Your SlideShare is downloading. ×
0
fluxo de energia nos ecossistemas
fluxo de energia nos ecossistemas
fluxo de energia nos ecossistemas
fluxo de energia nos ecossistemas
fluxo de energia nos ecossistemas
fluxo de energia nos ecossistemas
fluxo de energia nos ecossistemas
fluxo de energia nos ecossistemas
fluxo de energia nos ecossistemas
fluxo de energia nos ecossistemas
fluxo de energia nos ecossistemas
fluxo de energia nos ecossistemas
fluxo de energia nos ecossistemas
fluxo de energia nos ecossistemas
fluxo de energia nos ecossistemas
fluxo de energia nos ecossistemas
fluxo de energia nos ecossistemas
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

Thanks for flagging this SlideShare!

Oops! An error has occurred.

×
Saving this for later? Get the SlideShare app to save on your phone or tablet. Read anywhere, anytime – even offline.
Text the download link to your phone
Standard text messaging rates apply

fluxo de energia nos ecossistemas

12,838

Published on

0 Comments
3 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

No Downloads
Views
Total Views
12,838
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
0
Actions
Shares
0
Downloads
151
Comments
0
Likes
3
Embeds 0
No embeds

Report content
Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
No notes for slide

Transcript

  • 1.  
  • 2.
    • Este trabalho fala sobre o fluxo de energia nos ecossistemas, mais propriamente sobre a produção primária, o fluxo de energia e também sobre as características dos ecossistemas .
  • 3.
    • Capacidade de auto-regulação e capacidade de resistir (dentro de determinados limites) a modificações relativamente significativas ;
    • É um sistema hierarquizado no qual os elementos constitutivos são subsistemas estruturados;
    • É um sistema aberto que mantém trocas de matéria com o meio.
  • 4.
    • Alfred J. Lotka introduziu o conceito do ecossistema como uma máquina transformadora de energia descrita por um conjunto de equações, que representa as trocas de matéria e de energia entre os seus componentes e obedecendo aos princípios termodinâmicos que governam as transformações energéticas.
  • 5.
    • A energia e massa dos elementos são «moeda» na análise comparativa, na estrutura e função dos ecossistemas.
    • O modelo universal de Odum pode ser aplicado a qualquer organismo.
  • 6.
    • A energia que chega a um nível trófico depende dos seguinte factores:
    • Produção primária líquida (a base da cadeia alimentar);
    • Eficiência de transferência entre níveis tróficos.
  • 7.
    • A energia entra nos ecossistemas como luz e sai como calor (fluxo unidireccional);
    • Os nutrientes circulam continuamente entre os comportamentos orgânicos e inorgânicos dos ecossistemas .
  • 8.
    • A produção primária é o processo pelo qual as plantas, algas e algumas bactérias (produtores primários) capturam a energia química nas ligações dos carbohidratos.
  • 9.
    • É a taxa que a energia (Biomassa) é produzida, por unidade de área/volume pelos produtores primários.
  • 10.
    • A colheita determina a matéria orgânica (seca) acumulada (prod liquida);
    • As trocas gasosas determinam a incorporação liquida de CO2 á luz (produção liquida) produção de CO2 ás escuras (respiração) e produção bruta com a sua soma;
  • 11.
    • Luz
    • Água
    • Temperatura
  • 12.
    • As plantas não são geralmente limitadas pela Luz quando expostas directamente ao Sol
    • A sombra (por folhas de outras plantas) podem reduzir as taxas fotossintéticas abaixo do máximo
    • A eficiência fotossintética de um ecossistema é tipicamente 1 a 2%
  • 13.
    • A fotossíntese nos ecossistemas terrestres é limitada pela água;
    • Em condições de stress de água, os estômas fecham e o intercambio de gás cessa, parando a fotossíntese.
  • 14.
    • A temperatura óptima para a fotossíntese varia de acordo com os ecossistemas:
    • Cerca de 16º C para a maioria das espécies das zonas temperadas;
    • As taxas fotossintéticas aumentam com a temperatura, até um ponto.
  • 15.
    • Os padrões de Fluxo de Energia podem ser previstos através da:
    • Eficiência de consumo (EC)
    • Eficiência de assimilação (EA)
  • 16.
    • Neste trabalho ficamos a perceber o que é o fluxo de energia dos ecossistemas, a produção primária e a produtividade primária
    • Falamos sobre o fluxo de energia de Eugene Odum e também sobre Alfred J. Lotka que é um químico
  • 17. Trabalho realizado por: - Luís Miranda nº16 - Margarida nº18 - Patrícia Ribeiro nº20 - Valéria Kurochka nº22

×