Your SlideShare is downloading. ×
0
Filósofos
Filósofos
Filósofos
Filósofos
Filósofos
Filósofos
Filósofos
Filósofos
Filósofos
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

Thanks for flagging this SlideShare!

Oops! An error has occurred.

×
Saving this for later? Get the SlideShare app to save on your phone or tablet. Read anywhere, anytime – even offline.
Text the download link to your phone
Standard text messaging rates apply

Filósofos

165

Published on

0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total Views
165
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
2
Actions
Shares
0
Downloads
2
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

Report content
Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
No notes for slide

Transcript

  • 1. Filósofos e suas contribuições
  • 2. Jean-Jacques Rousseau (Nasceu em 28 de junho de 1712 na cidade de Genebra (Suíça) e morreu em 2 de julho de 1778 em Ermenoville (França). • • • • • • É considerado um dos principais filósofos do iluminismo, e um precursor do romantismo. Havia inovado muitas coisas no campo da música, o que lhe rendeu um convite de Diderot para que escrevesse sobre isso na famosa Enciclopédia. Rousseau tem cinco filhos com sua amante de Paris, porém, acabam por colocá-los todos em um orfanato. Uma ironia, já que anos depois escreve o livro Emílio, ou Da Educação que ensina sobre como se devem educar as crianças. A peça mestra do Emílio, a "Profissão de Fé do Vigário Saboiano", acarretar-lhe-á perseguições e retaliações tanto em Paris como em Genebra. Chega a ter obras queimadas. Rousseau rejeita a religião revelada e é fortemente censurado. Era adepto de uma religião natural, em que o ser humano poderia encontrar Deus em seu próprio coração. Segundo suas ideias, a população tem que tomar cuidado ao transformar seus direitos naturais em direitos civis, afinal "o homem nasce bom e a sociedade o corrompe". Falece aos 66 anos, em 2 de julho de 1778, no castelo de Ermenonville, onde estava hospedado.
  • 3. • Rousseau combateu idéias que prevaleciam há muito tempo. Entre elas, a de que a teoria e a prática educacional, junto à criança, deviam focalizar os interesses do adulto e da vida adulta. Ele também chamou a atenção para as necessidades da criança e as condições de seu desenvolvimento. • Como conseqüência, a criança não podia ser mais entendida como um adulto em miniatura. E se a criança era um ser com características próprias, não só as suas idéias e seus interesses tinham de ser diferentes dos adultos; também o relacionamento rígido mantido pelos adultos em relação a elas precisava ser modificado. • Com as suas idéias, Rousseau desmentiu de que a educação é um processo pelo qual a criança passa a adquirir conhecimentos, hábitos e atitudes armazenados pela civilização, sem qualquer modificação. Cada fase de vida: infância, adolescência, juventude e maturidade foram concebidas como portadora de características próprias, respeitando a individualidade de cada um.
  • 4. Paulo Reglus Neves Freire (Recife, 19 de setembro de 1921 — São Paulo, 2 de maio de 1997) • • • • No ano de 1947 foi contratado para dirigir o departamento de educação e cultura do Sesi, onde entra em contato com a alfabetização de adultos. Em 1958 participa de um congresso educacional na cidade do Rio de Janeiro. Neste congresso, apresenta um trabalho importante sobre educação e princípios de alfabetização. De acordo com suas idéias, a alfabetização de adultos deve estar diretamente relacionada ao cotidiano do trabalhador. Desta forma, o adulto deve conhecer sua realidade para poder inserir-se de forma crítica e atuante na vida social e política. No começo de 1964, foi convidado pelo presidente João Goulart para coordenar o Programa Nacional de Alfabetização. Logo após o golpe militar, o método de alfabetização de Paulo Freire foi considerado uma ameaça à ordem, pelos militares.Viveu no exílio no Chile e na Suíça, onde continuou produzindo conhecimento na área de educação. Sua principal obra, Pedagogia do Oprimido, foi lançada em 1969. Nela, Paulo Freire detalha seu método de alfabetização de adultos. Retornou ao Brasil no ano de 1979, após a Lei da Anistia. Durante a prefeitura de Luiza Erundina, em São Paulo, exerceu o cargo de secretário municipal da Educação. Depois deste importante cargo, onde realizou um belo trabalho, começou a assessorar projetos culturais na América Latina e África. Morreu na cidade de São Paulo, de infarto, em 2/5/1997. Paulo Freire é considerado mundialmente um dos maiores educadores do século XX, por uma ousadia até hoje muito pouco praticada: colocar o oprimido como sujeito da sua aprendizagem e da transformação da sua realidade. Criou uma metodologia que insere a leitura do mundo, a liberdade, o diálogo, a aprendizagem significativa para uma educação transformadora e, nem por isso, menos eficiente que a tradicional.
  • 5. Jean Piaget Neuchâtel, 9 de agosto de 1896 - Genebra, 16 de setembro de 1980) • • Para Piaget o comportamento dos seres vivos não é inato, nem resultado de condicionamentos. Para ele o comportamento é construído numa interação entre o meio e o indivíduo. O desenvolvimento do indivíduo inicia-se no período intrauterino e vai até aos 15 ou 16 anos. Piaget diz que a embriologia humana evolui também após o nascimento, criando estruturas cada vez mais complexas. A construção da inteligência dá-se portanto em etapas sucessivas, com complexidades crescentes, encadeadas umas às outras. A isto Piaget chamou de “construtivismo sequencial” A obra de Jean Piaget não oferece aos educadores uma didática específica sobre como desenvolver a inteligência do aluno ou da criança. Piaget nos mostra que cada fase de desenvolvimento apresenta características e possibilidades de crescimento da maturação ou de aquisições. O conhecimento destas possibilidades faz com que os professores possam oferecer estímulos adequados a um maior desenvolvimento do indivíduo. Frase “Pensar é agir sobre o objeto e transformá-lo”. “O ideal da educação não é aprender ao máximo, maximizar os resultados, mas é antes de tudo aprender a aprender, é aprender a se desenvolver e aprender a continuar a se desenvolver depois da escola”.
  • 6. Platão nasceu em Atenas, provavelmente em 427 a.C. e morreu em 347 a.C. • • A Teoria das Ideias ou Teoria das Formas afirma que formas abstratas não-materiais é que possuem o tipo mais alto e mais fundamental da realidade e não o mundo material mutável conhecido por nós através da sensação.Para Platão há uma conexão metafísica entre a visão do olho da alma e o objeto em razão do qual tal visão não existe.Este "mais real do que o que vemos habitualmente" é descrito em sua Alegoria da caverna. Epistemologia Platão foi o primeiro a escrever que conhecimento é crença verdadeira justificada, uma visão influente que informou os desenvolvimentos futuro da epistemologia. Esta interpretação é parcialmente baseada na uma leitura do Teeteto no qual Platão argumenta que o conhecimento se distingue da mera crença verdadeira porque o conhecedor deve ter uma "conta" do objeto de sua ou sua crença verdadeira contribuidora de modo constitutivo para a boa vida de quem é justo.(Teeteto 201C-d) Ética e justiça Platão define a justiça como a vontade de um cidadão de exercer sua profissão e atingir seu nível pré-determinado e não interferir em outros assuntos, para que a justiça tenha alguma validade, ela terá que ser uma virtude e, portando, Na filosofia de Platão, é possível visualizar duas modalidades de justiça: uma, absoluta, e outra, relativa. A absoluta, ou divina, é a justiça perfeita que se reserva às almas no pós-morte e tem o caráter de recompensar o bem com o bem e o mal com o mal. A justiça relativa é a justiça humana que espelha-se nos princípios da alma e tenta dela se aproximar. Platão situa a justiça humana como uma virtude indispensável à vida em comunidade, é ela que propicia a convivência harmônica e cooperativa entre os seres humanos em coletividade. “Ao longo dos anos, os antigos encontraram uma boa receita para a educação: ginástica para o corpo e música para a alma.” ―Platão “Aprender é mudar posturas” ―Platão
  • 7. Emilia Beatriz María Ferreiro Schavi (Argentina, 1936) • • • Argentina de nascimento, psicopedagoga de formação, doutorou-se em Genebra, orientada por Jean Piaget. Ferreiro contribuiu significativamente para a compreensão do processo de aprendizagem, demonstrando a existência de mecanismos no sujeito que aprende,mecanismos que surgem da interação com a linguagem escrita e que emergem de forma muito particular em cada um dos sujeitos. Assim, as crianças interpretam o ensino que recebem transformando a escrita convencional e produzindo escritas estranhas ao adulto. São, na verdade, do ponto de vista de Ferreiro, aplicações de esquemas de assimilação ao objeto de aprendizagem; são formas de interpretar e compreender o mundo das coisas. Emilia Ferreiro trouxe, assim, grande contribuição ao processo de alfabetização, indicando a necessidade de conhecer o processo de aprendizagem em todas as suas formas evolutivas. “Despatologizou” os erros comuns entre crianças; valorizou a participação delas no processo ensino-aprendizagem; apropriou-se das atividades infantis como forma de ensino; enfim, Emilia Ferreiro revolucionou a forma de conceber e trabalhar a alfabetização de crianças. Frase “Quem tem muito pouco, ou quase nada, merece que a escola lhe abra horizontes”; “É preciso sermos enfáticos: a escrita é importante na escola pelo fato de que é importante fora da escola, não o contrário”;
  • 8. Alunas: Luana Soares Lima Milena Madeira Muchenski Pedagogia
  • 9. Referências: • SUA PESQUISA, Jean-Jacques Rousseau Biografia, obras principais, frases, ideias defendidas, filósofo iluminista, Sua pesquisa. Disponível em: < http://www.suapesquisa.com/biografias/rousseau.htm > Acesso em: 26 novembro de 2013. • WIKIPÉDIA.Jean-Jacques Rousseau. Wikipédia a enciclopédia livre, 23 de novembro de 2013.Disponível em: < http://pt.wikipedia.org/wiki/Jean-Jacques_Rousseau > Acesso em: 26 novembro de 2013. • NASCIMENTO, Cristiane Valéria Furtado; MORAES, Márcia Andréa Soares. Rousseau, e as novas idéias sobre a educação.Pedagogia em foco, 2º período do ano de 1998.Disponível em: < http://www.pedagogiaemfoco.pro.br/per03.htm >. Acesso em: 26 novembro de 2013. • PESQUISA, Sua. Paulo Freire: educador reconhecido internacionalmente pelo método de alfabetização. Disponível em: < http://www.suapesquisa.com/paulofreire/ >. Acesso em: 20 nov. 2013. • PAULO Freire. Disponível em: < http://www.attamidia.com.br/produtos.php?/prd/7/paulo-freire/ >. Acesso em: 26 nov. 2013. • BELLO, José Luiz de Paiva; A teoria básica de Jean Piaget, Vitória,1995. PEDAGOGIA EM FOCO. Acesso em 28 de novembro de 2013 WIKIPÉDIA,Platão. Wikipédia a enciclopédia livre, 24 de novembro de 2013.Disponível em: < http://pt.wikipedia.org/wiki/Plat%C3%A3o > Acesso em: 28 novembro de 2013. • BOCK, Ana Mercês Bahia; FURTADO, Odair; TEIXEIRA, Maria de Lourdes Trassi; PLT Psicologias: Uma introdução ao estudo de Psicologia, pág 139.

×