06 terminal linux
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×
 

Like this? Share it with your network

Share

06 terminal linux

on

  • 1,421 views

ok

ok

Statistics

Views

Total Views
1,421
Views on SlideShare
1,421
Embed Views
0

Actions

Likes
0
Downloads
45
Comments
0

0 Embeds 0

No embeds

Accessibility

Upload Details

Uploaded via as Microsoft PowerPoint

Usage Rights

© All Rights Reserved

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Processing…
Post Comment
Edit your comment

06 terminal linux Presentation Transcript

  • 1. USANDO O TERMINAL LINUX
  • 2.
    • No início, todos os sistemas operacionais usavam apenas interfaces de modo texto. Antes do Windows, existiu o DOS e, antes do KDE, Gnome e todas as outras interfaces que temos atualmente, o Linux tinha também apenas uma interface de modo texto.
    Konsole Terminal
  • 3. Konsole Terminal - Tela
  • 4.
    • Formato geral de um comando:
    • comando [opções][argumentos]
    • Comando – Comando ou programa a ser executado.
    • Opções - Modicadores do comando(opcional).
    • Argumentos -Dene o objeto a ser afetado pelo comando(opcional).
    Comandos
  • 5.
    • Os diretórios de um sistema de arquivos têm uma estrutura pré-definida, com poucas variações. Segue as principais:
    Principais diretórios
  • 6. O diretório HOME
  • 7.
    • O Linux possui um sistema de controle de acesso ao sistema de arquivos seguindo paradigma de Listas de Controle de Acesso (ACL- Access Control Lists). A cada arquivo ou diretório são associados:
    • Um usuário proprietário. Normalmente é quem criou o arquivo.
    • Um grupo proprietário. Normalmente é o grupo primário de quem criou o arquivo.
    • Permissões de acesso definidas para outros usuários(terceiros).
    Permissões de Arquivos
  • 8.
    • Leitura: permitindo acesso ao conteúdo do arquivo. Se for diretório permitindo listar.
    • Escrita: permitindo modificar o conteúdo do arquivo. Se for diretório permitindo criar ou apagar os arquivos presentes.
    • Execução: permitindo executar o arquivo (caso seja um executável ou script). Se for diretório permitindo entrar.
    As permissões definidas são:
  • 9. Consultando permissões
  • 10.
    • Primeira Coluna indica:
    • d = diretório
    • l = link ou atalho
    • - = arquivo
    Analisando as colunas de permissões
  • 11.
    • Representa os direitos de acesso do usuário:
    Primeiro grupo de 3 caracteres:
  • 12.
    • Representa os direitos de acesso do grupo:
    Segundo grupo de 3 caracteres:
  • 13.
    • Representa os direitos de acesso de terceiros:
    Terceiro grupo de 3 caracteres:
  • 14.
    • r: permissão de leitura (read). VALOR 4
    • w: permissão de escrita (write). VALOR 2
    • x: permissão de execução (eXecute). VALOR 1
    • -: indica que o respectivo direito está negado.
    Os caracteres representam:
  • 15.
    • A soma dos valores é 6 / 4 / 0.
    • A entrada corresponde a um arquivo normal (o primeiro caracter é “-")
    • O proprietário do arquivo descricao.html é o usuário laureano.
    • O proprietário possui direito de leitura e escrita sobre o arquivo, mas não de execução.
    • O arquivo também está ligado ao grupo users.
    • O grupo possui apenas direito de leitura sobre o arquivo.
    • Outros usuários (terceiros) não possuem nenhum direito de acesso ao arquivo.
    Vejamos um exemplo:
  • 16.
    • Quem é o dono do arquivo ?
    • Qual é o grupo?
    • Qual é a soma dos valores das permissões dos usuários que não é o dono e nem faz parte do grupo?
    • Quais são as permissões do usuário proprietário do arquivo?
    Atividade:
  • 17.
    • chmod 750 teste
    Comando chmod