Marco elias ressignificação do ensino médio refeito

2,342 views
2,175 views

Published on

Apresentação Marcos Elias Moreira, coordenador do ensino médio em goiás, durante a 2ª etapa do Encontro de Diretrizes Curriculares. Agosto 2010. Coordenação do Ensino Médio, Secretaria da Educação do Estado de Goiás.

Published in: Education
0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total views
2,342
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
108
Actions
Shares
0
Downloads
29
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Marco elias ressignificação do ensino médio refeito

  1. 1. Ressignificação do Ensino Médio: Juventudes, Diversidade e Escola. <br />Marcos Elias Moreira<br />Coordenador do Ensino Médio - Secretaria da Educação de Goiás<br />
  2. 2. Alice: _Poderia me dizer o caminho que devo pegar para ir embora daqui?<br />Gato: _ Depende para onde você quer ir.<br />Alice: _ Não me importa muito para onde.<br />Gato: _ Então não importa que caminho tome.<br />
  3. 3. Conceitos de juventude:<br />Passagem (concepção marcada pelo viés biológico)<br />Geração (recorte etário e as condições socio-educacionais que estão submetidos)<br />Categoria social (Representação socioculturais e uma situação social).<br /> Relações sociais (as diferenças no interior da juventude [classe, cultura, etc]) <br />
  4. 4. Conceitos de juventude:<br />1    período da vida do ser humano compreendido entre a infância e o desenvolvimento pleno de seu organismo 2    a gente jovem Ex.: a intransigência da j. 3    a população jovem de algum lugar; mocidade Ex.: a j. brasileira 4    período durante o qual um animal ou uma planta ainda não alcançou completo desenvolvimento 5    caráter do que é jovem, do que revela frescor, brilho, verdor Ex.: envelheceu conservando a j. de espírito 6    caráter, qualidade daquilo que tem existência recente Ex.: <a j. do mundo> <o cristianismo em sua j.> 7    Rubrica: geomorfologia.      estágio em que uma área recentemente elevada passa por intensa erosão fluvial <br />
  5. 5. Conceitos de juventude:<br />Etimologia<br />lat. juvéntus,útis 'época ou condição de estar na mocidade, de ser jovem'; ver juven-; f.hist. 1594 juventud<br />
  6. 6. Paradigmas para o atuar com a juventude:<br />Juventude como período preparatório<br />Juventude como etapa problemática<br />Juventude como ator estratégico do desenvolvimento – potencial<br />Juventude cidadã – como sujeito de direitos que caminha para a autonomia.<br />
  7. 7. Conceito de Escola:<br />1    estabelecimento público ou privado onde se ministra ensino coletivo 2    conjunto de professores, alunos e funcionários de uma escola 3    prédio em que a escola está estabelecida 4    sistema, doutrina ou tendência estilística ou de pensamento de pessoa ou grupo de pessoas que se notabilizou em algum ramo do saber ou da arte Ex.: e. de Wagner, e. de Freud 5    conjunto de pessoas que segue um sistema de pensamento, uma doutrina, um princípio estético etc. Ex.: e. platônica 6    determinado conjunto de princípios seguido por artistas Ex.: e. clássica, e. flamenga 7    conjunto de conhecimentos; saber Ex.: o pobre rapaz pouco sabia, não tinha e. 8    aquilo que é adequado para transmitir conhecimento, experiência, instrução Ex.: o jornalismo pode ser boa e. para futuros escritores 9    experiência vivida; vivência Ex.: sua maneira de agir revela que teve boa e. 10    conjunto de seguidores, imitadores ou apreciadores Ex.: seu espírito de aventura criou e. entre parentes e amigos 11    Regionalismo: Rio de Janeiro. Uso: informal.      casa ou antro de jogo <br />
  8. 8. Conceito de Escola:<br />Etimologia<br />lat. schòla,ae 'lugar nos banhos onde cada um espera a sua vez; ocupação literária, assunto, matéria; escola, colégio, aula; divertimento, recreio', do gr. skholê,ês 'descanso, repouso, lazer, tempo livre; estudo; ocupação de um homem com ócio, livre do trabalho servil, que exerce profissão liberal, ou seja, ocupação voluntária de quem, por ser livre, não é obrigado a; escola, lugar de estudo'; para comentários do ponto de vista semântico, ver escol-<br />
  9. 9. A Escola na Sociedade Contemporânea:<br />Relação com o Mundo do Trabalho X Relação com o Ócio.<br />Formação Holística X Formação Acadêmica.<br />Acesso Universal X Acesso para a Elite.<br />Conhecimento em Construção X Saber Revelado.<br />
  10. 10. Conceito de Diversidade<br />1    qualidade daquilo que é diverso, diferente, variado; variedade 2    conjunto variado; multiplicidade 3    desacordo, contradição, oposição 4    Rubrica: ecologia.      índice que leva em conta a abundância e a equitabilidade de uma comunidade 5    Rubrica: ecologia.      m.q.biodiversidade<br />
  11. 11. Conceito de Diversidade<br />Etimologia<br />lat. diversìtas,átis'diversidade, variedade, diferença'; ver ver(t/s)-; f.hist. sXIVdiuersidade, sXVdiversidade, sXVdeversydade<br />
  12. 12. Juventude plural e diversa:<br />
  13. 13. Ensino Médio – Conceito:<br />Transição entre o Ensino Fundamental (horizontalizado) e a Educação Superior (verticalizada).<br />Freqüentado pela juventude.<br />Conflito entre uma tendência profissionalizante e outra propedêutica.<br />
  14. 14. Conceito de Ensino Médio na LDB:<br />Art. 35. O ensino médio, etapa final da educação básica, com duração mínima de três anos, terá como finalidades:<br />        I - a consolidação e o aprofundamento dos conhecimentos adquiridos no ensino fundamental, possibilitando o prosseguimento de estudos;<br />        II - a preparação básica para o trabalho e a cidadania do educando, para continuar aprendendo, de modo a ser capaz de se adaptar com flexibilidade a novas condições de ocupação ou aperfeiçoamento posteriores;<br />        III - o aprimoramento do educando como pessoa humana, incluindo a formação ética e o desenvolvimento da autonomia intelectual e do pensamento crítico;<br />        IV - a compreensão dos fundamentos científico-tecnológicos dos processos produtivos, relacionando a teoria com a prática, no ensino de cada disciplina.<br />
  15. 15. O Currículo do Ensino Médio na LDB:<br />Art. 36. O currículo do ensino médio observará o disposto na Seção I deste Capítulo e as seguintes diretrizes:<br />I - destacará a educação tecnológica básica, a compreensão do significado da ciência, das letras e das artes; o processo histórico de transformação da sociedade e da cultura; a língua portuguesa como instrumento de comunicação, acesso ao conhecimento e exercício da cidadania;<br />II - adotará metodologias de ensino e de avaliação que estimulem a iniciativa dos estudantes;<br />§ 1º Os conteúdos, as metodologias e as formas de avaliação serão organizados de tal forma que ao final do ensino médio o educando demonstre:<br />I - domínio dos princípios científicos e tecnológicos que presidem a produção moderna;<br />II - conhecimento das formas contemporâneas de linguagem;<br />
  16. 16. Constituição do Estado:<br />162 - Serão fixados pelo Conselho Estadual de Educação conteúdos mínimos para o ensino de 1º e 2º graus, para assegurar formação básica comum e respeito aos valores culturais e artísticos, nacionais e regionais, observada a legislação federal. <br />
  17. 17. Brasil: Escolarização da população de 15 a 17 anos - 2006<br />
  18. 18. A cidadela – espaço do atual, do que passa na mídia, do contemporâneo, inclui o senso comum.<br />
  19. 19. Escola - ser mosteiro e cidadela ao mesmo tempo<br />Mosteiro – espaço do duradouro, do que vale a pena ensinar porque se mantém apesar da passagem do tempo. Aquilo que ficou, que é base para outros ensinamentos.<br />
  20. 20. O que fazer?Escola-mesa: o contrário da escola-loja onde se consome conhecimento<br />Escola-mesa sobre a qual se coloca o que se sabe para ligar, completar, relativizar, criticar e confrontar...Lugar de troca.<br />
  21. 21. Ressignificação do Ensino Médio:<br />O Programa Goiano para Melhorar o Ensino Médio<br />
  22. 22. A Ressignificação:<br />O Projeto Político Pedagógico;<br />Semestralidade;<br />Conteúdos/Disciplinas Opcionais (para as escolas e para os alunos);<br />Conteúdos Básicos Obrigatórios por Disciplinas;<br />Sugestões de Aulas e Material Pedagógico.<br />
  23. 23. Um Diálogo Necessário:<br />Ensino Médio e Juventudes<br />Ensino Médio e Educação Ambiental<br />Ensino Médio e Ciência<br />Ensino Médio e Esportes<br />Ensino Médio e Cultura<br />Ensino Médio e Trabalho<br />Ensino Médio e Mídias<br />Ensino Médio e Conteúdos Obrigatórios<br />
  24. 24. Temos o direito de sermos iguais sempre que a diferença nos inferiorize; e temos o direito de sermos diferentes sempre que a igualdade nos descaracterize.”Boaventura Souza Santos, 2005<br />
  25. 25. Marcos Elias Moreiramarcos.moreira@seduc.go.gov.breliasmor@uol.com.br062-3201-3225<br />

×