Estruturas organizacionais

63,839 views
63,692 views

Published on

Published in: Education
4 Comments
17 Likes
Statistics
Notes
No Downloads
Views
Total views
63,839
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
0
Actions
Shares
0
Downloads
1,276
Comments
4
Likes
17
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Estruturas organizacionais

  1. 1. Estruturas Organizacionais
  2. 2. Agenda <ul><li>Introdução </li></ul><ul><li>Objectivos da Organização </li></ul><ul><li>Estrutura Organizacional </li></ul><ul><li>Estrutura Mecanicista </li></ul><ul><li>Estrutura Orgânica </li></ul><ul><li>Estrutura Simples </li></ul><ul><li>Estrutura Funcional </li></ul><ul><li>Estrutura Diviosionária </li></ul><ul><li>Estrutura por Projectos </li></ul><ul><li>Estrutura Matricial </li></ul><ul><li>Estrutura em Rede </li></ul><ul><li>Estrutura Mintsberg </li></ul><ul><li>Hierarquia Administrativa </li></ul><ul><li>Divisão do Trabalho </li></ul><ul><li>Cadeia de Comando </li></ul><ul><li>Autoridade, Responsabilidade e Delegação </li></ul><ul><li>Autoridade de Linha e Staff </li></ul><ul><li>Amplitude Administrativa </li></ul><ul><li>Organizações Altas e Organizações Achatadas </li></ul><ul><li>Centralização/Descentralização </li></ul><ul><li>Exemplo </li></ul><ul><li>Downsizing </li></ul><ul><li>Caso para discussão – A Pirelli </li></ul><ul><li>Referências </li></ul>
  3. 3. Introdução <ul><li>Organização é uma das principais funções da gestão, que engloba : o planeamento, organização, direcção e controlo. </li></ul><ul><li>Em primeiro lugar há que considerar os objectivos da organização, e determinar o tipo de estrutura organizacional que melhor se lhes adapta, depois há que definir o tipo de funções. </li></ul>
  4. 4. Lembram-se? <ul><li>Funções dos executivos: </li></ul><ul><li>O executivo tem a função de organizar toda a empresa para o seu perfeito funcionamento, além disso, três outras funções básicas fazem parte da sua vida. São elas: </li></ul><ul><li>planeamento da empresa – objectivos esperados. </li></ul><ul><li>Direcção da empresa – orientação, coordenação, motivação, liderança das actividades. </li></ul><ul><li>Controle da empresa – acompanhamento, controle, avaliação dos resultados. </li></ul><ul><li>Organização – ordem nas coisas. </li></ul>
  5. 5. Organização <ul><li>A organização é uma das principais funções da gestão, ou seja a forma como o gestor inter-relaciona as pessoas e os recursos disponíveis da empresa, tendo em vista os objectivos que a empresa como um todo se propõe atingir. </li></ul><ul><li>A organização é uma função administrativa importante, por servir de base para a estratégia organizacional. A estratégia define o que fazer, enquanto a organização define o como fazer. </li></ul><ul><li>A organização é uma função administrativa que se distribui entre todos os níveis de organizacionais. </li></ul>Presidente/Directores Nível Institucional Nível intermediário Gerentes Nível operacional Supervisores Execução Funcionários/ operários
  6. 6. Conceito de estrutura organizacional EO: <ul><li>Organização da empresa é a ordenação e o agrupamento de actividades e recursos, visando ao alcance de objectivos e resultados estabelecidos. Djalma, 2002, p. 84. </li></ul><ul><li>Estrutura organizacional: Forma pela qual as actividades de uma organização são divididas, organizadas e coordenadas. Stoner, 1992, p.230. </li></ul><ul><li>A estrutura organizacional é o conjunto de relações formais entre todas as pessoas que constituem uma organização. </li></ul><ul><li>Define as funções de cada unidade da organização e os modos de colaboração entre as diversas unidades (organograma). </li></ul>
  7. 7. O que é uma estrutura organizacional? <ul><li>É o conjunto de meios e recursos através dos quais uma organização se adapta às suas actividades e à envolvente, resolvendo os conflitos que surgem entre a especialização e a coordenação, entre a diferenciação e a integração. </li></ul>
  8. 8. <ul><li>A estrutura adoptada tem uma influência muito grande no comportamento e nas atitudes dos trabalhadores. Pois permite responder a perguntas como: </li></ul><ul><ul><li>“ o que esperam de mim ?”, </li></ul></ul><ul><ul><li>“ de quem dependo?”, </li></ul></ul><ul><ul><li>“ com quem vou ter se tiver um problema?”. </li></ul></ul><ul><li>Deve ser delineado de acordo com os objectivos e estratégias estabelecidos pela empresa. </li></ul><ul><li>É uma ferramenta básica para alcançar as situações almejadas pela empresa. </li></ul>
  9. 9. Estrutura Organizacional EO <ul><li>A estrutura organizacional é a forma como as actividades da organização são divididas, organizadas e coordenadas. </li></ul><ul><li>A estrutura organizacional funciona como a espinha dorsal da organização, o esqueleto que sustenta e articula todas as suas partes integrantes. Refere-se à configuração dos órgãos e equipes da organização. Constitui uma ferramenta que o administrador pode utilizar com a finalidade de harmonizar os recursos para que as coisas sejam feitas através da estratégia estabelecida. </li></ul><ul><li>Entradas Saídas </li></ul><ul><li>Divisão do Trabalho organizacional </li></ul><ul><li>Fornecedores para transformar os em resultados Clientes </li></ul>
  10. 10. Benefícios de uma estrutura adequada. <ul><li>Identificação das tarefas necessárias; </li></ul><ul><li>Organização das funções e responsabilidades; </li></ul><ul><li>Informações, recursos, e feedback aos empregados; </li></ul><ul><li>Medidas de desempenho compatíveis com os objectivos; </li></ul><ul><li>Condições motivadoras. </li></ul>
  11. 11. Estrutura: <ul><li>Toda empresa possui dois tipos de estrutura: Formal e informal. </li></ul><ul><li>Formal: Deliberadamente planejada e formalmente representada, em alguns aspectos pelo seu organograma. </li></ul><ul><li>Ênfase a posições em termos de autoridades e responsabilidades. </li></ul><ul><li>É estável. </li></ul><ul><li>Está sujeita a controle. </li></ul><ul><li>Está na estrutura. </li></ul><ul><li>Líder formal. </li></ul>
  12. 12. <ul><li>Informal: Surge da interacção social das pessoas, o que significa que se desenvolve espontaneamente quando as pessoas se reúnem. Representa relações que usualmente não aparecem no organograma. </li></ul><ul><li>São relacionamentos não-documentados e não-reconhecidos oficialmente entre os membros de uma organização que surgem inevitavelmente em decorrência das necessidades pessoais e grupais dos empregados. </li></ul><ul><ul><li>Está nas pessoas. </li></ul></ul><ul><ul><li>Sempre existirão. </li></ul></ul><ul><ul><li>A autoridade flui na maioria das vezes na horizontal. </li></ul></ul><ul><ul><li>É instável. </li></ul></ul><ul><ul><li>Não está sujeita a controle. </li></ul></ul><ul><ul><li>Está sujeita aos sentimentos. </li></ul></ul><ul><ul><li>Líder informal. </li></ul></ul><ul><ul><li>Desenvolve sistemas e canais de comunicação. </li></ul></ul>
  13. 13. <ul><li>Vantagens da estrutura informal. </li></ul><ul><ul><li>Proporciona maior rapidez no processo. </li></ul></ul><ul><ul><li>Complementa e estrutura formal. </li></ul></ul><ul><ul><li>Reduz a carga de comunicação dos chefes. </li></ul></ul><ul><ul><li>Motiva e integra as pessoas na empresa. </li></ul></ul><ul><li>Desvantagens: </li></ul><ul><ul><li>Desconhecimento das chefias. </li></ul></ul><ul><ul><li>Dificuldade de controle. </li></ul></ul><ul><ul><li>Possibilidade de atritos entre pessoas </li></ul></ul>
  14. 14. <ul><li>Factores que condicionam o aparecimento da estrutura informal. </li></ul><ul><ul><li>Interesses comuns </li></ul></ul><ul><ul><li>Interacção provocada pela própria estrutura formal. </li></ul></ul><ul><ul><li>Defeitos na estrutura formal. </li></ul></ul><ul><ul><li>Flutuação do pessoal dentro da empresa. </li></ul></ul><ul><ul><li>Períodos de lazer. </li></ul></ul><ul><ul><li>Disputa do poder. </li></ul></ul><ul><li>A estrutura informal será bem utilizada quando: </li></ul><ul><ul><li>Os objectivos da empresa forem idênticos aos objectivos dos indivíduos. </li></ul></ul><ul><ul><li>Existir habilidade das pessoas em lidar com a estrutura informal. </li></ul></ul>
  15. 15. ESTRUTURA FORMAL <ul><ul><li>É representada pelo organograma da empresa e seus aspectos básicos. </li></ul></ul><ul><ul><li>Reconhecida juridicamente de fato e de direito. </li></ul></ul><ul><ul><li>É estruturada e organizada. </li></ul></ul>
  16. 16. <ul><ul><li>É o conjunto ordenado de responsabilidades, autoridades, comunicações e decisões das unidades organizacionais de uma empresa. </li></ul></ul><ul><li>Não é estática. </li></ul><ul><li>É representada graficamente pelo organograma. </li></ul><ul><li>É dinâmica. </li></ul><ul><li>Deve ser delineada de forma a alcançar os objectivos institucionais. </li></ul><ul><li>(Delinear = Criar, aprimorar). </li></ul><ul><li>Deve ser planejada. </li></ul>Elaboração da EO
  17. 17. <ul><li>O planeamento deve estar voltado para os seguintes objectivos: </li></ul><ul><li>Identificar as tarefas físicas e mentais que precisam ser desempenhadas. </li></ul><ul><li>Agrupar as tarefas em funções que possam ser bem desempenhadas e atribuir sua responsabilidade a pessoas ou grupos. </li></ul><ul><li>Proporcionar aos empregados de todos os níveis: </li></ul><ul><ul><li>Informação. </li></ul></ul><ul><ul><li>Recursos para o trabalho. </li></ul></ul><ul><ul><li>Medidas de desempenho compatíveis com objectivos e metas. </li></ul></ul><ul><ul><li>Motivação. </li></ul></ul>
  18. 19. <ul><li>Sistema de responsabilidade - Obrigação que uma pessoa tem de fazer alguma coisa </li></ul><ul><li>Está relacionado a prestação de contas a quem atribuiu responsabilidade. </li></ul><ul><li>Os aspectos básicos do sistema de responsabilidade são: </li></ul><ul><li>Departamentação, linha e assessoria, atribuições das unidades </li></ul>
  19. 20. <ul><li>Sistema de autoridade - Direito de fazer, tomar decisões, dar ordens, dirigir </li></ul><ul><li>São dois os tipos de autoridade: </li></ul><ul><li>Hierárquica: Segue as linhas de comando estabelecidas pela estrutura hierárquica da empresa. </li></ul><ul><li>Funcional: Correspondente à autoridade estabelecida pela função exercida pelas unidades organizacionais </li></ul>
  20. 21. <ul><li>Sistema de Comunicações </li></ul><ul><li>Deve-se verificar até que ponto a forma estrutural atende às necessidades de comunicação da empresa. </li></ul><ul><li>O sistema de comunicação é a rede por meio da qual as informações que permitem o funcionamento da estrutura de forma integrada e eficaz. </li></ul><ul><li>Deve ser considerado: </li></ul><ul><ul><li>O que deve ser comunicado </li></ul></ul><ul><ul><li>Como deve ser comunicado </li></ul></ul><ul><ul><li>Quando </li></ul></ul><ul><ul><li>De quem deve vir a comunicação </li></ul></ul><ul><ul><li>Para quem deve ir a comunicação </li></ul></ul><ul><ul><li>Por que deve ser comunicado </li></ul></ul><ul><ul><li>Quando deve ser comunicado </li></ul></ul>
  21. 22. <ul><li>Para Drucker pode-se considerar mais um sistema da estrutura organizacional. O sistema de decisão – o resultado da acção sobre as informações. Segundo Drucker são necessários três análises para determinar a estrutura organizacional necessária: </li></ul><ul><li>1. Análise das actividades. </li></ul><ul><li>2. Análise das decisões e </li></ul><ul><li>3. Análise das relações. </li></ul>
  22. 24. Condicionantes da EO. <ul><li>Factor humano </li></ul><ul><li>A empresa funciona por meio de pessoas, a eficiência depende da qualidade intrínseca e do valor e da integração dos homens que ela organiza. </li></ul><ul><li>Ao desenvolver uma estrutura organizacional deve-se levar em consideração o comportamento e o conhecimento das pessoas que irão desempenhar funções. </li></ul><ul><li>Não podemos esquecer da MOTIVAÇÃO. </li></ul><ul><li>Factor ambiente externo </li></ul><ul><li>Avaliação das mudanças e suas influências. </li></ul><ul><li>Factor sistema de objectivos e estratégias </li></ul><ul><li>Quando os objectivos e estratégias estão bem definidos e claros, é mais fácil organizar. Sabe-se o que se espera de cada um. </li></ul><ul><li>Factor tecnologia – Conhecimentos - Equipamentos </li></ul>
  23. 25. <ul><li>NÍVEIS DE INFLUÊNCIA DA ESTRUTURA ORGANIZACIONAL. São três: </li></ul><ul><ul><li>Nível estratégico, Nível táctico, Nível operacional. </li></ul></ul><ul><li>NÍVEIS DE ABRANGENCIA DA ESTRUTURA ORGANIZACIONAL. Três níveis podem ser considerados quando do desenvolvimento e implantação da estrutura organizacional: </li></ul><ul><ul><li>Nível da empresa, </li></ul></ul><ul><ul><li>Nível da UEN – Unidade Estratégica de Negócio </li></ul></ul><ul><ul><li>Nível da Corporação.- Considerações básicas dos componentes da estrutura organizacional. </li></ul></ul>
  24. 26. <ul><li>IMPLANTAÇÃO DA EO </li></ul><ul><li>Três aspectos devem ser considerados: </li></ul><ul><li>1. A mudança na estrutura organizacional. </li></ul><ul><li>2. O processo de implantação; e </li></ul><ul><li>3. As resistências que podem ocorrer. </li></ul><ul><li>AVALIAÇÃO DA EO </li></ul><ul><ul><li>Levantamento </li></ul></ul><ul><ul><li>Análise </li></ul></ul><ul><ul><li>Avaliação </li></ul></ul><ul><ul><li>Políticas de avaliação de estruturas </li></ul></ul>
  25. 27. <ul><li>O organograma constitui a representação gráfica da estrutura. </li></ul>
  26. 28. Tipos principais de estruturas organizacionais EO <ul><li>Não existe uma EO acabada e nem perfeita; existe uma EO que se adapta adequadamente às mudanças </li></ul><ul><li>A EO depende das circunstâncias de cada Organização em determinado momento. </li></ul><ul><li>Conceito de Departamentalização </li></ul>
  27. 29. Tipos principais de estruturas organizativas <ul><li>Existência de diferentes tipos de Estruturas Organizacionais consoante o tipo de departamentalização: </li></ul><ul><li>Estrutura Hierárquica Simples - são agrupadas numa mesma unidade o número máximo de pessoas que o superior consegue supervisionar Ex: unidade de corte </li></ul><ul><li>Estrutura Funcional Classica –são agrupados na mesma unidade pessoas que realizam actividades dentro de uma mesma área técnica ou de conhecimento. Ex: Financeira, Produção </li></ul>
  28. 30. <ul><li>Estrutura Divisional Geográfica –são agrupados na mesma unidade pessoas que realizam actividades relacionadas com a mesma área geográfica. Ex: Sector Comercial Centro </li></ul><ul><li>Estrutura Divisional por Projectos –são agrupadas numa mesma unidade pessoas que realizam tarefas associadas a um projecto, equipas diferentes, organizadas por projectos, Ex, empresas de engenharia, unidades militares </li></ul><ul><li>Estrutura Divisional por Processo - são agrupadas numa mesma unidade pessoas que realizam actividades relacionadas com a mesma fase do processo produtivo Ex: Secção de Pintura </li></ul><ul><li>Estrutura Divisional por Produto ou Serviço - são agrupadas numa mesma unidade pessoas que lidam com o mesmo produto. </li></ul><ul><li>Estrutura Divisonal por Grupos de Clientes - São agrupadas numa mesma unidade pessoas que estão relacionadas com o mesmo tipo de cliente. Ex: Departamento comercial por tipo de cliente (um para grandes empresas, outro para pequenas e médias empresas e um outro para entidades públicas) </li></ul>
  29. 31. <ul><li>Estruturas profissionais – grupos de especialistas, grande autonomia, p ex hospital, universidade </li></ul><ul><li>Adocracia ou estrutura por projectos – equipas diferentes, organizadas por projectos, p ex, empresas de engenharia, unidades militares </li></ul>
  30. 32. Estrutura Mecanicista <ul><li>Estruturas mecanicistas: modelo organizacional clássico; mecanismos “bem oleados”; coerentes, eficientes, complexos, centralizados; funções divididas em tarefas elementares, facilmente reprodutíveis; comportamentos e processos normalizados; relações e canais de comunicação formais; normas e regulamentos extremamente influentes; controles hierárquicos; à vontade em ambientes estáveis e seguros. É caracterizada por um elevado grau de diferenciação horizontal. </li></ul>
  31. 33. Estrutura Orgânica <ul><li>Estruturas orgânicas: adaptáveis, eficientes, flexíveis, descentralizadas; avaliação permanente das competências, da envolvente, da capacidade inovadora, da velocidade de adaptação; à vontade em ambientes instáveis, incertos. Se o ambiente se consolida, a capacidade de adaptação das estruturas orgânicas pode tornar-se dispendiosa e mesmo supérflua. </li></ul><ul><li>É caracterizada por reduzida diferenciação horizontal. </li></ul>
  32. 34. Estrutura Simples <ul><li>A estrutura simples é uma organização muito simples, sendo comum na maior parte das empresas familiares e de pequena dimensão, normalmente é constituída por apenas dois níveis hierárquicos: o gestor (patrão) e os empregados. </li></ul><ul><li>Gestor </li></ul><ul><li>Empregados </li></ul>
  33. 35. Estrutura Funcional <ul><li>As insuficiências da estrutura simples, à medida que a empresa cresce, conduzem geralmente à adopção de uma nova estrutura organizacional. </li></ul>Director Chefe do Dep. De Electricidade Chefe do Dep. De Concreto Chefe do Dep.de Hidráulica Especialistas em Electricidade Especialistas em concreto Especialistas em hidraulica
  34. 36. Estrutura Divisionária <ul><li>Cada divisão tem os seus próprios especialistas funcionais que estão organizados em departamentos. </li></ul>Administração Gestor 1º Divisão Gestor 2º Divisão
  35. 37. Estrutura por Projectos <ul><li>A estrutura por projectos é uma forma diferente de organizar uma empresa. Cada empreendimento é considerado um projecto e o seu responsável será o gerente do projecto. </li></ul><ul><li>Acabado o projecto a equipa dissolve-se. </li></ul>Equipes de especialistas formados de acordo com as necessidades dos vários projectos Director Gerente do Projecto B Gerente do Projecto C Gerente do projecto A Gerente do Projecto D
  36. 38. <ul><li>A estrutura matricial é a utilização simultânea de duas ou mais formas de estrutura sobre os mesmos membros de uma organização. </li></ul><ul><li>Um aspecto particular da estrutura matricial é a dupla ou múltipla subordinação. É particularmente aconselhável em organizações complexas ou orientadas por projectos como é o caso das organizações aeroespaciais (NASA) ou nas empresas de construção civil de empreitadas de grande dimensão (auto-estradas, pontes, etc). </li></ul>Estrutura Matricial Administração Direcção Marketing Direcção Pessoal Direcção Aprovisio- -namentos Direcção Financeira Actividade A Actividade B
  37. 39. <ul><li>Fundamentalmente consta de um único departamento central actuando sobre um brocker eletrónicamente conectado com as outras empresas subsidiárias e independentes e outras empresas independentes. </li></ul>Estrutura em Rede Empresas de embalagem Distribuidores Fornecedores Agentes de promoção e publicidade Produtores Designers Sede (Empresa)
  38. 40. Estrutura Mintsberg <ul><li>Para Mintzberg as organizações são constituídas por seis componentes básicas que desempenham diferentes funções e cuja coordenação se pode processar de seis maneiras diferentes: </li></ul><ul><li>O vértice estratégico- constituído pelos gestores de topo e pessoal de apoio “Staff”. </li></ul><ul><li>O núcleo operacional- constituído pelos operacionais </li></ul><ul><li>A linha hierárquica média- constituída pelos gestores intermédios, directores funcionais, etc... </li></ul><ul><li>A tecnoestructura- constituída pelos analistas, engenheiros, contabilistas. </li></ul><ul><li>A logística- constituída pelo pessoal que tem a seu cargo as funções de apoio “Serviços Jurídicos”, “Relações Públicas”. </li></ul><ul><li>A ideologia- que aqui significa cultura forte, engloba os valores, as crenças e as tradições. </li></ul>
  39. 41. <ul><li>Hierarquia Administrativa </li></ul><ul><li>A principal função da hierarquia administrativa é assegurar que as pessoas executem as suas tarefas e deveres de maneira eficiente e eficaz. Refere-se ao número de níveis de administração que uma organização adopta para assegurar a realização das tarefas e o alcance dos seus objectivos. </li></ul><ul><li>A hierarquia administrativa é uma consequência da divisão do trabalho. </li></ul><ul><li>Divisão do Trabalho </li></ul><ul><li>É o grau em que as tarefas organizacionais são divididas e fragmentadas em actividades separadas. </li></ul><ul><li>A divisão do trabalho segue a tradição cartesiana sobre técnicas de resolução de problemas. </li></ul><ul><li>A divisão do trabalho assegura que o trabalho distribuído entre os diversos componentes da organização seja devidamente executado. É predominantemente um esquema de controle. </li></ul>
  40. 42. <ul><li>A cadeia de comando é uma linha de autoridade que liga todas as pessoas de uma organização, e, que indica quem se subordina a quem. </li></ul>Cadeia de comando Administração
  41. 43. <ul><li>Autoridade é o direito formal e legítimo de tomar decisões, dar ordens e alocar recursos para alcançar os objectivos organizacionais desejados. </li></ul><ul><li>A autoridade apresenta três características principais: </li></ul><ul><li>A autoridade é decorrente de uma posição organizacional e não de pessoas, os administradores possuem a autoridade em função da posição ocupada. </li></ul><ul><li>A autoridade deve ser aceite pelos subordinados. </li></ul><ul><li>As posições do topo de hierarquia têm mais autoridade formal do que as posições abaixo delas. </li></ul>Autoridade, Responsabilidade e Delegação
  42. 44. Autoridade de Linha e Staff <ul><li>Dá- se o nome de linha aos orgãos que têm por objectivo realizar a missão primária da organização. </li></ul><ul><li>Um departamento de linha é o responsável pelo cumprimento dos objectivos principais da organização. </li></ul><ul><li>Os orgãos de Staff têm a função de apoiar os órgãos de linha para que eles trabalhem melhor. </li></ul><ul><li>Um departamento Staff é o responsável pela assessoria interna dentro da organização. </li></ul>
  43. 45. Amplitude Administrativa <ul><li>A amplitude administrativa ou amplitude de controle significa o número de empregados que deve estar adstrito a um administrador. </li></ul><ul><li>Quanto maior a amplitude de controle tanto maior é o número de subordinados para cada administrador. </li></ul>Amplitude administrativa Ampla Estreita <ul><li>Trabalho criativo e inovador </li></ul><ul><li>Tarefas diversificadas </li></ul><ul><li>Dispersão fisica das pessoas </li></ul><ul><li>Necessidade de orientação </li></ul><ul><li>Ausência de regras e procedimentos </li></ul><ul><li>Poucos sistemas de suporte </li></ul><ul><li>Muitas actividades não administrativas </li></ul><ul><li>Preferências pessoais </li></ul><ul><li>Custo administrativo maior </li></ul><ul><li>Trabalho rotineiro e previsível </li></ul><ul><li>Tarefas similares </li></ul><ul><li>Concentração física das pessoas </li></ul><ul><li>Pessoal treinado e preparado </li></ul><ul><li>Regras e procedimentos </li></ul><ul><li>Sistemas de apoio e suporte </li></ul><ul><li>Poucas actividades não administrativas </li></ul><ul><li>Preferências pessoais </li></ul><ul><li>Custo administrativo menor </li></ul>
  44. 46. <ul><li>A amplitude de controle utilizada por uma organização, determina a sua estrutura organizacional : alta ou achatada. </li></ul><ul><li>Uma estrutura alta tem uma amplitude geral estreita e muitos níveis hierárquicos apresentando uma conformação verticalizada. </li></ul><ul><li>Uma estrutura achatada tem uma amplitude ampla e dispersa e poucos níveis hierárquicos apresentando uma conformação horizontalizada. </li></ul>Organiza ç ões Altas e Achatadas Organização Alta Organização Achatada
  45. 47. Centralização/Descentralização <ul><li>Centralização significa que a autoridade para decidir está localizada no topo da organização. Assegura que a administração de cúpula saiba como vai o negócio e seja influenciada pelos acontecimentos dentro da organização. As três principais vantagens são: </li></ul><ul><ul><li>Controle </li></ul></ul><ul><ul><li>Custos </li></ul></ul><ul><ul><li>Novas tecnologias </li></ul></ul><ul><li>Descentralização significa que a autoridade para decidir está dispersa nos níveis organizacionais mais baixos. </li></ul><ul><li>As três principais vantagens são: </li></ul><ul><ul><li>Agilidade </li></ul></ul><ul><ul><li>Independência </li></ul></ul><ul><ul><li>Novas tecnologia </li></ul></ul><ul><li>Descentralizam-se as decisões de operação e centraliza-se o controle de resultados. Exemplo </li></ul>
  46. 48. O downsizing <ul><li>O downsizing representa uma combinação óptima de sistemas de tecnologia de informação centralizados e descentralizados. </li></ul><ul><li>Na prática o downsizing ultrapassou a tecnologia de informação e passou a significar duas coisas distintas: </li></ul><ul><li>Um processo de descentralização no processo decisorial delegando maior responsabilidade a gerentes e funcionários de níveis mais baixos da organização acompanhado de uma forte redução de níveis hierárquicos. </li></ul><ul><li>O downsizing é a procura de maior eficiência: obter os mesmos resultados com a redução de custos administrativos utilizando a racionalização e a reestruturação com vista a alcançar maior produtividade. </li></ul>
  47. 49. <ul><li>As empresas para diminuir as suas estruturas demasiado grandes, utilizam como estratégia a aposentação antecipada e a transferência de pessoal para eliminar níveis administrativos. </li></ul><ul><li>As empresas têm uma série de objectivos definidos para o downsizing , mas aquele ao qual dedicam maior atenção é a redução do quadro de pessoal. </li></ul><ul><li>A redução do número de pessoas sem modificar a estrutura organizacional pode reduzir os custos administrativos a curto prazo, mas não necessariamente melhorar a eficiência de uma empresa. </li></ul><ul><li>Ou seja o downsizing veio provocar uma redução do pessoal nas organizações, com vista à redução de custos. </li></ul>
  48. 50. Conclus ão <ul><li>A função administrativa de organizar conduz necessariamente à criação da Estrutura organizacional . </li></ul><ul><li>Estrutura Organizacional é a forma como as actividades da organização devem ser divididas , organizadas e coordenadas. </li></ul><ul><li>A estrutura assume uma importância fundamental , pois define as relações de subordinação, de responsabilidade, os níveis hierárquicos e amplitude de controle administrativo. </li></ul><ul><li>Há diversas formas de estruturar as organizações, importa portanto analisar, no caso concreto de cada organização, quais são os factores que devem intervir na concepção da sua estrutura . Podemos considerar fundamentalmente cinco factores: </li></ul><ul><li>A estratégia da empresa, a sua idade e dimensão, a tecnologia utilizada , o ambiente em que se movimenta ,e o controlo do poder no seu seio. </li></ul>
  49. 51. Refer ências <ul><li>CURY, Antonio. Organização e métodos: uma visão holística. 7º ed. São Paulo: Atlas, 2000. </li></ul><ul><li>OLIVEIRA, Djalma de Pinto Rebouças de. Sistemas, organização & métodos: uma abordagem gerencial. 13º ed. São Paulo: Atlas, 2002. </li></ul><ul><li>STONER, James A. F., FREEMAN, R. Edward. Administração. 5º ed. Rio de Janeiro: PHB, 1992. </li></ul><ul><li>Estruturas Organizacionais – Eduardo Vasconcelos, James R. Hemsley – 3 edição </li></ul><ul><li>Gestão das Organizações – Sebastião Teixeira – Mc Graw Hill </li></ul><ul><li>Fundamentos da Organização – Makron Books </li></ul><ul><li>Site : www.geocities.com </li></ul>

×