Geografia de santa catarina

7,864 views
7,410 views

Published on

1 Comment
5 Likes
Statistics
Notes
No Downloads
Views
Total views
7,864
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
140
Actions
Shares
0
Downloads
217
Comments
1
Likes
5
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Geografia de santa catarina

  1. 1. Geografia de
  2. 4. Aspectos físicos: - Posição Geográfica Situada na região sul do Brasil, limita-se ao norte com o estado do PR e ao sul com o RS. A maior parte da fronteira catarinense é delimitada por rios, destacando-se o Iguaçu e Negro , ao norte, Mampituba, Pelotas e Uruguai ao sul, e Peperi-Guaçu no limite com a Argentina. - Pontos Extremos
  3. 5. Ao norte: Curva do rio Saí-Guaçú Ao sul: Nascente do Mapituba À leste : Ponta dos Ingleses À oeste: Confluência dos rios Uruguai e Peperi-Guaçú
  4. 6. - Geologia e Relevo De leste para oeste:Rochas sedimentares paleozóicas, sedimentos recentes (cenozóica), rochas ígneas e metamórficas (pré-cambriana), rocha ígnea extrusiva mesozóica A geologia catarinense é integrante da geologia sedimentar do Paraná
  5. 7. - Classificação do Relevo: SERRA GERAL 1827 m morro da Boa Vista 30 m Atlântico Porção ORIENTAL Porção OCIDENTAL 200 m
  6. 8. - Hidrografia
  7. 9. - Cobertura Vegetal Catarinense
  8. 10. <ul><li>vegetação porção oriental : Mata Atlântica caracterizada por espécies em extinção (canela-preta, peroba vermelha, palmiteiros, etc.) e Vegetação Litorânea . </li></ul><ul><li>vegetação do planalto norte : predominam formações florestais, destacando-se a Mata dos Pinhais. Muito explorada por madereiras. </li></ul><ul><li>vegetação oeste: matas subtropicais sem presença da araucária </li></ul>
  9. 11. - Povoamento: - Inicialmente habitada por indígenas, com relatos de náufragos europeus no século XVI. - No século XVII, ocorre a fundação das primeiras cidades: São Francisco, Desterro e Laguna, por povoadores da Capitania de São Vicente. - Mais tarde, chegam os açorianos no litoral, e efetiva-se a ocupação do planalto (Lages) por paulistas. - No séc.. XIX sobressai a imigração de europeus, principalmente italianos e alemães.
  10. 12. - Estrutura da população - população: 5,4 milhões de habitantes. - taxa de crescimento de 1,44 % ao ano. - densidade demográfica 52 hab./ km.².
  11. 13. Atividades Econômicas
  12. 14. - Economia Catarinense Suinocultura Têxtil Carvão Cerâmica Vermelha Madeira e Móveis
  13. 15. - Agropecuária - Litoral: arroz, banana, fumo, gado leiteiro e hortaliças. - Planalto: criação de gado, alho, maçã. Na microrregião de Canoinhas e Rio do Sul, soja, fumo, feijão e milho. - Oeste: suínos, aves, milho e soja.
  14. 16. - Extrativismo - Vegetal: madeira teve seu apogeu entre as décadas de 40 e 60, baixando a produção devido à devastação das matas de araucária. - Animal: com destaque para a pesca artesanal e industrial. Itajaí, Navegantes e Porto Belo. - Mineral: SC produz mais de 65% do carvão nacional. O carvão catarinense possui razoável teor de cinzas e elevado poder calorífico. Além de ser empregado nas metalúrgicas é usado para geração de energia. Também possui reservas de fluorita. Criciúma, Tubarão, Lauro Muller.
  15. 18. Pólo Agro-industrial: - Vale do rio do Peixe e Oeste: destaca-se internacionalmente a produção e comercialização de frangos e suínos, com padrão de qualidade exigidos pela EU e EUA. Destaque na produção de soja, milho, óleos vegetais e ração animal. Principais empresas: Ceval Alimentos S.A (BUNGE), Perdigão Agroindústria, Sadia, Seara. Pólo eletro-metal-mecânico - Região norte do estado: Joinville, Jaraguá do Sul e Joaçaba, etc.. Destaca-se a produção de motores elétricos, conexões de ferro, geladeiras, componentes para indústria automobilística.
  16. 19. - principais empresas : EMBRACO, Fundição TUPY, WEG Motores, Kolbach S.A, etc.. Pólo mineral: - Região Sul: extrativismo do carvão mineral, caulim e argila. Criciúma, Siderópolis, Urussanga, Tubarão, etc. Santa Catarina é responsável por 60% da produção nacional de revestimentos cerâmicos. - principais empresas: Carbonífera Criciúma, C. Carbonífera de Urussanga, CECRISA, Indústria de azulejos Eliane, Cerâmica Portobelo, etc..
  17. 20. Pólo florestal: - Planalto norte e serrano: compreende os ramos da madeira, mobiliário, papel e papelão. São Bento do Sul e Rio Negrinho concentram o maior número de industriais moveleiras da A. Latina. O segmento de papel e papelão situa-se entre as regiões de Canoinhas e Lages. - principais empresas: Igaras Papéis e Embalagens, CELUCAT, RIGESA, Batistella, Móveis Pérola, etc.. Pólo têxtil e do vestuário: - Vale do Itajaí: esta região abriga a maior concentração de industrias têxteis do país. - principais empresas: Hering, Teka, Artex, Malwe, etc.

×