Your SlideShare is downloading. ×
0
A Contribuição Social e Ambiental da Embalagem para a Sociedade Contemporânea / CETEA
A Contribuição Social e Ambiental da Embalagem para a Sociedade Contemporânea / CETEA
A Contribuição Social e Ambiental da Embalagem para a Sociedade Contemporânea / CETEA
A Contribuição Social e Ambiental da Embalagem para a Sociedade Contemporânea / CETEA
A Contribuição Social e Ambiental da Embalagem para a Sociedade Contemporânea / CETEA
A Contribuição Social e Ambiental da Embalagem para a Sociedade Contemporânea / CETEA
A Contribuição Social e Ambiental da Embalagem para a Sociedade Contemporânea / CETEA
A Contribuição Social e Ambiental da Embalagem para a Sociedade Contemporânea / CETEA
A Contribuição Social e Ambiental da Embalagem para a Sociedade Contemporânea / CETEA
A Contribuição Social e Ambiental da Embalagem para a Sociedade Contemporânea / CETEA
A Contribuição Social e Ambiental da Embalagem para a Sociedade Contemporânea / CETEA
A Contribuição Social e Ambiental da Embalagem para a Sociedade Contemporânea / CETEA
A Contribuição Social e Ambiental da Embalagem para a Sociedade Contemporânea / CETEA
A Contribuição Social e Ambiental da Embalagem para a Sociedade Contemporânea / CETEA
A Contribuição Social e Ambiental da Embalagem para a Sociedade Contemporânea / CETEA
A Contribuição Social e Ambiental da Embalagem para a Sociedade Contemporânea / CETEA
A Contribuição Social e Ambiental da Embalagem para a Sociedade Contemporânea / CETEA
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

Thanks for flagging this SlideShare!

Oops! An error has occurred.

×
Saving this for later? Get the SlideShare app to save on your phone or tablet. Read anywhere, anytime – even offline.
Text the download link to your phone
Standard text messaging rates apply

A Contribuição Social e Ambiental da Embalagem para a Sociedade Contemporânea / CETEA

1,805

Published on

SEMINÁRIO SOBRE RESPONSABILIDADE AMBIENTAL PÓS-CONSUMO - 9 E 10 DE DEZEMBRO DE 2009 - RIO DE JANEIRO/RJ

SEMINÁRIO SOBRE RESPONSABILIDADE AMBIENTAL PÓS-CONSUMO - 9 E 10 DE DEZEMBRO DE 2009 - RIO DE JANEIRO/RJ

Published in: Business, Technology
0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total Views
1,805
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
0
Actions
Shares
0
Downloads
42
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

Report content
Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
No notes for slide

Transcript

  1. A CONTRIBUIÇÃO SOCIAL E AMBIENTAL DA EMBALAGEM PARA A SOCIEDADE CONTEMPORÂNEA Eloísa Garcia CETEA/ITAL
  2. ITAL – Instituto de Tecnologia de Alimentos
  3. Unidades Técnicas do ITAL CCQA - Centro de Ciência e Qualidade de Alimentos CETEA- Centro de Tecnologia de Embalagem CTC - Centro de Pesquisa e Desenvolvimento de Carnes FRUTHOTEC - Centro de Tecnologia de Frutas e Hortaliças TECNOLAT - Centro de Pesquisa e Desenvolvimento de Laticínios CEREAL CHOCOTEC - Centro de Tecnologia de Cereais e Chocolates GPC - Grupo de Engenharia e Pós-colheita
  4. DIRETORIA Embalagens Plásticas Flexíveis e Rígidas Embalagens Metálicas Embalagens de Vidro Embalagens Celulósicas Transporte e Distribuição Área de Documentação e Informação - ADI Área Administrativa CENTRO DE TECNOLOGIA DE EMBALAGEM MEIO AMBIENTE
  5. A CONTRIBUIÇÃO SOCIAL E AMBIENTAL DA EMBALAGEM PARA A SOCIEDADE CONTEMPORÂNEA <ul><li>Abastecimento da sociedade </li></ul><ul><li>Manutenção da qualidade dos produtos </li></ul><ul><li>Redução de perdas </li></ul><ul><li>Segurança do consumidor </li></ul><ul><li>Segurança do meio ambiente </li></ul><ul><li>Saúde pública </li></ul><ul><li>Proteção dos produtos </li></ul>
  6. E B A L A G E M Redução de perdas Conveniência Segurança Distribuição.... RESÍDUO SÓLIDO URBANO RSU Aumento de vida útil Estoque Valor intrínseco do material Valor da inércia e durabilidade
  7. DESENVOLVIMENTO DE EMBALAGEM Proteção do Produto Processo de fabricação da embalagem Integridade Compatibilidade Logística Sistema de acondicionamento Processamento térmico Apresentação & Marketing Aceitação e uso pelo consumidor Legislação Segurança
  8. PROTEÇÃO DO PRODUTO
  9. Avaliação de Impacto Ambiental Avaliação do Ciclo de Vida - ACV IMPACTO EM RECURSOS Uso de recursos não renováveis, uso de recursos renováveis, poluição de recursos, redução da diversidade biológica, assoreamento de mananciais... POLUIÇÃO DO SOLO Resíduo sólido adicionado ao solo, eutrofização, toxinas adicionadas ao solo, contribuição à poluição de lençóis freáticos, erosão... POLUIÇÃO DO AR Contribuição para o aquecimento da terra, para a deterioração da camada de ozônio, para a concentração de tóxicos no ar ambiente, para a formação de fumaça fotoquímica, à acidificação, etc... POLUIÇÃO DA ÁGUA Descargas biológicas ou químicas com demanda de oxigênio, descargas tóxicas, aquecimento da água, contribuição para a eutrofização, etc...
  10. ACV Produção & Embalagem Petróleo... Biopolímeros Otimização ACV = Uso racional de recursos naturais e energia e Redução das emissões p/ solo, ar e água Cana de açúcar... Agricultura Mineração Pecuária Pesca... Aterro sanitário COMPOSTAGEM de resíduo orgânico e reciclagem orgânica aeróbia do resíduo de embalagem REUTILIZAÇÃO Beneficiamento Varejo Consumidor Transformadores e Convertedores RECUPERAÇÃO ENERGÉTICA Hidros + UTE Refinaria GIRSU: redução e prevenção reutilização reciclagem recuperação energética redução da disposição não renováveis... Distribuição Celulose Plásticos Minério de Ferro, Bauxita, Areia... Aço, alumínio, vidro Gasodutos T&D RECICLAGEM - MECÂNICA BIOGASEIFICAÇÃO (metano) reciclagem orgânica anaeróbia RECICLAGEM QUÍMICA Milho, soja... Pinus, eucalipto renováveis... Não renováveis...
  11. Impacto ambiental Qtdd. de embalagem por peso/volume Quantidade mínima adequada Especificação da embalagem superestimada Especificação da embalagem subestimada +x% -x% Mínimo Impacto ambiental excesso Packforsk, 2000 Eficácia da Embalagem Impacto Ambiental com base em Consumo de Energia
  12. Redução de perdas PRODUTOS INDUSTRIALIZADOS Centralização de Resíduos - Co-produtos Aumento de produtividade Reaproveitamento de água e recursos Uso racional de energia Aumento da vida ú til do produto
  13. A EMBALAGEM É PARTE DO PRODUTO Recursos naturais Valor Embalagem Distribuição Energia Recursos naturais Função e Valor Embalagem Distribuição Energia
  14. Melhoria do desempenho ambiental de um produto É função de toda cadeia produtiva Depende da logística de distribuição Eficiência energética Otimização do uso de água Otimização da função Reciclagem e reutilização Aproveitamento de resíduos... Melhoria contínua através de Life Cycle Thinking
  15. Obrigada!
  16. Consumo sustentável e responsável Otimização / Minimização do uso de Recursos Naturais Otimização / Minimização do consumo de Energia Redução de perdas, reaproveitamento e reciclagem Uso racional e preservação da qualidade da Água Minimização de Emissões “ Poupar para as gerações futuras” Opções ambientais: Desenvolvimento Sustentável
  17. Especificação Eficaz A embalagem deve proteger o produto!!! <ul><li>Aumentar a vida útil </li></ul><ul><li>Manter a qualidade por mais tempo </li></ul><ul><li>Evitar a perda do produto </li></ul><ul><li>Viabilizar o transporte e distribuição </li></ul><ul><li>Garantir a segurança do produto </li></ul><ul><li>Manter a higiene, a esterilização etc </li></ul><ul><li>Instruir o consumidor etc.... </li></ul>

×