Seminário Final

2,298 views

Published on

Apresentação final do seminário sobre Ferramentas para Acessibilidade na Web.

Published in: Technology
0 Comments
2 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

No Downloads
Views
Total views
2,298
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
88
Actions
Shares
0
Downloads
50
Comments
0
Likes
2
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Seminário Final

  1. 1. Acessibilidade na Web Departamento de Computação - UFS Tópicos Especiais em Sistemas de Informação Lucas Augusto Carvalho lucasamcc@dcomp.ufs.br Prof. Rogério
  2. 2. Vídeo Custo ou Benefício? http://acessodigital.net/video.html Créditos:
  3. 3. Agenda  Introdução  Diretrizes de acessibilidade  Ferramentas  Conselhos para ter um site mais acessível  Estudo de Caso  Custos X Benefícios  Site Acessíveis  Sites Úteis
  4. 4. Introdução  Conceito de acessibilidade  Tipos de necessidades especiais  Lei Federal de Acessibilidade no Brasil  World Wide Web Consortium – W3C
  5. 5. Introdução  Conceito de acessibilidade  É mais amplo que o acesso à pessoas com deficiência.  Três noções:  quot;Utilizadoresquot;  quot;Situaçãoquot;  quot;Ambientequot;. Símbolo de acessibilidade na web.
  6. 6. Introdução  Tipos de necessidades especiais  Cegueira  Daltonismo  Baixa visão  Deficiência mental  Deficiência física  Deficiência auditiva  Dislexia  Desordem por Déficit de Atenção  etc...
  7. 7. Introdução  Lei Federal de Acessibilidade no Brasil  Decreto 5296/04, regulamentou a lei 10.098, de 19 de dezembro de 2000, que estabelece normas gerais e critérios básicos para a promoção da acessibilidade.
  8. 8. Introdução  World Wide Web Consortium – W3C  consórcio internacional formado por mais de 500 empresas.  produz padrões (Web standards), diretrizes (guidelines), recomendações e protocolos para a criação de conteúdos para web com o objetivo de garantir a sua interoperabilidade.  Alguns dos seus padrões:  HTML, XHTML, CSS, XML, PNG e etc.
  9. 9. Introdução  World Wide Web Consortium – W3C  A Web Accessibility Initiative (WAI) desenvolve diretrizes para acessibilidade de Web sites, navegadores, e ferramentas de criação de conteúdo, a fim de tornar mais fácil para pessoas portadoras de necessidades o usa da Web.
  10. 10. Diretrizes de acessibilidade  Diretrizes de acessibilidade ao conteúdo da Web (WCAG)  Prioridade 1 (nível A)  Pontos que os criadores de conteúdo Web devem satisfazer inteiramente.  Prioridade 2 (nível AA)  Pontos que os criadores de conteúdos na Web deveriam satisfazer.  Prioridade 3 (nível AAA)  Pontos que os criadores de conteúdos na Web podem satisfazer.
  11. 11. Diretrizes de acessibilidade  Modelo de Acessibilidade em Governo Eletrônico – e-MAG  Foi publicada no Diário Oficial da União do dia 08 de maio de 2007, a Portaria de N ° 3 que determina a sua adoção pelos órgãos e entidades da Administração Pública Federal direta, autárquica e fundacional.
  12. 12. Ferramentas  Ferramentas Assistivas  Leitor de Tela  Navegador textual  Ampliador de tela  Sintetizador de voz  Reconhecedor de voz  Navegador com voz  Teclado alternativo
  13. 13. Ferramentas  Ferramentas Assistivas  Player Rybená  Funciona como um tradutor, auxiliando na compreensão do conteúdo de textos em português. É capaz de converter qualquer página da Internet ou texto escrito em português para a Língua Brasileira de Sinais - LIBRAS.  É disponibilizado em um sítio, onde os usuários poderão selecionar com o mouse qualquer parte do texto do portal e ver a tradução em LIBRAS por intermédio de um simpático desenho animado.  Utilizado pela UFPE.
  14. 14. Ferramentas  Ferramentas Assistivas  Dosvox  Núcleo de Computação Eletrônica da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ)  é um sistema destinado a auxiliar o deficiente visual a fazer uso de microcomputadores da linha PC, através do uso de sintetizador de voz.  implementado por programadores deficientes visuais, que fazem uso do próprio sistema DOSVOX, sem necessitar de ajuda de pessoas videntes.
  15. 15. Ferramentas  Ferramentas Assistivas  Dosvox (continuação)
  16. 16. Ferramentas  Ferramentas Assistivas  ReadSpeaker  permite uma síntese vocal quase natural, que lê o conteúdo das páginas para o visitante.  todo o serviço fica localizado no site da ReadSpeaker.  o visitante não precisa fazer o download de nenhum programa.  ajuda aquelas pessoas que têm dificuldade em ler, ou apenas porque preferem ouvir.
  17. 17. Ferramentas  Ferramentas de Validação de Acessibilidade  DaSilva  Primeiro validador de língua portuguesa.  Diretrizes  WCAG 1.0  E-Gov Avaliações desde 18/12/2003: 55.306 (WCAG) / 144.825 (E-GOV)
  18. 18. Ferramentas  Ferramentas de Validação de Acessibilidade  Valida Web  Diretriz  WCAG 1.0
  19. 19. Acessibilidade na Web Conselhos para tornar seu site mais acessível
  20. 20. Conselhos  1 - Garanta que todas as imagens se encontram legendadas ou descritas com texto
  21. 21. Conselhos 2 - Garanta que o tamanho do texto pode ser aumentado com as opções do seu navegador
  22. 22. Conselhos 3 - Garanta que o comprimento do texto na página se ajusta ao tamanho da Janela Nota: Esta característica facilita a utilização de software de ampliação.
  23. 23. Conselhos 4 - Garanta a identificação do campos dos formulários
  24. 24. Conselhos 5 - Permita a ativação dos elementos da página através do teclado
  25. 25. Conselhos 6 - Garanta que os textos dos links sejam compreensíveis fora do contexto
  26. 26. Conselhos 7 - Forneça uma forma simples para contactar o responsável
  27. 27. Conselhos 8 - Utilize ferramentas e serviços automáticos de análise da acessibilidade
  28. 28. Importante  Utilizar validadores e obter um selo de acessibilidade, não garante a acessibilidade.  Os validadores não verificam todas as recomendações, apenas algumas.  É preciso assegurar a Usabilidade do site.  Ex.:  não é possível verificar o grau de contraste entre a cor de fundo e a cor fonte da letra.
  29. 29. Importante  A tecnologia Flash é uma ferramenta poderosa para desenvolvimento de páginas WEB, porém, infelizmente, páginas desenvolvidas em Flash com versões anteriores a MX são impossíveis de serem lidas pelos Leitores de telas atuais, tornando-as inacessíveis.
  30. 30. Estudo de Caso  Utilizaremos a ferramenta de validação DaSilva para verificarmos a validação da acessibilidade do Portal da Universidade Federal de Sergipe.  Após a verificação, usaremos o navegador textual Lynx para acessar o portal e verificar o grau de dificuldade em navegar por ele.
  31. 31. Estudo de Caso  Resultados:  DaSilva
  32. 32. Estudo de Caso  Resultados:  DosVox  Ao fim da navegação, verificamos o quanto difícil é para os portadores de necessidades especiais navegarem pelo portal da UFS.  Nenhuma imagem com texto alternativo.  Menu do topo totalmente confuso! (tabs fora de ordem).  Menu com subItens sem possibilidade de navegação pelo teclado.  Acesso ao conteúdo do site após vários tabs.  Campos e botão do formulário sem texto explicativo.  Agenda do Portal utilizando JavaScript para rotatividade e para exibição.
  33. 33. Mito não é porque um Website é acessível, que ele deve ter uma interface feia, pobre, sem imagens e com limitações no design. Isso não existe, acessibilidade não é sinônimo de baixa qualidade gráfica, pelo contrário, deve ser associada a uma interface que propicie uma melhor experiência para o usuário. Já o acabamento do site fica por conta do gosto e habilidade do designer.
  34. 34. Vantagens X Desvantagens  Benefícios  Seu site visível a todos  navegadores antigos, pessoas com dificuldades visuais, auditivas, idosos e etc...  Seu site visível em qualquer dispositivo  leitor de tela, celular, PDA, SmartPhone, etc...  Seu site navegável em qualquer situação  usuário falando ao telefone, placa de som do usuário sem funciona, mouse com defeito, etc...  Seu site gerando mais receita  conteúdo mais amigável aos robores dos buscadores, gerando mais visitas; maior número de visitantes devido ao aumento do público alvo.
  35. 35. Custos X Benefícios  Custos  Requer mais tempo para desenvolvimento  Falta de pessoal qualificado  Maior investimento
  36. 36. Sítios Acessíveis  Ministério da Ciência e Tecnologia http://acessibilidade.mct.gov.br  Deputado Chico Leite - DF www.websis.com.br/chicoleite/  Lista de Sítios (386 até 27/11/2007)  www.dasilva.org.br/?blogid=1&catid=1
  37. 37. Sítios Úteis  DaSilva - www.dasilva.org.br  Rybená - www.rybena.org.br  Valida Web - www.rybenamobile.com.br/wai  Projeto Dosvox - http://caec.nce.ufrj.br/dosvox  Maujor - www.maujor.com  W3C - www.w3c.org/WAI  Acessibilidade Brasil - www.acessobrasil.org.br  Tecnologia Assistiva - www.assistiva.org.br
  38. 38. Sítios Úteis  Acesso Digital - www.acessodigital.net  Tableless - www.tableless.com.br  ReadSpeaker - www.readspeaker.com  Bengala Legal - www.bengalalegal.com
  39. 39. Acessibilidade “... a solução para um site ótimo é um site muito bem testado...” FIM.

×