Your SlideShare is downloading. ×
0
Mobile Learning
Mobile Learning
Mobile Learning
Mobile Learning
Mobile Learning
Mobile Learning
Mobile Learning
Mobile Learning
Mobile Learning
Mobile Learning
Mobile Learning
Mobile Learning
Mobile Learning
Mobile Learning
Mobile Learning
Mobile Learning
Mobile Learning
Mobile Learning
Mobile Learning
Mobile Learning
Mobile Learning
Mobile Learning
Mobile Learning
Mobile Learning
Mobile Learning
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

Thanks for flagging this SlideShare!

Oops! An error has occurred.

×
Saving this for later? Get the SlideShare app to save on your phone or tablet. Read anywhere, anytime – even offline.
Text the download link to your phone
Standard text messaging rates apply

Mobile Learning

1,358

Published on

eLearning and mLearning

eLearning and mLearning

Published in: Education, Technology
0 Comments
1 Like
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

No Downloads
Views
Total Views
1,358
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
6
Actions
Shares
0
Downloads
36
Comments
0
Likes
1
Embeds 0
No embeds

Report content
Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
No notes for slide
  • Transcript

    • 1. DAS TECNOLOGIAS COM FIOS AO WIRELESS: IMPLICAÇÕES NO TRABALHO ESCOLAR INDIVIDUAL E COLABORATIVO EM PARES Adelina Moura Ana Amélia Carvalho V Conferência Internacional de Tecnologias de Informação e Comunicação na Educação, Challenges 2007 17 e 18 de Maio Universidade do Minho
    • 2. A educação na era da globalização
      • Aprendizagem ao longo da vida para todos (life long learning for all);
      • Educação a distância (elearning);
      • Institucionalização de redes;
    • 3. Do eLearning ao mLearning
      • A aprendizagem a distância trouxe alguns benefícios - a formação é feita quando é preciso, a qualquer hora e em qualquer lugar;
      • No entanto, a dependência das tecnologias com fios obriga a um lugar fixo o que nem sempre cumpre as necessidades dos utilizadores;
      • O mLearning vem colmatar esta necessidade com a possibilidade de se poder aprender em qualquer lugar, a qualquer hora através de dispositivos móveis.
    • 4. Estudo: do computador fixo ao computador portátil
      • Ano lectivo 2005/2006;
      • Alunos do 11º ano do Curso Técnico de Construção Civil da Escola Profissional de Braga;
      • Seguimento do projecto “Português On-line” iniciado em 2003/2004;
    • 5. Estudo
      • 1ª parte
      • Trabalho desenvolvido pelos alunos em pares com apoio do computador fixo.
      • 2ª parte
      • Trabalho desenvolvido individualmente pelos alunos através de um computador portátil.
    • 6. Objectivos
      • Analisar as implicações que o uso do computador fixo e portátil tem:
      • Na aprendizagem individual e colaborativa
      • Na atitude dos alunos perante a escola
    • 7. Português On-Line Página Web www.portuguesonline2.com.sapo.pt
    • 8. Estudo Computador Fixo
      • Técnica de recolha de dados
      • Inquérito por questionário
      • Parte 1
      • Identificar as competências de literacia informática:
      • Ferramentas de comunicação
      • Software
      • World Wide Web
      • Periféricos Informáticos
      • Parte 2
      • Analisar as percepções dos alunos sobre o trabalho colaborativo em pares com computador fixo ligado à Internet.
      Amostra = 19
    • 9. Estudo Piloto Computador Portátil
      • Patrocinadores
      • IBM - portáteis ThinkPad - 1:1
      • VODAFONE - serviço GPRS 3G – 24 h
      • Objectivos
      • Identificar as dificuldades de adaptação dos alunos ao portátil e os principais problemas no funcionamento e na ligação à Internet;
      • Analisar as percepções dos alunos face ao trabalho realizado através de um portátil ligado à Internet;
      • Identificar a atitude dos alunos perante a escola;
      • Técnica de recolha de dados
      • Questionário, entrevista, diário de bordo e participação no fórum da turma
      Amostra = 19
    • 10. Análise dos Resultados Computador Fixo (N=19)
      • Literacia informática
      • 1.Correio Electrónico
      • 2. Chat e Messenger
      • 3. Fórum
      • 4. Blogue
      • 5. Software
      • 6. World Wide Web
      • 7. Periféricos Informáticos
    • 11. Análise dos Resultados Computador Fixo
      • Trabalho colaborativo em pares
      • Confiança/competências na utilização do computador
      • 100% disse gostar de trabalhar com o computador;
      • 84% concordou sentir-se à vontade a utilizar um computador;
      • 84% disse que gostaria de saber mais sobre a utilização de um computador na aula;
      • 74% discordou ter algumas dificuldades em utilizar funcionalidades do computador;
    • 12. Análise dos Resultados Computador Fixo
      • Trabalho colaborativo em pares
      • Colaboração
      • A maioria concordou que
      • duas cabeças pensam melhor do que uma;
      • partilhar o trabalho com outro colega é bom;
      • a escolha do par é muito importante;
      • a divisão de tarefas torna o trabalho menos cansativo;
      • há enriquecimento de ideias quando se discutem os assuntos a dois;
      • no trabalho em pares há ajuda mútua;
      • o par desenvolve todos os trabalhos em conjunto;
    • 13. Análise dos Resultados Computador Fixo
      • Trabalho colaborativo em pares
      • Colaboração
      • A maioria concordou que
      • sentiu que podia sempre exprimir as suas ideias;
      • as dúvidas foram sempre esclarecidas pelo par ou pela professora;
      • gosta de trabalhar em grupo;
      • Porém discordou
      • que os trabalhos sejam mais de um do que de outro;
    • 14. Análise dos Resultados Computador Fixo
      • Trabalho colaborativo em pares
      • Tempo Gasto
      • A maioria discordou que
      • trabalhar com o computador faz perder tempo;
      • acedendo à Internet o tempo de aula não rende;
      • quando há trabalho individual a fazer, enquanto um usa o computador o outro não faz nada prejudicando a aprendizagem;
      • apresentou opinião indefinida
      • sobre se para trabalhar com as tecnologias é preciso mais tempo de aula;
    • 15. Análise dos Resultados Computador Fixo
      • Trabalho colaborativo em pares
      • Avaliação do Trabalho em Pares
      • 63% manifestou posição indefinida quanto a saber se é injusto ter a mesma nota quando um trabalha e o outro não;
      • 53% concordou que avaliar o trabalho de pares é difícil;
      • 42% disse que o professor tem dificuldade em saber quem trabalha e quem não faz nada;
    • 16. Análise dos Resultados Computador Fixo
      • Trabalho colaborativo em pares
      • Limitações na Leitura no Ecrã
      • 58% concordou que ler no ecrã é fácil por permitir ajustar o tamanho da letra;
      • 52% discordou que a leitura no ecrã seja mais lenta;
      • 16% concordou continuar a preferir ler no papel;
    • 17. Análise dos Resultados Computador Fixo
      • Trabalho colaborativo em pares
      • Motivação
      • A maioria concordou que
      • trabalhar dois a dois num computador motiva mais;
      • é mais divertido;
      • os trabalhos nas aulas deveriam ser sempre realizados em pares;
      • Discordou
      • quando questionados sobre se quando um está a escrever o outro se desmotiva;
    • 18. Análise dos Resultados Computador Fixo
      • Trabalho colaborativo em pares
      • Implicações na aprendizagem
      • A maioria discordou que
      • trabalhar em pares distrai mais;
      • em tarefas individuais se perde muito tempo porque enquanto um usa o computador o outro não faz nada;
      • tenha dificuldade em acompanhar os conteúdos curriculares a trabalhar em pares;
      • Mas concordou que
      • a trabalhar em pares se aprende mais;
      • encoraja ao debate dos assuntos;
    • 19. Análise dos Resultados Computador portátil (N=19)
      • A maioria dos alunos considerou apreciar
      • a portabilidade
      • a mobilidade
      • a ubiquidade
      • que o computador portátil permite
      • Assim como
      • a possibilidade de poder estar sempre on-line, aquilo a que se chama “evernet”
    • 20. Análise dos Resultados Computador portátil
      • Ter um computador portátil ligado à Internet 24 h por dia permitiu
      • Optimizar o tempo de estudo e de lazer;
      • Poder realizar tarefas em qualquer local e a qualquer hora;
      • Continuar as actividades para além da sala de aula;
      • Poder trabalhar para outras disciplinas dentro e fora da escola
    • 21. Análise dos Resultados Computador Portátil
      • Atitude dos alunos perante a escola
      • A maioria dos alunos considerou que o facto de ter usado um portátil
      • não alterou a sua atitude perante a escola;
      • Porém
      • alterou positivamente o seu empenho na escola;
      • sentiu-se mais motivada para vir à escola
    • 22. Análise dos Resultados Desktop Laptop
      • dificuldade em usar o teclado e o rato
      • pouca autonomia da bateria
      • instabilidade na ligação à Internet
      • portabilidade
      • conectividade
      • comunicação ubíqua
      • mobilidade
      • facilidade de transporte
      • possibilidade de dar continuidade ao trabalho fora da sala de aula
      • utilidade
      • fixação/permanência
      • impossibilidade de mobilidade
      • dificuldade de transporte
      • limitação a um local fixo
      • necessidade de fios
      • facilidade de utilização do teclado e do rato
      • uma tecnologia mais familiar
      desvantagens vantagens desvantagens vantagens
    • 23. Conclusões
      • A maioria dos alunos possui alguma proficiência em literacia informática básica, ao considerar ser capaz de usar ferramentas de comunicação, software do Office, navegar na World Wide Web e utilizar alguns periféricos informáticos;
      • Quando se trata de conhecimentos mais avançados revelou sentir-se pouco à vontade ou mesmo ser incapazes de os utilizar;
      • Todos os alunos referiram gostar de usar o computador em contexto de sala de aula e reconheceram potencialidades ao trabalho colaborativo em pares com um computador fixo;
    • 24. Conclusões
      • Os resultados foram bastante positivos no que respeita às dimensões: colaboração, motivação e implicações na aprendizagem;
      • Houve uma grande unanimidade dos alunos em considerar os computadores portáteis mais vantajosos quer no processo de ensino/aprendizagem, quer no lazer;
      • Assim
      • Estes resultados abrem caminho a uma nova área de investigação no domínio educativo – a aprendizagem móvel
    • 25.
      • Obrigada pela vossa presença!

    ×