Cavaleiros medievais- ficha de trabalho de gramática de Português (3º ciclo)

22,239 views
24,602 views

Published on

Cavaleiros medievais- ficha de trabalho de gramática de Português (3º ciclo)- escolha múltipla

Published in: Education
0 Comments
1 Like
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

No Downloads
Views
Total views
22,239
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
18,478
Actions
Shares
0
Downloads
367
Comments
0
Likes
1
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Cavaleiros medievais- ficha de trabalho de gramática de Português (3º ciclo)

  1. 1. FICHA DE TRABALHO DE GRAMÁTICA- 7º ANO DE ESCOLARIDADE Cavaleiros medievais: Um golpe CUltUral 1 5 10 15 Os meninos destinados a tornarem-se cavaleiros aprendiam a ler e a escrever a partir dos sete anos, o que constituía uma raridade e um grande privilégio na analfabeta Europa medieval. Paralelamente, eram ensinados a montar a cavalo, a lutar e a comportar-se de acordo com o código cavalheiresco, além de receberem educação religiosa. Após a longa preparação, chegava o grande dia, aos 21 anos: eram feitos cavaleiros, um estado reservado à nobreza. Tinham uma infância e uma juventude duras, mas não tanto como as de um camponês: os aspirantes à ordem de cavaleiros ou escudeiros eram bem alimentados, viviam em castelos e podiam comprar terrenos e soldados para defendê-los. Os direitos vinham acompanhados de obrigações, em relação aos outros cristãos (deviam defender os companheiros de armas, os pobres e os indefesos), com Deus (a única figura acima do seu senhor feudal e do rei) e com as mulheres: o culto da Virgem Maria adquiriu força e o conceito do amor cortês nasceu no século XI, em França, o que mudou as relações com as damas aristocráticas, que passaram a ser vistas como donzelas puras e merecedoras de todas as cortesias. In http://www.superinteressante.pt/index.php?option=com_content& view=article&id=2775: cavaleiros-medievais-um-golpe-cultural&catid=9:artigos&Itemid=83 (cons. dia 24 de fevereiro de 2014) 1. Qual é o sujeito na frase “Os meninos destinados a tornarem-se cavaleiros aprendiam a ler e a escrever a partir dos sete anos, o que constituía uma raridade e um grande privilégio na analfabeta Europa medieval.” (ll. 1.3)? a) “Os meninos”. b) “Os meninos destinados a tornarem-se cavaleiros”. c) “cavaleiros”. d) O sujeito é nulo subentendido. 2. No mesmo enunciado, que função sintática desempenha a palavra “cavaleiros” (l. 1)? a) Complemento direto. b) Predicativo do sujeito. c) Sujeito. d) Complemento agente da passiva. 3. Neste contexto, a que subclasse pertence o verbo “tornar-se” (l. 1)? a) Verbos copulativos. b) Verbos intransitivos. c) Verbos transitivos diretos. d) Verbos transitivos indiretos. http://textosintegrais.blogspot.pt
  2. 2. 4. A conjunção “e” possui valor de a) alternativa. b) contraste. c) conclusão. d) adição. 5. O antecedente da palavra “o” (l. 2) é a) “Os meninos”. b) “destinados”. c) “cavaleiros”. d) “ler e a escrever a partir dos sete anos”. 6. a) b) c) d) O advérbio “Paralelamente” (l. 3), pertence à subclasse dos advérbios de frase. predicado. grau. afirmação. 7. Ao omitir o sujeito dos verbos, no enunciado “Paralelamente, eram ensinados a montar a cavalo, a lutar e a comportar-se de acordo com o código cavalheiresco” (ll. 3-5), recorreu-se a que mecanismo de coesão textual? a) Anáfora. b) Catáfora. c) Elipse. d) Pragmática. 8. Como desconstróis a preposição “à” (l. 9)? a) Preposição “a” + preposição “a”. b) Preposição “a” + determinante artigo definido “a”. c) Preposição “a” + pronome pessoal “a”. d) Preposição “a” + pronome demonstrativo “a”. 9. A conjunção “ou” (l. 9) possui um valor de a) adição. b) contraste. c) alternativa. d) explicação. 10. A palavra “bem” (l. 10) é um a) pronome demonstrativo. b) adjetivo relacional. c) advérbio de predicado. d) nome comum. 11. O verbo “viviam” (l. 10) encontra-se no a) presente do indicativo. b) presente do conjuntivo. c) pretérito imperfeito do indicativo. d) condicional. http://textosintegrais.blogspot.pt
  3. 3. 12. No complexo verbal “podiam comprar” (ll. 10-11) o verbo auxiliar possui valor modal de a) obrigação. b) possibilidade. c) certeza. d) necessidade. 13. No complexo verbal “deviam defender” (l. 13), o verbo auxiliar possui valor modal de a) obrigação. b) possibilidade. c) certeza. d) necessidade. 14. Ao dizer que os jovens cavaleiros “deviam defender os companheiros de armas, os pobres e os indefesos” (ll. 13-14), o narrador recorre a que recurso expressivo? a) Adjetivação. b) Metáfora. c) Hipérbole. d) Enumeração. 15. O enunciado “a única figura acima do seu senhor feudal e do rei” (ll. 14-15) desempenha a função sintática de a) modificador de frase. b) modificador do grupo verbal. c) modificador apositivo. d) modificador restritivo. 16. No enunciado “o culto da Virgem Maria adquiriu força e o conceito do amor cortês nasceu no século XI, em França, o que mudou as relações com as damas aristocráticas” (ll. 15-17) o sujeito do verbo “nasceu” é a) “o culto da Virgem Maria”. b) “força”. c) “conceito do amor”. d) “conceito do amor cortês”. 17. A expressão “em França” (l. 16) desempenha a função sintática de a) modificador do grupo verbal. b) complemento direto. c) vocativo. d) modificador de frase. 18. a) b) c) d) A oração “que passaram a ser vistas como donzelas puras e merecedoras de todas as cortesias.” (ll. 17-19) classifica-se como oração subordinada adverbial final. oração subordinada adjetiva relativa explicativa. oração coordenada copulativa. oração subordinada substantiva completiva. http://textosintegrais.blogspot.pt
  4. 4. BOM TRABALHO!!!! A DOCENTE: Lucinda Cunha Correção: 1. b 2. b 3. a 4. d 5. d 6. b 7. c 8. b 9. c 10. c 11. c 12. b 13. a 14. d 15. c 16. d 17. a 18. b http://textosintegrais.blogspot.pt

×