Lâmpadas

2,940 views

Published on

Trabalho sobre lâmpadas incandescentes, fluorescentes, LEDs e de lava.

Published in: Technology
0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total views
2,940
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
3
Actions
Shares
0
Downloads
25
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Lâmpadas

  1. 1. Capa:Introdução: Neste trabalho irei apresentar o funcionamento e a história das principaislâmpadas utilizadas no nosso dia-a-dia e também irei comentar sobre como aslâmpadas incandescentes são menos eficazes comparadas às outras.Lâmpada Incandescente: Desde o inicio do século XIX, vários inventores tentaram construirdispositivos que emitissem luz através de energia elétrica. Humphry Davy, em1802, construiu a primeira lâmpada do mundo. Era a lâmpada incandescente,feita com um filamento (fio muito fino) de platina. Quando a corrente elétricapassava pelo fio a energia aumentava e diminuía, esquentando o fio eproduzindo luz. Outros vinte inventores tentaram construir lâmpadas, mas com maisdurabilidade, então em 1879 foi inventada a primeira lâmpada a sercomercializada. Seu filamento era de carbono e dentro da lâmpada era colocadoalto vácuo (inexistência de ar). Com o passar dos anos a lâmpadaincandescente foi se modernizando até ter o filamento de tungstênio que podechegar até 3422 ºC e uma mistura de gases inertes que funcionam como umisolante térmico. Hoje em dia ela dura 1.000 horas e pode ser comprada por R$ 1,30 a R$4,50.Lâmpada Fluorescente: A lâmpada fluorescente foi criada em 1938 por Nikola Tesla. Ela écomposta por um tubo de vidro, dois eletrodos (ferro que conduz eletricidade),uma pequena porção de mercúrio (metal liquido), gás argônio (um dos gasesinertes) e uma camada interna de fósforo. O gás argônio leva a eletricidade por dentro do tubo, pois ele é umcondutor de eletricidade, só que em estado gasoso. Quando a eletricidade entraem contato com o mercúrio, ele passa de liquido para sólido. Quando o gásargônio se colide com o mercúrio a eletricidade aumenta e diminui muitorapidamente e isso gera luz ultravioleta, que é invisível ao olho humano. Então acamada de fósforo transforma a luz ultravioleta em luz normal.
  2. 2. Hoje em dia existem muitos tipos de lâmpadas fluorescentes, uma paracada ocasião, sala de estar, quarto, escritório, etc. Elas duram de 3.000 a 10.000horas e podem ser compradas por R$ 8,50 a R$ 18,00.Diodo Emissor de Luz (LED): O diodo emissor de luz, mais conhecido como LED foi criado em 1927,mas só ficou popular nos anos setenta, quando foi desenvolvido o LED branco. O LED funciona através de um diodo. O diodo é um condutor deeletricidade como ferro. Ele possui vários buracos, que quando a eletricidadepassa pelos buracos ela cai. E quando ela cai à energia diminui, e isso produzluz ultravioleta. A luz ultravioleta, como na lâmpada fluorescente é invisível aoolho humano, e então a camada de fósforo que o LED possui converte a luzultravioleta em luz normal. E dependendo das quantidades de fósforo é emitidauma cor diferente. O LED é utilizado em sinaleiras, brinquedos, rádios relógios, etc. Tambémsão fabricadas lâmpadas de LED, que tem uma durabilidade muito alta, de20.000 a 50.000 horas, e podem ser compradas por R$ 90,00 a R$ 160,00.Lâmpada de Lava: As lâmpadas de lava apareceram nos anos 60, quando estavampresentes nos quartos de adolescentes e nos dormitórios de universidades aoredor do mundo. As lâmpadas de lava são formadas por um tubo de vidro, uma lâmpada,água e algum liquido pastoso que não se misture com a água, como óleo oucera. Quando a lâmpada está desligada e os líquidos em temperatura ambientenós vemos os dois líquidos separados. Quando a lâmpada está ligada, oslíquidos esquentam e isso faz com que o liquido pastoso se espalhe, formandobolhas. Hoje em dia, as lâmpadas de lava podem ser compradas por R$ 50,00 aR$ 130,00 e tem durabilidade indefinida.
  3. 3. Reciclagem, gastos e economias das lâmpadas: O Ministério de Minas e Energia pretende tirar até 2017 todas aslâmpadas incandescentes do mercado. Segundo a Associação Brasileira daIndústria de Iluminação, 40% das pessoas ainda preferem as incandescentes. Uma lâmpada fluorescente equivale a nove lâmpadas incandescentes e é80 % mais econômica. A lâmpada incandescente produz 95 % de calor e só 5 %de luz, já a luminosidade da lâmpada fluorescente é imensa. Alem da lâmpadafluorescente recomenda-se o uso da lâmpada de led, que tem uma durabilidademuito alta. Em locais que o uso seja rápido, não se recomendam as lâmpadasfluorescentes, pois o liga e desliga diminui a durabilidade da lâmpada. A lâmpada fluorescente deve ser colocada em lixos recicláveis, pois ela écomposta por mercúrio, que é uma substância muito poluente e muito perigosapara o ser humano. Hoje em dia 94% das lâmpadas fluorescentes são jogadasem aterros sanitários, poluindo o solo e a água. O mercúrio é liberado no soloquando a lâmpada quebra. Na Alemanha e nos Estados Unidos é proibido jogaras lâmpadas fluorescentes no lixo orgânico, e já no Brasil existem poucasempresas que reciclam as mesmas.Conclusão: Concluímos que a lâmpada incandescente consome muito mais do que alâmpada fluorescente e que dura muito menos também. Precisamos terconsciência ao comprarmos uma lâmpada, pois existem lâmpadas que nãocombinam com o local onde elas serão colocadas. Concluímos também que omercúrio presente nas lâmpadas fluorescentes, é um metal muito poluente, edeve ser reciclado.
  4. 4. Anexos:Referências Bibliográficas:HowStuffWorks - ComoTudoFunciona. Disponível em:<http://www.hsw.uol.com.br/>. Acesso em: Junho de 2012.Wikipédia. Disponível em: <http://pt.wikipedia.org/>. Acesso em: Junho de 2012.Bom Dia Brasil. Disponível em:<http://g1.globo.com/bom-dia-brasil/>. Acessoem: Julho de 2012.Muito Bem. Disponível em: <http://www.muitobem.tv/>. Acesso em: Julho de2012.Centro de Ciências Biológicas da Universidade Federal do Pará. Efeitos Biológicosdo Mercúrio e seus Derivados em Seres Humanos. FACOME. Disponível em:<http://www.facome.uqam.ca/pdf/cardoso_2002.PDF>. Acesso em: Julho de2012.Planeta Sustentável. Manual de Etiqueta 3.0. Editora Abril, 2007.Mercado Livre. Disponível em: <http://www.mercadolivre.com.br/>. Acesso em:Julho de 2012.Dicas de um professor. Disponível em:<http://dicasdeumprofessor.blogspot.com.br/ >. Acesso em: Julho de 2012.

×