• Share
  • Email
  • Embed
  • Like
  • Save
  • Private Content
3   introdução ao funcionamento de um sistema informático
 

3 introdução ao funcionamento de um sistema informático

on

  • 4,733 views

Apresentação que aborda a estrutura de um sistema informático e seus principais componentes.

Apresentação que aborda a estrutura de um sistema informático e seus principais componentes.

Statistics

Views

Total Views
4,733
Views on SlideShare
4,191
Embed Views
542

Actions

Likes
3
Downloads
0
Comments
1

5 Embeds 542

http://www.ricardoraposo.com 528
http://domantonho.blogspot.pt 6
http://www.google.pt 4
http://domantonho.blogspot.com 2
http://www.google.com 2

Accessibility

Categories

Upload Details

Uploaded via as Microsoft PowerPoint

Usage Rights

© All Rights Reserved

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel

11 of 1 previous next

  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Processing…
  • Um Sistema Informático é composto pelo menos por uma de
    cada uma das seguintes componentes: uma Unidade de Entrada de
    Dados, uma Unidade de Armazenamento de Dados, uma Unidade
    de Processamento de Dados e uma Unidade de Saída de Dados.
    Mas para o sistema funcionar necessita de Software.isto para o computador funcionar corretamente.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Processing…
Post Comment
Edit your comment

    3   introdução ao funcionamento de um sistema informático 3 introdução ao funcionamento de um sistema informático Presentation Transcript

    • Estrutura Genérica
      • O que é um Computador?
      • Um computador é basicamente um conjunto de dispositivos mecânicos e electrónicos, capazes de processar informação de forma automática.
      • Os dados ou informação começam por ser introduzidos através de um ou mais dispositivos de entrada ( input ) para a unidade de processamento central (processador) ou para uma unidade de memória;
      • Após determinadas operações de processamento, os resultados serão e enviados para dispositivos de saída ( output )
      • O modelo de um sistema informático, tal como hoje o conhecemos, foi definido pelo cientista Von Neumann.
      • Esta estrutura baseia-se em:
        • Um processador ou Unidade de Processamento Central (CPU) que interage directamente com as unidades de memória ou armazenamento de dados;
        • Dispositivos de Entrada ( input ) e Saída ( output ) de dados, também chamados de periféricos;
    •  
      • O Hardware refere-se aos dispositivos físicos que constituem um sistema informático:
        • Componentes centrais do computador: processador e memórias;
        • Periféricos de Entrada/Saída: dispositivos que se podem ligar a um computador, com o objectivo de entrada/saída de dados, tais como teclado, rato, monitor, scanner, etc…
    • Processador Memória RAM Memória ROM Motherboard
      • Os componentes centrais de um sistema informático, estão normalmente encaixados numa placa principal ou mais conhecida como motherboard.
      • Entre esses componentes centrais, podemos destacar o processador, as memórias primárias ( RAM – Random Accesss Memory ; ROM – Read Only Memory ) e outros componentes (chips de controlo, etc.).
    • Teclado Rato Scanner
      • Dispositivos que apenas permitem a introdução de dados.
      WebCam
    • Monitor Impressora Projector de Vídeo
      • Dispositivos que têm como objectivo apenas exibir ou mostrar a informação.
    • Modem externo Modem interno Drives dickettes Disco rígido
      • Dispositivos que tanto servem para entrada como para saída de dados.
      • Uma motherboard pode apresentar diferentes combinações e disposições físicas dos seus componentes, consoante a marca ou modelo.
      • Para se poder tirar o máximo de potencialidades de uma motherboard, é essencial o manual do equipamento.
        • Por exemplo: para sabermos, qual a gama de microprocessadores suportados.
      • NOTA:
        • Para cada tipo de microprocessador, existe uma motherboard especifica!
      • Componentes essenciais:
        • Processador (CPU)
        • Chipset
        • Slots de expansão
        • Circuitos integrados
        • Transístores
        • Cablagem
      • Componente fundamental de um computador, uma vez que é ele o responsável por todas as operação de tratamento e processamento de dados.
      INTEL PENTIUM 4 AMD K6 AMD ATHLON
      • Nos PC’s, a CPU ou Unidade de Processamento Central é equivalente ao microprocessador.
      • Trata-se de um circuito integrado que contem milhares ou milhões de transístores
      • O tipo de processador existente no interior do computador determina a velocidade com que este recebe, trata e transmite as informações
      • Os componentes electrónicos da CPU, os transístores, podem ter 0,13 µm de largura (caso do Pentium 4). Um cabelo humano tem cerca de 100 µm.
      • O poder dos microprocessadores tem vindo sempre a aumentar. Os antigos Inetl 486 dx2, lançados em 1992, podiam executar 23 MIPS (milhões de instruções por segundo). Os processadores actuais de 1 GHz executam 2800 MIPS!!!
      • Memória RAM : constituída por chips (pastilhas de circuitos integrados) que armazenam temporariamente um conjunto de instruções do software com que o computador funciona, bem como os dados com que o utilizador introduz ou manipula.
      • Outra memória que trabalha associada à RAM é a memória cache , destinada a acelerar a transmissão de informação da RAM para o processador.
      • Memória ROM – constituída por um ou mais chips que contêm instruções fixas para o desempenho de funções básicas do sistema.
      • A memória RAM não permite guardar eternamente toda a informação, pois não possui dimensão e cada vez que se desliga o computador, ela é apagada!
      • Para isso existem as Memórias Secundárias do computador:
        • Disco rígido, disquete, CD, DVD, Pens USB, etc…
      • Chips de Controlo – diversos chips destinados a controlar a circulação dos dados entre os diversos componentes da motherboard.
      • Slots de expansão – conjunto de encaixes onde se inserem placas que controlam a ligação às componentes centrais de certos periféricos.
        • Exemplo: placas gráficas, placas de som, placas de rede, etc.
      • Bus ou barramento – sistema de circuitos condutores por onde circulam os dados entre o CPU, memória RAM, placas de expansão dos periféricos, etc.
      • Na verdade, o bus é como uma auto-estrada com muitas faixas; quantas mais faixas tiver mais rapidamente a informação é transmitida.
      • Os bus mais antigos eram de 8 bits, hoje em dia já temos barramentos na ordem dos 64 bits, o que permite transferências de dados na ordem dos 264 MB por segundo.
      • Conectores – dispositivos de conexão para cabos internos e para dispositivos de I/O.
        • Exemplo: dispositivos de conexão para rato, teclado e outros. (portas COM, PS, USB, etc.)
    •  
      • É um dos componentes indispensáveis no processo de interacção entre o utilizador e o computador
      • Pode ser conectado através de portas existentes na motherboard (PS2)
      • Actualmente com a tecnologia wireless (ou tecnologia sem fios) o teclado entrou noutra dimensão e ganhou maior mobilidade. Neste tipo os dados são transmitidos através de ondas electromagnéticas recebidas por um dispositivo entretanto instalado na motherboard ou numa das suas portas de conexão.
      • Tornou-se um dos dispositivos mais utilizados com o aparecimento dos programas em ambiente gráfico, como MacOS e o Microsoft Windows.
      • A interacção utilizador-computador tornou-se bem mais fácil. O utilizador apenas necessita de apontar em determinados símbolos e outros grafismos que surgem no ecrã e selecciona-los pressionando nos botões do rato.
      • O Rato é conectado ao sistema através da porta do rato (PS2) ou de uma porta USB ( Universal Serial Bus ), com que os computadores mais recentes já vêm equipados ou ainda através de sistemas de comunicação wireless como foi falado no dispositivo anterior.
      • Hoje em dia a maioria destes dispositivos vêm equipados com pelo menos 3 teclas, uma delas chamada scroll com o objectivo de facilitar a “passagem das páginas”
      • Nos computadores portáteis podem utilizar-se, em substituição do rato, outros dispositivos semelhantes como o trackpoint ou o touchpad .
      • A sua utilização esta cada vez mais a aumentar
      • Muitas delas para além de tirarem fotografias de excelente qualidade permitem ainda fazer pequenos filmes com ou sem som
      • Este tipo de câmaras transformam logo a fotografia para um formato digital em vez de as guarda numa película fotográfica
      • Este tipo de maquinas possuem a capacidade de se poder visualizar a fotografia tirada no seu ecrã
      • Posteriormente estas fotos podem ser descarregadas dos cartões de memória (incluído na maquina) para formatos suportados pelo computador: CD-ROM, DVD ou disco rígido.
      • CARTÕES DE MEMÓRIA
      • Existem no mercado vários tipo de cartões de memória, cada um compatível com um certo grupo de maquinas (marcas)
      • Estes podem variar também na sua capacidade de armazenamento. Hoje em dia já é possível encontrar desde 16Mb até 1GB.
      • Exemplos: MemoryStick , SecureDigital (SD), Compactflash , MultimediaCard (MMC), etc.
      • As câmaras digitais de vídeo podem ser utilizadas não apenas para a captação de imagens, mas também, ligadas a um computador, para comunicação em directo através da Internet ou de uma rede de computadores.
      • Estas tecnologia encontra-se em grande desenvolvimento, sobretudo para realizar videoconferências e no ensino e formação à distância ( e-learning )
      • Em algumas câmaras de vídeo já é possível inserir igualmente cartões de memória que permitem guardar pequenos filmes ou fotos.
      • A maioria das câmaras de vídeo hoje em dia ainda guardam as suas filmagens em pequenas cassetes, mas já existem disponíveis no mercado algumas que gravam directamente em DVD
      • Este dispositivo efectua a leitura óptica de imagens ou textos impressos (papel, fotografias, etc.) e converte-os para o formato digital
      • Estes dispositivos são normalmente avaliados em dpi – dots per inch (pontos por polegada) e quanto maior esse valor maior é a sua qualidade
      • Já existem no mercado aparelhos que para além de digitalizarem documentos, possuem ainda as funções de impressora, fax e aliado a estes fotocopiadora.
      • A estes aparelhos dá-se o nome de multifunções
      • Existem dois tipos de ecrã de computador:
        • Monitores de raios catódicos (CRT), como o de um televisor tradicional
        • Ecrã de cristais líquidos (LCD).
        • T hin F ilm T ransistor (TFT), trata-se de um ecrã LCD de melhor definição. Os ecrãs TFT são igualmente chamadas LCDs de matriz activa.
      • É um dos dispositivos mais importantes para a interactividade do utilizador com o computador
      • Tal como num televisor, permite-nos visualizar textos, imagens e outros grafismos
      • Este dispositivo tem como principal função, em ligação com o processador e as memórias do computador, tratar a informação e transferi-la para o ecrã
      • A qualidade das imagens visualizadas está parcialmente interligada com a qualidade da placa gráfica
      • Do mesmo modo também a resolução do ecrã é importante, ou seja u número de pontos de imagem também conhecidos como pixels.
      • Os modernos computadores pessoais equipados com placas SVGA ( Super Video Graphics Array ) são capazes de suportar resoluções entre os 640x480 dpi e os 1600x1200 dpi ou mais…
      • Existem algumas placas gráficas que dispõem de um processador especifico para acelaração do tratamento dos dados, o que permite uma excepcional qualidade de imagens e dos videos visualizados no ecrã.
      • Trata-se de um dos periféricos mais utilizados nas salas de aula, ou em congressos, conferências, etc.
      • Este tem a capacidade de projectar numa tela ou parede as imagens ou textos de um computador.
      • Ligado ao mesmo conector do monitor permite visualizar tudo num ecrã de grandes dimensões como o ecrã de cinema.