Descritores e distratores
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

Like this? Share it with your network

Share
  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
No Downloads

Views

Total Views
48,210
On Slideshare
45,635
From Embeds
2,575
Number of Embeds
29

Actions

Shares
Downloads
1,111
Comments
11
Likes
18

Embeds 2,575

http://ivanetenunes.blogspot.com.br 1,000
http://neganascimento.blogspot.com.br 598
http://educacaodialogica.blogspot.com.br 451
http://blogdosop.zip.net 318
http://planejarnteipora.blogspot.com.br 81
http://planejarnteipora.blogspot.ru 31
http://neganascimento.blogspot.com 24
http://neganascimento.blogspot.ru 15
http://educacaodialogica.blogspot.com 12
http://ivanetenunes.blogspot.com 11
http://www.google.com.br 6
http://www.neganascimento.blogspot.com.br 5
http://neganascimento.blogspot.pt 4
http://educacaodialogica.blogspot.pt 3
http://neganascimento.blogspot.com.ar 2
http://www.planejarnteipora.blogspot.com 1
http://api.ning.com 1
http://3.bp.blogspot.com 1
http://www.neganascimento.blogspot.com 1
http://ivanetenunes.blogspot.pt 1
http://educacaodialogica.blogspot.it 1
http://neganascimento.blogspot.it 1
http://educacaodialogica.blogspot.in 1
http://2.bp.blogspot.com 1
http://img2.blogblog.com 1
http://planejarnteipora.blogspot.de 1
http://educacaodialogica.blogspot.com.ar 1
http://www.educacaodialogica.blogspot.com.br 1
https://twitter.com 1

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
    No notes for slide

Transcript

  • 1. SOP - 2010
    Descritores
  • 2. ERA UMA VEZ uma rainha que vivia em um grande castelo.
    Ela tinha uma varinha mágica que fazia as pessoas bonitas ou feias, alegres ou tristes, vitoriosas ou fracassadas. Como todas as rainhas, ela também tinha um espelho.
  • 3. Um dia, querendo avaliar sua beleza, ela perguntou ao espelho:
    - Espelho, espelho meu, existe alguém mais bonita do que eu?
  • 4. O espelho olhou bem para ela e respondeu:
    Minha rainha, os tempos estão mudados. Esta não é mais uma resposta assim tão simples. Hoje em dia, para responder a sua pergunta eu preciso de alguns elementos mais claros.
    Atônita, a rainha não sabia o que dizer. Só lhe ocorreu perguntar:
    - Como assim?
  • 5. Veja bem, respondeu o espelho. Em primeiro lugar eu preciso saber por que Vossa Majestade fez essa pergunta, ou seja, o que pretende fazer com a minha resposta. Pretende apenas levantar dados sobre o seu ibope no palácio? Pretende examinar o seu nível de beleza, comparando-o com o de outras pessoas ou a sua avaliação visa ao desenvolvimento de sua própria beleza, sem nenhum critério externo?
  • 6. É uma avaliação que considera normas ou critérios pré-determinados?
    De toda forma, é preciso, ainda, que Vossa Majestade me diga se pretende fazer uma classificação dos resultados.
  • 7. E continuou o espelho:
    Além disso, eu preciso que Vossa Majestade me defina em que bases devo fazer essa avaliação. Devo considerar o peso, a altura, a cor dos olhos, o conjunto? Quem devo consultar para fazer esta análise?
  • 8. Por exemplo: se consultar somente os moradores do castelo, vou ter uma resposta; por outro lado, se utilizar parâmetros relacionados ao reino todo, terei uma outra resposta. Entre a turma da copa ou mesmo entre os anões, a Branca de Neve ganha estourado. Mas se perguntar aos seus conselheiros, acho que a minha rainha terá o primeiro lugar.
  • 9. Depois, ainda tem o seguinte, continuou o espelho, como vou fazer essa avaliação?
    Devo utilizar análises continuadas?
    Posso utilizar alguma prova para verificar o grau dessa beleza?
    Utilizo a observação?
    Finalmente, concluiu o espelho, será que estarei sendo justo? São tantos pontos a considerar...
    A rainha ficou, então, muito confusa e sem saber o que iria responder...
    Clarilza Prado de Souza
  • 10. A avaliação
    Quando se fala em avaliação, o que vem imediatamente a sua cabeça?
  • 11. APRENDIZAGEM.
  • 12. A Aprendizagem
    A aprendizagem mecânica é a aprendizagem de novas informações, com pouca ou nenhuma associação com conceitos relevantes existentes na estrutura cognitiva do aprendiz. Ele simplesmente recebe a informação e a armazena de forma que ela permanece disponível por um certo intervalo de tempo. Mas, na ausência de outras informações que lhes sirvam de combinação, permanece na estrutura cognitiva de forma estática.
  • 13. Aprendizagem significativa
    A aprendizagem significativa tem como base as informações já existentes na estrutura cognitiva. As novas informações podem interagir contribuindo para a transformação do conhecimento em novos conhecimentos, de forma dinâmica, não aleatória, mas relacionada entre a nova informação e os aspectos relevantes da estrutura cognitiva.
  • 14. Avaliação da aprendizagem.
    Elemento pedagógico utilizado para compreender até que ponto os objetivos traçados foram alcançados.
    Instrumento de compreensão do estágio de aprendizagem em que se encontra o aluno para uma tomada de decisão.
    Exercício de reflexão sobre a prática docente.
  • 15. Matriz de referência
    É um documento que se organiza em subconjuntos de habilidades correspondentes ao nível da série dos alunos a serem avaliados.
    As habilidades são decompostas em descritores, que têm a função de avaliar as unidades mínimas de cada habilidade.
  • 16. Descritor portanto não é o conteúdo do ensino, mas antes um comportamento a ser desenvolvido pelo educando para atingir determinados objetivos no desenvolvimento de habilidades.
  • 17. Os descritores
  • 18.
  • 19. O que é um item?
    Item é a unidade do teste de uma avaliação em larga escala, pode ser de múltipla escolhaou aberto.
  • 20. Os elementos que compõem um item
    Enunciado
    • pode apresentar uma situação-problema, um questionamento ou uma questão contextualizada.
    • 21. pode conter um suporte (texto, figura ou outro recurso).
    • 22. inserido no enunciado podemos encontrar ainda o comando para a resposta, que se apresenta sob a forma de complementação de uma sentença ou de uma pergunta.
  • 23. Os elementos que compõem um item
    Alternativas de resposta
    • são as possíveis respostas a serem escolhidas.
    • 24. apenas uma constitui-se como correta: gabarito.
    • 25. as demais são denominadas de distratores, que devem ser plausíveis.
  • 26. O enunciado e o comando
    Sobre a redação do enunciado e do comando, recomenda-se que:
    A linguagem utilizada deve ser clara e deve atender à norma culta da língua;
    Procure utilizar apenas expressões positivas;
    Não pode induzir a resposta correta, tampouco a incorreta (pegadinhas);
    Procure evitar o uso de expressões do tipo: “Qual das alternativas...”, “A alternativa que indica...”, “Assinale a resposta correta...” etc;
    Procure evitar enunciados muito extensos.
  • 27. O suporte
    Sobre a escolha do suporte, recomenda-se que:
    Devem ser adequados ao nível de escolarização que se pretende avaliar;
    Podem ser usados fragmentos de textos verbais, porém os mesmos devem permitir a apreensão do sentido global;
    As figuras devem conter boa qualidade gráfica;
    Devem apresentar a referência bibliográfica;
    Devem conter os títulos (mesmo os fragmentos).
  • 28. O gabarito
  • 29. Os distratores
  • 30. Os passos para elaborar um item.
    Escolha o descritor da Matriz.
    Analise a operação mental que envolve o descritor, ou seja, a habilidade exigida para resolvê-lo.
    Defina a situação-problema a ser trabalhada no item.
    Elabore um enunciado.
    Se for usar suporte, selecione bons textos ou boas imagens que contemplem a diversidade de gênero textual.
    Elabore as alternativas de respostas.
    Certifique-se de que o item está de acordo com o descritor.
    Faça a revisão do item verificando a redação, a apresentação e as alternativas de resposta(Brasil, 2003).
  • 31. Exemplo de item
    Leia o texto e responda a questão abaixo.