ComercializaçAo

1,180 views

Published on

COMO GERENCIAR A COMPRA DE ENERGIA NO MERCADO SPOT, CONSIDERANDO RISCOS DE MERCADO E VISANDO OTIMIZAÇÃO DA DISTRIBUIÇÃO

Published in: Technology, Business
1 Comment
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total views
1,180
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
9
Actions
Shares
0
Downloads
5
Comments
1
Likes
0
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

ComercializaçAo

  1. 1. COMO GERENCIAR A COMPRA DE ENERGIA NO MERCADO SPOT, CONSIDERANDO RISCOS DE MERCADO E VISANDO OTIMIZAÇÃO DA DISTRIBUIÇÃO Seminário - Distribuição de Energia IBC Luiz T. A. Maurer São Paulo, 23 de junho de 1999
  2. 2. AGENDA <ul><li>I - REGULAMENTAÇÃO E PROCEDIMENTOS DE COMERCIALIZAÇÃO NO MERCADO SPOT </li></ul><ul><li>II - ANÁLISE DOS RISCOS ENVOLVIDOS NO MERCADO SPOT E SEU GERENCIAMENTO </li></ul><ul><li>III - COMO OTIMIZAR A COMPRA DE ENERGIA E REDUZIR CUSTOS NO FORNECIMENTO </li></ul><ul><li>IV - COMO TORNAR O MERCADO SPOT MAIS DINÂMICO E COMPETITIVO </li></ul>
  3. 3. I - REGULAMENTAÇÃO E PROCEDIMENTOS DE COMERCIALIZAÇÃO NO MERCADO SPOT
  4. 4. O MERCADO SPOT DE ENERGIA É UM DOS PILARES DO PROJETO RE-SEB <ul><li>PROJETO RE-SEB - DESENVOLVIDO PELO MME DE AGOSTO DE 96 A NOVEMBRO DE 98 </li></ul><ul><li>TINHA COMO OBJETIVO REDESENHAR O SETOR ELÉTRICO, EM SEUS ASPECTOS COMERCIAIS, REGULATÓRIOS E INSTITUCIONAIS </li></ul><ul><li>VÁRIAS RECOMENDAÇÕES FORAM ENDOSSADAS PELO GOVERNO, SENDO AS PRIMEIRAS A CRIAÇÃO DO OPERADOR INDEPENDENTE (ONS) E DO MERCADO ATACADISTA (MAE) </li></ul><ul><li>IMPLEMENTAÇÃO RESPALDADA POR DIPLOMAS LEGAIS </li></ul><ul><ul><li>LEI 9.648/98 </li></ul></ul><ul><ul><li>DECRETO 2.655/98 </li></ul></ul><ul><ul><li>UMA SÉRIE DE RESOLUÇÕES COMPLEMENTARES DA ANEEL </li></ul></ul>
  5. 5. A CRIAÇÃO DO MAE É UMA INOVAÇÃO NA FORMA COMO A ENERGIA SERÁ COMERCIALIZADA NO FUTURO <ul><li>O MERCADO ATACADISTA É UM ELEMENTO FUNDAMENTAL PARA A INTRODUÇÃO DE UM SETOR ELÉTRICO COMPETITIVO </li></ul><ul><li>LOCAL VIRTUAL ONDE VENDEDORES E COMPRADORES PODEM REALIZAR SUAS TRANSAÇÕES, CONTABILIZAR E LIQUIDAR SEUS CONTRATOS, DE FORMA ISONÔMICA </li></ul><ul><li>O MAE TAMBÉM É RESPONSÁVEL PELO CÁLCULO DO PREÇO DA ENERGIA EM CADA HORA </li></ul><ul><li>HÁ DUAS FORMAS BÁSICAS COMO A ENERGIA SERÁ COMERCIALIZADA </li></ul><ul><ul><li>VIA CONTRATOS BILATERAIS </li></ul></ul><ul><ul><li>VIA MERCADO SPOT - (OU MERCADO DE CURTO PRAZO) </li></ul></ul><ul><li>OS CONTRATOS BILATERAIS SÃO ACORDOS LIVREMENTE NEGOCIADOS ENTRE UM VENDEDOR (GERADOR, COMERCIALIZADOR) E UM COMPRADOR (DISTRIBUIDORA, COMERCIALIZADOR, CLIENTE LIVRE), EM QUE SE ESPECIFICAM: </li></ul><ul><ul><li>VOLUMES, EXPRESSOS EM MWh POR HORA (PATAMAR) </li></ul></ul><ul><ul><li>DURAÇÃO DO CONTRATO </li></ul></ul><ul><ul><li>PREÇOS PARA CADA PATAMAR HORÁRIO </li></ul></ul><ul><li>AS DIFERENÇAS CONTRATUAIS E OS MONTANTES NÃO CONTRATADOS SÃO LIQUIDADOS NO PREÇO SPOT </li></ul><ul><li>OTHER DATA REQUIREMENTS: AVAILABILITY, WATER VALUES, SCHEDULE, DISPATCH DEVIATIONS </li></ul>
  6. 6. O MERCADO SPOT É PARTE INTEGRANTE E INDIVISÍVEL DO MERCADO ATACADISTA DE ENERGIA <ul><li>MERCADO SPOT, POR DEFINIÇÃO, É A COMPRA DE ENERGIA QUE NÃO ESTAVA CONTRATADA A UM PREÇO PRÉ-ACORDADO </li></ul><ul><li>ESPERA-SE QUE ESTA SEJA UMA FRAÇÃO RELATIVAMENTE PEQUENA DE TODA A ENERGIA COMERCIALIZADA NO BRASIL (10-15%) </li></ul><ul><li>ENTRETANTO, SUA IMPORTÂNCIA É VITAL PARA O FUNCIONAMENTO HARMÔNICO DO MERCADO </li></ul><ul><ul><li>TODAS AS ENERGIAS SERÃO LEVADAS EM CONTA PARA A FORMAÇÃO DO PREÇO </li></ul></ul><ul><ul><li>A SINALIZAÇÃO DADA PELO PREÇO SPOT BALIZARÁ DECISOES DE INVESTIMENTO </li></ul></ul><ul><ul><li>A LIQUIDEZ DO MERCADO É ESSENCIAL PARA ASSEGURAR CONCORRÊNCIA </li></ul></ul><ul><li>CONTRATOS BILATERAIS E COMPRAS SPOT SERÃO ADMINISTRADAS PELO ASMAE - JÁ EM PROCESSO DE INSTALAÇÃO </li></ul>
  7. 7. OS PROCEDIMENTOS DO MAE SÃO EM PARTE DEFINIDOS POR SEUS INTEGRANTES ... <ul><li>POR SER UMA INSTITUIÇÃO PRIVADA, A QUEM O GOVERNO DELEGOU AS TAREFAS DE COMERCIALIAÇÃO, O MAE TEM UM BOM GRAU DE LIBERDADE EM DEFINIR COMO ESTE MERCADO IRÁ FUNCIONAR </li></ul><ul><li>UM PRIMEIRO “BONECO” DE MODUS OPERANDI FOI PREPARADOPELO GOVERNO E ASSINADO POR TODOS OS AGENTES COMERCIALIZADORES EM MEADOS DE 98 - O CHAMADO “ACORDO DE MERCADO” </li></ul><ul><li>ESTE ACORDO CONTEM REGRAS DE ASSOCIAÇÃO E DE REGÊNCIA, BEM COMO O SEU ANEXO FORNECE UMA VISÃO AMPLA DE COMO AS REGRAS DE MERCADO DEVERIAM FUNCIONAR </li></ul><ul><li>DENTRE ESTAS REGRAS DE MERCADO FORAM INCLUÍDAS PROCEDIMENTOS DE OTIMIZAÇÃO DO SISTEMA, DETERMINAÇÃO DE PREÇOS NO MERCADO SPOT POR SUB-MERCADO, GARANTIAS FINANCEIRAS E MUITAS OUTRAS </li></ul><ul><li>POR SER UM CONJUNTO DE REGRAS A NÍVEL MACRO, AS MESMAS ESTÃO AGORA EM PROCESSO DE DETALHAMENTO E APROVAÇÃO </li></ul>
  8. 8. ... E EM PARTE REGULAMENTADOS E APROVADOS PELA ANEEL <ul><li>CABE A ANEEL HOMOLOGAR TODAS AS REGRAS DE MERCADO - PARA GARANTIR SUA TRANSPARÊNCIA, EFICIÊNCIA E GRAU DE ABERTURA A TODOS QUE DELE QUEIRAM SE UTILIZAR </li></ul><ul><li>CABE TAMBÉM A ANEEL A ELABORAÇÃO DE UMA SÉRIE DE REGULAMENTAÇÕES, VIA RESOLUÇÕES, QUANTO A DIVERSOS ASPECTOS COMO O MERCADO DEVERÁ OPERAR EM BENEFÍCIO DOS CONSUMIDORES </li></ul><ul><li>UMA PRIMEIRA REGULAMENTAÇÃO, A RESOLUÇÃO 249, ESTABELECEU O CONCEITO DE LIMITE MÍNIMO DE CONTRATAÇÃO </li></ul><ul><li>POR ESTE DIPLOMA AS EMPRESAS DE DISTRIBUIÇÃO DEVERÃO DISPOR DE GERAÇÃO PRÓPRIA OU CONTRATAR PARA A COBERTURA DE PELO MENOS 85% DE SUAS NECESSIDADES </li></ul><ul><ul><li>CONTRATO DEFINIDO COMO SUPERIOR A 2 ANOS </li></ul></ul><ul><ul><li>OBJETIVO: EVITAR RISCO DE EXPOSIÇÃO A VARIAÇÕES DE PREÇO DO SPOT </li></ul></ul><ul><li>A ENERGIA ASSEGURADA PASSOU A SERVIR DE BASE PARA CONTRATAÇÃO TAMBÉM DEFINIDO O CONCEITO DE LASTRO FÍSICO </li></ul><ul><li>MAIS RECENTEMENTE, A ANEEL ESTABELECEU PENALIDADES PARA COMPRAS NO MERCADO SPOT QUE EXCEDEREM O LIMITE DE 90% - RESOLUÇÃO 266 E CONSULTA PÚBLICA SOBRE VALORES NORMATIVOS </li></ul>
  9. 9. II - ANÁLISE DOS RISCOS ENVOLVIDOS NO MERCADO SPOT E SEU GERENCIAMENTO
  10. 10. O MERCADO SPOT OFERECE RISCOS QUE DEVEM SER RECONHECIDOS E GERENCIADOS <ul><li>É DE SE ESPERAR QUE OS PREÇOS NO MERCADO SPOT APRESENTEM GRANDE VOLATILIDADE NO LONGO PRAZO, REFLETINDO AS CARACTERÍSTICAS DO SISTEMA ELÉTRICO BRASILEIRO </li></ul><ul><li>EM NOSSO SISTEMA, O VALOR MARGINAL DA ÁGUA (UM BOM INDICADOR PARA PREÇO DO SPOT) VARIA MUITO, E DE FORMA ALEATÓRIA, DE ACORDO COM A HIDROLOGIA </li></ul><ul><li>A BAIXA DISPONIBILIDADE DE PLANTAS TÉRMICAS IMPLICA QUE NA IMINÊNCIA DE UM PRÉ-RACIONAMENTO, O PREÇO ESCALE VERTIGINOSAMENTE </li></ul><ul><li>DE FORMA CONTRÁRIA, QUANTO DE UMA SITUAÇÃO HIDROLOÓGICA FAVORÁVEL, O PREÇO PODE PERMANECER EM BAIXOS PATAMARES POR MAIS DE UMA ANO - O QUE SERIA EM PRINCÍPIO UM DESINCENTIVO À CONTRATAÇÃO </li></ul><ul><li>ESTE COMPORTAMENTO ERRÁTICO E INCERTO PODE CRIAR SÉRIAS DIFICULDADES PARA OS AGENTES QUE NÃO ESTIVEREM CAPACITADOS PARA GERENCIAR OS RISCOS </li></ul><ul><li>A FÓRMULA MAIS CORRETA DE GERENCIAMENTO É ATRAVÉS DA CONTRATAÇÃO </li></ul>
  11. 11. A REGULAMENTAÇÃO ATUAL LIMITA EM PARTE A EXPOSIÇÃO A RISCO E O POTENCIAL DOS AGENTES EM ATUAR NO MERCADO SPOT <ul><li>A REGULAMENTAÇÃO MAIS IMPORTANTE É A QUE FORÇA UM PERCENTUAL ELEVADO DE CONTRATAÇÃO (85%) </li></ul><ul><li>A LÓGICA É DE EVITAR EXCESSIVA EXPOSIÇÃO DA DISTRIBUIDORA PONDO EM RISCO O ATENDIMENTO A SEUS CLIENTES CATIVOS - O QUE É UMA PREOCUPAÇÃO LEGÍTIMA DO REGULADOR </li></ul><ul><li>MAS HÁ ASPECTOS MUITO RESTRITIVOS </li></ul><ul><ul><li>APLICA-SE AOS MERCADOS CATIVOS E LIVRES </li></ul></ul><ul><ul><li>INCLUI NÃO APENAS COMPRAS NO SPOT, MAS TAMBÉM A CONTRATOS DE PRAZO INFERIOR A 2 ANOS </li></ul></ul><ul><ul><li>A PENALIDADE PELO DESCUMPRIMENTO É BASTANTE ELEVADA - 50% DOS CUSTOS QUE EXCEDEREM O VALOR NORMATIVO DE CURTO PRAZO </li></ul></ul><ul><li>TALVEZ O ASPECTO FILOSOFICO MAIS RESTRITIVO É A NECESSIDADE DE “LASTRO FÍSICO” PARA COMERCIALIZAÇÃO AO CLIENTE FINAL </li></ul><ul><ul><li>ENERGIA ASSEGURADA É BASE PARA CONTRATOS </li></ul></ul><ul><ul><li>NEGA-SE A NATUREZA FINANCEIRA DOS CONTRATOS </li></ul></ul><ul><ul><li>E PORTANTO O VALOR NO GERENCIAMENTO DE RISCOS QUE O VENDEDOR PODERIA AGREGAR </li></ul></ul>
  12. 12. III - COMO OTIMIZAR AS COMPRAS DE ENERGIA E REDUZIR CUSTOS DE FORNECIMENTO
  13. 13. ATUALMENTE, OS AGENTES TEM POUCA FLEXIBILIDADE PARA GERENCIAR SEU PORTFOLIO DE CONTRATOS, INCLUINDO AQUI COMPRAS NO SPOT <ul><li>GRANDE PARTE DA ENERGIA ESTARÁ CONTRATADA VIA CIs </li></ul><ul><li>PARA ATENDER O CRESCIMENTO DE SUA CURVA DE CARGA E O DECAIMENTO DOS CIs, UMA DISTRIBUIDORA DEVERÁ CELEBRAR UM PORTFOLIO DE CONTRATOS, COM VOLUMES E PRAZOS AJUSTADOS A: </li></ul><ul><ul><li>CURVA DE CARGA DIÁRIA </li></ul></ul><ul><ul><li>SAZONALIDADE </li></ul></ul><ul><ul><li>EXPECTATIVAS DE CRESCIMENTO DA CARGA </li></ul></ul><ul><ul><li>EXPECTATIVAS DE VARIAÇÃO DO PREÇO FUTURO </li></ul></ul><ul><li>CADA CONTRATO IMPLICA EM UM PREÇO UNITÁRIO ESPECÍFICO - POR EXEMPLO, CONTRATOS PARA ATENDER A DEMANDA DE PONTA APRESENTARÃO UM CUSTO MAIS ELEVADO POR MWh </li></ul><ul><li>ATUALMENTE, AS FÓRMULAS DE REPASSE DE CUSTO DE COMPRA DE ENERGIA AO CONSUMIDOR, NÃO RECONHECEM AS VARIAÇÕES DE PREÇO EM FUNÇÃO DESTES PARÂMETROS, O QUE DIFICULTA A MONTAGEM DE ESTRATÉGIAS DE GERENCIAMENTO DE CONTRATOS </li></ul><ul><li>ACREDITAMOS QUE A ANEEL DEVERÁ REVISAR ESTES CONCEITOS A MÉDIO PRAZO, DANDO MAIS FLEXIBILIDADE NEGOCIAL </li></ul>
  14. 14. IV - COMO TORNAR O MERCADO SPOT MAIS DINÂNIMO E COMPETITIVO
  15. 15. OS DESAFIOS ATUAIS PARA A CRIAÇÃO DE UM MERCADO SPOT COMPETITIVO PASSAM PELO MAE E POR QUESTÕES REGULATÓRIAS <ul><li>MAE - IMPLEMENTAÇÃO ESTÁ ATRASADA </li></ul><ul><ul><li>MERCADO DE FATO - INÍCIO DE 2000 </li></ul></ul><ul><ul><li>NOS PRÓXIMOS MESES - CONTABILIZAÇÃO E LIQÜIDAÇÃO PELO MAE, EM CIMA DE REGRAS PROVISÓRIAS </li></ul></ul><ul><ul><li>A IMPLEMENTAÇÃO EXIGE DETERMINAÇÃO </li></ul></ul><ul><ul><li>BEM COMO RECURSOS ELEVADOS EM SISTEMAS E MEDIÇÃO </li></ul></ul><ul><li>REGULATÓRIA - NECESSIDADE DE REVISÃO DE VÁRIOS DIPLOMAS </li></ul><ul><ul><li>MANTER LIMITES DE CONTRATAÇÃO ELEVADOS </li></ul></ul><ul><ul><li>MAS REVISAR PENALIDADES, DEIXANDO A CARGO DO MAE </li></ul></ul><ul><ul><li>ESTABELECER LIMITES PARA MERCADO CATIVO APENAS </li></ul></ul><ul><ul><li>DESVINCULAR O CONCEITO DE LASTRO FÍSICO DOS CONTRATOS </li></ul></ul><ul><li>ACESSO ABERTO </li></ul><ul><ul><li>EM REVISÃO NA CONSULTA PÚBLICA SOBRE CONDIÇÕES DE USO DE T E D </li></ul></ul><ul><ul><li>ACEITAR O PAPEL DO COMERCIALIZADOR PURO </li></ul></ul>

×