• Save
Livro Verde: Educação na Sociedade Informação
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×
 

Like this? Share it with your network

Share

Livro Verde: Educação na Sociedade Informação

on

  • 4,849 views

 

Statistics

Views

Total Views
4,849
Views on SlideShare
4,749
Embed Views
100

Actions

Likes
1
Downloads
0
Comments
0

4 Embeds 100

http://tutoriaonlineturma.blogspot.com.br 56
http://moodle.pucsp.br 21
http://tutoriaonlineturma.blogspot.com 16
http://www.slideshare.net 7

Accessibility

Categories

Upload Details

Uploaded via as Microsoft PowerPoint

Usage Rights

© All Rights Reserved

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Processing…
Post Comment
Edit your comment

Livro Verde: Educação na Sociedade Informação Presentation Transcript

  • 1. Educação na sociedade da informação BRASIL. MINISTÉRIO DA CIÊNCIA E TECNOLOGIA. O Livro Verde da Sociedade de Informação no Brasil . Brasília, set/2000. Capítulo 4 (pp.44-56). http://www.socinfo.org.br/livro_verde/download.htm
  • 2. Do que se trata
    • A educação como elemento-chave na construção de uma sociedade baseada na informação, no conhecimento e no aprendizado.
    • Educar em uma sociedade da informação significa muito mais que treinar as pessoas para o uso das TIC . Trata-se de investir na criação de competências que lhes permitam:
  • 3. Do que se trata
      • ter uma atuação efetiva na produção de bens e serviços,
      • tomar decisões fundamentadas no conhecimento e operar com fluência os novos meios e ferramentas em seu trabalho.
      • trata-se também de formar os indivíduos para “ aprender a aprender ”.
  • 4. Educação para a cidadania
      • Qual o papel das TIC na construção de uma sociedade que tenha a inclusão e a justiça social como uma das prioridades principais? Para além da visão reducionista da educação como capacitação tecnológica, na sociedade contemporânea.
      • Democratização dos processos sociais, para fomentar a transparência de políticas e ações de governo e para incentivar a mobilização dos cidadãos e sua participação ativa nas instâncias cabíveis.
  • 5. Pontos importantes
        • Infra-estrutura de Informática e Redes para Educação:
          • Computadores e software educacional nas salas de aula e/ou laboratórios das escolas,
          • Conectividade em rede.
        • O Brasil enfrenta desafios:
          • Os preços de equipamentos, software e telecomunicações são muito mais altos do que nos países mais avançados.
          • Não há tradição de envolvimento ativo do setor privado em suporte a causas educacionais e/ou sociais.
  • 6. Novos meios de aprendizagem
        • O que se pode fazer com TIC em educação?
          • Propiciam uma rápida difusão de material didático e de informações de interesse para pais, professores e alunos.
          • Permitem a construção interdisciplinar de informações produzidas individualmente ou em grupo por parte dos alunos e o desenvolvimento colaborativo de projetos por parte de alunos geograficamente dispersos.
  • 7. Novos meios de aprendizagem
        • A Internet fomentou o interesse em Educação a Distância como mecanismo complementar, substitutivo ou integrante de ensino presencial.
          • O aumento considerável da audiência de um curso ou palestra, tanto no tempo como no espaço, através do uso de meios eletrônicos.
          • A oferta de oportunidades de aprendizado para estudo em casa ou no trabalho , em qualquer horário, ampliando as possibilidades de oferta de educação continuada.
          • A individualização do processo educativo , mesmo em esquemas de grande escala, devido à maior interatividade propiciada pela Internet.
          • A organização do trabalho em equipe de intensa cooperação, mesmo envolvendo pessoas geograficamente dispersas e trabalhando em horários distintos.
  • 8. Novos meios de aprendizagem
        • Potencializar a EaD:
          • Investir no seu aperfeiçoamento;
          • Regulamentar a atividade;
          • Definir e acompanhar indicadores de qualidade.
        • Breve histórico:
          • Década de 60 – UNESCO: TIC como vetores de desenvolvimento econômico e social.
          • Décadas de 70 e 80 – planos nacionais de capacitação tecnológica.
          • Década de 90 – geração (transferência para o setor produtivo), aplicação (em novos bens e serviços) e uso das TIC.
  • 9. O desafio da formação tecnológica
          • A alfabetização digital precisa ser promovida em todos os níveis de ensino, do fundamental ao superior, por meio da renovação curricular - LDBEN/96.
          • A geração de novos conhecimentos - em nível de pós-graduação, também viabilizada pela formação profissional em nível de graduação: engenharia de computação, telecomunicações, ciências da informação, comunicação social, cinema e animação, etc.
          • A aplicação de TIC pode ser objeto de formação desde o nível médio, sobretudo no âmbito de cursos técnicos em informática, eletrônica, etc. A aplicação é também o foco central de cursos de graduação e pós, em TIC.
          • A aplicação de TIC em quaisquer outras áreas tais como saúde, transportes, biologia etc.
  • 10. Novos currículos
          • Um reposicionamento dos Parâmetros Curriculares Nacionais deve ser considerado.
          • Alguns pontos a ponderar:
            • No nível médio , novas profissões surgiram com a difusão de TIC, particularmente a Internet. Por exemplo: projetista de web, especialista em arquitetura de informações; administrador de redes, etc... (os Centros Federais de Educação Tecnológica, Senac)
            • No nível de graduação : alguns currículos estão obsoletos e os cursos de formação de professores necessitam de formação em TIC.
            • No nível de pós-graduação em TIC: necessidade de se acelerar a formação de especialistas, não somente para fazer face às necessidades do mercado, mas para se adequar à velocidade de evolução das TIC.
  • 11. Onde estamos
    • Informatização em escolas: maior nas regiões Sul e Sudeste; Proinfo (1997, 223 NTE – 2484 esclas = aquém da proposta original).
    • Professor universitário : usuário de TIC, mas pouco a incorpora no aumento de eficácia do aprendizado.
    • Currículos escolares : não incluem formação sobre o uso e discussão sobre os principais aspectos e problemas da sociedade da informação.
  • 12. Onde estamos - EaD
    • TV Escola (SEAD - 1996) – 29 milhões de alunos da ed. básica.
    • Telecurso 2000 (Sefor, CNI, Sesi, Fiesp – 1998) – formação no ensino fundamental e médio.
    • UFSC – lato e stricto sensu .
    • Consórcio Unirede – 62 universidades públicas brasileiras.
  • 13. Onde estamos – Capacitação Avançada em TIC
    • Microeletrônica: USP, Unicamp, UFRGS etc.
    • Damanda por profissionais qualificados - ampliação da pós-graduação no país.
    • Tempo médio necessário para formação completa é longo (56 meses para doutorado e 30 para mestrado).
    • Ampliação da pós-graduação e aceleração do tempo de formação.
    • Atualização sistemática dos profissionais formados gera necessidade de ampliação do lato sensu e de formação continuada.
    • A pesquisa no Brasil é predominantemente desenvolvida nas universidades (países desenvolvidos – forte articulação entre os setores acadêmico e industrial – projetos mobilizadores).
  • 14. Para onde vamos
    • Aumentar drasticamente o nível de alfabetização digital do país.
    • Buscar modelo de conectividade amplo de escolas públicas e privadas .
    • Qualificar minimamente novos profissionais de nível técnico e superior de todas as áreas nas TIC.
    • Aumentar significativamente a formação de especialistas nas TIC, em todos os níveis.
    • Fazer uso em grande escala das TIC em EaD .
    • Laboratórios virtuais de apoio à pesquisa interdisciplinar por parte de especialistas geograficamente dispersos.
    • Utilizar como tema transversal nos níveis de ensino fundamental e médio a leitura crítica e a produção de informações no meio promovido pelas TIC .
  • 15. Questões para discussão
    • Em que medida as ações propostas no item “o que fazer”, do texto Educação na Sociedade da Informação atendem às demandas sociais delineadas no texto?
    • Considerando que o documento é de 2000, quais das ações propostas já tiveram algum avanço?
    • Qual o impacto das demandas sociais da contemporaneidade na organização dos novos espaços de construção do conhecimento?