0
Universidade Gama Filho
Pós-Graduação em Tradução de Inglês
outubro 2012
Mercado editorial brasileiro
Global Map of Publishing Markets 2012 / Mapa Global
de Mercados Editoriais 2012
Brasil ocupa ...
Mercado editorial brasileiro
 58.192 títulos produzidos, sendo
 20.405 primeiras edições, das quais
 4.686 são obras tr...
Tradução
 tradução interlingual
reformulação de uma mensagem num idioma
diferente daquele em que foi concebida
INGLÊS > P...
Tradução
 em latim, traducere é levar alguém pela mão para o
outro lado, para outro lugar
 quem leva é o tradutor
 mas ...
Tradução
 o tradutor tem a função de transpor para um novo
universo
 o autor e sua obra
 o leitor
Tradução
“[...] uma das mais importantes razões de ser da
tradução [é] permitir às pessoas formular ideia sobre
a maneira ...
Tradução
não é mera substituição de palavras de uma língua
por palavras equivalentes em outro idioma
as palavras não possu...
Tradução
A diferença entre a denotação de uma palavra e sua
conotação é muito significativa em tradução. Nem
sempre o prob...
Tradução
As mesmas palavras, a mesma estrutura, diferentes
significados:
She made Harry a good wife.
She made Harry a go...
Tradução
O tradutor é como um filtro colocado entre o autor e o
leitor – é aquele que torna compreensível aquilo que
antes...
Tradução
Traduzir significa transferir o conteúdo de um texto
com os meios próprios de outra língua
Na tradução literária,...
Tradução
 atividade seletiva e reflexiva
 pois existem ambiguidades tanto no idioma de
partida quanto no idioma de chega...
Tradução editorial
 é a tradução literária e suas variantes científica,
técnica, comercial, informativa etc.
 tipos de t...
Trabalho do tradutor
 6h/dia
 entre 2 e 3 laudas/hora
 lauda = 2100 caracteres (350 palavras + 10%)
 entre 7 e 8 lauda...
 mesa e cadeira adequadas – ergonômicas
 bola Pilates (de acordo com sua altura) – para a coluna!
 monitor LCD – o idea...
1. Original
 Leitura e análise
 pesquisa sobre a obra e o autor
 referências e citações
Trabalho do tradutor
Trabalho do tradutor
2. Tradução
a transposição de um idioma a outro;
a transposição de um universo cultural a outro;
a mu...
Trabalho do tradutor
3. Cotejo
 coerência entre original e tradução : estilo de
época; estilo de autor – vocabulário e re...
Trabalho do tradutor
4.Revisão e leitura final
 independência do original : fluência do idioma
de chegada
– a tradução nã...
Trabalho do tradutor
 Estratégias para leitura final :
leitura em voz alta;
leitura por parágrafo, de trás para frente;
r...
Problemas na tradução
1. Insuficiente domínio do idioma de partida
2. Insuficiente domínio do idioma de chegada
3. Corresp...
alguns exemplos que, sem dúvida,
não esgotam o tópico...
Problemas na tradução
1. ordenação
 Ele chegou de trem à Alemanha.
 Ele chegou de trem ontem pela manhã por volta
das no...
Problemas na tradução
2. ambiguidade
 Ele conhece bem a obra do cineasta John Ford,
que todos admiram.
– quem é admirado,...
Problemas na tradução
3. excesso de subordinação
“A vítima do assédio moral é isolada do grupo, passando a
ser hostilizada...
Problemas na tradução
4. gerúndio
 Making friends and influencing people
Fazendo amigos e influenciando pessoas
vs.
Como ...
Problemas na tradução
5. subjuntivo
 It’s important that he does all the exercises.
 É importante ele fazer todos os exe...
Problemas na tradução
6. polissemia – aqui é o lugar da desconfiança!
 She looked through the window and saw the red
bric...
Problemas na tradução
tradução correta:
Ela olhou pela janela e viu o quebra-molas [feito] de
tijolos vermelhos bem em fre...
Problemas na tradução
6. ainda polissemia
 He eased the vehicle over to the shoulder and
draped one arm over the wheel
 ...
Problemas na tradução
tradução correta:
Ele conduziu o veículo pelo acostamento, parou o
carro e apoiou o braço no volante...
Problemas na tradução
7. expressões idiomáticas
 Ele queima o óleo da meia-noite em casa
to burn the midnight oil = traba...
Problemas na tradução
8. falsos cognatos
 Actually, I don’k drink very much.
Atualmente, eu não bebo muito.
Na verdade, e...
Problemas na tradução
9. possessivos
 I raised my arm and asked the teacher if I could
move my chair closer to the board....
Problemas na tradução
11. emprego
 He made a mistake.
 Ele fez um erro → Ele cometeu um erro.
 When Peter saw the light...
Problemas na tradução
10. referente
não perca de vista quem é o sujeito da ação;
fique atento às concordâncias verbais e n...
Problemas na tradução
11. pronomes
 I decided to go alone. I thought this would be
the best thing to do. It was long ago ...
Problemas na tradução
12. negativas & afirmativas
“Mary tried to reach Peter on his mobile. Each time she got
the message ...
Problemas na tradução
13. verbos
não há equivalência entre o sistema verbal dos dois
idiomas – inglês e português
certos t...
Problemas na tradução
14. expressões idiomáticas e convencionais
 expressões convencionais – significado transparente
 e...
Sobre tradução, em português
1. BRITTO, Paulo Henriques. A tradução literária. Rio de
Janeiro: Civilização Brasileira, 201...
Sobre tradução, em inglês
1. LANDERS, Clifford E. Literary translation: a practical guide.
Clevedon (UK): Multilingual Mat...
Dicionários
1. Dicionário eletrônico Houaiss da Língua Portuguesa. Rio de
Janeiro: Objetiva, 2011.
2. Webster’s Third New ...
Dicionários
6. SERPA, Oswaldo. Dicionário escolar inglês-
português/português-inglês. 4ª edição, Brasília: MEC, 1964.
7. h...
Sobre escrita e linguagem
1. GARCIA, Othon M. Comunicação em prosa moderna. 27ª
edição atualizada, Rio de Janeiro: FGV, 20...
Sobre literatura
1. LODGE, David. A arte da ficção. (Trad. Guilherme da Silva
Braga) Porto Alegre: L&PM Pocket, 2010.
2. M...
Sobre literatura
1. CADEMARTORI, Lígia. Períodos literários. 9ª edição, São
Paulo: Editora Ática, Série Princípios, 2002.
...
Usos da língua, português
1. BACCEGA, Maria Aparecida. Concordância verbal. 3ª edição,
São Paulo: Editora Ática, Série Pri...
Usos da língua, inglês
1. TAGNIN, Stella Ortweiler. Expressões idiomáticas e
convencionais. São Paulo: Editora Ática, Séri...
Tradução literária ii
Tradução literária ii
Tradução literária ii
Tradução literária ii
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

Tradução literária ii

999

Published on

0 Comments
1 Like
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

No Downloads
Views
Total Views
999
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
0
Actions
Shares
0
Downloads
42
Comments
0
Likes
1
Embeds 0
No embeds

No notes for slide
  • Em inglês não haveria essa ambiguidade: o auto usaria who para o cineasta e which para a obra.
  • O Past Perfect, p.ex., por indicar uma ação q aconteceu antes de outra também já passada, corresponde ao nosso pretérito-mais-que-perfeito do indicativo
  • Transcript of "Tradução literária ii"

    1. 1. Universidade Gama Filho Pós-Graduação em Tradução de Inglês outubro 2012
    2. 2. Mercado editorial brasileiro Global Map of Publishing Markets 2012 / Mapa Global de Mercados Editoriais 2012 Brasil ocupa 9ª posição com um valor de mercado ao consumidor final estimado em 2,54 bilhões de euros. Atrás da Espanha e à frente da Índia, o mercado brasileiro aparece consolidado como o maior da América Latina. Uma observação importante é a forte participação do governo brasileiro no faturamento das editoras – em 2011 ela ficou em 28,7%. Blog do PublishNews - 08/10/2012 - Por Carlo Carrenho
    3. 3. Mercado editorial brasileiro  58.192 títulos produzidos, sendo  20.405 primeiras edições, das quais  4.686 são obras traduzidas, o que corresponde a  cerca de 12 livros traduzidos lançados a cada dia, dos quais  mais de 60% têm o inglês como idioma original  existem cerca de 500 editoras ativas no país Dados referentes a 2011, fonte: SNEL
    4. 4. Tradução  tradução interlingual reformulação de uma mensagem num idioma diferente daquele em que foi concebida INGLÊS > PORTUGUÊS
    5. 5. Tradução  em latim, traducere é levar alguém pela mão para o outro lado, para outro lugar  quem leva é o tradutor  mas quem ele leva?
    6. 6. Tradução  o tradutor tem a função de transpor para um novo universo  o autor e sua obra  o leitor
    7. 7. Tradução “[...] uma das mais importantes razões de ser da tradução [é] permitir às pessoas formular ideia sobre a maneira de viver e sentir das que vivem em outras partes do mundo.” [Paulo Rónai. A tradução vivida, p.50]
    8. 8. Tradução não é mera substituição de palavras de uma língua por palavras equivalentes em outro idioma as palavras não possuem sentido isoladamente, mas dentro de um contexto, e por estarem dentro desse contexto
    9. 9. Tradução A diferença entre a denotação de uma palavra e sua conotação é muito significativa em tradução. Nem sempre o problema é saber o q uma palavra designa – a denotação –, e sim como as pessoas reagem a ela – isto é, sua conotação. [Eugene Nida apud Rónai, A tradução vivida, p.50, rodapé 14]
    10. 10. Tradução As mesmas palavras, a mesma estrutura, diferentes significados: She made Harry a good wife. She made Harry a good husband. She made Harry a good cake. She made Harry a cuckold.
    11. 11. Tradução O tradutor é como um filtro colocado entre o autor e o leitor – é aquele que torna compreensível aquilo que antes era ininteligível Um bom tradutor serve a dois senhores – ao autor e ao leitor “O problema central da tradução consiste em manter o sentido.” [Erwin Theodor.Tradução: ofício e arte. Cultrix/Edusp, 1976. p.15]
    12. 12. Tradução Traduzir significa transferir o conteúdo de um texto com os meios próprios de outra língua Na tradução literária, a equivalência informativa deve ser acompanhada de correspondência formal, pois a obra de arte só se mantém se, além de conservarmos as ideias, preservarmos o condicionamento estético que presidiu sua confecção
    13. 13. Tradução  atividade seletiva e reflexiva  pois existem ambiguidades tanto no idioma de partida quanto no idioma de chegada  a noção de fidelidade está ligada aos usos e estruturas do idioma de chegada e não à aderência às palavras da língua de partida
    14. 14. Tradução editorial  é a tradução literária e suas variantes científica, técnica, comercial, informativa etc.  tipos de texto Ficção romances, contos, quadrinhos, teatro... Não-ficção culinária e gastronomia; artigos de jornal e revista; guias de viagem; textos de divulgação de história, física, biologia, matemática etc.; biografias e autobiografias...
    15. 15. Trabalho do tradutor  6h/dia  entre 2 e 3 laudas/hora  lauda = 2100 caracteres (350 palavras + 10%)  entre 7 e 8 laudas finais/dia  remuneração = entre R$20 e R$35/lauda  Sintra - Sindicato Nacional dos Tradutores, valores praticados em 2012: Tradução literária R$26,00/lauda + direitos autorais* Tradução ING>PORT R$0,26/palavra Versão PORT>ING R$0,35/palavra
    16. 16.  mesa e cadeira adequadas – ergonômicas  bola Pilates (de acordo com sua altura) – para a coluna!  monitor LCD – o ideal é um para o texto e outro para pesquisa – mínimo 20”  teclado de longo curso  no break com 3h de autonomia  suporte para livros – sugestão marca Yes  Power Ball – contra LER, tendinites e afins Trabalho do tradutor
    17. 17. 1. Original  Leitura e análise  pesquisa sobre a obra e o autor  referências e citações Trabalho do tradutor
    18. 18. Trabalho do tradutor 2. Tradução a transposição de um idioma a outro; a transposição de um universo cultural a outro; a mudança de estrutura CONTEÚDO & FORMA
    19. 19. Trabalho do tradutor 3. Cotejo  coerência entre original e tradução : estilo de época; estilo de autor – vocabulário e registro  repetições e supressões  ordenação da frase  referente  polissemia  falsos cognatos  supressão de possessivos e pronomes
    20. 20. Trabalho do tradutor 4.Revisão e leitura final  independência do original : fluência do idioma de chegada – a tradução não pode ser um texto que revele a estrutura do idioma de partida
    21. 21. Trabalho do tradutor  Estratégias para leitura final : leitura em voz alta; leitura por parágrafo, de trás para frente; revisar o trabalho da véspera; fechar um capítulo e revisar o anterior. toda REVISÃO RADICAL GERA UM NOVO TEXTO que deverá ser revisado como se fosse uma 1ª versão a leitura final é uma LEITURA, portanto nessa fase a interferência deve ser mínima
    22. 22. Problemas na tradução 1. Insuficiente domínio do idioma de partida 2. Insuficiente domínio do idioma de chegada 3. Correspondências insuficientes entre os dois idiomas 4. Imperfeição intrínseca de cada idioma
    23. 23. alguns exemplos que, sem dúvida, não esgotam o tópico...
    24. 24. Problemas na tradução 1. ordenação  Ele chegou de trem à Alemanha.  Ele chegou de trem ontem pela manhã por volta das nove horas, acompanhado por sua namorada, à Alemanha. – onde se chega deve estar colado ao verbo
    25. 25. Problemas na tradução 2. ambiguidade  Ele conhece bem a obra do cineasta John Ford, que todos admiram. – quem é admirado, a obra ou o cineasta? – é muito comum a ambiguidade provocada pelo pronome relativo “que”  Ele disse que gostava muito de sua irmã. – irmã de quem? De quem fala ou da pessoa com quem ele fala?
    26. 26. Problemas na tradução 3. excesso de subordinação “A vítima do assédio moral é isolada do grupo, passando a ser hostilizada, ridicularizada, inferiorizada, culpabilizada e desacreditada diante de seus pares, sendo que os mesmos, atemorizados pelo medo do desemprego e pela vergonha de serem também humilhados, associado ao estímulo constante e continuado à competitividade, rompem os laços afetivos com a vítima e, frequentemente, reproduzem e reatualizam ações, atos e comportamentos do agressor no ambiente de trabalho, instaurando o pacto da tolerância e do silêncio coletivo, enquanto a vítima vai gradativamente se desestabilizando e fragilizando, perdendo sua auto-estima.”
    27. 27. Problemas na tradução 4. gerúndio  Making friends and influencing people Fazendo amigos e influenciando pessoas vs. Como fazer amigos e influenciar pessoas
    28. 28. Problemas na tradução 5. subjuntivo  It’s important that he does all the exercises.  É importante ele fazer todos os exercícios.  É importante que ele faça todos os exercícios. O subjuntivo é um modo verbal que vem desaparecendo nas traduções do inglês para o português
    29. 29. Problemas na tradução 6. polissemia – aqui é o lugar da desconfiança!  She looked through the window and saw the red brick sleeping policeman in front of her house  Ela olhou pela janela e viu a estátua do policial adormecido, feita em tijolos vermelhos, bem em frente à sua casa.
    30. 30. Problemas na tradução tradução correta: Ela olhou pela janela e viu o quebra-molas [feito] de tijolos vermelhos bem em frente à sua casa
    31. 31. Problemas na tradução 6. ainda polissemia  He eased the vehicle over to the shoulder and draped one arm over the wheel  Ele aliviou o veículo pelo ombro e agarrou o volante com o braço.
    32. 32. Problemas na tradução tradução correta: Ele conduziu o veículo pelo acostamento, parou o carro e apoiou o braço no volante SHOULDER 8. the strip of unpaved land that borders a road [World English Dictionary, Collins] in: http://dictionary.reference.com/
    33. 33. Problemas na tradução 7. expressões idiomáticas  Ele queima o óleo da meia-noite em casa to burn the midnight oil = trabalhar ou estudar até altas horas, “queimar as pestanas”  Nós somos como duas ervilhas numa vagem like two peas in a pod = ser muito parecidos e inseparáveis, “como unha e carne”
    34. 34. Problemas na tradução 8. falsos cognatos  Actually, I don’k drink very much. Atualmente, eu não bebo muito. Na verdade, eu não bebo muito.  Eventually we will all die. Eventualmente, morreremos todos. Ao fim e ao cabo, morreremos todos
    35. 35. Problemas na tradução 9. possessivos  I raised my arm and asked the teacher if I could move my chair closer to the board.  Eu levantei meu braço e perguntei ao professor se podia mover minha cadeira para mais perto do quadro.  Levantei o braço e perguntei ao professor se podia mover minha cadeira para mais perto do quadro.
    36. 36. Problemas na tradução 11. emprego  He made a mistake.  Ele fez um erro → Ele cometeu um erro.  When Peter saw the lights, he realised Jane was already at home.  Quando Peter viu as luzes, realizou que Jane já estava em casa → Ao ver as luzes, Peter se deu conta de que Jane já estava em casa.
    37. 37. Problemas na tradução 10. referente não perca de vista quem é o sujeito da ação; fique atento às concordâncias verbais e nominais; atenção aos pronomes demonstrativos.
    38. 38. Problemas na tradução 11. pronomes  I decided to go alone. I thought this would be the best thing to do. It was long ago since I last saw him, so I was not sure what reaction I should expect from him. em português, a flexão já indica a pessoa – cuidado com o excesso, especialmente no caso da 1ª pessoa, singular ou plural
    39. 39. Problemas na tradução 12. negativas & afirmativas “Mary tried to reach Peter on his mobile. Each time she got the message that the subscriber could not be reached” Mary tentava falar com Peter pelo celular. A cada tentativa, ouvia a mensagem que informava que o assinante estava fora da área de cobertura.
    40. 40. Problemas na tradução 13. verbos não há equivalência entre o sistema verbal dos dois idiomas – inglês e português certos tempos verbais existente em português não têm equivalente em inglês, e vice versa, sendo traduzidos por mais de um tempo verbal, de acordo com o contexto – pretérito imperfeito do indicativo – Present Perfect
    41. 41. Problemas na tradução 14. expressões idiomáticas e convencionais  expressões convencionais – significado transparente  expressões idiomáticas – significado codificado, diferente do significado de suas partes integrantes
    42. 42. Sobre tradução, em português 1. BRITTO, Paulo Henriques. A tradução literária. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 2012. 2. RÓNAI, Paulo. A tradução vivida. 2ª edição ampliada. Rio de Janeiro: Nova Fronteira, 1981. 3. THEODOR, Erwin. Tradução: ofício e arte. São Paulo: Cultrix/Edusp, 1976. 4. ARROJO, Rosemary. Oficina de tradução: a teoria na prática. 4ª edição, São Paulo: Ática, Série Princípios, 1999. 5. BRITTO, Paulo Henriques. “Tradução e criação” Cadernos de tradução. UFSC, n. IV, 1999. p.239-62. disponível em www.periodicos.ufsc.br/index.php/traducao/article/view/5534/4992
    43. 43. Sobre tradução, em inglês 1. LANDERS, Clifford E. Literary translation: a practical guide. Clevedon (UK): Multilingual Matters, 2001. 2. STEINER, George. After Babel: aspects of language and translation. London: Oxford University Press, 1975.
    44. 44. Dicionários 1. Dicionário eletrônico Houaiss da Língua Portuguesa. Rio de Janeiro: Objetiva, 2011. 2. Webster’s Third New International Dictionary of the English Language. Chicago: Merriam/ Encyclopædia Britannica, 1976. 3. AZEVEDO, Francisco Ferreira dos Santos. Dicionário analógico da língua portuguesa (ideias afins). DF: Editora de Brasília, 1974. 4. MCARTHUR, Tom. Lexicon of Contemporary English. Harlow (UK): Longman, 1981. 5. Dicionário eletrônico Webster Inglês-Português/Português- Inglês
    45. 45. Dicionários 6. SERPA, Oswaldo. Dicionário escolar inglês- português/português-inglês. 4ª edição, Brasília: MEC, 1964. 7. http://dictionary.reference.com/ 8. http://www.urbandictionary.com/ 9. LUFT, Celso Pedro. Dicionário prático de regência nominal. 4ª edição, São Paulo: Ática, 2006. 10. LUFT, Celso Pedro. Dicionário prático de regência nominal. 8ª edição, São Paulo: Ática, 2006
    46. 46. Sobre escrita e linguagem 1. GARCIA, Othon M. Comunicação em prosa moderna. 27ª edição atualizada, Rio de Janeiro: FGV, 2010. 2. VANOYE, Francis. Usos da linguagem: problemas e técnicas na produção oral e escrita. (tradução e adaptação de Clarisse Madureira, Sabóia). 4ª edição, São Paulo: Martins Fontes, 1983.
    47. 47. Sobre literatura 1. LODGE, David. A arte da ficção. (Trad. Guilherme da Silva Braga) Porto Alegre: L&PM Pocket, 2010. 2. MESQUITA, Samira Nahid de. O enredo. São Paulo: Editora Ática, Série Princípios, 1986. 3. LEITE, Ligia Chiappini Moraes. O foco narrativo. São Paulo: Editora Ática, Série Princípios, 1985. 4. BRAIT, Beth. A personagem. 2ª edição, São Paulo: Editora Ática, Série Princípios, 1985.
    48. 48. Sobre literatura 1. CADEMARTORI, Lígia. Períodos literários. 9ª edição, São Paulo: Editora Ática, Série Princípios, 2002. 2. SANT’ANNA, Afonso Romano. Paródia, paráfrase & cia. 7ª edição, São Paulo: Editora Ática, Série Princípios, 2003. 3. CEVASCO, Ma Elisa & SIQUEIRA, Valter Lellis. Rumos da literatura inglesa. 5ª edição, São Paulo: Editora Ática, Série Princípios, 1999.
    49. 49. Usos da língua, português 1. BACCEGA, Maria Aparecida. Concordância verbal. 3ª edição, São Paulo: Editora Ática, Série Princípios, 2002. 2. HAUY, Amini Boainain. Vozes verbais: sitematização e exemplário. São Paulo: Editora Ática, Série Princípios, 1992. 3. BOMFIM, Eneida. Advérbios. São Paulo: Editora Ática, Série Princípios, 1988. 4. CARVALHO, Nelly. Empréstimos linguísticos. São Paulo: Editora Ática, Série Princípios, 1989
    50. 50. Usos da língua, inglês 1. TAGNIN, Stella Ortweiler. Expressões idiomáticas e convencionais. São Paulo: Editora Ática, Série Princípios, 1989. 2. SIQUEIRA, Valter Lellis. O verbo inglês: teoria e prática. São Paulo: Editora Ática, Série Princípios, 1987. 3. SANTOS, Agenor Soares dos. Guia prático de tradução inglesa: comparação semântica e estilística entre cognatos de sentido diferente em inglês e português. São Paulo: Cultrix/Edusp, 1981. 4. Phrasal verbs: http://www.englishclub.com/vocabulary/phrasal-verbs- list.htm
    1. A particular slide catching your eye?

      Clipping is a handy way to collect important slides you want to go back to later.

    ×