• Save
As Comunidades de Prática (CoPs) ao Serviço da Organização
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×
 

As Comunidades de Prática (CoPs) ao Serviço da Organização

on

  • 2,016 views

As As Comunidades de Prática (CoPs) ao Serviço da Organização...

As As Comunidades de Prática (CoPs) ao Serviço da Organização
O caso Siemens AG
Sandra Pacheco de Oliveira
Monografia de Licenciatura em Gestão de PMEs
Orientador: Prof. Doutor Luis Borges Gouveia

Statistics

Views

Total Views
2,016
Views on SlideShare
2,008
Embed Views
8

Actions

Likes
3
Downloads
0
Comments
0

1 Embed 8

http://www.slideshare.net 8

Accessibility

Categories

Upload Details

Uploaded via as Adobe PDF

Usage Rights

© All Rights Reserved

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Processing…
Post Comment
Edit your comment

As Comunidades de Prática (CoPs) ao Serviço da Organização As Comunidades de Prática (CoPs) ao Serviço da Organização Presentation Transcript

  • Sandra Paula da Silva Maia Pacheco de Oliveira Gestão de Pequenas e Médias Empresas As Comunidades de Prática (CoPs) ao Serviço da Organização - O Caso Siemens AG - Orientador Professor Doutor Luís Manuel Borges Gouveia UNIVERSIDADE FERNANDO PESSOA Porto, 2009
  • As Comunidades de Prática (CoPs) ao Serviço da Organização: O Caso Siemens AG JUSTIFICAÇÃO DO TEMA Objectivos Motivações 2 UNIVERSIDADE FERNANDO PESSOA
  • As Comunidades de Prática (CoPs) ao Serviço da Organização: O Caso Siemens AG • Estrutura de Apresentação INTRODUÇÃO E CONCEITOS A GESTÃO DO CONHECIMENTO NAS ORGANIZAÇÕES AS COMUNIDADES DE PRÁTICA (CoPs) ESTUDO DE CASO: SIEMENS AG CONCLUSÃO E TRABALHOS FUTUROS 3 UNIVERSIDADE FERNANDO PESSOA
  • As Comunidades de Prática (CoPs) ao Serviço da Organização: O Caso Siemens AG INTRODUÇÃO E CONCEITOS Concorrência Clientes ORGANIZAÇÃO Globalização TIC 4 UNIVERSIDADE FERNANDO PESSOA
  • As Comunidades de Prática (CoPs) ao Serviço da Organização: O Caso Siemens AG INTRODUÇÃO E CONCEITOS • Novo paradigma económico e de gestão • O conhecimento – novo factor de produção • não se esgota com o uso • difícil de imitar • Ser humano – elemento central • trabalhador do conhecimento 5 UNIVERSIDADE FERNANDO PESSOA
  • As Comunidades de Prática (CoPs) ao Serviço da Organização: O Caso Siemens AG INTRODUÇÃO E CONCEITOS Conhecimento Mistura fluida e enquadrada de experiências, valores, informação contextualizada e com conhecimento profundo que cria um enquadramento para avaliar e incorporar novas experiências e informação. É criada e aplicada na mente dos conhecedores. (Davenport e Prusak, 2000 ) 6 UNIVERSIDADE FERNANDO PESSOA
  • As Comunidades de Prática (CoPs) ao Serviço da Organização: O Caso Siemens AG INTRODUÇÃO E CONCEITOS Informação interpretada e transformada em acção; CONHECIMENTO Envolve o reconhecimento de padrões e criação de modelos mentais. Dados estruturados sob determinado contexto; INFORMAÇÃO Exige mediação humana; Ajuda na tomada de decisão. Factos isolados; DADOS Independentes do contexto; Não proporcionam interpretação. 7 UNIVERSIDADE FERNANDO PESSOA
  • As Comunidades de Prática (CoPs) ao Serviço da Organização: O Caso Siemens AG INTRODUÇÃO E CONCEITOS Empresas “criadoras de conhecimento” São aquelas que se empenham em: Criar novos conhecimentos, dissemina-los por toda a organização e integra-los em novos produtos e tecnologias na busca constante de INOVAÇÃO. (Nonaka, 1991 ) 8 UNIVERSIDADE FERNANDO PESSOA
  • As Comunidades de Prática (CoPs) ao Serviço da Organização: O Caso Siemens AG INTRODUÇÃO E CONCEITOS Empresas “criadoras de conhecimento” O Conhecimento é: • Processo humano e dinâmico • Algo inerente ao ser humano • Depende da participação das pessoas no processo de criação, partilha e uso 9 UNIVERSIDADE FERNANDO PESSOA
  • As Comunidades de Prática (CoPs) ao Serviço da Organização: O Caso Siemens AG INTRODUÇÃO E CONCEITOS Tipos de conhecimento TÁCITO EXPLÍCITO • Dimensão técnica: • Dados • Know-how • Fórmulas científicas • Intuições • etc. • Palpites • Dimensão cognitiva: • Modelos mentais • Crenças • Perspectivas 10 UNIVERSIDADE FERNANDO PESSOA
  • As Comunidades de Prática (CoPs) ao Serviço da Organização: O Caso Siemens AG INTRODUÇÃO E CONCEITOS Conversão do Conhecimento TÁCITO EXPLÍCITO TÁCITO SOCIALIZAÇÃO EXTERNALIZAÇÃO EXPLÍCITO INTERNALIZAÇÃO COMBINAÇÃO 11 UNIVERSIDADE FERNANDO PESSOA
  • As Comunidades de Prática (CoPs) ao Serviço da Organização: O Caso Siemens AG A GESTÃO DO CONHECIMENTO NAS ORGANIZAÇÕES Gestão do Conhecimento Criar, identificar, integrar, recuperar, partilhar e utilizar o conhecimento dentro da organização, para que as organizações possam perseguir as suas estratégias e serem as melhores naquilo que fazem. 12 UNIVERSIDADE FERNANDO PESSOA
  • As Comunidades de Prática (CoPs) ao Serviço da Organização: O Caso Siemens AG A GESTÃO DO CONHECIMENTO NAS ORGANIZAÇÕES Benefícios da G.C. • Possibilita a identificação de conhecimento existente na organização • Aumenta a eficiência • Aumenta a satisfação dos clientes 13 UNIVERSIDADE FERNANDO PESSOA
  • As Comunidades de Prática (CoPs) ao Serviço da Organização: O Caso Siemens AG AS COMUNIDADES DE PRÁTICA (CoPs) Comunidades de Prática (CoPs) Grupos de pessoas que partilham uma preocupação, um conjunto de problemas ou uma paixão acerca de um tópico e que aprofundam o seu conhecimento e especialidade na área através de interacções regulares. (Wenger et al., 2002) 14 UNIVERSIDADE FERNANDO PESSOA
  • As Comunidades de Prática (CoPs) ao Serviço da Organização: O Caso Siemens AG AS COMUNIDADES DE PRÁTICA (CoPs) Dimensões das Comunidades de Prática (CoPs): Domínio Comunidade Prática 15 UNIVERSIDADE FERNANDO PESSOA
  • As Comunidades de Prática (CoPs) ao Serviço da Organização: O Caso Siemens AG AS COMUNIDADES DE PRÁTICA (CoPs) Benefícios das CoPs ORGANIZAÇÃO INDIVÍDUOS • Favorecem um ambiente de • Possibilitam a partilha de aprendizagem contínua experiências com outros • Ajudam a desenvolver estratégias • Melhoram aptidões e capacidades • Resolvem problemas • Aceleram a aprendizagem individual • Geram novas ideias • Criam redes • Transferem boas práticas • Constroem a confiança e sentido de • Desenvolvem o capital social obrigação • Constroem uma memória de grupo • Oportunidade para colaborar • Sentimento de identidade e pertença 16 UNIVERSIDADE FERNANDO PESSOA
  • As Comunidades de Prática (CoPs) ao Serviço da Organização: O Caso Siemens AG AS COMUNIDADES DE PRÁTICA (CoPs) Ciclo de Vida das CoPs Sustentabilidade Expansão Maturidade Transformação Potencial 17 UNIVERSIDADE FERNANDO PESSOA
  • As Comunidades de Prática (CoPs) ao Serviço da Organização: O Caso Siemens AG AS COMUNIDADES DE PRÁTICA (CoPs) Desafios das CoPs • Domínio claro • Participantes motivados e activos • Criação de um ambiente de confiança e colaboração • Ter um plano de acção bem definido • Acompanhar as necessidades dos participantes • Definição de actividades e estratégias de suporte ao longo das fases do ciclo de vida 18 UNIVERSIDADE FERNANDO PESSOA
  • As Comunidades de Prática (CoPs) ao Serviço da Organização: O Caso Siemens AG ESTUDO DE CASO: SIEMENS AG A Siemens é: • Empresa baseada no conhecimento • Líder mundial em electrónica e engenharia eléctrica • 161 anos de existência • Participação em numerosos sectores desde a energia nuclear às tecnologias de informação e comunicação • Mais de 430 000 colaboradores em mais de 190 países 19 UNIVERSIDADE FERNANDO PESSOA
  • As Comunidades de Prática (CoPs) ao Serviço da Organização: O Caso Siemens AG ESTUDO DE CASO: SIEMENS AG Princípios: • Valorização dos colaboradores como chave do sucesso • Conhecimento reconhecido como uma das principais riquezas • Cultura de diversidade e de partilha de boas práticas • Envolvimento top down e bottom up • Motivação para aprender e partilhar o conhecimento 20 UNIVERSIDADE FERNANDO PESSOA
  • As Comunidades de Prática (CoPs) ao Serviço da Organização: O Caso Siemens AG ESTUDO DE CASO: SIEMENS AG Gestão do Conhecimento na Siemens AG: • Empresa global e descentralizada • Produtos e serviços inovadores baseados em conhecimento intensivo • Aperfeiçoa processos e ferramentas • Melhora a performance e incita a inovação • Fortalece a cultura de partilha de conhecimento 21 UNIVERSIDADE FERNANDO PESSOA
  • As Comunidades de Prática (CoPs) ao Serviço da Organização: O Caso Siemens AG ESTUDO DE CASO: SIEMENS AG Benefícios das Comunidades de Prática (CoPs): • Construção de blocos de conhecimento • Potencia a transferência de boas práticas • Desenvolve competências • Promove uma cultura e um ambiente de cooperação • Ultrapassa barreiras geográficas, culturais, organizacionais e hierárquicas • Identifica sinergias 22 UNIVERSIDADE FERNANDO PESSOA
  • As Comunidades de Prática (CoPs) ao Serviço da Organização: O Caso Siemens AG ESTUDO DE CASO: SIEMENS AG Ciclo de Vida das CoPs na Siemens AG Partilha de conhecimento e criação Início actividades Fecho Facilitar actividades 23 UNIVERSIDADE FERNANDO PESSOA
  • As Comunidades de Prática (CoPs) ao Serviço da Organização: O Caso Siemens AG ESTUDO DE CASO: SIEMENS AG Promoção e Suporte das CoPs: • Communities @Siemens Directory • Listagem com informação útil • Realização de workshops • Infra-estruturas de TIC adequadas • Promoção de eventos e conferências • Publicação de artigos • Monitorização de custos 24 UNIVERSIDADE FERNANDO PESSOA
  • As Comunidades de Prática (CoPs) ao Serviço da Organização: O Caso Siemens AG CONCLUSÃO E TRABALHOS FUTUROS • Iniciativas das CoPs alavancam a criação e partilha de conhecimento • Permitem um espaço de partilha de ideias e opiniões • Colaboram com as iniciativas da G.C. na captura e disseminação do conhecimento • Organização deve aprender a “cultivar” este tipo de estrutura • Alteração da forma tradicional de trabalhar e potenciar o conhecimento 25 UNIVERSIDADE FERNANDO PESSOA
  • Sandra Paula da Silva Maia Pacheco de Oliveira Gestão de Pequenas e Médias Empresas As Comunidades de Prática (CoPs) ao Serviço da Organização - O Caso Siemens AG - Orientador Professor Doutor Luís Manuel Borges Gouveia UNIVERSIDADE FERNANDO PESSOA Porto, 2009