Your SlideShare is downloading. ×
0
Investimentos da indústria de base florestal, influência do câmbio nos negócios, estabilidade econômica e aumento da capacidade de produção setorial. Ameaças, oportunidades e estratégias sugeridas, por Carlos A. Farinha e Silva, Vice Pres Pöyry
Investimentos da indústria de base florestal, influência do câmbio nos negócios, estabilidade econômica e aumento da capacidade de produção setorial. Ameaças, oportunidades e estratégias sugeridas, por Carlos A. Farinha e Silva, Vice Pres Pöyry
Investimentos da indústria de base florestal, influência do câmbio nos negócios, estabilidade econômica e aumento da capacidade de produção setorial. Ameaças, oportunidades e estratégias sugeridas, por Carlos A. Farinha e Silva, Vice Pres Pöyry
Investimentos da indústria de base florestal, influência do câmbio nos negócios, estabilidade econômica e aumento da capacidade de produção setorial. Ameaças, oportunidades e estratégias sugeridas, por Carlos A. Farinha e Silva, Vice Pres Pöyry
Investimentos da indústria de base florestal, influência do câmbio nos negócios, estabilidade econômica e aumento da capacidade de produção setorial. Ameaças, oportunidades e estratégias sugeridas, por Carlos A. Farinha e Silva, Vice Pres Pöyry
Investimentos da indústria de base florestal, influência do câmbio nos negócios, estabilidade econômica e aumento da capacidade de produção setorial. Ameaças, oportunidades e estratégias sugeridas, por Carlos A. Farinha e Silva, Vice Pres Pöyry
Investimentos da indústria de base florestal, influência do câmbio nos negócios, estabilidade econômica e aumento da capacidade de produção setorial. Ameaças, oportunidades e estratégias sugeridas, por Carlos A. Farinha e Silva, Vice Pres Pöyry
Investimentos da indústria de base florestal, influência do câmbio nos negócios, estabilidade econômica e aumento da capacidade de produção setorial. Ameaças, oportunidades e estratégias sugeridas, por Carlos A. Farinha e Silva, Vice Pres Pöyry
Investimentos da indústria de base florestal, influência do câmbio nos negócios, estabilidade econômica e aumento da capacidade de produção setorial. Ameaças, oportunidades e estratégias sugeridas, por Carlos A. Farinha e Silva, Vice Pres Pöyry
Investimentos da indústria de base florestal, influência do câmbio nos negócios, estabilidade econômica e aumento da capacidade de produção setorial. Ameaças, oportunidades e estratégias sugeridas, por Carlos A. Farinha e Silva, Vice Pres Pöyry
Investimentos da indústria de base florestal, influência do câmbio nos negócios, estabilidade econômica e aumento da capacidade de produção setorial. Ameaças, oportunidades e estratégias sugeridas, por Carlos A. Farinha e Silva, Vice Pres Pöyry
Investimentos da indústria de base florestal, influência do câmbio nos negócios, estabilidade econômica e aumento da capacidade de produção setorial. Ameaças, oportunidades e estratégias sugeridas, por Carlos A. Farinha e Silva, Vice Pres Pöyry
Investimentos da indústria de base florestal, influência do câmbio nos negócios, estabilidade econômica e aumento da capacidade de produção setorial. Ameaças, oportunidades e estratégias sugeridas, por Carlos A. Farinha e Silva, Vice Pres Pöyry
Investimentos da indústria de base florestal, influência do câmbio nos negócios, estabilidade econômica e aumento da capacidade de produção setorial. Ameaças, oportunidades e estratégias sugeridas, por Carlos A. Farinha e Silva, Vice Pres Pöyry
Investimentos da indústria de base florestal, influência do câmbio nos negócios, estabilidade econômica e aumento da capacidade de produção setorial. Ameaças, oportunidades e estratégias sugeridas, por Carlos A. Farinha e Silva, Vice Pres Pöyry
Investimentos da indústria de base florestal, influência do câmbio nos negócios, estabilidade econômica e aumento da capacidade de produção setorial. Ameaças, oportunidades e estratégias sugeridas, por Carlos A. Farinha e Silva, Vice Pres Pöyry
Investimentos da indústria de base florestal, influência do câmbio nos negócios, estabilidade econômica e aumento da capacidade de produção setorial. Ameaças, oportunidades e estratégias sugeridas, por Carlos A. Farinha e Silva, Vice Pres Pöyry
Investimentos da indústria de base florestal, influência do câmbio nos negócios, estabilidade econômica e aumento da capacidade de produção setorial. Ameaças, oportunidades e estratégias sugeridas, por Carlos A. Farinha e Silva, Vice Pres Pöyry
Investimentos da indústria de base florestal, influência do câmbio nos negócios, estabilidade econômica e aumento da capacidade de produção setorial. Ameaças, oportunidades e estratégias sugeridas, por Carlos A. Farinha e Silva, Vice Pres Pöyry
Investimentos da indústria de base florestal, influência do câmbio nos negócios, estabilidade econômica e aumento da capacidade de produção setorial. Ameaças, oportunidades e estratégias sugeridas, por Carlos A. Farinha e Silva, Vice Pres Pöyry
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

Thanks for flagging this SlideShare!

Oops! An error has occurred.

×
Saving this for later? Get the SlideShare app to save on your phone or tablet. Read anywhere, anytime – even offline.
Text the download link to your phone
Standard text messaging rates apply

Investimentos da indústria de base florestal, influência do câmbio nos negócios, estabilidade econômica e aumento da capacidade de produção setorial. Ameaças, oportunidades e estratégias sugeridas, por Carlos A. Farinha e Silva, Vice Pres Pöyry

670

Published on

MADEIRA 2008 - Congresso Internacional de Desenvolvimento Econômico da Industria de Base Florestal e de Geração de Energia, 10 e 11 de Dezembro, Hotel Plaza São Rafael, Porto Alegre – RS

MADEIRA 2008 - Congresso Internacional de Desenvolvimento Econômico da Industria de Base Florestal e de Geração de Energia, 10 e 11 de Dezembro, Hotel Plaza São Rafael, Porto Alegre – RS

0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total Views
670
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
0
Actions
Shares
0
Downloads
5
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

Report content
Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
No notes for slide
  • Show this slide while the audience is waiting for the presentation to start
  • Optional ending slide
  • Transcript

    • 1.  
    • 2. Carlos A. Farinha e Silva Vice Presidente - Pöyry Tecnologia 10/12/2008 INDÚSTRIA DE CELULOSE E PAPEL NO BRASIL OPORTUNIDADES E AMEAÇAS
    • 3. O EXAME DAS NOSSAS OPORTUNIDADES E AMEAÇAS DEVE COMEÇAR PELA ANÁLISE DE ALGUNS VALORES FUNDAMENTAIS: A COMPETITIVIDADE ESTRUTURAL O MERCADO
    • 4. BHKP Competitividade de Custos 0 100 200 300 400 500 600 Veracel Mucuri Nueva Aldea Aracruz Santa Fe Kerinci Hainan Eastover Kemi Rizhao Setubal Skärblacka Kasugai Entregue em Rotterdam Outros custos de produçãos Mão de Obra Energia Químicos Madeira 1 USD = 0.74EUR Indicative - EUR/t
    • 5. <ul><li>Exemplos Hipotéticos BEKP: </li></ul><ul><li>Caso 1: 1980’s </li></ul><ul><ul><li>Produção 500 000 t/a BHKP </li></ul></ul><ul><ul><li>Consumo de madeira 1.9 million m 3 sub/a </li></ul></ul><ul><ul><li>Incremento anual 25 m 3 /ha </li></ul></ul><ul><ul><li>Rotação 7-9 years </li></ul></ul><ul><ul><ul><li>Área plantada necessária 78 000 ha </li></ul></ul></ul><ul><ul><ul><li>Área total se 50% for preservada 156 000 ha </li></ul></ul></ul>r A capacidade econômica de uma Fábrica de celulose moderna tem crescido durante os últimos 20 anos. Melhorias na tecnologia florestal e na produção de celulose têm possibilitado a instalação de fábricas maiores utilizando relativamente áreas plantadas menores. <ul><li>Caso 3 : 2010 </li></ul><ul><ul><li>Produção 1 300 000 t/a BHKP </li></ul></ul><ul><ul><li>Consumo de madeira 4.6 million m 3 sub/a </li></ul></ul><ul><ul><li>Incremento anual 55 m 3 /ha </li></ul></ul><ul><ul><li>Rotação 5-6 years </li></ul></ul><ul><ul><ul><li>Área plantada necessária 84 000 ha </li></ul></ul></ul><ul><ul><ul><li>Área total se 50% for preservada 168 000 ha </li></ul></ul></ul>Área Plantada e Escala Industrial <ul><li>Caso 2 : 2000’s </li></ul><ul><ul><li>Produção 1 000 000 t/a BHKP </li></ul></ul><ul><ul><li>Consumo de madeira 3.7 million m3sub/a </li></ul></ul><ul><ul><li>Incremento anual 40 m3/ha </li></ul></ul><ul><ul><li>Rotação 6-7 years </li></ul></ul><ul><ul><ul><li>Área plantada necessária 93 000 ha </li></ul></ul></ul><ul><ul><ul><li>Área total se 50% for preservada 186 000 ha </li></ul></ul></ul>Satellite picture of fast-growing plantations in Paraná, Brazil ~100 km
    • 6. Sobre Previsões <ul><li>“ As Pessoas que pretendam prever o futuro deverão ser consideradas delinqüentes de acordo com a subdivisão 3, secção 901 do código criminal, e estarão sujeitas a uma multa no montante de $ 250 e/ou 6 meses de prisão” </li></ul><ul><li>“ Section 889, New York State Code of Criminal Procedure&quot; </li></ul>
    • 7. O consumo mundial de papel e cartão deve crescer de 382 milhões de tons em 2006 para cerca de 500 milhões de tons em 2020, correspondendo a um crescimento médio de 2.0%/a. Consumo de Papel e Cartão 1980-2020 0 100 200 300 400 500 600 1980 1985 1990 1995 2000 2005 2010 2015 2020 Million tons Resto da Ásia América do Norte Europa Ocidental Japan Europa do Leste China América Latina Previsão Outros Mercados Maduros CAGR 0%/a Mercados Emergentes CAGR 4.0%/a
    • 8. Consumo Mundial de Celulose de Mercado por Qualidade Sul f it o Pastas Mecânicas e Semi-Químicas Celulose Kraft Fibra Curta Branqueada BHKP Celulose Kraft Fibra Longa Branqueada BSKP Celulose Kraft não Branqueada Previsão As celuloses Kraft branqueadas respondem pela maior parte do consumo de celuloses para mercado.
    • 9. -10 -5 0 5 10 15 América do Norte Europa Ocidental Europa do Leste Japão China Resto da Ásia América Latina Outros Balanço 2006 Balanço 2020 Milhões t/a Balanço Líquido Comercial de Celulose de Fibra Curta Branqueada (BHKP)
    • 10. 0 10 20 30 40 50 60 70 80 90 100 Euca Latin Am. Euca Iberia Birch Mixed hw BCTMP/hw % Specialities Board & Packaging Tissue WFC WFUC Usos Finais das Celuloses de Mercado Fibra Curta 2000-2005
    • 11. SOBRE A CRISE ATUAL
    • 12. FINANCEIRA : CRISE DE CRÉDITO, DIFICULDADES DE CAIXA CAMBIAL : AUMENTO DA DÍVIDA EM MOEDA ESTRANGEIRA MELHORIA NA CONVERSÃO CAMBIAL DAS VENDAS REDUÇÃO DO VALOR DOS INVESTIMENTOS DENOMINADOS EM MOEDA FORTE MERCADOLÓGICA : FORTE IMPACTO NA DEMANDA GLOBAL DEVIDO AO ARREFECIMENTO DA ECONOMIA A CRISE ATUAL TEM VÁRIAS FACETAS: FINANCEIRA CAMBIAL MERCADOLÓGICA
    • 13. A TAXA DE CÂMBIO DESEMPENHA UM PAPEL IMPORTANTE: NA FORMAÇÃO DE PREÇOS NO CUSTO DOS INVESTIMENTOS E CUSTOS OPERACIONAIS NO CUSTO FINANCEIRO NA RENTABILIDADE DOS PROJETOS
    • 14. Preços de NBSKP na Europa Ocidental vs. a taxa de câmbio EUR/USD – Valores Correntes 300 500 700 900 1990 1992 1994 1996 1998 2000 2002 2004 2006 2008 0.5 0.6 0.7 0.8 0.9 1 1.1 1.2 1.3 1.4 1.5 NBSKP nominal USD/t USD/Euro taxa de câmbio * Prices in metric ton/CIF/North Atlantic port USD/EURO NBSKP - USD/ton USD Fraco Preço de Celulose alto USD Forte/Preço de celulose baixo
    • 15. * Prices CIF North Atlantic/North Sea port . Deflator used for real prices US WPI. Preço da NSBKP entre 1980 – 2008 Q1 Valores Reais de 2007 em US$ e Euros 200 400 600 800 1000 1200 1400 1980 1982 1984 1986 1988 1990 1992 1994 1996 1998 2000 2002 2004 2006 2008 200 400 600 800 1000 1200 1400 2007 USD/t 2007 EUR/t Real USD Real Euro
    • 16. Impactos da Variação da Taxa de Câmbio na Indústria de Celulose Custos Operacionais (Cash Costs) Investimentos 10% atrelado ao US$ 20% atrelado ao € 2% atrelado ao US$ Preço de Venda 100% atrelado ao US$ Projeções de Mercado (em 21/11/08) 31/dez/2008 31/dez/2009 2,20 R$/US$ 2,10 R$/US$ R$/€ R$/US$ US$/€
    • 17. Impactos da Variação da Taxa de Câmbio na Indústria de Celulose <ul><li>Cenário Julho 2008 </li></ul><ul><ul><li>1,60 R$/US$ e 1,58 US$/ € </li></ul></ul><ul><ul><li>TIR (Greenfield 1.300milt/a) ao redor de 10 %a.a. </li></ul></ul><ul><li>Cenário estimado Dezembro 2009 </li></ul><ul><ul><li>2,10 R$/US$ e 1,30 US$/ € </li></ul></ul><ul><ul><li>TIR (Greenfield 1.300milt/a) ao redor de 16%a.a. </li></ul></ul>R$ / US$
    • 18. <ul><li>O Consumo mundial de papel e cartão continuará crescendo no médio e longo prazos </li></ul><ul><li>A competitividade estrutural do Brasil continua forte </li></ul><ul><li>Uma taxa cambial com o Real mais desvalorizado apresenta efeitos benéficos no valor das vendas, no custo dos projetos e nos custos operacionais </li></ul><ul><li>A crise poderá ser mais longa do que pensamos. No entanto poderá ter um efeito depurador na concorrência e disciplinar o aumento da oferta </li></ul><ul><li>O risco maior no curto e médio prazos é de mercado. Muito depende do comportamento dos mercados emergentes, e especialmente da China </li></ul>Sumário
    • 19. Muito Obrigado Thank You Carlos A. Farinha e Silva Fone: + 55 11 3472-6982 [email_address]
    • 20.  

    ×