Tecnologias     Digitais, mudançassocioculturais e no jornalismo
Novos paradigmas na comunicação
SENTIRComunicação Humana                      PENSAR                     INTERAGIR                     CHEIRAR            ...
Limite de alcance da vozLimites da comunicação                         Da visão                         Do olfato        h...
Mudança de paradigmas  Evolução das tecnologias de comunicação                                                            ...
DIGITAL       ANALÓGICOS                                                                                               Ema...
Características das mídias digitais
Comunicação de Massa – modelo analógico                   Um        todos                   Fragmentado/linear            ...
Comunicação – modelo digital               Todos        Todos               Hipertextual/não-linear               Multimíd...
Características dasmídias digitais e internet
Cauda longa
2 bilhões e 500milhões de pessoas29 % da populaçãono mundomundial                                 2010ITU World Telecommun...
No Brasil        53,9 milhões       25,5 mi ativos(sem contar celulares)                TIC e Ibope
53% dos jovens entre10 e 15 anos             cetic/08
61% -16 a 24 anos
41% - 25 a 34 anos
26% - 35 a 44 anos
13% - 45 a 59 anos
2% - 60 anos  ou mais
Usuários por classe social              DE              6% C18%                                    A                      ...
Usos da net e mudanças
Born DigitalPrimeira geração de nativos digitaisSuperexposição na rede (tatuagens digitais)Cultura da piratariaGeração de ...
Sistema Nervoso Social
234 Milhões de endereços na web247 Bilhões de emails enviados diariamente500 Milhões de usuários no Facebook145 Milhões de...
4 bilhões de fotos no Flickr6 milhões de vídeos no You Tube2.600 anos para assistir a todos os vídeos2 bilhões de espectad...
133 milhões de blogs 81 idiomas900 mil posts a cada dia                           Fonte: Technorati
SistemaNervoso SocialMais do que númerosde blogs e informaçãoConexão de interessese ideiasConexões únicas, masfluidasBasea...
Construção de networks pessoais ao seu redor, públicas e fluidasReinvenções de quem sou, com quem estou, como e quando
Economia digital
Venda decomputadores  no Brasil
Brasil         IVC - Insituto         Verificador de         Circulação
Brasil
Nova audiência
Reflexo nas empresas
Reflexo nas empresas de comunicação:   Estágio 1:                  Estágio 2:                Estágio 3:Anos 80            ...
Modelos atuais
Convergência total•   Mudanças nas rotinas•   Foco no conteúdo•   Plataformas múltiplas•   Novas rotinas•   Novas habilida...
http://schantin.wordpress.com/2008/06/25/moving-tables-is-not-enough-to-succeed-in-a-multiple-media-world/
Convergência•   Audiência em 1º lugar•   Pensar em múltiplas linguagens todo o tempo•   Atender a mudança na demanda•   Va...
Nordjyske Stiftstidende, Dinamarca
Convergência parcial•   Redações separadas•   Convergência de conteúdo•   Cross-media•   Convergência pontual•   ... Model...
Monitorando a Convergência - Poynter
The New York   Times
Marcello   INFOGLOBO Moraes    Comunicação e Part. SA
Alinhamentode expectativas Não vou falar sobre a   Estamos na    predominância do     Era do “e”,impresso ou do digital   ...
Estamos na Era do “e” não do “ou" Se por um lado... Existem tendências  claras apontando para  um crescimento  digital...
InteratividadeInclusão digitalMobilidadeGeolocalizaçãoProsumerMultitarefaTransmídiaInfotainment
InteratividadeInclusão digitalMobilidadeGeolocalizaçãoProsumerMultitarefaTransmídiaInfotainment
InteratividadeInclusão digitalMobilidadeGeolocalizaçãoProsumerMultitarefaTransmídiaInfotainment
InteratividadeInclusão digitalMobilidadeGeolocalizaçãoProsumerMultitarefaTransmídiaInfotainment
InteratividadeInclusão digitalMobilidadeGeolocalizaçãoProsumerMultitarefaTransmídiaInfotainment
InteratividadeInclusão digitalMobilidadeGeolocalizaçãoProsumerMultitarefaTransmídiaInfotainment
Bônus demográficoInteratividadeInclusão digitalMobilidadeGeolocalizaçãoProsumerMultitarefaTransmídiaInfotainment
Bônus demográficoInteratividadeInclusão digitalMobilidadeGeolocalizaçãoProsumerMultitarefaTransmídiaInfotainment
Estamos na Era do “e” não do “ou" Por outro lado... Impresso e os modelos  tradicionais continuam se  reinventando e  cr...
Jornais tem crescimento de 4,8% no     primeiro semestre de 2011       Crescimento vs ano anterior                        ...
Nos últimos três anos os jornais impressos    cresceram em todas as categorias       Crescimento 2011 vs 2009             ...
Menu                                    Principais sites de notícias – Painel Home+Work (em milhões)        jun/10        ...
[ OS PRÓXIMOS 5 ANOS ]• Perspectiva para circulação de jornais ou produtos informativos:   • Os sinais são variados/contra...
[ OS PRÓXIMOS 5 ANOS ]•Em 2012 vão ser vendidos mais de 100 milhões de tablets no mundo - (todas astecnologias)•Teremos ta...
Obrigada      @lorenatarcialorenatarcia@gmail.com
Integração total• Arquitetura e infra-estrutura para produção em  canais múltiplos são combinados em apenas uma  redação, ...
Welt/Morgenpost-Group - Berim• União das redações de três jornais diários (Die  Welt, Welt Kompakt and Berliner Morgenpost...
El Mundo - Espanha• Maior redação do país• 900 jornalistas trabalham para 3 jornais  diferentes (El Mundo, esportivo diári...
Cross media• Jornalistas trabalham em diferentes redações para  diferentes plataformas• Integram-se por meio de coordenado...
Österreich - Áustria• 2006• Jornal diário• Ênfase na produção multimídia• Redação integrada, mas jornalistas trabalham  se...
La Verdad Multimedia - Espanha• Grupo Vocento• 2001 – produtor multimídia• 12 grandes grupos multimídia regionais (jornal,...
Nordjyske Stiftstidende•   2003•   Jornal com tiragem de 75 mil exemplares•   Integração multimídia•   Jornal diário pago•...
Convergência• Conceito• Processo
Nordjyske• multimedia-based model implementing  resource sharing, content sharing and cross-  promotion via multiple platf...
Convergência de Mídias e Jornalismo• Compromisso da UFMG com a sociedade• Garantir informação para todos os  públicos, inc...
Globo•   Elite social na tv•   Elite intelectual no impresso•   Rádio como mídia menor•   Online como mídia de geeks e nerds
Folha de S. Paulo• Centro captador de notícias 24/7• O repórter apura sem saber onde a  informação será publicada• Esta de...
Convergence is the window of            opportunityfor traditional media to align itself   with technologies of the 21st  ...
Lições da história I                    Novas mídias                 mudam as Mídias                       existentes     ...
Lições da história I                    Novas mídias                 mudam as Mídias                       existentes     ...
Lessons from history IINot a single “old” media has disappeared(Lerg 1981, Riepl 1913, Dimmick&Rothenbuhler 1984, McCombs ...
Lessons from history IIIPeople are afraid of and resist new media(Wartella & Reeves 1983)
Lessons from history IVIn a long run a single media can  make the difference in the society.(Becker & Schoenbach 1989)
Future of MediaFuture Exploration Network
Confusões• equipamentos e sistemas de acesso às redes• digitais, a estruturas organizacionais, a diferentes níveis de  pro...
• “um conjunto de possibilidades decorrentes• da cooperação entre meios impressos e  eletrônicos na distribuição de conteú...
• Entendemos de sua definição que computadores e a  rede são as fontes agregadoras de• conteúdos gerados por diferentes me...
• aparatos tecnológicos, as práticas comunicativas que se constituem  em• tais aparatos, e os contextos sociais e as insti...
Aspectos daConvergência                                    SociaisMídiasUFMG               Administrativos                ...
Questões• Convergência para quê?    – Economizar, inovar, sobreviver, agilizar, ficar por dentro ... ?• Convergir o quê?  ...
Reorganizar redações - BBC•   200 milhões de libras•   5 mil pessoas no mesmo prédio•   Regent Street Bush House•   Desde ...
http://www.innovationsinnewspapers.com/index.php/tag/newsroom-integrations/
O que é
Quadro atual•   Queda na venda dos jornais•   Estagnação na audiência das tvs•   Competição por publicidade•   Crescimento...
Convergencia•   Compartilhamento de pessoal e material•   Oferta de pacotes publicitários•   Cross media e cross promotion...
definições• Combinação de tecnologias, produtos, mão-de-  obra, espaços entre mídias jornal, tv, rádio e  online, anterior...
Digitalização• Compartilhamento de áudio, texto e vídeo e  fotos
Der Standard - Alemanha• Foco no online• Lucrativo• Redações separadas
Unidad Editorial - Itália• Grupo Rizzoli• 2007• União dos grupos Recoletos and El Mundo
Hessische/Niedersächsische      Allgemeine (HNA) in Kassel• Impresso + online• Amplo uso de vídeo + web 2.0
O que avaliar• Formas de convergência de redações• Fluxo de trabalho e de notícias• Formas de cooperação entre jornalistas...
Dicas• organizar e ter um foco sobre o que é o seu negócio o  que irá vender; investir em soluções que são boas para  o ne...
Convergência na TV
Newsplex
Financial Times in UK
Dificuldades
Possibilidades
sete indicadores de convergência nas           empresas de mídia• a comunicação inter e intra níveis hierárquicos da empre...
Administração  da marca e das relações
Marketing SocialAnunciar menos - analisar opiniões sobretemasDivulgar menos – discutir aspectospositivos e negativos de um...
Namoram         Sofrem            EstudamCompartilham                                 COM CULTURAS DIVERSAS               ...
E o que muda no jornalismo?
Novas exigências                          profissionais:•   Individualista                     • Trabalho em equipe•   Pre...
Gannet – USA Today• Acabou com as editorias• Criou sete grandes divisões:   – Digital – seleciona a melhor plataforma para...
Mudanças Socioculturais 2012
Mudanças Socioculturais 2012
Mudanças Socioculturais 2012
Mudanças Socioculturais 2012
Mudanças Socioculturais 2012
Mudanças Socioculturais 2012
Mudanças Socioculturais 2012
Mudanças Socioculturais 2012
Mudanças Socioculturais 2012
Mudanças Socioculturais 2012
Mudanças Socioculturais 2012
Mudanças Socioculturais 2012
Mudanças Socioculturais 2012
Mudanças Socioculturais 2012
Mudanças Socioculturais 2012
Mudanças Socioculturais 2012
Mudanças Socioculturais 2012
Mudanças Socioculturais 2012
Mudanças Socioculturais 2012
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

Mudanças Socioculturais 2012

3,422

Published on

Published in: Education
0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total Views
3,422
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
8
Actions
Shares
0
Downloads
0
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Mudanças Socioculturais 2012

  1. 1. Tecnologias Digitais, mudançassocioculturais e no jornalismo
  2. 2. Novos paradigmas na comunicação
  3. 3. SENTIRComunicação Humana PENSAR INTERAGIR CHEIRAR OUVIR FALAR VER
  4. 4. Limite de alcance da vozLimites da comunicação Da visão Do olfato humana Da audição Do tato Da interatividade • Geográfico • Temporal
  5. 5. Mudança de paradigmas Evolução das tecnologias de comunicação Email Internet 27 anos 40 anos Transmissão IRC (ICQ) Transmissão TV 14 anos – Telefone Rádio 21 anos internet comercial no Messenger Fotografia Brasil 13 anos Blogs Prensa de 12 Gutemberg Twitter 3 anos Comunicação humana – do analógico ao digitallorenatarcia@gmail.com
  6. 6. DIGITAL ANALÓGICOS Email Internet 27 anos 40 anos Transmissão IRC (ICQ) Transmissão TV Telefone Rádio 15 anos – 21 anos internet comercial no Messenger Fotografia Brasil 13 anos Blogs Prensa de 12 Gutemberg Twitter 3 anos Comunicação humana – do analógico ao digitallorenatarcia@gmail.com
  7. 7. Características das mídias digitais
  8. 8. Comunicação de Massa – modelo analógico Um todos Fragmentado/linear Linguagens distintas Pouco interativo Conteúdo massificado - Ibope/hits Características das mídias digitais
  9. 9. Comunicação – modelo digital Todos Todos Hipertextual/não-linear Multimídia/convergente Interativo Conteúdo personalizado - nichos/cauda longa
  10. 10. Características dasmídias digitais e internet
  11. 11. Cauda longa
  12. 12. 2 bilhões e 500milhões de pessoas29 % da populaçãono mundomundial 2010ITU World Telecommunication/ICT Indicators database)
  13. 13. No Brasil 53,9 milhões 25,5 mi ativos(sem contar celulares) TIC e Ibope
  14. 14. 53% dos jovens entre10 e 15 anos cetic/08
  15. 15. 61% -16 a 24 anos
  16. 16. 41% - 25 a 34 anos
  17. 17. 26% - 35 a 44 anos
  18. 18. 13% - 45 a 59 anos
  19. 19. 2% - 60 anos ou mais
  20. 20. Usuários por classe social DE 6% C18% A 43% B 33% Fonte: http://www.cetic.br/
  21. 21. Usos da net e mudanças
  22. 22. Born DigitalPrimeira geração de nativos digitaisSuperexposição na rede (tatuagens digitais)Cultura da piratariaGeração de “lawbreakers”“Nearly Now” – nova zona de tempo (Stephen Heppell)Novas formas de leitura e escritaGeneration GapsMúltiplas personalidades virtuais
  23. 23. Sistema Nervoso Social
  24. 24. 234 Milhões de endereços na web247 Bilhões de emails enviados diariamente500 Milhões de usuários no Facebook145 Milhões de usuários no Twitter (17 mi no New York Times)346 Milhões de leitores de blogs
  25. 25. 4 bilhões de fotos no Flickr6 milhões de vídeos no You Tube2.600 anos para assistir a todos os vídeos2 bilhões de espectadores mês
  26. 26. 133 milhões de blogs 81 idiomas900 mil posts a cada dia Fonte: Technorati
  27. 27. SistemaNervoso SocialMais do que númerosde blogs e informaçãoConexão de interessese ideiasConexões únicas, masfluidasBaseadas emcontextos
  28. 28. Construção de networks pessoais ao seu redor, públicas e fluidasReinvenções de quem sou, com quem estou, como e quando
  29. 29. Economia digital
  30. 30. Venda decomputadores no Brasil
  31. 31. Brasil IVC - Insituto Verificador de Circulação
  32. 32. Brasil
  33. 33. Nova audiência
  34. 34. Reflexo nas empresas
  35. 35. Reflexo nas empresas de comunicação: Estágio 1: Estágio 2: Estágio 3:Anos 80 Anos 90 Anos 00Modelo analógico Modelo digital Modelo digital evolutivoEstruturas burocratizadas embrionário Era da Informação e ineficientes Mídias eletrônicas Estruturas convergentes Estruturas cooperativasEx: O Globo, Rd Globo e Tv Globo Ex: Projeto Sinergia da Ex: fusão de empresas - Rede Globo convergência
  36. 36. Modelos atuais
  37. 37. Convergência total• Mudanças nas rotinas• Foco no conteúdo• Plataformas múltiplas• Novas rotinas• Novas habilidades• Treinamento• Mudanças na infra-estrutura física
  38. 38. http://schantin.wordpress.com/2008/06/25/moving-tables-is-not-enough-to-succeed-in-a-multiple-media-world/
  39. 39. Convergência• Audiência em 1º lugar• Pensar em múltiplas linguagens todo o tempo• Atender a mudança na demanda• Variedade de plataformas• 24/7 (Tempo determinado pela audiência. Não mais pela produção)• Foco no conteúdo, na história.• Tecnologia serve ao conteúdo• Múltiplas dimensões da notícia• Credibilidade da marca/Lealdade do público• Formação
  40. 40. Nordjyske Stiftstidende, Dinamarca
  41. 41. Convergência parcial• Redações separadas• Convergência de conteúdo• Cross-media• Convergência pontual• ... Modelos diversos
  42. 42. Monitorando a Convergência - Poynter
  43. 43. The New York Times
  44. 44. Marcello INFOGLOBO Moraes Comunicação e Part. SA
  45. 45. Alinhamentode expectativas Não vou falar sobre a Estamos na predominância do Era do “e”,impresso ou do digital não do “ou”
  46. 46. Estamos na Era do “e” não do “ou" Se por um lado... Existem tendências claras apontando para um crescimento digital...
  47. 47. InteratividadeInclusão digitalMobilidadeGeolocalizaçãoProsumerMultitarefaTransmídiaInfotainment
  48. 48. InteratividadeInclusão digitalMobilidadeGeolocalizaçãoProsumerMultitarefaTransmídiaInfotainment
  49. 49. InteratividadeInclusão digitalMobilidadeGeolocalizaçãoProsumerMultitarefaTransmídiaInfotainment
  50. 50. InteratividadeInclusão digitalMobilidadeGeolocalizaçãoProsumerMultitarefaTransmídiaInfotainment
  51. 51. InteratividadeInclusão digitalMobilidadeGeolocalizaçãoProsumerMultitarefaTransmídiaInfotainment
  52. 52. InteratividadeInclusão digitalMobilidadeGeolocalizaçãoProsumerMultitarefaTransmídiaInfotainment
  53. 53. Bônus demográficoInteratividadeInclusão digitalMobilidadeGeolocalizaçãoProsumerMultitarefaTransmídiaInfotainment
  54. 54. Bônus demográficoInteratividadeInclusão digitalMobilidadeGeolocalizaçãoProsumerMultitarefaTransmídiaInfotainment
  55. 55. Estamos na Era do “e” não do “ou" Por outro lado... Impresso e os modelos tradicionais continuam se reinventando e crescendo...
  56. 56. Jornais tem crescimento de 4,8% no primeiro semestre de 2011 Crescimento vs ano anterior 4.80% 0.50% 8.70% Total Qualities Populares*Fonte IVC** somatório dos 30 primeiros colocados no IVC = 80% circulação total
  57. 57. Nos últimos três anos os jornais impressos cresceram em todas as categorias Crescimento 2011 vs 2009 5.50% 2.20% 8.60% Total Qualities Populares*Fonte IVC** somatório dos 30 primeiros colocados no IVC = 80% circulação total
  58. 58. Menu Principais sites de notícias – Painel Home+Work (em milhões) jun/10 jul/10 ago/10 set/10 out/10 nov/10 dez/10 jan/11 fev/11 mar/11 abr/11 mai/11 jun/1114,0 Visitantes Únicos em Milhões (000) 13,3 12,6 13,5 12,7 12,9 12,112,0 11,5 11,7 11,6 11,2 11,1 11,3 YoY 11,3 G1 15,4%10,0 Folha 5,4% 8,2 8,1 UOL 50,6% 8,0 7,8 7,8 7,2 7,5 7,3 7,7 7,1 7,1 7,0 7,3 O Globo 10,2% 6,9 7,0 7,8 6,7 6,8 6,6 6,6 6,9 6,2 6,1 6,3 Extra 16,0% 5,8 6,0 6,2 6,4 6,6 6,0 5,6 6,2 6,4 5,1 5,2 5,3 6,2 5,4 5,4 Terra 11,0% 4,9 5,0 5,0 5,0 4,8 5,0 4,6 5,2 4,5 4,6 4,8 4,8 4,4 4,3 4,4 4,2 4,3 4,2 4,4 IG 63,2% 4,3 4,1 4,7 3,8 4,1 4,1 4,0 3,7 3,8 3,2 3,6 3,7 3,8 3,6 3,4 3,4 3,4 3,6 3,5 R7 32,9% 3,0 2,9 3,2 3,0 3,1 3,1 2,9 3,7 3,5 2,7 3,3 2,8 3,3 3,3 3,4 2,8 3,3 3,3 2,8 3,0 2,9 Abril 10,4% 2,9 2,6 3,0 3,0 2,8 2,8 2,7 2,7 1,7 2,4 2,0 2,3 2,5 2,6 2,3 2,4 2,5 2,5 2,5 2,1 2,1 2,5 2,2 Yahoo! 27,7% 0,0 g1.globo.com www1.folha.com.br noticias.uol.com.br oglobo.com.br extra.globo.com noticias.terra.com.br ultimosegundo.ig.com.br noticias.r7.com veja.abril.com.br br.noticias.yahoo.com Fonte: Ibope Netratings – Painel Home+Work
  59. 59. [ OS PRÓXIMOS 5 ANOS ]• Perspectiva para circulação de jornais ou produtos informativos: • Os sinais são variados/contraditórios, quais escolher? •Escrita e leitura em alta •Textos curtos e “text generation” •Ecolaridade e número de alunos em sala em alta •Nativos digitais e o papel? •Mundo cada vez mais conectado (PNBL) •Padrão mental do mundo grátis •Devices” cada vez mais amigáveis para leitura.
  60. 60. [ OS PRÓXIMOS 5 ANOS ]•Em 2012 vão ser vendidos mais de 100 milhões de tablets no mundo - (todas astecnologias)•Teremos tablets de qualidade a menos de US$100.00•Como transferir as receitas de publicidade do papel para o mundo eletrônico,principalmente para os tablets?•A precificação será um problema? O mundo analógico tem custos inerentes - papel edistribuição, que não existem no mundo digital. Quanto vale o conteúdo no mundo digital?•Como superar o dilema de tentar vender conteúdos digitais formatados nos tablets se emsua grande maioria eles estão disponíveis gratuitamente na web?•Qual o papel que os telefones celulares irão desempenhar na monetização do conteúdodigital?Como tornar a relação com os distribuidores de conteúdo via celular (operadoras)mais favorável aos produtores de conteúdo?
  61. 61. Obrigada  @lorenatarcialorenatarcia@gmail.com
  62. 62. Integração total• Arquitetura e infra-estrutura para produção em canais múltiplos são combinados em apenas uma redação, controlados por uma central de notícias e administração de fluxo.• Conteúdo vem primeiro. A distribuição por diferentes plataformas está subordinada ao conteúdo produzido.• Treinamento para todos os jornalistas em produção multimídia• Pode acontecer também dos editores serem responsáveis pelo fluxo de suas editorias
  63. 63. Welt/Morgenpost-Group - Berim• União das redações de três jornais diários (Die Welt, Welt Kompakt and Berliner Morgenpost ) + Jornal semanal (Welt am Sonntag ) + versões online (inclusive Welt-online tv)• 2006• Passo mais importante: decisão administrativa, compromisso com integração
  64. 64. El Mundo - Espanha• Maior redação do país• 900 jornalistas trabalham para 3 jornais diferentes (El Mundo, esportivo diário Marca e jornal de economia Expansion )• Não estão na mesma• Diferentes níveis de integração• Mais integrado, online/impresso e multimídia - ciências
  65. 65. Cross media• Jornalistas trabalham em diferentes redações para diferentes plataformas• Integram-se por meio de coordenadores multimídia e/ou rotinas. Ex: editor do impresso na TV• Administração direciona cooperação e comunicação e monitora produção em plataformas cruzadas• Jornalistas permanecem como expert em uma plataforma• Multi-habilidades são exceção e não são foco administrativo• Convergência não é uma estratégia de negócio, mas uma ferramenta
  66. 66. Österreich - Áustria• 2006• Jornal diário• Ênfase na produção multimídia• Redação integrada, mas jornalistas trabalham separado (impresso, online, webtv)• Jornalistas multimídia são exceção• Coordenação multimídia facilitada pela integração física
  67. 67. La Verdad Multimedia - Espanha• Grupo Vocento• 2001 – produtor multimídia• 12 grandes grupos multimídia regionais (jornal, online, rádio, tv, agência )• Conteúdo é promovido em todas as mídias• Administrador multimídia e editor coordenam produção multimídia diária• Jornalistas raramente atuam em outra mídia (editor do impresso na TV ou rádio ou o contrário)• Foco maior na internet
  68. 68. Nordjyske Stiftstidende• 2003• Jornal com tiragem de 75 mil exemplares• Integração multimídia• Jornal diário pago• Jornal diário gratuito• Programa de tv para web e cabo• 2 programas de rádio• Superdesk• Editorias transformadas em “Grupos de Conteúdo”• Figura do “Condutor de Mídia”• Na reunião de pauta, editores decidem conteúdo e canais de distribuição• Ele administra o fluxo para impresso, online, rádio e TV• Resolve possíveis conflitos de interesse
  69. 69. Convergência• Conceito• Processo
  70. 70. Nordjyske• multimedia-based model implementing resource sharing, content sharing and cross- promotion via multiple platforms including TV, radio, print, and website• matrix-organization in its newsrooms with reporters organized around news beats
  71. 71. Convergência de Mídias e Jornalismo• Compromisso da UFMG com a sociedade• Garantir informação para todos os públicos, inclusive portadores de deficiencia INCLUSAO• Laboratório de experimentações• Formação de mão-de-obra• Gargalos culturais e burocráticos• Aspecto comunicação organizacional/convergëncia das mídias em si/ formação profissional• Pesquisa
  72. 72. Globo• Elite social na tv• Elite intelectual no impresso• Rádio como mídia menor• Online como mídia de geeks e nerds
  73. 73. Folha de S. Paulo• Centro captador de notícias 24/7• O repórter apura sem saber onde a informação será publicada• Esta decisão passa a ser da edição e não da produção• Retaguarda da redação• Primazia ainda é do papel (financeiro)
  74. 74. Convergence is the window of opportunityfor traditional media to align itself with technologies of the 21st century. Grupo de estudos
  75. 75. Lições da história I Novas mídias mudam as Mídias existentes (Becker & Schoenbach 1989, Comstock 1982)
  76. 76. Lições da história I Novas mídias mudam as Mídias existentes (Becker & Schoenbach 1989, Comstock 1982)
  77. 77. Lessons from history IINot a single “old” media has disappeared(Lerg 1981, Riepl 1913, Dimmick&Rothenbuhler 1984, McCombs 1972, McCombs & Eyal 1980)
  78. 78. Lessons from history IIIPeople are afraid of and resist new media(Wartella & Reeves 1983)
  79. 79. Lessons from history IVIn a long run a single media can make the difference in the society.(Becker & Schoenbach 1989)
  80. 80. Future of MediaFuture Exploration Network
  81. 81. Confusões• equipamentos e sistemas de acesso às redes• digitais, a estruturas organizacionais, a diferentes níveis de processos de produção do• conteúdo midiático, às políticas publicas de uso e acesso às TIC’s, aos modelos de• negócio, em oposição a visões fragmentadas, entre muitas possibilidades. O que temos,• na prática, é o uso do termo em múltiplos contextos e, em algumas vezes, com• definições ambíguas.• http://www2.eptic.com.br/sgw/data/bib/artigos/49808105 523a0de80f95d7947efc14cb.pdf
  82. 82. • “um conjunto de possibilidades decorrentes• da cooperação entre meios impressos e eletrônicos na distribuição de conteúdos• multimídia por meio do uso de computadores e da internet”. (Lawson-Borders, 2006: 4).• http://www2.eptic.com.br/sgw/data/bib/artig os/49808105523a0de80f95d7947efc14cb.pdf• http://www.mediajournal.org/ojs/index.php/j mm/article/viewFile/10/3
  83. 83. • Entendemos de sua definição que computadores e a rede são as fontes agregadoras de• conteúdos gerados por diferentes meios, a exemplo do rádio, da TV e dos meios• impressos; e distribuídos em diferentes plataformas como conexões sem fio, cabos e• satélites. Computadores e internet são os elementos determinantes, ou o espaço de• configuração da convergência.• http://www2.eptic.com.br/sgw/data/bib/artigos/4980 8105523a0de80f95d7947efc14cb.pdf
  84. 84. • aparatos tecnológicos, as práticas comunicativas que se constituem em• tais aparatos, e os contextos sociais e as instituições que se apropriam de tais práticas• Não poderemos tratar• de convergência sem discutirmos as formas estruturais de uma redação, seus aspectos• físicos e tecnológicos e o perfil dos profissionais ali agregados. A literatura aponta uma• série de modelos de “redação do futuro”, refletindo diferentes composições entre meios• e processos que serão vitais em nossas análises futuras.• http://www2.eptic.com.br/sgw/data/bib/artigos/49808105523a0d e80f95d7947efc14cb.pdf
  85. 85. Aspectos daConvergência SociaisMídiasUFMG Administrativos Educacionais Burocráticos Formação Público Pesquisa Conteúdo Tecnológicos Rotinas e Físicos/Arquitetô produtos nicos jornalísticos
  86. 86. Questões• Convergência para quê? – Economizar, inovar, sobreviver, agilizar, ficar por dentro ... ?• Convergir o quê? – Processos, dados, mídias, rotinas, habilidades, redações ...?• Em que nível? – Integração total, cross mídia, online, de conteúdo?• Qual abrangência? – Grandes projetos? Pequenos projetos?• Em que modelo?• Com que resultados?• Com qual compromisso?• Com que envolvimento?• Com qual modelo de negócio?
  87. 87. Reorganizar redações - BBC• 200 milhões de libras• 5 mil pessoas no mesmo prédio• Regent Street Bush House• Desde 1932• The architects will have produced an estimated 10,000 drawings by the end of the project that will include 80.000-square meter of production areas, studios and staff facilities, plus a 4.000-square meter newsroom.• 64,000 tonnes of debris will be removed from the site.• Around 17,000 lorry loads of rubbish will be taken from BH• During excavation, work will be taking place 4 meters from the Victoria tube line.• There will be six new studios for television news.• The new News studio will be one of the largest live newsrooms in the world• There will be 140 acoustic spaces for Radio & Music, News and World Service.• There will be 10,000 miles of cabling in the new building.• The focus of the complex is an atria-lit newsroom at the base of the main building• http://www.cyberjournalist.net/bbc-news-opens-multi-platform-newsroom/ .• http://www.innovationsinnewspapers.com/index.php/tag/newsroom-integrations/
  88. 88. http://www.innovationsinnewspapers.com/index.php/tag/newsroom-integrations/
  89. 89. O que é
  90. 90. Quadro atual• Queda na venda dos jornais• Estagnação na audiência das tvs• Competição por publicidade• Crescimento do acesso a internet• Cortes orçamentários/crise• Produção para plataformas múltiplas (conglomerados de mídia)
  91. 91. Convergencia• Compartilhamento de pessoal e material• Oferta de pacotes publicitários• Cross media e cross promotion• Compartilhamento de espaço
  92. 92. definições• Combinação de tecnologias, produtos, mão-de- obra, espaços entre mídias jornal, tv, rádio e online, anteriormente compartimentadas (Singer, 2004: 3).• Várias perspectivas: – Tecnológica – Administrativa – Comunicacional – Profissional• Estrutura das redações, práticas jornalísticas e conteúdo informativo estão evoluindo• Elevar a cooperação e colaboração entre as redações anteriormente distintas
  93. 93. Digitalização• Compartilhamento de áudio, texto e vídeo e fotos
  94. 94. Der Standard - Alemanha• Foco no online• Lucrativo• Redações separadas
  95. 95. Unidad Editorial - Itália• Grupo Rizzoli• 2007• União dos grupos Recoletos and El Mundo
  96. 96. Hessische/Niedersächsische Allgemeine (HNA) in Kassel• Impresso + online• Amplo uso de vídeo + web 2.0
  97. 97. O que avaliar• Formas de convergência de redações• Fluxo de trabalho e de notícias• Formas de cooperação entre jornalistas e administrativas• Responsabilidades por conteúdo e multimídia• Graus de multi-habilidades dos profissionais• Esforços de treinamento
  98. 98. Dicas• organizar e ter um foco sobre o que é o seu negócio o que irá vender; investir em soluções que são boas para o negócio imediatamente e aprender com o feedback dos clientes para aprimorar a próxima solução; construir as soluções de forma a compartilhar incentivos com seus parceiros de negócio para garantir a cooperação deles; dar liberdade às gerências para que elas criem soluções para os problemas, já que conhecem melhor o negócio e os leitores; concordar que será necessário canibalizar parte do negócio, ele deverá ser sacrificado para que o progresso aconteça.
  99. 99. Convergência na TV
  100. 100. Newsplex
  101. 101. Financial Times in UK
  102. 102. Dificuldades
  103. 103. Possibilidades
  104. 104. sete indicadores de convergência nas empresas de mídia• a comunicação inter e intra níveis hierárquicos da empresa de mídia como garantia• da uniformidade de posturas; o comprometimento por parte da empresa na incorporação• da convergência como parte de sua missão e filosofia; a cooperação contínua de todos os• envolvidos como alavanca de evolução; compensações diversas pela multiplicação de• tarefas; a mudança cultural especialmente face aos conhecidos corporativismos nas• empresas de mídia; a extensão da competição para elementos não- midiáticos da cadeia• de valor; e a consideração do cliente (usuário, leitor, etc.) como elemento central do• processo de convergência.
  105. 105. Administração da marca e das relações
  106. 106. Marketing SocialAnunciar menos - analisar opiniões sobretemasDivulgar menos – discutir aspectospositivos e negativos de um serviçoTransparência nas relações – palavra doconsumidor
  107. 107. Namoram Sofrem EstudamCompartilham COM CULTURAS DIVERSAS Conversam Assistem Se divertem Riem Perdem Se irritam EM FORMATOS DIVERSOS MAIS RÁPIDO Ganham Trabalham COM MAIS FREQUÊNCIA Vendem Criam Compram Se informam Ajudam Se vingam Se expressam MAIS LONGE Rezam COM MAIS PESSOAS Choram ColaboramSe conhecem Se casam Fofocam POR MAIS TEMPO
  108. 108. E o que muda no jornalismo?
  109. 109. Novas exigências profissionais:• Individualista • Trabalho em equipe• Preconceito contra o marketing • Integração com demais• “Duas culturas” departamentos (visão de• Espírito negativo negócio)• Preconceito entre as mídias • Produção para as várias mídias• Preconceito contra chefia • Fim das hierarquias (assumir responsabilidades)• Averso às tecnologias • Aberto a inovações• Questionador, informado, crítico • Superficial, desinformado, generalista
  110. 110. Gannet – USA Today• Acabou com as editorias• Criou sete grandes divisões: – Digital – seleciona a melhor plataforma para distribuição da notícia – Serviço público – conecta com o público em investivações colaborativas – Conversação com a comunidade – opinião, editorial, blogs incentiva conversas com leitores – Local – coberturas locais e hiperlocais – Conteúdo customizado – conecta com o público buscando melhores oportunidades para publicar em todas as plataformas – Dados – trabalho aprofundado com bancos de dados – Multimídia – lidera a comunicação visual em todas as plataformas. Fotógrafos formados para qualquer mídia

×