qual é a concepção do processo saúde-doença ainda hegemônica na formação dos profissionais? Essa concepção tem sido efetiva?
  1. Gostou de algum slide específico?

    Recortar slides é uma maneira fácil de colecionar informações para acessar mais tarde.

×