Vamos brincar de  Ping Pong ? O jogo como alternativa na prática educativa matemática nos anos finais do ensino fundamenta...
Objetivo do Estudo Este artigo tem como objetivo discutir a utilização do jogo, em especial o  ping pong , como ferramenta...
Contexto do Estudo Este estudo apresenta o relato de experiência sobre o uso do  Ping Pong  na prática de ensino matemátic...
“ SE OUÇO, ESQUEÇO;  SE OLHO, RECORDO;  SE FAÇO, COMPREENDO.  (Provérbio chinês atribuído a Confúcio)
Matemática e  Ping Pong : O que há em Comum? <ul><li>Descobrir com os alunos as similaridades entre o  Ping Pong  e a Mate...
Matemática e  Ping Pong : O que há em Comum? <ul><li>Exemplo:  </li></ul><ul><li>Um dos conceitos estudados concomitante à...
Matemática e  Ping Pong : O que há em Comum?
Matemática e  Ping Pong : O que há em Comum?
Contribuições do Ping Pong para o desenvolvimento humano <ul><li>Melhora a circulação sanguínea;  </li></ul><ul><li>Desenv...
Contribuições do jogo pedagógico na construção e aplicação de conceitos matemáticos Pensar produtivamente Desenvolver habi...
A ação no jogo, tanto quanto no problema, envolve um objetivo único que é vencer o jogo ou resolver o problema e, em ambos...
<ul><li>Dificuldades encontradas : defasagem de conteúdos referentes aos anos anteriores; falta de apoio e entendimento po...
Considerações Finais <ul><li>O trabalho com jogos possibilita ao aluno desenvolver a socialização e a autoconfiança, estim...
Referências Bibliográficas ANDRADE, R. Calaes de. Interdisciplinaridade: Um novo paradigma curricular. In: GOULART, I. Bar...
Agradecimentos e Contatos Monica Baeta Marques [email_address] Luciana Mendonça lucianafmendonca@gmail.com
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

Vamos brincar de ping pong? O Jogo como alternativa na prática educativa matemática nos anos finais do Ensino Fundamental

8,623

Published on

Este estudo foi apresentado no III Congresso Internacional Cotidiano Dialógos sobre Diálogos, tendo como objetivo discutir a utilização do jogo, em especial o ping pong, como ferramenta no ensino da Matemática, tendo em vista que possibilita a melhoria do desempenho físico, propiciando um espaço de socialização, desenvolvimento de habilidades e competências necessárias  (SILVA e KODAMA, 2004).  

Published in: Education
0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total Views
8,623
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
1
Actions
Shares
0
Downloads
61
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Vamos brincar de ping pong? O Jogo como alternativa na prática educativa matemática nos anos finais do Ensino Fundamental

  1. 1. Vamos brincar de Ping Pong ? O jogo como alternativa na prática educativa matemática nos anos finais do ensino fundamental Mônica Baeta Marques Universidade Castelo Branco/ Universidade do Estado do Rio de Janeiro Luciana Mendonça Universidade Castelo Branco/ Universidade do Estado do Rio de Janeiro
  2. 2. Objetivo do Estudo Este artigo tem como objetivo discutir a utilização do jogo, em especial o ping pong , como ferramenta no ensino da Matemática, tendo em vista que possibilita a melhoria do desempenho físico, propiciando um espaço de socialização, desenvolvimento de habilidades e competências necessárias  (SILVA e KODAMA, 2004).  
  3. 3. Contexto do Estudo Este estudo apresenta o relato de experiência sobre o uso do Ping Pong na prática de ensino matemática de uma turma de 9º ano numa escola pública situada no município do Rio de Janeiro. A docente que participou do estudo leciona há 11 anos e apontou o uso desta modalidade esportiva como motivadora para o ensino dos conteúdos curriculares em razão da preferência dos estudantes por esta atividade.
  4. 4. “ SE OUÇO, ESQUEÇO; SE OLHO, RECORDO; SE FAÇO, COMPREENDO. (Provérbio chinês atribuído a Confúcio)
  5. 5. Matemática e Ping Pong : O que há em Comum? <ul><li>Descobrir com os alunos as similaridades entre o Ping Pong e a Matemática; </li></ul><ul><li>Conhecer as regras do jogo e a abordagem dos conceitos matemáticos presentes na atividade vivenciada; </li></ul><ul><li>Abordar os conteúdos curriculares do ano em questão: ângulos complementares, suplementares, adjacentes, Teorema de Tales e suas conseqüências, Semelhança entre triângulos. Por conseqüência, foi possível inserir outros conceitos como geometria, números decimais que nos levaram ao estudo do Teorema de Pitágoras, relações métricas em um triângulo retângulo, entre outros; </li></ul><ul><li>Com o material pesquisado pelos alunos sobre a temática realizar estudos sobre Estatística e Probabilidade que permitem coletar, descrever, organizar, analisar e comunicar dados, uma vez que está presente no cotidiano por meio de índices, tabelas e gráficos; </li></ul>
  6. 6. Matemática e Ping Pong : O que há em Comum? <ul><li>Exemplo: </li></ul><ul><li>Um dos conceitos estudados concomitante à prática do ping pong foi sobre ÂNGULOS. Para ilustrar podemos verificar no manual apresentado pelo professor Marco Yamada (2007), no item 13, que a posição do corpo em relação à mesa precisa estar a 30  , e no item 14, os braços precisam estar abertos formando um ângulo de 100  e 30  dependendo da jogada, como podemos perceber nos desenhos a seguir: </li></ul>
  7. 7. Matemática e Ping Pong : O que há em Comum?
  8. 8. Matemática e Ping Pong : O que há em Comum?
  9. 9. Contribuições do Ping Pong para o desenvolvimento humano <ul><li>Melhora a circulação sanguínea; </li></ul><ul><li>Desenvolve a velocidade de raciocínio e habilidades; </li></ul><ul><li>Melhora a coordenação motora e reflexos; </li></ul><ul><li>Melhora a visão escrita e exercita os nervos dos olhos; </li></ul><ul><li>Melhora a capacidade de aprendizado, concentração e raciocínio abstrato; </li></ul><ul><li>Numa partida não existem choques físicos evitando-se traumas e brigas; </li></ul><ul><li>É considerado um dos esportes que mais utiliza o cérebro; </li></ul><ul><li>Possibilita a percepção do próprio corpo e domínio corporal; </li></ul><ul><li>Desenvolve a lateralidade; </li></ul><ul><li>Desenvolve e aprimora o relacionamento social. </li></ul>
  10. 10. Contribuições do jogo pedagógico na construção e aplicação de conceitos matemáticos Pensar produtivamente Desenvolver habilidades de raciocínio como organização, atenção e concentração , uma vez que já que possui uma postura crítica diante de situações que demandam respostas e contribui para a construção e organização do pensamento lógico-matemático. Desenvolver o raciocínio lógico (questionar, analisar, conjecturar, verificar, organizar, discutir, interpretar, solucionar, observar, concentrar, generalizar) Ser desafiador e interessante possibilita ao indivíduo analisar a própria ação no jogo, portanto, se auto-avaliar sem a interferência do adulto . Envolver todos do início ao fim no jogo, leva ao desenvolvimento da inteligência, uma vez que estimula a capacidade mental e desenvolve a capacidade de cooperação do sujeito Equipar o aluno com estratégias para resolver problemas. Ensinar a enfrentar situações novas .
  11. 11. A ação no jogo, tanto quanto no problema, envolve um objetivo único que é vencer o jogo ou resolver o problema e, em ambos os casos, o indivíduo se sente desafiado e motivado a cumprir tal objetivo. Atingir o objetivo implica em dominar, em conhecer, em compreender todos os aspectos envolvidos na ação e, portanto, produzir conhecimento. (Grando, 1995, p.77) Metodologia Resolução de Problemas
  12. 12. <ul><li>Dificuldades encontradas : defasagem de conteúdos referentes aos anos anteriores; falta de apoio e entendimento por parte da Direção da Escola. </li></ul><ul><li>Objetivos alcançados : Além de aumentar a auto-estima e a confiança, diminuir a dependência, desenvolver o sentido de cooperação, diminuir a rejeição às tarefas, aumentar o interesse na participação das aulas, motivar, desenvolver a criatividade, aumentar a concentração e a atenção, diminuir a indisciplina, também possibilitou o desenvolvimento cognitivo do aluno, produzindo, construindo e aprimorando alguns conceitos matemáticos. </li></ul>Resultados
  13. 13. Considerações Finais <ul><li>O trabalho com jogos possibilita ao aluno desenvolver a socialização e a autoconfiança, estimular o pensamento independente, o senso cooperativo e a criatividade, para depois, construir conceitos matemáticos; </li></ul><ul><li>A prática necessita estar fundamentada em teorias que suportem os conteúdos matemáticos, portanto, comprometida com a maneira que o conhecimento é adquirido pelo indivíduo; </li></ul><ul><li>No caso do tênis de mesa, percebem-se claramente as habilidades e competências que podem ser desenvolvidas, bem como alguns conceitos matemáticos que podem ser construídos, trabalhados e explorados, tais como: unidades de medidas de tempo, comprimento, massa, operações com números naturais e racionais, porcentagens, leitura de dados estatísticos, leitura e interpretação de tabelas e gráficos, perímetro, área, volume, ângulos, figuras geométricas planas e não planas, geometria , funções, entre tantos outros. </li></ul>
  14. 14. Referências Bibliográficas ANDRADE, R. Calaes de. Interdisciplinaridade: Um novo paradigma curricular. In: GOULART, I. Barbosa et al. (org.) A Educação na perspectiva construtivista: reflexões de uma equipe interdisciplinar. 3.ed. Petrópolis: Vozes, p.93-104, 2001.   BORIN, Júlia. Jogos e Resolução de Problemas: Uma estratégia para as aulas de matemática. 2.ed. São Paulo: IME-USP, 1996.   D´AMBROSIO, Ubiratan. A Era da Consciência. Aula magna do primeiro curso de pós-graduação em Ciências e Valores Humanos no Brasil. 2.ed. São Paulo: Editora Fundação Peirópolis, 1997.   DANTE, Luiz Roberto. Didática da Resolução de Problemas de Matemática. 12.ed. São Paulo: Editora Ática, 1999.   GOULART, Íris Barbosa. Em que consiste o modelo construtivista. In: GOULART, Íris Barbosa et al (org.) A Educação na perspectiva construtivista: reflexões de uma equipe interdisciplinar. 3.ed. Petrópolis: Vozes, 2001, p.15-27.   KAMII, C.; DEVRIES, R. (orgs.) Jogos em grupo na educação infantil: Implicações na Teoria de Piaget. São Paulo: Trajetória Cultural, 1991.   KISHIMOTO, T. M. O Jogo e a educação infantil. São Paulo: Pioneira Thomsom Learning, 2003.   YAMADA, Marcos. Tênis de Mesa – Conheça a Modalidade. Colégio Presbiteriano Mackenzie. São Paulo. Disponível em < http://www.emack.com.br/sao/efis/circulares/tenis_mesa/manual_tenis.php >. Acesso em 04 de dez., 2009.    
  15. 15. Agradecimentos e Contatos Monica Baeta Marques [email_address] Luciana Mendonça lucianafmendonca@gmail.com
  1. A particular slide catching your eye?

    Clipping is a handy way to collect important slides you want to go back to later.

×