PREFEITURA DO MUNICÍPIO DE RIBEIRÃO BRANCO/SP                   CNPJ 46.634.366/0001-13                        SECRETARIA ...
FASE I                                                               Ribeirão Branco                                      ...
Autonomia e Identidade                                                        ObjetivosCrianças capazes de:•   Ter uma ima...
origem e de outros grupos;      origem e de outros grupos;         origem e de outros grupos;     origem e de outros grupo...
suas Funções – Com            do professor –           •   Bingos, crachás,            desenvolvendo assim o    brincadeir...
igualdade e                       Interação com                higiene de quando          corda, elástico, corrida,      d...
- confiança em seus              - confiança em seus              - confiança em seus              - confiança em seusmovi...
•   Andar, correr, pular, saltar                        pontes, caminhos, labirintos;            •   Gestos, posturas e ri...
- Concentração                - Concentração                - Concentração               - Concentração- Valorizar e respe...
ritmadas;                         ritmadas;                 • Brincar de estátua:    • Orquestra de papel;           •   M...
- Explorar e identificar      elementos da música para      elementos da música para- Explorar e identificar      elemento...
fantasias, confecção de         maquetes etc.maquetes etc.                                                   - apreciação ...
observação, desenho com           gráficas;                       dirigido, desenho de             - Obras de arte      in...
- uso da linguagem oral        - hora das novidades            - conversas informais              - alfabeto (letra denas ...
 Planejamento Educação Infatil Fase II 2011
 Planejamento Educação Infatil Fase II 2011
 Planejamento Educação Infatil Fase II 2011
 Planejamento Educação Infatil Fase II 2011
 Planejamento Educação Infatil Fase II 2011
 Planejamento Educação Infatil Fase II 2011
 Planejamento Educação Infatil Fase II 2011
 Planejamento Educação Infatil Fase II 2011
 Planejamento Educação Infatil Fase II 2011
 Planejamento Educação Infatil Fase II 2011
 Planejamento Educação Infatil Fase II 2011
 Planejamento Educação Infatil Fase II 2011
 Planejamento Educação Infatil Fase II 2011
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

Planejamento Educação Infatil Fase II 2011

8,996

Published on

Planejamento 2011

Published in: Education, Technology
0 Comments
2 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

No Downloads
Views
Total Views
8,996
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
0
Actions
Shares
0
Downloads
213
Comments
0
Likes
2
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Transcript of " Planejamento Educação Infatil Fase II 2011"

  1. 1. PREFEITURA DO MUNICÍPIO DE RIBEIRÃO BRANCO/SP CNPJ 46.634.366/0001-13 SECRETARIA MUNICIPAL DA EDUCAÇÃO Av. Coronel Estevam de Souza, nº 472 – CentroRibeirão Branco – SP – e-mail educarib@ig.com.br - Fone: ( 0xx) 15 553-1202 PLANEJAMENTO ANUAL EDUCAÇÃO INFANTIL FASE I PLANEJAMENTO EDUCAÇÃO INFANTIL
  2. 2. FASE I Ribeirão Branco 2011A Educação Infantil é importante por que: • Propicia a utilização de diferentes linguagens, como a corporal, a musical, a plástica, a oral e a escrita • Faz com que a criança desenvolva uma imagem positiva de si mesma e seja mais independente • Ensina a conhecer o próprio corpo e os hábitos de cuidado com a saúde • Estabelece vínculos afetivos e de troca com adultos e outras crianças, fortalecendo a auto-estima • Desenvolve atitudes de ajuda e colaboração, bem como o respeito à diversidade • Estimula a expressão de emoções, pensamentos e necessidadesA Educação Infantil Visa: • Transmitir e perpetuar conhecimento de todos os envolvidos na instituição; • Refletir sobre esse conhecimento e examiná-lo; • Criar, inventar e inovar; • Estar sempre em sintonia com os acontecimentos, isto é, atualizada e aberta a novas invenções;A Educação Infantil Favorece: • O desenvolvimento do processo de autonomia; • A ação, interferindo adequadamente no processo de desencadear o raciocínio, na busca de soluções para os problemas encontrados; • A livre expressão; • A interação, a discussão, a argumentação; • A troca de experiências; • A adaptação da criança ao seu meio ambiente; • A motivação para a aprendizagem;A Educação Infantil Possibilita: • A valorização do que a criança já sabe e do que puder descobrir por si só; • A afetividade e o profissionalismo do corpo docente; • Um ambiente prazeroso;A Educação Infantil Estimula: • Ações corporais; • Ações sobre objetos: tocar, levantar, jogar, chutar, cheirar, saborear, olhar, escutar etc;A Educação Infantil Almeja: • Que cada criança e professor realizem sua aprendizagem e conquistem seu sucesso com qualidadeA Educação Infantil tem como base: • A realidade sócio-cultural dos alunos; • As áreas do desenvolvimento (cognitivo, sócio afetivo e psicomotor); • Áreas do conhecimento e seus objetos de estudo; • Formação pessoal e social: Identidade e Autonomia; • Conhecimento do Mundo: Movimento, Música, Artes Visuais, Linguagem Oral e Escrita, Natureza e Sociedade, Matemática. Todos esses aspectos são articulados através de uma prática pedagógica interdisciplinar, buscando sempre a integração das atividades,deforma que não haja perda do real valor social de cada área do conhecimento. A formação de hábitos e atitudes (higiene, postura, boas maneiras, alimentação, lazer, vestuário, repouso, estudo, sociabilidade eresponsabilidade) visa estimular o processo educativo de independência do aluno e facilitar também sua integração social e é integrada em todos oscomponentes curriculares durante o ano. O conteúdo baseia-se no dia a dia da criança e as atividades são diversificadas por área de estudo, mas integrada através de um tema deinteresse da criança ou sugerido pelo professor, que tem toda autonomia para criar e recriar todas as suas atividades. Em Todo processo administrativo a função do Professor é muito importante: • Mediador entre a criança e o mundo; • Auxiliar a criança na construção de seus conhecimentos; • Oferecer condições para que ela possa: pensar, sentir e agir.
  3. 3. Autonomia e Identidade ObjetivosCrianças capazes de:• Ter uma imagem positiva de si, ampliando sua autoconfiança, identificando cada vez mais limitações e possibilidades, agindo de acordo com elas;• Identificar e enfrentar situações de conflitos, utilizando seus recursos pessoais, respeitando as outras crianças e adultos e exigindo reciprocidade;• Valorizar ações de cooperação e solidariedade, desenvolvendo atitudes de ajuda e colaboração e compartilhando suas vivências;• Brincar;• Adotar hábitos de auto-cuidado, valorizando as atitudes relacionadas com a higiene, alimentação, conforto, segurança, proteção do corpo e cuidados com a aparência.• Identificar e compreender a sua permanência aos diversos grupos dos quais participam, respeitando suas regras básicas de convívio social e a diversidade que os compõe. CONTEÚDOS BIMESTRAIS DE IDENTIDADE E AUTONOMIA 1º bimestre 2º bimestre 3º bimestre 4º bimestre- Identificar, nomear e se - Identificar, nomear e se - Identificar, nomear e se - Identificar, nomear e sereconhecer como membro reconhecer como membro reconhecer como membro reconhecer como membrode sua família, de sua família, de sua família, de sua família,reconhecendo sua reconhecendo sua reconhecendo sua reconhecendo suaimportância e valor que importância e valor que importância e valor que importância e valor quepossui em casa. possui em casa. possui em casa. possui em casa.- Desenvolver socialização. - Desenvolver socialização. - Desenvolver socialização. - Desenvolver socialização.- Eu/Família/Casa. - Eu/Família/Casa. - Eu/Família/Casa. - Eu/Família/Casa.- Escola - Escola - Escola - Escola- Expressão, manifestação - Expressão, manifestação - Expressão, manifestação - Expressão, manifestaçãoe controle progressivo de e controle progressivo de e controle progressivo de e controle progressivo desuas necessidades, suas necessidades, suas necessidades, suas necessidades, desejosdesejos e sentimentos em desejos e sentimentos em desejos e sentimentos em e sentimentos em situaçõessituações cotidianas; situações cotidianas; situações cotidianas; cotidianas;- Iniciativa para resolver - Iniciativa para resolver - Iniciativa para resolver - Iniciativa para resolverpequenos problemas do pequenos problemas do pequenos problemas do pequenos problemas docotidiano, pedindo ajuda se cotidiano, pedindo ajuda se cotidiano, pedindo ajuda se cotidiano, pedindo ajuda senecessário; necessário; necessário; necessário;- Identificação progressiva - Identificação progressiva - Identificação progressiva - Identificação progressivade algumas singularidades de algumas singularidades de algumas singularidades de algumas singularidadespróprias e das pessoas próprias e das pessoas próprias e das pessoas próprias e das pessoas comcom as quais convive no com as quais convive no com as quais convive no as quais convive no seuseu cotidiano em situações seu cotidiano em situações seu cotidiano em situações cotidiano em situações dede interação; de interação; de interação; interação;- Participação em situações - Participação em situações - Participação em situações - Participação em situaçõesde brincadeiras nas quais de brincadeiras nas quais de brincadeiras nas quais de brincadeiras nas quaisas crianças escolham os as crianças escolham os as crianças escolham os as crianças escolham osparceiros, os objetos, os parceiros, os objetos, os parceiros, os objetos, os parceiros, os objetos, ostemas, o espaço e os temas, o espaço e os temas, o espaço e os temas, o espaço e ospersonagens; personagens; personagens; personagens;- Participação de meninos e - Participação de meninos e - Participação de meninos e - Participação de meninos emeninas igualmente em meninas igualmente em meninas igualmente em meninas igualmente embrincadeiras de futebol, brincadeiras de futebol, brincadeiras de futebol, brincadeiras de futebol,casinha, pular corda, etc.; casinha, pular corda, etc.; casinha, pular corda, etc.; casinha, pular corda, etc.;- Valorização do diálogo - Valorização do diálogo - Valorização do diálogo - Valorização do diálogocomo uma forma de lidar como uma forma de lidar como uma forma de lidar como uma forma de lidarcom os conflitos; com os conflitos; com os conflitos; com os conflitos;- Participação na realização - Participação na realização - Participação na realização - Participação na realizaçãode pequenas tarefas do de pequenas tarefas do de pequenas tarefas do de pequenas tarefas docotidiano que envolva cotidiano que envolva cotidiano que envolva cotidiano que envolvaações de cooperação, ações de cooperação, ações de cooperação, ações de cooperação,solidariedade e ajuda; solidariedade e ajuda; solidariedade e ajuda; solidariedade e ajuda;- Na relação com os outros; - Na relação com os outros; - Na relação com os outros; - Na relação com os outros;- Respeito às - Respeito às - Respeito às - Respeito àscaracterísticas pessoais características pessoais características pessoais características pessoaisrelacionadas ao gênero, relacionadas ao gênero, relacionadas ao gênero, relacionadas ao gênero,etnia, peso, estatura, tec. etnia, peso, estatura, tec. etnia, peso, estatura, tec. etnia, peso, estatura, tec.- Valorização da limpeza e - Valorização da limpeza e - Valorização da limpeza e - Valorização da limpeza eaparência pessoal; aparência pessoal; aparência pessoal; aparência pessoal;- Respeito e valorização da - Respeito e valorização da - Respeito e valorização da - Respeito e valorização dacultura de seu grupo de cultura de seu grupo de cultura de seu grupo de cultura de seu grupo de
  4. 4. origem e de outros grupos; origem e de outros grupos; origem e de outros grupos; origem e de outros grupos;- Conhecimento, respeito e - Conhecimento, respeito e - Conhecimento, respeito e - Conhecimento, respeito eutilização de algumas utilização de algumas utilização de algumas utilização de algumasregras de convívio social; regras de convívio social; regras de convívio social; regras de convívio social;-Participações em -Participações em -Participações em -Participações em situaçõessituações que envolvam a situações que envolvam a situações que envolvam a que envolvam acombinação de algumas combinação de algumas combinação de algumas combinação de algumasregras de convivência em regras de convivência em regras de convivência em regras de convivência emgrupo e aquelas referentes grupo e aquelas referentes grupo e aquelas referentes grupo e aquelas referentesao uso dos materiais e do ao uso dos materiais e do ao uso dos materiais e do ao uso dos materiais e doespaço quando isso for espaço quando isso for espaço quando isso for espaço quando isso forpertinente; pertinente; pertinente; pertinente;- Valorização dos cuidados - Valorização dos cuidados - Valorização dos cuidados - Valorização dos cuidadoscom os materiais de uso com os materiais de uso com os materiais de uso com os materiais de usoindividual e coletivo; individual e coletivo; individual e coletivo; individual e coletivo;- Procedimentos - Procedimentos - Procedimentos - Procedimentosrelacionados à alimentação relacionados à alimentação relacionados à alimentação relacionados à alimentaçãoe a higiene das mãos, e a higiene das mãos, e a higiene das mãos, e a higiene das mãos,cuidados e limpeza pessoal cuidados e limpeza pessoal cuidados e limpeza pessoal cuidados e limpeza pessoaldas várias partes do corpo; das várias partes do corpo; das várias partes do corpo; das várias partes do corpo;- Utilização adequada dos - Utilização adequada dos - Utilização adequada dos - Utilização adequada dossanitários; sanitários; sanitários; sanitários;- Identificação de situações - Identificação de situações - Identificação de situações - Identificação de situaçõesde risco no seu ambiente de risco no seu ambiente de risco no seu ambiente de risco no seu ambientemais próximo; mais próximo; mais próximo; mais próximo;- Procedimentos Básicos de - Procedimentos Básicos de - Procedimentos Básicos de - Procedimentos Básicos deprevenção de acidentes e prevenção de acidentes e prevenção de acidentes e prevenção de acidentes eauto-cuidado. auto-cuidado. auto-cuidado. auto-cuidado. .AVALIAÇÃO A avaliação se dará a partir das observações feitas nos seguintes itens: se ela conseguiu cuidar do própriocorpo; se ela tem um bom relacionamento com os colegas, educador, funcionários, se ela faz sua higiene sozinha ebem; se ela faz a alimentação adequada na escola; se ela tem cooperação coma a organização da sala e de seusmateriais e atividades; se ela sabe trabalhar em equipe; se ela se valoriza e valoriza o outro; se tem auto estima; sabereconhecer seus pertences dos demais da sala; identifica a si próprio e os demais colegas,; identifica e reconhecefamiliares relatando o parentesco de cada um; faz o autorretrato bem próximo do rela isto é o corpo humano completo;se respeita as regras de convivência, etc; . Portanto, se constitui como instrumento voltado para reorientar a práticaeducativa, devendo ser sistemática e contínua ao término de cada bimestre. A avaliação permanente do professorbusca compreender as reações da criança diante das atividades e desafios que lhe são propostos ao longo dosbimestres, possibilita a análise do que foi proposto e do que ainda se deve propor; e identificar as necessidades dogrupo para a intensificação de alguns conteúdos significativos. A avaliação também tem como objetivos informar aospais o desempenho escolar dos filhos, prevenirem distúrbios da aprendizagem e arrolar dados informativos paraespecialistas. No final de cada bimestre é realizado o preenchimento da “FICHA DESCRITIVA” baseado nasobservações das características próprias de cada criança em seus aspectos: social, emocional, psicomotor, cognitivona sua participação nas atividades que abrangeram as diferentes áreas do conhecimento e diversas linguagens Essematerial é avaliado mensalmente a fim de intensificar o trabalho ou avançá-lo a partir da observação permanente doprofessor que busca compreender as reações da criança diante das atividades e desafios que lhe são propostos aolongo do bimestre. A FICHA DESCRITIVA fica anexada juntamente, com o portfólio nos arquivos da escola erepassado de forma oral, para os pais, com a solicitação de encaminhamentos quando necessário. Ao final de cadasemestre o professor através de sua observação, informa ao responsável através de um parecer descritivo sobre odesenvolvimento do aluno. Também no encerramento do ano letivo a Ficha Descritiva juntamente com portfólioindividual será encaminhada para escola e para o professor da série subseqüente e também em caso de ocorrênciasburocráticas (transferências).Atividades sugeridas para serem desenvolvidas nos Bimestres baseados nos conteúdos citados 1º Bimestre 2º Bimestre 3º Bimestre 4º Bimestre • Nome – Através de • Nome – Bingo, • Pequenas • Responsabilidade ao jogos(dominó, quebra- crachá, jogos dentro Responsabilidades; desenvolver atividades na cabeça) alfabeto, e fora da sala de • Valorização do classe e extraclasse; recortes, listas, aula, leitura; próprio nome, • Regras de convivência; brincadeiras, incluindo • Iniciação do professor, colegas e • Iniciativa para resolver atividades extraclasse; reconhecimento do funcionários; situações problemas vivida • Corpo e Sentido e nome dos colegas, • Lista de nomes; no dia-a-dia,
  5. 5. suas Funções – Com do professor – • Bingos, crachás, desenvolvendo assim o brincadeiras e Através de jogos da memória, senso crítico; atividades dentro e adivinhações, jogos etc.; • Higiene pessoal como da fora da sala de aula, com as letras iniciais • Regras de Escola (mãos, sanitários, como em e finais, através do convivência; limpeza da sala de aula); adivinhações, escrita, alfabeto; • Roda da conversa; • Nome completo – ditado de leitura, desenhos dos • Corpo – • Higiene pessoal e nomes (listas), ordem órgãos; Crescimento, fases do ambiente em alfabética (nomes), lista de• Família – Nome dos do desenvolvimento, que convive, sala telefone (agenda); Pais, os demais trabalhar com fotos de aula, sanitários e • Conservação dos objetos moradores da casa, dos alunos ainda pátio; pessoais e coletivos; fazer árvore bebês, o que • Cuidados com os • Conservação do prédio genealógica, etc.; comiam, como se materiais escolares escolar e todos móveis da• Escola – Nome da vestiam, quando individuais como o sala de aula; Escola, localização, andaram, falaram e coletivo; • Autoconfiança para funcionários, onde se o que mudou agora, • Iniciativa para desenvolver sua faz as refeições, onde como eles estão resolver situações independência e autonomia estão localizados os através de problemas do quando lhe for proposto sanitários, parque, pesquisas com a cotidiano; situações que exijam essa quadra, etc., através família; • Nome completo – autonomia e de visitas, desenhos, • Higiene pessoal e escrita, leitura, independência; conversas, do ambiente em que adivinhações, • Evitar situações de perigo – observações, etc. está convivendo e ditado de nomes, através de cartazes,• Higiene – A em casa; etc.; conversas sobre os importância de tomar • Roda de conversa, • Meus objetos – o cuidados que devem ter banho, lavar as mãos, sobre prevenção que usamos para para se protegerem dos cuidar das unhas, contra acidentes nossa higiene perigos tanto dentro da cabelo, roupa, escovar através de pessoal; Escola como fora dela; os dentes, etc. dramatizações, • Objetos coletivos – • Igualdade entre os sexos• Regras de ilustrações, o que é o que usamos em nas brincadeiras através de Convivência e certo, o que é sala de aula, e o situações ocorridas, para Respeito – Trabalhar errado, em tal que usamos fora que os alunos reconheçam através de jogos, situação o que se dela; e compreendam a Brincadeiras, grupo, pode fazer para igualdade no trabalho entre • Respeito com o roda da conversa, evitar um acidente, papai e mamãe, onde trabalho dos combinados, etc.; tanto durante as ambos se ajudam para colegas e• Palavra Mágica – brincadeiras na cuidarem da casa, assim é organização em seu Obrigada, por favor, Escola, como em na Escola e fora dela, onde espaço dentro da com licença, pode me casa, etc.; eles podem brincar de tudo sala de aula e fora emprestar, como se • Expressão, dela; sem distinção e diferenças; cumprimenta as manifestação e • Respeito e valorização de • Compreensão de si pessoas quando controle progressivo culturas diferentes – mesmo – encontramos, como de suas respeitar as classes sócias, valorização da nos despedimos, necessidades; as religiões, cor, deficiência família, minha casa, quando saímos, etc.; • Brincadeiras com através de e etc.;• Expressão de objetivo; brincadeiras, • Higiene de quando usar o Sentimentos em • Músicas com desenhos, roda da sanitário para satisfazer as Situações Cotidianas; objetivo; conversa, conhecer suas necessidades, saber• Roda da Conversa, • Dinâmicas com a família dos devolver e não levar para Brincadeiras, Músicas, objetivo; colegas (nome, casa aquilo que não é seu; Leituras, Diálogos com • Iniciativa para quantidade, irmãos • Obediência, etc.; Conversas Formais e resolver problemas etc.); • Socialização – interação, Informais; através de jogos, • Valorização da vida com Professor, Aluno,• Valorização do Nome dinâmicas e – trabalhar com Funcionário – respeito; – Crachás, Jogos, situações do auto-estima, • Cooperação e Brincadeiras, etc.; cotidiano; diálogo, músicas, a solidariedade – ajudante do• Trabalhar o nome do • Valorização e importância de dia, ajudar os colegas, Professor, cuidado com os viver, que cuidados respeitar as diferenças, Funcionários, o materiais pessoal e tenho que ter para respeitar o tempo, o Próprio e dos Colegas; coletivo; ter uma vida espaço, respeitar as• Trabalhar a Auto- • Regras de saudável; pessoas que trabalham na Estima (Valorização convivência; • Pequenas Escola; de si próprio através • Reconhecimento do responsabilidades – • Convivência social saber de dinâmicas, próprio nome; iniciativa e ajuda que existem diferenças desenhos do próprio • Auto-estima; em suas entre menino e menina corpo, exercícios com • Socialização, responsabilidades, mas, que nada impede de o corpo, uso do Interação (respeito, como amarrar seus ambos brincarem de todas espelho, descobrindo obediência,etc.); sapatos, cuidar do as brincadeiras e suas características de • Socialização- material escolar, jogos(casinha e futebol,
  6. 6. igualdade e Interação com higiene de quando corda, elástico, corrida, diferenças(como cor Professor, Aluno, usar o sanitário etc.; dos olhos, cabelo, Funcionário – para satisfazer as Sugestões de atividades a tamanho, etc., Respeito; suas necessidades, serem desenvolvidas em oralidade, conversas, • Cooperação e saber devolver todos os bimestres etc.); solidariedade – material • Jogos de Imitação; • Higiene das Salas de ajudante do dia, emprestado e não • Brincadeiras de faz-de- Aula (limpeza, ajudar os colegas, levar para casa o conta; organização, cuidados respeitar as que não é seu; • Expressar desejos, com os materiais tanto diferenças, respeitar • Obediência, etc.; sentimentos; da Escola como o tempo, o espaço, • Socialização – • Reconhecimento do próprio pessoal, uso respeitar as pessoas interação, com corpo; adequado dos que trabalham na Professor, Aluno, • Realizar pequenas ações; sanitários); Escola; Funcionário – • Brincadeiras de esconder e • Socialização – Convivência Social – Respeito; achar; Interação com saber que existem • Cooperação e • Regras de convívio social; Professor, Aluno, diferenças entre menino solidariedade – • Higiene; Funcionário – e menina mas, que nada ajudante do dia, • Brincar de casinha, trem, Respeito; impede de ambos ajudar os colegas, posto de gasolina, fazenda, • Cooperação e brincarem de todas as respeitar as circo, feira, etc.; Solidariedade – brincadeiras e jogos diferenças, ( casinha e futebol, • Construir castelos, com Ajudante do dia, respeitar o tempo, o corda, elástico, rainhas e reis; ajudar os colegas, espaço, respeitar as corrida,etc.; • Realizar um circo na sala respeitar as pessoas que de aula; diferenças, respeitar o trabalham na tempo, o espaço, Escola; • Atividades de relaxamento; respeitar as pessoas Convivência social • Atividades de rotina: que trabalham na saber que existem higiene, almoço, café e Escola; diferenças entre menino lanche; • Convivência Social – e menina mas, que • Brincadeira – Seu Lobo; Saber que existem nada impede de ambos (tocar, embalar, acalentar); diferenças entre brincarem de todas as • Conversar sobre medos, menino e menina, mas brincadeiras e sonhos e fantasias; que nada impede de jogos(casinha e futebol, • Construção de cenários ambos brincarem de corda, elástico, corrida, para viagem intergaláctica; todas as brincadeiras etc.); • Roda de caretas; e jogos (casinha e • Brincadeiras de bolha de futebol, corda, sabão; elástico, corrida, etc.); Brincadeiras: O rato e a bola, boneco de massa, espelho vivo. Movimento “ ObjetivosAs crianças são capazes de:• Ampliar as possibilidades expressivas do próprio movimento, utilizando gestos diversos e o ritmo corporal nas suas brincadeiras, danças, jogos e demais situações de interação;• Explorar diferentes qualidades e dinâmicas do movimento, como força, velocidade, resistência e flexibilidade, conhecendo gradativamente os limites e as potencialidades do seu corpo;• Controlar gradualmente o próprio movimento, aperfeiçoando seus recursos de deslocamento e ajustando suas habilidades motoras para utilização em jogos, brincadeiras, danças e demais situações;• Utilizar os movimentos de preensão, encaixe, lançamento, etc.; para ampliar suas possibilidades de manuseio dos diferentes materiais e objetos;• Apropriar-se progressivamente da imagem global de seu corpo, conhecendo e identificando seus segmentos e elementos e desenvolvendo cada vez mais uma atitude de interesse e cuidado com o próprio corpo.• Manipulação de materiais, objetos e brinquedos diversos para aperfeiçoamento de suas habilidades manuais CONTEÚDOS BIMESTRAIS DE MOVIMENTO 1º bimestre 2º bimestre 3º bimestre 4º bimestre- brincadeiras de roda - brincadeiras de roda - brincadeiras de roda - brincadeiras de rodamanifestações culturais manifestações culturais manifestações culturais manifestações culturais - ritmo rápido, lento, com - ritmo rápido, lento, com - ritmo rápido, lento, com - ritmo rápido, lento, com movimentos alternados. etc movimentos alternados. etc movimentos alternados. etc movimentos alternados. etc - utilizar movimentos nas - utilizar movimentos nas - utilizar movimentos nas - utilizar movimentos nas brincadeiras de roda, nas brincadeiras de roda, nas brincadeiras de roda, nas brincadeiras de roda, nas - danças; - danças; - danças; - danças; - desenvolver recursos - desenvolver recursos - desenvolver recursos - desenvolver recursos expressivos; expressivos; expressivos; expressivos;
  7. 7. - confiança em seus - confiança em seus - confiança em seus - confiança em seusmovimentos movimentos movimentos movimentos- valorização das diferentes - valorização das diferentes - valorização das diferentes - valorização das diferentes- manifestações culturais; - manifestações culturais; - manifestações culturais; - manifestações culturais;- respeito e colaboração - respeito e colaboração - respeito e colaboração - respeito e colaboração- saber lidar com os limites - saber lidar com os limites - saber lidar com os limites - saber lidar com os limitese com as possibilidades e com as possibilidades e com as possibilidades e com as possibilidadescom seu corpo; com seu corpo; com seu corpo; com seu corpo;- utilizar os gestos, posturas - utilizar os gestos, posturas - utilizar os gestos, posturas - utilizar os gestos, posturase ritmos para expressar e e ritmos para expressar e e ritmos para expressar e e ritmos para expressar ecomunicar sensações, comunicar sensações, comunicar sensações, comunicar sensações,sentimentos pessoais, sentimentos pessoais, sentimentos pessoais, sentimentos pessoais,idéias idéias idéias idéias- coordenar habilidades - coordenar habilidades - coordenar habilidades - coordenar habilidadesmotoras ao engatinhar, motoras ao engatinhar, motoras ao engatinhar, motoras ao engatinhar,pular, correr e saltar entre pular, correr e saltar entre pular, correr e saltar entre pular, correr e saltar entreoutros; outros; outros; outros;- utilizar habilidades - utilizar habilidades - utilizar habilidades - utilizar habilidadesmanuais em diversas manuais em diversas manuais em diversas manuais em diversassituações; equilíbrio situações; equilíbrio situações; equilíbrio situações; equilíbriocorporal, corporal, corporal, corporal,- lateralidade (explorar - lateralidade (explorar - lateralidade (explorar - lateralidade (explorardiferentes posições com o diferentes posições com o diferentes posições com o diferentes posições com ocorpo e objetos) corpo e objetos) corpo e objetos) corpo e objetos)-coreografias - coreografias - danças típicas - Danças típicas-circuito (atenção, -circuito (atenção, -circuito (atenção, -circuito (atenção,equilíbrio, coordenação, equilíbrio, coordenação, equilíbrio, coordenação, equilíbrio, coordenação,raciocínio, equipe, raciocínio, equipe, raciocínio, equipe, raciocínio, equipe,competição, regras, etc.) competição, regras, etc.) competição, regras, etc.) competição, regras, etc.)AVALIAÇÃO A avaliação se dará a partir dos itens observados: se consegue jogar e realizar atividades de desafios ,aceitando e respeitando as regras e os resultados; se sabe quicar a bola com as mãos ou os pés algumas vezesrepetidas; se identifica e nomear mais detalhes do corpo ( sobrancelhas, calcanhar, tornozelo, etc.). se tem equilíbrio,coordenação, noção espacial, lateralidade; se tem espírito esportivo, se sabe perder e ganhar; consegue deslocar-sedos lugares com facilidade, participa de jogos, respeita regras, compreende as regras ensinadas de jogos ebrincadeiras; se tem reflexo, tem agilidade e participa de todas as atividades propostas pelo educador. Portanto, seconstitui como instrumento voltado para reorientar a prática educativa, devendo ser sistemática e contínua ao términode cada bimestre. A avaliação permanente do professor busca compreender as reações da criança diante dasatividades e desafios que lhe são propostos ao longo dos bimestres, possibilita a análise do que foi proposto e do queainda se deve propor; e identificar as necessidades do grupo para a intensificação de alguns conteúdos significativos. Aavaliação também tem como objetivos informar aos pais o desempenho escolar dos filhos, prevenirem distúrbios daaprendizagem e arrolar dados informativos para especialistas. No final de cada bimestre é realizado o preenchimentoda “FICHA DESCRITIVA” baseado nas observações das características próprias de cada criança em seus aspectos:social, emocional, psicomotor, cognitivo na sua participação nas atividades que abrangeram as diferentes áreas doconhecimento e diversas linguagens Esse material é avaliado mensalmente a fim de intensificar o trabalho ou avançá-lo a partir da observação permanente do professor que busca compreender as reações da criança diante dasatividades e desafios que lhe são propostos ao longo do bimestre. A FICHA DESCRITIVA fica anexada juntamente,com o portfólio nos arquivos da escola e repassado de forma oral, para os pais, com a solicitação de encaminhamentosquando necessário. Ao final de cada semestre o professor através de sua observação, informa ao responsável atravésde um parecer descritivo sobre o desenvolvimento do aluno. Também no encerramento do ano letivo a Ficha Descritivajuntamente com portfólio individual será encaminhada para escola e para o professor da série subseqüente e tambémem caso de ocorrências burocráticas (transferências). Atividades sugeridas para serem desenvolvidas nos Bimestres baseados nos conteúdos citados Atividade Movimento Brincadeiras Ritmadas com Movimento • Mexer partes do corpo • Atividades com colchonetes, tapetes, • Deslocar-se no espaço almofadas, brinquedos, etc. • Mímicas faciais • Brincadeiras com arcos, pneus, • Brincar de luta cordas, bolas, • Dança e cantigas de roda • Senta-se e deita em posições • Práticas esportivas diferentes; • Apontar objetos • Materiais que rolem, pelo chão, túneis • Dar tchau de pano; • Embalar bonecas • Bolas chutadas, lançadas, etc. • Movimento de preensão e • Móbiles lançamento • Brincadeiras com tábuas, bancos,
  8. 8. • Andar, correr, pular, saltar pontes, caminhos, labirintos; • Gestos, posturas e ritmos • Espantalho arrepiado; • Canto e movimento • Pegar o rabo, vou ou não voa; • Morto vivo, coelhinho sai da toca • Chicotinho queimado; • Correr, subir, descer, escorregar, • Movimentos corporais relacionados à agachar, pendurar-se; estória; • Rodar Bambolê • Subir e descer as escadas; • Pular corda, passar por cima ou por • Pular obstáculos, saltar com um pé baixo dela só; • Amarelinha, caracol; • Dança das cadeiras • Cobra – cega, boca – de - forno, • Caminhar entre duas linhas pega – pega • Correr pequenas distâncias, estátua • Passa anel, serra – serra – serrador • Caminhar sobre linhas retas, • O pulo do sapo tortuosas, etc. • Imitando a tartaruga • Rolar, virar cambalhotas; • Corrida ao contrário • Arremessar bolas e parar bolas; • Corrida de dois, Corrida de saco ou • Passar a bola por cima da cabeça e de ovo; por baixo da perna; • Corrida dos bichinhos, corrida do • Centopéia jornal • Coordenar braços e pernas em • Corrida das garrafinhas diversos sentidos; • Arrastar e puxar objetos, corrida da • Corrida dos balões, passar a bola bola • Passar por baixo da cadeira, da • Entrar e sair da caixa de papelão mesa, corda, etc. • Reproduzir movimentos livres • Correndo do canguru, Blocos de • Ginástica aeróbica Encaixe, • Passar por cima das cadeiras • Batata – Quente, siga o mestre • Arrastar-se no chão como se • Andando entre latas, tanque de areia estivesse nadando; • Espelho – cantinho da beleza • Andar na ponta dos pés; • Maquiagem, fantasias, roupas, • Enchendo o balde, parque. sapatos e acessórios. Música Objetivos • Explorar e identificar elementos da música para se expressar, interagir com os outros e ampliar seu conhecimento do mundo; • Perceber e expressar sensações, sentimentos e pensamentos por meio de improvisações e composições. CONTEÚDOS BIMESTRAIS DE MUSICA 1º bimestre 2º bimestre 3º bimestre 4º bimestre- Percepção rítmica - Percepção rítmica - Percepção rítmica - Percepção rítmica- Instrumentos - Instrumentos - Instrumentos - Instrumentosconvencionais convencionais convencionais convencionais- Instrumentos de sucata - Instrumentos de sucata - Instrumentos de sucata - Instrumentos de sucata- Reconhecer e utilizar - Reconhecer e utilizar - Reconhecer e utilizar - Reconhecer e utilizardiferentes ritmos e sons em diferentes ritmos e sons em diferentes ritmos e sons em diferentes ritmos e sons em- Contextos musicais - Contextos musicais - Contextos musicais - Contextos musicais- Organizar e relacionar - Organizar e relacionar - Organizar e relacionar - Organizar e relacionarsons e silêncios sons e silêncios sons e silêncios sons e silêncios- Escolher instrumentos - Escolher instrumentos - Escolher instrumentos - Escolher instrumentos- Apreciação musical - Apreciação musical - Apreciação musical - Apreciação musicalatravés dos vários gêneros através dos vários gêneros através dos vários gêneros através dos vários gênerosmusicais musicais musicais musicais- Manifestações sonoras - Manifestações sonoras - Manifestações sonoras - Manifestações sonoras- Obras musicais - Obras musicais - Obras musicais - Obras musicais- Utilizar os sons em - Utilizar os sons em - Utilizar os sons em - Utilizar os sons embrincadeiras em jogos brincadeiras em jogos brincadeiras em jogos brincadeiras em jogoscantados e rítmicos cantados e rítmicos cantados e rítmicos cantados e rítmicos- Observação e descoberta - Observação e descoberta - Observação e descoberta - Observação e descobertados sons dos sons dos sons dos sons- Cantar - Cantar - Cantar - Cantar- Saber escutar - Saber escutar - Saber escutar - Saber escutar- Participação - Participação - Participação - Participação
  9. 9. - Concentração - Concentração - Concentração - Concentração- Valorizar e respeitar a - Valorizar e respeitar a - Valorizar e respeitar a - Valorizar e respeitar amúsica como produto música como produto música como produto música como produtocultural do ser humano cultural do ser humano cultural do ser humano cultural do ser humano- Participação em - Participação em - Participação em - Participação emcoreografias coreografias coreografias coreografiasAVALIAÇÃO A avaliação será baseada no desempenho dos alunos dentro do que foi proposto e trabalhado como:Desenvolver a memória musical; Explorar livremente , instrumentos e objetos que produzam sons; Apreciar diferentesestilos musicais; Acompanhar coreografias simples e dramatizar músicas. Ouvir, perceber e discriminar eventossonoros diversos; Brincar com música, imitar, inventar e reproduzir criações musicais; Refletir sobre a música comoproduto cultural do ser humano e importante forma de conhecer e representar o mundo. Portanto, se constitui comoinstrumento voltado para reorientar a prática educativa, devendo ser sistemática e contínua ao término de cadabimestre. A avaliação permanente do professor busca compreender as reações da criança diante das atividades edesafios que lhe são propostos ao longo dos bimestres, possibilita a análise do que foi proposto e do que ainda sedeve propor; e identificar as necessidades do grupo para a intensificação de alguns conteúdos significativos. Aavaliação também tem como objetivos informar aos pais o desempenho escolar dos filhos, prevenirem distúrbios daaprendizagem e arrolar dados informativos para especialistas. No final de cada bimestre é realizado o preenchimentoda “FICHA DESCRITIVA” baseado nas observações das características próprias de cada criança em seus aspectos:social, emocional, psicomotor, cognitivo na sua participação nas atividades que abrangeram as diferentes áreas doconhecimento e diversas linguagens Esse material é avaliado mensalmente a fim de intensificar o trabalho ou avançá-lo a partir da observação permanente do professor que busca compreender as reações da criança diante dasatividades e desafios que lhe são propostos ao longo do bimestre. A FICHA DESCRITIVA fica anexada juntamente,com o portfólio nos arquivos da escola e repassado de forma oral, para os pais, com a solicitação de encaminhamentosquando necessário. Ao final de cada semestre o professor através de sua observação, informa ao responsável atravésde um parecer descritivo sobre o desenvolvimento do aluno. Também no encerramento do ano letivo a Ficha Descritivajuntamente com portfólio individual será encaminhada para escola e para o professor da série subseqüente e tambémem caso de ocorrências burocráticas (transferências). Atividades sugeridas para serem desenvolvidas nos Bimestres baseados nos conteúdos citados 1º Bimestre 2º Bimestre 3º Bimestre 4º Bimestre • Expressão de • Expressão musical • Músicas relacionadas • Jogos com cantos; sentimentos através das através do corpo e da a datas • Diferentes gêneros músicas; voz; comemorativas; musicais; • Postura e concentração • Músicas relacionadas • Cantigas de roda; • Preparo dos ensaios necessárias para a a datas • Brincadeiras e escolhas das realização das comemorativas cantadas; músicas para atividades musicais; diferentes; • Músicas com gestos; Formatura; • Equilíbrio, Coordenação; • Diferentes gêneros • Coralzinho; • O silêncio e seu • Cantar envolvendo musicais; • Conhecer e cantar o valor. atividades de rotina; • Conhecer e cantar o Hino Nacional; Possíveis Atividades a • Músicas para Hino Nacional; • O silêncio e seu serem desenvolvidas homenagens, • Postura e valor; • Canções de Ninar; conscientização; concentração Possíveis Atividades a • Músicas para • Brincadeiras cantadas necessárias para a serem desenvolvidas eventos; (Datas para despertar a realização da • Canções de Ninar; comemorativas); atenção e participação atividade musical; • Músicas para • Músicas de rotina: de todos os envolvidos; • Músicas de rotina; eventos; (Datas entrada, lanche, • Imitações de Sons; • Mímicas com gestos, comemorativas); higiene, saída, etc.; • Músicas com mímicas; imitação e sons; • Músicas de rotina: • Audição de diversos • O silêncio e seu valor; • Hora da Música; entrada, lanche, gêneros musicais; • Noção do Hino Nacional; Possíveis Atividades a higiene, saída, etc.; • Bandinha rítmica; Possíveis Atividades a serem desenvolvidas • Audição de diversos • Situações rítmicas de serem desenvolvidas • Canções de Ninar; gêneros musicais; equilíbrio; • Canções de Ninar; • Músicas para • Bandinha rítmica; • Jogos de mãos • Músicas para eventos; eventos; (Datas • Situações rítmicas de ritmadas; (Datas comemorativas); comemorativas); equilíbrio; • Manifestações • Músicas de rotina: • Músicas de rotina: • Jogos de mãos espontâneas; entrada, lanche, higiene, entrada, lanche, ritmadas; • Brincadeiras com saída, etc.; higiene, saída, etc.; • Manifestações rimas, par lendas, • Audição de diversos • Audição de diversos espontâneas; danças regionais; gêneros musicais; gêneros musicais; • Brincadeiras com • Refrões, • Bandinha rítmica; • Bandinha rítmica; rimas, par lendas, onomatopéias; • Situações rítmicas de • Situações rítmicas de danças regionais; • Brincar de estátua: equilíbrio; equilíbrio; • Refrões, som diverso e • Jogos de mãos • Jogos de mãos onomatopéias; silêncio;
  10. 10. ritmadas; ritmadas; • Brincar de estátua: • Orquestra de papel; • Manifestações • Manifestações som diverso e • Movimento do corpo espontâneas; espontâneas; silêncio; com • Brincadeiras com rimas, • Brincadeiras com • Orquestra de papel; acompanhamento de par lendas, danças rimas, par lendas, • Movimento do corpo música; regionais; danças regionais; com • Marcha; • Refrões, onomatopéias; • Refrões, acompanhamento de • Bater palmas, pés, • Brincar de estátua: som onomatopéias; música; etc.; diverso e silêncio; • Brincar de estátua: • Marcha; • Assobiar – cantando • Orquestra de papel; som diverso e • Bater palmas, pés, histórias; • Movimento do corpo silêncio; etc.; • Trabalho com com acompanhamento • Orquestra de papel; • Assobiar – cantando gêneros – música de música; • Movimento do corpo histórias; erudita, popular, do • Marcha; com • Trabalho com cancioneiro, infantil, • Bater palmas, pés, etc.; acompanhamento de gêneros – música regional, músicas de • Assobiar – cantando música; erudita, popular, do propaganda, trilha histórias; • Marcha; cancioneiro, infantil, sonora de filmes, • Trabalho com gêneros – • Bater palmas, pés, regional, músicas de etc.; música erudita, popular, etc.; propaganda, trilha • Pesquisas de do cancioneiro, infantil, • Assobiar – cantando sonora de filmes, brinquedos cantados; regional, músicas de histórias; etc.; • Jogos de propaganda, trilha • Trabalho com • Pesquisas de improvisação; sonora de filmes, etc.; gêneros – música brinquedos cantados; • Cantar – forte e fraco, • Pesquisas de erudita, popular, do • Jogos de alto e baixo; brinquedos cantados; cancioneiro, infantil, improvisação; • Oficina de música: • Jogos de improvisação; regional, músicas de • Cantar – forte e construção com • Cantar – forte e fraco, propaganda, trilha fraco, alto e baixo; sucatas e materiais alto e baixo; sonora de filmes, • Oficina de música: recicláveis; • Oficina de música: etc.; construção com • Sirenes, apitos, construção com sucatas • Pesquisas de sucatas e materiais chocalhos, sinos, e materiais recicláveis; brinquedos cantados; recicláveis; folhas de papel e • Sirenes, apitos, • Jogos de • Sirenes, apitos, etc; chocalhos, sinos, folhas improvisação; chocalhos, sinos, de papel e etc; • Cantar – forte e folhas de papel e fraco, alto e baixo; etc; • Oficina de música: construção com sucatas e materiais recicláveis; • Sirenes, apitos, chocalhos, sinos, folhas de papel e etc; Artes Visuais Objetivos• Interessar-se pelas próprias produções, pelas de outras crianças e pelas diversas obras artísticas (regionais, nacionais e internacionais) com as quais entrem em contato, ampliando seu conhecimento do mundo e da cultura;• Produzir trabalhos de arte, utilizando a linguagem do desenho, da pintura, da modelagem, da colagem, da construção, desenvolvimento, o gosto, o cuidado e o respeito pelo processo de produção e criação. CONTEÚDOS BIMESTRAIS DE ARTES 1º bimestre 2º bimestre 3º bimestre 4º bimestre - cores primárias (vermelho, - recordando cores - recordando cores - recordando cores amarelo e azul) primárias (vermelho, primárias e secundárias primárias, secundárias e amarelo e azul) neutras - Produzir trabalhos - cor secundária (roxo) e utilizando a linguagem - cores secundárias (laranja da neutra (preto) - cor neutra (branco) artística, o cuidado e e verde) respeito pelo processo de - Organizar e cuidar dos - Organizar e cuidar dos criação pessoal e coletiva; - Organizar e cuidar dos materiais utilizados bem materiais utilizados bem materiais utilizados bem como do ambiente de como do ambiente de - Organizar e cuidar dos como do ambiente de produção; produção; materiais utilizados bem produção; como do ambiente de - Apreciar o próprio - Apreciar o próprio produção; - Apreciar o próprio trabalho e o dos colegas; trabalho e o dos colegas; trabalho e o dos colegas; - Apreciar o próprio trabalho e o dos colegas; - Explorar e identificar - Explorar e identificar
  11. 11. - Explorar e identificar elementos da música para elementos da música para- Explorar e identificar elementos da música para se expressar, interagir com se expressar, interagir comelementos da música para se expressar, interagir com os outros e ampliar seu os outros e ampliar seuse expressar, interagir com os outros e ampliar seu conhecimento de mundo; conhecimento de mundo;os outros e ampliar seu conhecimento de mundo;conhecimento de mundo; - Conhecer e ordenar seus - Conhecer e ordenar seus - Conhecer e ordenar seus movimentos; movimentos;- Conhecer e ordenar seus movimentos;movimentos; • Propiciar atividades • Propiciar atividades • Propiciar atividades plásticas, que utilizem plásticas, que utilizem• Propiciar atividades plásticas, que utilizem materiais diversificados, materiais diversificados,plásticas, que utilizem materiais diversificados, criando um ambiente de criando um ambiente demateriais diversificados, criando um ambiente de uso coletivo e organização uso coletivo e organizaçãocriando um ambiente de uso coletivo e organização dos materiais, assim como dos materiais, assim comouso coletivo e organização dos materiais, assim como de apreciação dos próprios de apreciação dos própriosdos materiais, assim como de apreciação dos próprios trabalhos e dos colegas; trabalhos e dos colegas;de apreciação dos próprios trabalhos e dos colegas;trabalhos e dos colegas; • Ouvir as músicas para • Ouvir as músicas para • Ouvir as músicas para apreciação; apreciação;• Ouvir as músicas para apreciação;apreciação; • Cantar vivenciando os • Cantar vivenciando os • Cantar vivenciando os movimentos da música; movimentos da música;• Cantar vivenciando os movimentos da música;movimentos da música; • Desenvolver atividades • Desenvolver atividades • Desenvolver atividades que explorem o corpo e que explorem o corpo e• Desenvolver atividades que explorem o corpo e suas capacidades. suas capacidades.que explorem o corpo e suas capacidades.suas capacidades. - desenho livre e pintura. - desenho livre e pintura. - desenho livre e pintura.- desenho livre e pintura. - Sucata. - Sucata. - Sucata.- Sucata. - Argila e massinha. - Argila e massinha. - Argila e massinha.- Argila e massinha. - Utilização de lápis, - Utilização de lápis, - Utilização de lápis, pincéis, cola pincéis, cola- Utilização de lápis, pincéis, colapincéis, cola - Com muito incentivo, - Com muito incentivo, - Com muito incentivo, estimulando a criança estimulando a criança- Com muito incentivo, estimulando a criança através de elogios. através de elogios.estimulando a criança através de elogios.através de elogios. - Material de sucata e - Material de sucata e - Material de sucata e criatividade do professor. criatividade do professor.- Material de sucata e criatividade do professor.criatividade do professor. ·- Apresentação de argila e ·- Apresentação de argila e ·- Apresentação de argila e massinha. massinha.·- Apresentação de argila e massinha.massinha. - experiências com areia - experiências com areia - experiências com areia (ou barro) e água, desenho (ou barro) e água, desenho- experiências com areia (ou barro) e água, desenho sobre diversos tipos de sobre diversos tipos de(ou barro) e água, desenho sobre diversos tipos de papel (inclusive celofane e papel (inclusive celofane esobre diversos tipos de papel (inclusive celofane e lixa), pintura (de dedos, lixa), pintura (de dedos,papel (inclusive celofane e lixa), pintura (de dedos, com rolo e pincel), colagem com rolo e pincel), colagemlixa), pintura (de dedos, com rolo e pincel), colagem (papel, tecido, sucata, (papel, tecido, sucata,com rolo e pincel), colagem (papel, tecido, sucata, folhas, lã e etc), mosaico, folhas, lã e etc), mosaico,(papel, tecido, sucata, folhas, lã e etc), mosaico, recorte e colagem, recorte e colagem,folhas, lã e etc), mosaico, recorte e colagem, rasgadura, dobradura, rasgadura, dobradura,recorte e colagem, rasgadura, dobradura, moldagem (massinha moldagem (massinharasgadura, dobradura, moldagem (massinha pronta ou de farinha e pronta ou de farinha emoldagem (massinha pronta ou de farinha e argila), confecção de jogos argila), confecção de jogospronta ou de farinha e argila), confecção de jogos e brinquedos com sucatas, e brinquedos com sucatas,argila), confecção de jogos e brinquedos com sucatas, confecção de máscaras e confecção de máscaras ee brinquedos com sucatas, confecção de máscaras e fantasias, confecção de fantasias, confecção deconfecção de máscaras e fantasias, confecção de maquetes etc. maquetes etc.
  12. 12. fantasias, confecção de maquetes etc.maquetes etc. - apreciação de obras de - apreciação de obras de - apreciação de obras de artes artes- apreciação de obras de artesartes - técnicas desenho - técnicas desenho - técnicas desenho- técnicas desenho -técnicas de pintura -técnicas de pintura-técnicas de pintura -técnicas de pinturaAVALIAÇÃO A avaliação será baseada no desempenho dos alunos dentro do que foi proposto e trabalhado como:Reconhecer as diversas cores em situações de uso; Desenhar, fazendo representações de histórias, cenas ouvidas ouvivenciadas; Pesquisar e apreciar obras de artes; Fazer dobraduras simples; Desenhar figura humana com maisdetalhes e diferenciação sexual. Utilizar a tesoura com preensão correta, para fazer recortes livres ou dirigidos;Modelar livremente, massinha e argila, dando clareza às formas. Portanto, se constitui como instrumento voltado parareorientar a prática educativa, devendo ser sistemática e contínua ao término de cada bimestre. A avaliaçãopermanente do professor busca compreender as reações da criança diante das atividades e desafios que lhe sãopropostos ao longo dos bimestres, possibilita a análise do que foi proposto e do que ainda se deve propor; e identificaras necessidades do grupo para a intensificação de alguns conteúdos significativos. A avaliação também tem comoobjetivos informar aos pais o desempenho escolar dos filhos, prevenirem distúrbios da aprendizagem e arrolar dadosinformativos para especialistas. No final de cada bimestre é realizado o preenchimento da “FICHA DESCRITIVA”baseado nas observações das características próprias de cada criança em seus aspectos: social, emocional,psicomotor, cognitivo na sua participação nas atividades que abrangeram as diferentes áreas do conhecimento ediversas linguagens Esse material é avaliado mensalmente a fim de intensificar o trabalho ou avançá-lo a partir daobservação permanente do professor que busca compreender as reações da criança diante das atividades e desafiosque lhe são propostos ao longo do bimestre. A FICHA DESCRITIVA fica anexada juntamente, com o portfólio nosarquivos da escola e repassado de forma oral, para os pais, com a solicitação de encaminhamentos quandonecessário. Ao final de cada semestre o professor através de sua observação, informa ao responsável através de umparecer descritivo sobre o desenvolvimento do aluno. Também no encerramento do ano letivo a Ficha Descritivajuntamente com portfólio individual será encaminhada para escola e para o professor da série subseqüente e tambémem caso de ocorrências burocráticas (transferências). Atividades sugeridas para serem desenvolvidas nos Bimestres baseados nos conteúdos citados 1º Bimestre 2º Bimestre 3º Bimestre 4º Bimestre • Desenhos livres; • Desenho livre e • Desenhos; • Importância da • Desenhos através da coordenação; • Pinturas; estética dos auto memorização; • Recortes; • Modelagem; trabalhos; • Respeito aos contornos • Colagens; • Colagens com • Técnicas de pintura quando pintar; • Dobraduras, cores; materiais diversos; e desenho; • Auto - retrato, retrato de • Superfícies; • Dobraduras; • Construir brinquedos família; • Textura; • Pontos, linhas; com sucatas; • Retrato do professor, • Modelagem; • Formas, tamanhos; • Recortes e colagens; colegas; • Atividades do Projeto; • Cores, espaços; • Atividades do • Pintura com diversos • Exposições dos • Volumes; Projeto; materiais; Trabalhos; • Texturas; • Exposições dos • Colagens, formas; • Exploração de • Atividades do Projeto; Trabalhos; • Histórias Ilustradas; diferentes materiais no • Mistura das cores; • Obras de Arte; • Trabalhos com o Projeto; campo plástico; • Exposições dos • Técnicas de desenho • Datas Comemorativas; • Dramatizações com trabalhos; e pintura; • Modelagem; confecção de • Obras de arte; • Dramatizações; • História Oral com fantoches; • Técnicas de desenho • Danças; desenhos; • Construção de jogos; e pintura; • Brincadeiras – • Atividades do Projeto; • Obras de arte; • Dramatizações; Pequenos Artistas. • Exposições dos • Argila, carvão, • Danças; Possíveis atividades a trabalhos; massinha de modelar, serem desenvolvidas • Brincadeiras – • Obras de arte. lixa, diversas tintas, Pequenos Artistas. Possíveis atividades a Bombril, esponja, - Pinturas, desenhos, Possíveis atividades a colagem, gravura, serem desenvolvidas canudinho, giz, pente, serem desenvolvidas barbante e etc. escultura, gravetos, - Pinturas, desenhos, Possíveis atividades a pedras, carvão, tinta - Pinturas, desenhos, colagem, gravura, escultura, serem desenvolvidas caseira, artefatos, artes colagem, gravura, gravetos, pedras, carvão, gráficas; escultura, gravetos, tinta caseira, artefatos, artes - Pinturas, desenhos, - Histórias em pedras, carvão, tinta gráficas; colagem, gravura, quadrinhos, teatro, caseira, artefatos, artes - Histórias em quadrinhos, escultura, gravetos, desenho livre e dirigido, gráficas; teatro, desenho livre e pedras, carvão, tinta desenho de observação, - Histórias em quadrinhos, dirigido, desenho de caseira, artefatos, artes desenho com teatro, desenho livre e interferência;
  13. 13. observação, desenho com gráficas; dirigido, desenho de - Obras de arte interferência; - Histórias em quadrinhos, observação, desenho com apreciação e releitura, - Obras de arte apreciação e teatro, desenho livre e interferência; biografia do pintar, releitura, biografia do pintar, dirigido, desenho de - Obras de arte apreciação exposições de trabalhos, exposições de trabalhos, observação, desenho com e releitura, biografia do pintar com as mãos, pintar com as mãos, dedos, interferência; pintar, exposições de dedos, pincéis; pincéis; - Obras de arte apreciação trabalhos, pintar com as - Rasgar e arremessar - Rasgar e arremessar e releitura, biografia do mãos, dedos, pincéis; papéis, colorir e rabiscar papéis, colorir e rabiscar com pintar, exposições de - Rasgar e arremessar com giz de cera; giz de cera; trabalhos, pintar com as papéis, colorir e rabiscar - Colorir e rabiscar com - Colorir e rabiscar com giz mãos, dedos, pincéis; com giz de cera; giz de cera; de cera; - Rasgar e arremessar - Colorir e rabiscar com giz - Realizar colagens livres - Realizar colagens livres papéis, colorir e rabiscar de cera; com palitos, bolinhas de com palitos, bolinhas de com giz de cera; - Realizar colagens livres papel, flores secas, papel, flores secas, folhas, - Colorir e rabiscar com giz com palitos, bolinhas de folhas, sementes, sementes, tecidos, papéis de cera; papel, flores secas, folhas, tecidos, papéis variados; variados; - Realizar colagens livres sementes, tecidos, papéis - Desenhar com lápis, giz - Desenhar com lápis, giz de com palitos, bolinhas de variados; de cera, tintas, carvão; cera, tintas, carvão; papel, flores secas, folhas, - Desenhar com lápis, giz - Atividades com areia, - Atividades com areia, terra, sementes, tecidos, papéis de cera, tintas, carvão; terra, argila, massa de argila, massa de modelar, variados; - Atividades com areia, modelar, tecido, papéis tecido, papéis coloridos, - Desenhar com lápis, giz terra, argila, massa de coloridos, papelão, papelão, jornais, parede, de cera, tintas, carvão; modelar, tecido, papéis jornais, parede, chão, chão, caixas, madeiras, - Atividades com areia, coloridos, papelão, jornais, caixas, madeiras, carimbos, sucatas, etc.; terra, argila, massa de parede, chão, caixas, carimbos, sucatas, etc.; - Pintura com giz de cera e modelar, tecido, papéis madeiras, carimbos, - Pintura com giz de cera de lousa, brochas, rolos de coloridos, papelão, jornais, sucatas, etc.; e de lousa, brochas, pinturas, esponjas, escova, parede, chão, caixas, - Pintura com giz de cera e rolos de pinturas, lixa, canudo, corantes, madeiras, carimbos, de lousa, brochas, rolos esponjas, escova, lixa, guache, conta gotas, sucatas, etc.; de pinturas, esponjas, canudo, corantes, barbantes, canetinhas, - Pintura com giz de cera e escova, lixa, canudo, guache, conta gotas, pentes; de lousa, brochas, rolos de corantes, guache, conta barbantes, canetinhas, - Outros materiais: espátulas, pinturas, esponjas, gotas, barbantes, pentes; colas, lã, linhas, tesouras, escova, lixa, canudo, canetinhas, pentes; - Outros materiais: esferas, garfos, carretilhas, corantes, guache, conta - Outros materiais: espátulas, colas, lã, carbono, Xerox, fotografias, gotas, barbantes, espátulas, colas, lã, linhas, linhas, tesouras, esferas, vídeos; canetinhas, pentes; tesouras, esferas, garfos, garfos, carretilhas, - Confecções de materiais. - Outros materiais: carretilhas, carbono, carbono, Xerox, espátulas, colas, lã, linhas, Xerox, fotografias, vídeos; fotografias, vídeos; tesouras, esferas, garfos, - Confecções de materiais. - Confecções de carretilhas, carbono, materiais. Xerox, fotografias, vídeos; - Confecções de materiais. Linguagem Oral e Escrita Objetivos • Ampliar gradativamente suas possibilidades de comunicação e expressão, interessando-se por conhecer vários gêneros orais e escritos e participando de diversas situações de intercâmbio social nas quais possa contar sua vivência, ouvir as de outras pessoas, elaborar e responder perguntas; • Familiarizar-se com a escrita por meio do manuseio de livros, revistas e outras portadores de texto e da vivência de diversas situações nas quais seu uso se faça necessário; • Escutar textos lidos, apreciando a leitura feita pelo professor; • Interessar-se por escrever palavras e textos ainda que não de forma convencional; • Reconhecer seu nome escrito, sabendo identificá-lo nas diversas situações do cotidiano; • Escolher os livros para ler e apreciar. CONTEÚDOS BIMESTRAIS DE LINGUAGEM ORAL E ESCRITA 1º bimestre 2º bimestre 3º bimestre 4º bimestre- apresentação do nome - escrita do nome próprio - escrita do nome próprio - escrita do nome próprio(chamada, letra de reconhecendo todas as letras reconhecendo todas asimprensa maiúscula, - alfabeto (letra de imprensa e seu valor sonoro sem ser de letras e seu valor sonoroconversas informais, maiúscula) memória de familiares sem ser de memória derotinas, hora das próximos ( mamãe, papai, familiares próximosnovidades, hora da irmãos) ( mamãe, papai, irmãos) e - conversas informaishistória, brincadeiras, etc) colegas de escola e - alfabeto (letra de imprensa professor - rotinas- registros dos desenhos maiúscula
  14. 14. - uso da linguagem oral - hora das novidades - conversas informais - alfabeto (letra denas conversas, imprensa maiúsculabrincadeiras, - Hora da história - rotinascomunicação e interpretação oral e através - conversas informaisexpressão de idéias, de desenhos. - hora das novidadesopiniões, sentimentos, - rotinasdesejos, etc nas - organização do - hora da história-interpretaçãodiferentes situações de pensamento lógico e seqüência lógica dos fatos - hora das novidadesinteração presentes no (interpretação de figura comcotidiano poucos detalhes - organização do pensamento - hora da história- uso do texto nas lógico (interpretação de figura interpretação e seqüência - brincadeiras envolvendo com detalhes lógica dos fatosdiversas modalidades de duas ações: registroslinguagem dos desenhos e identificação - associação de idéias ( de - organização do nome visualmente (letra- reconhecimento do imagens com escrita) do pensamento lógico de imprensa maiúscula)próprio nome e (interpretação de figuraestabelecimento da - brincadeiras envolvendo com vários detalhes - revisão das vogais A, E, I,relação deste, com duas ou mais ações O ,U e apresentação dasconjunto de nomes do - associação de idéias ( de letras do alfabetogrupo ao qual está - registros da escrita de imagens com a escrita)inserido pequenas frases - identificação e - brincadeiras envolvendo reconhecimento das letras- percepção da relação - identificação do nome duas ou mais ações do alfabeto dentro do nomeentre o falado e o escrito visualmente (letra de imprensa próprio (imprensa maiúscula) maiúscula e minúscula) - registros das escritas- manuseio de variados espontâneas de pequenas - pesquisa das vogais namateriais impressos - recordando: letras do frases e pequenos textos forma de imprensa(livros,revistas, jornais, alfabeto maiúsculaetc) - identificação do nome - identificação visualmente (letra de - identificação- leitura como prazer de e reconhecimento de todas as imprensa maiúscula) e reconhecimento das letrasler letras do alfabeto de forma de do nome imprensa maiúscula (visual e - uso da linguagem oral nas- ampliação do auditiva) conversas, brincadeiras, - pesquisa das letras dovocabulário via relato e comunicação e nome próprio forma dedescrição de pessoas, - expressão de idéias, imprensa maiúsculaobjetos, parlendas, opiniões, sentimentos,histórias, poemas, desejos, etc nas - identificação e - uso da linguagem oral nasmúsicas, etc diferentes situações de reconhecimento das vogais conversas, brincadeiras, interação presentes no nas palavras (visual e comunicação e expressão de- utilização da leitura e ou cotidiano auditiva) idéias, opiniões, sentimentos,da escrita nas diferentes desejos, etc nas diferentesmodalidades de situações de interação - uso do texto nas diversaslinguagem com - uso da linguagem oral nas modalidades de linguagem presentes no cotidianoproduções textuais (orais, conversas, brincadeiras,escritos, visuais) como comunicação e expressão de - uso do texto nas diversas - reconhecimento dodramatização, livros, idéias, opiniões, modalidades de linguagem próprio nome econvites, receitas, etc sentimentos, desejos, etc estabelecimento da relação nas diferentes situações de deste, com conjunto de interação presentes no - reconhecimento e escrita do- reconhecimento e nomes do grupo ao qual cotidiano próprio nome eescrita do próprio nome e está inserido estabelecimento da relaçãodos colegas, juntamente deste, com conjuntocom palavras - uso do texto nas diversas de nomes do grupo ao qual - percepção da relaçãocontextualizadas modalidades de linguagem está inserido entre o falado e o escrito- escrita utilizando o - reconhecimento do próprio - percepção da relação entre o - uso de variados gênerosconhecimento prévio da nome e estabelecimento da falado e o escrito textuais (livros,revistas,língua materna relação deste, com conjunto jornais, etc) de nomes do grupo ao qual está inserido - manuseio de variados- exploração da literatura materiais impressos - leitura como prazer de lerinfantil como fonte de (livros,revistas, jornais, etc)identificação simbólica de - percepção da relação entre o falado e o escrito - ampliação do vocabulárioprazer e entretenimento via relato e descrição de - leitura como prazer de ler pessoas, objetos,- revisão vogais e letras - manuseio de variados parlendas, histórias, materiais impressos - ampliação do vocabulário viado nome

×