INTRODUÇÃO   Meus pais sempre estiveram presentes tanto na minha vida escolar, quanto, dos meus irmãos. Acredito que por i...
Importância “ qualidade do, ou de quem é importante; influência; autoridade; de grande valor”. (Wikipédia, s.d.)
Família que “representa  o conjunto das propriedades de alguém, incluindo escravos e parentes,  familia  vem de  famulus ,...
Âmbito “ recinto, contorno, campo de ação; esfera; contexto; e “escola”  a instituição social que tem a missão de educar; ...
A escola é uma instituição potencialmente socializadora. Ela abre um espaço para que os aprendizes construam novos conheci...
  Problematização Qual a importância da família nas atitudes escolares? Como seria se todos tivessem os pais ao seu lado e...
  Metodologia A minha pesquisa é qualitativa, pois se refere às histórias de vidas de pessoas que tiveram e das que não ti...
Teóricos Tanto a família quanto a escola desejam a mesma coisa: preparar as crianças para o mundo; no entanto, a família t...
“ O toque e o diálogo são mágicos, criam uma esfera de solidariedade, enriquecem a emoção e resgatam o sentido da vida”. (...
<ul><li>Conceitos importantes: </li></ul><ul><li>Identificando o Papel da Família na Legislação Brasileira; </li></ul><ul>...
A Lei nº 4.024/61, já revogada, conhecida como Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional, em seu artigo 30, preceitua...
“ Art. 4. É dever da família, da comunidade, da sociedade em geral e do poder público assegurar, com absoluta prioridade, ...
<ul><li>Família; </li></ul><ul><ul><li>primeiro núcleo de construção de um sujeito </li></ul></ul><ul><ul><li>independe do...
<ul><ul><li>Escola </li></ul></ul><ul><ul><li>antigamente, filhos educavam-se a partir do trabalho </li></ul></ul><ul><ul>...
<ul><li>- Família e Educador </li></ul><ul><ul><li>O educador e a família são parceiros na construção de valores e de uma ...
<ul><li>Pesquisa </li></ul><ul><li>Panagiota Tsiros Gonçalves; </li></ul><ul><li>“ Meus pais vieram da Grécia e meu pai ch...
 
<ul><li>Maria Garcia da Silva. </li></ul><ul><li>“ Meus pais moravam na roça mesmo. No estado da Paraíba, em um sítio cham...
 
Reportagem Globo Repórter (4 de agosto de 2006) Dona Tereza e Aldelino moravam em um pequeno sítio onde trabalhavam. Tiver...
Conclusões Parciais O desenvolvimento social, físico e emocional da criança depende do sucesso acadêmico. E o sucesso acad...
Não pode ser professor quem não tem preparação, pois seu dever não é apenas ensinar, mas, também participar nos órgãos de ...
 
Agradecimentos: Dedico esta pesquisa à todas as pessoas que fizeram parte da minha vida durante o meu período de aprendiza...
 
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

A ImportâNcia Da FamíLia No âMbito Escolar

107,360

Published on

Published in: Education
4 Comments
25 Likes
Statistics
Notes
No Downloads
Views
Total Views
107,360
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
2
Actions
Shares
0
Downloads
0
Comments
4
Likes
25
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Transcript of "A ImportâNcia Da FamíLia No âMbito Escolar"

  1. 3. INTRODUÇÃO Meus pais sempre estiveram presentes tanto na minha vida escolar, quanto, dos meus irmãos. Acredito que por isso nos tornamos pessoas felizes, sociáveis, críticas e cultas. Durante minha vida de estudante, meu pai sempre participou das reuniões de pais e mestres, às vezes questionando as abordagens pedagógicas das escolas particulares em relação às escolas públicas nas quais estudou.
  2. 4. Importância “ qualidade do, ou de quem é importante; influência; autoridade; de grande valor”. (Wikipédia, s.d.)
  3. 5. Família que “representa o conjunto das propriedades de alguém, incluindo escravos e parentes, familia vem de famulus , que significa escravo doméstico ; respeitável, responsável, recatado; pessoas que vivem numa mesma habitação”. (Wikipédia, s.d.)
  4. 6. Âmbito “ recinto, contorno, campo de ação; esfera; contexto; e “escola” a instituição social que tem a missão de educar; casa ou estabelecimento onde se ensina; conjunto dos professores e dos alunos; doutrina; sistema; aprendizagem; método; estilo”. (Priberam, s.d.)
  5. 7. A escola é uma instituição potencialmente socializadora. Ela abre um espaço para que os aprendizes construam novos conhecimentos, dividam seus universos pessoais e ampliem seus ângulos de visão assim como aprendam a respeitar outras verdades, outras culturas e outros tipos de autoridade. Nessa instituição, o mundo do conhecimento, da informação, ou seja, o mundo objetivo, mistura-se ao dos sentimentos, das emoções e da intuição, ao dito mundo do subjetivo. É emoção e razão que se fundem em busca de sabedoria. (Parolin, 2005, p. 61)
  6. 8. Problematização Qual a importância da família nas atitudes escolares? Como seria se todos tivessem os pais ao seu lado em todos os momentos, principalmente na convivência escolar? C omo a família pode influenciar na vida escolar e quais as conseqüências para a vida e formação do cidadão? A importância, qualitativamente, da presença dos pais na vida escolar, demonstrando os aspectos negativos e positivos que trazem para o desenvolvimento na vida do ser humano e em sua formação como cidadão.
  7. 9. Metodologia A minha pesquisa é qualitativa, pois se refere às histórias de vidas de pessoas que tiveram e das que não tiveram o apoio da família na vida escolar. Uma verificação das regularidades para análise dos significados que os indivíduos dão as suas ações no meio ecológico em que constroem suas vidas, e suas relações, a compreensão do sentido dos atos e das decisões dos atores sociais ou, então, dos vínculos indissociáveis das ações particulares com o contexto social em que estas se dão. Significando assim, uma pesquisa do comportamento Humano e Social. (Chizzotti, 2000, p. 79) Entrevista não-diretiva será o recurso metodológico.
  8. 10. Teóricos Tanto a família quanto a escola desejam a mesma coisa: preparar as crianças para o mundo; no entanto, a família tem as suas particularidades que a diferenciam da escola, e suas necessidades que a aproximam dessa mesma instituição. A escola tem sua metodologia e filosofia para educar uma criança, no entanto, ela necessita da família para concretizar o seu projeto educativo. (Parolin, 2005, p. 99) “ Cada nova etapa do desenvolvimento da criança é um desafio à criatividade e à flexibilidade dos pais, pelo muito que deles exige em termos de padrões de conduta e entendimento às necessidades e solicitações do filho” (Maldonado, 1983, p. 9) “ ... viver num apartamento pequeno implica em maior interação com a criança, e também em maiores restrições ao seu comportamento...” (Maldonado, 1983, p. 10)
  9. 11. “ O toque e o diálogo são mágicos, criam uma esfera de solidariedade, enriquecem a emoção e resgatam o sentido da vida”. (Cury, 2003, p. 45) “ O mundo pode não apostar em nossos filhos, mas jamais devemos perder a esperança de que eles se tornem grandes seres humanos”. (Cury, 2003, p. 51)
  10. 12. <ul><li>Conceitos importantes: </li></ul><ul><li>Identificando o Papel da Família na Legislação Brasileira; </li></ul><ul><li>“ Art. 179. (...): </li></ul><ul><li>XXXII - A Instrucção primaria, e gratuita a todos os Cidadãos”. </li></ul><ul><li>A Constituição Federal de 1937, em seu artigo 125, aduzia que: </li></ul><ul><li>“ Art.125. A educação integral da prole é o primeiro dever e o direito natural dos pais. O Estado não será estranho a esse dever, colaborando, de maneira principal ou subsidiária, para facilitar a sua execução ou suprir as deficiências e lacunas da educação particular”. </li></ul><ul><li>Em seguida, a Constituição Federal de 1946, em seu artigo 166 descrevia que: </li></ul><ul><li>“ Art. 166. A educação é direito de todos e será dada no lar e na escola. Deve inspirar-se nos princípios de liberdade e nos ideais de solidariedade humana”. </li></ul>
  11. 13. A Lei nº 4.024/61, já revogada, conhecida como Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional, em seu artigo 30, preceituava que: “ Art. 30. Não poderá exercer função pública, nem ocupar emprego em sociedade de economia mista ou empresa concessionária de serviço público o pai de família ou responsável por criança em idade escolar sem fazer prova de matrícula desta, em estabelecimento de ensino, ou de que lhe está sendo ministrada educação no lar”. A Constituição Federal de 1988, o artigo 205 aduz que: “ Art. 205. A educação, direito de todos e dever do Estado e da família, será promovida e incentivada com a colaboração da sociedade, visando ao pleno desenvolvimento da pessoa, seu preparo para o exercício da cidadania e sua qualificação para o trabalho”.
  12. 14. “ Art. 4. É dever da família, da comunidade, da sociedade em geral e do poder público assegurar, com absoluta prioridade, a efetivação dos direitos referentes à vida, à saúde, à alimentação, à educação, ao esporte, ao lazer, à profissionalização, à cultura, à dignidade, ao respeito, à liberdade e à convivência familiar e comunitária”. (Lei no 8.069, de 13 de julho de 1990) O artigo 6º da Lei 9.394/96, que trata das Diretrizes e Bases da Educação Nacional modificada pela Lei Nº 11.114, DE 16 DE MAIO DE 2005. “ Art. 6. É dever dos pais ou responsáveis efetuar a matrícula dos menores, a partir dos seis anos de idade, no ensino fundamental”.
  13. 15. <ul><li>Família; </li></ul><ul><ul><li>primeiro núcleo de construção de um sujeito </li></ul></ul><ul><ul><li>independe dos componentes </li></ul></ul><ul><ul><li>é criadora de cultura própria, leis, crenças e regras </li></ul></ul><ul><ul><li>cada um possui uma característica própria </li></ul></ul><ul><ul><li>mudanças possibilitam amadurecimento </li></ul></ul><ul><ul><li>autonomia </li></ul></ul><ul><ul><li>preparo para o futuro </li></ul></ul><ul><ul><li>auxílio nas atividades </li></ul></ul><ul><ul><li>o diálogo é fundamental na relação </li></ul></ul>
  14. 16. <ul><ul><li>Escola </li></ul></ul><ul><ul><li>antigamente, filhos educavam-se a partir do trabalho </li></ul></ul><ul><ul><li>atualmente, as crianças entram mais cedo na escola </li></ul></ul><ul><ul><li>possui sua Filosofia e metodologia de ensino </li></ul></ul><ul><ul><li>limitação da presença dos pais </li></ul></ul><ul><ul><li>deve tratar o educando como portador de cultura e respeitar sua individualidade </li></ul></ul><ul><ul><li>Criar um espaço de convivência, agradável </li></ul></ul><ul><ul><li>Socializar e preparar o aluno para o futuro </li></ul></ul>
  15. 17. <ul><li>- Família e Educador </li></ul><ul><ul><li>O educador e a família são parceiros na construção de valores e de uma sociedade humanizada, assim, quando o educando não possui o apoio familiar na escola, acaba perdendo o interesse, desvalorizando o espaço escolar e os profissionais de educação. </li></ul></ul><ul><ul><li>Facilitadores para a comunicação entre pais e educadores </li></ul></ul><ul><ul><li>trabalhar na horizontalidade </li></ul></ul><ul><ul><li>Inovações na aprendizagem (síndrome SPA) </li></ul></ul><ul><ul><li>As famílias e as escolas devem ensinar o respeito as diferenças como enriquecedoras e formadoras do nosso país </li></ul></ul>
  16. 18. <ul><li>Pesquisa </li></ul><ul><li>Panagiota Tsiros Gonçalves; </li></ul><ul><li>“ Meus pais vieram da Grécia e meu pai chegou ao Brasil com um grande sonho que não tinha realizado, ter se formado na Universidade de Atenas. Sua maior frustração foi não ter feito algum curso como Administração ou Economia na Universidade de Atenas. Meu pai terminou o segundo grau se virando, em escolas públicas. Era uma vida muito difícil por causa da guerra contra os turcos...” </li></ul><ul><li>“ ... Meu pai contava muitas histórias de livros pra mim, eu me lembro muito da história do rico e do pobre. Meu pai tinha tanta vontade de aprender que ele pedia para eu ler meus livros pra ele. Quando eu estudava anatomia ele queria aprender coisas novas e falava para eu ler para ele. Ele me tomava a matéria da faculdade...” </li></ul>
  17. 20. <ul><li>Maria Garcia da Silva. </li></ul><ul><li>“ Meus pais moravam na roça mesmo. No estado da Paraíba, em um sítio chamado sítio José Nunes. Num estado horrível, horrível!! Meus pais eram analfabetos, não tiveram estudos, nada, nada. Eu nunca ouvi falar em escola, eles nunca me falaram em escola, ninguém falava em escola, porque não tinha. Era em um lugar muito distante de pequenos povoados. Eu morava em um lugar muito horrível e nem tinha casa perto. A mais perto era da minha madrinha, era a mais perto que tinha, era a uma hora. Não tinham pessoas que educavam em casa. Meu pai me contava uma história da Bíblia e hoje quando eu pego minha Bíblia eu me lembro, era a história sobre o antigo testamento de José, que seus irmãos tinham inveja dele...”. </li></ul><ul><li>“ ... o Nordeste é ruim, mas era pior, nós não tivemos quando criança eu não tive um brinquedo, eu não tive nada, meus pais coitados, muito humildes, mas aquela criação de sempre, não sabiam dar carinho nos filhos, não sabiam conversar, eu nunca recebi um beijo dos meus pais. Nunca, nunca mesmo! E eles sempre castigando a gente...” </li></ul>
  18. 22. Reportagem Globo Repórter (4 de agosto de 2006) Dona Tereza e Aldelino moravam em um pequeno sítio onde trabalhavam. Tiveram filhos para criar. Os dois eram analfabetos, mas sabiam muito bem como deveria ser a educação daquelas crianças, eram 9 meninas e 1 menino. ” Estuda filho, eu não tive oportunidade de estudar e hoje em dia só vai pra frente quem tem oportunidade de saber”.
  19. 23. Conclusões Parciais O desenvolvimento social, físico e emocional da criança depende do sucesso acadêmico. E o sucesso acadêmico só é realizado com a colaboração escolar, familiar e da comunidade: bairro, vizinhança e as instituições locais. Trabalhando em conjunto, escola, família e comunidade, o sucesso na formação do educando será garantido. Com incentivo e ajuda os pais sentem-se implicados na atividade escolar dos filhos, aumentando as expectativas quanto ao percurso escolar e, tornando-se autoconfiantes, melhorando a auto-estima e o conceito acadêmico. O fundamental é a conscientização dos professores e pais, além da administração escolar para o trabalho em conjunto. O envolvimento dos pais na vida escolar os torna participantes da vida pública. Possibilitar a relação escola e família torna possível a reflexão sobre o tipo de sociedade que queremos mais democrática, responsável e crítica.
  20. 24. Não pode ser professor quem não tem preparação, pois seu dever não é apenas ensinar, mas, também participar nos órgãos de gestão, contatos com os pais de diferentes níveis e conhecimentos, assim deve estar preparado para atender um público de pais e alunos heterogêneos. A pesquisa tornou-me consciente do quanto a minha família foi importante durante o meu desenvolvimento infantil e escolar, tive oportunidades únicas. Os profissionais de educação envolvidos com a minha aprendizagem foram pessoas excelentes e participativas na formação como cidadã e na minha escolha profissional. Acredito que a família deve participar, integralmente, da vida de seu filho, observando cada passo de desenvolvimento, criando possibilidades, indicando os caminhos, enfim, auxiliando da melhor forma. A educação não precisa de tecnologias inexplicáveis, nem milhões de reais para formação e desenvolvimento do aluno, mas um currículo transformador da realidade do educando, onde professor, aluno e familiares se compreendam, socializando objetivos equivalentes.
  21. 26. Agradecimentos: Dedico esta pesquisa à todas as pessoas que fizeram parte da minha vida durante o meu período de aprendizagem. Em especial, meus pais que proporcionaram todos os aportes para a minha formação. A orientadora e professora Cecília de Carvalho, ao Marcelo, meu namorado e a todos os profissionais e colegas do curso de Pedagogia que subsidiaram a monografia.

×