Modelos de e business final

3,309 views
3,153 views

Published on

Trabalho apresentado no dia 22.10.2011 - Aula: Sistemas de Informação

0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total views
3,309
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
0
Actions
Shares
0
Downloads
54
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Modelos de e business final

  1. 1. MODELOS DE NEGÓCIOS DIGITAIS André de Lira – 12.107.125-2 Rogério Coelho – 12.206.219-3 Rosaria Moura – 12.105.205-4 Leandro Medea – 12.203.377-2
  2. 2. Economia Digital
  3. 3. Economia DigitalMundo das Redes• A nova estrutura da economia• Inicio nos anos 70• Financeiro• Transporte aéreo• Energia• ICT (Evolução da Economia)• 1985 – Rede aberta a Comunidade on-line• 1995 – Aumento dos serviços on-line
  4. 4. Internet & Economia Digital
  5. 5. Internet & Economia Digital
  6. 6. Internet & Economia Digital
  7. 7. Internet & Economia Digital
  8. 8. Internet & Economia Digital
  9. 9. Internet & Economia DigitalCoordenação do Mundo das Redes• Troca d Informações• Aumento da Capacidade de Inovação• Influência na Economia• Integrar Produtor e Matéria-Prima• Alto nível de informações em pouco tempo de espaço• Qualidade x Custo
  10. 10. Internet & Economia Digital“Invenção” da Internet• ISO (International Organization Standardization), ITU (InternationalTelecomunication Union), IEC (International EletronichicalCommission)• Demora na criação de normas• Ideologia – idéias• Limitado aos EUA
  11. 11. Internet & Economia DigitalNova Visão da Internet• Plasticidade: Inclusão de novos participantes a rede, com o aumentodo conteúdo, assim maior comparação com as redes;• Transversatilidade: integração do usuario;• Seletividade: troca de informações, buscando parcerias adequadas
  12. 12. Internet & Economia DigitalO “Modelo” da Economia Digital• Desmaterialização: Maior fluxo de informações e menosmaterialização, gerando mais confiabilidade e segurança do Produto.•Tamanho da Informação: Quanto maior o numero de informaçõesoferecidas, maior sera o valor agregado sendo um diferencial dosoutros produtos/concorrentes.
  13. 13. Internet & Economia Digital “Hoje, o SaveMe traz diariamente 115 ofertas de 39 sites de 25 cidades, para cerca de 60.000 usuários que freqüentam o site diariamente. Com a venda para o BuscaPé, o objetivo é atingir a marca de 240.000 usuários/dia até o final do ano” BuscaPé possuirá 75%
  14. 14. Internet & Economia DigitalEstratégia de Internet VS Media TradicionalVantagens • Menor custo • Maior Marketshare • Mais competição • Maior Crescimento no mercado • Mais ComodidadeDesvantagens • Confiabilidade • Segurança
  15. 15. Internet & Economia DigitalConcorrência no mercado• Uma determinada informação pode gerar competição para com o conteúdo;• Quanto maior a informação agregada, maior a fidelidade junto ao cliente;• Uma nova informação pode desalojar (quebrar) umaempresa, fazendo com que seus incentivos reduzam para com osconcorrentes
  16. 16. Internet & Economia DigitalAgregação da EconomiaNovos conteúdos• Mais lucro;• Maior mercado de proteção;• Entrada em novos mercados;• Mais escopo de serviço/produtos/vendas;• Confiança no produto, faz ganhar novos consumidores.Ex: página de internet (uol, terra, globo), primeiro o consumidor descobre aqualidade para depois comprar o produto ou serviço.
  17. 17. Produtividade e Internet Os 7 pilares da produtividade “Sete práticas caracterizam empresas altamente produtivas e ajudam a transformá-las em "organizações digitais.”(ErikBrynjolfsson–2005) Só o computador já é sinônimo de produtividade? Só os computadores não tornam as pessoas mais produtivas. O hardware ajuda os indivíduos e as empresas a trabalharem de formas diferentes,[...] Costumamos dizer que para cada dólar gasto em tecnologia, são necessários de cinco a dez dólares para mudar a organização e fazer com que ela seja beneficiada pela computação. Estar preparado é a parte mais difícil.Fonte: http://portalexame.abril.com.br/tecnologia/computadores-elevam-produtividade-diz-professor-mit-411880.html“
  18. 18. Produtividade e Internet Os sete pilares: 1. Movimento do analógico para o digital; 2. Acesso as informações; 3. Capacitação dos funcionários; 4. Mérito por iniciativa; 5. Investimento em cultura corporativa; 6. Recrutamento das pessoas certas; 7. Investimento em capital humano.http://h6.com.br/blog/computadores-elevam-a-produtividade-diz-professor-do-mit/
  19. 19. e-Business Conceito Negócios manipulados por meios eletrônicos ** Negócios eletrônico sem geral Exemplos: - Comércio eletrônico; - Home banking; - Educação a distância; - Marketing eletrônico; - Suporte a clientes; - Serviços de entretenimento; - Contato fornecedor/consumidor.fonte: http://www.fromsoft.com.br/noticias/notecommerce.html
  20. 20. e-Business Vantagens • Rapidez na troca de informações; • Melhor visão da marca; • Mercado sem fronteiras • Agilidade na comunicação consumidor/fornecedor; • Comodidade Desvantagens • Inclusão digital; • Confiabilidade; • Conhecimento da plataforma; • Incompatibilidade de tecnologias.Fonte: http://www.fromsoft.com.br/noticias/notecommerce.html
  21. 21. e-Commerce Conceito: e-Commerce é o termo utilizado para o comércio on-line de produtos, serviços e informações, que inclui compra, venda e transferência. Abrange:  compra / venda  atendimento ao cliente  logística  infra-estrutura  marketing do produto / serviço. “O e-Commerce surgiu em 11 de agosto de 1994, quando um CD do Sting foi vendido pela NetMarket”http://www.scribd.com/doc/7631644/eCommerce-Conceitos-Evolucao-e-Tendencias
  22. 22. e-Commerce E-Commerce Inter-organizacional • Gerenciamento de Fornecedores • Gerenciamento de Estoque • Gerenciamento de distribuição • Gerenciamento de Canal • Gerenciamento de Pagamento E-Commerce Empresa/Cliente • Informação de Produtos • Vendas • Serviços • Pagamento • Pesquisa de Mercado E-Commerce Intra-organizacional • Comunicação com grupo de trabalho • Publicação Eletrônicas • Produtividade da Equipe de Vendaspresentação Internet B2B –Mateus Cozer
  23. 23. e-COMMERCE Tipos: B2B – Business to Business B2C – Business to Consumer B2B2C –Business To Business To Consumer C2B –Consumer To Business C2C –Consumer To Consumer B2E –Business To Employee m-Commercehttp://www.scribd.com/doc/7631644/eCommerce-Conceitos-Evolucao-e-Tendencia
  24. 24. e-COMMERCE B2B – Business to Business ZF Sachs GM São transações comerciais realizadas entre empresas. -Transação mais utilizada -Comercio atacado -Preço baseado pelo atacadohttp://www.scribd.com/doc/7631644/eCommerce-Conceitos-Evolucao-e-Tendencia
  25. 25. e-COMMERCE B2C – Business to Consumer Americanas.com Cliente São transações entre empresa e consumidor final. - O comercio que mais cresce; - Comercio por varejo; - Principal modalidade do e-Commercehttp://www.scribd.com/doc/7631644/eCommerce-Conceitos-Evolucao-e-Tendencia
  26. 26. e-COMMERCEB2C – Business to ConsumerExemplos:
  27. 27. e-COMMERCEFonte: Multivarejo na Próxima Economia –Marcos Gouvêa de Souza e Alberto Serrentino
  28. 28. e-COMMERCE C2C –Consumer To Consumer Transação entre consumidores. -Transações diretas -Ajuda intermediaria de empresas - Principal modalidade do e-Commercehttp://www.scribd.com/doc/7631644/eCommerce-Conceitos-Evolucao-e-Tendencias
  29. 29. e-COMMERCEB2B2C –Business To Business To ConsumerEmpresa Distribuição Cliente São transações comerciais coorporativas.C2B –Consumer To Business Empreendedor Fabrica Indivíduos usam a própria internet para vender produtos/serviços.
  30. 30. e-COMMERCEB2E –Business To Employee Transação entre empresa e colaboradores. Exemplos:- Portais que atendem funcionários;- Processo empresarial e controle gerencial.
  31. 31. e-COMMERCEm-Commerce – Mobile Commerce“Transação por meio de mobile phones”Dados:• No mundo, já são 5,4 bilhões de usuários de serviços de telefonia móvel•As vendas de smartphones cresceram 85% em comparação com as vendasdo mesmo período, no ano passado;App Market; Apple Store;
  32. 32. e-COMMERCEOutros modelos de e-Commerce• Compra coletiva-Compra coletiva na Internet é um sistema no qualanunciantes oferecem seus produtos com grandesdescontos de forma a atrair os consumidores• Produtos Virtuais-Hoje já uma realidade. Sua venda vem crescendo cada dia mais
  33. 33. e-COMMERCES-Commerce – Social CommerceBaseia-se em indicações de produtos e Marcas por meio de mídiassociais, comunidades promovendo produtos e vendas por influência depessoas de dentro das redes sociais.
  34. 34. e-COMMERCEAlgumas marcas que tem um f-store
  35. 35. e-COMMERCEDiferencial de sucesso na compra no e-Commerce Forma de pagamento Desempenho e Serviço Aparência e Impressão Propaganda e Incentivo Atenção Pessoal Valor do frete Segurança e Confiabilidade
  36. 36. e-COMMERCE Vendas do e-Commerce no Brasil ANO FATURAMENTO Variação 2011 R$ 20,00 bilhões 35%(previsão) 2010 R$ 14,80 bilhões 40% 2009 R$ 10,60 bilhões 33% 2008 R$ 8.20 bilhões 30% 2007 R$ 6.30 bilhões 43% 2006 R$ 4,40 bilhões 76% 2005 R$ 2.50 bilhões 43% 2004 R$ 1.75 bilhão 48% 2003 R$ 1.18 bilhão 39% 2002 R$ 0,85 bilhão 55% 2001 R$ 0,54 bilhão - Fonte eBit - www.e-commerce.org.br. Não considera vendas de automóveis, passagens aéreas e leilões on-line
  37. 37. e-COMMERCE Produtos Mais Vendidos no Varejo on-line do Brasil Produtos mais Vendidos % Livros, Revistas, Jornais 17% Saúde e Beleza 12% Informática 11% Eletrônicos 9% Eletrodomésticos 6%Fonte: Levantamento mensal realizado pela empresa e-Bit www.ebitempresa.com.br / Compilação: www.e-commerce.org.br
  38. 38. e-COMMERCEPesquisa sobre o consumidor on-line 2001 2002 2003 2004 2005 2006 2007 2008 2009 2010 2011* Consumidores 1.1 2.0 2.6 3.4 4.8 7.0 9.5 13.2 17,6 23,00 30,0 Crescimento .% - 81% 30% 31% 41% 46% 36% 39% 33% 30% 30%
  39. 39. e-COMMERCE
  40. 40. Internet x Varejo Frictionless Commerce? A Comparison of Internet and Conventional Retailers“Concluímos a dispersão price“We conclude the Internetdospreços na may arise Erik Brynjolfssondispersion Internet podem surgir Michael D. SmithInterneta partir de duas diferentes fontesfrom two different sources of retailerde heterogeneidade varejista:heterogeneity:diferenças na in customerheterogeneity conscientização docliente, e diferençasawareness, and heterogeneityem branding varejista ein retailer branding and trust. We alsoconfiança. Notamos também que,note that, farlongefrom being equalized, thesede ser equalizado, sellersdifferences among essasdiferenças entre on the Internetmay be amplifiedos vendedores aspodem ser amplificados na Internet,compared toem comparação comconventional channels.”canais convencionais.”Fonte: Management Science/Vol. 46, No. 4, April 2000
  41. 41. Internet x Varejo Pesquisa • Fevereiro/1998 a Maio/1999 (15 meses) • Livros e Cds • 8.500 observações de preço • 41 pontos de vendas • Níveis de Preços • Menu Costs • Dispersão de Preçoshttp://www.scribd.com/doc/7631644/eCommerce-Conceitos-Evolucao-e-Tendencias
  42. 42. Internet x Varejohttp://www.scribd.com/doc/7631644/eCommerce-Conceitos-Evolucao-e-Tendencias
  43. 43. Internet x Varejo Menu Costs/Price Changes •Levy (1997) –Grocery Stores MédiaUS$0,52/price changeImpacto–35,2% LucroLíquido •DinamismodaInternet “Varejistas online realizam pequenos ajustes, em maior quantidade, para assim acompanhar melhor as mudanças de mercado.”http://www.scribd.com/doc/7631644/eCommerce-Conceitos-Evolucao-e-Tendencias
  44. 44. Internet x Varejo Menu Costs/Price Changes Mudança Preçode Livroshttp://www.scribd.com/doc/7631644/eCommerce-Conceitos-Evolucao-e-Tendencias
  45. 45. Internet x Varejo Menu Costs/Price Changes Mudança Preço de CDshttp://www.scribd.com/doc/7631644/eCommerce-Conceitos-Evolucao-e-Tendencias
  46. 46. Internet x Varejo“Dispersão de Preços na Internet é maior que no Varejo Convencional” - Dispersão Média Razões: • Marca influencia na aplicação de preços “premium” • Riscos das compras na internethttp://www.scribd.com/doc/7631644/eCommerce-Conceitos-Evolucao-e-Tendencias
  47. 47. e-Procurement Conceito • Métodos eletrônicos utilizados em cada estagio do processo da compra. • Possibilidade de integração direta entre estoque/fornecedor.Fonte: http://www.guiadecompra.com/guia/e-procurement.php
  48. 48. e-ProcurementFonte: http://www.guiadecompra.com/guia/e-procurement.php
  49. 49. e-Procurement Vantagens • Redução de custos • Agilidade nas compras • Segurança • Ganhos financeiros • Maior foco no resultado • Automação nos processos • Comunicação direta cliente/fornecedor Restrições • Utilização da mesma plataforma • Custos de implementação.Fonte: http:/.guiadecompra.com/guia/e-procurement.php
  50. 50. e-Procurement Web-based ERP: Soluções de empresas tais como SAP, AG, ORACLE. Elaboradas para otimizar o planejamento de recursos de uma empresa. Em termos de processo de manufatura, elas podem gerar o agendamento de compras visando um ciclo ideal de produção. e-Sourcing ou Leilão Reverso: Trata-se do uso da Internet para a identificação de novos fornecedores. O maior benefício é a competição entre os fornecedores que dão lances acompanhados do detalhamento do serviço. e-Informing Utilizado simplesmente para troca de informações de compras entre vendedores e compradores. Com o objetivo de formar um banco de dados e histórico de compras.Fonte: http://www.e-commerce.org.br/artigos/e-procurement.php
  51. 51. e-Procurement Solução completa para a Gestão de compras. Sistema 100% web capaz de trazer agilidade e transparência ao processo de compras. Permite fazer cotação web com fornecedores e mantém todos os envolvidos informados sobre o status de seus pedidos.Fonte: http//www.guiadecompra.com/guia/e-procurement.php
  52. 52. e-Procurement Exemplo: SAPHIRA Definindo perfis de acessoFonte: http//www.guiadecompra.com/guia/e-procurement.php
  53. 53. e-Procurement Exemplo: SAPHIRA Incluindo informações de fornecedores e matérias.Fonte: http//www.guiadecompra.com/guia/e-procurement.php
  54. 54. e-Procurement Exemplo: SAPHIRA Realizando requisições aos fornecedores.Fonte: http//www.guiadecompra.com/guia/e-procurement.php
  55. 55. e-Procurement Exemplo: SAPHIRA Troca de informações durante a negociação;Fonte: http//www.guiadecompra.com/guia/e-procurement.php
  56. 56. e-Procurement Exemplo: SAPHIRA Avaliando e realizando negociações com os fornecedores.Fonte: http//www.guiadecompra.com/guia/e-procurement.php
  57. 57. e-Procurement Exemplo: SAPHIRA Acompanhando a requisiçãoFonte: http//www.guiadecompra.com/guia/e-procurement.php
  58. 58. e-Procurement Exemplo: SAPHIRA Realizando a assinatura digital.Fonte: http//www.guiadecompra.com/guia/e-procurement.php
  59. 59. e-Procurement e-Procurement: Nesta modalidade de compra, são disponibilizados através do sistema informações referentes à empresa, tais como estoque, histórico de compras, quantidades previstas entre outras informações relevantes e sigilosas para a empresa. Cotação eletrônica: Nesta modalidade os dados referentes ao processo de cotação, se limitam apenas às informações referentes a aquela cotação que está sendo realizada.http://www.guiadecompra.com/guia/e-procurement.php
  60. 60. e-MarketplaceÉ um espaço virtual com diversas funçõespossibilitando a integração entrefornecedores, compradores e parceiros comerciais.Modelos e exemplos:• B2B – http://www.me.com.br/MarketPlace.asp• B2C – http://www.submarino.com.br• C2C – http://www.mercadolivre.com.brFonte: http://www.guiadecompra.com/guia/e-procurement.php
  61. 61. e-MarketplaceHorizontais •Necessidades comuns •Maiorias das empresas •Independente do campo de atuaçãoVerticais •Campo de atuação determinado •Mercado definido •Necessidades de um grupoFonte: http://www.guiadecompra.com/guia/e-procurement.php
  62. 62. e-Marketplace
  63. 63. e-Marketplace
  64. 64. e-MarketplaceVantagens: •Redução de custos •Maior centralização •Redução de horas em pesquisas •Agilidade nas compras e negociações •Comunicação diretaRestrições: •Sites que ofereçam boa credibilidade •Custos de implantação.Fonte: http://www.guiadecompra.com/guia/e-procurement.php
  65. 65. Bibliografia-BRYNJOLFSSON, E.; SMITH, M. Frictionless Commerce? A Comparison of Internetand Conventional Retailers. Working Paper. 1999b-ORLIKOWSKI, W. The Truth is Not Out There: An Enacted View of the “DigitalEconomy”-Eric Brousseau et Nicolas Curien (ed.), “Internet and Digital Economics”, CambridgeUniversity Press, 2007. Pp. 1-57; 311-345-http://www.fromsoft.com.br/noticias/notecommerce.html-Apresentação Internet B2B –Mateus Cozer-http://www.scribd.com/doc/7631644/eCommerce-Conceitos-Evolucao-e-Tendencias-Revista EXAME, Edição 978 –Ano 44 –Nº19 –20/10/2010-http://www.guiadecompra.com/guia/e-procurement.php-http://www.e-commerce.org.br/artigos/e-procurement.php-http://stanford2009.wikispaces.com/2_Ecosystems

×