Your SlideShare is downloading. ×
0
2 - Conceitos PHP
2 - Conceitos PHP
2 - Conceitos PHP
2 - Conceitos PHP
2 - Conceitos PHP
2 - Conceitos PHP
2 - Conceitos PHP
2 - Conceitos PHP
2 - Conceitos PHP
2 - Conceitos PHP
2 - Conceitos PHP
2 - Conceitos PHP
2 - Conceitos PHP
2 - Conceitos PHP
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

Thanks for flagging this SlideShare!

Oops! An error has occurred.

×
Saving this for later? Get the SlideShare app to save on your phone or tablet. Read anywhere, anytime – even offline.
Text the download link to your phone
Standard text messaging rates apply

2 - Conceitos PHP

93

Published on

Published in: Technology
0 Comments
1 Like
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

No Downloads
Views
Total Views
93
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
0
Actions
Shares
0
Downloads
6
Comments
0
Likes
1
Embeds 0
No embeds

Report content
Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
No notes for slide

Transcript

  1. Conceitos 2. Conceitos 2.1 Conceito de cliente-servidor A arquitetura cliente-servidor, é uma aquitetura que separa o computador cliente do servidor, e é geralmente implementado numa rede, quer local, quer global como a internet. Cada computador cliente é denominado um nó. Luis Osório - Consultoria em SEO
  2. Conceitos 2.2 Conceito de cliente-servidor (cont…) Esta arquitetura é muito utilizada actualmente. Praticamente todos os serviços internet são baseados nesta arquitetura. Uma simples consulta de uma página web faz uso desta arquitetura, isto é, o nosso pc, através de uma aplicação cliente como o browser, efetua um pedido de um recurso a um servidor, normalmente denomidado de web-server, que lhe devolve a informação requisitada. Luis Osório - Consultoria em SEO
  3. Conceitos 2.3 O PHP como linguagem “Server-side” O PHP é uma linguagem server-side. Apesar de existir uma versão cliente “PHP-cli”, a principal razão da sua existência – desenvolvimento de páginas e aplicações web – faz com seja instalada do lado do servidor, e não do lado do cliente, como o JavaScript, que “corre” nos browsers. Luis Osório - Consultoria em SEO
  4. Conceitos 2.4 Diferenças entre linguagens “server-side” e “client-side” Quando acedemos a uma página web usando um browser, a página web é enviada desde o servidor onde está localizada, para o computador cliente, que executa o browser que estamos a utilizar. Luis Osório - Consultoria em SEO
  5. Conceitos 2.5 Tecnologias “Client-side” Tecnologias, como o Javascript, as applets Java e o flash permitem interatividade em páginas e aplicações web, que não é possível reproduzir com HTML (pelo menos até termos o HTML5). Estas tecnologias são executadas do lado do cliente. As tecnologias “client-side” têm algumas limitações Luis Osório - Consultoria em SEO
  6. Conceitos 2.6 Tecnologias “Client-side” (cont…) Limitações das tecnologias “client-side”: •Tempo de download •Compatibilidade entre browsers •O código fica visível do lado do cliente •Possíveis problemas de segurança acrescidos Luis Osório - Consultoria em SEO
  7. Conceitos 2.7 Tecnologias “Server-side” São todas as tecnologias que são executadas do lado do servidor As tecnologias “server-side” têm os seguintes benefícios: •São executadas num computador conhecido •Não são dependentes de um browser •Têm uma grande felxibilidad de funcionalidades – exº podem aceder a uma base de dados, modificar ficheiros no servidor, etc. •O código não fica vísível para os utilizadores Luis Osório - Consultoria em SEO
  8. Conceitos 2.8 Tecnologias “Server-side” (cont…) Mas também têm algumas limitações: •Têm de ser instaladas num servido capaz de as executar, que tenha as devidas permissões •Podem por vezes executar com menos performance Luis Osório - Consultoria em SEO
  9. Conceitos 2.9 Páginas estáticas e dinâmicas Página estática É normalmente página Web criada a partir de um documento HTML e é instalada num servidor web cujo conteúdo não muda, até que o autor do documento cria uma nova versão e efectua um upload dessa mesma nova versão. Luis Osório - Consultoria em SEO
  10. Conceitos 2.10 Páginas estáticas e dinâmicas (cont…) Página dinâmica Algumas utilizações das linguagens “server-side” envolvem o acesso a uma base de dados para produzir páginas web com conteúdos dinâmicos. Uma página dinâmica contêm informação gerada com dados retornados por uma base de dados, quando o utilizador efectua um pedido. Luis Osório - Consultoria em SEO
  11. Conceitos 2.11 Páginas estáticas e dinâmicas (cont…) As páginas dinâmicas são bastante úteis quando o conteúdo do site muda com frequência e quando transações de utilizador são necessárias. Pelo oposto, as páginas estáticas são mais simples de implementar e são mais adequadas em sites em que a informação não muda muito. Luis Osório - Consultoria em SEO
  12. Conceitos 2.12 Páginas estáticas e dinâmicas (cont…) Aplicação Web Um website que contenha uma tecnologia “server-side” e que gere páginas dinâmicas é geralmente chamada de aplicação Web. Luis Osório - Consultoria em SEO
  13. Conceitos 2.13 Servidores Web – O PHP em Apache e IIS Neste momento, existem dois principais web servers no mercado, o Apache da Apache Software Foundation e o IIS da Micrsosoft. O ambiente preferencial do PHP é o Apache. Desde as primeiras versões que o PHP é executado com o apache, que continua a ser o servidor web preferencial, não só por questões técnicas, mas também por proximidade de licenciamento. Luis Osório - Consultoria em SEO
  14. Conceitos 2.14 Servidores Web – O PHP em Apache e IIS (cont…) Nestes últimos tempos, a Microsoft adotou uma postura do tipo “se não consegues vencê-los, junta-te a eles”, fazendo com que o IIS, tradicionalmente um meio avesso ao PHP, se tornasse numa das plataformas possíveis de competir com o Apache. Hoje em dia, já é possível executar PHP em IIS, com um bom nível de performance e segurança. Luis Osório - Consultoria em SEO

×