Anexos da tese - Apropriação do telemóvel como ferramenta de mediação em mobile learning
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×
 

Anexos da tese - Apropriação do telemóvel como ferramenta de mediação em mobile learning

on

  • 1,584 views

como ferramenta de mediação em mobile learning: estudos de caso em contexto educativo

como ferramenta de mediação em mobile learning: estudos de caso em contexto educativo

Statistics

Views

Total Views
1,584
Views on SlideShare
1,546
Embed Views
38

Actions

Likes
0
Downloads
8
Comments
0

1 Embed 38

http://moodle.braga.ucp.pt 38

Accessibility

Categories

Upload Details

Uploaded via as Adobe PDF

Usage Rights

© All Rights Reserved

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Processing…
Post Comment
Edit your comment

    Anexos da tese - Apropriação do telemóvel como ferramenta de mediação em mobile learning Anexos da tese - Apropriação do telemóvel como ferramenta de mediação em mobile learning Document Transcript

    • Universidade do MinhoApropriação do telemóvel como ferramenta de mediação em mobile learning: estudos de caso em contexto educativo Volume de Anexos Adelina Maria Carreiro Moura Doutoramento em Ciências da Educação Área do Conhecimento: Tecnologia Educativa 2010 1
    • 2
    • ÍndiceAnexosAnexo I – Caracterização dos Participantes …………….….…………….……..… 4Anexo II – Actividades por SMS ……………………………………………….... 6Anexo III - Grelha de participação nas Actividades por SMS …………………… 35Anexo IV – Guião das entrevistas individuais e focus group ………….…………. 38Anexo V – Transcrição das entrevistas ……………………….….………….….... 41Anexo VI – Categorização das entrevistas …….…………………….………..….. 107Anexo VII - Notas de Campo (excertos do diário do professor) …………….….... 128Anexo VIII - Comunicação síncrona com os alunos no MSN …………………… 137Anexo IX – SMS recebidos ……………………………………………………..… 238 3
    • Anexo IGrelha síntese da caracterização dos participantesCaracterização dos participantes no estudoCódigo Ano Sexo Idade Proveniência Disciplina Estabelecimento do escolar geográfica de Ensino alunoA01 11º M 18 RuralA02 11º M 16 RuralA03 11º M 18 RuralA04 11º M 15 UrbanaA05 11º M 16 UrbanaA06 11º M 16 RuralA07 11º M 17 RuralA08 11º M 15 UrbanaA09 11º M 18 UrbanaA10 11º M 17 RuralA11 11º M 16 RuralA12 11º M 16 Rural Escola SecundáriaA13 11º M 17 Rural Carlos AmaranteA14 11º M 17 Rural (Ensino Público)A15 11º M 18 RuralA16 11º M 16 RuralA17 11º M 17 RuralA18 11º M 15 RuralA19 11º M 18 RuralA20 11º M 18 Rural PortuguêsA21 11º M 17 Rural (EnsinoA22 11º M 19 Urbana Profissional)A23 11º M 17 UrbanaA24 11º M 16 RuralA25 11º M 16 RuralA26 11º M 17 RuralA27 11º M 16 RuralB01 10º F 15 RuralB02 10º F 16 RuralB03 10º F 18 UrbanaB04 10º F 20 UrbanaB05 10º F 16 RuralB06 10º F 17 RuralB07 10º F 16 RuralB08 10º F 15 RuralB09 10º F 19 Rural EscolaB10 10º F 15 Rural Profissional deB11 10º F 17 Urbana Braga (Ensino 4
    • B12 10º F 16 Rural Privado)B13 10º F 18 RuralB14 10º F 16 UrbanaB15 10º F 20 UrbanaB16 10º F 17 RuralB17 10º F 17 RuralB18 10º F 16 UrbanaC01 10º M 17 RuralC02 10º F 16 UrbanaC03 10º F 17 RuralC04 10º F 15 UrbanaC05 10º F 15 UrbanaC06 10º F 17 Rural FrancêsC07 10º M 16 Urbana ContinuaçãoC08 10º M 16 Rural nível 4C09 10º M 19 RuralC10 10º M 17 Rural EscolaC11 10º F 16 Rural SecundáriaC12 10º F 16 Urbana Carlos Amarante (Ensino Público)C13 10º F 15 RuralC14 10º F 16 UrbanaC15 10º F 16 RuralC16 10º M 19 UrbanaC17 10º M 17 RuralC18 10º M 17 UrbanaD01 10º F 45 UrbanaD02 10º M 56 Rural FrancêsD03 10º F 22 Urbana IniciaçãoD04 10º F 26 Urbana (Nocturno)D05 10º M 35 Rural31 sexo feminino 37 sexo masculino 5
    • Anexo IIiDicionário Afastara – relegara indecente – imoral, agitações – convulsões indispensável – imprescindível Alçada – esfera inerente- próprio de Alegadamente – supostamente Inflama – atiça alegado – suposto inócuo – inofensivo análogas – semelhantes interferências - intromissões arrepiado – desviado inusitado – estranho arrepiar – encrespar, enriçar jorrou – brotou belicoso – guerreiro loquaz – falador Benesses – dádivas Manipulação – demagogia Bicéfalo – dupla cabeça medrariam - cresceriam cariz - Aspecto obsceno – vergonhoso cépticos – incrédulos Obscuridade – ambiguidade – concordância- unanimidade incerteza Condenação – anátema origina – suscita Conexão- ligação perversão – corrupção Conluiam – tramam Plausíveis – aceitáveis crucial – capital preceituar – determinar decência – compostura prescrever- terminar demolidora – destruidora pressente - intui deplorável - inqualificável Preveniu – advertiu deriva – desorientação promiscuidade – mescla descredibilizar- desacreditar prosperar – enriquecer descrédito – desautorização proteccionismo - apoio deteriorada - danificada prováveis verosímeis detractores – difamadores punindo – castigando discernimento – entendimento querelas – queixas, denúncias endémico - contagioso redenção – salvação enigmático - misterioso renunciarem - abandonarem escandaloso - indecoroso repele - afasta escroque – restituir - devolver espartano – severo resulta – deriva estreme – genuíno retomando – recuperando estritos – precisos revolta – indignação excepção - exclusão similares – idênticas explorações – especulações Sinecura - Emprego remunerado, extemporâneo – inoportuno de pouco ou nenhum trabalho. exuberância – vigor sinuoso – irregular faccioso – parcial sujeição - Dependência Foro – domínio supérfluo – desnecessário frugal – simples suposição – presunção genuína – verdadeira tácito – subentendido imbróglio – trapalhada taciturno – calado importância – prestígio Tutelar – governar incólume – ileso vergonha - pudor vilipendiar – insultar 6
    • Absolvido – perdoado Ingressar - entraracutilante – mordaz Insolvência – falênciaaferir – avaliar inusitada - estranhaalavancas - motrizes jovial - alegreAmbiguidade - incerteza labor – trabalhoAmordaçar – reprimir lambreta - motorizadaanalogia - semelhança lisura - honestidadeAntagonismo – oposição Megalómano – ideias grandesassolado – invadido multifacetada – variadaAssumir – arcar mutação – mudançaAstuto – engenhoso Negligência – desleixoAtenuar – reduzir néscios – ignoranteburilar - melhorar, aperfeiçoar obséquio – gentilezacarecer - necessitar ócio - descansocaricatura - exagero da realidade Oratória – eloquênciaCeleuma - alarido Panorama – cenárioconivência – cumplicidade paradigma – modeloconsolidar - solidificar, fortalecer paridade - igualdadeConspiração – trama persistência - teimosiaconvergência – acordo Perspicaz – astutocopular – ligar petrificado – paralisadoDéfice – carência Postergados – desprezadosderradeiro - último preambulo - introdução, prólogoDesplante – atrevimento Precariedade – instabilidadediscernimento – entendimento precário – escassodotar – favorecer Precoce – prematuroedema - ferida precoce - extemporâneo, antecipadoedificar – construir prevaricar – transgrediredificar - construir profícua - produtivaempolgar - aumentar, Promulgar – decretarenfado - aborrecimento Propósito - intençãoepilogo - conclusão, desenlace provir – procedererosão - desgaste, corrosão recessão - falênciaEspraiar – estender recônditos - ocultoestagnou - impediu Reivindicar – reclamarexacerbado – exagerado restituir – devolverExcelsa – sublime rubicundo - rubor(vermelhão)excentricidade – extravagância Ruptura – cisão, separaçãoExequível – possível sacro – sagradoexequível - executável, possível síncope – desmaioFaçanha – feito sinopse - síntesefalível - perdível solicitar – pedirfilantrópicos – humanitários sonorizada – com somhidrológico - relativo a águas tenacidade – adesãohipocondríaco – melancólico topete – descaramento 7
    • hipérbole - exagero da realidade Toponímia – nome terras idolatrar – venerar triviais – vulgares empolar – aumentar usufruir - desfrutar inconveniente – inoportuno Usurpar – roubar xenofobia – medo raça……………………………………………………..Actividades por SMSPortuguêsInusitado: adj. desusado; desconhecido; estranho; novo; extraordinário; invulgar.flamejante adj. 2 gén. 1. Que flameja, queima. 2. Fig. Ostentoso; vistoso; flamante. Ex:Olhos vermelhos e flamejantes como rubisescasso adj. 1. Não suficiente; débil; diminuto; raro; falto; somítico. Ex: O pão em casadesta família pobre é escasso.fadiga s. f. 1. Cansaço que resulta de um esforço qualquer. 2.Trabalho árduo. Ex: Épreciso saber suportar a fadiga e o isolamento.aguilhão s. m. 1 Ferrão; aguilhada curta. 2. Fig. Incentivo, estímulo, sofrimento. Ex: Oteu aguilhão também picará, vil escorpião. "A vida tem que ter um aguilhão, senão nãose vive".alicerce s. m.(geralmente us. no pl.). Base de parede que assenta em solo aprofundado.2. O cabouco para os alicerces. 3. Fig. Base, fundamento. Ex: Uma alta coluna cujoalicerce infinitamente forte pudesse sustê-la.azedume s. m.1. Qualidade de azedo. 2. Azia. 3. Despeito. 4. Mau humor. Ex: Acordoucom um azedume invulgar.exuberante - adj. 2 gén. 1. Superabundante. 2. Fig. Viçoso. 3. Deslumbrante. 4. Vivo,animado. Ex: Cabelos loiros exuberantes como uma deusa.Frondoso adj.1. Copado, espesso. ramoso 2. Que tem esgalhos. – Uma sombra deárvore frondosaenigmático adj. 1. Que encerra enigma. 2. Obscuro. 3. Duvidoso. 4. Misterioso. Ex:Olhou-o com cara enigmática, sem saber o que lhe dizer. Ex: Monalisa de olharenigmático.descante s. m. 1. Concerto popular de vozes e instrumentos. 2. Fig. Canto. Ex:Descantes e danças animavam a festa.benfazejo adj. Que gosta de fazer bem. Ex: Um homem benfazejo apreciado por todos.labirinto s. m. 1. Edifício de que, uma vez entrado nele, não se acerta com a saída.2. Porção de jardim em que as ruas estão dispostas de modo a dificultar a saída.3. Fig. Dédalo, confusão, enredo. 4. Multiplicidade. 5. Anat. Conjunto de cavidadesentre o tímpano e o canal auditivo. Ex: Percorreu o labirinto sem olhar para trás.Redimir - v. tr. significa readquirir, adquirir de novo, reconquistar aquilo que se haviaperdido. Ex: A morte de Cristo serviu para redimir a humanidade do primeiro pecadocometido por Adão e Eva.infortúnio s. m. 1. Fortuna adversa; infelicidade. 2. Sorte desgraçada. Ex: Era filha doinfortúnio, porém nada disso importava.ardência s. f.1. Qualidade de ardente. 2. Sabor acre (de substância fermentada).3. Fig. Ardor, vivacidade. Ex: De repente sentiu uma ardência nos olhos semicerrados.Prosperar- v. intr. 1. Ter bom êxito, ganhar muito, ir prosperando. 2. Tornar-se maisimportante, desenvolver-se. 3. Mostrar-se propício. v. tr. 4. Tornar próspero. Ex: Ao fimde alguns anos começou a prosperar depois de um longo período difícil. 8
    • Mutilar - v. tr. 1. Cortar (uma parte qualquer do corpo). 2. Fig. Truncar. 3. Desramar.4. Deturpar. 5. Destruir parte de. Ex: Sentiu-se mutilada na sua integridade pessoal.Perscrutar: v. tr.,1. examinar minuciosamente, com toda a atenção; 2. investigar; 3.sondar, estudar; 3. penetrar. Ex: Para a investigação foram perscrutados todos osdocumentos apresentados.Cartografar: v. tr.,1. levantar, delinear, reproduzir cartas geográficas. Ex: Com oGoogle Earth é preciso cartografar grande parte do paísPluviosidade: s. f.,1. qualidade ou carácter de pluvioso; 2. a quantidade de chuva quecai em determinada região. Ex: Braga é uma das regiões com maior pluviosidade dopaís.Impreterivelmente: derivação de impreterível. adj. 2 gén.,1. não preterível; 2.indispensável; 3. que não pode deixar de ser ou de se fazer. Ex: A reunião começaimpreterivelmente à mesma hora.Retórica: s. f.,1. arte de bem falar; 2. conjunto de regras relativas à eloquência; 3. livroque contém essas regras; 4. estilo empolado e guindado. Ex: Os nossos políticos só têmretórica.Perpetrar: v. tr., 1. perfazer; realizar; cometer, praticar (acção condenável). Ex: Obando continuou a perpetrar o mesmo esquema.Restringir: v. tr.,1. estreitar; apertar; 2. impor restrição a; 3.reduzir; diminuir; encurtar; Ex: Vou restringir o acesso à internet a quem não éresponsável.Octogenário: adj. e s. m., 1. que ou o que tem oitenta anos. Ex: Tratava-se de umoctogenário com problemas de surdez.Dissidente: adj. e s. 2 gén., 1. que ou a pessoa que diverge da opinião de outrem;2. discordante; 3. que se separou de um grupo religioso ou político por divergir daopinião geral; 4. cismático. Ex: Ele foi um dos dissidentes do caso Apito Dourado.Frugal - adj. 2 gén. -.1. Relativo a frutos. Que se alimenta de frutos, devegetais. Vegetariano. 2. Moderado na comida. 3. Sóbrio, simples. Ex: Trata-se de umindivíduo frugal e pouco falador.genuíno adj. 1. Puro; sem mistura. 2. Legítimo, próprio, verdadeiro, natural. Ex: Queroum casado de pele genuína.imbróglio s. m. 1. Trapalhada, confusão. Ex: Durante a reunião causou um imbróglionunca visto.incólume adj. 2 gén. – 1. Que não sofreu nada no perigo. 2. Ileso; são e salvo. 3. Bemconservado; intacto.inerente adj. 2 gén. 1. Intimamente unido.2. Que faz parte de (a pessoa ou coisa);inseparável. Ex: A liberdade é inerente a todos os seres humanos.inócuo adj. 1. Não nocivo. 2. Inocente, inofensivo. Ex: este medicamento é inócuo,podes tomá-lo.loquaz adj. 2 gén. 1. Verboso; muito falador. 2. Eloquente. 3. Fig. Que produz granderumor. Ex: Não é necessário ser loquaz, é necessário dizer a verdade.obsceno adj. 1. Contrário à decência ou ao pudor. 2. Indecente, desonesto, torpe. 3.Lascivo. Ex: Fizeste um gesto obsceno.obscuridade s. f. 1. Estado de obscuro. 2. Sombra, escuridão. 3. Falta de clareza. 4.Baixa condição; humildade de origem. 5. Vida retirada; esquecimento. Ex: O queinteressa é agradecer ao Ricardo Pereira a oportunidade de “fugir”da obscuridade escrita.suscitar - v. tr. 1. Fazer nascer, fazer aparecer. 2. Provocar, originar. 3. Produzir aaparição de. 4. Dar lugar a, ser a causa determinante de. 5. Levantar ou apresentar como 9
    • impedimento, opor como dificuldade. 5. Sugerir; trazer ao espírito. Ex: Continuo asuscitar nos alunos o gosto pela leitura.perversão s. f. 1. Acto ou efeito de perverter. 2. Corrupção. 3. Depravação. Ex: Nopassado a masturbação era considerada acto de perversãoplausível adj. 2 gén.1. Digno de aplauso, de aprovação. 2. Razoável, aceitável. Ex:Numa dieta é plausivel comer fruta em quantidade._________________________________________________________ATIVIDADES PRODUTIVAS – Cenário 2 CASO A e CASO BLEITURA DIÁRIAConto 1O ESCORPIÃOParte IO escorpião negro procurou, procurou e não desistiu de procurar… Como era activo eastuto, já tinha encontrado cem diamantes, seiscentas esmeraldas, trezentas safiras e umnúmero sem-conta de rubis. A meio do caminho, por causa da fadiga, assaltou-o ummau pensamento:“Tanto trabalho! E para receber o quê? Um simples diamantezito, um quarto de unha derubi, uma magra esmeralda, uma safira de nada? Mas, se eu guardar as pedras melhorespara mim, serei o animal mais rico e poderoso da Terra! E talvez Deus passe a olhar-nos,a nós, escorpiões, com tanto respeito como aos homens.”Parte IIE com o aguilhão, enterrou profundamente na areia, num esconderijo ultra-secreto, aspedras preciosas mais belas.Entretanto, o escorpião amarelo arrastava entre as patas o seu magro tesouro: três rubis,cinco diamantes, sete safiras, um pouco de ouro raspado de uma pedra. A colheita eraescassa porque ele tinha passado muito tempo a bronzear-se ao sol e, principalmente, aconversar com a raposa do deserto e com todos os habitantes do deserto que por láencontrou, para enganar a solidão.Chegada a hora de prestar contas, Deus chamou à sua presença os dois escorpiões.Parte IIIO escorpião negro só entregou seis pedras. Eram pequeninas, insignificantes eimperfeitas.– Não encontrei mais nada, meu Senhor – mentiu o escorpião negro. – O meu irmãoamarelo andou demasiado depressa! Apanhou tudo antes de mim!Ao dizer aquilo, os olhos ficaram vermelhos e flamejantes como rubis, sinal de mentirae de hipocrisia.Deus respondeu-lhe calmamente:– Mentes! Guardaste todo o tesouro para ti! O que fizeste está mal. Primeiro, porquementiste. Depois, e acima de tudo, porque roubaste a riqueza dos homens. E por issoserás amaldiçoado!Parte IVQuando vires um homem ou um animal, terás vontade de o picar e, se o fizeres, matá-lo-ás. 10
    • Deus virou-se para o escorpião amarelo:– Quanto a ti, foste preguiçoso, passaste o tempo a enganar a solidão.É preciso ter-se coragem e saber-se suportar a fadiga e o isolamento, para se encontrartesouros. Também picarás, mas só provocará febre durante três dias e três noites.A partir daquele dia, quando as pessoas vêem um escorpião negro, esmagam-no porcausa do medo que lhes inspira. Mas, quando vêem um escorpião amarelo, sabem que este não faz mal, e não oincomodam. Afastam-se dele, mas deixam-no em paz.FIMEnvia-me um SMS e responde a esta questão: Qual é a lição de moral destahistória?Conto 2A CORRIDA DE SAPINHOSEra uma vez uns sapinhos que tinham de subir uma grande torre. Atrás havia umamultidão que os apoiava.A multidão dizia: Não vão conseguir!Os sapinhos iam desistindo um a um, menos um deles que continuava a subir.E a multidão continuava a aclamar: Vocês não vão conseguir!E os sapinhos iam desistindo, menos um, que subia tranquilo.No fim da competição, todos os sapinhos desistiram, menos aquele.Todos queria saber o que aconteceu, e quando foram perguntar ao sapinho como tinhaconseguido chegar ao fim, descobriram que ele era SURDO.FIMQuestão - Qual é a moral da história?Moral da História: Quando queremos fazer alguma coisa que precise de coragem nãodevemos escutar as pessoas que dizem que não vamos conseguir. Temos de ser surdoaos apelos negativos._____________________________________________________________________FÁBULASFábulas são histórias com animais e o desenlace (fim) uma lição de moral.Fábula 1A RAPOSA E AS UVASUma raposa que vinha pela estrada encontrou uma parreira com uvas madurinhas.Passou horas a pular a tentar apanhá-las, mas sem sucesso nenhum... Desistiu emurmurando disse que não as queria porque estavam verdes. Quando já estava umpouco mais à frente, ouviu um barulho como se alguma coisa tivesse caído no chão...voltou a correr a pensar que eram as uvas, mas quando chegou lá, para sua decepção,era apenas uma folha que tinha caído da videira. A raposa decepcionada virou as costase foi-se embora.Fábula 2O LEÃO E O RATOUm pequeno rato saiu da toca aturdido e caiu entre as garras de um leão. O rei dosanimais concedeu-lhe a liberdade, ou por piedade ou por não estar com fome. 11
    • Certo dia, o leão caiu numa armadilha, rugiu e fez esforço para se soltar e escapar. Tudoem vão. Apareceu então o rato e começou calmamente a roer as cordas da armadilha.Finalmente conseguiu libertar o leão seu benfeitor e, assim, pagar a dívida.Fábula 3O RATO E A RÃDesejava um Rato passar um rio, e temia, por não saber nadar. Pediu ajuda a uma Rã, aqual se ofereceu para o passar, se se atasse ao seu pé. Consentiu o Rato, e pegando numfio, atou-se pelo pé e na outra ponta atou o pé da Rã. Saltaram ambos para a água, mas aRã com malícia trabalhava para se mergulhar, para que o Rato se afogasse. O Rato faziapor sair para fora, e ambos andavam neste trabalho e fadiga. Passava um milhafre porcima e vendo o rato sobre a água, se abateu para o levar, e levou juntamente a Rã, queestava atada com ele, no ar e comeu-os a ambos.Questão – Qual é a Moral da história?Fábula 4O LADRÃO E O CÃO DE CASAQuerendo um Ladrão entrar numa casa de noite para roubar, achou à porta um Cão, quecom ladridos o impedia. O cauteloso Ladrão, para o sossegar, lançou-lhe um pedaço depão. Mas o cão disse: – Bem entendo, dás-me este pão para que me cale, e te deixe roubar a casa, e não éporque gostes de mim. Porém já que o dono da casa me sustenta toda a vida, nãodeixarei de ladrar, se não te fores, até que ele acorde, e te venha apanhar. Não quero queeste bocado de pão me custe morrer de fome toda a minha vida.Questão – Qual é a moral da história?Fábula 5O CÃO E A OVELHAPediu o Cão à Ovelha certa quantidade de pão, que dizia ter-lhe emprestado, ou dadopara que o guardasse. Ela negou tê-lo recebido. O Cão apresenta três testemunhas: umLobo, um Boi e um Milhafre, os quais vinham subornados pelo o Cão, e apostados ajurar em seu favor, dizendo que eles viram a Ovelha receber o pão, que se lhe pedia.Vendo a prova, o Juiz condenou-a pagar; e como ela não tinha com que pagar, foiobrigada a tosquiar o pêlo, e vendê-lo antes do tempo, pagando o que não tinha comido,e ficou nua sofrendo as neves e frios do Inverno.Tarefa - Comenta esta fábula e sobre a falta de honestidade na sociedade actual.Fábula 6O CÃO E A CARNELevava um Cão na boca um pedaço de carne. Passava com ele por um rio, e vendo nofundo da água a sombra da carne maior, soltou a que levava nos dentes, por pensar quea que via dentro na água era maior. Porém como o rio levou para baixo com a sua 12
    • corrente o verdadeiro pedaço de carne, levou também a sombra e ficou o Cão sem opedaço que levava nos dentes e sem a outra que via reflectida no rio.Questão – Qual é a moral da história?Fábula 7A GALINHA DOS OVOS DE OUROUm camponês e a mulher possuíam uma galinha, que todos os dias sem falta, punha umovo de ouro.Supondo que dentro dela deveria haver uma grande quantidade de ouro, mataram agalinha, para ficar com tudo de uma só vez.Então, para surpresa dos dois, viram que a ave, em nada era diferente das outrasgalinhas.Assim, o casal desejando enriquecer de uma só vez, acabaram por perder o ganho diárioque já tinham assegurado.Questão – Qual é a moral da história?Fábula 8O LOBO E AS OVELHASHavia guerra travada entre Lobos e Ovelhas; fracas mas ajudadas pelos rafeiros, semprelevavam o melhor. Pediram os Lobos paz, na condição que dariam de garantia os seusfilhos, e as Ovelhas deveriam entregar os rafeiros. Combinadas as pazes com estascondições, os filhos dos Lobos começam a uivar rijamente. Auxiliam os pais, e vêemisto como ataque e a paz quebrada; e voltam a renovar a guerra. Bem quiseramdefender-se as Ovelhas, mas como a sua principal força consistia nos rafeiros, queentregaram aos Lobos, facilmente foram vencidas, e todas decapitadas.Questão – Qual é a moral da história?Fábula 9A MOSCA SOBRE A CARRETASobre um carro de mulas, carregado, pousou uma mosca, e achou-se tão altiva por ir alta,tão ao seu gosto, que começou a falar soberba contra a mula dizendo que andassedepressa, senão que a castigaria, picando-a onde lhe doesse. Virou a mula o rostodizendo: – Cala-te, sua sem vergonha, que não temo nem me podes fazer nada; o medoque me causa é do carreteiro, que leva na mão um pau, que tu só com importunaçõescansas-me, sem me fazeres mal nenhum.Questão - Por que é que a mula não ligou ao que dizia a mosca?Fábula 10LENDA DO GALO DE BARCELOSUm peregrino hospedou-se numa estalagem minhota. Como levava um grande farnel efazia pouca despesa, o hospedeiro ganancioso, acusou-o de roubo e foi condenado àmorte por enforcamento.Como última vontade, o peregrino pediu que o levassem até ao juiz. Quando chegou acasa do juiz que estava num banquete, invocou inocência, ninguém acreditou. 13
    • Desesperado, reparou num galo assado que estava na travessa em cima da mesa, edisse:- É tão certo eu estar inocente como certo é esse galo cantar quando me enforcarem.Quando chegou a hora de o enforcarem o galo levantou-se e cantou.Questão – Qual é a moral da história?______________________________________________________________________QUIZZESQuiz 1(REVISÕES)Revisões (vale 5% na avaliação do módulo)1. Completa as frases:1. Uma estrofe é...2. Um terceto tem....versos.3. Ao tipo de rima aa bb dá-se o nome de rima.......4. A figura de estilo presente neste verso " Amor é fogo que arde sem se ver" é a........5. A poesia pertence ao género .....Quiz 2 Caso A2. Qual destes nomes não é heterónimo de Fernando Pessoa?a . Álvaro de Camposb. Ricardo Carvalhoc. Alberto Caeirod. Ricardo Rei_____________________________________________________________________PROVÉRBIOSSEMANA 25 A 30 MAIOCOMPLETA OS PROVÉRBIOS1.A cavalo dado ….A esperança ….A galinha da vizinha ….2.A mulher e a sardinha,….A ocasião ……Água mole em pedra dura …..3.Águas passadas …Amigos, amigos, ……Antes só …..4. 14
    • Ao menino e ao borracho …Atrás de mim virá ….Cada cabeça …5.Candeia que vai à frente ….A boda e a baptizado, ….Cão que ladra …6.Casa onde não há pão, …Casa roubada, …De boas intenções …7.Gato escaldado ….Zangam-se as comadres, ….São mais as vozes …Tal pai, …______________________________________________________________________ADIVINHAS1.O que está no exército,na vassoura e no mapa?(O cabo)2.Tenho um tioque é meu tio;o meu tio tem um irmão,o meu tio é meu tioe o irmão do meu tio não.Quem é o irmão do meu tio?(Pai)3.Tem cabeçae não tem pescoço;Tem dentes,sem ser de osso.O que é?(Alho)______________________________________________________________________ ATIVIDADES RECETIVAS – CENÁRIO 1CASO BO RESUMOResumir um texto é condensar as ideias principais, respeitando o sentido, a estrutura e otipo de enunciação, isto é, os tempos e as pessoas, com a ajuda do vocabulário do aluno.É, assim, reter as linhas de um raciocínio, o essencial dos dados de um problema, as 15
    • características de uma situação, as conclusões de uma análise, sem o mais pequenocomentário."Aspectos a considerar:Respeitar a ordem das ideiasManter o fio condutorReduzir o texto original a 1/4 da extensãoFases de preparação:1.ª - Leitura atenta do texto2.ª - Síntese das ideias fundamentais3.ª - Organização do texto escrito______________________________________________________________________PALÍNDROMOSMais exemplos de frases:- ASSIM A AIA IA A MISSA- A DIVA EM ARGEL ALEGRA-ME A VIDA- A DROGA DA GORDA- A MALA NADA NA LAMA- A TORRE DA DERROTA- O CÉU SUECOPALÍNDROMOSSão palavras, expressões ou números que se lêem da mesma forma da frente para trás ede trás para a frente.EXEMPLOS- ovo- osso- radar- 11111- 222- ama- rirEXPRESSÕES- O GALO AMA O LAGO- A TORRE DA DERROTA- ANOTARAM A DATA DA MARATONA…………………………………………………………………………..PENSAMENTO DA NOITEDe 27 a 31 de Maio1."O pessimista queixa-se do vento, o optimista espera que ele mude e o realista ajusta asvelas" Willian George WardTenham uma santa noite.2."Não há razão para termos medo das sombras. Apenas indicam que em algum lugarpróximo brilha a luz."Ruth Renkel 16
    • Bons sonhos!3."Mil dias não bastam para aprender o bem; mas para aprender o mal, uma hora édemais."Confúcio (551 aC - 479 aC)Desejo-vos uma noite repousante!4."O futuro é construído pelas nossas decisões diárias inconstantes e mutáveis, cadaevento influencia todos os outros Alvin Tofler Boa noite5."O mundo é um belo livro, mas é pouco útil a quem não o sabe ler"Carlo GoldoniUm resto de bom domingo.______________________________________________________________________Diário de bordoQuerido/as aluno/asEntrámos ontem na 4ª semana do Projecto de Investigação e gostaria de na próxima 2ªfazer o ponto da situação da utilização do telemóvel fora da sala de aula.Peço-vos que escrevais no diário de bordo sobre como tendes utilizado o telemóvel,PSP, mp3, mp4 como ferramenta de aprendizagem. Quem não tem internet escreve numpapel e leva para a aula na 2ªf.Todas as vossas informações são importantes para esta investigação. Conto convosco.5/5Anita, já podes escrever sobre o envio do dicionário por SMS. Como estás a organizar ainformação, etc.6/5Enviei parte III da 1ª história – Catarina perguntou para que era isto, respondiAdelina Moura:Catarina o objectivo é fazer leitura diária e no fim de receberes a história toda descobrirqual é a lição de moral e enviar-me um SMS com a resposta. Só logo à noite tendes ofinal da história. Diz isso às colegas.BjLembretesOs alunos que ficaram de escrever no Word os textos das entrevistas, enviai-os poremail.Gravação das entrevistas: Eduardo, Artur, Tiago Duarte,Tirar fotos para o álbum argentino (todos os alunos)Quem recebeu mp4 responder a um questionário:______________________________________________________________________Outros SMS enviadas 17
    • Dicas para o teste– enviei no 3/5 para o PCC, para o PE enviei por email Pedro.Dicas para o teste (terça-feira):Para preparação do teste dai especial atenção às perguntas nº 6, 7, 8, 11, 13, 15, 24, 30Para preparar a composição pensai nos males que povoam a sociedade portuguesa actual.Se precisardes de ajuda estarei no MSN à noite.EPBMónica, Diana, madalena Dicas para o Teste de recuperação: - tem um soneto - perguntas de interpretação - algumas perguntas do grupo II são iguais a um dos testes que vos dei - a composição também é retirada dos testesDicionárioCarla Mariana - os alicerces são as fundações, as bases de uma casa. Quando se começaa construir uma casa é pelos alicerces, quer dizer de baixo para cima. Quando usamos apalavra alicerce referindo pessoas, quer dizer as bases educativas que essa pessoa tem,os ensinamentos dos pais, os valores morais que a pessoa adquiriu em pequena.__________________________________________________Jogo por SMS: Quem quer ser Milionário?Pergunta 1Qual das seguintes palavras não é um substantivo próprio?A - HomemB - TejoC - FranciscoD - CoimbraJogo: Quem quer ser MilionárioPergunta 2O chinês Confúcio foi um célebreA - FilósofoB - ImperadorC - Mestre de Kung FuD - NavegadorJeu: Qui veut être millionnaireQuestion 2Le Chinois de Confucius a été un célèbreA - PhilosopheB - EmpereurC – Maître de Kung FuD – Navigateur 18
    • Jogo: Quem quer ser MilionárioPergunta 3Qual a profissão do protagonista das aventuras de Indiana Jones? A - EtnólogoB - ArqueólogoC - AntropólogoD - BiólogoJeu: Qui veut être millionnaireQuestion 3Quelle est la profession de la protagoniste des aventures dIndiana Jones? A - EthnologueB - ArchéologueC - AnthropologueD - BiologisteJogo: Quem quer ser MilionárioPergunta 4A acústica é uma ciência que estuda...A - somB - solC - luaD – cometasJeu: Qui veut être millionnaireQuestion 4Lacoustique est une science qui étudie ...A – Le sonB – Le soleilC – La luneD – Les comètesJogo: Quem quer ser MilionárioPergunta 5Quem é o autor do livro “O Velho Que Lia Romances de Amor“?A - Isabel AllendeB - Luís SepúlvedaC - Gabriel García MárquezD - Federico García Lorca____________________________________________________Atividades por SMS Francês Dia (Caso C)ATIVIDADES PRODUTIVAS INDIVIDUAISQuiz1 - J … gros rhume la semaine dernière 19
    • ai eusuis eu2 - Elles …. de la chance.avons euont eu3 - Vous … une journée difficile.êtes étéavez eu4- Tu … envie de partir.a euas eu5 - Elle … mal au dos.as eua eu6 - Vous … tort dabandonner votre cours.avez euont eu7 - Ils …. raison de défendre leur point de vue.avons euont eu8 - Autrefois, ils ... nous voir.venaientvenait9 - Aujourdhui, je ... à te dire tout.tienttiens10 - Demain, nous ... ensemble.reviendronsrevenons11 - Si tu y ... nous pourrions les aider.tienstenais12 - Vous... avant huit heures.revenezrevenons13 - Nous ... les devoirs vite.finissonsfinissez 20
    • ______________________________________________________________________PROVERBES POPULAIRESExercice de traductionEnvoie-moi un SMS et dis-moi quel est le proverbe populaire portugais quicorrespondProvérbios enviados na semana 25 a 312ª- Les amis de mes amis sont mes amis.- Avoir une patience dange. - Largent na pas dodeur.3ºAvoir les yeux plus gros que le ventre.La foi transporte les montagnes.Un homme averti en vaut deux.4ºLa meilleure défense cest lattaque.Prendre le taureau par les cornes.Lamour est aveugle.5ºIl ny a pas de fumée sans feuMalheureux au jeu, heureux en amour.Les murs ont des oreilles.6ºTêtu comme un âne.Les chiens aboient et la caravane passe.Mener une vie de chien.SábadoDonner des perles aux cochons.Quand les poules auront des dents et que les cochons voleront..La parole est dargent, le silence est dor.DomingoMener une vie de chien.Les apparences sont trompeuses.Beaucoup de bruit pour rien._____________________________________« Quand le soleil se lève, il se lève pour tous. »« À cheval donné, on ne regarde pas la bride »« Vouloir, cest pouvoir.» « Mieux vaut tard que jamais »« Lhabit ne fait pas le moine »« Qui part à la chasse, perd sa place »« Une hirondelle ne fait pas le printemps »« Il n’y a pas rose sans épines »______________________________________________________________________ Fables de La FontaineFable 1 21
    • LA CIGALE ET LA FOURMILa Cigale, ayant chantéTout lété,S’est trouvé très pauvreQuand le froid est venu :Pas un seul petit morceau de pain.Elle est allé crier famineChez la Fourmi sa voisine,Lui demandant de lui prêterQuelque grain pour subsisterJusquà la saison nouvelle."Je vous paierai, lui dit-elle,La Fourmi nest pas prêteuse :Que faisiez-vous au temps chaud ?a demandé à la Cigale.- Nuit et jour je chantais.- Vous chantiez ? Eh bien! dansez maintenant.FINQuestion: Quelle est la leçon de morale?Envoie-moi un SMS avec la réponse.Fable 2LE CORBEAU ET LE RENARDLe Corbeau, sur un arbre suspendu,Tenait en son bec un fromage.Le Renard, par lodeur attiré,Lui a dit:"Hé ! bonjour, Monsieur Corbeau.Que vous êtes joli ! que vous me semblez beau !Le Corbeau très vaniteux à ces mots;Et pour montrer sa belle voix,Il ouvre un large bec, laisse tomber le fromage.Le Renard le prend et dit : "bon Monsieur,Apprenez que tout adorateurVit aux coûts de celui qui lécoute :Le Corbeau, honteux et confus,a Juré, mais un peu tard, quon ne ly prendrait plus.Question: Quelle est la leçon de morale?Envoie-moi un SMS avec la réponse.Fable 3LE RAT DE VILLE ET LE RAT DES CHAMPSAutrefois le Rat de villea invité le Rat des champs,à venir chez lui manger.Rien ne manquait au festin ;Mais quelquun a troublé la fêtePendant quils étaient au repas.A la porte de la salle 22
    • Ils ont entendu du bruit :Le Rat de ville se lève ;Son camarade le suit.Le bruit cesse :Cétait un chat.Cachons nous vite - dit le rat de ville. Et le rat des champs à mourir de peur.- Demain vous viendrez chez moi où nous pouvons manger simple mais en paix - dit lerat des champs.Adieu donc.Question: Quelle est la leçon de morale?Envoie-moi un SMS avec la réponse.Fable 4LE LION ET LE RATEntre les pattes dun LionUn Rat sortit de terre étourdie.Le Roi des animaux, en cette occasion,a montré ce quil était, et lui a donné la vie.Ce bienfait ne fut pas perdu.Quelquun aurait-il jamais cruQuun Lion dun Rat a eu devoir?Cependant il est arrivé quau sortir des forêtsCe Lion fut pris dans des rets,Dont ses rugissements ne l’ont pu défaire.Le Rat a couru, et a fait tant par ses dentsQuune maille rongée a emporté tout louvrage.Patience et longueur de tempsFont plus que force ni que rage.Fable 5LA GRENOUILLE QUI VOULAIT SE FAIRE AUSSI GROSSE QUE LE BŒUFUne grenouille vit un boeufQui lui a semblé de belle taille.Elle qui nétait pas grosse en tout comme un oeuf,Envieuse sest enflée pour égaler lanimal en grosseur,En disant à son amie: "Regarde bien, ma soeur;Est-ce assez? dites-moi. Ny suis-je point encore, grosse comme le bœuf?- Non. Répond son amie.- Vous nen approchez point."La grenouille envieuse s’est enflé tellement qu’elle a explosé.Vocabulaire :envieuse: la grenouille désire absolument grossir pour devenir comme le le boeuf.Elle veut être comme lui.Question - Quarrive-t-il à la grenouille a la fin de la fable La Grenouille et leBoeuf? 23
    • Fable 6LA POULE AUX OEUFS DORLa poule pondait tous les jours un oeuf dor.son propriétaire a cru qu’elle avait un trésor dans son corps:Alors en voulant tout d’une seule fois, il a tué sa poule, la ouvert pour prendre le trésormais il l’a trouvé semblable à celles dont les oeufs ne lui rendaient rien.De cette façon il s’était lui-même supprimé le plus beau de son bien et à partir de cemoment il n’a pas eu plus d’œufs d’or.FinQuestion - Quelle est la morale de l’histoire ?Fable 7LE RENARD ET LA CIGOGNECompère le Renard a invité à dîner commère la Cigogne.La soupe lui a été servie sur une assiette :La Cigogne au long bec nen a pu prendre rien ;Pour se venger de cette tromperie, la Cigogne a invité le Renard à venir chez elle dîner.A lheure dite, le repas a été servit dans un vase à long col et détroite bouche.Le bec de la Cigogne y pouvait bien passer ;Mais la langue du Renard était dautre mesure et il n’a pu rien manger.Honteux comme un Renard en serrant la queue et portant bas loreille s’en est allé avecfamine.Fable 8LA COLOMBE ET LA FOURMILe long dune claire rivière buvait une Colombe,Quand sur leau s’inclinait une Fourmi et y est tombé.Et dans cet océan s’est vu la FourmiSefforçait, mais en vain, de gagner le bord.La Colombe aussitôt a usé la charité et l’a jetéun fragment dherbe dans leau,La Fourmi s’y prend et arrive au bord et se sauve ;Passe un chasseur avec une fusil en direction à la colombe.La fourmi a vu son amie en péril et tout de suite a piqué le méchant chasseurDans le pied en lui faisant perdre la trajectoire et sauve la pauvre colombe.Fable 9LE RENARD ET LES RAISINSCertain RenardMourant presque de faim, a vu au haut dune vigneDes Raisins mûrs apparemment,Et couverts dune peau vermeille.Monsieur Renard a tout de suite vu ici un bon repas ;Mais comme il ny pouvait prendre les raisins car ils étaient haut:Il a dit : - "Ils sont trop verts et bons pour des grossiers, pas pour moi. " 24
    • Mais un peu après une feuille est tombée et M. Renard retourne vite en pensant qu’ils’agissait des raisins. Quelle déception !Fable 10LE LION ET LA SOURISUne petite souris est sortie de chez soi et est tombée entre les griffes dun lion. Le roides animaux lui a donné la liberté, ou par miséricorde ou à cause de ne pas avoir faim.Un jour, le lion est tombé dans un piège, et il a fait un énorme effort pour se libérer. Envain. Au même moment la souris est apparu et tranquillement a commencé à ronger lescordes du piège. Enfin, la souris a réussi à libérer le lion et donc payer sa dette.Le lion a été très reconnaissant à la souris de lui avoir sauvé la vie.Question - Quelle est la morale de lhistoire?Fable 11LES LOUPS ET MOUTONSIl y avait guerre entre les loups et les moutons. Ceux-ci plus faibles, mais aidés par deschiens, ont toujours vaincus. Les loups voulaient la paix, et comme condition ilsdonnaient leurs enfants, et les moutons les chiens.La paix coordonnée avec ces conditions, les enfants des loups ont commencé à hurler.Les loups ont vu cela comme une attaque à la paix, et ont renouvelé la guerre. Lesmoutons ont bien voulu se défendre des loups, mais sa principale défense était leschiens, quils ont donnés aux Loups. Les moutons étaient tous captés et décapités.Question - Quelle est la morale de lhistoire?Fable 12LA MOUCHE SUR LE CHARRIOTUne mouche a atterri sur une voiture de mules, chargé. La mouche est très fière dalleren haut à son goût et a dit au mulet pour qu’il se dépêche sinon elle va lui piquer etblesser. La mule tourné son visage en disant: - Tais-toi, tu na pas la honte ? Tu ne mepeux rien faire. La seule peur que j’ai c’est le bâton que le propriétaire a en main. Detoi, ce sont tes importunassions qui me fatiguent, sans me faire aucun mal.Question - Pourquoi le mulet n’a pas eu peur des attaques de la mouche?Conte 1LE PETIT NUAGEIl était une fois un nuage triste. Son plus grand plaisir aurait été darroser les champs.Mais il était à peine une boule de coton. Les gros nuages noirs et gris, pleins de pluieétaient en colère.Alors, Coton notre petit nuage est partit encore plus triste quavant. Personne ne voulaitle rejoindre.Solitaire et triste, il a poursuivit son chemin. Il était si triste quil sest mit à pleurer.Sa première larme est tombé sur une fleur. Cétait un coquelicot qui mourait de soif. Il aregardé le ciel avec gratitude et a sourit au petit nuage. Il a compris quun jour il seraitgrand aussi.Question - Quelle est la morale de lhistoire? 25
    • Questions :1 - Je suis la femelle du coq et je ponds des œufs dor, dans quelle fable je me retrouve?2 - Je suis une sorte doiseau et mon amie est toute petite, noire ou rouge. Dans quellesfables je me retrouve?a) La Colombe et la Fourmib) La Poule aux œufs dorc) La Cigale et la Fourmi______________________________________________________________________ATIVIDADE PRODUTIVA COLABORATIVA16/05Trabalho colaborativo a distância para fazer por SMS até segunda-feira.Criar uma história a partir de um dos seguintes provérbios:Lhabit ne fait pas le moine;Vouloir est pouvoir;A cheval donné on ne regarde pas les dents;Quand le soleil se lève, il se lève pour tous.Pares:Joana C. - JorgeSofie - SofiaPaula - PatríciaBárbara - AndréSusana - Joana ReiSandrina - TelmoVasco - AmaroNuno - José MiguelCatarina - SérgioTiago - Cecília______________________________________________________________________ATIVIDADES RECEPTIVAS – CENÁRIO 1MA JOURNEE(Texte modèle pour le devoir)Aujourd’hui c’est Mercredi, je me lève à sept heures trente, je prends une douche et jem’habille.Maman a préparé le petit-déjeuner pour tout le monde: du café au lait et du pain avec dufromage ou du jambon. Mon petit frère mange des céréales. Après, il faut brosser lesdents.C’est l’heure de partir pour l’école. J’ai des cours toute la journée – le matin et l’après-midi. J’ai cours d’Education Physique, après c’est le cours de Chimie, après l’Anglais etle Portugais.A dix-huit heures trente, je retourne chez moi._________________________________________________ 26
    • LES PENSÉES DU SOIRDe 27 a 31 Maio1."Aime-toi toi-même et tu auras des amis". - Proverbe anglaisJe vous souhaite une bonne nuit2."Aucun trésor nest plus cher que celui de lamitié."Bonne nuit à vous!3."Cest la somme des petits bonheurs qui fait la vie heureuse."É a soma dos pequenos momentos de felicidade que faz a vida feliz.Bonne nuit.4."Dans le doute abstiens-toi." - Proverbe latinUne bonne soirée5."Être courageux ce n’est pas d’être sans peur, c’est la vaincre."Un reste de bon dimanche________________________________________________________Atividades por SMS Francês Noite (Caso D)ConversationÀ demain! - Até amanhãÀ bientôt !- Até breveMerci bien. - obrigadoJe comprends. - compreendoCest parfait. - Está perfeitoAh bon ? Ah bomDaccord ! - De acordo ! Pardon ! - Desculpe !Bon anniversaire ! - Bom aniversárioQuest-ce que vous voulez ? - O que deseja ? Cest une bonne idée ! - É uma boa ideia On verra demain. - Veremos amanhã.Félicitations ! - Felicidadesjoyeux(euse) - (adjectif) Qui cause, ressent ou exprime de la joie. (alegre, feliz) : Ex:Joyeux Nöel 27
    • Conversation (suite)Au revoir madame. - Adeus minha senhoraMerci beaucoup ! - muito obrigadaEncore une fois. - Mais uma vez.Vous êtes français ? - Você é francês ? Cest pas normal.- Não é normalDeux cafés sil vous plaît ! - Dois cafés se faz favor ! Elle sappelle Isabelle. - Ela chama-se Isabel Elle travaille dans une banque. - Elatrabalha num banco.Cest le metteur en scène. - É o encenador Cest mon anniversaire. - É o meu aniversárioQuest-ce que tu fais pour mantenir ta santé?Réponds aux questions:Où habites-tu?Quel âge as-tu?Comment sapelle ta mère?De quelle couleur sont tes cheveux?Quest-ce que tu fais pendant les temps libres?Articles indéfinis : un, une, des, et de, d(ex : jai un livre, je nai pas de livre)Articles définis : le, la, les, l, et contractés : au(x), du, des (pour : à le, à les, de le, deles)2-Je suis une sorte doiseau et mon amie est toute petite, noire ou rouge. Dans quellefable je me retrouve?a) La Colombe et la Fourmib) La Poule aux oeufs dorc) La Cigale et la FourmiVocabulaire - La Maison de CampagneUne cheminée - chaminéUn toit - telhadoUne fumée - fumoUne fenêtre - janelaUn volet - portada da janelaUne porte - portaUn escalier - escadaUn chemin - caminhoUn pot de fleur - vaso de floresUne pelouse / le gazon - relvaUn banc - bancoUne hache - rachadorUn arbre - árvoreUn champignon - cogumenloUne piscine - piscina 28
    • Une haie - sebeUn portail - portalUn trottoir - passeioUne clôture - uma cercaUne échelle - escadaUne poignée - alavancaUne branche - um ramo de árvoreIl était une fois un nuage triste. Son plus grand plaisir aurait été darroser les champs.Mais il était à peine une boule de coton. Les gros nuages noirs et gris, pleins de pluieétaient en colère.Alors, Coton notre petit nuage est partit encore plus triste quavant. Personne ne voulaitle rejoindre.Solitaire et triste, il a poursuivit son chemin. Il était si triste quil sest mit à pleurer. Sapremière larme est tombé sur une fleur. Cétait un coquelicot qui mourait de soif. Il aregardé le ciel avec gratitude et a sourit au petit nuage. Il a compris quun jour il seraitgrand aussi.Quelle leçon?DEVINETTEJai un onclequi est mon oncle;mon oncle a un frère,mon oncle est mon oncleet le frère de mon oncle non.Qui est le frère de mon oncle?Bonjour; cest Marie, pourrais-je parler à Michel sil vous plaît?Bonjour Marie, je suis désolée mais je crains que non, il est dehors avec des amis.Oh! ça ne fait rien, pouvez-vous lui demander de me rappeler sil vous plaît? Je vousdonne le numéro de mon portable.Oui bien sûr!Mon numéro est le 06 75 94 83 21Cest noté, je le lui donnerai.Merci madame. Passez une bonne journée.Au revoir Marie.Répondez aux QuestionsQui veut parler avec Michael?Est-ce que Michel est à la maison?Où est Michel?Quest-ce que cest ce numéro 06 75 94 83 21 ?VERBE AVOIR (ter)PRÉSENTjai - EU TENHOtu as 29
    • il anous avonsvous avezils ontFUTURjaurai - eu tereitu aurasil auranous auronsvous aurezils aurontVERBE AVOIR (ter)PRÉSENTjai - EU TENHOtu asil anous avonsvous avezils ontFUTURjaurai - eu tereitu aurasil auranous auronsvous aurezils aurontTEST - CompositionMon nom est François Lemaître.Je suis avocat.Je travaille à Lyon.Je suis veuf.Je nai pas denfants....Je suis Pierre Leclair.Je suis électricien.Jai trente-sept ans.Je suis marié.Jai deux enfants.Jhabite à Lille.PRÉSENTje veux - eu querotu veuxil veutnous voulons 30
    • vous voulezils veulentIMPARFAITje voulais - eu queriatu voulaisil voulaitnous voulionsvous vouliezils voulaientFUTURje voudrai - eu querereitu voudrasil voudranous voudronsvous voudrezils voudrontPASSÉ COMPOSÉjai voulu - eu quistu as vouluil a voulunous avons vouluvous avez vouluils ont vouluSemaine du 25 au 31 mai- Vous travaillez Madame ?- Oui, je suis professeur. Jenseigne à lUniversité de la Sorbonne, à Paris. Depuis 3 ans.Je vis en France depuis trois ans.- Vous avez une autre activité professionnelle ?- Non, cest tout.- Quelle est votre situation familiale ?- Je vous demande pardon ?- Euh… Vous êtes mariée, vous êtes célibataire ? Divorcée ?- Ah… Je ne suis pas mariée, pas encore. Je suis toujours célibataire.- Vous navez pas denfants ?- Non, je nen ai pas.Nous ..... (regarder) la télévision.Ils ..... (discuter) des programmes.Vous ......(rester) à la maison.Tu ......(étudier) pour lexamenDomi et Véro .... (rentrer) tard.Je .....(chercher) des éléments.Domi ....(découper) les revues.Nous ......(aller) au cinéma.Nous ... (regarder) le tableau.Vous ....(parler) bien le français.Il .....(vouloir) aller en France 31
    • Elles .....(finis) le travail.Je .....(habiter) à ParisVous .......(téléphoner) à MarieMasculin - Féminingrand - grandeami- amiecontent-contenteoncle-tantegraçon-filleintelligent- intelligentecommun- communeAnimauxun crocodileun phoqueun oiseauun poissonun boeufun hérisson ouriçoun lièvre - levreun écureuil - esquiloune chenille - lesmaun chat - gatoun sanglier - javaliun chien - caoun cerf - veadoun renard - raposaun serpentune girafeun éléphantun hippopotameun rhinocérosune panthèreun lionune abeilleune araignéeune libelluleune fourmiune moucheun papillon - borboleta_____________________________________________________Jogo por SMS : Quem quer ser Milionário?Francês Diurno e NocturnoJeu: Qui veut être MillionnaireQuestion 1Lequel de ces mots nest pas un nom propre?A - Homme 32
    • B - SeineC - MarieD - ParisJeu: Qui veut être millionnaireQuestion 2Le Chinois de Confucius a été un célèbreA - PhilosopheB - EmpereurC – Maître de Kung FuD – NavigateurJeu: Qui veut être millionnaireQuestion 3Quelle est la profession de la protagoniste des aventures dIndiana Jones? A - EthnologueB - ArchéologueC - AnthropologueD - BiologisteJeu: Qui veut être millionnaireQuestion 4Lacoustique est une science qui étudie ...A – Le sonB – Le soleilC – La luneD – Les comètesJeu: Qui veut être millionnaireQuestion 5Qui est lauteur de "Le Vieux qui lisait des romans damour “?A - Isabel AllendeB - Luis SepúlvedaC - Gabriel García MárquezD - Federico García LorcaJeu: Qui veut être millionnaireQuestion 6Dans la mythologie grecque, qui sont les Amazonies?A - Les habitants du fleuve AmazoneB - Les femmes guerrièresC - MusesD - Larmure de métalJeu: Qui veut être millionnaireQuestion 7Dans quel pays sont Goa, Daman et Diu?A - Mozambique 33
    • B - IndeC - AngolaD - Cap-VertJeu: Qui veut être millionnaireQuestion 8Dans quelle ville européenne, vous pouvez visiter le Musée du Louvre?A - BruxellesB - ParisC - MadridD – MoscouJeu: Qui veut être millionnaireQuestion 9Dans cette bataille a disparu le roi D. Sebastião?A - AljubarrotaB - CeutaC - Alcácer-QuibirD - OuriqueJeu: Qui veut être millionnaireQuestion 10En quelle année a été publiée la première «Constitution portugaise?A - 1822B - 1826C - 1910D - 1976 34
    • Anexo III Grelha de participação nas Atividades por SMSCaso A Quem Quer ser Milionário Adivinhas Provérbios Contos Fábulas Quiz 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 1 2 3 1 2 3 4 5 6 7 1 2 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 1 2A14 x x x x x x x x x x x x x x x x xA15 x x x x x x x x x x x x x xA16 x x x x x x x x x x x xA17 x x x x x x x x x x x x x x x xA18 x x x x x x x x x x x x x x x x x xA19 x x X x x x x x x x x x x x x x x xA20 x x x x x x x x x x x x x x xA21 x x x x x x x x x x x x x x xA22 x x x xA23 x x x x x x x x x x xA24 x x x x x x x x x x x x xA25 x x x x x x x x x x x x xA26 x x x x x xA27 x x x x x x x x x x x x x x x xA01 x x x x x x x xA02 x x x x x x x xA03 x x x x x xA04 x x x x x x x x x x x xA05 x x x x x x x xA06A07 x x x x x x x x x xA08 x x x x x x x 35
    • A09 x x x x x x x xA10 x x x x x xA11 x x x x x x x x x x x x xA12 x x x x x x x x xA13 x x x x x xCaso B Quem Quer ser Milionário Adivinhas Provérbios Contos Fábulas Quiz 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 1 2 3 1 2 3 4 5 6 7 1 2 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 1 2B01 x x x x x x x x x x x x x x x x x x x x x x x x xB02 x x x x x x x x x x x x x x x x x x xB03 x x x x x x x x x x x x x x x x x x x x x x x xB04 x x x x x x x x x x x x x x x x x x x x xB05 x x x x x x x x x x x x x x x xB06 x x x x x x x x x x x x x x xB07 x x x x x x x x x x x x x xB08 x x x x x x x x x x x x x x xB09 x x x x x x x x x x x x x x x x x xB10 x x x x x x x x x x x x xB11 x x xB12 x x x x x x x x x x x x x x x x XB13 x x x x x x x x x x x x x x x x x x x x xB14 x x x x x x x x x x x x x x x x XB15 x x x x x x x xB16 x x x x x x x xB17 x x x x x x x x xB18 x x x x x x x x x x x x x x x x x x x x x x x x xCaso C Quem Quer ser Milionário Adiv Provérbios Fábulas Quiz 36
    • 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 1 2 1 2 3 4 5 6 7 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 1 2C01 x x x x x x x x x x x x xC02 x x x x x x x x x x x xC03 x x x x x x x x x x x x x x x x x xC04 x x x x x x x x x x x x x x x x x x xC05 x x x x x x x x x x x x x x x x x x x x x x x xC06 x x x x x x x x x x x x x x x x x xC07 x x x x x x x x x x x x x x x x x x x x x xC08 x x x x x x x x x x x x x x x x x x x x x x x xC09 x x x x xC10 x x x x x x x xC11 x x x x x x x x x x x x x x x x x x x xC12 x x x x x x x x x x x x x x x x x xC13 x x x x x x x x x x x x x x x xC14 x x x x x x x x x x x x x x x x x x xC15 x x x x x x x x x x x x x x x x x xC16C17 x x x x x x x xC18 x x x x x x x x x x xCaso D Quem Quer ser Milionário A Provérbios C Fábulas Quiz 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 1 1 2 3 4 5 6 7 1 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 1 2 3D01 x x x x x x x x x x x x x x x xD02 x x x x x x x x x x x x x x xD03 x x x xD04 x x x x x x xD05 x x x x x x x x x x x x x x 37
    • Anexo IVGuião das entrevistas individuais e focus group Objetivos Tópicos Questões Enquadramento teórico (Sharples 2000; (Vavoula & Sharples, 2002)Legitimar a Pedir autorização para Autorizas queentrevista gravar a entrevista em grave esta áudio entrevista? Preservar o anonimato Recordar as actividades por SMS Vamos recordar as AprendizagemCompreender por actividades por através deque é que os Participação SMS contextos:sujeitos - potenciou fora da sala de aulaparticiparam - limitou 1. Notei que (Anytime/anywhere)mais ou menos (nunca / às vezes /nas actividades muitas vezes)por SMS respondeste às perguntas dos SMS. Porquê?Conhecer se o Apropriação do Controlo dagrau de telemóvel pessoal como 2. Se a professora tecnologia pessoalparticipação nas ferramenta de te tivesseactividades aprendizagem emprestado umdependeu do tipo telemóvel para usode dispositivo exclusivo dausado disciplina a tua Potencial do telemóvel participação teria Mobilidade e como ferramenta de melhorado? Portabilidade: aprendizagem: Porquê? Aprendizagem - para ocupar os independentementeApurar as tempos livres do espaço e doopiniões sobre a - autonomizar a 3. Achas o tempoutilidade do aprendizagem telemóvel umatelemóvel como ferramenta deferramenta de aprendizagem útilaprendizagem para ocupar os Integração tempos livres? Utilidade propícia às Porquê? necessidade de comunicação, 3.1 Alguma vez referência, trabalho, consultaste os e aprendizagem de conteúdos da cada dia; 38
    • disciplina a partir do teu telemóvel Autonomização da para ocupar Adaptatibilidade - a aprendizagem momentos em que tecnologia deve ser não tinhas nada sensível ao contexto para fazer? e evolui segundo o 3.2 Em que conhecimento doCompreender se Proibição/Adopção do circunstâncias o aprendente;os alunos se telemóvel na sala de fizeste?sentem preparar aulapara a 4. Imaginas-te a Apropriação doaprendizagem aprender através telemóvelautónoma Apropriação do de um telemóvel ferramenta de telemóvel para apoio sozinho? aprendizagemConhecer a aos estudosopinião dos Aprendizagemalunos sobre a através do espaço eproibição do 5. O que pensas do tempotelemóvel na que deve mudarescola Aprendizagem ubíqua para que o telemóvel tenha mais aceitação na sala de aula? Características dos dispositivos móveisAdoptar o 6. Qual é a tuatelemóvel como opinião sobre oferramenta de potencial doaprendizagem Características do telemóvel como telemóvel ideal ferramenta paraConhecer as aprender empotencialidades qualquer lado e ado ubiquidade do qualquer hora?telemóvel Apresentação de outrosCaracterizar o dispositivos móveis de 7. Que Omnipresença dotelemóvel ideal apoio à aprendizagem características telemóvel permite Interacção/comunicação deve ter o “stolen moments forEnumerar outros professora e colegas telemóvel para se learning” (Metcalf,dispositivos tornar numa 2002)móveis de apoio ferramenta deà aprendizagem Vantagens e aprendizagem? Disponibilidade: desvantagens da permite conectividade com o 7.1 Que outros comunicação entre professor e dos colegas dispositivos os aprendentes e o móveis poderiam professorConhecer as ser usados na salavantagens da Apreciação global da de aula para alémconectividade experiência do telemóvel? Porquê? 39
    • 8. O telemóvel permite estares Destaque das mais contactável actividades mais com os colegas e a apreciadas professora. 8.1 Quais são as vantagens que estaAvaliar a situação pode Adopção daexperiência trazer para a tecnologia aprendizagem? 8.2 E os inconvenientes?Levar o aluno adestacar o que Comentários/sugestões 9. Gostaste dasmais lhe agradou (aspectos importantes experiências que não abordados) realizámos com o telemóvel este ano? 9.1 Das actividades Agradecimentos desenvolvidas neste projecto comConcluir a o telemóvel qualentrevista e gostaste mais?agradecer 10. Recomendarias o uso do telemóvel nos estudos a outras pessoas? Porquê? 11. Tens algum comentário que queiras fazer acerca desta experiência de exploração das potencialidades do telemóvel na aprendizagem? 40
    • Anexo VTranscrição das entrevistas individuaisFrancês Noite – Caso DP – ProfessorA - alunoEntrevista 1Tempo - 3’32Aluno D02P - Boa noite J. Concorda que grave esta nossa entrevista?A- SimP- Muito bem. Diga-me uma coisa. Acha o telemóvel uma ferramenta de aprendizagemútil para ocupar os tempos livres?A- Acho.P- Porquê?A- Porque tem...é uma pequena máquina, um pequeno objecto que ...multifuncional,eh... tem muito por onde, por onde, digamos a escolha é múltipla e dá para fazervariadíssimas coisas, nomeadamente ouvir música, sei lá e mandar mensagens, enfim,muitas coisas.P- muito bem. O telemóvel permitiu-lhe estar contactável com a professora e com oscolegas. Que vantagens é que isso traz para a aprendizagem?A- muitas.P- algumasA- por exemplo, ajuda na aprendizagem da língua, neste caso o francês e ajuda tambéma assimilar melhor a matéria.P- e tem algum inconveniente?A- Penso que não. O único inconveniente é ter tempo e disponibilidade para o usar,principalmente para quem trabalha, para os alunos que não trabalham.....P- Considera o telemóvel uma ferramenta útil para os alunos da noite, que trabalham,para os estudantes trabalhadores?A- Sim. Apesar de trabalhar encontro que é útil. 41
    • P- em que é que pode ajudar ?A- Ajuda, o aluno tem disponibilidade vai buscar a matéria que está no telemóvel paraaprender ou para relembrar aquilo que aprendeu na aula.P- Olhe o que é que deve mudar na escola para que o telemóvel passe a ter maisaceitação?A- Ah. A pergunta é assim um bocado difícil de responder mas penso que é amentalidade os professores e o conselho executivo deve tomar medidas acerca disso.Pôr regras para usar ou não usar o telemóvel.P- Imagina-se a aprender através de um telemóvel sozinho?A- Sozinho não, tem de haver interacção?P- Mas se tivesse internet no seu telemóvel como tem no computador acedia aosconteúdos da disciplina sozinho, sem precisar...aí sim?A- ah...sim, simP- Quais são os principais factores para se usar bem o telemóvel na aprendizagem?A- quais os factores?P- Os factores que o telemóvel entre definitivamente na aprendizagem. A capacidade doseu telemóvel., que não tenha muitas limitações, ..A- sim, que seja um telemóvel da ultima geração.P- Recomendaria o uso do telemóvel na aprendizagem a outras pessoas?A- sim,P- vai fazer campanha?A- simP- óptimo, obrigada.______________________________________________________________________Entrevista 2A - D01T - 13’03P – Permite que eu grave a nossa entrevista?A- SimP- Ok C., obrigada. Então recordando as actividades que fizemos por SMS a C. nãoparticipou tanto como gostaria por não ter SMSs.A- Sim, na altura não dava.P- Senão teria muito gosto em fazer, não é?A- Sim, sim, teria muito gosto e participava.P- Se eu lhe tivesse emprestado um telemóvel, por exemplo igual a este, para asactividades da disciplina, acha que a sua participação teria sido....A- Sim, sem dúvida seria maior.P- Mas se tivesse um telemóvel como este se fosse seu. Acha que ser um telemóvel seuou da escola influenciaria a participação?A- Não. Porque eu como estou com vontade, por gostar de aprender, aprende-se mesmoque a gente não queira aprende-se. Porque nós temos curiosidade de ver, lemos, estamosa memorizar e aprendemos, acho que se fosse meu era na mesma.P- Quer dizer que não é tanto o instrumento mas a vontade de participar e de...detrabalhar.A- Sim...simP –Muito bem. Acha então que o telemóvel é uma ferramenta de aprendizagem útil paraocupar os tempos livres? 42
    • A- Sim, às vezes estamos em casa, vamos fazer alguma coisa e vamos ver, estamos ler ea aprender um pouquinho mais.P- Não só para ocupar os tempos livres mas também para usar na sala de aula, podefuncionar como uma ferramenta de aprendizagem?A- Sim. Com uma boa coordenação sim, é muito bom.P- Tem os podcasts, consultar até no caso os textos que tinham..A- Sim, exacto... sim consultar e interpretação.P- O próprio dicionário.A- É mais fácil, nós vamos na rua, vamos a qualquer sítio não levamos o caderno otelemóvel vai sempre connosco.P- ...está sempre presente em todo o lugar, a qualquer hora está sempre conectado.A- sim...simP- Vê-se num futuro próximo a aprender sozinha através de um telemóvel, com maiscapacidade, evidentemente, do que o seu, tipo o iPhone? Já viu o iPhone? Aquelestelemóveis de 3ª geração já têm acesso à internet com ecrã...A- sim ...sim já sei qual é.P - ...permite mover o ecrã na vertical e horizontal? Escrever, mudar as imagens com odedo, tocando. Acha que no futuro a educação...A- sim. Só o telemóvel, acho que é difícil, mas também, o telemóvel é para os maisjovens, porque o telemóvel é uma coisa que nós utilizamos todos os dias, e porque ousamos todos os dias ele está sempre presente.P- a omnipresença do telemóvel traz vantagens para os alunos..A- sim...porque eles andam sempre com elesP- e para os mais velhos? Qual é a utilidade do telemóvel para os da sua idade.A- É assim. Nós aprendemos mais porque temos mais curiosidade, estamos mais atentose depois há coisas novas no telemóvel que nós queremos saber, gravar a voz, tirar umafoto, são coisas que nós fazemos na hora, no telemóvel podemos fazer a foto e escrevere muitas coisas.P-...desenvolveu mais capacidadesA- Comecei a mexer mais ,a ver mais coisas no telemóvel que não tinha visto antes,P- Notou que melhorou e aprendeu...A- Sim...simP- O que acha que deve mudar na escola para que o telemóvel seja aceite na sala deaula? Ele está proibidoA- Eu acho que deve mudar...os conselhos executivos das escolas, devem estar maisabertos porque hoje os jovens utilizam-nos, e se utilizam também pode ser usadomoderado, com coordenação também deve ser usado...é uma ferramenta deaprendizagemP – …e os professores?A- Sim...a mentalidade dos professores também.P- ….e os alunos?A- Os jovens só precisam de um pouquinho de regras de resto está tudo bem. Acho queeles aceitam e gostam.P- Controlo, autodomínioA- Sim têm que moderarP- Qual é para si a potencialidade do telemóvel como uma ferramenta de aprendizagem?Onde esta ferramenta melhora, o que traz de diferente, de potencial ?A- o telemóvel é uma coisa pequena, anda sempre connosco, o tamanho é umavantagem. Depois no telemóvel nós podemos escrever, é assim no caderno já não 43
    • podemos eu não sei bem explicar ...nos temos o telemóvel connosco é uma coisa queestamos sempre a mexer, ...dá gosto, é pequeno, não aborrece escrevermos nele.P- já escreve nele habitualmente...A- sim...sim escrevemos...P- tomar notas...A- sim... tomamos notasP – tanto podem tomar notas escritas como gravar...A- sim...sim podemos ouvir...é uma coisa que podemos gravar e depois ouvir.P- é como um canivete suíço, não é?A- eheh...sim ...e se for as línguas, português, francês, inglês, é fácil porque nós temosnecessidade de ouvir...temos uma necessidade enorme de ouvir não é só escrever.Quando ouvimos é que aprendemos...as coisas entram mais depressa. Mas na sala deaula muitas vezes não ouvimos tanto, só ouvimos a nossa língua materna.P- então os podcasts ajudaram a melhorar?A- sim...sim muito a mim foi uma coisa boa...P- ...para ouvir a pronúncia...A- sim..principalmente a pronuncia e aquelas coisas...aquelas letrinha que na línguatemos de carregar mais...os rrs e assim...P-..as sílabas tónicas..A- sim...essas...P- os acentos tónicos das palavras. Muito bem. Quando fizemos as actividades por SMSestiveste mais contactável com a professora e com os colegas sentiu isso um benefícioou incomodou-a por estar tão contactável, a qualquer hora podia enviar um SMS com aprofessora?A- Não...não, nada incomodada.P – acha positivo este contacto?A- sim..porque ...P- contacto estreito com os professores...A- sim...isso é bom.P- poder colocar duvidas quando as tem...A- sim ...éP-...sem barreiras...sem precisar de vir à escola.A-..é...P- com um simples SMS pode contactar a professora...A-....sim. eu até achei graça, porque eu na próxima semana...na quinta-feira... eu recebiaas mensagens e já sabia o que precisava de levar para a escola...lembrava-me maisdepressa...nós demos isto...vamos continuar...vamos precisar de levar isto..a mimajudava-me.P- era como se os SMS lhe fizessem uma síntese, os SMS ajudavam-na..a memorizar ea organizarA- a memorizar...e a organizar...exacto..P – que interessante...nunca tinha pensado nisso...que engraçado..A- mas foi...P- ajudava a prever...já previa o que podia dar na aula...A- sim...de tal maneira que ... eu gosto de saber o que vou mais ou menos dar...gosto depensar um pouquinho..se me apanharem de surpresa ...não soi capaz de ...pronto...jásabia o que ia dar... P- Então é uma forma dos alunos estarem ...A- Quem tem dificuldade em expressar-se... 44
    • P- a acompanhar mais as actividades e interessar-se. costumava consultar os materiaisda disciplina quando não tinha nada que fazer...conte-me lá.A- quando estou a passar a ferro, por exemplo, eu ponho o mp4 no ouvido e estou aouvir muitas vezes...só que eu tenho um problema com os ouvidos não dá para ouvirmuito tempo, ouvia 15 minutos, depois parava mais algum tempo, dez minutos e depoisvoltava a ouvir o telemóvel quando estava numa fila, ou quando estava na loja doCidadão ou quando estava nos Correios à espera de qualquer coisa eu punha-me a ver emexia e escrevei-a as minhas respostas, não era que as pudesse mandar mas escrevia etentava fazer...P- ...quer dizer que ajudava a aproveitar os tempos mortos.A- sim ...sim...exactoP- sentiu que podia estar de uma forma mais útil a recordar as coisas das aulas...A-...e a estudar...é uma forma de estudar...estava fora da sala mas estava a estudar.P – muito bem...o que gostou mais do que fizemos...escrevemos com odicionário...depois...enviar os SMS ...tirar fotos..pedi-lhes para fazer vídeos..gravarvoz...A- ...só não gostei muito de gravar voz.P- então não gosta de se ouvir?A- não..não...eu falo muito baixinho. Gostei dos SMS , gostei de ouvir as gravações...asfotografias não ficaram grande coisa...mas os SMS...tanto material...P- ...ficou com material no seu telemóvel...guardou tudo?A- guardei. É curioso ...uns estão gravados e outros passei para o caderno.P- ...então transcreveu para o caderno... tem tudo...A- aquelas coisas ...não é lendas...as fábulas já estive a pensar vou passá-las para ocomputador, fazer tipo um caderninho, procurar umas imagens e fazer uma ilustração..P-...olha que engraçado ...depois envie-me. O que também pode fazer...sabe que eutambém tive de reduzir aquelas fábulas, a história é maior mas eu só tinha 600caracteres, tive de reduzir, por isso na internet vai encontrar as fábulas maiores, maisdesenvolvidas, por isso se quiser pode ter o resumo, o texto mais pequenino e depoismais alargado, até pode fazer o seu livrinho com a fábula reduzida e expandida.Recomendaria o uso do telemóvel como uma ferramenta de aprendizagem. Aosprofessores e a outros colegas, depois daquilo que viuA- Sim...sim...recomendo. não muito a adolescentes...P- Por que não recomendava...A- Não são tão responsáveis..criam mais problemas....mas a partir dos 16 ou 17 anossim...P -...então jovens com mais responsabilidades?A- Sim...simP- E aos professores?A- sim principalmente aos professores porque ainda não admitem.P- Quer fazer algum comentário, gostou quer continuar a fazer no próximo ano.A- Sim...sim gostava, não só a professora de francês neste caso mas a professora deportuguês, nós neste caso não só escrevemos mas ouvimos, era uma maneira decorrigirmos. Desde que vim agora para o nocturno tenho de corrigir muitas frasesminhas a português, as língua beneficiam.P- No próximo ano envio-lhe os podcasts de português.A- Obrigada______________________________________________________________________Entrevista 3 45
    • A – D03T – 5’11P- Olá L., concorda que eu grave esta entrevista.A- simP- vou-lhe colocar a seguinte pergunta. Usou o seu telemóvel nas actividades.Se eu lhe tivesse emprestado um telemóvel igual ao meu acha que teria respondido maisvezes, usado com mais frequência? Precisava de um melhor?A- não...o facto é que não tinha SMS grátisP – e para ouvir os podcasts chegou bem o leitor mp4?A- sim.P- acha que o telemóvel é útil para ocupar os tempos livres?A- simP- teve alguma ocasião em que não tinha nada que fazer e aproveitou o que tinha notelemóvelA- Os SMSs que a professora enviou, o meu telemóvel não tinha para agendar eu passeipara o caderno ...nos tempo livres passava para o caderno e aprendia.P- Então era positivo ter essas coisas no telemóvel e passar para o caderno nos temposlivres, já estava a aprender..A- simP- Qual é na sua opinião o potencial do telemóvel para aprender em qualquer lado e aqualquer hora?A- acho que é bastante bom...motiva os alunos a interagir mais na sala de aula...aaprender mais..tanto dentro da sala como fora.P- o telemóvel permitiu-lhe estar contactável com a professora a qualquer hora etambém com os colegas. Quais são as vantagens de poder estar conectada?A- é bom.P – e que inconvenientes é que acha que tem? Encontra inconvenientes?A- não..P- os SMS incomodavam-na?A- não storaP- chegou a consultar os conteúdos da disciplina quando não tinha nada que fazer?A- simP- ...quando é que não tinha nada que fazer?A- ... da parte da tarde...em casaP- fora de casa também consultava?A- quando saía levava o mp4 e ia ouvindo os textos.P- diga-me uma coisa...o que deve mudar para que o telemóvel tenha mais aceitação naescola.A- acho que a mentalidade de alguns dos professores em aceitar.P –pensa que o telemóvel deve continuar a ser proibido? Ou deve ser utilizado? Achouque tem utilidade?A- acho que deve ser utilizado, porque nos ajuda bastante em vários aspectosP- é um desperdício não estar a ser usado, considera isso?A- é ..P- imagina-se a aprender sozinha usando um telemóvel que tenha acesso à internet? Eracapaz?A- simP- via-se a fazer aprendizagem sozinha com a ajuda do telemóvel?A- acho que sim 46
    • P- quais são os principais factores para usar bem o telemóvel na aprendizagem?A- temos de conhecer bem o telemóvel, saber como funciona para poder tirar partidodele.P- aprendeu algo novo nesta experiencia de usar o telemóvel?A- sim...olho para o telemóvel de maneira diferente.P – já olha para o telemóvel de maneira diferente, já não é só...A-...para enviar mensagens.P- vê o telemóvel de outra maneira então foi positivo, passou a vê-lo como umaferramenta de aprendizagem.A- simP- recomendaria o uso do telemóvel para aprender a outras pessoas?A- simP- vai fazer propaganda?A- vou ...ehehehP- que outros dispositivos móveis acha quer poderão ajudar também?A- mp3, PDA, portáteis.... que sejam dispositivos de bolso...P- obrigada L.______________________________________________________________________Entrevista 4A – D05T– 6’55P – permite que grave esta entrevista?A- simP- considera o telemóvel uma ferramenta útil para ocupar os tempos livres?A- é sim.P- chegou a ter algum momento livre em que utilizou o telemóvel ou o mp4?A- houve momentos em que utilizei, até participei para enviar mensagens para oconcurso quem quer ser milionário e tive pena de não ganhar o concurso.P- mas foi em tempo livre?A- sim, foi em tempos livre quando enviei.P- o telemóvel permite estar contactável com a professora e com os colegas acha queisso traz vantagens para a aprendizagem?.A- traz vantagens, se eu estiver a estudar e tiver alguma dificuldade na escrita ou naoralidade, envio um SMS à professora ou a algum colega, acho que me vão ajudar aresolver as dificuldades que tiver.P-...e inconvenientes...encontra algum inconveniente?A- inconvenientes...não...neste tempo em que utilizei o telemóvel não tiveinconveniente nenhum, antes pelo contrário.P – só encontrou coisas positivas?A-...sim.P- O que deve mudar na escola para que o telemóvel tenha mais aceitação?A- mudança de mentalidade da parte dos alunos mais novos.P- ..que tipo de mudanças é que têm de ocorrer?A- Olhar para o telemóvel como uma ferramenta de estudo e não com joguinhos,brincadeira e distracção. Se for usado como uma ferramenta de estudo o telemóvel nasala de aula é bem-vindo.P- ...e da parte dos professores? Acha que os professores estão abertos? 47
    • A- Alguns sim. Outros acho que ainda não estão abertos porque ainda vêm o telemóvelcomo uma distracção, ainda não viram como usá-lo como uma ferramenta.P- Mas, considera-o como uma ferramenta de aprendizagem?A- sim...considero-o como uma ferramenta de estudo e usei várias vezes o leitor mp4 eo telemóvel para estudar e ver alguma escrita que tinha dificuldade.P- Se o seu telemóvel tivesse acesso à internet como no computador via-se a aprendersozinho? A fazer aprendizagens só...sim..sim.P - . sozinho a ir pesquisar..A-...ir pesquisar,...P- a ver conteúdos como no computador..A- sim, da mesma maneira que fazia no computador fazia no telemóvel.P- quais são os principais factores para usar bem o telemóvel na aprendizagem? Jámencionou olhar para ele de maneira diferente...A- sim...olhar para ele de forma diferente.P- talvez a capacidade..A- sim a capacidade. Porque embora seja de 3ª geração chega a um limite tenho deapagar pois não tem muita capacidade de memória, não dá e as mensagens são todasimportantes, porque têm conteúdos da disciplina. Se tivesse um telemóvel com maiscapacidade onde pudesse criar pastas, pudesse escrever, dava para fazer isto tudo era umminicomputador.P- recomendaria o uso do telemóvel a outras pessoas?A- ..já estou a fazer publicidade a esta experiência, já falo que nas aulas de francês otelemóvel é usado como uma ferramenta de aprendizagem.P- E qual é a reacção das pessoas?A-...ficam admiradas por usar o telemóvel na sala de aula.P - ...e não lhe fazem perguntas?A- Sim...fazem perguntas...o que é que professora manda para o telemóvel...se nósrespondemos, se não respondemos, o que fazemos e eu digo-lhes.P- como é que as pessoas ficam quando lhes diz o que fazemos? aquela professora deveser...A - .não..acham interessante, ficam admirados que...P- ...começam a ver outras potencialidadesA- ...isso, porque a maior parte nunca teve contacto com uma coisa igual.P- ..consideram que estamos a fazer algo bom?A- sim elas consideram que está a fazer algo bom.P- ...está no bom caminho..A- simP- esta experiência mostrou outras perspectivasA- sim...abriu...abre a porta a novos horizontesP – aquela experiência que me contou que teve para a disciplina de filosofia foi útil?A- ... a filosofia aquilo é muita coisa para decorar, escrita e tudo mais...e ao gravar nomp4...assim..ao ir para o trabalho posso meter os auriculares nos ouvidos e vou a ouvir.Ou a fazer uma caminhada, ou a correr, em vez de ir a ouvir música vai-se a ouvir adisciplina e vamos a estudar...P-...a optimizar o tempo disponível?A-..claro.P-...e que ainda não se tinha apercebido.A- exacto...e ajuda bastante.P- esta experiência despertou-o para essa situação. 48
    • A- ...porque eu no 1º teste de filosofia tirei 6 e depois no 2º depois de ter feito isso játirei 11.P- parabéns. Então com o mp4 já teve mais tempo para assimilar os conteúdos.A- ...é assim...quem estuda à noite não tem tempo e esta maneira é uma maneira muitoboa para nós estudarmos.P- qual é o valor desta ferramenta para os alunos da noite? Que trabalham durante o diae depois à noite vêm para aqui? Qual é a mais valia ue esta ferramenta pode dar?A- ..é uma mais-valia muito importante porque eu, falo por mim, saio de casa às 8 damanhã e chego a casa à meia-noite., não tenho tempo para estudar...estar a chegar a casapara jantar e ainda estar a estudar não dá, assim com o mp4 consigo gravar lá algumascoisas e depois consigo estudar por lá durante a hora do almoço, ao fim de semana, nostempos livres é muito melhor.P – como sentiu a gravar a sua voz no mp4?A- não gosto muito da minha voz. Mas para o efeito que é serve.P-...então faz isto para outras disciplinas...A- ...sempre que puder vou fazer.P-...pois tem 2 Gb de armazenamentoA- -....dá para muita coisa...P- obrigada.______________________________________________________________________Entrevista 5A – D04T - 4’14P- Olá L. Permite-me que grave esta conversa?A- simP- Considera que o telemóvel e o mp4 que usou mais vezes é uma ferramenta útil paraocupar os tempos livres?A- simP- mas porquê?A- para fazermos as nossas actividades, tirarmos as nossas dificuldades na aula tiramosas nossas dificuldades para o telemóvel ou mp4 depois tiramos as dúvidas e ao mesmotempo aprendemos.P- ...teve algum momento em que não tivesse nada que fazer e tivesse usado o mp4?A-...sim...mais o mp4 para ouvir os textos quando não tinha nada a fazer.P – qual é o potencial do telemóvel para aprender em qualquer lugar e a qualquer hora?Tem muita potencialidade ou pouca?A- muita. Os telemóveis mais recentes têm muita capacidade para lhes meter muitainformação lá dentro.P- e isso é bom, ter em qualquer lado?A---isso é muito bom.P- O telemóvel permitiu estar contactado contactável com a professora e os colegas.Qual é a vantagemA- ...tiramos as nossas dúvidas, estamos com dúvidas...enviamos um SMS e aprofessora tira-nos as dúvidas,P- ...isso é vantajoso para a escola. E encontra inconvenientes?A- hummm...o meu telemóvel é fracote, não dá para mais.P- O que acha que deve mudar para que o telemóvel seja aceite na escola? 49
    • A- ...deve mudar a mentalidade dos professores, encarar o telemóvel como umaferramenta...P- ...e os alunos?A-...os alunos se chegasse ao pé deles e lhes dissesse que as aulas iriam funcionar à basedo telemóvel, das novas tecnologias, eles de certeza iriam concordar.P – e os alunos da noite acha que estão abertos?A- sim, acho que sim e mesmo os professores...alguns aderem outros não.P- considera que se tivesse um telemóvel melhor poderia aprender sozinha?A- sim...sem duvida.P-...aceder a conteúdos sozinha no seu telemóvel?A- ...sim....pesquisar...mexer...descobrir novas coisas.P- ...era um óptimo instrumento?A-..sim.P- Se eu lhe desse um telemóvel para a disciplina ia usá-lo de que maneira?A- ….de que maneira....a respeito da aula?P- Sim, como acha que o ia usar?A- …ia descobrir o que poderia fazer com ele e depois metia os conteúdos lá dentro dasaulas.P- ...depois usava-o como se fosse o seu caderno...já viu transformar o seu telemóvel nocaderno, m-caderno.A- simP- Recomendaria o uso do telemóvel na aprendizagem a outras pessoas?A - Sim...porque hoje em dia escreve-se mais depressa num telemóvel do que numafolha..P – era tudo. Obrigada.A - de nada______________________________________________________________________Francês Dia – Caso CEntrevista 6A – C07T – 7’41P- Olá A.. Aceitas que grave esta entrevista?A- simP- Vamos recordar as actividade por SMS, tu participaste bastantes vezes nasactividades.A- Claro...P- ...por que participaste? a que se deveu esse entusiasmo?A- ...porque era uma coisa nova e estava sempre com o telemóvel, como o telemóvel éum meio sempre à mão e bastante acessível e pronto as perguntas que a stora fazia...P-...Não custou nada...A-...não custou nada...era pedir diz-me isto aqui que não percebo.P -..Recorrias a alguém? Quer dizer que é bom poder aprender fora da sala de aula.A-..sim ...quando a stora mandava as mensagens estava sempre com amigos e prontoeles ajudavam-me.P- O que é que eles achavam?A- ...achavam óptimo ...-e diziam “só a minha stora é que não faz isto”P- eeheh...ficavam até um bocado invejosos. Ok. 50
    • Se eu te tivesse emprestado um telemóvel exclusivamente para a aula de francês para asactividades da disciplina, achas que terias participado mais?A- ...não era igualP- era a mesma independentemente de teres o teu...A-..era igual.P-...disponibilizaste o teu telemóvel e o teu entusiasmos não sofria alterações?A- Não.P- Achas que o telemóvel depois das explorações que fizemos que é uma ferramenta útilpara ocupar os tempos livres?A- Em termos de aprendizagem é.P- Porquê?A- Eu antes nunca pensei que o telemóvel desse para aprender qualquer tipo de matéria.Mas hoje...depois destas experiências, agora digo que é uma óptima ferramenta deaprendizagem.P- ...mudaste completamente a tua visão...a respeito do telemóvel?A-...claro.P – Imagisnas-te no futuro a aprender sozinho através de um telemóvel com acesso àinternet?A- claro...P- Tu tens 2 Gb, agora há telemóveis com 16 Gb podes ter lá os manuais todos.A- pois.P- O que achas que deve mudar para que o telemóvel não seja proibido? Para que sepossa usar como o que se passou na aula de Francês com as experiências que vocêstanto gostaram.A- eu tirava o papel que está na parede a proibir.P-,,,ah mas eles continuam proibidos, não fui eu que os proibi..eu é que estou a quebrar...A- sim...a maioria dos alunos abusam, em vez de estar a prestar atenção põem-se aenviar mensagens com o telemóvel e os professores...porque é assim...quanto mais seproíbe um aluno mais apetece fazê-lo...aqui já não a stora deixa até o aluno já nem ligaao telemóvel já sabe que é para trabalhar com ele, já está habituado, já é uma coisanormal.P- ...então era bom que os professores olhassem para ele e dissesse o que eu posso fazercom eles na minha disciplina?A-...claro.P- ...em que é que ele pode ajudar os alunos.A-...podiam usar o telemóvel como uma arma de aprender.P - ...exactamente...uma ferramenta.A-...é.P- Qual é na tua opinião o potencial deste aparelho para aprender em qualquer lugar e aqualquer hora?A-.. pelo que vi agora foi os podcasts, foi ... olhe curti muito, foi...issoP- porquê?A- porque a stora lia os textos ou explicava aquilo e ouvia-se muito bem.e pronto, emcasa ....eih ...vou comer ...vou fazer os trabalhos de casa...eih ... cheio de sono, mas nãopegava no telemóvel a qualquer hora...tau...ouvíamos aquilo...P- não custa nada...A-...nada...para mim foi o que mais curti.P- Então estás a ver armazenaste bastante, o teu telemóvel dava para 3 Gb de leitura...A-...éP- ...mas o teu telemóvel era dos bons? 51
    • A- o meu é.P-...permite um armazenamento...de muito conteúdo.A-...muito mais..P- podias ter várias disciplinas que não havia problema nenhum.A-..nenhum.P – E quanto à organização?A- a organização...P- Ajuda a organizar ou não? Não organizaste muito bem os conteúdos...tinhas tudo...A- não....tinha tudo na faixa de ouvir músicas, porque o meu não dava para pôr pastas àparte.P- mas se pudesses pôr pastas...estava tudo mais organizado.A- Punha..estava tudo organizado.P- ...eras se calhar mais organizado do que com os cadernos.A- sim...porque com o telemóvel é mais rápido organizar...não tem a trabalheira de virarfolhas...escrever para aqui...escrever para acolá...aqui é tudo automático...é só mexercom o dedo...com um dedo faz-se tudo.P- Então a tua geração é mais para ler no ecrã do que para ler no papel?A- ah...é.P- porquê?A- porque no papel a mim dá-me sono.P – dá-te sono?A----dá-me sono, é impossível ler um livro um dia inteiro. O que mais consigo ler é 10minutos.P- E então o que é que o telemóvel traz que éA- ...deve ser a luz que incentiva...não sei....é mais fácil.P-...Pois quando não te apetecesse ler, ouvias...usavas outros sentidos...A-...claroP- ...Enquanto que com o livro só podemos usar a visão, o telemóvel permite-nos ler,ouvir....A - tudoP- ...escrever...interagir...A- claro.P.- e quando escrevemos também estamos acordados. A- é...P- Durante as actividades por SMS estiveste mais contactável com a tua professora ecom os colegas. Foi bom ou trouxe algum inconveniente para ti? Gostaste?A- não, não trouxe...gosteiP- Como passaste a ver a professora depois de vos ter dado o nº de telemóvel, de vos terenviado aquelas mensagens, o que pensaste em relação à professora tradicional que vemdar as aulas, vai embora, volta.?A- acho muito avançado....P -...muito avançado? mas não te trouxe nenhum constrangimento, eu mandar-vos...A- ...nada...nadinha, até gostei.P-...gostaste?A- Gostei---até gostei mais do que o quem quer ser milionário.P- Chegaste a consultar quando não tinhas nada a fazer, alguns conteúdos dadisciplina...para ocupar os tempos livres?A- quando não tinha nada ouvia aquelas coisas do pronomes demonstrativos...para ter,saber mais um pouco de matéria, ouvia isso um bocado. 52
    • P- sabes que podes continuar a ouvir nas férias a professora a ler e ir melhorando a tualeitura. Para o ano vais ter novamente francês convém que continues a ler e aaperfeiçoar a leitura. Como vês as aulas acabam mas a professora continua a estarsempre no vosso ouvido.A- eu em principio também vou a Paris.P- ah óptimo...e o que mais gostaste de fazer? Nós explorámos o áudio o vídeo tirarfotos , escrever o dicionário, ouvir os podcasts, os SMS, tantas actividades o quegostaste mais?A- vou escolher o dicionário e os podcasts.P- porquê?A- porque aprendi mais. Dá para aprender mais.P – então aconselhas continuar com os podcasts?A- podcasts....e....P- recomendarias o uso do telemóvel a outros professores , assim como nós estivemos aexplorar, recomendarias que outros usassem?A-...sim...depende da disciplina.P- por exemplo a professora de história?A- história de Arte? P-...e filosofia....A-...sim...filosofia, português.P- ...achas uma forma diferente de pôr sínteses de matéria. para vocês ouvirem váriasvezes..A-...sim...resumos ou issoP- mas vocês também podem fazer os vossos resumos.A- sim...P- ...também os podeis gravar...A-..claro.P- queres fazer algum comentário?A- ...não.P -...gostaste?A-. Gostei de tudo.P- No próximo ano gostavas de continuar a fazer assim?A- claro., sim.P- Obrigada A., já está.______________________________________________________________________Entrevista 7A - C11T– 10’14P- P., concordas que grave a nossa entrevista?A- Sim.P- Vamos recordar as actividades por SMS. Tu respondeste muitas vezes às actividadespor SMS mas se calhar terias respondido mais às actividades seA- eu respondia às actividades sempre que podia, quando não respondia era porque nãopodia ou então quando lia a mensagem já era tarde e pensava que já era muito tarde paramandar SMS ou que a stôra já não contava ou outros colegas já tinham mandado aresposta.P – muito bem. Gostaste ?A- gostei 53
    • P- se eu te tivesse emprestado um telemóvel para as actividades da disciplina achas queterias participado mais do que aquilo que participaste com o teu telemóvel?A- não, eu acho que não a participação seria igual se não estava com um também não iaestar com outro e a minha prestação ia ser a mesma.P- irias fazer igual, não é por ser teu ou não o telemóvel que altera a tua participação.Isto quer dizer que outros professores poderiam usar as mesmas estratégias…A- acho que sim.P- o teu telemóvel tem muita capacidade de armazenamento?A- tem algum…tem 1 GbP- 1 Gb é muita capacidade de armazenamento, muito espaço.A- sim.P- muito bem. Achas que o telemóvel é uma ferramenta útil para ocupar os temposlivres?A- eu acho que sim.P- de que maneira?A- porque nós usamos muito o telemóvel quer para mandar mensagens, quer fazertelefonemas e eu acho que se tivéssemos matéria lá tornava tudo mais fácil, porque nósgostamos muito de mexer no telemóvel e com matéria ia-nos dar mais gosto paraestudar.P- imagina que as editoras se lembravam de oferecer às escolas ou vender aos alunos osmanuais escolares a um preço mais barato para os alunos colocarem nos seus telemóveis,ou até nos computadores e terem acesso aos manuais a partir do telemóvel ou docomputador. O que é que te parece esta ideia?A- era interessante porque acho que ia haver uma grande adesão e se fosse mais baratotoda a gente tinha possibilidade para ter esse tipo de manuais.P – Portanto imaginas o manual de francês podias copiá-lo para o teu telemóvel…iaser….que mudanças achas que traria?A- Era como uma editora portátil, andávamos com ele sempre, podíamos ver, mesmoquando não estamos em casa e não temos o livro íamos estar sempre com o telemóvel aestudar. Às vezes esquecemo-nos do livro e tínhamos a matéria no telemóvel, era maisfácil.P- Muito bem. Imaginas-te no futuro, por exemplo com um iPhone a aprender sozinha?A- Eu já não. As pessoas de agora acho que não, mas no futuro acho que sim.P- Se tivesses tudo o que tens na tua pasta transferido para o telemóvel …A- Ai era tudo mais fácil e mais leve.P- Mais leve…e dava mais gosto a leitura no telemóvel?A- sim.P- ..ou no papel’A- …no telemóvel.P- Achas que à tua geração custa ler no papel, porque será?A- Nelhor no telemóvel. porque nós jovens não lemos muito e estamos muito agarradosao telemóvel, acho que se as coisas estivessem no telemóvel fazíamos as duas coisasnuma. Usávamos o telemóvel e aprendíamos. Era muito…era melhor.P – optimizávas o aparelho, é isso?.A- simP- Concordas que se mais professores vos dessem os conteúdos para verem notelemóvel , imagina a filosofia com tantos textos…A- Era tudo mais fácil.P- …não era mais interessante para vocês?A- sim. 54
    • P- O que pensas que deve mudar para que o telemóvel passe a ser mais aceite na sala deaula uma vez que ele está proibida a sua utilização?A- Eu acho que o problema dos professores é que o telemóvel dá para mandarmensagens para fora da sala de aula, que acho que se o telemóvel fosse usado sem ocartão os stôres aderiam mais porque nós assim não tínhamos curiosidade de mandarmensagens. Eu acho que são as mensagens que preocupam os professores.P- Na tua opinião os alunos deveriam tirar o cartão. Não era proibir o telemóvel mas erausar o telemóvel sem cartão, era isso.A- SimP- Tu achas que os jovens aderiam a isso, tirar o cartão do telemóvel?A- Eu acho que sim mas de certeza que haveria alguém …P- ..iria furar….tudo o que seja proibição, não é…?A- É. Como o telemóvel é proibido mas nós usamos quando o cartão for proibido iamusar outro cartão.P- O que achas que tem de mudar na mente dos jovens? Para que esta ferramenta nãoesteja a ser desperdiçada? Já que nós este anos exploramos as várias potencialidadesdesta ferramenta e verificaste que tem muita utilidade, pode ser útil em muitosmomentos da aula e fora da sala de aula também…A- Sim…P – O que achas que deve mudar na mentalidade dos jovens?A- É saber que o telemóvel não serve apenas para mandar mensagens, mas sim tambémpara aprender. Podemos guardar matéria aí e os professores também podem mandarmatéria para o nosso telemóvel, porque o nosso telemóvel pode servir como um blocona aula, podemos apontar tudo e é mais fácil escrever no telemóvel é mais rápido e tudo.P- Tu escreves sem olhar, não escreves?A- Escrevo.P- Francês é que é um bocadinho difícil…A- Não com a escrita inteligente basta carregar na tecla com a letra correspondente queela aceita logo.P- ..depois tendes o dicionário também….A-….sim,P- ….também vos dá a palavra correcta em Francês. Muito bem. O que achas que ospróximos telemóveis deverão ter para serem efectivamente uma boa ferramenta deaprendizagem? Em Julho vai ser apresentado o novo iPhone 3GS que é mais rápido etem vídeo. Achas que o iPhone é já um bom telemóvel para o ensino ou não? Ou aindatem limitações?A- …não sei…que eu não conheço muito bem o iPhone. Acho que os telemóveis paraserem bons para a aprendizagem deviam ler documentos…nós escrevíamos nocomputador, mandávamos para o telemóvel e podíamos ler documentos no telemóvelacho que faz falta….P- …sabes que há telemóveis que já permitem ler todo o tipo de ficheores, pdf, Word ,Excel, etc….tem é que se colocar uma aplicação.A- Sim.P – E o tamanho do ecrã, achas que é limitado?A- não…acho que não.P- …limita?A- …não.P- Durante as actividades por SMS tiveste oportunidade de ter a professora maiscontactável, não é? …e aos colegas também, de certa forma. Parece-te positivo, 55
    • negativo o teres a possibilidade de contactar a professora a qualquer momento, atravésde um SMS?A- Eu acho que era positivo. Ao fim de semana quando nós temos dúvidas não podemosfalar com os professores, só mesmo no dia de aula. Quando temos aula só à quarta-feiratemos de esperar do fim-de-semana até quarta-feira. Quando temos acesso ao professordurante o fim-de-semana acho que é positivo porque podemos tirar dúvidas e ficamosesclarecidos logo na hora, porque às vezes até esquecemos de perguntar e ficamos coma dúvidaP- Tu alguma vez consultaste no telemóvel os conteúdos da aula quando não tinhasnada que fazer?A- Sim. Às vezes punha-me a ler as fábulas que a stôra mandava e a perceber…eu acheimuito bem…P-…dava jeito?A- Dava. Eu tentava ler e tentava traduzir e associar…era muito bom…P- …foi bom teres os conteúdos no telemóvel, aproveitaste melhor os tempos livres?A- Sim.P- …que de outra maneira não teria aproveitado…já é muito positivo.A- Sim…sim…P- O que gostaste mais durante estas experiências, nós exploramos o telemóvel comogravador de som, tirar fotografias, fazer vídeos, gravar podcasts, ouvir, escrever odicionário, receber e enviar SMS, os que e é que…afinal de contas fizemos muitascoisas….A- Sim… Os podcasts.P – Porquê?A- nós usamos o telemóvel para ouvir música, quando a professora mandava fazerpreparação de leitura em vez de estarmos a ouvir música podíamos ouvir os podcastssempre que quiséssemos.P- Foi bom?A-….foi.P- Podes continuar a ouvir mesmo acabando o ano lectivo. Durante as férias podescontinuar a treinar a leitura. Não é?A-….sim.P- ….tendes sempre a professora mesmo tendo terminado o ano. Recomendarias o usodo telemóvel a algum professor ou colegas?A- Recomendaria o uso do telemóvel para aquelas disciplinas que temos de estudarmuito, temos de tirar vários apontamentos. Eu acho que se tivéssemos o telemóvel eramuito mais fácil...P- ….mais fácil estares a estudar Filosofia e poderes fazer sínteses…A- …e a História que é muita coisa….fazer resumos …..P- ….fazer resumos e gravá-los e depois ouvi-los nos tempos mortos.A- …eu já fiz isso…pronto…logo no primeiro teste no primeiro período…a Filosofiaeu gravei os apontamentos e depois quando vinha para a escola no autocarro pus a ouvire resultou.P – …e resultou…não é? Portanto este ano descobriste muitas utilidades do telemóvel.A- Sim.P- Tens algum comentário?A- Acho que compensa usar o telemóvel para aprendizagem.P- Achas que no futuro é uma ferramenta a ter em consideração e usar na sala de aulapara ajudar os alunos nas actividades?A- ….acho que sim. 56
    • P- Obrigada P., obrigada.______________________________________________________________________Entrevista 8A – C16T - 9’30P- Autorizas que grave esta nossa conversa.A- AutorizoP- Lembraste ainda das nossas actividades por SMS? No teu caso tu nunca merespondeste às perguntas por SMS. Porquê? A que se deveu?A- Sei lá…não me interessei muito …P- …e por eu não te interessaste?A- ..sei lá…não tenho por hábito mandar SMSsP- …ah…já não costumas enviar SMS…quantas costumas enviar por dia?A- …por dia…eu nunca envio…mais …telefono…posso telefonar…P - …ah …tu gostas mais de telefonar….mas não usas os SMSs?A- …não …é raro….P- …então foi por isso que não respondeste. Mas recebeste-os?A- Recebi…P- Gostaste de os receber?A- Sim…gostei. Não li todosP- …mas gostavas de receber, achaste bom?A- …sim…é interessante…P- …achate interessante… Olha, se te tivesse emprestado um telemóvel para usaresnesta experiência terias participado mais, ou seria a mesma coisa coo foi a partir do teu?A- …seria a mesma coisa…P- …seria a mesma coisas…estás aberto a futuras utilizações do teu telemóvel, paraefeitos de aprendizagem, não há problemas nesse aspecto?A- Não.P – Muito bem. Achas o telemóvel uma ferramenta útil para ocupar os tempos livres?A- Livres como?P- …quando não tens nada que fazer, por exemplo ser uma ferramenta de aprendizagem,quando tinhas lá os podcasts…A- …sim…sim.P- … tinhas os contos…imagina que estavas à espera do autocarro…se calhar nãotinhas nada que fazer…chegaste a ….consultar…a ver o que tinhas lá escrito?A- sim…cheguei a consultar os podcasts… na rua, em qualquer sítio..P- …para ocupar aqueles momentos em que não temos nada que fazer achas que terconteúdos disciplinares conteúdos da escola no telemóvel é bom, para o aluno passar otempo?A- …acho que sim…P- Imaginas-te no futuro a aprender sozinho com um telemóvel tipo iPhone, com maiscapacidade, com ecrã maior, achas que eras capaz de aprender sozinho?A- Depender do que tiver…das informações que tiver…se tiver boas informações umapessoa consegue aprender.P- Tu vês que a tua PSP tem um ecrã grande dá para ver bem..A- Sim…dá para ler…P- …dá para ler a partir dali. È bom para tu ires lendo a partir alguns consteúdos dasdisciplinas… 57
    • A- …sim….dá para ler perfeitamente e o telemóvel também.P- …então consideras que também se pode aprender por estes dispositivos móveis aPSP, o telemóvel….A- …sim.P – O que pensas que deve mudar para que o telemóvel seja mais aceite na sala de aula?A- …não sei…só.P- …eles está proibido…mas depois desta experiência…A-….ou seja, os alunos nem todos se interessam pela utilização do telemóvel…comopodem usar o telemóvel eles deixam …essa…o que é para fazer e podem enviarmensagens para outros colegas, sem ter nada a ver com o trabalho que é para fazer naaula. Como podem usar o telemóvel desviam-se do que é realmente para fazer para…fazer outras coisas…que não têm nada a ver com a matéria.P- …mas é uma ferramenta útil …A- Sim…P- …e pode ser importante até para progredir e ter mais sucesso nas disciplinas, nãopode?A- Acho que sim.P- Pode-vos ajudar, se vocês quiserem?A- Pode. Claro…só que nós não estudamos…P- Qual é na tua opinião o potencial do telemóvel para estudar em qualquer lugar e aqualquer hora? Ter os conteúdos, ter muita memória e capacidade …A- ..sim.P - …e ter acesso à internet?A- …depende do telemóvel. O meu telemóvel é lento…já é um bocado lento. Umtelemóvel mais avançado acho que é mais…mesmo na PSP o acesso é mais rápido.P- O que é que um telemóvel com acesso à internet vem oferecer à qualidade de ensinoque o aluno não tem agora?A- …um telemóvel com acesso à internet…num…não acho que…..P- …com acesso à internet por exemplo tens uma dúvida podes em qualquer lugar ir aoGoogle investigar e ficas a saber…não é?A-….posso fazer isso….P-…mas isso não é bom?A- ..acho que é bom.P- O que os alunos devem fazer….o que se dever mudar para se utilizar melhor otelemóvel do que se tem usado até agora?A- …eh….P- …ele está proibido, se está proibido é porque perturba.A- …sim…P- …então o que é que os alunos devem …A- ..devem-se interessar…fazer coisas interessantes com o telemóvel…as matérias têmde ser interessantes, têm de motivar os alunos.P- …olhar para o seu telemóvel …A- …sim…P - …colocar lá materiais que possam depois…A- …que motivemP- …ajudar…para consulta…fora e dentro da sala de aula.A- …sim…P- O telemóvel permitiu estar em contacto com a professora e com os teus colegas. Quevantagens é que isso traz, estar sempre em contacto com o professor e com os colegas? 58
    • A- acho bom, porque nem sempre as pessoas estão próximas…é bom para trabalhar adistância …quando uma pessoa não mora perto uma da outra…podem trabalhar, com otelemóvel já podem enviar informações, a vários quilómetros de distância …P- … podem pedir ajuda…A- …pode-se pedir ajuda….P- …estás a fazer um trabalho precisas ajuda do professor ou dos colegas estais semprecontactáveis. E inconvenientes? Achas algum inconveniente estar conectado àprofessora traz algum inconveniente?A- Acho que não.P- Não há invasão da privacidade, pois não. Não consideraste que aqueles SMS eraminvasão da privacidade, o objectivo não era esse, o objectivos era dar-vos materiais paraterdes no telemóvel, para todos os dias poderem estar em contacto com a disciplina.A- Não…não.P – Alguma vez consultaste o teu telemóvel quando não tinhas nada que fazer, à esperado autocarro?A- Os podcasts…ouvi-os mesmo na escola, em casa….P- …e fora de casa ouvias?A- …sim quando estava à espera de um colega.P- …quando não tinhas nada que fazer….deixa-me…A- …para preparar o ouvido à leitura de francês…P- …isso é bom preparar o ouvido, para melhorar a pronúncia. E o que mais gostaste defazer com experiências com o telemóvel, este ano? Vocês começaram por pôr odicionário, escrever o dicionário…A- …gostei de escrever o dicionário….ajudou…P- Tu tinhas já um dicionário…aquela aplicação que instalaste no teu telemóvel…atéque foi bom…A- …sim…ajudou…P- …e o que gostaste mais?A- …os podcasts…P- …pois os podcasts também foram úteis e os SMS? Não deste feedback mas gostastede os receber.A- ….sim…sim….gostei.P- Recomendaria o uso do telemóvel para estudo a outras pessoas, depois do quetrabalhámos nas aulas, desta exploração que fizemos, recomendarias?A- …evidentemente….acho que foi….sim mas com outro…como um complemento…P – Podemos ter os conteúdos em papel ou agora também em suporte digital.A- Sim….P- …podemos ter em vários suportes. Que outros dispositivos móveis achas queajudariam na aprendizagem, para além do telemóvel?A- …o computador, sem dúvidaP- …sim, o computador…dos mais pequenitos…A- … a PSP …P- …a PSP com acesso á internet era melhor, se mais gente tivesse PSP era melhor, setodos tivessem PSP se calhar era melhor, porque o ecrã era um bocadinho melhor, temacesso à internet.A- …sim…mas o computador é o que tem mais utilidade deles todos, sim…o telemóvelagora também tem internet…P- …exactamente…A- ..vai aumentar as potencialidades do telemóvelP- ….o telemóvel todos têm o computador nem todos têm…. 59
    • A- …pois.P – Termina aqui a nossa conversa. Obrigada.______________________________________________________________________Entrevista 9A – C05T – 10’34P- J., posso gravar a nossa conversa?A- Sim.P- Durante estes ano estivemos a usar o telemóvel em muitas actividades na sala de aula.Lembras-te das actividades por SMS?A- Sim.P- Tu trabalhaste bastante. Por que é que tiveste boa participação?A- Acho que era uma forma mais didáctica de trabalharmos com a disciplina.P- Gostaste?A- Gostei…era mais interessante…porque podíamos estar em contacto com aprofessora em qualquer hora e em qualquer sítio.P- Se a professora te tivesse emprestado para usares exclusivamente para a disciplinaachas que a tua participação ainda tinha sido melhor ou na mesma?A- …eu acho que era igual. Acho que participei razoavelmente bem…P- …portanto não influenciava, podes…A- …não.. acho que participei bem…P- …podes continuar com o teu telemóvel?A- Sim.P – Fizemos várias utilizações do telemóvel, nomeadamente, o dicionário, os podcasts,fazer vídeos, fotos, gravar voz. Achas o telemóvel como uma ferramenta deaprendizagem para ocupar os tempos livres? È útil?A- acho que sim…porque temos acesso à matéria e aos professores para nos tiraremdúvidas a qualquer hora e em qualquer sítio que estejamos.P- Imaginas-te a aprender através de um telemóvel, sozinha? Achas que serias capaz deaprender outras matérias se tivesses esses conteúdos no telemóvel?A- Talvez. Depende das disciplinas. Há disciplinas que têm de ser dentro da sala de aulaporque há coisas que têm de ser interiorizadas de forma diferente. Tal como amatemática, por exemplo, não funcionaria por telemóvel.P- …nada da matemática funcionaria por telemóvel?A- Eu julgo que não…só mesmo…o teórico…o prático não daria…P- …mas o teórico daria, não daria?A- Sim.P- Por exemplo, para gravar esquemas do quadro, para depois estudar em casa. Tambémpodia ser? Passavas a imagem para o teu computador e podias estudar.A- exacto. Por exemplo há outra disciplina que eu tenho também não daria portelemóvel que é desenho.P- …mas também poderias trazer fotografias tiradas com o teu telemóvel para a aula deDesenho.A- Exacto. É diferente…porque a professora não nos poria a trabalhar…P – O que achas que deve mudar para que o telemóvel seja melhor aceite na sala deaula?A- Alguns alunos acham que talvez estar em contacto, por os professores enviaremSMS seja invasão da privacidade, assim, isso não é a minha opinião, mas sei que é a 60
    • opinião de algumas pessoas…ser a toda a hora …é assim…acham chato. A minhaopinião não é essa, para mim é bastante bom para melhorar a nota e tudo. Mas há algunsalunos que não acham isso… isso varia muito de pessoa para pessoa…a professora estáa perguntar?P- …o telemóvel está proibido…o que é …A- …está proibido…é assim…eu acho que isso devia ser mudado porque os alunos, agrande maioria gosta mais de aprender porque o telemóvel é algo seu e podem estarsempre em contacto, podem tirar dúvidas…a maioria dos alunos gosta …por que éassim…estão habituados a trabalhar com aquilo, talvez seja mais interessante.P- Qual é para ti o potencial do telemóvel como ferramenta para aprender em qualquerlugar a qualquer hora … podes ter acesso ao que tiveres dentro do telemóvel, a qualquerhora, estares sempre contactável. Isso serve para quê?A- …serve para muito, para ter acesso a qualquer coisa, quando precisar e não tiveruma determinada informação do telemóvel, posso enviar uma mensagem à professora aperguntar. Eu acho que estar em contacto permanentemente é mais ...é mais simplespara trabalhar, porque não temos que nos dirigir a um determinada local…não temosque marcar hora nem nada do género.P- Que condições é que pensas que devem existir para se usar bem o telemóvel comoferramenta de aprendizagem?A- Enfim…primeiro tem que haver respeito mútuo entre professor e aluno. Porquealguns alunos são abusivos e em vez de estar a trabalhar na sala de aula com otelemóvel na sala de aula estão a enviar mensagens e a fazer outras coisascompletamente diferentes ….e acho que deve haver respeito mútuo porque osprofessores também não devem pressionar muito os alunos, se os professores nãopressionarem muito os alunos, os alunos também começam a respeitar o professor.P- Pressionar como?A- Do género… È assim…há alunos que…é assim há professores que não deixam usaro telemóvel na aula, são muito tipo generais e …o que é que eu ia dizer??...e os alunosfazem aquilo às escondidas e é pior.P- Consideras que é pior às escondidas que …A- …mais vale ser uma pessoa sincera, uma pessoa frontal…P- … abertamente usado como uma ferramenta, como é o livro?A- Talvez seja por isso é que tenha sido proibido porque alguns alunos abusam.P- Tu já disseste que o telemóvel permite estar mais contactável com os colegas e com aprofessora. Isso traz vantagens. Que vantagens? Tu já disseste…tirar dúvidas…A- …não é só isso tirar dúvidas …P - …e inconvenientes?A- Inconvenientes há aquilo, por exemplo, a caixa de mensagens fica cheia, ou o cartãofica cheio para guardar informação e em casa se tenho de apagar as mensagens, algumavez esquecemo-nos e apagámos as mensagens todas e a informação vai-se toda embora,mas isso também, é assim…se uma pessoa for realmente atenta, pode passar aquelainformação para o computador… mas isso também depende muito dos telemóveis,porque os mais antigos não têm como ligar…não têm ligação ao computador.P- Alguma vez consultaste no telemóvel informação da disciplina quando não tinhasnada que fazer?A- Por acaso já.P- Ah…sim…quando? O que estavas a fazer?A- …é assim ….por acaso estava a ver televisão e estava a dar um programa tipo quizzee tinha aparecido uma pergunta tipo uma que a professora nos tinha enviado por SMS 61
    • do jogo “Quem quer ser milionário” e eu fui ver…para ver se era igual…se era amesma…e para ver se eu tinha respondido correcto. Era parecida…não era bem igual.P- Achas útil ter informação no telemóvel e se não tiveres nada para fazer poderesconsultar. Acha útil?A- Acho.P- O que é que mais gostaste de fazer neste projecto.A- Foi o quiz do quem quer ser milionário.P- Porquê?A- Não sei…é assim…no meu caso….não acho que tenha melhorado muito a Francês,faço erros ortográficos…essas coisas…no meu caso…não quero ser convencida masacho que tenho uma boa oralidade…nunca usei os podcasts…porque os passei para ocomputador…nunca usei os podcasts…P – Recomendarias o uso do computador para outros estudos…a outras pessoas?A- Recomendaria. Não para todo o tipo de pessoas …porque algumas coisas têm de serfeitas na prática.P- Bom…mas como uma ferramenta complementar….achas que tem utilidade?A- Sim…sim.P- Temos de começar a olhar para o telemóvel com outros olhos…A- …exacto como uma ferramenta de trabalho.P- Que outros dispositivos móveis ajudariam também na aprendizagem?A- Os Mp3 e os iPods. Porque nos iPods já se pode guardar. O iPod às vezes tem maiscapacidade do que um telemóvel. Pode-se guardar gravações de voz, absolutamentetudo enquanto que em alguns telemóveis tem de se instalar programas para poder ler,ouvir os podcasts, por exemplo. Enquanto que no iPod e no MP3, põe-se lá dentro eaquilo já reconhece automaticamente e já podemos estar a ouvir. Os MP4 têm leitor deimagens, podemos ver vídeos, a matéria…o ecrã um pouco maior como nos iPods,alguns deles…alguns são muito pequeninos. A informação dá para ler com maisfacilidade…P- …como o iPhone.A-…exacto.P- ..é um smartphone .. um telemóvel inteligente.A- …é assim …quanto mais pequeno for o ecrã mais incomodo se torna uma pessoatem que estar ali e as letras estão todas concentradas…um pouco mais pequenas. Èassim, a melhor ferramenta de trabalho é o computador. Mas como não vamos andarcom um computador que é uma coisa gigantesca para todo o lado e então o telemóvelnesse aspecto é o melhor.P- …portanto para completar o computador o telemóvel é uma óptima ferramenta…poderão completar-se um ao outroA- ….exacto.P- . tens algum comentário a dizer sobre estas experiências?A- Foi uma experiencia bastante construtiva acho que aprendi mais…não são aprendimais sobre a disciplina mas também que o mundo está a evoluir e temos que aprender amexer com isso, ainda há muitas pessoas retrógradas…tal como inventou esta lei deproibir os telemóveis na sala de aula que não aceitam esse tipo de aprendizagem…é umtipo de aprendizagem diferente.P – Obrigada J., está terminada a nossa entrevista.______________________________________________________________________Entrevista 10A – C15 62
    • T - 9’49P- S., concordas que grave esta entrevista?A- sim…sim.P- obrigada. Vamos falar das actividades por SMS. Tu participaste bastante nasactividades porquê?A- Achava interessante esta ideia. Acho que é uma nova forma que temos de aprender.P- … e tem potencialidades para ajudar os alunos?A-…tem.P- Concordas que se mais professores…A- Concordo. Era muito melhor. Assim podíamos não só estar em contacto com osprofessores na escola como também fora dela.P- Se eu te tivesse emprestado um telemóvel só para a disciplina achas que teriasparticipado mais ou a tua participação era a mesma independentemente do telemóvel serteu ou não ser?A- Talvez. O meu telemóvel não era assim muito bom, não tinha grande capacidade etalvez usasse mais.P – Se tivesses um telemóvel assim como este?A- Ah…sim…claro.P- Mesmo assim tu apesar das limitações do teu telemóvel tiveste uma excelenteparticipação, no fundo mostrou que o teu interesse superou…quando o interesse égrande supera…A- …sim quando as pessoas estão interessadas fazem os possíveis para…P- …supera… as limitações do aparelho não é desculpa …notei isso e fiquei muitocontente …por isso te estou a dizer isso agora e isso é bom.A- Sim…P- Consideras que o telemóvel é uma ferramenta útil para ocupar os tempos livres?A- Sim.P- Porquê? O que traz de diferente? Que outras ferramentas não têm?A- Por exemplo se for para a escola podemos utilizá-lo como uma ferramenta de estudo.Podemos por exemplo ouvir a professora a falar, não é. O meu por exemplo não davapara isso, mas tinha o leitor Mp4 que dava para ouvir. Ajudou imenso.P- …e nos tempos livres? Como é que optimizaste o tempo depois de passares a terconteúdos da disciplina no telemóvel?A- Ouvia…P- …quando não tinhas nada que fazer?A- Sim, ouvia … e no computador…que eu tinha também no computador gravado. Equando estava a fazer outros trabalhos ouvia.P- . por exemplo a caminha de casa…da escola.A- sim…às vezes quando vinha para aqui para a aula de Francês tocava e ouviaenquanto esperava, para treinar a leitura.P – Muito bem. …lá está...esta ferramenta porque é tão versátil…vai para todo o lado,está sempre à mão e vocês gostam tanto de pegar no telemóvel…A- eheh….sim..P- Imaginas-te no futuro a aprender sozinha com um telemóvel, como o iPhone que temtodas as funcionalidades de um pequeno computador?A- Com um desses talvez…talvez, não com o meu ….P- …onde pudesses ter os manuais…todas as coisas…A- Sim….até era melhor porque assim tínhamos ali tudo não vínhamos carregados paraa escola… 63
    • P- …já viste os alunos…A- …tinha sempre à mão o telemóvel….P- …no futuro andarem de mãos a abanar ....já viste?....as pessoas…imagina o que é…A- …era muito melhor…P- …sem pasta, sem nada….não tinham problemas nas costas…A- …era…P - …problemas com o peso…A- …sim não havia tanto peso…P- …tinham os vosso manuais…A- …e tínhamos tudo mais organizado…P- …também…A- …e nunca nos esquecíamos do material…P- Ora nem mais…A- …porque o telemóvel nunca ninguém se esqueceP- …deixava de haver faltas de material….A- …e não havia desculpa para não estudar…estava sempre à mão.P- …ora bem…consideras que no futuro o telemóvel tem potencialidades para….A-….tem….P-….ser uma boa ferramenta de apoio.A- ….era uma grande ajuda.P- ..era…não era?...se as escolas apostassem …ou pelo menos deixassem usar o que osalunos já têm.A- …exacto…porque neste momento não deixam.P – O que achas que deve mudar na escola para que o telemóvel passe a ser aceite. Eu jádei o 1º passo….A- Não sei…talvez mostrar às pessoas que o telemóvel não é só uma coisa má para aescola que tem vantagens.P- Consideras que foi útil ter explorado…A- …claro que foi, sim .P- …desta maneira convosco.A- Sim.P- …vocês também ajudaram….A- …sim…ajudou a enriquecer o vocabulário.P-…outros professores também…A- …podiam adoptar.P- …começar a pensar….A- …acho que sim.P – É preciso divulgar e vocês divulgar o que fizeram…A- Sim…já fiz isso com a minha mãe.P- Ai sim? O que fizeste?A- Contei-lhe disto dos telemóveis…P- E o que ela disse…A- Acha que é interessante, mas há escolas que não têm talvez… nem haja dos alunosinteresse suficiente para usarem estas coisas.P- …vai aos poucos…A- … vai.P- Qual é o potencial do telemóvel quando é usado em qualquer lado e a qualquer hora?O que traz de vantagens? O que traz de novo para o aluno?A- Podemos estar em contacto com todos quando queremos e nos apetece e acedemos atudo o que quisermos através dele. Até aqueles telemóveis com internet, temos uma 64
    • dúvida , às vezes a professora está online e com o telemóvel podemos estar a conversarconsigo.P- …o facto de estar disponível em qualquer lado…enquanto que o computador temosde o ligar, desligar quando saímos do local e o telemóvel está sempre no bolso e estásempre on…não é?A- Exactamente.P- Não é nada difícil aceder ao quer que seja, não é? Ao passo que com o computador…A- …é mais complicado. E nem todos têm.P- O que achas que os telemóveis deverão ter para se tornar numa efectiva ferramentade aprendizagem?A- Um telemóvel como o iPhone é que era bom para usarmos nas aulas.P – Durante as actividades por SMS estiveste mais contactável com a professora e comos colegas. Isso foi bom, foi mau….A- Foi muito bom. Só trouxe vantagens.P- não trouxe inconvenientes nenhuns?A- …nenhuns…P- É para continuar?A- …claroP- Os professores que usem as tecnologias deverão continuar a apoiar os alunos fora dasala de aula?A- …sim…sim..acho que é muito bom.P- Obriga o professor a estar mais disponível e a mais trabalho.A- Pois.P- Se bem que quando estava online, estava a fazer outras coisas e ao mesmo tempoapoiava-vos. Tem de haver um espírito diferente dos professores em relação à formatradicional de dar aulas, só vir à sala, sair, ir embora…A- Se calhar também é preciso ter um bocado de disponibilidade …P – Como é que vês a professora de francês que este ano vos deu tanto apoio em relaçãoao que era no passado?A- Vejo que é completamente diferente dos outros professores…mais aberto…maispróximo dos alunos … mais em contacto connosco…mesmo fora da escola.P- …acompanhar-vos nas vossas dificuldades…A- …sim…sim. É muito bom.P- Também obriga a professora a estar mais atenta às vossas dificuldades..A- É…é.P- Chegaste a consultar os conteúdos de Francês quando não tinhas nada que fazer?A- Sim….sim.P- Foi muito positivo?A- Foi. Porque assim estava melhor preparada.P- De todas as actividades o que gostaste mais? Tiramos fotografias, fizemos gravações,fizeram vídeos, ouviram os podcasts…escreveram o dicionário, receberam os SMS…jáviste a quantidade de coisas que fizeram com um aparelho tão pequeno.A- O que eu gostei mais foi dos podcasts e também do jogo quem quer ser milionário.P- Porquê?A- Era interessante. Era como se fosse uma competiçãozinha entre nós todos, entre aturma a ver quem respondia mais … quem tinha certo….quem respondia bem…quemrespondia mal e depois tínhamos aquelas ajudas, se não sabíamos perguntávamos unsaos outros…P- Quer dizer que se pode a prender fora da sala de aula?A- Sem dúvida? 65
    • P – quando se aprende melhor? Quando é obrigado a aprender ou quando é…A- Acho que é ao contrário, quando estamos mais abertos…P- …quando é aprender por si, sem ser obrigado, é isso?A- …é.P- Recomendarias o uso do telemóvel a outros professores e a outros alunos?A- Sim.P- Depois de teres descoberto tantas finalidade e potencialidade não te custaria nadarecomendar que vale a pena…A- …vale a pena, vale.P- … e dizeres o que se pode fazer, porque as pessoas às vezes não sabem.A- Sim.P- Tens algum comentário a fazer sobre esta experiência?A- Não.P – Gostaste?A- Gostei.P- É para continuar? Gostarias que no próximo anos voltasses a usar o telemóvel paraaprender?A- Claro que sim.P- …esta foi uma primeira experiência..no próximo ano poderemos fazer melhor…comos alunos a trazer ideias.A- Exactamente.P- Obrigada S.______________________________________________________________________Focus Group 1 – Caso C (Francês dia)T – 4’42P- Se vos tivesse dado um telemóvel para usarem na disciplina de Francês acham queiriam participar mais?A- era igual.P- Quer dizer que a participação não tem a ver com o instrumento mas com a pessoa?A- SimP- Então todos se empenharam dentro dos possíveis desde que tivessem SMS grátis, foio que aconteceu.A- sim professora.P- Consideram que o telemóvel é uma ferramenta útil para ocupar os tempos livres?A- Sim…sim…muito.P – Por que é que é útil?A- está sempre ao alcance, dá para jogar…P- …e nas questões da aprendizagem? Também acham útil?A- sim…sim. É prático e os podcasts são muito bons.P- Mas vocês sabem que continuam a ter a voz da professora nos vossos telemóveispara o ano vão ter melhorar a leitura do francês. Podem praticar quando não tiveremnada que fazer.A- Sim…claro.P- Vocês imaginam-se no futuro a usar o telemóvel para aprender?A- Não…sim…sim…sim.P- Acham que no futuro com os manuais dentro dos telemóveis, estes a possuírem umecrã maior que permite ler melhor, acham que os alunos podem fazer cursos a distânciaou que os alunos têm de continuar a vir para a escola? 66
    • A- …têm de vir para a escola.P- …consideram que o professor é insubstituível?A-…não podíamos ter aula de desenho no telemóvel…P - …então na vossa idade consideram que o professor é muito importante para orientar.A- …ajudar quando é necessário.P- O que acham que deve mudar para que o telemóvel deixe de ser proibido na sala deaula?A- A mentalidade dos professores…o respeito dos alunos pelos professores…porque háalguns que abusam..P- Quem abusa? Alunos ou professores?A- Há professores que abusam da autoridade.P- Agora estou-vos a perguntar o que tem de mudar na escola? O que deve mudar?Depois de termos feito estas experiências todas, vimos tantas utilidade, estes benefíciostodos o que deve mudar para evitar ter ali proibido usar o telemóvel na sala de aula?Onde é que os professores têm de mudar?A- Dar o exemplo ao aluno…P- Quer dizer, dar o exemplo…utilizar também o telemóvel, tal como eu fiz, não é?.A- Sim…mostrar a sua utilidade…P- Vocês acham que o facto de eu ter estado mais próxima, mais contactável, quandorealizámos as actividades por SMS vocês podiam enviar-me um SMS a qualquer hora,para tirar dúvidas. Foi bom? Foi positivo?A- Foi muito positivo…P- É benéfico estar assim tão c com o professor? Não causou transtorno nenhum eu ter-vos invadido o vosso telemóvel, invadi-vos a vossa caixa de correio…não sentiram umainvasão da vossa privacidade?A- Não.P- Chegaram a contactar os conteúdos quando não tinham nada a fazer….A- Sim.P - …ou era só quando eu obrigava?A- Não…consultamos muitas vezes…P- Recomendariam a utilização do telemóvel a outros professores e a outros colegas?A- Eu sim…sim…sim …sem dúvida que sim…P- Muito bem. Querem deixar algum comentário?A- não.P- Gostariam de continuar a usar o telemóvel no próximo ano?A- sim.P- Ok . Obrigada.______________________________________________________________________PortuguêsEntrevista 11A – A16T - 10’34P- Olá B. M., permites que grave esta conversa?A- Sim.P – Vamos recordar as actividades por SMS. Tu participaste algumas vezes. Por quenão participaste mais vezes? 67
    • A- Porque não tinha SMS grátis e quando comecei a participar foi quando a stôra dissepara enviarmos SMSs que a stora pagava.P- Muito bem. Foi então isso que te impediu de seres mais participativo. E quandoparticipaste gostaste?A- Gostei.P- Se eu te tivesse emprestado um telemóvel como estava previsto para as actividadesda disciplina de português, achas que terias participado mais?A- Acho que sim.P- Porquê?A- Porque para além de termos sempre os SMS acho que o telemóvel ia fazer parte dasactividades escolares e acho que era bom…ia fazer dele como se fosse meu.P- Incomodou-te o facto de teres os SMS da escola no teu telemóvel?A- Não…É um bocado diferente.P- Mas teres um telemóvel…A- …tinha um telemóvel só para aquiloP- Consideras que a escola deveria investir ? E os alunos iriam aceitar, não haveriaproblemas andar com dois telemóveis?A- Sim. Não era inconveniente nenhum.P- Sendo da mesma operadora até podia ser só um telemóvel e dois cartões.A- Sim.P -…seria mais prático do que dois telemóveis.A- ..andar com dois telemóveis…era mais complicado.P- O telemóvel parece-te uma ferramenta útil para ocupar os tempo livres?A- Eu acho que sim.P- Que utilidade têm os telemóveis para ocupação dos tempos livres?A- Tem de várias maneiras depende de como a pessoa queira utilizá-lo.P- Então como que achas que pode ser melhor utilizado. Como se pode potenciar,beneficiar do seu telemóvel?A- O telemóvel pode ser usado de várias maneiras: podemos usá-lo como dicionário,caso queiramos tirar uma dúvida, sinónimos, antónimos, arranjarmos palavras iguais.P- E se tivesse acesso à internet? E se fosse barato como o acesso através docomputador?A- Ainda era melhor…porque….P- …o que melhorava, o que mudava?A- ..era capaz de mudar muita coisas por causa de estarmos num sítio onde nãopodemos mexer no computador com o telemóvel conseguíamos encontrar o quequeríamos facilmente.P – Será uma grande mudança quando os alunos tiverem acesso à internet no telemóvelmais em conta e podermos usá-lo efectivamente como ferramenta ….A- …de aprendizagemP- Imaginas-te no futuro a aprender através de um telemóvel sozinho? Imagina umtelemóvel como o iPhone.A- Com um telemóvel, não me consigo imaginar…com um computador acredito.P- …mas aceder à informação?A- …sim…aceder à informação acredito…já conseguimos.P- O telemóvel está sempre ligado, o computador é necessário ligá-lo, demora tempo, àsvezes tens de ter energia eléctrica.A- …é…isso também é um inconveniente.P- Achas ou não? Depois de ver bem as coisas. Achas que consegues ver-te a aprenderatravés de um telemóvel? 68
    • A- …penso que sim…só a ideia é que não encaixa…mas acho que não tenho qualquerproblema em usá-lo.P- O que pensas que deve mudar nas escolas para que o telemóvel deixe de ser proibidoe passe a ser utilizado como é o manual, o computador, como outra ferramenta deaprendizagem?A- É assim. Os alunos podem ter no telemóvel aquilo que quiserem, pode ser umelemento de distracção, mas os professores também levam isso muito a sério. Porexemplo um aluno pode querer utilizar e o professor pensa que aquilo é só paradistracção…P- …e não é?A- …não porque às vezes depende do professor. Na sua altura não havia telemóveis,era uma maneira diferente de aprender, eram os livros, agora não. Cada vez estamos adesenvolver mais e daqui a pouco já nem livros há.P- Achaste interessante as experiências realizadas em Português? Foi uma boainiciativa?A- Era uma boa maneira de aprender, uma forma diferente.P – Parece-te que a escola deve olhar para estes instrumentos de outra maneira?A- Sim.P- …em vez de os proibir, integrá-los.A- Sim.P- O que traz de novo o telemóvel para aprender em qualquer lugar e a qualquer hora?A- Acho que a mobilidade que temos com ele…P- O tamanho…o peso…contam?A- …sim contam.P- Qual é para ti o tamanho de um ecrã, comparando com outros dispositivos. Otamanho do ecrã do iPhone é adequado?A- Sim.P- como o iPhone parece-te um tamanho grande?A- Não. O iPhone apesar de parecer grande, a sua espessura é pequena e compensa.P - …o tamanho do ecrã compensa para melhor leitura. O que achas que os telemóveisdevem ter no futuro para se tornarem ferramentas de aprendizagem?A- Se conseguíssemos compactar tudo o que tem nos livros num telemóvel era umamaneira excelente de aprender.P- Num Gb já se armazenam vários manuais.A- Sim…de facto.P- Com um ecrã maiorzinho já dava para ler vários manuais a qualquer hora. Imaginaque estás no emprego precisas de saber uma informação para resolver um assunto….A- …com o telemóvel é rápido.P- O telemóvel pode perfeitamente ser usado num contexto de trabalho…A- …Sim…P- …para ajudar. E mesmo estais nas disciplinas técnicas tendes de resolver umproblema, podias ir ao manual que está no vosso telemóvel e consultar…A- …sim…P- …também não precisavas de ter acesso à internet…A- …vinha já integrado…P- …as editoras também poderiam começar a pensar …A- …eu penso que sim…P- …ou ainda é cedo?A- Penso que não, pois já estamos numa fase bastante evoluída em tecnologia. 69
    • P – Evoluída nas capacidades dos telemóveis…os manuais podiam em vez de sercomprado em papel , ser….A- …até podiam fazer um modelo específico só para a aprendizagem por telemóvel.P- …manuais muito mais em conta para os alunos…em vez de 20 € pagar 10€ e osmanuais já estarem….A- …virem já incorporados no telemóvel.P- . e também no computador…podiam ter em diferentes suportes…vamos ver se aseditoras…é uma ideia que me deste agora.A- ah!P- Durante o tempo em que desenvolvemos as actividades por SMS estiveste maiscontactável com a tua professora e com os colegas. Achaste que isso te trouxebenefícios ou não?A- Sim. Por vezes estávamos em casa e podíamos tirar uma dúvida. Como já algunscolegas fizeram…estavam em aula e conseguiram tirar dúvidas.P- Exacto. Quando ajudei ali o Artur com o trabalho. Eu estava em minha casa e estavaon-line chegou uma mensagem e imediatamente lhe respondi. Foi um exemplo de comopode ser útil. Foi interessante não foi?A- Sem dúvida.P- E inconvenientes?A- Acho que não. Porque é bom termos contacto com a professora a toda a hora,conseguimos saber mais.P – a professora também não vos incomodou muito…A- Penso que nãoP- alguma vez consultaste os conteúdos da disciplina quando não tinhas nada que fazer?A- Cheguei a consultar e deu resultado. Foi num momento em que estava um poucoaflito e consegui desenrascar-me.P- …foi bom teres no teu telemóvel informação útil…A- ..é de uma grande ajuda.P- Por isso quanto mais conteúdos lá tiveres melhor.A- Sim.P- O que gostaste mais nas actividades que realizámos?A- O facto de termos conseguido descobrir mais coisas sobre o uso do telemóvel,termos um desenvolvimento melhor com o telemóvel, conseguirmos integrá-lo nadisciplina, fazer com que a disciplina não fosse tão aborrecida, como costuma ser…achoque deu mais conhecimentos, mais desenvolvimentos, deu mais conhecimentos à turma.P- Motivou?A- sim.P- Recomendarias o uso do telemóvel a outros professores, como foi explorado na aulade português, também pode ser de outras maneiras.A- Recomendaria sim..P- E gostarias de no próximo anos continuar a desenvolver actividades usando otelemóvel, fazer outras coisas diferentes?A- gostava muito.P – Queres fazer algum comentário?A- Acho que está tudo dito.P- Gostaste?A- Gostei.P- Obrigada.A- De nada.______________________________________________________________________ 70
    • Entrevista 12A – A27T – 6’18P- D., concordas que grave esta nossa entrevista?A- Concordo.P- Vamos recordar as actividades que realizámos por SMS, notei que respondestebastantes vezes. Por que é que não respondeste mais?A- não sei…P- Se eu te tivesse emprestado um telemóvel, como estava previsto, para as actividadesde Português tu terias participado mais ou era igual.A- Era igual…P – Não foi a questão de ser o teu telemóvel ou se fosse outro que levaria a maiorparticipação?A- Não…porque eu tenho telemóvel.P- Tens um telemóvel bom?A- Não é um telemóvel 3G mas para o que era serve.P- Então a que se deveu não teres participado mais?A- Porque umas vezes dava-me para participar outras vezes não.P- Muito bem. Achas que o telemóvel é uma ferramenta útil para ocupar os temposlivres?A- Acho.P- Porque é útil?A- Porque dá para jogar…P- O que costumas fazer com o telemóvel quando não tens nada que fazer?A- Não faço nada…mando mensagens…P- Mas se tivesses mais conteúdos de outras disciplinas no telemóvel, pensas que nostempos livres te dada vontade de consultar…A- Acho que não…só se fosse por curiosidade…P- E para reforçares a aprendizagem de alguma disciplina …A- …era capaz…P - …alguma coisa que não estivesse bem sabida …A- …às vezes…P- …eras capaz de fazer isso…A- …era.P- Imaginaste no futuro a aprender sozinho através de um telemóvel?A- NãoP- Precisarias da orientação de um professor?A- Acho que sim.P- Pensas que não te conseguirias orientar sozinho?A- Acho que não.P- Porquê?A- Porque não.P – O que pensas que deve mudar na escola para que o telemóvel seja aceite na sala deaula? Ele está proibido, o que deve mudar?A- Deve ser autorizado.P- Mas por que deve ser autorizado? Agora não autorizam…o que deve mudar para queisso aconteça?A- Assim está bom… 71
    • P- Assim proibido?A- Proibido?…isso já não se usa.P- Mas está proibido usar o telemóvel na sala …A- …está proibido mas toda a gente usa na mesma.P- E usar o telemóvel para ajudar os alunos a saber mais coisas?A- Pode ser…acho que é uma boa ideiaP- O que devem ter os telemóveis para que sejam efectivamente uma boa ferramenta deaprendizagem? O que lhes falta para que possamos passar a usá-los na sala de aula paraos estudos?A- ….P- Não sabes? Quando usámos as actividades por SMS ficaste mais contactável com aprofessora e com os colegas.A- Fiquei.P- …isso trouxe vantagens ou não?A- Trouxe…porque posso comunicar com a stôra para tirar duvidas…e …P – Foi uma boa opção da professora vos dar a possibilidade de a contactardes sempreque necessitassem.A- Acho que sim.P- Trouxe algum inconveniente?A- Não.P- Alguma vez consultaste conteúdos da disciplina quando não tinhas nada que fazer?A- Sim…por curiosidade no autocarro.P- No autocarro?…O que consultaste?A- Ouvi os podcasts..P- Parece-te boa ideia pôr conteúdos das disciplinas no telemóvel? Para que os alunosquando não Têm nada que fazer e ocupar os tempos livres…achas boa ideia?A- Acho que sim.P- O que é que gostaste mais das experiências que realizamos ao longo do ano usando otelemóvel? Usámos o telemóvel para tirar fotografias, para gravar voz, para fazerfilmes, para escrever…A- …foi gravar textos…P – Recomendarias o uso do telemóvel a outros professores e a outros alunos?A- Acho que depende da disciplina …as disciplinas mais prática acho que não tinhavantagens…P- Não? Nem para colocar conteúdos teóricos? Todas as disciplinas têm conteúdosteóricos.A- Para Desenho acho que não servia para grande coisa.P- Há outros dispositivos móveis que achas que também poderiam ajudar naaprendizagem, para além do telemóvel?A- O ultraportátil …P- Tens algum comentário a fazer?A- Não.P- Obrigada, então.______________________________________________________________________Entrevista 13A15T – 9’05P- Olá B. P., concordas que grave esta entrevista? 72
    • A- Sim.P- Vamos recordar as actividades por SMS. Notei que deste algumas respostas…queparticipaste … por que não participaste mais?A- Porque gosto mais de respostas rápidas.P- Pois…tu participaste mais nas respostas ao jogo quem quer ser milionário do quequando era para me dizerem qual era a lição de moral da fábula. Era por ser maisdifícil?A- Era…porque era preciso interpretar…P – e isso fez com que não tivesses respondido mais vezes?A- É.P- Se eu te tivesse dado um telemóvel para as aulas de português achas que teriasparticipado mais?A- Acho que era o mesmo..P- O ser com o teu telemóvel ou ser com outro a tua participação era igual?A- …era concerteza.P- Então o que era preciso fazer para participares mais? Continuar com o jogo?A- …era preciso mais vontade…P- …era preciso mais vontade da tua parte?A- ..era.P- …às vezes não tinhas? Um bocado de preguicite…ehehehA- …é..um bocado…P – Achas o telemóvel útil para ocupar os tempos livres?A- Acho.P- Porquê?A- É um meio para distrair…para fazer alguma coisa.P- Quando não tens nada que fazer como costumas usar o telemóvel? O que fazes comele?A- Normalmente é falar com os amigos..P- Imaginas-te no futuro a aprender sozinho através de um telemóvel? Imagina o iPhonecom acesso à internet…se tivesses manuais de outras disciplinas…acesso à internet notelemóvel…A- Era muito melhor não tinha que andar com os livros…P- Achas uma boa ideia de transferir os manuais para o telemóvel?A- É.P- Armazenar os conteúdos nos vossos telemóveis…A- …acho que sim….vinha uma pessoa mais leve …mais distraída…P- E quando tivesses os tempos livres, achas que te dedicavas mais a ir ver algumasmatérias que não estavam bem sabidas para a aula…A- …talvez…P- ..do que em papel?A- É..é …acho que sim.P – Mudaria a tua vontade se tivesses no telemóvel do que…?A- Sim……tínhamos de pegar no livro para ver assim bastava abrir o telemóvel…P- Seria muito vantajoso?A- É.P- Seria para os alunos mais desmotivados……do que ler em papel?A- É.P- Tu gostas mais de ler no papel ou no ecrã? Qual te cansa menos?A- Eu gosto de ler no ecrã…mas escrever no papel.P- Gostas portanto de escrever no papel? Ler no ecrã não te incomoda? 73
    • A- Não.P - È agradável ler no ecrã?A- É.P- Achas que os jovens hoje gostam mais de ler no ecrã do que ler no papel?A- Acho que sim.P- Porquê, estais mais habituados ao ecrã, desde pequeninos, com os jogos de consola?A- É..com os jogos…P- Estais muito virados para o ecrã?A- É.P- O que achas que deve mudar para que o telemóvel seja aceite na sala de aula?A- ….ahhhh….P- Ele está proibido, estás a ver ali o papel…sabes que maioria dos professores não vosdeixa usar o telemóvel, sem vê-los. Sei que vocês usam na mesma…mesmo proibidos.Mas o que deve mudar para deixarmos de ter uma coisa proibida e passarmos a tê-laaceite.A- Tirar as suas vantagens….P- mas o que deve mudar…quem deve mudar? Só os alunos…só os professores? Aescola?.A- isso…como devo dizer…deve mudar os alunos e os professores…os professoresaceitarem o telemóvel e os alunos…P- …proporem uma nova utilização do telemóvel…tal como a professora de portuguêsfez, não é?A- É.P – Eu propus-vos utilizarmos o telemóvel juntamente com o desenvolvimento dasactividades lectivas…A- Sim…P- Gostaste? Achaste bem a forma como explorámos o telemóvel: como gravador,gravastes as entrevistas, tirastes fotografias, pedi-vos para trazerem vídeos…nãotrouxeram mas de qualquer forma pedi-vos, tiveram os podcasts para ouvir…tiveram aoportunidade de escrever o dicionário no telemóvel? Já viste a quantidade deactividades que realizastes?A- É…é muita coisas.P- Achaste bem?A- É interessante.P- E outros professores podiam seguir o mesmo caminho?A- Acho que sim.P- O que achas que no futuro devem ter os telemóveis para se tornarem efectivamenteuma ferramenta de aprendizagem? O que deverão ter mais?A- Mais? Como assim?P- O que deverão possuir….bom…vamos imaginar o iPhone. Consideras o iPhone jáum telemóvel ideal para as aulas?A- Aí já…está bem. Tem acesso á internet, tem tudo.P - …um ecrã mais vantajoso…A- …é …tem tudo à mão.P- …tem ecrã táctil…permite deslocar o ecrã na vertical ou horizontal…é umaverdadeira ferramenta…A- É.P- Tem 16 Gb, alguns até têm mais. A quantidade de dados que permite armazenar…A- …dá para muita coisa. 74
    • P- Quando realizámos as actividade por SMS ficaste mais contactável com a professorae com os colegas. Foi vantajoso ou não? Tinha o número do telemóvel dela podiascontactá-la sempre que quisesses, tirar dúvidas…A- Sim…foi vantajoso, embora não tenha experimentado.P- …mas podias.A- Sim…era vantajoso porque podia perguntar alguma coisa que não sabia de momentoe perguntava. Nesse mesmo momento sabia a resposta.P- É importante ter um contacto mais directo com a professora?A- É.P – Não traz inconvenientes ter esse contacto com os professores?A- Penso que não. Se os alunos a respeitarem penso que não.P- alguma vez consultaste os conteúdos da disciplina quando não tinhas nada que fazer?.A- Peguei nos provérbios…para mostrar à minha avó.P- Pediste ajuda à tua avó? E o que é que a tua avó achou?A- Respondia a tudo.P- Ela sabia, não sabia? Então foi uma grande ajuda para ti?A- Foi…na hora do comer distraia-me um bocado com os SMS.P- O que acharam lá em casa o facto da professora estar a enviar os SMS? Acharamestranho? Não comentaram?A- Não acharam estranho.P- Acharam natural?A- Sim…P – Foi uma forma de pôr a família a ajudar a aprender.A- É.P- …nós podemos aprender de várias maneiras…não é só a professora que ensina, lá emcasa também podem ajudar. Eu lancei-vos os desafios e vocês foram buscar as respostasa outras fontes de informação…a vossa família, neste acaso foi a tua avó.A- …è…foi interessante…por acaso a minha avó sabia os provérbios todos.P- O que gostaste mais das experiencias que realizámos? Desde o dicionário…tirarfotografias…gravar voz…ouvir os podcasts…escrever os contos…fizemos tanta coisa.A- Gostei de tirar as fotografias e do quiz quem quer ser milionário.P- Recomendarias o uso do telemóvel a outros professores e a outros alunos ?A- Acho que sim.P- Depois das descobertas que fizeste este ano. Achas que tem potencial?A- Acho que sim…Para antes dos testes nos prepararmosP- …traz benefícios aos alunos?A- TrazP- Queres fazer algum comentário?A- Não.P- Gostarias de no próximo ano continuar a usar o telemóvel?A- Sim… gostava …mas usar também um bocadinho o caderno.P – Pois …as duas coisas…achas que o papel também é muito importante.A- É.P- Obrigada B.A- …de nada.______________________________________________________________________Entrevista 14A – A26T – 11’04 75
    • P- T., concordas que grave a nossa entrevista.A- SimP- Vamos recordar as actividades por SMS. Verifiquei que tiveste uma participaçãomais ou menos boa. A que se deveu quando não participavas?A- Por não ter SMS grátis, não podia responder.P- mas se tivesses tido tinhas respondido?A- Tinha respondido.P- se te tivesse emprestado um telemóvel, como estava previsto, para as actividades deportuguês terias participado mais?A- Acho que sim…P – Porquê?A- Porque tinha SMS para fazer essas actividades.P- O teu telemóvel tem muita capacidade? Tem pouca? Como é?A- Tem boa capacidade.P- Foi só o facto de não teres SMS grátis.A- Foi.P- Se te emprestasse o telemóvel tu participavas mais com um telemóvel emprestado ouera igual?A- Era a mesma coisa. Desde que tivesse os SMS…não era por ser emprestado ou meuque ia mudar.P- Terias gostado de participar mais, se tivesse mais SMS grátis?A- Sim.P- Achas que o telemóvel é uma ferramenta útil para ocupar os tempos livres?A- É.P - Porquê?A- Não é preciso estarmos num determinado local para o podermos usar. O telemóvel jápossui várias funcionalidades e serviços.P- Imaginaste no futuro a aprender a partir de um telemóvel? Com acesso à internet?A- Provavelmente sim…P- Achas que poder transferir conteúdos do computador para o telemóvel vai poder seruma grande revolução no ensino no futuro?A- Acho que sim.P- …para as próximas gerações?A- acho que sim…é muito provável.P- Gostarias de ter essa oportunidade também?A- …gostava…P- Costumas aceder muito à internet para pesquisar para outras disciplinas?A- Bastante.P – ou só usas a internet para os tempos livres?A- Praticamente para tudo.P- Achas uma grande diferença entre antes que não tinhas internet para estudar só oslivros e agora? Achas vantajoso?A- Bastante.P- O que pensas que deve mudar na escola para que os telemóveis sejam aceites na salade aula?A- As atitudes das pessoas.P- ..que pessoas?A- Os conselhos executivos…P- …a gestão da escola…quem mais? 76
    • A- … alguém que venha dar uma palavra que venha dizer aos alunos como podem serusados os telemóveis correctamente dentro da sala de aula.P- Como vês ou imaginas uma escola no futuro em que o telemóvel seja uma ferramentade trabalho? Depois da experiência que tivemos como imaginas as aulas? Imagina quetodos os alunos tinham um iPhone nas mãos, com acesso à internet? Como vias umasala d aula com o iPhone?A- É muito difícil de imaginar…P- A atitude dos professores tinha de mudar?A- Também.P- E dos alunos?A- Também.P – O que há para mudar nos alunos? Vai sair um novo iPhone mais rápido, já hámudanças nos acessos a dados.A- …isso é bom…podemos fazer tudo em menos tempo.P- Imaginas que a escola no futuro poderá passar pela utilização dos telemóveis?.A- Acho que sim. Se a Ministra concordar.P- Qual é na tua opinião o potencial do telemóvel para aprender em qualquer lugar e aqualquer hora? Tu já referiste a mobilidade…A- Menos peso…mais mobilidade…P-…podemos pôr todos os livros … 16 Gb ou 30 dá para pôr todos os manuais.A- Pois dá …Como na Internet.P- Com as actividades por SMS passaste a estar mais contactável com a professora ecom os colegas, achas isso vantajoso?A- Acho que sim.P- Que vantagens trouxe?A- A aprendizagem em casa…não só dirigida aqui na escola…P – A sala de aula tornou-se mais ampla…a disciplina deixou de ter um lugar e umahora marcada. Podia acontecer em qualquer altura.A- Sim…em qualquer altura.P- Também nos encontrámos on-line…no MSNA- Sim…para tirar dúvidas…P- Alguma vez consultaste os conteúdos da disciplina quando não tinhas nada parafazer?A- Ouvia os podcasts no autocarro…lia as fábulas a caminho da escola….P- Foi positivo?A- Lia…uma pessoa não tinha nada que fazer…ocupava o tempo a ler os contos.P- …veio mesmo a calhar tu receberes naquele momento…A- ..é…P- Pode ser uma boa estratégia…para os alunos…A- É uma boa altura…P - …em dois minutos …que era o tempo mais ou menos que demorava aler…contactarem com uma nova história…e contactavam com a disciplina.A- Sim também.P- O que mais gostaste neste projecto?A- O microconto.P- O que fizestes a várias mãos? Porquê? Cada um dava a sua opinião? O conto iaavançando…A- E era mais fácil…P- Recomendarias o uso do telemóvel a outros professores e outros colegas?A- Sim. 77
    • P- Achas que depois das actividades que fizeste estás mais sensibilizado para aspotencialidades deste instrumento?A- E acho que deveria ser mais usado.P- …os professores descobrirem que afinal têm aqui um instrumento, uma ferramentaexcelente?A- Sim.P – Mas nem todos os alunos têm um telemóvel potente.A- Esse é o grande problema.P- O que devem ter os telemóveis para se tornarem numa ferramenta.A- Por exemplo em cada sala ter os seus próprios telemóveis, em vez de ser os livros seros telemóveis com os livros lá dentro.P- Gostava que a escola fizesse isso? È uma sugestão que vou aproveitar. A escola tinhaos telemóveis em cada sala vocês tinham um cartão…A- Podia-se poupar dinheiro.P- …no cartão é que está armazenada a vossa informação. Deste-me uma ideia queainda não tinha pensado nela. Queres fazer algum comentário?A- Gostei e gostava de continuar a usar.P- Podíamos melhor…estavas aberto no próximos anos a continuar?A- Sim…______________________________________________________________________Focus group 2 – Caso AT – 3’13P- Permitem que eu grave esta entrevista?A- Sim.P- Recordais as actividades por SMS. Se tivessem recebido um telemóvel para fazer asactividades de português teriam participado mais?A- Era mais…P- Em que é o telemóvel útil para ocupar os tempos livres?A- Ver os conteúdos da disciplina.P – Imaginam-se no futuro a aprender sozinhos com um iPhone?A- Não…sim…sim.P- O que pensais que deve mudar na escola para que os telemóveis deixem de estarproibidos?A- …mais modernidade…P- Vocês recomendariam o telemóvel a outros professores?A- Sim…sim..P- O que deve ter o telemóvel para se tornar numa ferramenta de aprendizagem?A- Ecrã maior…______________________________________________________________________Entrevista 15A – A04T – 10’07P- Olá E., aceitas que eu grave esta entrevista?A- sim.P- Ainda te lembras das actividades por SMS. Tu tinhas um cartão 96 e a maioria doscolegas tinha 91. isso constituiu algum obstáculo à tua participação?A- Sim…sim porque não tinha SMS grátis, nem dinheiro no telemóvel para responder. 78
    • P – Foi o que te impediu de participares mais, se bem que ainda participaste algumasvezes.A- Foi sim.P- Muito bem. O facto de não teres participado mais foi o terem um 96 e não o 91, deresto terias participado mais.A- Sem dúvida.P- Se eu te tivesse emprestado um telemóvel para estas actividades irias participar mais?A- Sim…não ia ter dificuldades nenhuma em enviar uma mensagem com a resposta àpergunta que a professora fez.P- Se tivesse um telemóvel expressamente para estas actividades era melhor?A- sim.P- Porquê?A- Era mais fácil para enviar e responder à professora e às actividades, dava paraparticipar mais.P- Tiveste algum problema com o armazenamento dos materiais da aula?A- Não…não…isso não…tinha um telemóvel que tinha uma boa memória..P – Achas que o telemóvel é uma ferramenta útil para ocupar os tempos livres?A- Sim …depende também. Eu por acaso não utilizo muito mas há que utilize.P- Mas viste agora com as actividades por SMS, gravação de voz, pode ser útil para terinformação sobre as aulas.A- Sim…os podcasts…P- podias ouvir…com as actividades por SMS enviei-vos muita informação que vocêspodiam acumular, isso foi bom?A- Foi..foi…P- Neste momento o telemóvel também pode ser usado na sala de aula…até porque nósusámo-los. O que gostaste mais de fazer?A- O jogo quem quer ser milionário?P- Porquê?A- Como eu digo, vídeo e gravar voz é uma boa ferramenta para não estar a escrever.P- Muito bem. Imaginas-te a aprender sozinho no futuro, por exemplo com um iPhone?A- sim.P – Achas o iPhone uma ferramenta excelente para aprender? Os alunos poderemencontrar informação útil para as aulas?A- Acho. Porque o iPhone é quase um computador. Mas portátil mesmo.P- exacto. E acessível a qualquer hora e qualquer momento.A- Sim…podíamos aceder à internet em qualquer lado.P- O que achas que deve mudar na escola para que o telemóvel não seja proibido?A- Usar nas aulas como a professora fez…também ter a colaboração dos alunos e oprofessor para que usem os telemóvel só para trabalhos e não para outras coisas.P- Dar-lhe uma maior utilidade…A- …dar-lhe melhor uso.P- …favorecer a aprendizagem. Qual é a potencialidade de um telemóvel em qualquerlugar e a qualquer hora? Achas isso útil? Um aluno não estar o brigado a estar obrigadoa uma sala de aula a aprender àquelas horas…poder dispor do seu tempo.A- Sim…eu acho que o telemóvel dá mesmo para isso…para um aluno não ter que viràs aulas por exemplo…mas é sempre bom vir às aulas …mas se o telemóvel for maisdesenvolvido e tivermos um com mais trabalho nessa utilização acho que é bom. Podeser útil.P- Muito bem. E tu achas que no futuro os alunos poderão fazer e aprender a partir dotelemóvel. 79
    • A- Sim..porque um computador é quase meio trabalho feito e acho que é isso que ostelemóveis estão a vir a desenvolver.P- Mas o computador fixo obriga a estar num determinado lugar.A- Sim…uma pessoa está em casa… ou num sitio em que o computador esteja…e como telemóvel pode estar em qualquer lugar…aceder á internet e fazer os seus trabalhos.P- Isso é uma diferença muito …A- …grande.P – Tens esperanças que as coisas…evoluam’A- Sim…sim.P- Que condições ou funcionalidade os telemóveis devem ter para se tornarem aindamais apropriados para a aprendizagem?A- Ter alguns programas de escrita.P- O que achas que te faz falta no teu telemóvel?A- O computador tem o bloco de notas ou o Word ou isso para podermos escrever, terpowerpoint e isso.P- Sabes alguns telemóveis já vêm com essas aplicações outros telemóveis é precisoinstalar essas aplicações.A- Sim, pois… mas a maioria das pessoas com esses telemóveis tem um custoelevado…não dá muitas coisas…P- Mas com essas aplicações…tornaria o telemóvel um substituto do computador.A- …substituto do computador…sim…P- O telemóvel permite que estejas contactável com a tua professora e com os colegasisso traz vantagens?A- Sim…é uma boa fonte de tirar dúvidas. Se eu tiver dúvidas para um teste posso ouisso…posso normalmente ligar a um colega….P – Costumas usar?A- Não costumo usar muito mas se tiver duvidas posso utilizar.P- E inconvenientes?A- Acho que não encontrei nenhum inconveniente.P- Não te sentiste incomodado por a professora te enviar as mensagens?A- Não..não.P- Alguma vez consultaste informação no telemóvel quando não tinha nada que fazer?A- Sim. Por exemplo no autocarro quando íamos fazer o microconto. Estive noautocarro a fazer isso.P- Óptimo. Aproveitaste o tempo livre para trabalhar para a escola. E o que maisgostaste daquilo que fizemos este ano com o telemóvel?A- O microconto por exemplo, O jogo quem quer ser milionário.P- Muito bem. Recomendarias a outros professores e outros alunos o uso do telemóvel?A- Sim…claro.P –Porquê?A- É uma boa ferramenta, por exemplo quando não se está a fazer nada usar o telemóvele fazer alguns trabalhos da escola.P- Que outros dispositivos móveis para além do telemóvel seriam úteis naaprendizagem?A- O leitor mp3 por exemplo o mp4 o iPod …P- …e um computador ultraportátil?A- Também daqueles mais pequenos.P- Queres acrescentar algum comentário.A- Que todos os professores comecem a utilizar as tecnologias. Para que as aulas nãosejam tão aborrecidas. 80
    • P- …é mais motivador?A- Sim.P- Motiva os alunos a aprender e a fazer…?A- Sim.P – … a estar mais activo?A- Sim.P- Consideras que os alunos estão mais activos quando usam as tecnologias?A- Claro as novas tecnologias é que nos incentivam a trabalhar por exemplo.P- Mas achas que se o aluno não tiver vontade de estudar que a tecnologia faz algumadiferença?A- Depende do aluno mesmo, depende mais do aluno do que do método utilizado.P- Achas que a tecnologia faz milagre?A- Milagres não digo, mas ajudar…ajuda muitoP- Muito obrigada E.______________________________________________________________________Entrevista 16A – A10T – 7’41P- S., aceitas que eu grave esta entrevista?A- Sim.P- Vamos recordar as actividades por SMS. Reparei que não respondeste muito a que sedeveu?A- Não tinha SMS grátis e a informação que a professora deu para pagar no destino nãosabia muito bem como funcionava e desisti de enviar.P- Se eu te tivesse emprestado um telemóvel como estava previsto tu terias participadomais ou seria na mesma?A- Acho que não. È igual tanto num telemóvel como noutro.P – Tanto faz ser com um telemóvel emprestado ou com o teu. Se tivesses tido SMSgrátis terias participado mais.A- Sim.P- Qual foi a actividade de que gostaste mais?A- Quem quer ser milionário.P- Porquê?A- Pelo tipo de perguntas, e…P- Eram desafios?A- Sim.P- Achaste-os difíceis?A- Não, eram relativamente fáceis.P- Durante este ano explorámos várias possibilidade de usar o telemóvel na sala de aula:os podcasts, vídeos, fotos,… Gostaste?A- SimP – Achas que o telemóvel é uma ferramenta útil para ocupar os tempos livres?A- Sim.P- Porquê?A- Tem muitas funcionalidades, dá para divertir…P- Tu costumas quando não tens nada que fazer usar o teu telemóvel?A- Às vezesP- O que tens no telemóvel que usas mais? 81
    • A- Ouvir música…ver vídeos,…P- Este ano, alguns conteúdos da disciplina também estavam dentro do teu telemóvel.tiveste em algum momento, alguma ocasião em que ocupaste os tempos livres a ler osconteúdos da disciplina?A- Nem por isso…P- Porquê?A- Sei lá…porque tinha outras coisas para fazer…P – Não deste prioridade à disciplina?A- Não.P- E achas que está bem?A- Não está bem, mas…P- Mas achas que é bom ter conteúdos das disciplinas no telemóvel, para recordar, ounão?A- Sim, é mais fácil.P- Imaginaste no futuro a aprender sozinho com um telemóvel?A- Acho que não.P- Porquê?A- Não sei, depende, aprender por um telemóvel…P - Se tivesses conteúdos de outras disciplinas, por exemplo os podcasts, a explicarconteúdos de outras disciplinas não achas bem?A - Acho que sim…acho bem.P – E achas que sozinho eras capaz de aprender mais do que estares a ler só no papel?A- Se calhar.P - O que achas que deve mudar na escola para que os telemóveis não estarem proibidosna sala de aula?A - É mais o comportamento dos alunos. Usar o telemóvel os alunos não podem, enviarSMS e isso…P - Achas que os alunos abusam na sua utilização?A - Sim.P - E se não abusassem?A - Acho que era mais fácil a utilização do telemóvel nas aulas.P - Então o que achas que se deve fazer para acabar com este abuso?A - Depende dos alunos.P - O que deve ter mais um telemóvel para se tornar numa ferramenta de aprendizagem?.A - Não sei… agora os telemóveis já têm tudo.P - …e acesso à Internet se fosse tão barato como é nos computadores. Como era? Oque mudava?A - Era mais fácil, mais divertido.P - Durante o tempo em que fizemos as actividades por SMS ficaste mais contactávelcom a professora e com os colegas. Achas isso vantajoso ou não?A - Sim.P - Que vantagens traz esse contacto permanente com a professora através de um SMS?A- Tirar dúvidas,…P- É bom ter …?A- SimP- Achas que há algum inconveniente?A- Não.P- Já me disseste que não consultaste os conteúdos da disciplina. Nem o dicionárioconsultaste?A- Quando a stôra mandava consultava. 82
    • P- Então chegaste a consultar?A- Sim…li algumas vezes.P- E os podcasts?A- Ouvi para o teste.P - Então, consultaste. Quando é que consultavas mais? Ao ir para a escola, noautocarro…em casa…A- Em casa…P- Porquê?A- Não costumo utilizar o telemóvel à vinda para a escola só se comunicar com alguém.P- Mas sabes que há essa possibilidade.A- Sim…simP- Podes pôr os auriculares e à vinda para a escola podes ouvir os podcasts a explicar amatéria. Imagina que vais ter um teste, com um livro na mão não dá jeito, mas a ouvir jádá jeito. Não é, pode-se aproveitar o tempo ou não pode?A- PodeP- Só se o aluno não quiser. Se o aluno quiser…é ou não é verdade?A-É.P- O que mais gostaste de fazer neste projecto?A- Acho que gostei de tudo.P – Achas que foi positivo a professora ter chamado a atenção para o que se pode fazerjá com o telemóvel?A- Sim.P- Recomendarias o telemóvel a outros professores e alunos?A- Sim.P- Tu hoje já fazias publicidade, afinal já podemos utilizar o telemóvel para outrascoisas para a escola.A- Já.P- Dirias, nós já fizemos isto em português resultou bemA- Sim.P- Estás mais consciente das potencialidades do telemóvel?A- Sim.P- Tens algum comentário a fazer.A- Foi divertido.P –Gostaste?A- Sim.P- Gostarias de repetir?A- Sim.P- Obrigada.______________________________________________________________________Entrevista 17A – A05T – 11’17P- F., concordas que grave esta entrevista.A- Sim.P- Vamos recordar as actividades por SMS. Tu participaste algumas vezes, mas nãorespondeste a todas. Porquê?A- Porque em muitos momentos que recebia as mensagens não estava operacional,estava ocupado com outras actividades 83
    • P- E mais tarde?A- Depois já não me lembrava.P- Quantas mensagens costumas receber por dia?A- Umas 50.P- E quantas envias?A- O mesmo.P – Geralmente, recebes e envias?A- Sim.P- Costumas responder de imediato ou mais tarde?A- De imediato.P- Se te tivesse emprestado um telemóvel terias participado mais?A- Ia participar mais porque o telemóvel era só para a disciplina, não tinha que usar omeu pessoal.P- Incomodou-te?A- Sim, também.P- Qual foi o pior incomodo?A- Quando estava a falar com os amigos…recebia mensagens da aula…quebrava umbocado a conversa.P- Então se eu te tivesse dado aquele telemóvel terias participado mais.A- Sim.P – Gostaste das actividades?A- Sim.P- Achas que dava para continuar o projecto?A- Sim.P- Consideras o telemóvel uma ferramenta útil para ocupar os tempos livres?A- Sim..porque existem diferentes aplicações do telemóvel que nos ajudam a passar otempo.P- O que é que costumas usar mais?A- O leitor mp3, a máquina fotográfica.P- E para quê?A- Para escutar música.P- Tens muitas músicas? Para quantas horas?A- Ui! Umas 300 músicas.P – O teu telemóvel quanto tem de capacidade de armazenamento?A- 2 Gb.P- Imaginas-te no futuro a aprender sozinho através de um telemóvel. Por exemplocomo o iPhone?A- Sim, mas não era a mesma coisa.P- ..não é a mesma coisa…o quê? O que muda? Estás a comparar com quê?A- Se nós estivermos na aula…e em vez de estar com o telemóvel, podemos estar afazer outras coisas.P- Mas com o iPhone seria uma ferramenta com grande potencialidade para trabalhar nasala de aula?A- Sim…concordo.P- Imagina as actividades que realizamos se tivesses sido executadas com o iPhone.A- Mais fácil de executar as tarefas.P- Achas que no futuro os telemóveis irão substituir os computadores na sala de aula?A- … isso nesse aspecto…sim…P – Qual é a funcionalidade que ainda não têm os telemóveis e que deveriam ter para setornarem numa ferramenta de aprendizagem? 84
    • A- …ter o Office…P- Queres dizer tem as ferramentas de produtividade como o Excel, o Word…masmuitos telemóveis já têm essas funcionalidades. Dá para abrir o powerpoint…A- …mas as mais comuns e acessíveis ainda não têm…P- E a ligação à internet?...imagina que pagas tanto como pagas agora pelo acesso àinternet no computador mas no telemóvel. O que achas que vai mudar?A- Passava mais tempo na Internet.P- Mas achas que isso é bom, mau?A- …eu acho que é bom…P- …mas passavas para quê? Só para entretenimento ou também para actividadeseducativas?A- …para as actividades lectivas…para as aulas.P- O que achas que deve mudar para que o telemóvel passe a ser usado mais na sala deaula? Como mais uma ferramenta como usamos o manual…A- Mudar a mentalidade dos professores e dos alunos. Nós usamos o telemóvel na aulamas é só para usar para a aula não é para outras coisas.P- E da parte dos professores?A- Deixar-se levar pelas novas tecnologias…P- Assim como eu fiz?A- …encontrar novas formas de aprendizagem…P – Encontrar outras utilizações para usar o telemóvel na sala de aula. Qual é o grandepotencial do telemóvel para aprender em qualquer lugar e a qualquer hora?A- A rápida troca de informações….P- Entre vocês trocam muito informação para as aulas?A- ….às vezes…P- Tu costumas trocar ideias com os colegas, esclarecer sobre assuntos da aula, usandoo telemóvel?A- …sim…às vezes …P- Com quem costumas trocar?A- Com qualquer um…P- Tens os contactos de todos?A- Tenho.P- Estais todos contactáveis. Com as actividades por SMS também ficastes maiscontactável com a professora. É benéfico?A- É benéfico porque se tivermos alguma dúvida estamos sempre contactável com aprofessora.P – E isso ajuda de certa forma. Como é que ajuda?A- Podemos tirar as dúvidas a qualquer momento, sem precisar de esperar pela próximaaula.P- Assim, a aula sai da escola e pode acontecer em qualquer lugar. A professora pode-vos esclarecer em qualquer lugar e em qualquer momento.A- Sim.P- Alguma vez consultaste conteúdos da disciplina quando não tinhas nada que fazer?A- Não …P- E os podcasts? Foi benéfico?A- Sim…podíamos estar a fazer as nossas coisas normalmente e estávamos a ouvir amatéria.P- …normalmente como? Como ouvias?A- Com o telemóvel.P- …e estavas a fazer alguma coisa especial…por exemplo navegar na internet? 85
    • A- ..sim…P - …e ias ouvindo e isso permitiu-te…A- …estudar.P- de todas as actividades o que é que gostaste mais? Começámos por escrever odicionário, depois explorámos como gravador de som, imagem, vídeos, quizzes, SMS,Podcasts, escrever os contos, fizemos várias actividades em que o telemóvel estavasempre presente.A- Escrever os contos,P- Porquê?A- è uma área que gosto…P- Gostas de escrever? Escreves depressa no telemóvel?A- Escrevo.P- Escreves com os olhos fechados?A- …quase.P- Gostaste de escrever os contos com os colegas ou preferias sozinho?A- Com os colegas.P – Porquê?A- Mais produtivo…um dá uma ideia outro dá outra…depois outro lembrava-se e faziaoutra coisa…P- Consideras essa interacção positiva na sala de aula?A- Sim.P- Recomendarias o uso do telemóvel para a aprendizagem aos professores ou aoscolegas?A- Sim.P- E o que lhes dirias?A- Diria que assim poderíamos estar sempre contactáveis…e aprenderíamos a matériade outra forma.P- Darias exemplos de actividades que se podem realizar?A- Sim.P- Quer dizer que vais fazer publicidade?A- Vou.P- Tens algum comentário?A- Não.P- Gostarias de repetir no próximo ano? Fazer outras actividades usando o telemóvel?A- Sim.P – Tens alguma sugestão de outras actividades que se possam fazer e que a professoranão se tenha lembrado?A- Se as actividades continuarem assim acho que está bem.P- E se os manuais passassem a estar no telemóvel?A- Acho uma boa ideia. Os alunos descarregavam os manuais para os ultraportáteis e jánão os carregavam.P- Com dois Gb já podes ter muitos manuais no teu telemóvel. O que dificulta mais aleitura no ecrã?A- O tamanho do ecrã?P- Mas imagina o ecrã do iPhone. É um tamanho ajustável?A- Sim…se não houver problema de visão é bom.P- …há iPhones com mais de 30 Gb para armazenamento, dá para muita informaçãoA- Sim.P- Consideras que no futuro estudar usando um telemóvel tipo iPhone é possível?A- …é. 86
    • P – Obrigada.______________________________________________________________________Entrevista 18A – A12T – 9’11P- T.D., Permites que grave esta entrevista?A- Sim.P- Vamos recordar as actividades por SMS. Participaste algumas vezes mas se calharnão tantas como gostarias. Porquê?A- Porque não tinha SMSs grátis.P- E se tivesses?A- Participava mais.P- Gostaste das actividades?A- Sim.P- E de qual gostaste mais?A- Quem quer ser milionário.P – Porquê?A- Achei divertido.P- Foi fácil ou difícil?A- Mais ou menos umas partes fáceis outras difíceis.P- Costumas ver o programa na televisão?A- Às vezes.P- E gostas?A- Gosto.P- Achas que é culturalmente positivo, ajuda a melhorar os conhecimentosenciclopédicos?A- Ajuda.P- Se eu te tivesse emprestado um telemóvel só para as actividades da disciplina dePortuguês achas que participavas mais?A- Sim, porque podia guardar mais coisas no telemóvel, tinha mais capacidade dearmazenamento, podia enviar mais SMSs.P – Quer dizer que as limitações do teu telemóvel condicionaram a tua participação.A- Sim…P- Não foi por não teres vontade de participar, mas porque o teu telemóvel limitavaessas participação?A- Sim..sim…P- Consideras o telemóvel uma ferramenta útil para ocupar os tempos livres?A- Sim. O telemóvel é quase um computador…mais pequeno…anda-se sempre comele…P- …está sempre à mão…A- sim…P- …sempre ligado…A- sim…P- O facto de estar sempre à mão e estar sempre ligado o que melhora em relação aocomputador que está fixo, não está sempre ligado?A- Em qual lugar podemos aceder à informação..P- Imaginaste a aprender sozinho através de um telemóvel? Se tivesses os conteúdos dasdiversas disciplinas no teu telemóvel… 87
    • A- Sim…P- Interessavas-te mais em ocupar os tempos livres, quando não tinhas nada que fazer.A- Era uma ideia.P – Era uma ideia de futuro?A- Era.P- O que achas que deve mudar na escola para que o telemóvel passe a ser aceite comouma ferramenta de aprendizagem?A- Sei lá…havia de haver telemóveis para que todos pudessem participar.P- Por que está proibido o telemóvel?A- Uma pessoa às vezes distrai-se.P- E achas que se dessem os telemóveis os alunos deixavam de se distrair?A- Não.P- Então como iríamos contornar esse problema?A- É difícil.P- Tem de haver uma mudança de quem?A- …dos alunos.P – E em relação aos professores?A- Os professores está bem.P- Eu coloquei conteúdos da disciplina de Português nos vossos telemóveis achas queos outros professores fariam o mesmo?A- Talvez aderissem.P- O que haveríamos de fazer para os alunos usarem melhor o telemóvel na sala deaula?A- Os alunos é que devem mudar.P- Tens alguns conselhos para dar aos professores?A- Deveriam confiar mais nos alunos.P- De que forma?A- às vezes uma pessoa pode estar a mexer no telemóvel e pode estar a fazer ascoisas…e o professor pode pensar que estamos a mandar mensagens para alguém…P- Achas que tem de haver uma mudança também da parte dos professores em relação àforma como os alunos usam o telemóvel?A- Alguma.P – Viste nesta experiência que o telemóvel tem muitas potencialidades. Olhas para otelemóvel de maneira diferente?A- Sim.P- Se tivesses um telemóvel como este que está aqui a gravar fazias mais coisas?A- Sim…sim.P- Respondias mais às mensagens. Terias participado mais?A- Sim.P- O que achas que o telemóvel deve possuir para ser uma ferramenta de aprendizagem,para usar em qualquer lado e a qualquer hora?A- Muita memória…áudio…dar para fazer vídeo…essencialmente isso.P- E acesso á internet?A- também.P- Se pagasses o mesmo que pagas pelo acesso à internet no computador, no telemóvelo que mudava?A- Mudava muita coisa. Podíamos aceder à internet em qualquer lado, fazer asactividades da escola em qualquer sítio…P – E o que melhorava na sala de aula?A- Na sala de aula era igual a um computador. 88
    • P- Podiam aceder aos conteúdos…tirar uma dúvida...A- Sim.P- Durante o período em que realizámos as actividades por SMS ficaste maiscontactável com a professora e com os colegas. Achaste isso vantajoso?A- Sim…porque podíamos perguntar à stora quando tínhamos dúvidas.P- E tu chegaste a tirar dúvidas quando nos encontrámos no MSN. Foi bom aprofessora estar online e poderes falar com ela?A- Sim..P- Achas que mais professores deveriam….?A- Sim…dava jeito.P- Alguma vez ouviste os podcasts, tu ouviste no teu mp3, porque o teu telemóvel nãodava, quando não tinhas nada que fazer?A- Sim.P- Ajudou-te a ocupar os tempos livres?A- Sim.P- De todas as actividades o que gostaste mais de fazer?A- O dicionário.P – Foi positivo? Aprendeste muitas palavras mais?A- Sim, aprendi palavras novas.P- Ainda tens as palavras no telemóvel.A- Não porque não tem memória.P- Mas tens em papel. Recomendarias o telemóvel a outros professores e a outroscolegas?A- Sim.P- Um telemóvel como este parece-te uma boa ferramenta?A- É.P- Ficaste surpreendido com estas descobertas?A- Não, ..já conhecia algumas.P- Mas nunca te tinha perguntado porque é que os professores não utilizam o telemóveltendo tantas potencialidades?A- Não.P – E agora já te questionas?A- Sim.P- Queres fazer algum comentário?A- NãoP- Gostaste? Gostarias de repetir no próximo ano?A- Sim.P- Obrigada.______________________________________________________________________Entrevista 19A – A09T – 9’16P- J. P., concordas que grave esta conversa?A- Sim.P- Ainda te recordas das actividades por SMS?A- Sim.P – Tu começaste a responder mas mais para o fim as coisas não correram bem. Porquê? 89
    • A- Porque não tinha tempo de responder aos SMSs.P- Tu és um atleta…A- …de canoagem…P- Tens treinos todos os dias, onde?A- No rio Cávado.P- Com sol ou com chuva…é uma vocação…A- é.P- Quanto tempo tens de treino?A- 2 horas por dia.P- A equipa está bem classificada?A- Estamos em segundo lugar a nível nacional.P – Parabéns. Há muita gente a praticar canoagem?A- Sim…somos cerca de 120 atletas.P- Muito bem. Se eu te tivesse emprestado um telemóvel só para as actividades deportuguês achas que terias participado mais?A- Acho que sim. O meu telemóvel estava limitado.P- Isso condicionou a tua participação, para além dos treinos, não tinha muito tempo?A- …não.P- Durante este ano estivemos a explorar o telemóvel como ferramenta de aprendizagem.tu tiveste oportunidade de ouvir os podcasts, tu ouviste através do teu mp3. Achas entãoque o telemóvel ou o mp3 são ferramentas úteis para ocupar os tempos livres?A- Sim…para rever a matéria para o teste e assim.P- Imaginas-te num futuro próximo a aprender usando por exemplo u iPhone?A- Acho que sim..P- Tem um ecrã mais vantajoso, muita capacidade de armazenamento.A- Sim…P- Consideras que com acesso à Internet e com um aparelho como o iPhone eras capazde deixar vir à escola e aprender em caso ou consideras que a escola é importante?A- acho que a escola é importante. Mas ajudava e muito.P- Poderia ser metade na escola e outra metade fora?A- Sim.P – Aderias a um projecto em que uma parte do currículo fosse fora da sala de aula?A- Aderia.P- Como eu pus aquela página que eu criei com as actividades. Poderias seguir asactividades. Imaginas-te que um dia possa acontecer?A- Sim.P- O que deve mudar para que o telemóvel deixe de estar proibido na sala de aula?A- Devia mudar o pensamento dos professores para que …P- Pensas que estar proibido é recusar uma potencial ferramenta para a aprendizagem?A- Sim.P- É a mentalidade dos professores que deve mudar. Os alunos já reconhecem estapotencialidade ou ainda não?A- Eu já reconheço.P- Achas que outros colegas estaria prontos para aceitar da parte dos professores estarevolução na maneira de estudar e aprender?A- Acho que sim.P – Qual é a tua opinião sobre o potencial do telemóvel como uma ferramenta paraaprender a qualquer hora e em qualquer lugar?A- É bom…é melhor do que um caderno ou assim…porque é mais rápido..P- Está sempre no bolso…. 90
    • A- Sim…é mais fácil de transportar…P- Transportas mais facilmente um telemóvel do que um caderno?A- Sim….P- ao poderes aceder aos conteúdos a qualquer hora e em qualquer lugar…A- …é melhor e tem-se mais informação no telemóvel.P- consegues armazenar mais informação?A- Sim.P- No caso do teu telemóvel tinha pouca capacidade mas reconheces que outrostelemóveis podem armazenar mais conteúdos.A- Sim…P – Que formatos gostas mais no teu telemóvel?A- Enviados por SMS?P- E o áudio, não é um bom formato?A- É, mas o meu telemóvel não dava.P- O que achas que um telemóvel deve ter para se tornar numa efectiva ferramenta deaprendizagem?A- Te rum ecrã bom, grande…P- Aceitavas um telemóvel mais robusto? Vocês não gostam muito dos telemóveismuito grande, mas se fosse um mini-computador já aceitavam?A- Sim. Era melhor um mini-computador.P- Então que dizer se fosse um telemóvel maior e com mais funcionalidades vocês jáaceitavam que fosse com maior tamanho?A- Sim….P- achas o tamanho do iPhone ideal?A- Era uma boa ferramenta.P – Durante este tempo, estiveste mais contactável com a professora e com os colegas.Achas vantagens nisso?A- Acho que sim.P- Que vantagens?A- Quando tinha duvidas podia tirá-las em casa porque ao estudar a matéria em casa ese tivesse dúvidas perguntava à stora.P- E desvantagens?A- Não tem.P- É bom termos a possibilidade de recorrer a alguém quando precisámos?A- Sim.P- Quando não tinhas nada que fazer consultaste os conteúdos da disciplina?A- Os contos…li-os todos.P- Ajudou-te a ocupar os tempos mostos.A- Sim,P- O que gostaste mais de fazer este ano?A- Foi o dicionário.P- E das actividade por SMS?A- …dos contos.P – …e do jogo? Não te despertou muito atenção?A- Não.P- Porquê? Não sabias responder às perguntas?A- Algumas perguntas eram difíceis.P- Recomendarias a outros professores e colegas o uso do telemóvel?A- Sim…eu já fiz trabalhos por SMS para outros professores. Estava em casa em vez deescrever no caderno escrevia no telemóvel e depois passava para o caderno. 91
    • P- Muito bem já está a aproveitar o telemóvel. Que outros dispositivos móveisconsideras que serviam para aprender também, para além do telemóvel?A- O mp4, os ultraportáteis …P- …ferramentas que sejam fáceis de transportar e estejam sempre à mão.A- Sim…P- Queres fazer algum comentário?A- Não.P – Gostastes?A- Sim..P- Obrigada.______________________________________________________________________Focus Group 2.1 – Caso AT – 3’12P- As perguntas que vos vou colocar agora já foram feitas individualmente aos vossoscolegas e agora vocês respondem em grupo. Se vos tivesse emprestado um telemóvelcomo estava previsto, teríeis participado mais nas actividades ou igual?A- Igual…depende….P- Depende de quê?A- Do que fizéssemos.P- Achais que foi o facto de não terdes tido que levou a que a vossa turma tivesseparticipado menos uma vez que fiz as mesma actividades com outras turmas queparticiparam mais?A- Foi.P- Achais o telemóvel uma ferramenta útil para ocupar os tempos livres?A- Sim.P – Porquê? O que costumais fazer.A- Jogar..P- Imaginai que tínheis manuais, conteúdos de outras disciplinas usariam mais otelemóvel ou não?A- Sim…P- …nos tempos livres?A- Sim…P- O que achais que deve mudar na escola para o telemóvel ser aceite na sala de aula jáque está proibido?A- Ser visto como uma ferramenta de trabalho; ser fácil transferir documentos docomputador para o telemóvel.P- O facto de terdes estado mais contactável com a professora durante as actividades porSMS foi positivo ou causou algum incómodo?A- Dependia das ocasiões…P- Mas o facto de poderdes contactar com a professora a qualquer hora traz vantagens?A- Traz.P – Recomendariam aos professores e aos colegas no futuro.A- Sim.P- Querem deixar algum comentário?A- Não______________________________________________________________________ Entrevista 20 92
    • A – B07T – 7’16P- C., concordas que grave a nossa conversa.A- Sim.P- Vamos recordar as actividades por SMS. Tu participaste bastante. A que se deveuessa participação?A- Deveu-se a eu gostar muito da ideia, aprendi com isso e através disso tambémaprendi na parte do vocabulário algumas das palavras ficaram gravadas.P- Estavas motivada para responder quando recebias as perguntas.A- Sim.P- Não te custou nada?A- Não.P- Gostaste?A- Gostei.P- Se eu te tivesse emprestado um telemóvel achas que terias participado mais ou amesma coisa?A- Participava igual pois tinha SMS grátis.P – O teu telemóvel não te limitou a tua motivação, terias feito tudo na mesma.A- Era.P- Achas o telemóvel uma ferramenta útil para ocupação dos tempos livres?A- Sim.P- Porquê?A- Por exemplo, o telemóvel incluir gramática que estamos a dar e outras coisas fazcom que nós em qualquer lado que estejamos possamos aceder a isso e por issoaprender mais e dar alguma utilidade ao que aprendemos.P- Muito bem. Imagina que tens um telemóvel tipo iPhone. Imagisnas-te no futuro aaprender sozinha com a ajuda de um telemóvel? a pesquisar, a ler…A- Sim.P- Em vez de teres as coisas no caderno ou no manual, teres no telemóvel.A- Sim…acho que…P- Imagina que tinhas os manuais no teu telemóvel…podias ler…A- Sim…mas não dava para todas as disciplinas. Acho que não conseguia estudaratravés do telemóvel para todas as disciplinas. Mas a maior parte sim….principalmentelínguas e economia…P – Se tivesses os conteúdos das disciplinas dentro do telemóvel era muito útil?A- Sim.P- O que deve mudar na escola para que o telemóvel passe a ser aceite e não proibido?A- Normalmente em todas as escolas, os professores vêem o telemóvel como uma coisamuito má e nenhum aluno deve usar o telemóvel.P- E agora depois desta experiência?A- Depois desta experiência, todos os professores…em especial das disciplinas quepodem fazer também podiam apostar nessa ideia.P- Quer dizer que o telemóvel também pode ser um auxiliar na aprendizagem eintegrado nas aulas?A- Sim.P- Concordas com a proibição?A- Concordo que não se deve proibir, mas não deve ser usado a não ser para as aulas. 93
    • P- O que é que um telemóvel deve ter para ser efectivamente uma ferramenta deaprendizagem, que permita ao aluno usá-lo sempre e para o que necessite, sem terlimitação?A- O facto de ter acesso à internet facilita o estudo de um aluno. No caso das nossasaulas, termos um site onde estão os nossos conteúdos se pudéssemos aceder ao siteatravés do telemóvel podia-nos ajudar a estudar.P – Quando não tivessem nada que fazer?A- Sim…noutras ocasiões…P- Fora da sala de aula… ou mesmo dentro da sala de aula.A- Sim…mesmo dentro da sala de aula…P- Durante as actividades por SMS ficaste mais contactável com a professora e com ascolegas. Isso foi favorável…poderes contactar mais com a professora em qualquerhora.?A- Sim…foi favorável. Porque muitas das vezes não tendo a certeza das respostas quedei ou tendo dificuldade de conteúdos perguntei à professora através de SMS, para saberse estava errado…foi favorável.P- Não te trouxe nenhum inconveniente?A- Não. Até pelo contrário.P- Chegaste a consultar conteúdos da disciplina quando não tinhas nada que fazer?A- Sim…os podcasts…durante uma viagem e algumas vezes as palavras dodicionário…P- …ajudou-te a ocupar os tempos mortos…tinhas ali à mão…A- Sim…ajudou-me a ocupar o tempo livre.P – Todas as actividades que realizámos o que gostaste mais?A- Os microcontos e as fotografias.P- Fizeste muitas fotografias…dos teus arranjos florais…A- As fotografias, porque já gosto de fotografia. E então o telemóvel ajudou a tirar asfotografias que eu quero…P- Trouxeste as fotografias para a sala de aula que te ajudou a fazer o Haikai?A- Sim. O microconto porque nunca tinha ouvido falar e possibilitou escrever e contaros caracteres para criar os microcontos.P- Recomendarias o uso do telemóvel como ferramenta de aprendizagem a outrosprofessores ou colegas?A- Sim, porque não se pode ver só como uma coisa má, o telemóvel também traz coisasfavoráveis. O facto de ter tirado fotos, ter escrito os microcontos, ter ouvido os podcastsdurante uma viagem, de utilizar as palavras do dicionário, até para outras disciplinas ascheguei a utilizar…entre outras coisas.P- Queres deixar algum comentário?A- Não.P- Gostaste, não gostaste?A- Gostei.P- Gostarias de repetir no próximo ano com outras actividades, continuar a explorar otelemóvel como uma ferramenta ?A- Sim…gostaria.P- Muito obrigada.______________________________________________________________________Entrevista 21A - B13 94
    • T – 8’37P – Olá M., tiveste bom fim-de-semana?A- Sim.P- Aceitas que grave esta entrevista?A- Sim.P- Vamos recordar as actividades por SMS. Tu participaste bastante. Mas poderias terparticipado mais. A que se deveu as vezes em que não participaste?A- Era porque não tinha saldo e não sabia que se podia enviar SMS a pagar no destino.Outras vezes estava ocupada. Muitas vezes não respondia porque estava na aula decódigo. E depois esquecia-me.P- Muito bem. Se eu te tivesse emprestado um telemóvel para as actividades dePortuguês achas que terias participado mais?A- Penso que sim.P- Inicialmente a tua não participação deveu-se a não teres saldo e SMS grátis, mas setivesses tido tinhas participado mais?A- Sim.P- Gostaste?A- Gostei.P – Consideras o telemóvel uma ferramentas de aprendizagem útil para ocupar ostempos livres?A- Antes não tinha essa ideia, a partir das aulas que tive com a stora, agora acho quesim.P- Então o que mudou, o antes e agora? Passaste ter conteúdos no teu telemóvel e antesnão tinhas…A- SimP-…antes o telemóvel era só para enviares SMS e voz…A- Antes só lhe dava mesmo o uso do telemóvel…P- …e as músicas?A- Exacto.P- …e agora explorámos o telemóvel …A- …de outra maneira…P- …como gravador de voz…audição…feitura de vídeos…captação deimagem…escrita do dicionário…A- Sim.P - …isto fez-te despertar para as potencialidades desta ferramenta.A- Sim.P- Imaginas-te no futuro a aprender sozinha através de um iPhone…com os manuais notelemóvel?A-..Acho que no futuro vai ser já assim…P- Ès capaz de ter autonomia para estudar sozinha?A- Não sei. Mas acho que sim.P- Eras capaz de te dedicar…em vez de vir à escola…A- Sim…até acho que era melhor…P- ….Se te dessem oportunidade de em vez de vires à escola…aprenderes em casa,fazeres à vontade as actividades…como eu estou a fazer agora…podíamos fazer isto àdistância. Eu estar em minha casa vocês estarem na vossa.A- Se calhar até estávamos melhor.P- O que mudava? Ora conta-me lá…como t imaginas. Imagina que a aula de hoje era àdistância, o que mudava? 95
    • A- Nem sei.P – O vosso interesse era maior ou menor?A- Acho que era maior…P-…sois obrigadas a vir, ser obrigadas naquela hora…?A- Era livre…era diferente….P- E essa liberdade o que é que permitia ao aluno?A- Se calhar dava-lhe mais interesse.P- Realizava as actividades quando tivesse mais vontade…A- Quando podia…P- Achas que os alunos sozinhos têm vontade de trabalhar para as aulas ou sóobrigados?A- Acho que só um bocado obrigados.P- Consideras que os jovens não tivessem a obrigação….A- Se pudessem nãoo…..P- …não o faziam…A- …acho que não.P- os alunos continuam a precisar da escola e dos professores para serem obrigados aestudar…poucos são os alunos se calhar…A- …que fazem por vontade própria.P – Exactamente. O que achas que deve mudar na escola para que o telemóvel em vezde estar proibido seja mais uma ferramenta como é o papel, ou o manual ou aesferográfica?A- Acho que tem de mudar a partir das pessoas. Tem de haver mais pessoas como astora por exemplo.P- A partir de agora que viste outra forma de utilizar os telemóvel. Por exemplo nestemomento estamos a fazer esta gravação com o telemóvel. È útil, não é?A- É.P- Não é preciso trazer grandes tecnologias para a sala de aula para se poder gravar anossa conversa. E mesmo para a vossas leitura para aperfeiçoamento. Os outrosprofessores também podem gravar podcasts das disciplinas deles…A- Era importante…P- …como eu agora dou-vos a oportunidade de ou me escutam na sala ou me ouvem…A- E se calhar até os alunos tinham mais interesse.P- Esta possibilidade que eu vos dou de ouvir ou ler o que achas?A- Os outros professores, a maior parte, obrigam-nos a ler…a professora dá-nos duasoportunidades ou ler ou ouvir, da forma que nós mais gostamos.P- E em relação ao aluno…vai de encontro…à disposição do aluno no momento …eacha que é bom?A- Acho.P – Durante o momento em que realizámos as actividades por SMS ficaste maiscontactável com a professora e as colegas. Achas-te isso benéfico ou trouxe alguminconveniente?A- Não. Inconveniente não…P- E quais são os benefícios que traz o aluno poder contactar a professora a qualquerhora?A- Podemos pôr dúvidas, fazer perguntar, tirar esclarecimentos com a stora.P- E até dizer boa noite…também é simpático.A- EHH..ÉP- Como eu vos mandava os pensamentos…o que achaste dos pensamentos que vosmandava à noite…eram para vos fazer pensar? 96
    • A- Gostei muito.P- alguma vez consultaste os conteúdos da disciplina quando não tinhas nada que fazer?A- Sim.P- Em que ocasião?A- As vezes estava em casa sem fazer nada e ia ver o telemóvel.P – E achavas bem?A- Sim…em especial consultava o dicionário.P- Não te custava nada?A- Nada.P- Afinal também conseguiste consultar sem te sentires obrigada. Afinal também tensautonomia, não tens?A- Sim. Mas a maior parte não…P- É mais fácil para vocês consultar a partir do telemóvel ou do manual?A- Do telemóvel…muito mais.P- Imagina o Iphone que já tem o ecrã bastante grande…e ter lá os manuais.A- Era bom…P- Era mais fácil?A- Era.P - E não precisavam de ter ligação à internet… podiam consultar os manuais…oradeixa ver a página ….A- ….assim não andavamos tão carregadas também.P- Era uma boa solução as editoras começarem a vender os manuais mais baratos…porexemplo descarregar a 5€ o ficheiro para o telemóvel. Era uma boa …vamos proporisso….A- Sim.P- O que mais gostaste dos que desenvolvemos este ano?A- Os microcontos…adorei bastante…P- Porquê? Por ter sido colaborativamente?A- Sim…e mesmo o telemóvel usei sempre para mensagens…quando a stôra nos dissepara fazer contos…em poucos caracteres…P- …reduzidos….A- …achei bastante interessante.P- Porquê?A- E aprendi muito mais também. Diminuía as frases…para aprender a escrever..P- Era uma ginástica mental…é muito bom para ajudar mentalmente e pensar…A- Sim.P- Recomendarias o uso do telemóvel a outros professores e colegas?A- Sim.P – Porquê?A- Por exemplo, na forma de estudar eu acho que capto mais quando estou a ouvir amatéria e se noutras disciplinas fosse assim…acho que …P- …tinhas mais benefícios e eras mais fácil entender e decorar?A- Era mais fácil.P- Tens algum comentário a fazer às actividades?A- Não.P- No próximo ano gostarias de continuar a explorar e a descobrir outras possibilidades?A- Sim.P- Obrigada.______________________________________________________________________Entrevista 22 97
    • A – B16T – 4:58P- M., permites que grave a nossa conversa?A- Sim.P – Vamos recordar as actividades por SMS. Tu não participaste muito. Porquê?A- Não tinha SMS grátis.P- Isso limitou a tua participação. Mas recebeste os SMS?A- Recebi. Criei uma pasta e guardei tudo.P- Se eu te tivesse emprestado um telemóvel só para as actividades de português. Teriasparticipado mais?A- Sim…o motivo pelo qual eu não participei foi não ter tido SMS grátis, senão tinharespondido..P- Consideras o telemóvel uma ferramenta útil para ocupar os tempos livres?A- Sim. Acho?P- Porquê?A- Falar com os amigos.P- Sim, isso era antes e agora que descobriste outras utilidades na aula de português,achas que agora o telemóvel pode também ser uma ferramenta para ocupar os temposlivres sem ser só enviar SMS para os amigos?A- Sim, estudar os conteúdos de Português.P – E se tivesses manuais de outras disciplinas no teu telemóvel?A- Também podia ser útil.P- Irias consultar ou não?A- Sim…sim.P- Imaginas-te no futuro sozinha a aprender através de um telemóvel, por exemplo, umiPhone, com ligação à internet? Tinhas autonomia para fazer estas actividades? Estás aver, tende as actividades para fazer sobre este no site, tanto podiam ser feitas na sala deaula como fora dela.A- Sim.P- Sentias que tinhas autonomia para aprender ou ainda não? Ou só obrigada?A- Sim…com força de vontade.P- E tu tinhas força de vontade ou nem por isso?A- …nem por isso…às vezes não.P- O que achas que deve mudar nas escolas para que o telemóvel seja aceite comoferramenta de aprendizagem?A- Sei lá…P – O que deve mudar? Quem deve mudar?A- Os alunos talvez …criar mais actividades para o telemóvel, por exemplo como as daprofessora…seguir esse exemplo noutras disciplinas…talvez aí o Ministério autorizasseo telemóvel na escola.P- O que deve ter um telemóvel para ser verdadeiramente uma ferramenta deaprendizagem? Ligação à internet…A- ..internet.P- o ecrã maiorzinho?A- Sim…maior.P- E o teclado?A- Talvez maior como o do iPhone, talvez seja mais fácil assim. 98
    • P- Durante as actividades por SMS estiveste mais contactável com a tua professora. Issofoi benéfico?A- Sim, podia tirar dúvidas.P- Não trouxe nenhum inconveniente, nem constrangimentos?A- Não.P- Chegaste alguma vez a consultar os conteúdos da disciplina quando não tinhas nadaque fazer?A- Não.P- Porquê?A- Não sei, não consultei.P – Lá está aquela falta de vontade. Só obrigadas é que… é?A- Sim.P- Neste caso não resultou muito contigo. Não.A- Até porque não respondi...não participava muito.P- O que gostaste mais de fazer na exploração que fizemos com o telemóvel? Porexemplo, fizemos o dicionário, os microcontos, gravámos áudio, os podcasts, fizeramvídeo, fotografias…A- O dicionário. A mim deu-me muito jeito. Ia ver muitas vezes certas palavras.P- Chegaste a decorar? Tens agora palavras novas, que já conheces, que já decoraste?A- Sim. De vez em quando uso algumas que a stora deu.P- Muito bem. Recomendarias o uso do telemóvel a outras pessoas?A- Sim.P- E a outros professores?A- Sim.P – Porquê?A- Porque assim temos sempre acesso à matéria, podemos sempre tirar dúvidas maisfacilmente. Sempre que temos uma dúvida podemos mandar uma mensagem aoprofessor e…. prontos tiramos logo a dúvida.P- Então gostaste?A- Sim.P- Obrigada.______________________________________________________________________Entrevista 23A – B09T – 7’55P- Olá J.. Concordas que grave a nossa conversa.A- Sim.P- Vamos recordar as actividades por SMS. Tu participaste muito. A que se deveu essatua participação?A- Foi essa diferença. Normalmente fazemos tudo através de escrita, de livros, mesmo ocomputador mas pouco, não é tão utilizado …só nas aulas de portuguêsP- Estavas motivada e gostaste de participar.A- Sim.P – se eu te tivesse emprestado um telemóvel só para as actividades de português emvez de usares o teu achas que terias participado mais ou igual?A- Era igual …eu participei mesmo com o meu telemóvel. 99
    • P- Digamos que se pode apostar nos telemóveis dos alunos que os alunos aderem, sesentirem que é para o bem deles, não necessitando de ter outro telemóvel.A- Não.P- Consideras o telemóvel uma ferramenta útil para ocupar os tempos livres?A- SimP- Porquê?A- Eu normalmente é com as mensagens a comunicar com os amigos. Podemos fazervárias coisas, estar com os amigos e tirar fotos, fazer filmes, mas normalmente usomuito as mensagens.P- O teu telemóvel já é bom? Permite fazer quase tudo?A- É bom.P- Não tem muitas limitações?A- Não, não.P – E agora já encontras outras utilidades que não encontravam antes?A- Sim…sim…por exemplo o mp3 no telemóvel, rádio…P- Depois desta exploração que fizemos olhas para o teu telemóvel de maneira diferentee com muitas mais potencialidades?A- Sim.P- Imaginaste no futuro a aprender através de um iPhone com acesso à internet?Imagina que tens lá os manuais?A- Penso que sim.P- Terias capacidade e autonomia para por exemplo, em vez de vires à escola poderesaprender a distância, através de um site com as actividades como o da aula deportuguês?A- Penso que sim. Este ano já tivemos na internet, já estivemos a trabalhar com oscomputadores e correu bem e trabalhar com um iPhone.P- por exemplo o trabalho que estivemos a fazer hoje podia ser feito a distância,marcava uma hora e vocês enviavam-mo o conto pronto. Não precisavam de estar emcasa com o computador fixo porque tinham o iPhone.A- Sim. Sim…permitia ler e escrever.P- Tens capacidade e autonomia para aprender?A- Tenho.P- E a maioria dos alunos? Tu aprendes porque és obrigada ou tens autonomia?A- Eu aprendo porque quero, tenho autonomia.P- Consideras que os outros colegas…A- Depende…P – Se não fossem obrigados fariam alguma coisa? Mesmo obrigados já fazem pouco…A- Há muitos colegas que não, mesmo obrigados…P- Quer dizer que a escola ainda tem de existir nesta idades…A- Sim…sim.P- …para obrigar os alunos …não por iniciativa própria..eles nunca encontravamtempo…A- …exacto.P- Seria para adiar, adiar…consideras isso?A- Também acho que isso é um dos principais factores negativos…se for par aprenderatravés de telemóveis com internet. Acho que muita gente se deixava levar e nãoaprendia tanto…P- Esta modalidade é mais para aqueles alunos mais autónomos. Mais responsáveis.A- Sim… 100
    • P- o que achas que deve mudar na escola para que o telemóvel deixe de ser proibido epasse a ser aceite e utilizado nas actividades lectivas?A- Eu acho que se fosse como antes o telemóvel devia ser proibido…porque é um factorde distracção…mesmo agora às vezes ainda há uma certa tentação para distrair…masagora com as aulas de português como tivemos acho que não deve ser proibido, deviaser usado na sala de aula.P – Porque muitas vezes vocês estão a usar o telemóvel mas estão a trabalhar.A- …para a aula.P- ..não se estão a distrair.A- …estamos a trabalhar para a aula.P- Consideras que as aulas de português este ano os alunos eram mais passivos ouactivos, já que vocês estavam sempre a fazer coisas?A- Mais activos…P- Consideras esta metodologia melhor ou a metodologia tradicional em que o alunoouve o professor fala...A- Não esta é melhor porque tínhamos mais exercícios para fazer eram coisas novas,mas estávamos a aprender e o telemóvel e o computador motiva os alunos. Eu falo pormim.P- E o aluno aprende mais a pesquisar ou a ouvir só?A- Aprende mais a pesquisar ele tem de procurar as respostas.P- Retém melhor a informação?A- Sim.P – Durante o tempo que fizemos as actividades por SMS estiveste mais contactávelcom a professora. Achas isso vantajoso ou tem inconvenientes?A- É vantajoso, porque se tivermos alguma dúvida…podia enviar uma mensagem àprofessora…que ela respondia-me.P- Não traz qualquer constrangimento nem qualquer inconveniente?A- Não…não.P- Por estar a professora a contactar os alunos e estes a contactar a professora?A- Não.P- Alguma vez consultaste os conteúdos da disciplina quando não tinhas nada quefazer?A- Sim…principalmente quando a professora enviava a mensagem, eu lia a mensagem…criei uma pasta e guardava as mensagens que a professora enviava e de vez emquando ia ler, também para me lembrar…não me esquecer do que a professora mandava.P- E o que gostaste mais de fazer ao logo deste ano?A- Gostei das actividades por SMS e dos microcontos também.P- Porquê?A- Foi uma maneira…eu falo por mim…eu não conseguia resumir…e agora consigo e émais fácil…agora com o Twitter demos continuidade e é mais fácil …para ajudar oaluno a resumir.P – Ajudar o aluno a desenvolver intelectualmente… uma ginástica mental de utilizaçãoda língua…esse o objectivo que é muito importante.A- É.P- recomendarias o uso do telemóvel a outros professores?A- Sem dúvida.P- Porquê?A- Quando a professora mandava a matéria por mensagem acho que era uma maneiramais fácil de usar, nós estávamos sempre com o telemóvel na mão e então íamos lá ver 101
    • ao telemóvel, para estudar e acho que nas outras disciplinas também podia ser igual, seeles enviassem a matéria por mensagem ia ser melhor..P- E achas que teriam melhores resultados?A- Acho que sim.P- Muito bem. Tens algum comentário a fazer?A- Não.P- Gostarias de continuar no próximo ano?A- Eu agora…aprendemos a explorar tanta coisa, é para continuar.P- …podeis trazer ideias novas…A- Exacto agora já sabemos como é.P- Obrigada.______________________________________________________________________Entrevista 24A – B 03T - 6’42P – S., concordas que grave a nossa entrevista.A- Sim.P- Durante as actividades por SMS tu participaste muito. A que se deveu essaparticipação tão boa tu e a tua irmã?A- Ao tipo de actividades que foi.P- Gostas?A- Gostei.P- Eram apelativas?A- Sim. Mas gostei especialmente do quem quer ser milionário.P- Também participaste nas outras…A- Sim…nos provérbios.P- Se eu te tivesse emprestado um telemóvel só para as aulas de português achas queterias participado mais ou era igual? Tanto fazia ser com o teu telemóvel ou com outro?A- Participava mais..principalmente se fosse como o da professora.P –.Porquê?A- Porque tinha mais capacidade…tinha vídeos…fotografia…e o meu não tinha issoP- Tinha mais funcionalidades e mais capacidade.A- Exacto.P- Consideras que o telemóvel é útil para ocupar os tempos livres?A- Sim.P- Em que é que ele é útil quando não tendes nada que fazer?A- Principalmente para falar com os amigos, para estar sempre em contacto. Tambémpara ler…como a professora já disse.P- Imagina que agora tu tinhas um telemóvel como o iPhone e podias ter muitosconteúdos das diferentes disciplinas. Como achas que agora os teus tempos livres,depois de teres várias coisas no telemóvel …A- Acho que lia mais …P- Ias aproveitar mais?A- Sim. Se fosse num iPhone por exemplo, como o meu não.P – Imaginas-te num futuro próximo com um iPhone, com acesso à internet eras capazde começar a aprender sozinha, a preparar os conteúdos, a preparares-te para exame,sozinha?A- Acho que sim…se calhar tinha mais curiosidade até. 102
    • P- Porquê?A- Porque em qualquer parte onde eu estivesse, mesmo sem ter internet em casa, semestar em casa, podia estar num café a procurar o que eu queria.P- Aproveitavam-se os tempos todos…A- …os tempos livres….P- …as 24 horas e poderia ser também para aprender?A- Sim.P- …para pesquisar?A- Sim.P- Muito bem. O que deve mudar na escola para que o telemóvel seja usado como umaferramenta de aprendizagem? Agora estão proibidos mas no futuro? O que deve mudare quem deve mudar?A- Os professores e os alunos também têm de mudar. Porque os alunos usam otelemóvel não só dentro de uma sala de aula não só para estudar. Usam-no também parafalar com os amigos e isso já sabe que não é bom. Têm de mudar os alunos e osprofessores.P – Para que um telemóvel passe a ser uma verdadeira ferramenta de aprendizagem oque deve ter? Qual é o telemóvel ideal para se tornar uma verdadeira ferramenta deaprendizagem?A- Penso que o iPhone…P- ..já pode ser um exemplo…A- Acho que sim.P- Durante o tempo que desenvolvemos as actividades por SMS estiveste maiscontactável com a professora e com os colegas. Achaste isso vantajoso?A- Foi vantajoso….P- Porquê?A- Porque aprendi, aprendi mais…P- …mas o facto de estares mais contactável com a professora….A- …dá mais confiança com a professora.P- E achaste algum inconveniente por estar tão contactável com a professora?A- Não.P- Chegaste alguma vez a consultar os conteúdos da disciplina quando não tinhas nadaque fazer? Num momento em que não estavas a fazer nada?A- Sim. Quando tínhamos teste e estava no café cheguei a ouvir os podcasts.P- E ajudaram-te?A- Ajudaram-me um bocado.P – Das várias actividades que realizámos tentando explorar as diferentespotencialidades do telemóvel: gravar voz, ouvir, fazer fotografias, vídeos, SMS, …A- Fotografia.P- Porquê?A- Adoro fotografia, para mim fotografia…P- E consideras que pedir aos alunos para trazer fotografias para a sala de aula etrabalhar a partir delas é uma boa opção?A- É. Mas é mais fácil quem tenha telemóvel de tirar fotografia. È mais fácil.P- Mas não olhando à qualidade da fotografia mas ao que representa serve?A- Sim.P- Recomendarias o uso do telemóvel a outros professores e a outras pessoas? Depoisdo que explorámos consideras que ...A- Depende da disciplina. Acho que nem em todas as disciplinas dá ..masP- A que outros professores podias recomendar? 103
    • A- Não me estou a lembrar…P – Por exemplo a Integração, Inglês…A- Sim.P- As línguas…A- Integração talvez…é muito de pesquisa…P- Seria uma forma dos alunos estarem mais participativos, não é?A- Sim.P- Tu consideras que a professora de português põe os alunos mais a trabalhar do que aouvir. E que achas essa metodologia?A- Acho boa porque o aluno trabalha mais.P- E depois como é a assimilação dos conteúdos?A- Consegue.P- Retém melhor aquilo que pesquisa do que se estivesse só a ouvir?A- Sim, sem dúvida.P – Queres deixar algum comentário?A- Não.P- Obrigada._____________________________________________________________________Focus group 3 – Caso BT – 10’43P- Vamos recordar as actividades por SMS. A primeira pergunta é a seguinte. Se eu vostivesse emprestado um telemóvel como este para as actividades da aula de Portuguêsteriam participado mais, menos ou igual?A- IgualP- O ser com o vosso telemóvel ou com outro emprestado não alteraria o vossoentusiasmos, o vosso interesse, a vossa participação, teriam feito na mesma?A- Sim. Mas se tivesse outro telemóvel participava mais (B03)P- Porquê o teu telemóvel …A- …não era nada de especial, nem tirava fotografias. (B03)P- No teu caso concreto beneficiarias se tivesses um telemóvel com mais aplicações emais capacidade de memória também? No caso da Carla também e as alunas que tinhamum telemóvel com menos actuais, por isso um modelo mais antigo beneficiariam?A- Sim.P – Mas no caso dos SMS todas têm aí…A- É igual.P- …não alterava independentemente de ser vosso ou não?A- não.P- Considerais das experiências que fizemos que o telemóvel se pode tornar numaferramenta útil para ocupar os tempos livres? Para estudar nos tempos livres. Tendomateriais das disciplinas no telemóvel consideram que se torna um instrumento útil?A- Só se for mesmo o ultimo recurso…porque eu continuo a preferir o papel (B03).P- Continuas a preferir o papel ao telemóvel. Mas imaginai, este telemóvel tem 1Gb euposso pôr aqui vários manuais.A- Mas gosto mais de ler em papel. (B03)P- E quando não tiveres o papel?A- Nesse caso aproveitaria o telemóvel. (B03)P- Andais sempre com o telemóvel, ele está sempre convosco e o papel , os livros estãosempre convosco?A- Não. 104
    • P- Há momentos que não contam que seja livres e têm-nos, não é? Nesse momentosserá que o telemóvel seria uma boa oportunidade de aproveitarem o tempo, nessasocasiões?A- Era, sim, sim,…P- Ok. Imaginais-vos a aprender através de um telemóvel no futuro, imaginai o iPhone?A- Eu não imagino (sara)P – Continuas a não …nem mesmo quando fizeste aquele teste de usabilidade com omeu telemóvel, acedeste à página…A- Sim…mas deve continuar a haver livros e papel….P- Tu consideras que deve continuar a haver todo o tipo de recursos para os alunosescolherem. Quem gosta mais da tecnologias escolhe as tecnologias, quem gosta maisdo papel escolhe o papel. É isso?A- Sim.P- Eu sei que a Sara não gosta muito das tecnologias, mas as outras alunas consideramque com o telemóvel descobriram outras formas de aprender mais convenientes?A- Sim… serve para completar…P- Será então mais um complemento, e isso?A- Sim.P- É mais um recurso que também são capazes de usar, não é?A- É.P- Tu também B08?A- Sim.P – O que acham que deve mudar nas escolas para que deixem de proibir o uso dotelemóvel e passem a ser integrados como mais uma ferramenta, mais um elemento quese pode usar?A- Como disse à stora na entrevista os alunos têm o telemóvel na mão e mandammensagens. (B03)P- Mas se agora em vez de ser só para mandar mensagens …neste momento eu estou ausar esta ferramenta…não preciso mais nada …antigamente tinha de ter um micro…umgravador…ter uma série de coisas…agora não preciso…esta ferramenta é útil, não é?A- É.P- Vocês já gravaram os poemas, já gravaram outras coisas…tem ou não tem utilidadena sala de aula? Podemos ou não usá-lo na sala de aula?A- Sim.P- …depende do que queremos fazer com ele…A- Exacto…depende da actividade.P- Mas não acham que os professores têm de mudar?A- Depende da disciplina…Matemática por exemplo não dá…P- Eu não estou aqui a dizer que temos de usar sempre o telemóvel, estou a dizer que otelemóvel pode também ser incluído nas aulas. Não estou a dizer que vamos tirar opapel, o computador e vamos usar só o telemóvel. Longe disso eu estou a perguntar se épossível também estudar pelo telemóvel.A- Sim …mas depende da disciplina.P – Muito bem…então depende do aluno…da disciplina e o professor não?A- …também.P- O que tem de mudar em relação aos professores?A- …a mentalidade.P- Eu encontrei estratégias para armazenar aqui materiais, Vocês tinham ou nãomateriais? 105
    • A- Tínhamos. Os professores é que têm de mudar o método. Cada um tem o seu métodoe nem sempre se adapta.P- Concordais que nalgumas disciplinas onde o professor queira usar, e seja convenientenão deve ser proibido, é isso?A- Sim.P- E nas outras aulas…em que o modelo…a metodologia é uma metodologia tradicional,papel e lápis…aí considerais que deve ser proibido?A- Proibido…proibido não…P- Nas vossas respostas há uma pequena percentagem que considera que deve serproibido, a percentagem maior diz que não deve ser proibido. Quer dizer que apercentagem menor são as alunas que se distraiam com o telemóvel. É isso?A- Sim.P – Considerais que não deve ser proibido.A- Consideramos.P- Qual é o potencial desta ferramenta para aprender em qualquer lugar e a qualquerhora? Foi bom, porque o tinham sempre acessível em qualquer hora e em qualquer lugar.Quando estavam à espera e não tinham nada a fazer. Qual é o potencial?A- É isso que referiu.P- Considerais que com bons conteúdos pode ser uma excelente ferramenta?A- Sim.P- Durante as actividades por SMS, o facto de vocês terem estado contactável com aprofessora, achais que isso constituiu uma perturbação, que vos incomodou ou foi bom?Quando tivemos de repor as aulas foi por SMS com a B02.A- Não incomodou…foi positivo…P- Qual é a maior vantagem?A- Criar à-vontade com a professora…tirar dúvidas…P- O que gostaram mais de fazer.A- O jogo, microcontos..P- Gostaram do jogo, por ser desafiante?A- SimP- Perguntavam muito às pessoas?A- Recebíamos e queríamos saber a respostas e perguntávamos…P – É também uma forma de tornar o aluno mais perspicaz…A- Sim.P- Obrigada.FIM 106
    • Anexo VIGrelha de análise das entrevistas individuais por categorias Categorias Subcategorias Respostas dos alunos (ipis verbis) Casos - “Guardei tudo (…) uns estão gravados e outros passei para o caderno.” D01 Armazenamento de - “ia descobrir o que poderia fazer com ele e depois metia os conteúdos das aulas D02 dados lá dentro.” -“O telemóvel é uma coisa pequena, anda sempre connosco, o tamanho é uma D01 vantagem. Depois no telemóvel nós podemos escrever, é assim no caderno já não podemos, eu não sei bem explicar ...nós temos o telemóvel connosco é uma coisa que estamos sempre a mexer, ...dá gosto, é pequeno, não aborrece escrevermos nele…já escrevo nele habitualmente”. Tomamos notas” - “escrevemos o dicionário...” D02 Escrita - “Hoje em dia escreve-se mais depressa num telemóvel do que numa folha…” D04Como foi usado o - “[escrever sem olhar para o telemóvel] Escrevo. [Em Francês é um poucotelemóvel C11 difícil] Não com a escrita inteligente basta carregar na tecla com a letra correspondente que aceita logo”. - [escrita do microconto em pares] “Mais produtivo…um dá uma ideia outro dá A05 outra…depois outro lembrava-se e fazia outra coisa” - “ [o telemóvel] possibilitou escrever e contar os caracteres para criar os A07 microcontos”. 107
    • - “ Sim…[a minha geração é mais para ler no ecrã do que para ler no papel], D07 porque no papel a mim dá-me sono, é impossível ler um livro um dia inteiro. O que mais consigo ler é 10 minutos …[no telemóvel] deve ser a luz que C16 incentiva...não sei....é mais fácil”. -“ [a PSP] dá para ler perfeitamente e o telemóvel também”. A09 - “Os contos…li-os todos”. - “Os outros professores, a maior parte, obrigam-nos a ler…a professora dá-nos B13Leitura B16 duas oportunidades ou ler ou ouvir, da forma que nós mais gostamos”. - “O dicionário. A mim deu-me muito jeito. Ia ver muitas vezes certas palavras”. -“Receber SMS …eu até achei graça, porque eu na próxima semana...na quinta- feira... eu recebia as mensagens e já sabia o que precisava de levar para a D01 escola...lembrava-me mais depressa...nós demos isto...vamos continuar...vamos precisar de levar isto. A mim ajudava-me. …. os SMS ajudavam-me....aSMS (enviar e receber) memorizar e a organizar ...” -“ [as actividades por SMS] Acho que era uma forma mais didáctica de C05 trabalharmos com a disciplina”. - “[Jogo Quem quer ser milionário] Era interessante. Era como se fosse uma C15 competiçãozinha entre nós todos, entre a turma a ver quem respondia mais … quem tinha certo….quem respondia bem…quem respondia mal e depois tínhamos aquelas ajudas, se não sabíamos perguntávamos uns aos outros”. - [Tanto podem tomar notas escritas como gravar] “Sim podemos ouvir...é uma coisa que podemos gravar e depois ouvir. Os podcasts ajudou…sim muito, para D01 mim foram uma coisa boa”. - “pelo que vi agora foi os podcasts, foi ... olhe curti muito, foi...isso” C07 - “nós usamos o telemóvel para ouvir música, quando a professora mandava fazerOuvir preparação de leitura em vez de estarmos a ouvir música podíamos ouvir os C11 podcasts sempre que quiséssemos”. C16 -“ ouvia os podcasts para preparar o ouvido à leitura de francês”. Focus Group - “ os podcasts são muito úteis”. (Caso C) - ”…podíamos estar a fazer as nossas coisas normalmente e estávamos a ouvir a A05 108
    • matéria com o telemóvel e a navegar na internet”. - [encontras outras utilidades que não encontravam antes?] Sim…sim…por B09 exemplo o mp3 no telemóvel, rádio” - “não gosto muito da minha voz. Mas para o efeito que é serve”. D05 - “[Gravar] eu já fiz isso…pronto…logo no primeiro teste no primeiro Gravar C11 período…a Filosofia eu gravei os apontamentos e depois quando vinha para a escola no autocarro pus a ouvir e resultou”. - “Gosto de fotografia. E então o telemóvel ajudou a tirar as fotografias que eu A07 Tirar fotos quero”. B03 - [pedir aos alunos para trazer fotografias para a sala de aula e trabalhar a partir delas é uma boa opção?] “É. Mas é mais fácil quem tenha telemóvel de tirar fotografia. È mais fácil”. Fazer vídeos - “Como eu digo, vídeo e gravar voz é uma boa ferramenta para não estar a A04 escrever”. “é uma pequena máquina, um pequeno objecto ...multifuncional, eh... tem muito D02, Outros usos por onde, por onde, digamos a escolha é múltipla e dá para fazer variadíssimas coisas, nomeadamente ouvir música, sei lá e mandar mensagens, enfim, muitas coisas. “Com o telemóvel é mais fácil, nós vamos na rua, vamos a qualquer sítio não D01 Portabilidade levamos o caderno o telemóvel vai sempre connosco”. A26 -“Menos peso…mais mobilidade” “…ser um telemóvel meu ou da escola não influenciaria a minha participação. D02 Propriedade (objecto Porque eu como estou com vontade, por gostar de aprender, aprende-se mesmo pessoal) que a gente não queira aprende-se. - “ser o telemóvel meu ou da professora não influenciaria a minha C05 participação…participaria igual”.Benefícios/utilidade - “porque com o telemóvel é mais rápido organizar...não tem a trabalheira de C07do uso do telemóvel virar folhas...escrever para aqui...escrever para acolá...aqui é tudo automático...é só mexer com o dedo...com um dedo faz-se tudo”. 109
    • - “[ter os manuais no telemóvel] Sim….até era melhor porque assim tínhamos ali C15 tudo não vínhamos carregados para a escola… tínhamos tudo mais organizado… nunca nos esquecíamos do material”. - “Se conseguíssemos compactar tudo o que tem nos livros num telemóvel era A11Organização uma maneira excelente de aprender”. - “Era muito melhor não tinha que andar com os livros”Ubiquidade “Sim, o telemóvel está sempre presente em todo o lugar, a qualquer hora está D01 sempre conectado” “o potencial do telemóvel para aprender em qualquer lado e a qualquer hora D03 …acho que é bastante bom...motiva os alunos a interagir mais na sala de aula...a aprender mais..tanto dentro da sala como fora”. “Os telemóveis mais recentes têm muita capacidade para lhes meter muita D04 informação lá dentro e aceder onde queremos”. - “[ter os manuais no telemóvel] era como uma editora portátil, andávamos com C11 ele sempre, podíamos ver, mesmo quando não estamos em casa e não temos o livro íamos estar sempre com o telemóvel a estudar. Às vezes esquecemo-nos do livro e tínhamos a matéria no telemóvel, era mais fácil.” -“ ..cheguei a ouvir os podcasts na rua, em qualquer sítio”. C16 -“ [o telemóvel] serve para muito, para ter acesso a qualquer coisa, quando precisar e não tiver uma determinada informação do telemóvel, posso enviar uma C05 mensagem à professora a perguntar. Eu acho que estar em contacto permanentemente é mais ...é mais simples para trabalhar, porque não temos que nos dirigir a um determinada local…não temos que marcar hora nem nada do A16 género”. -“[o traz de novo o telemóvel para aprender em qualquer lugar e a qualquer hora?] Acho que a mobilidade que temos com ele”. A26 - “A aprendizagem em casa…não só dirigida aqui na escola”. A12 - [com o telemóvel] “Em qual lugar podemos aceder à informação”. B07 - “Por exemplo, o telemóvel incluir gramática que estamos a dar e outras coisas faz com que nós em qualquer lado que estejamos possamos aceder a isso e por 110
    • isso aprender mais e reforçar o que aprendemos”. B03 - [ter um telemóvel com acesso à Internet] “Porque em qualquer parte onde eu estivesse, mesmo sem ter internet em casa, sem estar em casa, podia estar num café a procurar o que eu queria”. D01 -“o telemóvel é uma coisa que nós utilizamos todos os dias, e porque o usamos todos os dias ele está sempre presente”. - “O telemóvel é uma ferramenta de aprendizagem útil para ocupar os tempos D03, D04, livres” C07 -“Às vezes estamos em casa, vamos fazer alguma coisa e vamos ver, estamos a D02,Ocupação dos tempos ler e a aprender um pouquinho mais”.livres/mortos “Quando estou a passar a ferro, por exemplo, eu ponho o mp4 no ouvido e estou a ouvir muitas vezes...só que eu tenho um problema com os ouvidos não dá para D01 ouvir muito tempo, ouvia 15 minutos, depois parava mais algum tempo, dez minutos e depois voltava a ouvir o telemóvel quando estava numa fila, ou quando estava na loja do Cidadão ou quando estava nos Correios à espera de qualquer coisa eu punha-me a ver e mexia e escrevei-a as minhas respostas, não era que as pudesse mandar mas escrevia e tentava fazer... -“Houve nos tempos livres momentos em que utilizei, até participei para enviar D05 mensagens para o concurso quem quer ser milionário e tive pena de não ganhar o concurso”. “Usei mais o mp4 para ouvir os textos quando não tinha nada a fazer” o meu D04 telemóvel é fraco”. - “Quando não tinha nada ouvi-a aquelas coisas do pronomes C07 demonstrativos...para ter, saber mais um pouco de matéria, ouvia isso um bocado”. C11 -“ [nos tempos livres] às vezes punha-me a ler as fábulas que a stôra mandava e a perceber…eu achei muito bem…” - “por acaso estava a ver televisão e estava a dar um programa tipo quiz e tinha aparecido uma pergunta tipo uma que a professora nos tinha enviado por SMS do jogo “Quem quer ser milionário” e eu fui ver…para ver se era igual…se era a C05 111
    • mesma…e para ver se eu tinha respondido correcto. Era parecida…não era bem igual”. C15, A04 - “[Ocupar os tempos livres] sim…às vezes quando vinha para aqui para a aula de Francês tocava e ouvia enquanto esperava, para treinar a leitura”. - “É uma boa ferramenta, por exemplo quando não se está a fazer nada, usar o A07 telemóvel e fazer alguns trabalhos da escola… as novas tecnologias é que nos incentivam a trabalhar”. B13 B03 - “Ouvi os podcasts…durante uma viagem e algumas vezes [consultei] as palavras do dicionário. Ajudou-me a ocupar o tempo livre.” - Às vezes estava em casa sem fazer nada e ia ver o telemóvel”. - “Quando tínhamos teste e estava no café cheguei a ouvir os podcasts”. - “ajuda na aprendizagem da língua, neste caso o francês e ajuda também a D02, assimilar melhor a matéria” - “Sim notei que melhorei e aprendi”Aprendizagem de línguas - “…e se for as línguas, português, francês, inglês, é fácil porque nós temos D01 necessidade de ouvir...temos uma necessidade enorme de ouvir não é só escrever. Quando ouvimos é que aprendemos...as coisas entram mais depressa. Mas na sala de aula muitas vezes não ouvimos tanto, só ouvimos a nossa língua materna”. C15 -“ajudou a enriquecer o vocabulário”. “…principalmente a pronúncia e aquelas coisas...aquelas letrinha que na língua D02Melhorar a pronúncia francesa temos de carregar mais...os rrs e assim...” - “Ajuda quem tem dificuldade em expressar-se...” “Com o telemóvel senti que podia estar de uma forma mais útil a recordar as D02Recordar os conteúdos da coisas das aulas....e a estudar...é uma forma de estudar...estava fora da sala masaula estava a estudar”. 112
    • - “o telemóvel é uma ferramenta muito útil para os alunos da noite, que D02 trabalham, para os estudantes trabalhadores”; “o aluno tem disponibilidade vai D01Apoio aos estudantes buscar a matéria que está no telemóvel para aprender ou para relembrar aquilotrabalhadores que aprendeu na aula”. - “Nós, adultos, aprendemos mais porque temos mais curiosidade, estamos mais atentos e depois há coisas novas no telemóvel que nós queremos saber, gravar a voz, tirar uma foto, são coisas que nós fazemos na hora, no telemóvel podemos fazer a foto e escrever e muitas coisas”. D05 - “é assim...quem estuda à noite não tem tempo e esta maneira [gravar podcasts] é uma maneira muito boa para nós estudarmos”. Este modelo é uma mais-valia muito importante porque eu, falo por mim, saio de casa às 8 da manhã e chego a casa à meia-noite., não tenho tempo para estudar...estar a chegar a casa para jantar e ainda estar a estudar não dá, assim com o mp4 consigo gravar lá algumas coisas e depois consigo estudar por lá durante a hora do almoço, ao fim de semana, nos tempos livres é muito melhor”. - “Participei muito porque era uma coisa nova e estava sempre com o telemóvel, C07 como o telemóvel é um meio sempre à mão e bastante acessível e pronto as perguntas que a stora fazia...” - “eu respondia às actividades sempre que podia, quando não respondia era porque não podia ou então quando lia a mensagem já era tarde e pensava que já era muito tarde para mandar SMS ou que a stôra já não contava ou outros colegasParticipação já tinham mandado a resposta”. -“a participação não tem a ver com o instrumento mas com o interesse da pessoa” Focus Group - “[não participei mais] Porque não tinha SMS grátis e quando comecei a (Caso C) participar foi quando a stôra disse para enviarmos SMSs que a stôra pagava”. - “umas vezes dava-me para participar outras vezes não”. A16. -“ [a participação] Era a mesma coisa. Desde que tivesse os SMS…não era por A27 A26 ser emprestado ou meu que ia mudar” - “Não tinha SMS grátis e a informação que a professora deu para pagar no destino não sabia muito bem como funcionava e desisti de enviar”. A10 113
    • - “Não respondi tanto porque em muitos momentos que recebia as mensagens não estava operacional, estava ocupado com outras actividades” A05 - [Se tivesses tido um telemóvel melhor tinhas participado mais?]“Sim, porque podia guardar mais coisas no telemóvel, tinha mais capacidade de armazenamento, podia enviar mais SMSs”. A12 - [participaste poucas vezes] “Porque não tinha tempo de responder aos SMSs. [Tu és um atleta de competição?] Sim, de canoagem…[Tens treinos todos os A09 dias] Sim.” - [a eu se deveu quando não participaste?] “Era porque não tinha saldo e não B13 sabia que se podia enviar SMS a pagar no destino. Outras vezes estava ocupada. Muitas vezes não respondia porque estava na aula de código. E depois esquecia- me”. B09 - “Foi essa diferença [fazer actividades por SMS]. Normalmente fazemos tudo através de escrita, de livros, mesmo o computador mas pouco, não é tão utilizado …só nas aulas de português” B03 - [com um telemóvel melhor participava mais] “Porque tinha mais D02 capacidade…tinha vídeos…fotografia…e o meu não tinha isso”. - “A minha participação, sem dúvida seria maior, se o meu telemóvel fosse melhor”. - “Acho que no futuro me via a aprender sozinha com a ajuda do professor” D03, C07 - “Aprender só com o telemóvel não, mas também com ele” D01 - “no futuro, (se o meu telemóvel tiver acesso à internet] da mesma maneira que D05 fazia no computador fazia no telemóvel”. Vou continuar a gravar apontamentosAprendizagem autónoma no Mp4, tem 2Gb dá para muita coisa”. - “se tivesse um telemóvel melhor poderia aprender sozinha..podia D04 pesquisar...mexer...descobrir novas coisas….é um óptimo instrumento”. - “[aprender sozinho com o apoio do telemóvel] Eu já não. As pessoas de agora C11 acho que não, mas no futuro acho que sim”. -“[imaginas-te a aprender sozinho com o apoio de um telemóvel] “Depende do que tiver…das informações que tiver…se tiver boas informações uma pessoa C16 114
    • consegue aprender”. - “Aprender autonomamente através de um telemóvel outras matérias se tivesses C05 esses conteúdos no telemóvel] Talvez. Depende das disciplinas. Há disciplinas que têm de ser dentro da sala de aula porque há coisas que têm de ser interiorizadas de forma diferente. Tal como a Matemática, por exemplo, não funcionaria por telemóvel”. C15 - “[Quando se aprende melhor? Quando é obrigado a aprender …] Acho que é ao A16 contrário, quando estamos mais abertos”. - “[no futuro usar o telemóvel para aprender de forma autónoma] penso que B09 sim… a ideia é que não encaixava…mas acho que não tenho qualquer problema em usá-lo”. - “Eu aprendo porque quero, tenho autonomia”. “Inconvenientes há aquilo, por exemplo, a caixa de mensagens fica cheia, ou o C05 cartão fica cheio para guardar informação e em casa se tenho de apagar as mensagens, alguma vez esquecemo-nos e apagámos as mensagens todas e a Interoperabilidade informação vai-se toda embora, mas isso também, é assim…se uma pessoa for realmente atenta, pode passar aquela informação para o computador… mas isso também depende muito dos telemóveis, porque os mais antigos não têm como ligar…não têm ligação ao computador”. Focus group (Caso A) - [o telemóvel] “Ser visto como uma ferramenta de trabalho; ser fácil transferir documentos do computador para o telemóvel”. “temos de conhecer bem o telemóvel, saber como funciona para poder tirar D03 partido dele”. Experiências: D01 Passadas/Presentes “Comecei a mexer mais, a ver mais coisas no telemóvel que não tinha visto antes”, D05 “Porque eu no 1º teste de filosofia tirei 6 e depois, com a ajuda dos podcasts queIntegração do gravei, no 2º depois de ter feito isso já tirei 11”telemóvel na “Os SMS ajudaram de tal maneira que ... eu gosto de saber o que vou mais ouaprendizagem menos dar...gosto de pensar um pouquinho..se me apanharem de surpresa ...não D01 sou capaz de ...pronto...com os SMS já sabia o que ia dar...” 115
    • “… só não gostei muito de gravar voz … eu falo muito baixinho. Gostei dos SMS , gostei de ouvir as gravações...as fotografias não ficaram grande coisa...masPreferências pessoais os SMS...tanto material...” A15 - “Eu gosto de ler no ecrã…mas escrever no papel”. - “Os microcontos…adorei bastante. [Por ter sido colaborativamente} Sim…e B13 mesmo o telemóvel usei sempre para mensagens…quando a stôra nos disse para fazer contos…em poucos caracteres…achei bastante interessante. E aprendi muito mais também. Diminuía as frases…para aprender a escrever”. - “Eu normalmente é com as mensagens a comunicar com os amigos. Podemos B09 fazer várias coisas, estar com os amigos e tirar fotos, fazer filmes, mas normalmente uso muito as mensagens”. - “Com os conteúdos no telemóvel, nós temos curiosidade de ver, lemos, estamos a memorizar e aprendemos”. D01 - “O telemóvel pode ser uma boa ferramenta de aprendizagem, com uma boa coordenação sim, é muito bom”.Práticas de estudo - “Aquelas coisas ...não é lendas...as fábulas já estive a pensar vou passá-las para o computador, fazer tipo um caderninho, procurar umas imagens e fazer uma ilustração”. D03 - “Os SMSs que a professora enviou, o meu telemóvel não tinha para agendar eu D05 passei para o caderno ...nos tempo livres passava para o caderno e aprendia”. “...considero-o [telemóvel] como uma ferramenta de estudo e usei várias vezes o D01 leitor mp4 e o telemóvel para estudar e ver alguma escrita que tinha dificuldade”. - “Quando saía levava o mp4 e ia ouvindo os textos”. D05 - “A disciplina de filosofia aquilo é muita coisa para decorar, escrita e tudo mais...e ao gravar no mp4...assim..ao ir para o trabalho posso meter os auriculares nos ouvidos e vou a ouvir. Ou a fazer uma caminhada, ou a correr, em vez de ir a ouvir música vai-se a ouvir a disciplina e vamos a estudar...” - “[o telemóvel serve] para fazermos as nossas actividades, apresentamos as D04 nossas dificuldades na aula, tiramos as nossas notas para o telemóvel ou mp4 C07 depois tiramos as dúvidas e ao mesmo tempo aprendemos.” 116
    • - “porque a stôra lia os textos ou explicava aquilo e ouvia-se muito bem. e pronto,em casa ....eih ...vou comer ...vou fazer os trabalhos de casa...eih ... cheio desono, mas não pegava no telemóvel a qualquer hora...tau...ouvíamos aquilo.. para C11mim [os podcasts] foi o que mais curti.”.- “[ter os conteúdos no telemóvel] Dava jeito. Eu tentava ler e tentava traduzir eassociar…era muito bom…!” C16- “Os podcasts…ouvi-os mesmo na escola, em casa….e [fora de casaouvias?]…sim quando estava à espera de um colega”. C15-“ Sim, ouvia … e no computador…que eu tinha também no computadorgravado. E quando estava a fazer outros trabalhos ouvia.” A16-“ O telemóvel pode ser usado de várias maneiras: podemos usá-lo comodicionário, caso queiramos tirar uma dúvida, sinónimos, antónimos, arranjarmos A27palavras iguais”. A26- “[os conteúdos] Consultei sim [não tinha nada eu fazer] por curiosidade noautocarro e A10ouvi os podcasts”.- “Ouvia os podcasts no autocarro…lia as fábulas a caminho da escola … uma B09pessoa não tinha nada que fazer…ocupava o tempo a ler os contos”.- “Quando a stôra mandava [os materiais] consultava. [Os podcasts] Ouvi para oteste”.- “Sim…principalmente quando a professora enviava a mensagem, eu lia amensagem …criei uma pasta e guardava as mensagens que a professora enviava ede vez em quando ia ler, também para me lembrar…não me esquecer do que aprofessora mandava” 117
    • -“podiam usar o telemóvel como uma arma de aprender”. D07 - “É saber que o telemóvel não serve apenas para mandar mensagens, mas sim C11 também para aprender. Podemos guardar matéria aí e os professores também podem mandar matéria para o nosso telemóvel, porque o nosso telemóvel pode servir como um bloco na aula, podemos apontar tudo e é mais fácil escrever noFerramenta de telemóvel, é mais rápido e tudo”.aprendizagem - “[concordas que o telemóvel pode ser uma boa ferramenta de aprendizagem] C16 evidentemente….acho que foi….sim mas com outro…como um complemento”. -“[condições para usar o telemóvel ferramenta de aprendizagem] primeiro tem C05 que haver respeito mútuo entre professor e aluno. Porque alguns alunos são abusivos e em vez de estar a trabalhar na sala de aula com o telemóvel na sala de aula estão a enviar mensagens e a fazer outras coisas completamente diferentes ….e acho que deve haver respeito mútuo porque os professores também não devem pressionar muito os alunos, se os professores não pressionarem muito os alunos, os alunos também começam a respeitar o professor”. C15 -“ Por exemplo se for para a escola podemos utilizá-lo como uma ferramenta de estudo. Podemos por exemplo ouvir a professora a falar, não é. O meu, por exemplo, não dava para isso, mas tinha o leitor Mp4 que dava para ouvir. Ajudou imenso…“[consultei os conteúdos que tinha no telemóvel] Porque assim estava A11 melhor preparada”. Focus Group - “[consultar os conteúdos da disciplina] Cheguei a consultar e deu resultado. Foi (Caso A) num momento em que estava um pouco aflito e consegui desenrascar-me”. A04 - “[O telemóvel foi útil ] Ver os conteúdos da disciplina”. - “Por exemplo, no autocarro quando íamos fazer o microconto. Estive no A12 autocarro a fazer isso”. A09 - [Com o dicionário] “Sim, aprendi palavras novas”. - [usar o telemóvel] “É bom…é melhor do que um caderno ou assim…porque é A07 mais rápido… é mais fácil de transportar… é melhor e tem-se mais informação no telemóvel”. - “Sim…mas não dava para todas as disciplinas. Acho que não conseguia estudar 118
    • através do telemóvel para todas as disciplinas. Mas a maior parte sim….principalmente línguas e economia” B13 - “Por exemplo, na forma de estudar eu acho que capto mais quando estou a ouvir B09 a matéria [com os podcasts] e se noutras disciplinas fosse assim…acho que …era mais fácil”. - [Consideras esta metodologia melhor ou a metodologia tradicional] Não, esta é melhor, porque tínhamos mais exercícios para fazer eram coisas novas, mas estávamos a aprender e o telemóvel e o computador motiva os alunos. Eu falo por mim”. “Mesmo com um telemóvel básico, como o meu, como estou com vontade, por gostar de aprender, aprende-se, mesmo que a gente não queira aprende-se”. D01 -“ … porque nós usamos muito o telemóvel quer para mandar mensagens, quer fazer telefonemas e eu acho que se tivéssemos matéria lá tornava tudo mais fácil, C11Motivação porque nós gostamos muito de mexer no telemóvel e com matéria ia-nos dar mais gosto para estudar.” - [participaste muito] “Deveu-se a eu gostar muito da ideia, aprendi com isso e B07 através disso também aprendi na parte do vocabulário algumas das palavras ficaram gravadas”. - “não é tanto a qualidade do instrumento mas a vontade de participar e de...de trabalhar” -“O que é que deve mudar na escola para que o telemóvel passe a ter mais D02 aceitação é a mentalidade os professores e o conselho executivo deve tomar medidas acerca disso. Pôr regras para usar ou não usar o telemóvel”. - “Eu acho que deve mudar...os conselhos executivos das escolas, devem estar D01 mais abertos porque hoje os jovens utilizam os telemóveis, e se utilizam tambémProibição vs aceitação pode ser usado moderado, com coordenação também deve ser usado...é uma ferramenta de aprendizagem…. a mentalidade dos professores também … Os jovens só precisam de um pouquinho de regras de resto está tudo bem. Acho que eles aceitam e gostam”. -“Acho que deve mudar a mentalidade de alguns dos professores em aceitar…. D03 119
    • acho que o telemóvel deve ser utilizado, porque nos ajuda bastante em váriosaspectos” C07-“ eu tirava o papel que está na parede a proibir”.- “está proibido…é assim…eu acho que isso devia ser mudado porque os alunos, C05a grande maioria gosta mais de aprender [com o telemóvel] porque o telemóvel éalgo seu e podem estar sempre em contacto, podem tirar dúvidas…a maioria dosalunos gosta …por que é assim…estão habituados a trabalhar com aquilo, talvezseja mais interessante”. C15- “talvez mostrar às pessoas que o telemóvel não é só uma coisa má para a escolaque tem vantagens”. Focus group- “[O que deve mudar para que o telemóvel deixe de estar proibido na sala de (Caso C)aula] A mentalidade dos professores…o respeito dos alunos pelosprofessores…porque há alguns que abusam. Há professores que abusam daautoridade”. A16- “Os alunos podem ter no telemóvel aquilo que quiserem, pode ser um elementode distracção, mas os professores também levam isso muito a sério. Por exemploum aluno pode querer utilizar e o professor pensa que aquilo é só para distracçãoe de facto não é, porque às vezes depende do professor. Na sua altura não havia A27telemóveis, era uma maneira diferente de aprender, eram os livros, agora não.Cada vez estamos a desenvolver mais e daqui a pouco já nem livros há” A05- “Proibido?…isso já não se usa. está proibido mas toda a gente usa na mesma”.- “Acho uma boa ideia. Os alunos descarregavam os manuais para os A12ultraportáteis ou telemóveis e já não os carregavam”.- “ [os professores devem confiar mais nos alunos] às vezes uma pessoa podeestar a mexer no telemóvel e pode estar a fazer as coisas…e o professor podepensar que estamos a mandar mensagens para alguém”.-“ Normalmente em todas as escolas, os professores vêem o telemóvel como uma B07coisa muito má e nenhum aluno deve usar o telemóvel. [E agora depois destaexperiência?] B16Depois desta experiência, todos os professores…em especial das disciplinas que 120
    • podem fazer também podiam apostar nessa ideia”. - [O que deve mudar?]“Os alunos talvez …criar mais actividades para o B09 telemóvel, por exemplo como as da professora…seguir esse exemplo noutras disciplinas…talvez aí o Ministério autorizasse o telemóvel na escola”. - “Eu acho que se fosse como antes o telemóvel devia ser proibido…porque é um factor de distracção…mesmo agora às vezes ainda há uma certa tentação para distrair…mas agora com as aulas de português como tivemos acho que não deve B03 ser proibido, devia ser usado na sala de aula”. - [quem e o que deve mudar para que o telemóvel deixe de estar proibido] “Os professores e os alunos também têm de mudar. Porque os alunos usam o telemóvel não só dentro de uma sala de aula, não só para estudar. Usam-no também para falar com os amigos e isso já sabe que não é bom. Têm de mudar os alunos e os professores”. “agora, olho para o telemóvel de maneira diferente…. já não é só para enviar D03 mensagens. ” “Alguns professores, como a professora estão abertos. Outros acho que ainda não D05 estão abertos porque ainda vêm o telemóvel como uma distracção, ainda não viram como usá-lo como uma ferramenta”. - “deve mudar a mentalidade dos professores, encarar o telemóvel como uma D04Mudanças ferramenta...os alunos se chegasse ao pé deles e lhes dissesse que as aulas iriam funcionar à base do telemóvel, das novas tecnologias, eles de certeza iriam concordar”. C07 - “Eu antes nunca pensei que o telemóvel desse para aprender qualquer tipo de matéria. Mas hoje...depois destas experiências, agora digo que é uma óptima ferramenta de aprendizagem.” - “a maioria dos alunos abusam, em vez de estar a prestar põem-se a enviar C07 mensagens com o telemóvel e os professores...porque é assim...quanto mais se proíbe um aluno mais apetece fazê-lo...aqui já não a stora deixa até o aluno já nem liga ao telemóvel já sabe que é para trabalhar com ele, já está habituado, já é uma coisa normal”. C11 121
    • - “era interessante [ter os manuais em pdf no telemóvel] porque acho que ia haver uma grande adesão e se fosse mais barato toda a gente tinha possibilidade para ter C15 esse tipo de manuais. [transferir manuais e cadernos para o telemóvel] Ai era tudo Focus group mais fácil e mais leve”. (Caso C) - Achei interessante esta ideia. Acho que é uma nova forma que temos de aprender”. A16 - “O professor deve mostrar a sua [telemóvel] utilidade” -“[ter um telemóvel com acesso à internet] era capaz de mudar muita coisas por A16 causa de estarmos num sítio onde não podemos mexer no computador com o telemóvel conseguíamos encontrar o que queríamos facilmente”. A04 - [as editores]“até podiam fazer um modelo [manual] específico só para a aprendizagem por telemóvel”. - [O que deve mudar na escola para que o telemóvel não seja proibido] “Usar nas A05 aulas como a professora fez…também ter a colaboração dos alunos e o professor para que usem os telemóvel só para trabalhos e não para outras coisas”. A12 - [os professores]“ Deixar-se levar pelas novas tecnologias…encontrar novas formas de aprendizagem” - [Com o telemóvel] “Mudava muita coisa. Podíamos aceder à internet em A09 qualquer lado, fazer as actividades da escola em qualquer sítio. Na sala de aula era igual a um computador”. A13 - “… já fiz trabalhos por SMS para outros professores. Estava em casa em vez de escrever no caderno escrevia no telemóvel e depois passava para o caderno”. - “Acho que tem de mudar a partir das pessoas. Tem de haver mais pessoas como a stôra por exemplo”. -“[O que deve ter o telemóvel para se tornar numa ferramenta de aprendizagem?] Focus groupEcrã Ecrã maior”. (Caso A) - “[limitações] a capacidade. Porque embora seja de 3ª geração chega a um limite D05 tenho de apagar pois não tem muita capacidade de memória, não dá e as mensagens são todas importantes, porque têm conteúdos da disciplina. Se tivesseMemória um telemóvel com mais capacidade onde pudesse criar pastas, pudesse escrever, 122
    • dava para fazer isto tudo era um minicomputador”.Constrangimentos -“ depende do telemóvel. O meu telemóvel é lento…já é um bocado lento. Um C16do telemóvel telemóvel mais avançado acho que é melhor…mesmo na PSP o acesso é maiscomo ferramenta de rápido”. C15aprendizagem -“O meu telemóvel não era assim muito bom, não tinha grande capacidade e talvez usasse mais…[apesar das limitações participei] quando as pessoas estão interessadas fazem os possíveis para superar as limitações”. A12 - [Ainda tens as palavras no telemóvel?]“Não porque não tem memória”. “Não participei tanto como gostaria por não ter SMS grátis” D04 “o facto é que não tinha SMS grátis” D05 SMS grátis - “[Tu tinhas um cartão 96 e a maioria dos colegas tinha 91. Isso constituiu algum A04 obstáculo à tua participação? ] Sim…sim porque não tinha SMS grátis, nem dinheiro no telemóvel para responder” “O único inconveniente é ter tempo e disponibilidade para o usar, principalmente D01 para quem trabalha, para os alunos que não trabalham.....” D03 inconvenientes...não...neste tempo em que utilizei o telemóvel não tive Outros constrangimentos inconveniente nenhum, antes pelo contrário. - “Eu acho que o problema dos professores é que o telemóvel dá para mandar C11 mensagens para fora da sala de aula, que acho que se o telemóvel fosse usado sem o cartão os stôres aderiam mais porque nós assim não tínhamos curiosidade de mandar mensagens. Eu acho que são as mensagens que preocupam os professores”. - “quando a stôra mandava as mensagens estava sempre com amigos e pronto eles C07 ajudavam-me… achavam óptimo ...e diziam “só a minha stôra é que não faz isto” Interacção (Colegas) - “[o telemóvel permitiu um maior contacto com colegas e professora] acho bom, C16 porque nem sempre as pessoas estão próximas…é bom para trabalhar a distância …quando uma pessoa não mora perto uma da outra…podem trabalhar, com o telemóvel já podem enviar informações, a vários quilómetros de distância”. 123
    • Componente social - [O telemóvel permite que estejas contactável] “Sim…é uma boa fonte de tirar A04da aprendizagem dúvidas. Se eu tiver dúvidas para um teste posso…posso normalmente ligar a um D01 colega”. - [Imagina-se a aprender através de um telemóvel sozinho], “Sozinho não, tem de haver interacção?” “Estar mais contactável com a professora e com os colegas não me D01 incomoda…acho o contacto positivo…o contacto estreito com os professores é Comunicação D03 (Professora) bom….poder colocar dúvidas” “É bom estar contactável com a professora” D05 “ Estar contactável com a professora traz vantagens, se eu estiver a estudar e tiver alguma dificuldade na escrita ou na oralidade, envio um SMS à professora ou a algum colega, acho que me vão ajudar a resolver as dificuldades que tiver.” D04 - “…tiramos as nossas dúvidas, estamos com dúvidas...enviamos um SMS e a professora tira-nos as dúvidas”. -“ Eu acho que era positivo. Ao fim de semana quando nós temos dúvidas não podemos falar com os professores, só mesmo no dia de aula. Quando temos aula só à quarta-feira temos de esperar do fim-de-semana até quarta-feira. Quando C11 temos acesso ao professor durante o fim-de-semana acho que é positivo porque podemos tirar dúvidas e ficamos esclarecidos logo na hora, porque às vezes até esquecemos de perguntar e ficamos com a dúvida”. C05 - “… temos acesso à matéria e aos professores para nos tirarem dúvidas a qualquer hora e em qualquer sítio que estejamos”. C15 - “[contacto com a professora] Era muito melhor. Assim podíamos não só estar em contacto com os professores na escola como também fora dela!. -“ [estar contactável com a professora] Foi muito bom. Só trouxe vantagens”. - “[contactável com a professora] Por vezes estávamos em casa e podíamos tirar uma dúvida. Como já alguns colegas fizeram…estavam em aula e conseguiram A11 tirar dúvidas” - “Sim…era vantajoso [estar contactável com a professora] porque podia A15 perguntar alguma coisa que não sabia de momento e perguntava. Nesse mesmo 124
    • momento sabia a resposta”. A05, A12 - “É benéfico porque se tivermos alguma dúvida estamos sempre contactável com a professora. Podemos tirar as dúvidas a qualquer momento, sem precisar de A09 esperar pela próxima aula”. - [contactável com a professora] “Quando tinha dúvidas podia tirá-las em casa B07 porque ao estudar a matéria em casa e se tivesse dúvidas perguntava à stôra. - [estar contactável com a professora] Sim…foi favorável. Porque muitas das B13 vezes não tendo a certeza das respostas que dei ou tendo dificuldade de conteúdos perguntei à professora através de SMS, para saber se estava errado…foi B16, B09 favorável”. - “Podemos pôr dúvidas, fazer perguntar, tirar esclarecimentos com a stôra” - “Porque assim temos sempre acesso à matéria, podemos sempre tirar dúvidas B03 mais facilmente. Sempre que temos uma dúvida podemos mandar uma mensagem ao professor e…. pronto tiramos logo a dúvida”. - “ dá mais confiança com a professora”. - “ sim…mas o computador é o que tem mais utilidade deles todos, sim…o telemóvel agora também tem internet… vai aumentar as potencialidades do D03 telemóvel” C16 -“Os Mp3 e os iPods [são outros dispositivos móveis indicados para a aprendizagem]. Porque nos iPods já se pode guardar. O iPod às vezes tem mais Em comparação capacidade do que um telemóvel. Pode-se guardar gravações de voz, C05 absolutamente tudo enquanto que em alguns telemóveis tem de se instalar programas para poder ler, ouvir os podcasts, por exemplo. Enquanto que no iPod e no MP3, põe-se lá dentro e aquilo já reconhece automaticamente e já podemos estar a ouvir. Os MP4 têm leitor de imagens, podemos ver vídeos, a matéria…o ecrã um pouco maior como nos iPods, alguns deles…alguns são muito pequeninos. A informação dá para ler com mais facilidade”.Outras tecnologias - [O computador fixo obriga a estar num determinado lugar] “Sim…uma pessoa A04 está em casa ou num sítio em que o computador esteja…e com o telemóvel pode A12 estar em qualquer lugar…aceder á internet e fazer os seus trabalhos”. 125
    • - “O telemóvel é quase um computador…mais pequeno…anda-se sempre com ele - “é assim …quanto mais pequeno for o ecrã mais incomodo se torna uma pessoa C05 tem que estar ali e as letras estão todas concentradas…um pouco mais pequenas. Em conjugação È assim, a melhor ferramenta de trabalho é o computador. Mas como não vamos andar com um computador que é uma coisa gigantesca para todo o lado e então o telemóvel nesse aspecto é o melhor”. - “ [ler no papel] é melhor no telemóvel, porque nós jovens não lemos muito e C11 Ferramenta de estamos muito agarrados ao telemóvel, acho que se as coisas estivessem noDependência do comunicação telemóvel fazíamos as duas coisas numa. Usávamos o telemóvel e aprendíamos.telemóvel Era muito …era melhor.” C03 - [uso o telemóvel] Principalmente para falar com os amigos, para estar sempre em contacto. Também para ler…como a professora já disse”. “…que seja um telemóvel da última geração”. D02 -“Acho que os telemóveis para serem bons para a aprendizagem deviam ler C11 documentos…nós escrevíamos no computador, mandávamos para o telemóvel e podíamos ler documentos no telemóvel acho que faz falta.” -“Um telemóvel como o iPhone é que era bom para usarmos nas aulas.” C15 Tipo iPhone - “O iPhone apesar de parecer grande, a sua espessura é pequena e compensa”. A16 - “O iPhone está bem. Tem acesso á internet, tem tudo. “ A15Telemóvel ideal A04 - “O iPhone é quase um computador. Mas portátil mesmo. Podíamos aceder àpara apoio à internet em qualquer lado”.aprendizagem - “O facto de ter acesso à internet facilita o estudo de um aluno. No caso das nossas aulas, termos um site onde estão os nossos conteúdos se pudéssemos B07 aceder ao site através do telemóvel podia-nos ajudar a estudar”. “...recomendo, mas não muito a adolescentes... Não são tão responsáveis…criam mais problemas....mas a partir dos 16 ou 17 anos sim...” D01 “Já estou a fazer publicidade a esta experiência, já falo que nas aulas de Francês o D05 telemóvel é usado como uma ferramenta de aprendizagem… ficam admiradas por Alunos usar o telemóvel na sala de aula. ,,, perguntas...o que é que professora manda para 126
    • o telemóvel...se nós respondemos, se não respondemos, o que fazemos e eu digo-Recomendar o lhes.telemóvel Acham interessante, ficam admirados que...porque a maior parte nunca teve C16 contacto com uma coisa igual….elas consideram que está a fazer algo bom”. - “ [os alunos] devem-se interessar…fazer coisas interessantes com o telemóvel…as matérias têm de ser interessantes, têm de motivar os alunos”. “Recomendaria a outros professores o uso do telemóvel na sala de aula” D02, D03, “…sim, principalmente aos professores porque ainda não admitem”. C07 Professores Sim, gostava, não só a professora de francês neste caso mas a professora de português, nós neste caso não só escrevemos mas ouvimos, era uma maneira de corrigirmos. Desde que vim agora para o nocturno tenho de corrigir muitas frases D01 minhas a português, as línguas beneficiam. - “Recomendaria o uso do telemóvel para aquelas disciplinas que temos de estudar muito, temos de tirar vários apontamentos. Eu acho que se tivéssemos o telemóvel era muito mais fácil...” C11 - “È assim…há alunos que [abusam]… há professores que não deixam usar o telemóvel na aula, são muito tipo generais ..e os alunos fazem aquilo às escondidas e é pior. Talvez seja por isso, é que tenha sido proibido porque alguns C05 alunos abusam.” - “Diria [aos professores] que assim poderíamos estar sempre contactáveis…e A05 aprenderíamos a matéria de outra forma”. - “Quando a professora mandava a matéria por mensagem acho que era uma maneira mais fácil de usar, nós estávamos sempre com o telemóvel na mão e B09 então íamos lá ver ao telemóvel, para estudar e acho que nas outras disciplinas também podia ser igual, se eles enviassem a matéria por mensagem ia ser melhor”. [esta experiência] mostrou outras perspectivas…abriu a porta a novos horizontes D05, -“A stora está muito avançada” C07 - “Acho que compensa usar o telemóvel para aprendizagem” - “Foi uma experiencia bastante construtiva acho que aprendi mais…não só C11 127
    • aprendi mais sobre a disciplina mas também que o mundo está a evoluir e temos Satisfação que aprender a mexer com isso, ainda há muitas pessoas retrógradas…tal como C05 quem inventou esta lei de proibir os telemóveis na sala de aula que não aceitamAvaliação da esse tipo de aprendizagem…é um tipo de aprendizagem diferente”.experiência -“ Vejo que é completamente diferente dos outros professores…mais aberto…mais próximo dos alunos … mais em contacto connosco…mesmo fora C15 da escola”. - “[o que mais gostou]“O facto de termos conseguido descobrir mais coisas sobre A11 o uso do telemóvel, termos um desenvolvimento melhor com o telemóvel, conseguirmos integrá-lo na disciplina, fazer com que a disciplina não fosse tão aborrecida, como costuma ser…acho que deu mais conhecimentos, mais desenvolvimentos, deu mais conhecimentos à turma”. A26 A10 - “Gostei e gostava de continuar a usar”. - “Acho que gostei de tudo”. 128
    • Anexo VIINotas de campo (investigadora)Nota 1 Na segunda feira levei os dispositivos que a Vodafone me emprestou para a aula paraque os alunos os utilizassem e os avaliassem. O ultraportatil colheu dos alunos grandereceptividade. O Paulo e o Pedro têm um telemovel igual ao meu e ficaram muitovaidosos.Nota 2O ultraportatil está a ser muito bem recebido pelos alunos da turma todos querem usá-lona aula.Nesta aula introduzimos o estudo de Frei Luís de Sousa e do movimento barroco, pediaos alunos que no seu telemóvel definissem teatro. Todos eles colaboraram. O Daniel, oTiago, o Filipe, o Artur e o Bruno que normalmente não trabalham lá deram a suadefinição. O Moisés surpreendeu-me porque para além da definição foi o que maispalavras do campo lexical de teatro escreveu.Depois de todas as definições dos alunos pedi ao Artur que pesquisasse no Google sobreuma definição de Teatro. Com a definição que encontrou no google e as definições queos alunos escreveram no quadro criamos uma nova definição. Enquanto o Arturpesquisou sobre teatro o Bruno pesquisou com o telemóvel a definição de Romantismona Wikipédia. Com apenas estes dois aparelho consegui que os alunos se envolvessemno trabalho e a aula tivesse um bom ritmo, apesar de ser a última aula do dia. Disse-lhesque o mais importante não era o suporte onde os alunos escreviam mas a qualidade daescrita e das ideias expressas. por isso, permiti que escolhessem eles o suporte de escrita.Nota 3Comecei a aula falando aos alunos sobre a actividade de leitura diária que irão fazer e aforma como poderão receber os texto.Aproveitei as duas partes de um conto que tinha no meu telemovel para lhes mostrarcomo teriam de fazer se optassem por receber o fragmento do texto de leitura diáriaatravés do telemovel. pretendia ver o conforto ou desconforto da leitura no ecrã e porisso pedi ao Carlos para ler em voz alta a 1ª parte do conto, que fomos resumindo emconjunto para ver se os alunos estvam a compreender o que o colegas estava a ler (oobjectivo desta tarefa era testar a compreensão de enunciados orais) verifiquei que amaioria dos alunos estava a acompanhar o desenrolar da acção do texto. Resumida a 1ªparte passou-se à leitura da 2ª parte. Pedi ao Artur para a ler em voz alta e devagar paraque os colegas compreendessem e desta vez não interrompi a leitura, com o objectivo demarcar o tempo de leitura gasto e para avaliar a compreensão do conteúdo do texto. Otempo gasto foi de 2 minutos, mostrando aos alunos que os fragmentos diários não eramgrandes e que por isso se optassem por lê-los a partir do telemóvel teriam apossibilidade de o fazer em qualquer altura do dia, inclusivê num dos intervalos dasaulas. tendo os alunos considerado esta forma a mais rápida e adequada.Depois da leitura do conto fizemos o seu resumo, as palavras mais dificeis, apenas 3,foram escritas no quadro para juntar ao idicionário, fez-se o levantamento de expressõespopulares e deu-se ênfase a uma figura de estilo.Nota 4 129
    • Pedi aos alunos que com o telemóvel fizessem a redução do conto em apenas 250caracteres. Esta tarefa foi rapidamente assumida pelos alunos tendo ficado admiradacom o interesse de todos em criar o microconto e o silêncio que se gerou na sala.Enquanto os alunos estavam tão entusiasmados a escrever disse-lhes que ia àreprografia buscar fotocópias para lhes distribuir. Saí porque quis ver se aquele silênciose mantinha na minha ausência, o facto é que se manteve e quando cheguei (demoreicerca de 4 minutos) ainda estavam todos concentrados nos seus textos. Comecei acorrigir os textos no ecrã dos telemoveis conforme os alunos iam terminando.questiono-me como foi possível este silêncio e todo o interesse. Só explico isso pelofacto do suporte em que estavam a escrever ser o telemovel que usam no seu quotidianoe que tanto prazer lhes dá. Este prazer foi bem visivel pois todos se concentraram notrabalho sem haver as constantes interrupções e ruídos.A pergunta que coloco é que "magia" terão os telemóveis que envolvem tanto alunosque resistem à escrita no papel? Será o prazer de escrever usando a tecnologia? Será anovidade? Mas eles estão a costumados. Será dar continuidade ao que já normalmentefazem? Terá havido uma natural apropriação da ferramenta em contexto educativo?Noto diferença entre a escrita no papel e a escrita no telemovel. Claro que também lhesdigo constantemente que para mim o mais importante não é o suporte onde escrevem, éantes de mais a qualidade da expressão escrita e do conteúdo que escrevem. Assim,estes alunos vão sendo socializados, para se preocuparem com um correcto uso docódigo escrito, mesmo quando o fazem através do seu telemovel: correcção ortografica,sintáctica e semântica, coesão e coerência textual. Verifico que a expressão escritadestes alunos não difere de suporte, os mesmo erros que corrijo no papel, corrijo-os noecrã, por isso o mais importante é que eles escrevam e que eu possa corrigir e haja bomambiente de trabalho, entusiásmo e gosto pelas actividades e isso estou a conseguir aoincluir todos os suporte que temos à mão.Resumindo na aula de hoje tivemos diferentes momentos, realizamos diferentesactividades: leitura em voz alta a partir do ecrã do telemovel, compreensão deenunciados orais, expressão escrita através do telemovel (redução do conto amicroconto, 250 caracteres ou 20 palavras, trabalho de pares, leitura em silêncio,biografia de Almeida Garrett mapa conceptual no papel.Nota 5Esta semana serviu para dar a conhecer a todas as turmas o projecto de investigação. fizo levantamento das funcionalidades dos dispositivos móveis de cada um dos alunos ecomeçamos já a realizar actividades com o telemóvel.Todas as turmas estão com o dicionário; gravação áudio de trabalhos de casa - gravar aspalavras do dicionário, tirar fotos sobre a liberdade,O pcc e pe estão a escrever as letra rap, mas estes alunos pouco fazem.Ontem falei com a Susana e o Fábio no Messenger eles gostaram da minha presença..Enviei os quiz e o questionário dos maias ao pcc e pe. Enviei o quiz para as secretarias.Enviei link diario de bordo para todos.Nota 6Comecei a distribuir os mp4 pelos alunos que não tinham telemóvel com leitor mp3.Optei por um modelo INGO MONACA 2G 19€90, económico, mas com váriasfuncionalidades: FM, gravador de voz, leitor mp3, fotos, vídeos (MTV), texto (.txt),jogos. 130
    • Alguns alunos depreciaram o leitor, por acharem muito barato, mas depois de o veremnas mãos dos colegas também queriam. Os alunos da noite compraram só o Joaquimtem um telemóvel com 1 G e por isso não precisa.Como vi que os alunos não descarregaram os podcasts para os telemóveis levei osmateriais no meu telemóvel e na pen e os alunos que levaram portátil para a aulapassaram as pastas da minha pen para o portátil.Em fr10 passei do eu tinha no ultra para a PSP do Tiago, para o mp3 da Cecília (perdeuo telemóvel) emprestado pela Sandrinha, para a pen da Joana, para o telemóvel do Nuno.Os outros alunos iriam passar a partir destes colegas. É preciso dar algum tempo para osalunos de adaptarem à ideia de que o telemóvel que antes usavam para comunicar e paralazer também pode ser uma ferramenta de aprendizagem. No inicio há uma certaadmiração, até alguma reserva, incrédulos, que é preciso ir reforçando e mostrandocomo estes dispositivos podem ser relevante. O professor tem de ser um bom “vendedorda banha da cobra” para fazer com que os alunos adiram. Alguns desconfiam masquando uns com os outros vão falando e vendo o que os outros fazem ou fizeram vão-setornando adeptos também. Tem de haver grande insistência do professor para que elesnão desmobilizem. Por natureza os alunos esquecem-se de fazer os deveres de trazer osapontamentos, o manual, mas o telemovel não se esquecem. Por isso este dispositivopode ser excelente para ter sempre o material na aula. O problema levanta-se quando hádesigualdade na posse dos dispositivos. É necessário alguma sensibilidade para que osalunos não se sintam discriminados das actividades. O sentido tem de ser sempre deinclusão de todos para que o ambiente seja propício à aprendizagem.Não senti grande entusiasmo com o uso dos telemóveis como ferramenta, talvez porqueo dispositivo seja dos alunos e por isso já não constitua novidade. A novidade só se notarelativamente ao que se pode fazer com o telemóvel e os alunos estão muito admirados.Nota 6Entreguei mp4 à Carla e à Mónica, várias alunas quiseram adquirir também um mp4. AAna disse que queria o mp4 para não ocupar o telemóvel com as coisas da escola.Esta semana foi dedicada às fotos e vídeos. Ao tirar uma foto com o telemovel já fica noformato jpeg não sendo necessário fazer mais nada para poder ser vista na maioria dosdispositivos que lêem este formato, o que facilita o trabalho que se pretende fazer comas fotos não sendo precisos a conversão.Nota 7Para uma melhor organização da exploração do telemóvel nas suas diferentespotencialidades e de forma a não confundir muito os alunos, decidimos fazer aexploração por semanas. A primeira semana foi para explicar o projecto e os seusobjectivos, verificar os recursos existentes, assinalar as necessidades. Depois deverificarmos que todos os alunos possuíam um telemovel, alguns até mais, fizemos olevantamento das funcionalidades: leitor mp3, câmara digital, câmara de vídeo,bluetooth, SMS grátis. Quisemos também saber quantos alunos em cada turma tinhaligação à Internet em casa para a possibilidade de completar as actividades. Como nemtodos os alunos têm internet em casa e na escola nem sempre é possível tercomputadores, tivemos o cuidado de em todos os momentos de comunicação com osalunos através de email, encontrar formas de nenhum aluno ficar penalizado oudesinformado. Assim, todos os documentos que criamos foram entregues na sala de aulatambém em papel, permitindo que todos os alunos possuíssem os materiais curriculares.Os alunos que não tinham conexão à Internet não puderam usufruir do apoio prestado 131
    • através do msn em especial à noite. No entanto e para ressalvar esta lacuna os alunosforam contactados por SMS.Pretendíamos com as actividades baseadas na captação de fotos levar os alunos apassarem de consumidores e tornarem-se também produtores, sensibilizando-os para aquestão dos direitos de autor.Depois de explorarmos o telemóvel como câmara digital, vamos explorá-lo comgravador de voz.esta semana é dedicada aos Podcasts.Nota 8Esta semana os alunos os alunos de português terminaram de escrever as entrevistas efizeram as gravações. Usamos o telemóvel e máquina filmar para não haver tempos deespera e as gravações ficarem todas feitas. Para facilitar a concentração das gravaçõesusamos o meu telemovel, PE) o Carlos usou o dele, o Pedro Carvalho também,passaram por Bluetooth para mim. Alguns alunos não gostam muito de usar o telemoveldeles por não serem suficientemente bons. Nas duas turmas as actividadesdesenvolveram-se de forma idêntica. fiz o video dOs Maias em Rap do Artur ecarreguei no Podomatic também onde irei colocar os podcasts dos alunos. Os aluno pcc tiveram mais dificuldade em começar a escrever as entrevistas. Comeceia do Artur e o do Vilaça, a do Bruno e do Joni e eles depois concluíram-nas e estiveramconcentrados na tarefa.Tive de converter os ficheiros áudio tanto de telemovel (AMR) como maquina filmarpara mp3, para os carregar no Podomatic.Em Francês demos prioridade aos três livros: 25 Abril., liberdade e jovens e braga.Quisemos que todos os alunos celebrassem a liberdade e o 25 de Abril por isso criamosum livro para cada um. os alunos de frances não estavam a fazer os trabalhos pedidos epor isso explicamos mais uma vez o que pretendemos nesta investigação. começamos jána fase de gravação de TPC - ma journéeNota 9Esta semana contactei o SMS produtor e a Vodafone para obter SMS grátis paracomeçar a enviar a Palavra do Dia. A vodafone através do serviço SMS By Mailpermite-nos enviar SMS pelo computador através do Outlook. Tivemos de descarregaro ficheiro SMS By Mail do site da Vodafone para o computador e configurar as pastasdos contactos.No dia 2 de maio enviamos os primeiros SMS com a palavra do dia. Como seaproximava a data do testo enviamos também um SMS com dicas para o teste.A Ana que falou comigo no domingo de manhã perguntei-lhe se era melhor o dicionarioatravés de SMS ou como faziamos antes, escrever as palavras no quadro, ela disse quetanto lhe fazia mas que gostou de receber a mensagem.Nota 10Esta semana está a decorrer o envio de vocabulário por SMS para todos os alunos. Opteipor enviar-lhes os SMS à noite para não interromper o tempo de aula e por ser altura emque eles estão mais relaxados ou concentrados nos trabalhos de casa. No dia 6/5experimentei enviar-lhes o vocabulario num dos intervalos das aulas para ver o efeito,mas também porque pretendia à noite enviar-lhes alguns lembretes e aproveitar quealguns deles estariam ligados à internet para realizarem as tarefas em esquecimento. Asraparigas tâm respondido mais a agradecer, os rapazes só o Tiago C agradeceu e o TiagoM a dizer que estava na missa (uma boa piada!). 132
    • Tenho aproveitado para enviar lembretes. Algumas alunas respondem agradecendooutras aproveitam para fazer perguntas: quando é a data do teste, a Carla Marina nãoentendeu o significado de alicerce e eu enviei-lhe uma resposta a explicar ela respondeuagradecendo e a dizer que já tinha percebidoDei teste ao PCC e PE no dia 5/5 . O teste era constituido por três partes. A parte I deleitura compreensâo e extração de informação, a parte II questões de desenvolvimentosobre a obra em estudo e parte III expressão escrita. Os alunos puderam consutar todosos recursos que tinham para resolver as questões da parte II, que tinham também sidopreparadas na aula anterior através da resolução de um questionário com 30 perguntas.A maioria dos rapazes não faz os trabalhos de casa é só o que se faz na sala de aula.Foram poucos os alunos que usaram os podcasts no teste, e os que usaram são de factosos alunos com melhor aproveitamento e com interesse pela aprendizagem.Na quarta 6/5 comecei a enviar os contos para leitura e os provérbios. Optei por enviarum SMS de manhã no intervalo das 10 e o segundo à noite depois da 8, para nãoperturbar as aulas.Nota 11A Mónica enviou-me um SMS a perguntar se podia fazer a noticia com outro titulo,como tem dificuldade em criar de raiz uma noticia sem qualquer ajuda prefere fazeruma a apartir de um texto existente, atendendo às dificuldades da aluna parece-me maispositivo aceitar do que negar levando a aluna a desistir do trabalho, pelo menos assimescreve alguma coisa. A Ana L fez-me a mesma pergunta no MSN e eu aceitei.Presumo que seja pelo mesmo motivo, são alunas com dificuldades.Preencheram o questionário do podcast no pcc, o Artur e o Tiago M não ouviram pornão os terem pedido (desinteresse), o Bruno P (não gosta de ouvir os podcasts porquetem de os ouvir todos segundo ele, este aluno precisa de orientação na forma como podeouvir os podcasts).Dentro dos possiveis procuramos que os SMS do vocabulário fossem de 1 mensagempor causa dos alunos que tem modelos mais antigos que recebem as mensagens partidasem várias.Os alunos do PE contestaram a hora do envio das SMS por isso estabelecemos com elesum horário no sentido de não os prejudicar ou causar algum constrangimento tendoficado combinado que durante a semana seria às 13h25 e à noite às 20h, todosconcordaram com este horário. Ao fim de semna para não acordar ninguém só envio às20h.O pcc também de queixou da 5º de manhã porque alguns não têm aula de manhã e às 10ainda estão a dormir. Esta questão da conectividade total, está de acordo com os dadosrecolhidos que mostram que os alunos não desligam os telemóveis mesmo quandodormem por isso são importunados em determinadas horas.Estas actividades vêm responder a uma necesidade de maior individualização, Sharples(2000) as tecnologias móveis potenciam a aprendizagem para toda a vida –individualizada, centrada no aprendiz, situada, colaborativa e ubíqua.Nota 12Esta semana continuei a enviar fabulas, provérbios, introduzi os quizzes e na 4ª f aadivinha (rodas bicicleta dei pista) tive adesão de participação das alunas 10 alunasresponderam (+ de 50%), 4 alunos no PCC e 2 no PE.O nº de partcipantes do provérbio de francês aumentou a Bárbara nunca tinhaparticipado os outros já sâo habituais responderam 9 alunos (50%). 133
    • Os alunos que respondem logo que receberam as mensagens , são poucos os queresppndem passado tempo do envio das SMS,Os alunos respondem logo que recebem a mensagem, respondem mais de dia do que ànoite, possivelmento por estarem todos juntos e se apoiarem nas rspostas, o Carloscomeçou a participar mais, o Joni participa bem.Nota 13Esta semana notei muito entusiasmo nas respostas dos alunos, o PCC começou aresponder aos contos só o PE continua com menos participaçãoO Zé M diz que não se sente bem a enviar SMS para mim, disse-lhe que estava ávontade, já que os seus colegas também o fazem , disse que não queria enviar, respeito avontade.O Hugo escreveu o conto a partir de um provérbio durante o tempo de aulas.Relativamente à criação do conto em pares a maioria das alunas da EPB preferiu fazê-loface a face do que através de SMS e a distancia. A Carla P e a Ana A criaram o texto adistancia. Isto mostra que o habito em trabalhar presencialmente e a falta de hábitos emtrabalhar a distãncia.Os alunos PCC e PE, em grupos de 3 criaram um conto no telemovel a partir de umafrase. O objectivo era o trabalho colaborativo dentro da sala de aula . Deveria cadaaluno escrever duas frases pelo menos. Os grupos optaram por usar apenas umtelemóvel e rodar por cada aluno até cada um ter escrito duas vezes e darem porterminado o conto. Só Um grupo usou o sistema de SMS de telemóvel para telemóveltal como eu lhes tinha pedido. Perguntei-lhes porque escolheram assim disseram quelhes dava mais jeito. Os outros disseram que era mais facil passar o telemóvel e menosconfuso, isto vai de encontro a diferentes estilos de aprendizagem e de trabalho.As gravações dos trabalhos foram colocadas no podcasts para todos poderem ouvir,ouvimos na sala e os alunos puderam ouvir tanbem em casa na internet. Os ficheiros foipreciso convertê-los do formato AMR em que grava o telemóvel para mp3 formatoaceito no podomatic.Iniciei na sexta-feira O JOGO QUEM QUER SER MILIONÁRIO, perguntei aos alunosa preferência de horário para lançar as perguntas e 5 minutos depois já tinha 25 SMScom as preferências, esperei mais 45 minutos tendo recebido 30 SMS com a resposta dahora. De seguida enviei-lhes a 1º pergunta 21h06 às 21h48 tinha 55 respostas. Fiz umaversão em francês da mesma pergunta em português. Esta a ser fantastica a participaçãoe está a superar a participação de qualquer outro SMS enviado anteriormente. Voucontabilizar quem respondeu e as respostas certas.Nota 14No sábado enviei ao grupo de português 5 perguntas de revisões sobre texto poético:Responderam quase de imediato, apesar de ser fim de semana. Se tivesse pedido na salade aula diriam logo que não porque é fim de semana , mas por SMS ninguém disse nadao aluno usou da sua autnomia para poder responder ou não. O Tiago Manuel enviouuma 1ª resposta com 3 certas e logo de seguida enviou novo SMS com todas asrespostas certas. É interesante ver como o aluno interage com outros fora da sala,corrigindo, reflectindo. O m-learning abre caminho para aprender anywhere anytimesem compromisso, sem restrições. Enviei fieedback aos alunos que tiveram tudo certo.Estou satisfeita com as potencialidades das tecnologias móveis, alunos completamentedesinteressados na aula, estão agora completamente interessados em completar asactividades. Pediram um adiamento de mais algum tempo porque é quando irãoencontrar-se com os colegas, um domingo, veja -se só, para realizarem o trabalho, qual 134
    • é o professor que não deixaria??? A Rita enviou-se um SMS a dizer que ao fim desemana trabalha todo o dia e não tem tempo para responder e pede desculpa.O Eduardo tem tel 96 por isso não tem enviado SMS para o 91, por isso disse-lhe quepoderia responder pelo msn. Ele também diz estar mais tempo no computador do quecom o tel. Ver conversa no msn do dia 16/05.A Marina disse-me pelo msn que não tinha SMS eu disse-lhe que podia responder pelomsn. O Tiago D também respondeu por msnEstou com o Tiago D que me enviou a foto e o haikai a passar mais fotos. Há alunosque beneficiam em encontrar o professor online. Gera-se uma grande empatia. Osalunos sozinhos são interessados, trabalham mesmo ao domingo.O telemóvel do Adriano avariou-se e enviei-lhe todos as SMS desde sexta até domingoe ele respondeu às perguntas comigo no msn. Este é um dos problemas que podeacontecerNota 15Hoje fizemos os kaikais, embora tenha enviado no domingo à tarde (15h) um SMS alembrar para levarem a foto para os haikais poucos ainda a tinham. O Fábio do pe, tinhafalado com ele à noite no msn e perguntei-lhe se já tinha tirado a foto, ele disse que setinha esquecido, então disse-lhe que de casa para a escola poderia fazer uma foto. Naaula mostrou a foto que disse que tinha tirado a umas ervas. PE foram tirar as fotos como meu telemóvel e o deles.O PE não quer que lhes envie SMS ao fim de semana, só o pedro aceitou. Acharam queontem lhes tinha enviado muitas mensagens: SMS lembrete, pergunta jogo, respostapergunta jogo. Alguns alunos disseram que receberam um SMS tarde. NO PCC, o Fábioqueixou-se de ter recebido muitos SMS, mas os outros continuam a querer que envie. OPedro, o Nuno, o Barbosa, disseram que gostam muito de as receber no fim de semana,por isso vou continuar a enviar para esta turma.Nota 16Na segunda-feira 18/05 só receberam a pergunta 4 do jogo, fiz uma interrupção, por terpercebido que alguns alunos acharam muitas SMS no fim de semna, embora a grandemaioria não se tenha sentido incomodado.Francês - alguns alunos organizam em pastas as SMS que recebem , o Vasco guarda dotelemóvel e depois passa para o computador ficando com as informações. O Jorge, aPatrícia, as joanas guardam em pasta. Quando adquirem um conjunto de informaçãoconsiderável no telemóvel é possivel usá-la na sala de aula, pela simplicidade em acedera ela.Os do PE ninguém criou uma pasta, quando a caixa esta cheia, apagam tudo. O Arturdisse ter 35 SMS de português. Se o telemovel tivesse mais capacidade os alunos dizemque guardaria toda a informação. O facto de estarem a usar o telemovel pessoal para adisciplina complica , pois alguns dão perioridade aos conteúdos pessoais do que aos dadisciplina..Nota 17Os alunos respondem mais à perguntas de tipo escolha múltipla optando por umaestratégia de aprendizagem de tipo comportamentalista por ser mais fácil e não precisarde grande esforço intelectual. As perguntas que requerem mais concentração leituraatenta do texto não são tão participadas. O Jorge tem participado por intermédio daJoana que o ajuda beneficiando da ajuda do colega. 135
    • Envio as fábulas durante o dia porque há alunos que vêm a caminho de casa noautocarro e aproveitam para ler. É dificil encontrar um momento que seja ideal paratodos por isso tem de se ir tentando encontrar o melhor momento.Nota 18Os SMS permitem que a aula continue para além das paredes da escola e os alunosaprendam de uma forma descomprometida, mas exigente. Algumas actividades tinhamcotação e notou-se que nessas os alunos se preocuparam em realizá-las.Nota 19Hoje a Sandrina enviou-me o conto em pares feito com o Telmo. Encontrei-a no msn ecorrigi-lhe o texto enviado por SMS. Gravei-lho no podcast para ela treinar a leitura edepois lê-lo na aula. Um exemplo de como usar várias tecnologias e o acompnhamentoa fazer aos alunos. Corrigi, gravei-lho e enviei-lho.No pcc alguns alunos disseram que não tinha enviado SMS porque já não tinham SMSgrátis, só quando carregassem novamente o telemóvel as voltariam a ter. Perguntei-lhescomo é que eles gastavam tantas SMS. O TA e o Hugo disseram é por causa das garinastemos que ter mais do que uma a ver qual delas cai.Os alunos de Francês têm dificuldade em escrever em Francês por isso para eles não étão rápido e fácil escrever-. Perguntei-lhes se escreviam com os olhos fechados.Disseram que sim mas só em português não em francês. Pode ser uma das razões destegrupo não participar tanto.Os alunos respondiam mais às SMS das 20 do que às das 13h30.Nota 20Falei com a susana no msn - diz ela, isto é muito bom, já devíamos ter começado hámais tempo. E como olhas agora para o teu telemóvel? De maneira diferenteNota 2123 maio - quem quer ser milionário foram as raparigas epb que responderam mais (8),seguido da turma de fr, tecebi 18 respostas num sábado. Nota-se que as respostas sãoenviadas de imediato, são poucos os alunos que enviam a respostas depois, quer dizerque os alunos que têm o telemovel na mão e estão interessados respondem logo.Quem quer ser milionário - a adesão dos alunos está a superar as expectativas. Na 3ªpergunta aos 5 minutos depois do envio já tinha 13 respostas no telemovel, A maioriados alunos costuma responder logo de imediato , são poucos os que respondem passadoalgum tempo.Nota 22Comecei no dia 15/05 sexta-feira, antes de começar enviei um SMS aos alunos parasaber qual o melhor horário para lançar o jogo, foi mais votado 29h do que 13.25, assimnesse dia agendei todos os envios durante os próximos 10 dias para a mesma horalibertando-me de estar a fazer isso diariamente na medida em que tenho outros enviospara fazer. Só envio a resposta anterior depois de estar no ar a pergunta seguinte.548 SMS no final da 1º quinzena.852 SMS no dia 25 maio - 23h30Na 4ª resposta o pcc todos responderam excepto Joni 136
    • Na 5a pergunta no fim dos 1º 5 minutos tinham respondido 11 depois parou o que querdizer que respondem no imediato. Falei com a Ana L no msn e ela disse-me que tinharespondido à adivinha e que tinha falado na família e que eles a tinham posto algoindecisa. Quando lhes perguntei o que achavam disse "Acham intersante o quem querser milionario pois com isto aprendemos sempre mais alguma coisa".Nota 235 minutos depois de lançar a pergunta 5 tinha 14 resposta. Os rapazes respondem maisao jogo do que à fábula, o Fábio pcc é dos alunos que mais responde, porque lê ecompreende , possivelmente os outros não entendem o que lêem.Pergunta 8 - 23 resposta aos 5 minutos, tive 30 respostas. O Tiago D. Ligou-se no msnpara me dar a resposta e desligou-se logo. O Eduardo deixou no msn as respostas àsperguntas 6 e 7.A joana Rei enviou-me por email o texto em pares a distância. Corrigi-lhe o texto depares e o de grupo na sala de aula sobre a adolescência e gravei-lhe os dois textos empodcast.Nota 24No domingo dia 24 de maio agendei todos os SMS da semana:, terminou o jogo quemquer ser milionário.SMS Português-20h provérbios para completar- 13h25 intercalei dicionário com contos, comecei na seg com dicionário, terça conto eassim, por diante.SMS Francês dia - 13h25 intercalei dicionário com contos, comecei na seg com dicionário, terça conto eassim , os contos são iguais aos de port.-20h provérbios para completarFrances noite- 13h conteúdos do teste que vão ter na 5ª , na sexta enviei palavras animaux- 20h provérbios para completar25 maio - alguns alunos deixaram de ter SMS, o Tiago André e o Nuno estavam àespera que os pais lhes carregassem o telemóvel. O Nuno disse que estava de castigopor isso a mãe não lhe iria carregar o telemóvel tão cedo.O envio e recebimento de SMS é tão envolvente que em alguns momentos senti-mecompletamente envolvida na atmosfera e no entusiasmo de responder aos alunos quandoestava certo e incentivar a procurar a resposta certa quando estava errado. 137
    • Anexo VIII Comunicação síncrona com os alunos no MSN Caso A Messenger Plus! - Registo de Conversação Início da Sessão: domingo, 26 de Abril de 2009 Adelina (geramovel@hotmail.com) (20:17) Adelina: olá Eduardo (20:18) Adelina: já tenho o teu mp4 (20:18) Adelina: amanhã já to levo Messenger Plus! - Registo de Conversação Início da Sessão: domingo, 26 de Abril de 2009 Adelina (geramovel@hotmail.com) (22:11) Adelina: olá Paulo 138
    • (22:12) TyGáNá: Olá professora(22:12) Adelina: http://tikatok.com/book/embedShared/code/3f8527fe89cfa01e7df07cfadb03b18d/title/35-anos-de-abril- 1974-2009(22:12) Adelina: na sexta começamos a fazer o vosso livro sobre liberdade(22:12) Adelina: escreve o teu texto sobre liberdade e envia-me por aqui(22:12) Adelina: para pôr no livro(22:13) Adelina: tens alguma foto?(22:13) Adelina: se tiveres cravos em casa podes tirar uma(22:13) TyGáNá: acho que nao tenho tempo professora, porque daqui a um bocado tenho que sair(22:13) TyGáNá: mas eu escrevo o texto amanha na aula(22:13) Adelina: então amanhã(22:13) Adelina: leva o cabo está-me a fazer falta(22:13) TyGáNá: ok professora, eu levo(22:14) Adelina: tenho as fotos dos teus colegas(22:14) Adelina: e amanhã na aula passo-as 139
    • (22:14) Adelina: já tens o cabo no mochila? (22:14) TyGáNá: sim (22:14) Adelina: ok Messenger Plus! - Registo de Conversação Início da Sessão: domingo, 26 de Abril de 2009 Adelina (geramovel@hotmail.com) (20:19) Adelina: Olá Fábio (20:19) Adelina: tiraste foto sobre a liberdade? (20:19) ´´ PiNgO`` FaBi: esta no seu telemovel (20:19) Adelina: escreve o que é para ti a liberdade e manda-me por aqui para pôr no livro (20:20) Adelina: diz ao Paulo para me levar o cabo amanhã (20:20) Adelina: sem ele não posso passar as coisas do telemóvel (20:24) ´´ PiNgO`` FaBi: com o 25 de abril as colonias portuguesas foram libertadas e os povos desses paises passaram a ser autonomos e em portugal passamos de uma ditadura para uma democracia 140
    • (20:24) ´´ PiNgO`` FaBi: este é o meu texto!!(20:24) Adelina: óptimo(20:25) Adelina: define o que é para ti liberdade(20:26) ´´ PiNgO`` FaBi: liberdade é um direito que todas as pessoas deviam ter para poderem expressar os seus pensamentos e sentimentos sem terem medo de represálias(20:27) Adelina: boa(20:27) Adelina: vou pôr no vosso livro e já te mostro(20:28) ´´ PiNgO`` FaBi: ok(20:28) Adelina: recebeste os emails que vos enviei?(20:28) ´´ PiNgO`` FaBi: eu recebi(20:28) Adelina: http://tikatok.com/book/embedShared/code/05aafcc37ebd8874bbdce888a9e98c4e/title/cravos- em-abril-001(20:29) Adelina: este é o livro dos vossos colegas de PCC(20:29) Adelina: gostava que fizesses um livro dste género também(20:29) ´´ PiNgO`` FaBi: por mim pode ser(20:30) Adelina: gostaste do livro dos colegas? 141
    • (20:30) ´´ PiNgO`` FaBi: sim (20:31) Adelina: amanhã tentaremos que todos escrevam algo sobre liberdade (20:31) ´´ PiNgO`` FaBi: ok!! agora vou ver o futebol!! (20:32) Adelina: força Início da Sessão: domingo, 26 de Abril de 2009 Adelina (geramovel@hotmail.com) (20:59) EDuardo: ok stora mas eu ainda nao sei se o vou comprar! (20:59) EDuardo: a minha irma (20:59) EDuardo: e k secalhar kria 1 (20:59) Adelina: ok (21:00) Adelina: amanhã vês isso (21:00) EDuardo: ok stora 142
    • (21:00) EDuardo: Obrigado na mesma(21:00) Adelina: Escreve algo sobre liberdade para pôr no vosso livro e envia-me por aqui(21:01) Adelina: O Fábio já escreveu(21:01) Adelina: já te envio o link do livro(21:03) EDuardo: ok(21:05) Adelina: http://tikatok.com/book/embedShared/code/3f8527fe89cfa01e7df07cfadb03b18d/title/35-anos-de- abril-1974-2009(21:05) Adelina: diz-me o que te parece o livro(21:05) Adelina: agora preciso do contributo de cada um(21:05) EDuardo: ok(21:06) EDuardo: espere só um bocado stora k eu tenho isso no meu caderno(21:07) Adelina: ok(21:09) EDuardo: stora e pra por ja no livro(21:09) Adelina: sim(21:09) EDuardo: ou mando-lhe e a stora poe? 143
    • (21:10) Adelina: manda por aqui(21:10) Adelina: tens foto sobre a liberdade?(21:10) EDuardo: individual nao(21:10) EDuardo: tinha uma(21:10) EDuardo: com o fabio(21:10) EDuardo: pensava que era uma pra dois(21:10) Adelina: manda-me essa(21:11) EDuardo: ta no telemovel da stora(21:11) Adelina: então só amanhã, o Paulo tem o meu cabo(21:11) Adelina: mas podes tirar uma agora(21:11) Adelina: tens cravos em casa?(21:12) EDuardo: No dia 25 de Abril, o chamado dia da "Revolução dos cravos" e dia da "Liberdade" os soldados sairam à rua para festejar a queda da ditadura salazarista e a libertação dos colónos Portugueses.(21:12) EDuardo: nao(21:12) EDuardo: 144
    • (21:13) Adelina: vou pôr a tua frase e amanhã acrescentamos a foto na sala (21:13) EDuardo: ok (21:14) EDuardo MOuta x) está Offline Messenger Plus! - Registo de Conversação Início da Sessão: domingo, 26 de Abril de 2009 Adelina (geramovel@hotmail.com) (21:20) Adelina: Olá Pedro (21:21) pedro: ola (21:21) Adelina: fazes canoagem? (21:21) pedro: faxo (21:22) Adelina: não sabia...parabéns (21:22) Adelina: onde praticas? (21:22) pedro: em prado (21:22) Adelina: tens equipa? 145
    • (21:23) pedro: é um clube(21:23) Adelina: e os resultados?(21:23) pedro: são bons(21:23) Adelina: parabéns(21:23) Adelina: http://tikatok.com/book/embedShared/code/3f8527fe89cfa01e7df07cfadb03b18d/title/35-anos-de-abril- 1974-2009(21:23) Adelina: estou a fazer o vosso livro(21:23) Adelina: sobre o 25 de Abril(21:24) Adelina: escreve algo sobre liberdade(21:24) Adelina: e manda-me por aqui para acrescentar no livro(21:27) pedro: para mim liberdade é poder fazer quaze tudo o que se quizer, poder ter direito a voto, direito a falar livermente...(21:27) Adelina: óptimo(21:27) Adelina: tens foto sobre liberdade?(21:27) Adelina: pode ser uma foto de um cravo(21:28) pedro: aki nao tenho fotos 146
    • (21:29) Adelina: leva para a aula de amanhã (21:29) pedro: ta bem (21:29) Adelina: já podes ver a tua frase no livro (21:29) Adelina: diz-me o que te parece o livro Messenger Plus! - Registo de Conversação Início da Sessão: domingo, 26 de Abril de 2009 Adelina (geramovel@hotmail.com) (21:00) Adelina: olá Adriano (21:01) Adelina: estás bom? Messenger Plus! - Registo de Conversação Início da Sessão: terça-feira, 28 de Abril de 2009 Adelina (geramovel@hotmail.com) 147
    • (21:03) Adelina: Olá Tiago(21:03) Adelina: preciso dos vossos números de telemóvel(21:03) Adelina: tens os dos teus colegas?(21:03) ThIaGo: nao(21:03) ThIaGo: melhor dizendo(21:04) ThIaGo: tenho mas nao os dou porque eles depois podem ficar chateados(21:04) ThIaGo: tem de falar com eles(21:04) Adelina: é para começardes a receber uma palavra nova por SMS(21:04) ThIaGo: mas tem de lhes pedir(21:05) Adelina: em vez de fazermos o dicionário no quadro passais a receber uma SMS minha(21:05) Adelina: vou-lhes enviar um email a pedir(21:05) ThIaGo: e uma boa ideia(21:07) Adelina: egidiorb@hotmail.com(21:07) Adelina: está correcto o email do carlos?(21:07) ThIaGo: eu vou ver 148
    • (21:07) Adelina: o vitor não tem email(21:07) ThIaGo: nao(21:07) Adelina: envia-lhe um SMS a perguntar o nº(21:08) ThIaGo: eu nao tenho o numero dele(21:08) ThIaGo: e esse o mail do carlos(21:09) Adelina: obrigada(21:09) ThIaGo: de nada(21:09) Adelina: Vê se algum colega tem o nº do vitor(21:09) ThIaGo: ok(21:09) Adelina: se fazes favor(21:10) ThIaGo: ninguem tb(21:10) ThIaGo: *tem(21:10) ThIaGo: dos que tao online(21:11) Adelina: então fazes o favor de lho pedir amanhã?(21:11) ThIaGo: ok 149
    • (21:11) Adelina: aos outros vou enviar um email a pedir(21:11) ThIaGo: ok(21:11) Adelina: queria começar a enviar o dicionário por SMS já na sexta-feira(21:12) Adelina: parece-te boa ideia?(21:12) ThIaGo: parece(21:12) Adelina: pergunta aos outros a ver o que lhes parece(21:12) ThIaGo: ta amanha digo-lhe algo(21:13) Adelina: óptimo(21:13) Adelina: obrigada Tiago(21:13) ThIaGo: de nad(21:15) Adelina: peço-te mais um favor(21:15) ThIaGo DuArTe está Offline(21:15) ThIaGo DuArTe está agora Online(21:15) ThIaGo: diga(21:15) Adelina: amanhã recolhe os números no teu caderno e à noite dás-mos 150
    • (21:16) ThIaGo: ta (21:16) ThIaGo: vou dormir (21:16) ThIaGo: (21:16) ThIaGo DuArTe está Offline (21:17) Adelina: tem uma boa noite e obrigada Messenger Plus! - Registo de Conversação Início da Sessão: segunda-feira, 4 de Maio de 2009 Adelina (geramovel@hotmail.com) (21:09) : Só vai sair um tipo de composição ? (21:09) Adelina: olá Tiago (21:09) Adelina: dois temas à escolha (21:09) : *olá (21:10) : Não vai sair para criar uma entrevista ? 151
    • (21:11) Adelina: também (21:15) Adelina: se precisares de ajuda diz (21:15) : por enquanto não preciso Obrigado (21:16) Adelina: então quando precisares diz-me (21:16) : Ok Messenger Plus! - Registo de Conversação Início da Sessão: domingo, 10 de Maio de 2009 Adelina (geramovel@hotmail.com) (21:34) Adelina: Fábio quando tiveres um tempinho preenche este questuinário sff (21:34) Adelina: http://www.surveymonkey.com/s.aspx?sm=GlfU3XenT0PvJCTglZqskA_3d_3d (21:34) ´´ PiNgO`` FaBi: eata bem!! (21:34) ´´ PiNgO`` FaBi: esta* (21:34) Adelina: não faz mal Messenger Plus! - Registo de Conversação 152
    • Início da Sessão: domingo, 10 de Maio de 2009 Adelina (geramovel@hotmail.com) (21:33) Adelina: http://www.surveymonkey.com/s.aspx?sm=GlfU3XenT0PvJCTglZqskA_3d_3d (21:33) Adelina: Eduardo quando tiveres um tempinho preenche este questuinário sff (21:33) EDuardo: ok Messenger Plus! - Registo de Conversação Início da Sessão: domingo, 3 de Maio de 2009 Adelina (geramovel@hotmail.com) (11:23) Adelina: Dicas para o teste (terça-feira): Para preparação do teste dai especial atenção às perguntas nº 6, 7, 8, 11, 13, 15, 24, 30 Para preparar a composição pensai nos males que povoam a sociedade portuguesa actual. Se precisardes de ajuda estarei no MSN à noite. Início da Sessão: segunda-feira, 4 de Maio de 2009 Adelina (geramovel@hotmail.com) 153
    • (21:07) ThIaGo: boa noite professora(21:07) Adelina: boa noite Tiago(21:07) ThIaGo: era para saber se hoje tive partissipaçao?(21:07) ThIaGo: eu sei que me portei mal(21:07) Adelina: só marquei falta de presença...foi uma infantilidade vossa(21:08) ThIaGo: eu sei(21:08) ThIaGo: Desculpe(21:08) Adelina: estás desculpado(21:08) Adelina: sei que foi sem reflectir(21:08) Adelina: estou certa?(21:08) ThIaGo: obrigado(21:09) Adelina: queres ajuda para preparar o teste de amanhã?(21:09) ThIaGo: ainda tou a ver se tenho duvidas(21:09) Adelina: recebeste a SMS?(21:10) ThIaGo: recebi 154
    • (21:10) Adelina: concentra-te nas questões que referi no email(21:11) Adelina: tens as respostas nas folhas onde tem a explicar o título e o subtitulo, etc(21:11) ThIaGo: mas a stora enviou as questous ou o numero das questoes?(21:11) Adelina: Para preparação do teste dai especial atenção às perguntas nº 6, 7, 8, 11, 13, 15, 24, 30(21:11) ThIaGo: a stora tm as perguntas num deconmento word no seu pc?(21:11) Adelina: tenho(21:11) Adelina: já te envio(21:12) ThIaGo: ok(21:12) ThIaGo: obrigado(21:12) ThIaGo DuArTe alterou a mensagem pessoal para "Alguem sabe atualizar o PES 2009????? 10 de Maio(2 rota das laranjas Amares- 37Km200m) prova de BBT..."(21:12) Adelina: já coloquei numa pasta partilhada(21:13) Adelina: podes retirar(21:13) Adelina: tens as fotocópias com os apontamentos?(21:13) ThIaGo: tenho 155
    • (21:13) Adelina: ok (21:13) Adelina: então se precisares de ajuda diz (21:13) Adelina: vou ficar online (21:14) ThIaGo: podia enviar sem ser por pasta e que o meu msn nao da nao sei pq (21:14) ThIaGo: podia? (21:14) Adelina: mando por email? (21:14) ThIaGo: nao copia o documento e cola onde escreve o texto para mim (21:15) Adelina: Iniciou a transferência de um ficheiro (21:15) ThIaGo: obrigado (21:15) A transferência de "QUESTIONÁRIO.doc" está concluída. Início da Sessão: segunda-feira, 4 de Maio de 2009 Adelina (geramovel@hotmail.com) (21:26) ThIaGo: uma pergunta (21:26) Adelina: sim Tiago 156
    • (21:27) ThIaGo: as personagens ligadas ao subtitulo sao as que estao no esquemas das folhas certo?(21:28) Adelina: isso mesmo(21:28) ThIaGo: ok(21:28) Adelina: tens os nomes e o que representam na obra(21:29) ThIaGo DuArTe acabou de pedir a sua atenção.(21:29) Adelina: sim(21:29) ThIaGo: e preciso saber de todos(21:29) ThIaGo: »(21:29) ThIaGo: ?(21:29) ThIaGo: enganei-m(21:29) Adelina: podeis levar os apontamentos(21:30) Adelina: mas tendes de responder às perguntas com palavras vossas(21:30) ThIaGo: ok(21:30) ThIaGo: quais as folhas que podemos levar?(21:31) Adelina: essas com os apontamentos 157
    • (21:31) Adelina: já vos tinha dito que é teste com consulta (21:31) ThIaGo: ok (21:32) Adelina: diz isso aos outros colegas (21:32) Adelina: comeis muito queijo (21:32) ThIaGo: (21:32) Adelina: podeis ouvir os podcasts também (21:33) ThIaGo: ok (21:35) ThIaGo: (21:35) ThIaGo: ate amanha (21:35) Adelina: até amanhã (21:35) Adelina: e vai fresquinho (21:35) ThIaGo: ok Início da Sessão: quarta-feira, 6 de Maio de 2009 Adelina (geramovel@hotmail.com) 158
    • (21:29) Adelina: olá Tiago(21:29) ThIaGo: ola(21:29) Adelina: podes passar no word o vosso texto da entrevista e enviá-lo?(21:29) ThIaGo: amanha(21:29) Adelina: ok(21:29) ThIaGo: hoje tenho e relatorio de AINT para fazer(21:30) Adelina: gravai a entrevista(21:30) Adelina: és tu e o Pedro?(21:30) ThIaGo: sou(21:30) Adelina: então combinai gravar amanhã(21:30) Adelina: sexta não temos aula(21:31) Adelina: se precisares de ajuda para o relatório diz(21:31) ThIaGo: ok(21:31) ThIaGo DuArTe está Offline 159
    • Messenger Plus! - Registo de Conversação Início da Sessão: sexta-feira, 1 de Maio de 2009 Adelina (geramovel@hotmail.com) (19:36) Adelina: olá Fábio (19:37) Adelina: podes-me dar o teu nº de telemóvel? (19:37) ´´ PiNgO`` FaBiO LeItE está Offline (19:37) Adelina: vou começar a enviar-vos as palavras do dicionário através de SMS Início da Sessão: quarta-feira, 6 de Maio de 2009 Adelina (geramovel@hotmail.com) (21:01) Adelina: olá Fábio (21:01) Adelina: já escreveste o texto da entrevista? (21:01) Adelina: correu-te bem o teste? (21:02) ´´ PiNgO`` FaBi: ainda não!! estou a fazer o relatório de AINT!! sim o teste correu-me bem 160
    • (21:02) Adelina: então quando tiveres tempo envia-me o teste e tenta gravar a entrevista com o Eduardo(21:03) Adelina: texto(21:03) ´´ PiNgO`` FaBi: esta bem stora(21:03) Adelina: tens recebido os meus SMS?(21:03) ´´ PiNgO`` FaBi: sim(21:03) Adelina: e que te parece?(21:03) ´´ PiNgO`` FaBi: parece-me bem(21:03) Adelina: dá para ler bem a história?(21:04) ´´ PiNgO`` FaBi: sim dá!!(21:04) Adelina: Óptimo(21:04) Adelina: amanhã envio o resto(21:04) Adelina: bom trabaho(21:04) ´´ PiNgO`` FaBi: obrigadoMessenger Plus! - Registo de Conversação 161
    • Início da Sessão: sábado, 2 de Maio de 2009 Adelina (geramovel@hotmail.com) (19:43) Adelina: olá adriano (19:43) Adelina: parabéns (19:43) Adelina: estás a melhorar o teu desempenho (19:44) ..::åÐRÏåñ¤::..: brigado professora (19:44) Adelina: temos de fazer um livro com as fotos das provas (19:44) Adelina: e alguns textos (19:44) ..::åÐRÏåñ¤::..: Lol (19:45) ..::åÐRÏåñ¤::..: nao nao (19:45) Adelina: queres pensar nisso? (19:45) ..::åÐRÏåñ¤::..: nao quero (19:45) Adelina: era giro (19:45) ..::åÐRÏåñ¤::..: mas nao quero 162
    • (19:45) Adelina: Ok(19:46) Adelina: o Tiago pediu os vosso nº de telemóvel, para eu vos enviar as palavras do dicionário por SMS?(19:46) Adelina: já coemcei a enviar para os outros alunos(19:46) Adelina: sexta não tivemos aula por isso não vos os pude pedir(19:47) ..::åÐRÏåñ¤::..: ok setora(19:47) Adelina: dá-me o teu(19:48) ..::åÐRÏåñ¤::..: o setora eu nao sei de cor e de momento nao tenho o telemovel comigo esta a carregar e nao dava muito jeito sair do computador agora(19:49) Adelina: Quando tiveres(19:49) Adelina: estou a fazer o vosso teste e queria-vo enviar alguma dicas(19:49) ..::åÐRÏåñ¤::..: ok setora(19:50) Adelina: se puderes recolher os nos dos outros já envio para todos(19:50) Adelina: o Vitro não tem net mas tem telemovel(19:50) Adelina: Vítor(19:50) ..::åÐRÏåñ¤::..: ok depois eu falo com eles 163
    • (19:51) Adelina: Obrigad (19:51) ..::åÐRÏåñ¤::..: mas segunda também ja pode pedir (19:51) Adelina: sim, mas envia-vos já algumas coisas (19:51) ..::åÐRÏåñ¤::..: Ok Início da Sessão: segunda-feira, 4 de Maio de 2009 Adelina (geramovel@hotmail.com) (21:31) ..::åÐRÏåñ¤::..: ola setora (21:31) ..::åÐRÏåñ¤::..: e verdade que se pode utilizar as folhasno teste? (21:31) Adelina: olá Adriano (21:31) Adelina: é com consulta, mas as respostas têm de ser com as vossas palavras (21:32) ..::åÐRÏåñ¤::..: Claro (21:32) Adelina: não podeis transcrever tal qual está nas folhas (21:32) ..::åÐRÏåñ¤::..: ok era para confirmar porque ja nao ya levar as folhas 164
    • (21:32) Adelina: levai tudo, folhas , podcasts, tudo (21:32) ..::åÐRÏåñ¤::..: ok setora (21:33) Adelina: se precisares de ajuda diz (21:33) ..::åÐRÏåñ¤::..: ok setora eu estou a dar uma viste de olhos (21:33) Adelina: Força Messenger Plus! - Registo de Conversação Início da Sessão: domingo, 21 de Junho de 2009 Adelina (geramovel@hotmail.com) (20:54) Adelina: olá Eduardo (20:55) Adelina: erraste duas na ficha de FP (20:55) Adelina: 2e3 (20:57) EDuardo: ok 165
    • Messenger Plus! - Registo de Conversação Início da Sessão: domingo, 21 de Junho de 2009 Adelina (geramovel@hotmail.com) (19:16) Adelina: olá Fábio (19:17) Adelina: faltam as fontes no vosso trabalho (19:17) Adelina: envia-me os ficheiros áudio sff (19:17) FaBiO LeItE: ok Início da Sessão: domingo, 21 de Junho de 2009 Adelina (geramovel@hotmail.com) (20:56) Adelina: eraste 5 perguntas na ficha de FP (20:56) FaBiO LeItE: esta bem (20:56) Adelina: 2, 3, 4, 9, 10 Messenger Plus! - Registo de Conversação 166
    • Início da Sessão: terça-feira, 9 de Junho de 2009 Adelina (geramovel@hotmail.com) (23:48) TyGáNá Oliiveirá: passei no módulo professora ? (23:49) Adelina: ainda tenho de ver as correcções dos outros colegas (23:49) Adelina: na segunda já vos digo (23:49) TyGáNá Oliiveirá: ok Messenger Plus! - Registo de Conversação Início da Sessão: domingo, 21 de Junho de 2009 Adelina (geramovel@hotmail.com) (19:30) __________[햘]bol: kuando e k temos de entregar o quiz (19:30) __________[햘]bol: a ficha* (19:31) Adelina: é para resolver online (19:31) Adelina: se quiseres fazer isso agora posso te ajudar em caso de dúvidas 167
    • (19:31) __________[햘]bol: agora nao posso mais logo (19:31) __________[햘]bol: ate logo stora (19:32) __________[햘]bol: xau (19:32) Adelina: ok (19:32) Adelina: http://www.surveymonkey.com/s.aspx?sm=ixndQGPDAzDvWHzNmdzEbg_3d_3d Início da Sessão: domingo, 21 de Junho de 2009 Adelina (geramovel@hotmail.com) (20:38) __________[햘]bol: ta aqui (20:38) __________[햘]bolas[햘]__________ está agora Online (20:48) __________[햘]bol: stora (20:48) __________[햘]bolas[햘]__________ acabou de pedir a sua atenção. (20:49) __________[햘]bolas[햘]__________ alterou o estado para Ausente (20:49) __________[햘]bolas[햘]__________ alterou a mensagem pessoal para "da toques" 168
    • (20:51) Adelina alterou o estado para Online(20:51) Adelina: cheguei(20:51) __________[햘]bol: aquilo do modulo 4 nao percebo(20:51) __________[햘]bol: ja corrigiu o k eu fiz(20:52) Adelina: o que é que não percebes(20:52) __________[햘]bol: zquilo de associar as frases de uma coluna a outra(20:53) Adelina: a palavra alma tem vários significados(20:53) __________[햘]bol: sim isso ja percebi(20:53) Adelina: então qual é(20:53) __________[햘]bol: mas como e k se faz(20:53) Adelina: é só escreveres a alínea correcta para cada nº(20:54) Adelina: 1.b) por exemplo(20:54) __________[햘]bol: ha ja percebi(20:54) __________[햘]bol: ja percebi 169
    • (20:54) Adelina: Óptimo Caso B Messenger Plus! - Registo de Conversação Início da Sessão: segunda-feira, 27 de Abril de 2009 Adelina (geramovel@hotmail.com) (21:53) Anitah : Olá (21:53) Adelina: olá Anita (21:53) Adelina: como vais? (21:54) Anitah : eu tenho aqui a imagem da liberdade quer que envie por mail ou pelo menssenger? (21:54) Anitah : vou +/- e a stora? (21:54) Adelina: envia por email (21:54) Adelina: estou bem obrigada (21:57) Anitah : enviei para o epbsec (21:58) Adelina: obrigada vou ver 170
    • (21:59) Anitah : não sei se essa dá, depois se não se importar diga-me se dá pode ser?(22:02) Adelina: que gira pombinha(22:02) Adelina: vou pôr no livro junto do teu texto e tiro a outra imagem(22:07) Anitah : No diário de bordo é para dizer o que fizemos no telemóvel sobre a matéria ou em tudo?(22:07) Adelina: sim e fala também da exploração do mp4(22:07) Adelina: tudo o que fizerdes é importante para a investigação(22:08) Anitah : mas não é para por que também usei o telemóvel para falar com os amigos ou também é para por isso?(22:10) Adelina: Sim(22:11) Anitah : Obrigada(22:12) Adelina: a tua pombinha já está no livro(22:14) Anitah : Obrigada(22:14) Adelina: viste?(22:14) Anitah : não vou ver agora(22:15) Anitah : ´té ficou engraçada(22:15) Anitah : *Até 171
    • (22:15) Adelina: está bonita e é mais importante porque é uma foto tua e um texto teu(22:15) Adelina: tem direitos de autor(22:16) Adelina: vou mudar a cor da página para azul para combinar com a pomba(22:16) Anitah : vi-me foi "negra" para apanhar uma pomba(22:17) Adelina: Eheheh(22:17) Adelina: vê agora(22:17) Adelina: esta ficou sossegada(22:18) Anitah : também fica muito giro assim(22:19) Adelina: combinam as cores, que te parece?(22:21) Adelina está Offline(22:22) Adelina está agora Online(22:22) Adelina está Offline(22:24) Adelina está agora Online(22:25) Anitah : combinam porque a pomba tem esse verde, apesar de ter pouco mas é esse verde e torna a página mais engraçada, pelo menos eu acho isso 172
    • (22:28) Adelina: eu também (22:28) Anitah : Como é que se chama aqulas gravações que a stora fez sobre a comparação, metáfora e assim (22:28) Adelina: vou perguntar à marina (22:28) Adelina: se já acabou a história Início da Sessão: segunda-feira, 27 de Abril de 2009 Adelina (geramovel@hotmail.com) (22:32) Anitah : Já fiz o diário de Bordo (22:32) Adelina: obrigada vou dar uma espreitadela (22:33) Adelina está Offline Início da Sessão: segunda-feira, 27 de Abril de 2009 Adelina (geramovel@hotmail.com) (22:54) Anitah : vou andando stora (22:54) Anitah : Xau (22:54) Anitah : Beijinhos 173
    • (22:54) Anitah : até segunda (22:54) Adelina: Bj (22:54) Adelina: até segunda Messenger Plus! - Registo de Conversação Início da Sessão: segunda-feira, 27 de Abril de 2009 Adelina (geramovel@hotmail.com) (22:35) Adelina: olá Marina (22:36) Marina: ola professora ja enviei o texto da liberdade (22:36) Marina: ja recebeu? (22:36) Adelina: para onde? (22:36) Marina: o mail é (22:36) Marina: sec@epb.pt (22:36) Marina: é assim o mail nao é? 174
    • (22:37) Adelina: epbsec@gmail.com(22:37) Adelina: toma nota(22:37) Marina: ah ta bem vou mandar entao(22:37) Adelina: obrigada(22:37) Marina: obrigada(22:43) Adelina: já chegou(22:43) Adelina: tens imagem para pôr?(22:43) Adelina: se tiveres aí um fotografia tirada por ti manda(22:44) Marina: ooo nao nao tenho nada(22:45) Marina: mas eu dpois mando(22:45) Marina: vou tirar uma(22:45) Marina: ja viu??(22:45) Marina: o texto?(22:45) Adelina: já estou a pôr no livro 175
    • (22:46) Adelina: um minuto e já podes ver como ficou (22:46) Marina: ah ok (22:49) Adelina: podes ver (22:50) Adelina: já lá está o texto, corrigi algumas coisitas Messenger Plus! - Registo de Conversação Início da Sessão: terça-feira, 28 de Abril de 2009 Adelina (geramovel@hotmail.com) (21:03) Adelina: olá Catarina (21:03) Adelina: preciso dos números de telemóvel das tuas colegas (21:04) Adelina: tens? (21:14) C A T A R I N A: que quais? (21:14) Adelina: vou passar a enviar-vos o dicionário por SMS (21:14) Adelina: que te parece? (21:15) C A T A R I N A: sim, sim 176
    • (21:16) Adelina: então amanhã diz às colegas que preciso dos vosso números de telemóvel para passardes a receber o dicionário por SMS(21:16) Adelina: aponta-os no teu caderno e à noite dás-mos(21:17) C A T A R I N A: Ok(21:17) C A T A R I N A: esta bem(21:17) Adelina: obrigada(21:17) C A T A R I N A: De nada(21:17) Adelina: diz à Ana Sofia que só falta o mês de Novembro(21:17) Adelina: para acabar o calendário(21:18) Adelina: ela que grave o poema em áudio e mo envie(21:18) C A T A R I N A: Ok(21:18) Adelina: estou a fazer o vídeo(21:18) Adelina: está a ficar bonito com as vossas vozes(21:18) C A T A R I N A: Eu tbm nao gravei o poema(21:19) Adelina: qual é o teu? 177
    • (21:20) C A T A R I N A: julho (21:20) Adelina: consegues gravar e enviar? (21:21) C A T A R I N A: a stora mudou o poema ou ficou o que eu tinha? (21:21) Adelina: ficou o que escolheste (21:21) Adelina: queres trocar? (21:22) C A T A R I N A: mas o meu nao era de um autor portugues (21:25) Adelina: então escolhe um de Camões que fale da natureza Início da Sessão: terça-feira, 28 de Abril de 2009 Adelina (geramovel@hotmail.com) CATARINA (22:30) C A T A R I N A: ja mudei o poema (22:30) Adelina: Boa (22:30) Adelina: envia-me o diapositivo (22:31) C A T A R I N A: Iniciou a transferência de um ficheiro 178
    • (22:32) Adelina: manda também para o email para ficar arquivado lá(22:33) C A T A R I N A: diga o e-mail(22:33) Adelina: epbsec@gmail.com(22:36) Adelina: o teu calendário está feito no word?(22:36) C A T A R I N A: Sim(22:37) Adelina: consegues passá-lo para o powerpoint(22:37) Adelina: porque para inseri-lo no powerpoint muda(22:37) C A T A R I N A: sim, mas agora ja e tarde so amanha entao(22:38) Adelina: tens tempo(22:38) Adelina: faz isso amanhã(22:38) C A T A R I N A: entao eu passo amanha(22:38) C A T A R I N A: agora tenho de ir dormir porque amanha tenho de acordar as 6(22:38) Adelina: tem uma boa noite(22:39) Adelina: Obrigada(22:39) C A T A R I N A: Obrigado 179
    • (22:39) Adelina: fala às colegas no nº telemóvel (22:39) C A T A R I N A: sim,sim (22:39) C A T A R I N A: amanha ja lhe dou os numeros (22:40) Adelina: eu vou enviar um email também (22:40) Adelina: Bj (22:40) C A T A R I N A: Ok (22:40) Adelina: vai nanar (22:41) C A T A R I N A está Offline (22:41) Falha no recebimento do arquivo "calendario.docx" de C A T A R I N A. Messenger Plus! - Registo de Conversação Início da Sessão: domingo, 3 de Maio de 2009 Adelina (geramovel@hotmail.com) (11:27) Adelina: olá Anita (11:27) Anitah : Olá 180
    • (11:28) Adelina: já fiz o teste de recuperação(11:28) Anitah : é parecido com algum daqueles que nos enviou?(11:29) Adelina: tem um soneto(11:29) Adelina: perguntas de interpretação(11:29) Adelina: algumas perguntas do grupo II são iguais a um teste(11:29) Adelina: e as composições também(11:29) Adelina: passa esta informação às tuas colegas(11:30) Adelina: quem faz teste?(11:30) Anitah : eu, a Mónica, Madalena e Diana Filipa(11:30) Adelina: vou-lhes enviar um SMS com esta informação(11:31) Adelina: recebeste o meu SMS ?(11:31) Anitah : se quizer eu envio(11:31) Anitah : Sim(11:31) Adelina: e que tal?(11:31) Adelina: é melhor assim? 181
    • (11:32) Anitah : para mim é igual(11:32) Adelina: porquê?(11:34) Anitah : é indiferente receber ou passar, mas gostei de receber(11:34) Adelina: vou fazer esta experiência e ver a vossa receptividade(11:35) Anitah :(11:37) Anitah : vou lhe enviar a foto da Mónica para o calendário(11:37) Adelina: Óptimo(11:37) Adelina: enviei-vos um email com o calendário(11:38) Adelina: pedi ao prof de TIC para vos ajudar a fazer um slideshow com música de fundo e as vossas vozes a declamar os poemas(11:38) Adelina: como se chama o vosso prof de TIC(11:38) Anitah : Paulo dias(11:46) Anitah : no teste tem perguntas iguais aos teste que nos enviou ou ao teste que fizemos?(11:53) Anitah está Offline(11:59) Adelina: são mas agora é sobre um poema diferente 182
    • Início da Sessão: quarta-feira, 6 de Maio de 2009 Adelina (geramovel@hotmail.com) (22:17) Anitah : Olá professora (22:17) Adelina: olá Anita (22:17) Anitah : Tudo bem? (22:17) Adelina: sim e contigo? (22:18) Anitah : sempre (22:18) Adelina: Óptimo (22:18) Adelina: tens recebido as minhas SMS? (22:19) Anitah : sim, mas elas não sei se é mesmo assim mas não vem completas, vem com frases a meio e palavras (22:19) Adelina: estás-te a referir à parte I do texto do escorpião? (22:21) Adelina: O escorpião negro procurou, procurou e não desistiu de procurar… Como era activo e astuto, já tinha encontrado cem diamantes, seiscentas esmeraldas, trezentas safiras e um número sem-conta de rubis. A meio do caminho, por causa da fadiga, assaltou-o um mau pensamento: "Tanto trabalho! E para receber o quê? Um simples diamantezito, um quarto de unha de rubi, uma magra esmeralda, uma safira de nada? Mas, se eu guardar as pedras melhores para mim, serei o animal mais rico e poderoso da Terra! E talvez Deus passe a olhar-nos, a nós, escorpiões, com tanto respeito como ao 183
    • (22:21) Adelina: chegou-te assim a parte I?(22:21) Anitah : Sim(22:21) Adelina: eu distraí-me com o nº de caracteres(22:22) Anitah : Ah(22:22) Adelina: não contei com os caracteres do meu nome e por isso cortou a parte final(22:22) Adelina: agora já dividi o texto conforme o nº de caracteres(22:22) Adelina: amanhã envio-vos a parte final(22:23) Anitah : porque era tooda a gente a dizer que nao tinha tudo(22:23) Anitah : Ok(22:23) Adelina: tereis de descobrir qual é a lição de moral(22:23) Adelina: e enviar-me um SMS com a resposta(22:23) Adelina: esclarece as tuas colegas a respeito disso(22:23) Adelina: só aconteceu com o 1º texto(22:24) Anitah : Ok(22:24) Adelina: e que achas da leitura no ecrã? 184
    • (22:24) Anitah : eu digo-lhes amanha(22:24) Adelina: Obrigada(22:24) Anitah : é boa(22:24) Adelina: Óptimo(22:24) Adelina: estais a gostar?(22:25) Anitah : Sim(22:25) Anitah : eu pelo menos estou(22:25) Adelina: Óptimo(22:25) Adelina: parece que só a Carla Pinto não recebe(22:25) Adelina: porque o telemóvel dela está estragado(22:25) Adelina: deixa-a ler pelo teu telemóvel sff(22:27) Anitah : Ok(22:27) Anitah : eu empresto-lhe(22:27) Anitah : para ela ler(22:27) Adelina: linda menina 185
    • (22:28) Anitah : (22:28) Adelina: ainda estou à espera do texto da Maria e da Ana Rita (22:28) Adelina: e da gravação dos poemas (22:28) Anitah : eu já enviei tudo (22:29) Adelina: Sim (22:30) Adelina: diz-lhes que escrevam no diário de bordo (22:30) Adelina: andam muito preguiçosas (22:31) Anitah : Pois (22:32) Adelina: é do calor (22:33) Anitah : deve ser Início da Sessão: quinta-feira, 7 de Maio de 2009 Adelina (geramovel@hotmail.com) (22:56) Anitah : olá stora (22:57) Adelina: olá Anita 186
    • (22:59) Anitah : Eu fiz uma noticia sem ser c/ aqueles titulos pode ser?? (22:59) Adelina está Offline (23:00) Adelina está agora Online (23:00) Adelina está Offline (23:02) Adelina está agora Online (23:02) Anitah : Eu fiz uma noticia sem ser c/ aqueles titulos pode ser?? (23:02) Adelina: sim anita, podes fazer com outro título, embora não fosse isso que pretendesse (23:02) Anitah está Offline Messenger Plus! - Registo de Conversação Início da Sessão: sexta-feira, 1 de Maio de 2009 Adelina (geramovel@hotmail.com) (22:41) Adelina: olá Catarina (22:41) Adelina: pediste os nºs às colegas? (22:41) C A T A R I N A: Sim 187
    • (22:42) C A T A R I N A: quer que lhe diga?(22:42) Adelina: Sim(22:42) C A T A R I N A: madalena-9177…(22:43) C A T A R I N A: carla marina-91090…(22:43) Adelina: escreve-os todos juntos num doc e envia-me(22:43) C A T A R I N A: Ok(22:55) C A T A R I N A: Iniciou a transferência de um ficheiro(22:55) Você recebeu C:Documents and SettingsUserOs meus documentosMeus arquivos recebidosContactos 1Sec.docx com êxito de C A T A R I N A.(22:55) Adelina: Obrigada(22:55) Adelina: ainda me falta o calendário do mes de novembro(22:55) Adelina: sabes quem ficou de fazer?(22:56) C A T A R I N A: foi a ana abreu eu disse-lhe(22:56) C A T A R I N A: ela disse que ia enviar(22:56) Adelina: vou-lhe enviar um email 188
    • (22:56) Adelina: Obrigada(22:59) C A T A R I N A: de nda(23:06) C A T A R I N A: a ana disse-me que acabou de enviar agora o calendario(23:07) Adelina: diz-lhe que grave o poema(23:07) Adelina: e me envie(23:08) Adelina: flata-me a gravação dos poemas de abril. julho, novembro(23:08) Adelina: Falta(23:08) Adelina: sabes quem eram responsáveis por estes meses?(23:08) Adelina: o vídeo do calendátio está a ficar bonito(23:09) C A T A R I N A: JULHO SOU EU(23:09) Adelina: mas sem estas gravações fica imcompleto(23:09) C A T A R I N A: outro e da ana(23:09) Adelina: então grava e envia-me(23:09) C A T A R I N A: abril nao sei(23:09) Adelina: grava tu também abril 189
    • (23:10) Adelina: para ter os meses todos e depois subtitui-se (23:10) C A T A R I N A: e envio pa ond (23:10) Adelina: para o email (23:10) Adelina: epbsec@gmail.com (23:17) Adelina está Offline Messenger Plus! - Registo de Conversação Início da Sessão: quarta-feira, 6 de Maio de 2009 Adelina (geramovel@hotmail.com) (22:57) Trenguinha =]: ola stora! (22:57) Adelina: Olá (22:58) Trenguinha =]: stora eu não consigo gravar o clip de som no mp4 (22:58) Adelina: deixa ver se eu consigo (23:03) Trenguinha =] alterou o nome para "Ana =]" (23:03) Adelina: já gravei 190
    • (23:03) Ana =]: como o fez?(23:03) Adelina: tens aí o mp4(23:03) Adelina: tens micro?(23:03) Ana =]: Espere(23:04) Ana =]: tenho aqui o mp4(23:04) Adelina: Voice(23:04) Ana =]: Sim(23:04) Adelina: M – menu(23:04) Ana =]: Sim(23:04) Adelina: M –menu(23:04) Adelina: Novamente(23:05) Ana =]: Sim(23:05) Ana =]: tem que dizer o que exactamente?(23:05) Adelina: com as setas da direita(23:05) Adelina: encontra recorder 191
    • (23:05) Adelina: Record (23:06) Ana =]: sim já está (23:06) Adelina: carrega na seta que está no centro (23:06) Adelina: e começa a falar (23:06) Ana =]: ok obrigada stora (23:06) Adelina: já está? (23:07) Ana =]: sim =] (23:07) Adelina: ouve-te (23:08) Adelina: já te estás a ouvir? (23:10) Ana =]: sim, vou ja gravar o poema (23:10) Adelina: Ok Início da Sessão: quinta-feira, 7 de Maio de 2009 Adelina (geramovel@hotmail.com) (23:02) Ana =]: stora leu o e.mail que a nossa coordenadora lhe enviou? 192
    • (23:02) Adelina: ainda não(23:02) Ana =]: Ana =] auto-mensagem: nao leste o aviso? saí! Lagares ate amanha de manha(23:03) Ana =]: amanha tera de nos acompanhar ate à avenida para uma pape de uma aluna do 3º sec(23:03) Ana =] alterou o estado para Ocupado(23:03) Ana =] alterou o nome para "Ana =]"(23:03) Adelina: a que horas?(23:03) Ana =]: 12h15(23:04) Adelina: Ok(23:04) Adelina: da-mos a 1ª hora(23:04) Adelina: Damos(23:04) Ana =]: Sim(23:04) Adelina: vamos a pé?(23:04) Ana =]: nao, de autocarro da escola(23:05) Adelina: ok, não há problema 193
    • (23:06) Ana =] alterou o estado para Ausente (23:08) Ana =] alterou o estado para Ocupado (23:08) Ana =] alterou o nome para "Ana =] {Dançar a velha coreografia}" Início da Sessão: quinta-feira, 7 de Maio de 2009 Adelina (geramovel@hotmail.com) (23:22) Ana =]: stora mas confirme na mesma a hora vendo no e.mail (23:22) Adelina: não recebi nenhum email (23:22) Ana =]: Ana =] auto-mensagem: Girlicious - queres um autografo? pede (23:22) Ana =]: a nossa coordenadora disse que mandou para si a avisar daquilo damanha (23:22) Ana =] alterou o estado para Online (23:22) Ana =] alterou o nome para "Ana =]" Início da Sessão: sexta-feira, 8 de Maio de 2009 Adelina (geramovel@hotmail.com) 194
    • (19:38) Adelina: olá Ana, (19:38) Adelina: envia-me o ficheiro áudio (19:38) Adelina: do poema que não recebi neste email Início da Sessão: sexta-feira, 8 de Maio de 2009 Adelina (geramovel@hotmail.com) (19:40) Ana =]: Okey stora espere (19:40) Adelina: Ok Messenger Plus! - Registo de Conversação Início da Sessão: sexta-feira, 1 de Maio de 2009 Adelina (geramovel@hotmail.com) (22:41) Adelina: olá Catarina (22:41) Adelina: pediste os nºs às colegas? (22:41) C A T A R I N A: Sim 195
    • (22:42) C A T A R I N A: quer que lhe diga?(22:42) Adelina: Sim(22:42) C A T A R I N A: madalena-917724476(22:43) C A T A R I N A: carla marina-910901906(22:43) Adelina: escreve-os todos juntos num doc e envia-me(22:43) C A T A R I N A: Ok(22:55) C A T A R I N A: Iniciou a transferência de um ficheiro(22:55) Você recebeu C:Documents and SettingsUserOs meus documentosMeus arquivos recebidosContactos 1Sec.docx com êxito de C A T A R I N A.(22:55) Adelina: Obrigada(22:55) Adelina: ainda me falta o calendário do mes de novembro(22:55) Adelina: sabes quem ficou de fazer?(22:56) C A T A R I N A: foi a ana abreu eu disse-lhe(22:56) C A T A R I N A: ela disse que ia enviar(22:56) Adelina: vou-lhe enviar um email 196
    • (22:56) Adelina: Obrigada(22:59) C A T A R I N A: de nda(23:06) C A T A R I N A: a ana disse-me que acabou de enviar agora o calendario(23:07) Adelina: diz-lhe que grave o poema(23:07) Adelina: e me envie(23:08) Adelina: flata-me a gravação dos poemas de abril. julho, novembro(23:08) Adelina: Falta(23:08) Adelina: sabes quem eram responsáveis por estes meses?(23:08) Adelina: o vídeo do calendátio está a ficar bonito(23:09) C A T A R I N A: JULHO SOU EU(23:09) Adelina: mas sem estas gravações fica imcompleto(23:09) C A T A R I N A: outro e da Ana(23:09) Adelina: então grava e envia-me(23:09) C A T A R I N A: abril nao sei(23:09) Adelina: grava tu também abril 197
    • (23:10) Adelina: para ter os meses todos e depois subtitui-se (23:10) C A T A R I N A: e envio pa ond (23:10) Adelina: para o email (23:10) Adelina: epbsec@gmail.com (23:17) Adelina está Offline Início da Sessão: terça-feira, 5 de Maio de 2009 Adelina (geramovel@hotmail.com) (21:40) Adelina: olá Catarina (21:40) Adelina: estive a falar com os alunos argentinos (21:40) Adelina: eles estão agora na aula com a professora Ana Messenger Plus! - Registo de Conversação Início da Sessão: quinta-feira, 4 de Junho de 2009 Adelina (geramovel@hotmail.com) 198
    • (23:29) Adelina: olá Ana(23:30) Anitah: Olá senhora professora(23:30) Adelina: a Diana contactou-te por causa do workshop?(23:30) Anitah: nao porque(23:30) Adelina: eu disse-lhe para te contactar(23:31) Adelina: pois já te tinha enviado uma SMS com o que podeis dizer amanhã(23:32) Anitah: sim(23:32) Anitah: e e para falar com ela?(23:33) Adelina: para vos organizardes(23:37) Anitah: amanha eu falo com elas todas(23:37) Adelina: ok(23:37) Adelina: falais sobre aquilo que fizestes(23:37) Anitah: ok(23:38) Adelina: percebeste o SMS que te enviei?(23:38) Anitah: sim 199
    • (23:39) Adelina: então é isso que tendes de dizer e depois eu completo se ficar alguma coisa por dizer(23:39) Anitah: ok(23:40) Anitah: aquilo vai ser como?(23:40) Adelina: durante as aulas de Português(23:40) Anitah: mas na sala(23:41) Adelina: na sala de informática maior(23:41) Adelina: eu enviei-vos o ppt do worshop(23:41) Anitah: a mim nao me convem estar muito a claridade por causa da vista(23:42) Adelina: podes usar óculos escuros na minha aula se for mais confortável(23:42) Adelina: sentas-te onde estiveres melhor(23:42) Anitah: mas nao me sinto bem de oculos dentro da sala(23:43) Adelina: mas para o teu caso podes usar(23:43) Anitah: eu vou ver como estou amanha(23:44) Adelina: ok Ana(23:44) Adelina: só quero que te sintas bem 200
    • (23:44) Anitah: (23:45) Anitah: acho que vou descançar (23:45) Adelina: Força (23:45) Adelina: também já me vou deitar (23:45) Anitah: Até amanha senhora professora (23:45) Anitah: Boa noite (23:46) Adelina: tive aulas à noite e estou cansada (23:46) Anitah: pois tem de descançar agora (23:46) Adelina: boa noite (23:47) Anitah: Beijinhos (23:47) Adelina: Bj Caso C Messenger Plus! - Registo de Conversação Início da Sessão: quinta-feira, 30 de Abril de 2009 Adelina (geramovel@hotmail.com) 201
    • (23:08) Babi...: Olá Srªa professora (23:08) Babi...: olhe ja lhe mandei a fotografia. (23:08) Babi...: vou jantar (23:08) Babi...: Beijo (23:08) Babi...: ate já (23:09) Adelina: olá Bárbara (23:10) Adelina: já tenho a tua foto Messenger Plus! - Registo de Conversação Início da Sessão: domingo, 10 de Maio de 2009 Adelina (geramovel@hotmail.com) (21:30) : ola professora (21:30) : amanha é a avaliaçao oral de leitura (21:30) Adelina: Olá Joaninha 202
    • (21:30) Adelina: sim Joana(21:30) : eu fiz a gravaçao em casa(21:30) Adelina: preparais um entre os que estão lidos por mim no podcast(21:30) Adelina: óptimo(21:30) Adelina: Envia-ma(21:31) : Ainda vou passar para o pc ja lh envio =)(21:31) Adelina: Ok(21:33) Adelina: Joana quando tiveres um tempinho preenche este questionário sff(21:33) Adelina: http://www.surveymonkey.com/s.aspx?sm=GlfU3XenT0PvJCTglZqskA_3d_3d(21:33) : Ok(21:36) : Iniciou a transferência de um ficheiro(21:35) Você recebeu C:Documents and SettingsUserOs meus documentosMeus arquivos recebidosJoana Rei com êxito de JU™ =) .(21:36) Adelina: vou ouvir 203
    • (21:36) : onde é que carrego para responder ao questionario?(21:36) Adelina: carrega no link que te enviei(21:37) : ja carreguei ms depois aparece tudo em ingles(21:37) Adelina: Então espera(21:38) Adelina: http://www.surveymonkey.com/s.aspx?sm=GlfU3XenT0PvJCTglZqskA_3d_3d(21:39) : aparece a mesma coisa(21:39) Adelina: que estranho(21:39) : Conseguiu ouvir a minha leitura? =)(21:39) Adelina: Ainda não ouvi(21:40) Adelina: http://geramovel.googlepages.com/estudopiloto(21:40) Adelina: carrega a partir desta página em Questionário SMS(21:40) : Ok(21:41) : aparece-m a mesma janela 204
    • (21:41) Adelina: Pergunta à Susana se lhe acontece o mesmo(21:43) : Ok(21:43) Adelina: não consigo abri o teu ficheiro(21:43) Fazendo uma Conversa com Vídeo para JU™ =) ... Desligar (Alt+Q)(21:44) Você não pode usar uma Conversa com Vídeo e uma Chamada de Computador ao mesmo tempo.(21:44) Adelina: põe o ficheiro numa pasta partilhada comigo(21:44) JU™ =) não responde.(21:45) : Iniciou a transferência de um ficheiro(21:45) : pode ser k de agr(21:45) Adelina: já estou a ouvir(21:46) Adelina: já lês muito bem(21:46) : obrigada =D(21:46) : treinei bastante 205
    • (21:46) Adelina: Treinaste quantas vezes?(21:46) Adelina: nota-se que já pronuncias bem(21:47) : ouvi a sua gravaçao 4 vezes depois li eu(21:47) Adelina: Óptimo(21:47) : eu gosto de ler em casa(21:47) : porque na escola fico nervosa(21:47) Adelina: os podcasts é para terdes mais autonomia(21:47) Adelina: e poderdes treinar ao vosso ritmo(21:47) : ajudam bastante(21:48) Adelina: espero que os colegas façam o mesmo(21:48) Adelina: uma tua colega acabou agora de preencher o questionário e não teve problema(21:48) Adelina: volta a tentar sff(21:52) : nao consigo ja tentei 206
    • (21:52) : eu vou precisar de ler na aula?(21:52) Adelina: faz um printscreen do que te aparece e envia-me(21:53) Adelina: podes gravar como imagem no paint(22:00) : Iniciou a transferência de um ficheiro(22:00) Você recebeu C:Documents and SettingsUserOs meus documentosMeus arquivos recebidosSem título(2).jpg com êxito de JU™ =) .(22:01) Adelina: isto só deveria aparecer depois de teres respondido(22:01) Adelina: tens de limpar os cookies(22:02) : este questionario ja nao mandou por mail para respondermos?(22:02) Adelina: Já(22:02) Adelina: Então tu já respondeste(22:02) Adelina: Obrigada(22:03) : eu pensava que era outro(22:03) : mas ja respondi 207
    • (22:03) : =)(22:03) Adelina: http://www.surveymonkey.com/s.aspx?sm=aiHDYeBAmFxqdjHHb91kYg_3d_3d(22:03) Adelina: preenche o diário de bordo(22:03) : Ok(22:03) : eu vou ter que precisar de ler amanha na aula?(22:04) Adelina: só se quiseres(22:04) Adelina: Como já me enviaste a tua leitura(22:04) Adelina: já te avalio(22:04) : ok =)(22:04) : é que eu na aula fico mais nervosa(22:04) Adelina: Ok(22:04) Adelina: não há problema nenhum(22:05) Adelina: por isso é que eu vos peço para gravarem em casa 208
    • (22:05) : é muito melhor gravar em casa(22:05) : Estamos mais descontraídos(22:06) Adelina: Claro(22:06) Adelina: o mais importante é que melhores a pronuncia(22:06) : Pois(22:06) Adelina: Quando não havia tecnologias o professor só podia ouvir o aluno na sala(22:06) Adelina: Agora não(22:07) : Agora é mais fácil(22:07) : e traz mais ajuda para o aluno(22:07) Adelina: é isso que eu quero que vocês melhorem(22:07) Adelina: e se o vosso telemóvel vos ajudar melhor(22:07) Adelina: tens recebido as minhas SMS?(22:08) : Tenho 209
    • (22:08) Adelina: e que achas?(22:09) : acho que são educativas, que pudemos aprender fora da escola(22:09) Adelina: e tens aprendido?(22:09) : Tenho(22:10) Adelina: e as fábulas?(22:10) : Ainda nao tive mt tempo para as ler aprofundadamente porque tive teste mas vou lê.las(22:10) : =)(22:11) : professora vou ter que sair(22:12) : bjinhos(22:12) : ate amanha(22:12) : =)(22:13) JU™ =) está Offline(22:13) Adelina: até amanhã 210
    • Messenger Plus! - Registo de Conversação Início da Sessão: sexta-feira, 1 de Maio de 2009 Adelina (geramovel@hotmail.com) (21:45) Babi...: ola professora (21:45) Babi...: olhe ainda aceita fotos da liberdade? (21:45) Adelina: olá Bárbara (21:46) Adelina: Claro (21:46) Adelina: manda (21:46) Adelina: http://etwinning.educapass.fr/ (21:46) Adelina: vê os livros aqui (21:46) Adelina: vê se gostas (21:46) Babi...: espere so 2minutos para passar do tlm para o pc (21:47) Adelina: Ok (21:56) Babi...: Iniciou a transferência de um ficheiro 211
    • (21:56) Você recebeu C:Documents and SettingsUserOs meus documentosMeus arquivos recebidos01-05-09_1416.jpg com êxito de Babi....(22:00) Adelina: obrigad Bárbara(22:00) Babi...: de nada(22:01) Adelina: está muito bonita(22:01) Babi...: olhe ja vi o livro da liberdade(22:01) Adelina: vou colocar no livro(22:01) Babi...: Tinha tres cravos em casa e lembrei me disso(22:01) Babi...: olha a mia frase sobre a liberdade nao esta no livro(22:01) Adelina: Qualé?(22:01) Babi...: eu esquecime de assinar por baixo, secalhar foi por isso(22:02) Adelina: a tua frase da liberdade está no livro dos jovens(22:02) Babi...: ah esta bom(22:02) Adelina: faz agora uma frase para acompanhar esta imagem para o livro do 25 de abril 212
    • (22:02) Babi...: vou ver entao(22:02) Babi...: Deixe me pensar so um bocado(22:08) Babi...: La liberté est de faire voler nos pensées(22:08) Babi...: não sei se está correcta(22:10) Adelina: qu est-ce que tu veux dire?(22:12) Babi...: a liberdade é deixar que o nosso pensamento voe(22:12) Adelina: la liberté cest laisser que notre pensée vole(22:13) Adelina: très bien(22:19) Adelina: vê se gostas(22:19) Adelina: já está no livro(22:21) Babi...: Ficou muito bem(22:22) Adelina: Super(22:22) Adelina: les textes sont très jolisInício da Sessão: sexta-feira, 1 de Maio de 2009 213
    •  Adelina (geramovel@hotmail.com) (22:39) Babi...: mostrei aos meus pais os nossos trabalhos e eles adoraram (22:40) Adelina: que bom (22:40) Adelina: Ainda estou a terminar o de braga (22:40) Adelina: vai ficar muito bonito (22:40) Adelina: Estou muito orgulhosa da vossa turma (22:40) Adelina: Estão a colaborar bem Messenger Plus! - Registo de Conversação Início da Sessão: sexta-feira, 1 de Maio de 2009 Adelina (geramovel@hotmail.com) (19:23) * patric: Ola stora , o site para treinar a leitura nao dá (19:23) Adelina: olá patrícia (19:23) Adelina: espera que vou ver 214
    • (19:24) Adelina: http://escafrancais.mypodcast.com/(19:24) Adelina: estou a ouvir(19:25) * patric: Ok , obrigada (:(19:25) * patric: O meu estava com erro(19:25) Adelina: ótimo(19:26) Adelina: se precisares da minha ajuda, não tenhas vergonha(19:26) * patric: Ok : D(19:26) Adelina: http://etwinning.educapass.fr/(19:26) Adelina: já publiquei dois livros ainda me falta concluir o livros sobre Braga(19:27) Adelina: O teu grupo acaba o vídeo sobre braga(19:27) Adelina: preciso que uma de vós grave em voz os textos sobre braga(19:28) Adelina: dá uma vista de olhos nos livros e diz-me o que te parece(19:30) * patric: Ok , já estou a ver !(19:30) Adelina: que te parece? 215
    • Messenger Plus! - Registo de Conversação Início da Sessão: domingo, 10 de Maio de 2009 Adelina (geramovel@hotmail.com) (21:29) Susana: olá! amanha temos avaliação de leitura? (21:29) Adelina: olá Susana (21:29) Adelina: temos (21:29) Adelina: Estás a treinar? (21:29) Susana: e podemos ler o texto que quisermos (21:30) Adelina: preparais um entre os que estão lidos por mim no podcast (21:30) Susana: Ok (21:32) Adelina: http://www.surveymonkey.com/s.aspx?sm=GlfU3XenT0PvJCTglZqskA_3d_3d (21:33) Adelina: Susana quando tiveres um tempinho preenche este questuinário sff (21:33) Susana: Ok 216
    • Messenger Plus! - Registo de Conversação Início da Sessão: segunda-feira, 8 de Junho de 2009 Adelina (geramovel@hotmail.com) (21:12) Paulinha - JM (: Stora, posso enviar-lhe o trabalho para ver se tem alguns erros? tem algumas palavras que não consegui traduzir (21:13) Adelina: claro que sim (21:13) Paulinha - JM (: Iniciou a transferência de um ficheiro (21:14) Você recebeu C:Documents and SettingsUserOs meus documentosMeus arquivos recebidospower point de frances.ppt com êxito de Paulinha - JM (:. (21:16) Adelina: je corrige (21:17) Paulinha - JM (: está Offline (21:17) A mensagem a seguir não pôde ser entregue a todos os destinatários: je corrige Início da Sessão: segunda-feira, 8 de Junho de 2009 Adelina (geramovel@hotmail.com) 217
    • (21:30) Adelina: Iniciou a transferência de um ficheiro (21:29) Adelina: Corrige (21:30) A transferência de "power point de frances.ppt" está concluída. (21:31) Paulinha - JM (: Obrigada (21:32) Adelina: pas de quoi (21:32) Adelina: le travail est très bien (21:32) Adelina: jespère que la présentation le soit aussi (21:34) Paulinha - JM (: é para apresentar na segunda? (21:35) Adelina: Sim (21:35) Paulinha - JM (: Ok Início da Sessão: segunda-feira, 8 de Junho de 2009 Adelina (geramovel@hotmail.com) (21:49) Adelina: Paula acrescentai no ultimo diapositivo as fontes consultadas (21:50) Paulinha - JM (: ah, sim. esqueci-me disso 218
    • (21:50) Paulinha - JM (: alterou o nome para "Paulinha - JM (:" (21:50) Paulinha - JM (: alterou o estado para Online (21:52) Adelina: sources (21:52) Adelina: põe este título (21:52) Adelina: sources=fontes (21:52) Paulinha - JM (: esta bem Messenger Plus! - Registo de Conversação Início da Sessão: sábado, 6 de Junho de 2009 Adelina (geramovel@hotmail.com) (22:09) Susana: OLÁ (22:09) Susana: não consigo encontrar nenhum site com informação de jeito para o trabalho (22:09) Adelina: olá Susana (22:10) Adelina: qual é o vosso tema? (22:10) Susana: formation et emploi 219
    • (22:13) Adelina: http://fontanablog.blogspot.com/2009/04/pour-lemploi-des-jeunes-sarkozy-mise.html (22:15) Susana: o que eu queria mesmo era um site que falasse de esatisticas (22:15) Susana: Estatísticas (22:16) Adelina: nesse site já podes tirar algumas ideia sobre o desemprego dos jovens em França e as medidas do governo (22:17) Susana: Ok (22:18) Adelina: http://www.letudiant.fr/jobsstages.html (22:19) Adelina: aqui encontras alguns empregos em voga (22:19) Susana: em voga? (22:20) Adelina: com possibilidade de oferecer emprego (22:20) Adelina: em voga= na moda (22:23) Susana: obrigada, depois eu amanha envio o trabalho... (22:23) Adelina: Ok (22:23) Susana está Offline Início da Sessão: domingo, 7 de Junho de 2009 Adelina (geramovel@hotmail.com) 220
    • (12:50) Susana: ja tenho o trabalho (12:50) Adelina: envia-mo (12:50) Adelina: para eu corrigir (12:55) Adelina está Offline Início da Sessão: domingo, 7 de Junho de 2009 Adelina (geramovel@hotmail.com) (20:11) Susana: recebeu o meu email (20:11) Adelina: já reenviei o ppt corrigido (20:11) Adelina está Offline Início da Sessão: domingo, 7 de Junho de 2009 Adelina (geramovel@hotmail.com) (20:16) Susana: stora???? (20:16) Adelina: já viste o ppt corrigido? 221
    • (20:16) Susana: ppt?(20:16) Adelina: Powerpoint(20:17) Susana: sim a entrevista que lhe mandei(20:17) Susana: ???(20:17) Susana: eu tenho que a fazer(20:17) Adelina: vou abrir(20:18) Susana: mas eu preciso que me faça agora se não se importante, porque a pessoa vai-se embora...(20:19) Adelina: estou a corrigi-la(20:20) Susana: como é que vai ser a apresentação amanha?(20:21) Adelina: cada grupo apresenta duarante 5/8 minutos(20:21) Susana: mas lemos so o power point(20:22) Adelina: eu gostaria que vocês fossem capazes de falar sem estar a ler(20:22) Adelina: explicassem por palavras vossas(20:22) Susana: pois mas é um bocado difícil(20:22) Susana: ainda por cima em francês 222
    • (20:23) Adelina: fazeis o melhor que puderdes(20:26) Susana: a stora não nos pode enviar só um bocado da leitura lida por si, pa termos um ideia melhor(20:28) Adelina: o que queres que leia?(20:28) Susana: os textos mais compridos(20:29) Susana: o que achou das perguntas?(20:30) Adelina: estão bem(20:30) Adelina: quem vai respondê-las?(20:31) Susana: eu vou ter de ir jantar(20:31) Susana: envie-me as perguntas lidas por si.(20:31) Susana: está bem?(20:32) Adelina: Ok(20:32) Susana: e um bocadinho do power point para me orientar(20:32) Susana: ok?(20:32) Adelina: Sim(20:32) Adelina: estou a dar apoio a uma senhora professora 223
    • (20:32) Adelina: e já gravo (20:33) Susana: obrigada... (20:33) Susana: muito obrigada......... (20:33) Susana está Offline Início da Sessão: domingo, 7 de Junho de 2009 Adelina (geramovel@hotmail.com) (21:16) Adelina: http://escafrancais.mypodcast.com/ (21:16) Adelina: ouve aqui as perguntas e os textos da vossa apresentação (21:24) Susana: não consigo transferir (21:25) Adelina: Iniciou a transferência de um ficheiro (21:25) Adelina: Iniciou a transferência de um ficheiro (21:25) A transferência de "questions.mp3" está concluída. (21:26) Susana: a pessoa que vai responder vai responder em francês... eu não se ela vai falar correcto (21:27) A transferência de "formation.mp3" está concluída. 224
    • (21:27) Adelina: não faz mal (21:27) Adelina: o importante é o trabalho que realizastes (21:27) Adelina: o vosso trabalho é o mais importante (21:27) Susana: Ok (21:28) Susana: não vai é ter video é mesmo só áudio (21:28) Susana: até amanhã!!!!!!!!!!!!!!!! (21:28) Adelina: à demain (21:28) Susana: obrigado por tudo.... (21:29) Adelina: avec plaisir (21:29) Susana está Offline Início da Sessão: domingo, 21 de Junho de 2009 Adelina (geramovel@hotmail.com) (19:39) Susana: Olá (19:40) Susana: precisa que envie o trabalho? 225
    • (19:40) Adelina: olá Susana (19:40) Adelina: tens gravação áudio? (19:40) Susana: tenho a entrevista (19:40) Adelina: essa não tenho envia-me (19:40) Adelina: o trabalho já o tenho de quando o corrigi (19:41) Susana: Ok (19:48) Susana: já está (19:48) Susana: Boas Férias! (19:48) Adelina: Merci (19:48) Adelina: bonnes vacances Messenger Plus! - Registo de Conversação Início da Sessão: segunda-feira, 15 de Junho de 2009 Adelina (geramovel@hotmail.com) (22:10) Adelina: olá Bárbara 226
    • (22:10) Babi...: Olá professora(22:10) Adelina: a Cecília enviou-te um SMS por causa(22:10) Adelina: do vosso trabalho(22:10) Babi...: olhe eu ontem mandei para o seu e-mail os trabalhos nao recebeu?(22:11) Babi...: sim sim eu s+o vi passado algum tempo(22:11) Babi...: *só(22:11) Adelina: qual email?(22:12) Babi...: com os trabalhos(22:12) Babi...: mas eu mando de novo(22:12) Babi...: quer que mande por aqui ou para o hotmail?(22:12) Adelina: envia para este email(22:12) Adelina: Sim(22:12) Adelina alterou o estado para Ocupado(22:12) Adelina alterou o estado para Online 227
    • (22:13) Babi...: Iniciou a transferência de um ficheiro(22:13) Babi...: isto é a minha leitura(22:13) Babi...: da um bocado de ruído sra professora(22:14) Adelina: ok não faz mal(22:14) Adelina: preciso da leitura do Vasco(22:14) Babi...: eu vou lhe mandar uma SMS(22:14) Adelina: tens como contactá-lo?(22:14) Babi...: tenho o numero dele(22:14) Adelina: diz-lhe que grave um texto de leitura e mo envie(22:14) Babi...: esta bem(22:15) Você recebeu C:Documents and SettingsUserOs meus documentosMeus arquivos recebidosV004.WAV com êxito de Babi....(22:15) Babi... alterou o estado para Ocupado(22:16) Babi... alterou o estado para Online 228
    • (22:17) Adelina: já lês melhor(22:17) Adelina: preparaste com os podcasts?(22:17) Babi...: Sim(22:17) Babi...: mas não treinei muito(22:17) Babi...: eu já tenho isso há muito tempo(22:18) Babi...: mas nunca levava o cabo para lhe oassar(22:18) Babi...: *passar(22:18) Adelina: mas ouviste os podcasts antes de fazer esta leitura?(22:20) Babi...: sim ouvi(22:20) Adelina: ok(22:20) Adelina: consideras os podcasts de grande utilidade?(22:20) Babi...: sim considero(22:20) Babi...: ajudam muito(22:21) Adelina: óptimo 229
    • (22:21) Adelina: envia-me o trabalho de grupo(22:21) Babi...: estou so a ver se ponho uma musica lembrei me agora disso(22:22) Babi... alterou o estado para Ocupado(22:22) Babi... alterou o estado para Online(22:22) Adelina: grava em áudio a apresentação do trabalha e envia-me(22:23) Babi... alterou o estado para Ocupado(22:23) Babi... alterou o estado para Online(22:25) Babi...: este é um trabalho que fiz por opçao(22:25) Adelina: Ok(22:27) Babi...: Iniciou a transferência de um ficheiro(22:28) Você recebeu C:Documents and SettingsUserOs meus documentosMeus arquivos recebidosL’enfants.ppt com êxito de Babi....(22:29) Adelina: fizeste com a Cecília?(22:31) Babi...: este fiz sozinha 230
    • (22:31) Babi...: agora vou enviar o que fiz com a cecilia(22:31) Adelina: estou a corrigir uns erros e já to envio(22:31) Babi... alterou o estado para Ocupado(22:31) Adelina: está bonito(22:31) Adelina: vou pô-lo no site eTwinning dos colegas italianos e franceses(22:32) Babi... alterou o estado para Online(22:32) Adelina: grava tu a leres os diapositivos(22:34) Babi...: Iniciou a transferência de um ficheiro(22:35) Você recebeu C:Documents and SettingsUserOs meus documentosMeus arquivos recebidosFrançais.ppt com êxito de Babi....(22:35) Adelina: Iniciou a transferência de um ficheiro(22:36) A transferência de "L’enfants.ppt" está concluída.(22:37) Babi... alterou o estado para Ocupado(22:38) Adelina: Iniciou a transferência de um ficheiro(22:38) Adelina: já está corrigido 231
    • (22:38) Babi... alterou o estado para Online(22:39) Babi...: tinha muitos erros sra professora?(22:39) Adelina: não(22:39) A transferência de "Français.ppt" está concluída.(22:39) Babi...: houve coisas que escrevi sozinha outras vi pelo livro e outras na net(22:40) Adelina: está bonito(22:40) Adelina: grava a leitura dos diapositivos e põe no powerpoint(22:40) Babi...: esta bom(22:40) Adelina: assim fica imagem texto e áudio(22:41) Babi...: mas quer que faça isso hoje?(22:41) Adelina: faz até quarta-feira(22:43) Babi...: esta bom(22:43) Babi...: que nota é que vou ter mais ao menos?(22:43) Adelina: o que propões? 232
    • (22:46) Babi...: é assim a nota do teste desceu mas com esta agitaçao toda dos exames e de subir a algumas disciplinas de exame provocou esta agitaçao toda e penso que foi isso o motivo que me levou a descida no teste, mas como durante o ano todo participei sempre realizando as actividades que a professora propos e penso que os trabalhos estao bons na minha opiniao a minha nota seria um 15 ou um 16 (22:47) Adelina: Ok andará por aí (22:51) Babi...: esta bom sra professora (22:51) Adelina: não te esqueças de enviar os trabalhos com o aúdio (22:52) Babi...: esta bom (22:52) Babi...: amannha sem falta envip (22:52) Babi...: *envio (22:52) Adelina: daccord Messenger Plus! - Registo de Conversação Início da Sessão: quinta-feira, 18 de Junho de 2009 Adelina (geramovel@hotmail.com) (23:13) JorginhO ^^: professora tem o Trabalho do meu grupo 233
    • (23:14) Adelina: ainda não(23:15) Adelina: ninguém mo enviou(23:16) JorginhO ^^: so a joana é que o tem(23:16) JorginhO ^^: e eu tenho que ler o meu diapositivo(23:16) Adelina: diz-lhe que mo envie(23:16) JorginhO ^^: para o enviar(23:16) JorginhO ^^: ela naO tem net(23:16) Adelina: fala com a Joana e a Catarina(23:17) JorginhO ^^: ja falei pa joana(23:17) JorginhO ^^: ela vai ver se consegue(23:17) JorginhO ^^: a catarina naO o tem(23:17) Adelina: então não vos atraseis(23:18) JorginhO ^^: poisInício da Sessão: domingo, 21 de Junho de 2009 234
    •  Adelina (geramovel@hotmail.com) (22:07) Adelina: Ça va? (22:07) Adelina: quem tem o vosso trabalho? (22:10) A mensagem a seguir não pôde ser entregue a todos os destinatários: ça va? (22:10) A mensagem a seguir não pôde ser entregue a todos os destinatários: quem tem o vosso trabalho? Início da Sessão: domingo, 21 de Junho de 2009 Adelina (geramovel@hotmail.com) (23:23) JorginhO ^^: a joana ja enviou o trabalho (23:23) Adelina: não (23:23) JorginhO ^^: entao eu enviu (23:23) Adelina: pode ser para este email (23:23) JorginhO ^^: mas n consegui.mos meter o video 235
    • (23:24) JorginhO ^^: por isso vai em separadO (23:24) Adelina: envia-mo (23:24) Adelina: sim Início da Sessão: domingo, 21 de Junho de 2009 Adelina (geramovel@hotmail.com) (23:51) JorginhO ^^: ja fes as medias (23:51) Adelina: ainda não (23:52) Adelina: estou à espera de todos os trabalhos (23:52) Adelina: preciso do vosso (23:52) JorginhO ^^: pois Início da Sessão: segunda-feira, 22 de Junho de 2009 Adelina (geramovel@hotmail.com) (20:59) JorginhO ^^: ja viu o tarbalho 236
    • (20:59) Adelina: estou a abrir(21:00) JorginhO ^^: ahhAnexos IXSMS recebidos 237