Your SlideShare is downloading. ×
Apresentação artigos científicos para estagiários de psicologia (simplificado)
Apresentação artigos científicos para estagiários de psicologia (simplificado)
Apresentação artigos científicos para estagiários de psicologia (simplificado)
Apresentação artigos científicos para estagiários de psicologia (simplificado)
Apresentação artigos científicos para estagiários de psicologia (simplificado)
Apresentação artigos científicos para estagiários de psicologia (simplificado)
Apresentação artigos científicos para estagiários de psicologia (simplificado)
Apresentação artigos científicos para estagiários de psicologia (simplificado)
Apresentação artigos científicos para estagiários de psicologia (simplificado)
Apresentação artigos científicos para estagiários de psicologia (simplificado)
Apresentação artigos científicos para estagiários de psicologia (simplificado)
Apresentação artigos científicos para estagiários de psicologia (simplificado)
Apresentação artigos científicos para estagiários de psicologia (simplificado)
Apresentação artigos científicos para estagiários de psicologia (simplificado)
Apresentação artigos científicos para estagiários de psicologia (simplificado)
Apresentação artigos científicos para estagiários de psicologia (simplificado)
Apresentação artigos científicos para estagiários de psicologia (simplificado)
Apresentação artigos científicos para estagiários de psicologia (simplificado)
Apresentação artigos científicos para estagiários de psicologia (simplificado)
Apresentação artigos científicos para estagiários de psicologia (simplificado)
Apresentação artigos científicos para estagiários de psicologia (simplificado)
Apresentação artigos científicos para estagiários de psicologia (simplificado)
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

Thanks for flagging this SlideShare!

Oops! An error has occurred.

×
Saving this for later? Get the SlideShare app to save on your phone or tablet. Read anywhere, anytime – even offline.
Text the download link to your phone
Standard text messaging rates apply

Apresentação artigos científicos para estagiários de psicologia (simplificado)

2,940

Published on

0 Comments
2 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

No Downloads
Views
Total Views
2,940
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
0
Actions
Shares
0
Downloads
175
Comments
0
Likes
2
Embeds 0
No embeds

Report content
Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
No notes for slide

Transcript

  • 1. Orientação para a elaboração de artigos científicos Bruno Sampaio Garrido Assist. Suporte Acadêmico (DPSI/FC) bgarrido@fc.unesp.br
  • 2. Artigo científico: definição e características Tipos de artigo científicos (NBR 6022 – ABNT) a) Artigo científico: Parte de uma publicação com autoria declarada, que apresenta e discute ideias, métodos, técnicas, processos e resultados nas diversas áreas do conhecimento. b) Artigo original: Parte de uma publicação que apresenta temas ou abordagens originais. c) Artigo de revisão: Parte de uma publicação que resume, analisa e discute informações já publicadas.
  • 3. Artigo científico: definição e características Principais objetivos: a) Divulgação pública de novos conhecimentos, técnicas e posicionamentos críticos perante os temas tratados; b) Registro sucinto e objetivo dos resultados de uma pesquisa, muitas vezes extensa ou complexa; c) Registro autoral desses conhecimentos, técnicas e posicionamentos divulgados; d) Aprofundamento do conhecimento gerado na área; e) Projetar os autores e a instituição no meio acadêmico, colaborando assim para o seu renome – nacional e/ou internacional; f) Cumprir exigências institucionais.
  • 4. Periódicos científicos  Principal meio de veiculação dos artigos científicos, seja em formato impresso ou on-line.  Classificados segundo uma ou mais áreas de conhecimento.  Órgão avaliador dos periódicos no Brasil: Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES), responsável também pela avaliação dos cursos de mestrado e doutorado.  Qualis: Conjunto de procedimentos utilizados para estratificar a qualidade da produção intelectual dos programas de pós-graduação e auxiliar na divulgação dessa produção.  Estratos de classificação: A1, o mais elevado; A2; B1; B2; B3; B4; B5; C, o mais baixo.
  • 5. Periódicos científicos  Indexação: é quando o periódico é cadastrado em uma base de dados especializada, tornando disponíveis ao público os dados da publicação, resumos dos artigos ou mesmo textos integrais.  A indexação de um periódico em determinadas bases de dados somente ocorre quando este é considerado de boa qualidade (em geral, entre A1 e B2).  O número de vezes em que os autores, artigos ou periódicos são citados nessas bases de dados é elemento constituinte do fator de impacto, que mede a relevância o trabalho de um pesquisador e a projeção da instituição responsável, assim como do periódico em que o artigo foi publicado.  Indexadores mais conhecidos: Web of Science, Scopus, Bireme, Lilacs, Scielo, Pepsic, etc.
  • 6. Características do artigo científico  Clareza: Já no resumo, o leitor deve ter noção clara do conteúdo do artigo, que deve primar pela objetividade.  Concisão: O tema abordado deve ser descrito, explicado e argumentado com poucas palavras, frases curtas e parágrafos breves.  Correção: O texto deve estar de acordo com as normas gramaticais e ortográficas, assim como com as Normas da Redação Científica.  Coesão e coerência: Tanto os parágrafos como as partes devem apresentar um encadeamento lógico e hierárquico de ideias, guardando inclusive uma simetria na sua estrutura e dimensão, assim como não apresentar contradições e/ou inconsistências.  Precisão: As informações apresentadas no texto devem ser verdadeiras e os conceitos universalmente aceitos.
  • 7. Características do artigo científico  Criatividade/Originalidade: O conteúdo abordado necessita ser tratado de forma original, sem o uso de frases feitas, jargões (salvo quando estritamente necessários pela especificidade dos termos) e lugares comuns. Deve-se evitar modismos linguísticos e o emprego de palavras rebuscadas.  Extensão: Cumprir rigorosamente o limite de páginas permitido pela publicação.  Especificidade: A redação deve especificar claramente os objetivos e a contribuição científica pretendida.  Correção Política: O texto deve observar o uso de termos politicamente corretos, evitando-se o emprego de conotações racistas, etnocentristas e de cunho sexista.  Fidelidade: A pesquisa deve ser redigida seguindo os parâmetros éticos, com absoluto respeito ao objetivo pesquisado, às fontes estudadas e aos leitores.
  • 8. Estrutura do artigo científico Resumo  Deverá conter a apresentação concisa do artigo destacando as informações de maior importância: justificativa da escolha do tema, objetivo(s), procedimentos metodológicos e conclusão ressaltando a contribuição científica deixada.  O resumo permite avaliar o interesse do artigo, prescindindo da sua leitura na íntegra.  Deve conter no máximo 500 palavras – em geral, os periódicos adotam limites mais exíguos (entre 100 e 250 palavras – em parágrafo único.
  • 9. Estrutura do artigo científico Palavras-chave  Contém, no mínimo, três (3) e, no máximo, cinco (5) palavras que identifiquem o conteúdo do artigo e que estejam, preferencialmente, no título do artigo.  Há periódicos que exigem a consulta a descritores especializados para a escolha das palavras-chave.  Exemplo: Descritores em Ciências da Saúde (http://decs.bvs.br)
  • 10. Estrutura do artigo científico Introdução  Apresenta o tema definindo claramente o assunto.  Justifica motivos que levaram à seleção do tema.  Estabelece o objetivo da pesquisa (utilizar verbos no infinitivo).  Levanta questionamentos e/ou hipóteses a serem respondidas no percurso da pesquisa.  Descreve o método e os processos metodológicos (caso não o faça em uma seção específica).  Relata quais são as contribuições científicas esperadas no término da pesquisa.
  • 11. Estrutura do artigo científico Revisão de Literatura  Consiste na apresentação de citações literárias ou teorias de autores consideradas relevantes para o trabalho e que forneçam subsídios para a discussão, além de situar historicamente a evolução do tema, descrevendo assim o “estado da arte”.  Recomenda-se especialmente que o autor saiba inter-relacionar os conceitos, ideias ou teorias apresentadas, de modo a construir um posicionamento crítico e próprio sobre a questão em debate, em vez de simplesmente “remendar” as citações como se fosse uma “colcha de retalhos”.  IMPORTANTE: citar a fonte das obras consultadas, especialmente em transcrições.
  • 12. Estrutura do artigo científico Metodologia  Aqui o autor descreve o objeto de seu trabalho (pacientes, animais, produtos químicos, plantas, etc.), o método, as técnicas e procedimentos a serem utilizados na consecução da pesquisa.  Deve conter informações suficientes para que outros investigadores possam avaliar as observações e repetir o método empregado.  OBS: O número do Protocolo do Comitê de Ética (quando se tratar de pesquisa com animais ou seres humanos) deve ser incluído na Metodologia e a documentação guardada por 5 anos.
  • 13. Estrutura do artigo científico Resultados e Discussão  Resultados: Referem-se a apresentação em ordem lógica dos resultados obtidos, sem a interpretação pessoal do autor.  Devem ser apresentados de forma objetiva, precisa e lógica por meio de tabelas, gráficos, figuras, etc, sem necessidade de descrevê-las.  Discussão: É a comparação entre os resultados obtidos pelo autor e os encontrados na literatura.  Os resultados da pesquisa devem ser analisados e confrontados com os já apresentados na literatura, avaliando e criticando a exatidão dos dados obtidos e a concordância ou não com os outros autores.  A metodologia aplicada e as implicações práticas da pesquisa devem ser discutidas, podendo apresentar propostas que contribuam para as soluções dos problemas detectados.
  • 14. Estrutura do artigo científico Conclusão • Deve ser fundamentada nos Resultados, atendendo aos objetivos propostos e respondendo às hipóteses levantadas na Introdução, sempre com clareza e objetividade. • Deve sintetizar toda a reflexão temática da pesquisa. • Formaliza-se o resultado obtido (se positivo ou negativo) explicitando-se, claramente, a contribuição científica que está sendo deixada para os futuros pesquisadores, profissionais ou docentes da área.
  • 15. Estrutura do artigo científico Referências  Todos os autores citados no texto farão, obrigatoriamente, parte das referências.  Devem ser elaboradas conforme a normatização adotada pelo periódico. Principais normatizações:  Associação Brasileira de Normas Técnicas – ABNT: é o conjunto de normas adotado como padrão na maioria das publicações no Brasil.  American Psychology Association – APA: utilizada na maioria dos periódicos de Psicologia, nacionais e internacionais.  Vancouver: editado pelo Comitê Internacional de Editores de Revistas Médicas – ICMJE e adotado na maioria dos periódicos da área da saúde (Medicina, Odontologia, etc.).
  • 16. Submissão de artigos • Cada periódico possui regras próprias de submissão. • Verificar atentamente a essas regras e cumpri-las rigorosamente, sob o risco de o artigo ser sumariamente recusado. • Artigo é avaliado por pareceristas anônimos, que irão fazer considerações sobre o trabalho e indicar sua aprovação ou não para publicação. • Parecerista: leitor especializado, vinculado à área de conhecimento em que o periódico se insere (peer review).
  • 17. Submissão de artigos • Itens a serem avaliados: aspectos formais e de conteúdo. • Aspectos a destacar: Originalidade/relevância do tema proposto para a área; clareza na definição dos objetivos; adequação da metodologia ao estudo; execução correta da metodologia; qualidade e abrangência dos referenciais teóricos; parcimônia na redação do texto e apresentação dos dados; redação correta e bem estruturada; adequação ao escopo da publicação. • Editor: mediador entre o autor e os pareceristas – que permanecem anônimos entre si (blind review).
  • 18. Dicas e sugestões  Defina seu público-alvo e seus objetivos com a produção do artigo;  Pense em seus leitores quando produz o seu texto;  Apresente na introdução os objetivos de sua pesquisa, a escolha metodológica adequada e as principais ideias abordadas no corpo do texto;  Divida o corpo do texto em partes: introdução, desenvolvimento (com seções e subseções) e conclusão;  Verifique se todos os elementos constitutivos de seu artigo estão em seu texto;  Escolha um título que exprima o conteúdo de seu artigo;  Não se esquecer de citar a fonte de toda obra utilizada no trabalho;
  • 19. Dicas e sugestões  Faça uma busca na internet utilizando as palavras-chave escolhidas e verifique o tipo de pesquisa que você encontraria com as palavras escolhidas. Se for o caso, substitua-as.  Quando o texto estiver pronto, confira a redação do texto, especialmente a ortografia e a gramática;  Pesquise e leia com atenção as instruções para publicação do veículo ao qual você pretende submeter o seu texto;  Verifique se há exigências de número mínimo e máximo de páginas na revista escolhida para publicação. Escreva de forma concisa;  Releia todo o artigo e, se possível, peça para outra pessoa fazê-lo por você – assim é mais fácil encontrar erros.
  • 20. Dicas e sugestões Links úteis: 1) Biblioteca Virtual em Saúde Psicologia: http://www.bvs-psi.org.br/php/index.php 2) Scielo Brasil: http://www.scielo.br 3) Scielo (outros países): http://www.scielo.org 4) Pepsic: http://pepsic.bvsalud.org/scielo.php 5) ISI Web of Knowledge: www.isiknowledge.com 6) Scopus: http://www.scopus.com 7) Manuais de normalização (ABNT, APA e outros): http://www.ip.usp.br/portal/index.php? option=com_content&view=category&id=122&Itemid=141
  • 21. Referências ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE NORMAS TÉCNICAS. NBR 6022: Informação e documentação - artigo em publicação periódica científica impressa – Apresentação. Rio de Janeiro: ABNT, 2003. JORDÃO, C. M.; MARTINEZ, J. Z. Fundamentos do texto em língua inglesa II. Curitiba: IESDE, 2009. MEDEIROS, J. B. Redação científica. 11. Ed. São Paulo: Atlas, 2009. ROSA, M. V. F. P. C. Normas para elaboração de artigos. Franca: Unifran, 2009. Disponível em: <www.unifran.br/blog/metodopesquisa/upload/artigo06052009.pps>. Acesso em: 13 fev. 2011. (Apresentação em Powerpoint) VOLPATO, G. Publicação científica. 3. ed. São Paulo: Cultura Acadêmica, 2008.
  • 22. OBRIGADO!

×