Your SlideShare is downloading. ×
0
PPB  - Aula 4 - Consciencia
PPB  - Aula 4 - Consciencia
PPB  - Aula 4 - Consciencia
PPB  - Aula 4 - Consciencia
PPB  - Aula 4 - Consciencia
PPB  - Aula 4 - Consciencia
PPB  - Aula 4 - Consciencia
PPB  - Aula 4 - Consciencia
PPB  - Aula 4 - Consciencia
PPB  - Aula 4 - Consciencia
PPB  - Aula 4 - Consciencia
PPB  - Aula 4 - Consciencia
PPB  - Aula 4 - Consciencia
PPB  - Aula 4 - Consciencia
PPB  - Aula 4 - Consciencia
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

Thanks for flagging this SlideShare!

Oops! An error has occurred.

×
Saving this for later? Get the SlideShare app to save on your phone or tablet. Read anywhere, anytime – even offline.
Text the download link to your phone
Standard text messaging rates apply

PPB - Aula 4 - Consciencia

4,348

Published on

3 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total Views
4,348
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
0
Actions
Shares
0
Downloads
141
Comments
3
Likes
0
Embeds 0
No embeds

Report content
Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
No notes for slide

Transcript

  • 1. Aula da ProfªLina Sue Matsumoto - 2010<br /> e-mail lina.sue@hotmail.com<br />site linasue.uuuq.com<br />1<br />Estados de Consciência<br />
  • 2. P.P.B.<br />Profª Lina Sue<br />P.P.B.<br />Profª Lina Sue<br />ESTADOS DE CONSCIÊNCIA<br />CONSCIÊNCIA<br />2<br />Ψ = “a descrição e a explicação dos estados de consciência” (Ladd,1887)<br />1ª metade deste século  Ψcentralizar sua pesquisa na observação imediata do comportamento (dificuldade de estudar cientificamente a consciência)  behaviorismo = comportamentalismo <br />Metade do século Ψ ciência do comportamento (deixando de ser definida como o estudo da consciência ou da “vida mental”) = Ψ quase perdeu a consciência.<br />Ψ “Não faz o carro andar, apenas reflete o que está acontecendo”(Seligman,1991) = analogia com o velocímetro do carro, diz a velocidade que o carro está, mas não explica o por quê desta velocidade.<br />Anos 60  Ψretoma os conceitos “mentais”.<br />  Neurociência = atividade cerebral X estados mentais.<br />  Ψ = estudar a consciência alterada (hipnose, drogas).<br />  Todos Ψ= importância dos processos mentais (cognição).<br />  Ψ recuperava a consciência.<br />
  • 3. P.P.B.<br />Profª Lina Sue<br />P.P.B.<br />Profª Lina Sue<br />ESTADOS DE CONSCIÊNCIA<br />CONSCIÊNCIA<br />3<br />Consciência  Para a maioria dos Ψ = é a percepção de nós mesmos e do nosso ambiente = varia com o foco e atenção <br />(Exemplo: Quando aprendemos um conceito de comportamento complexo - guiar um carro – a consciência focaliza nossa concentração no carro e no tráfego, e com a prática, guiar se torna automático e não exige mais atenção total... Liberando a consciência para focalizar outras coisas.)<br />Percepção consciente  Permite exercer um controle voluntário = comunicar nossos estados mentais a outros.<br />Percepção fora da nossa consciência  Registramos e reagimos a estímulos que não percebemos conscientemente; desempenhamos tarefas (que temos prática) de forma automática; mudamos nossas atitudes e reconstituímos nossas lembranças, sem pensar nisso<br /><ul><li> “O passado nos influencia de maneiras que nem sabemos” (Greenwald & Banaji, 1995)</li></li></ul><li>P.P.B.<br />Profª Lina Sue<br />P.P.B.<br />Profª Lina Sue<br />ESTADOS DE CONSCIÊNCIA<br />CONSCIÊNCIA<br />4<br />Processamento subconsciente de informações  ocorre simultaneamente, em muitos canais paralelos (Exemplo: Quando encontramos alguém, no mesmo instante, sem pensar, reagimos a sua aparência, cor, sexo, para somente depois nos tornarmos conscientes de nossa reação - quando as pessoas levantam um dedo, por sua própria vontade, as ondas cerebrais dão um salto de cerca de 0,3 segundos, antes da percepção consciente da decisão).<br />Processamento consciente de informações  ocorre em sequência = serialmente; a consciência é relativamente lenta e tem capacidade limitada; funcionar como um “piloto automático” permite que a consciência monitore todo o sistema e trate de novos desafios.<br /><ul><li> Se o tempo é o meio da natureza de impedir que tudo aconteça ao mesmo tempo, então a consciência é o meio da natureza de nos impedir de pensar e fazer tudo ao mesmo tempo.</li></li></ul><li>P.P.B.<br />Profª Lina Sue<br />P.P.B.<br />Profª Lina Sue<br />ESTADOS DE CONSCIÊNCIA<br />Devaneios & Fantasias<br />5<br />Ψ clínico Jerome L. Singer (1975) Quase todas as pessoas apresentam devaneios ou fantasias despertos, todos os dias, no trabalho, na sala de aula, andando pela rua, na verdade, quase que em qualquer lugar, em qualquer momento.<br />Devaneios:<br /><ul><li> Nem todo devaneio é escapista ou dramático.
  • 4. A maioria dos devaneios envolve detalhes familiares de nossa vida cotidiana.
  • 5. Algumas pessoas (4%) fantasiam com tanta intensidade = personalidades propensas a fantasias.
  • 6. O devaneio também pode ser um meio de adaptação = alguns nos ajudam a nos prepararmos para eventos futuros, por nos manterem conscientes de negócios inacabados e por servirem como ensaios mentais.</li></li></ul><li>P.P.B.<br />Profª Lina Sue<br />P.P.B.<br />Profª Lina Sue<br />ESTADOS DE CONSCIÊNCIA<br />Devaneios & Fantasias<br />6<br />As fantasias divertidas acentuam a criatividade dos cientistas, artistas e escritores.<br /><ul><li> Para as crianças, o devaneio, em forma de brincadeiras imaginativas alimenta o desenvolvimento social e cognitivo.
  • 7. Os devaneios também podem substituir o comportamento impulsivo.
  • 8. Temos não apenas o estado normal de ver e ouvir, raciocinar e lembrar, de devaneios e fantasias, mas também as consciências alteradas do sono, estados hipnóticos, alucinações induzidas por substâncias químicas e visões de quase morte.</li></li></ul><li>P.P.B.<br />Profª Lina Sue<br />P.P.B.<br />Profª Lina Sue<br />ESTADOS DE CONSCIÊNCIA<br />O ritmo do sono<br />7<br /><ul><li> O ritmo do dia acompanha o ritmo da vida.
  • 9. Nosso corpos sincronizam com o ciclo do dia e noite de 24 hs através do relógio biológico = ritmo circadiano (do latim, circa=cerco, dies=dia)
  • 10. Indicações recentes sugerem que o pensamento é mais aguçado e a memória mais acurada quando as pessoas estão no pique diário do ritmo circadiano.
  • 11. Pessoas notívagas = adolescentes.
  • 12. Pessoas matutinas = mais idosos.</li></li></ul><li>P.P.B.<br />Profª Lina Sue<br />P.P.B.<br />Profª Lina Sue<br />ESTADOS DE CONSCIÊNCIA<br />O ritmo do sono<br />8<br /><ul><li>Jet lag = estamos acordado, quando o ritmo circadiano ordena “Durma!”.
  • 13. “Insônia da noite de domingo” = “Depressão da manhã de segunda”.
  • 14. Os jovens adultos isolados, sem relógio ou sem a luz do dia = dia de 25 hs.
  • 15. A maioria dos animais, sem uma iluminaçãoconstante = dia com + de 24 hs.
  • 16. Há também um ritmo biológico durante o sono. A cada 90 ou 100 minutos, passamos por um ciclo de 5 etapas distintas no sono (Eugene Aserinsky, 1952).</li></li></ul><li>P.P.B.<br />Profª Lina Sue<br />P.P.B.<br />Profª Lina Sue<br />ESTADOS DE CONSCIÊNCIA<br />ESTÁGIOS DO SONO<br />9<br />Estágio 0  EEG = ondas alfa= desperto e relaxado= início do sono.<br />
  • 17. P.P.B.<br />Profª Lina Sue<br />P.P.B.<br />Profª Lina Sue<br />ESTADOS DE CONSCIÊNCIA<br />ESTÁGIOS DO SONO<br />10<br />Estágio 1  ritmo respiração diminui, ondas cerebrais + lentas, ondas irregulares, sono leve (2’), alucinações.<br />
  • 18. P.P.B.<br />Profª Lina Sue<br />P.P.B.<br />Profª Lina Sue<br />ESTADOS DE CONSCIÊNCIA<br />ESTÁGIOS DO SONO<br />11<br />Estágio 2  relaxamento profundo (20’), fusos do sono (atividade rápida e ritmada das ondas cerebrais), falar noturno.<br />
  • 19. P.P.B.<br />Profª Lina Sue<br />P.P.B.<br />Profª Lina Sue<br />ESTADOS DE CONSCIÊNCIA<br />ESTÁGIOS DO SONO<br />12<br />Estágio 3  transição p/sono profundo do estágio 4.<br />
  • 20. P.P.B.<br />Profª Lina Sue<br />P.P.B.<br />Profª Lina Sue<br />ESTADOS DE CONSCIÊNCIA<br />ESTÁGIOS DO SONO<br />13<br />Estágio 4  sono de ondas lentas = ondas delta (30’) = difícil de acordar/ sonambulismo/xixi na cama.<br />
  • 21. P.P.B.<br />Profª Lina Sue<br />P.P.B.<br />Profª Lina Sue<br />ESTADOS DE CONSCIÊNCIA<br />ESTÁGIOS DO SONO<br />14<br />Estágio 5  sono REM = intensa atividade cerebral = córtex motor ativo (base cérebro bloqueia suas mensagens = músculos relaxados) = sonhos = sono paradoxal(por dentro, o corpo está excitado; por fora, parece calmo) <br />
  • 22. Namastê !<br />15<br />ProfªLina Sue Matsumoto - 2010<br /> e-mail lina.sue@hotmail.com<br />site linasue.uuuq.com<br />

×