Educação no Brasil
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×
 

Educação no Brasil

on

  • 964 views

Apresentação do Ministro Mercadante, dia 05.06.2012, disponível em http://portal.mec.gov.br/index.php?option=com_content&view=article&id=17824.

Apresentação do Ministro Mercadante, dia 05.06.2012, disponível em http://portal.mec.gov.br/index.php?option=com_content&view=article&id=17824.

Statistics

Views

Total Views
964
Slideshare-icon Views on SlideShare
830
Embed Views
134

Actions

Likes
0
Downloads
8
Comments
0

1 Embed 134

http://www.scoop.it 134

Accessibility

Categories

Upload Details

Uploaded via as Adobe PDF

Usage Rights

© All Rights Reserved

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Processing…
Post Comment
Edit your comment

    Educação no Brasil Educação no Brasil Presentation Transcript

    • Educação no Brasil Aloizio MercadanteMinistro de Estado da Educação São Paulo, 04 de junho de 2012
    • Educação Infantil Taxas de atendimentoCreches 36,3 Extrema pobreza por idade 23,6 Brasil - 1999 e 2009 9,4 12,2 20% 15% Brasil Brasil 20% + 20% + 10% 2000 2010 ricos pobres 5% 0%Pré-Escola 12 16 20 24 28 32 36 40 44 48 52 56 60 64 68 0 4 8 92 80,1 Ext. Pobre 1999 Ext. Pobre 2009 67,8 51,4 Total de crianças de 0 a 5 anos em extrema pobreza: 2,4 milhões Brasil Brasil 20% + 20% + 2000 2010 ricos pobresFonte: Censo Demográfico/IBGE e PNAD 2009/IBGE
    • Educação Infantil ProInfância Meta até 2014: construção de 6 mil creches e pré-escolasConstrução de Creches e Pré-Escolas Brasil Carinhoso Novas MedidasContratadas até abril 2012 1. Antecipação do repasse do Fundeb1. Em planejamento e licitação 1.348 para novas vagas de todas as creches2. Em construção 2.189 municipais.3. Canceladas 48 2. Aumento de 66,7% do valor da alimentação para creche e para pré-4. Concluídas 463 escola 4.1. Em funcionamento 370 3. Acréscimo de 50% do Fundeb paraTotal até abril 2012 4.048 todas as matrículas em creches paraContratadas em 14 de maio 2012 1.512 crianças de 0 a 3 anos do ProgramaTotal Geral 5.560 Bolsa Família.
    • Ensino Fundamental Taxa de Escolarização Líquida do Ensino Fundamental (7 a 14 anos) Evolução do IDEB (anos iniciais do ensino fundamental) 95,3 94,6 4,6 94,4 4,2 93,8 3,8 3,8 3,6 3,5 3,6 2003 2005 2007 2009 1997 1999 2001 2003 2005 2007 2009 Fonte: INEP/MECFonte: PNAD/IBGE, Elaboração MEC/INEP
    • Alfabetização na Idade Certa:alfabetizar crianças até os 8 anos de idade RR 22,2% AP 23% AM PA 28,3% 32,2% RN 26,9% MA CE 34% 18,7% PB 22,4% PI 28,7% PE 23,9% RO TO AC 11% DF 17,2% MT 6,8% BA 26,1% AL 35% 10,9% 23% SE 23,8% GO 9% MG MS 6,7% 8,8% ES 10% SP Taxa de crianças não 7,6% RJ 9,3% alfabetizadas com 8 PR 4,9% anos de idade RS SC 5,1% 6,7% 35% 5% Brasil: 15,2% Fonte: Censo Demográfico 2010/IBGE
    • Ensino FundamentalEducação Integral – Mais EducaçãoDisciplinas obrigatórias para a formação do estudante e 10 macrocamposDesafios para expansão do programa: • Melhoria da infraestrutura das escolas • Alimentação escolar • Currículo integradoMeta inicial para 2014: 32 mil escolasMeta para 2012: Adesão de 15 mil novas escolas, totalizando 30 mil escolas. Em aproximadamente 3.000 municípios.Meta para 2014 60 mil escolas (incluindo o Pronacampo)
    • PRONACAMPO Ações Metas para 2014 Construção de Novas Escolas 3.000• Idade média da população Melhoria das condições físicas e analfabeta no campo: 53 anos 30.000 materiais das Escolas Educação Integral - Mais• População não alfabetizada com Educação 10.000 15 anos ou mais: 23,2% no Laboratório de informática 20.000 campo, 7,3% urbano e 9,6% em Pronatec campo 180.000 todo o País. Ônibus 8.000 Lancha 2.000 Acesso a energia elétrica Universalizar Acesso a água potável e Universalizar saneamento
    • Formação e Valorização dos docentes Piso do magistério deve ser reajustado em 22,22% e passar para R$ 1.451 em 2012. 1.451 1.187 1.024 Jornada: 950 cumprimento de 1/3 de hora atividade 2009 2010 2011 2012 Fonte: SE/MECO piso salarial foi criado em cumprimento ao que estabelece o artigo 60, inciso III, alínea “e” do Ato dasDisposições Constitucionais Transitórias, regulamentado pela Lei 11.738, de 16 de junho de 2008.
    • Ensino Médio Taxa de Escolarização (15 a 17 anos)  Ensino Médio Inovador: Currículo 81,1 80,7 85,5 83,0 dinâmico, flexível e compatível com as exigências da sociedade 45,3 50,4 50,9 43,1 contemporânea  Jovem de Futuro: Parceria com 2003 2005 2008 2009 Instituto Unibanco: Ceará, Goiás, Mato Grosso do Sul, Pará, Piauí, Rondônia e Bruta Líquida São Paulo e Bahia (em negociação)Taxa de  Instituto de Co-ResponsabilidadeEscolarização 20% + ricos 77,9 pela Educação: Escolas de EnsinoLíquida Médio em Tempo Integral 20% + pobres 32  Escola em Tempo Integral Fonte: PNAD/IBGE, 2009
    • Educação Digital Objetivo: criar ambiente pedagógico criativo e interativo nas salas de aula utilizando os recursos de tecnologia da informação e internet Público alvo: professores do ensino médio• Tablets e computadores interativos Conteúdo dos tablets: (lousas eletrônicas) para professores  Portal do Professor / MEC como instrumento pedagógico  Portal Domínio Público / MEC• Ofertas de cursos de formação em  Khan Academy (Física / Matemática / TICs Biologia / Química): tradução para 1. Proinfo Integrado português com parceria da Fundação  Carga horária de 180 horas Lemann distribuída em 3 módulos  Objetos de Aprendizagem Educacionais  Mais de 337 mil professores (Banco Internacional de Objetos capacitados entre 2008 e 2011 Educacionais – MEC) 2. Educação Digital  Coleção Educadores  Carga horária de 360 horas  Entre outros distribuída em 3 módulos
    • Formação e Valorização dos docentes Mais de 350 mil professores da educação básica estão cursando ensino superior Nível de Escolaridade dos professores, 2010 (%)  Aumentar a interação com as universidades públicas para estimular a 0,5 (12 mil) formação dos professores da educação básica: Ciências Básicas, Cursos nas áreas de 26,2 TICs, Licenciaturas e Outros(611 mil)  Universidade Aberta do Brasil (UAB)  Fortalecer o Programa Institucional de Bolsas de Iniciação à Docência (PIBID): Escola Sem Fronteiras: Estimular o 73,3 intercâmbio entre profissionais de (1,3 milhão) educação e entre escolas Superior Médio Fundamental Fonte: Inep/MEC
    • Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico e Emprego - PRONATEC Meta até 2014: 8 milhões de vagasMais de 1 milhão de matrículas realizadas até abril de 2012 Base Legal: Lei 12.513, de 26 de outubro de 2011
    • Fortalecimento e Expansão da Rede FederalA expansão da Rede Federal de EPCT conta com o fortalecimento dos Institutos Federais, como objetivo de ampliar o acesso e a permanência na educação profissional, científica e tecnológica. Potencial de Atendimento de 600 mil estudantes em todo país até 2014 Total de 562 unidades até 2014 Mais 208 unidades até 2014 Mais 214 Fortalecimento da Rede 140 unidades unidades até 2010 PL 2.134 até 2002Acordo com SENAI: 1,5 bilhões do BNDES para construção de 23 Institutos de Inovação e 38 Institutos de Tecnologia, acordo com Fraunhofer e MIT. Parceria Estratégica com a EMBRAPII
    • Exame Nacional do Ensino Médio Acesso para o ProUni, SiSU, FIES e Ciência sem Fronteiras Inscritos no ENEM  Desafio logístico:  400 mil pessoas trabalhando (milhões) 5,4 4,6  140 mil salas de aula 4,0 4,2  9.728 rotas de distribuição 3,7 3,6  304 mil km percorridos 3,0  Certificação de processo e gestão 1,8 1,9 de risco: 1,6  3.439 pontos de atenção/check list 1,6  Aumentar o banco de itens da0,2 0,4 0,4 prova1998 1999 2000 2001 2002 2003 2004 2005 2006 2007 2008 2009 2010 2011  Aperfeiçoar o sistema de avaliação das redações Fonte: Inep/MEC
    • Exame Nacional do Ensino Médio Quadro Comparativo da Correção de Redação Processo de 2011 2012 correção Número de 2 2 correções iniciais Discrepância na Igual ou maior que Maior que 200 nota total 300 Discrepância na ___ 80 em qualquer competência competência Supervisor Correção 3ª correção (instância final) independente 4ª correção em ___ Banca (instância Banca final)
    • Ensino Superior Expansão da Rede Federal Matrículas em cursos de graduação (em mil) de Ensino Superior 321 278 930,2 728,0 838,1 369,8 207,2 148 114,6 49,9 59,640,7 63 5.449,1 5.115,9 59 5.080,1 4.880,4 39 4.676,6 4.453,2 4.163,7 3.887,03.479,9 2000 2011 2014* Universidades Câmpus2002 2003 2004 2005 2006 2007 2008 2009 2010 Fonte: SESu/MEC Presencial A distância Meta para 2014: Criação de 4Fonte: Inep/MEC novas universidades e 47 novos câmpus da rede federal.
    • Ensino SuperiorSistema Nacional de Avaliação do EnsinoSuperior – SINAES• Autoavaliação e avaliação externa das instituições ProUni: Mais de 1 milhão de estudantes• Avaliação dos cursos de graduação• Exame Nacional de Desempenho dos Estudantes – Enade Programa de Financiamento Estudantil Participação do total de matrículas das IES (FIES) (graduação presencial) Mais de 500 mil alunos atendidos Maio/2012: 219.540 alunos 15,3% 9,6% 73,2% 1,9% • Juros 3,4% ao ano e até 100% da mensalidade Federal Estadual Municipal PrivadaFonte: Inep/MEC, 2010
    • Ensino Superior 41% das matrículas estão concentradas nos cursos de administração, direito, pedagogia, ciências contábeis e enfermagem Engenheiros/1.000 habitantes Médicos por 1.000 habitantes 80 Brasil 1,8 Estados Unidos 2,4 Reino Unido 2,7 40 Alemanha 3,6 França 3,5 26 Uruguai 3,7 6 Espanha 4,0 4 Portugal 3,9 Brasil China Japão EUA Coréia do Cuba 6,4 Fonte: UNESCO. 2010 Sul Fonte: OMS, 2009 Fortalecer a formação nas áreas de ciências básicas: matemática, física, biologia e química
    • Número de artigos brasileiros publicados (periódicos científicos indexados pela Thomson/ISI e participação percentual do Brasil na América Latina e no mundo, 1985-2009) 40.000 60 54,42 35.000 % do Brasil em relação à América Latina 32.100 47,55 50 % do Brasil em relação ao Mundo 30.000 Nº de artigos Brasil 42,89 39,11 36,73 40 25.000 33,84 20.000 17.714 30 15.000 10.521 20 10.000 6.038 3.640 10 5.000 2.409 1,35 1,8 2,69 0,47 0,62 0,84 0 0 1985 1990 1995 2000 2005 Patentes por milhão de habitantes, 2007 (Patentes triádicas) 114.8 118.0100 90 80 70 60 50 40 30 20 10 0,3 0 Fonte: OECD Factbook 2010
    • Investimento em P&D 2,69 Japão (2008) 0,54 2,45 Coréia (2008) 0,85 OCDE 1,87 EUA(2008) 0,75 1,8 Alemanha (2008) 0,76 1,07 França (2008) 0,82 0,82 Reino Unido (2010) 0,56 0,17América Chile (2008) Latina 0,13 0,17 México (2007) 0,19 0,15 Argentina (2007) 0,34 0,57 Brasil (2010) 0,62 0,33 Rússia (2009) BRICS 0,82 China (2009) 0,40 1,22 Empresas 0,26 Índia (2008) 0,59 Governo 0,54 África do Sul 0,19 Fonte: MCTI
    • Programa Ciência sem Fronteiras Modalidades de Bolsas e Metas Globais (2011 – 2015) Bolsa Brasil Graduação (1 ano) 27.100 Bolsa Brasil Doutorado (1 ano) 24.600 Bolsa Brasil Doutorado Integral (4 anos) 9.790 Bolsa Brasil Pós-doutorado ( 1ou 2 anos) 8.900 Bolsa Brasil Jovens cientistas de grande talento (3 anos) 860 Pesquisadores Visitantes Especiais no Brasil (3 anos) 390 Outras modalidades de bolsas 3.360 Total de bolsas do governo 75.000 Total de bolsas das empresas 26.000 (distribuídas entre as modalidades) Total de bolsas 101.000 1º Edital: EUA, França, Itália, Reino Unido e Alemanha 2º Edital: Austrália, Bélgica, Holanda, Coréia do Sul, Portugal e Espanha
    • Educação no Brasil Aloizio MercadanteMinistro de Estado da Educação São Paulo, 04 de junho de 2012