CONFLITO                     Stephen p. Robbins                         Capítulo 17Profª. M.Sc. Jocely Burda
CONFLITOConflito vem do latim conflictus =confligo, confligere.O conflito é um estado de tensão que gerauma mobilização pa...
CONFLITO ...  A palavra conflito está localizada ao desacordo, discordância, divergência, dissonância, controvérsia ou ant...
CONFLITOTipos de Conflito:   Conflito de comportamento, que acontece quando um comportamento de uma pessoa ou de um grupo,...
CONFLITONíveis de gravidade: conflito percebido: quando as partes percebem e compreendem. conflito experimentado: velado, ...
O Conflito pode ser....  Funcional – que apóia os objetivosde melhorar o desempenho do grupo.  Disfuncionais - atrapalha o...
PARA ADMINISTRAR CONFLITOS...   Estilo de evitação: é a atitude de fuga ou evitação, deixandoas coisas como estão.  Estilo...
MOTIVAÇÃOJocely Aparecida Burda, M.Sc.
Motivação – conceitos• “É uma força, uma energia, que nosimpulsiona na direção de alguma coisa”(Vergara)• “A Motivação é c...
Motivação – conceitos “É uma força interna, responsávelpelo nível, direção e persistência do esforço dispensado no trabalh...
ELEMENTOS CHAVES:   • Intensidade   • Direção   • PersistênciaTIPOS:  • Motivação intrínseca  • Motivação extrínseca - est...
Fatores que influenciam o comportamento do individuo          FATORES EXTRÍNSECOS               FATORES INTRÍNSECOS       ...
CICLO MOTIVACIONAL COMPLETO                     Equilíbrio                                   Estímulo   Satisfação        ...
CICLO MOTIVACIONAL INCOMPLETO                                  EquilíbrioCompensação                                      ...
dois grupos que influenciam o desempenho    Pessoa                                 Situação / AmbienteMOTIVOS INTERNOS    ...
TEORIAS MOTIVACIONAISHierarquia das Necessidades - MASLOW 5. Auto-realização  4. Estima/Ego  3. Social  2. Segurança  1. F...
TEORIA DA HIERARQUIA DAS NECESSIDADES HUMANASFRUSTRAÇÃO                                          SATISFAÇÃO DAS NECESSIDAD...
TEORIA DOS DOIS FATORES - Herzberg               Fatores Higiênicos                 (extrínsecos)             Fatores Moti...
TEORIA DOS DOIS FATORES - Herzberg                                         FATORES DE MOTIVAÇÃO NO CONTEXTO FATORES DE HIG...
TEORIAS CONTEMPORÂNEASGRUPOS DE NECESSIDADES ESPECIAIS           Clayton Alderfer      E (existência)      R (relacionamen...
TEORIAS DAS NECESSIDADES ADQUIRIDAS   ALVOS de McCLELLAND           • Realização           • Poder           • Associação ...
TEORIA DA EQÜIDADE (Stacy Adams)• Empregados tendem a julgar a justiça  comparando os inputs e contribuições  relevantes n...
TEORIA DA EXPECTAÇÃO OU EXPECTATIVA               (Victor Vroom)                       Vroom)Motivação é produto de três f...
LIDERANÇA       M. Sc. Jocely Burda
LIDERANÇA – CONCEITO• “É a capacidade de influenciar um grupo em direção         ao alcance de objetivos”. (Robbins, 2010)...
LIDER – CONCEITOS• “Indivíduo que comanda e/ou orienta, emqualquer tipo de ação.• “É aquele que consegue fazer com que osm...
Síntese das teorias de Liderança      TEORIAS                                       CARACTERISTICAS e CONTRIBUIÇÕES       ...
•Abordagem Neocarismática: enfatizam o simbolismo, o apelo emocional e o                       extraordinário compromisso ...
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

Conflitos liderança e motivação

6,791

Published on

Psicologia das Organizações

0 Comments
4 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

No Downloads
Views
Total Views
6,791
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
0
Actions
Shares
0
Downloads
334
Comments
0
Likes
4
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Conflitos liderança e motivação

  1. 1. CONFLITO Stephen p. Robbins Capítulo 17Profª. M.Sc. Jocely Burda
  2. 2. CONFLITOConflito vem do latim conflictus =confligo, confligere.O conflito é um estado de tensão que gerauma mobilização para operar mudanças e obter melhores resultados. Prof. M. Sc. Jocely Burda
  3. 3. CONFLITO ... A palavra conflito está localizada ao desacordo, discordância, divergência, dissonância, controvérsia ou antagonismo. Significa a existência de idéias, sentimentos, atitudes ou interesses antagônicos e colidentes que podem chocar. O conflito é inerente à vida de cada indivíduo e faz parte da natureza humana. Robbins (2005) define conflito como o “processo que tem início quando uma das partes percebe que a outra afeta – ou pode afetar – negativamente alguma coisa que a primeira considera importante”. Prof. M. Sc. Jocely Burda
  4. 4. CONFLITOTipos de Conflito: Conflito de comportamento, que acontece quando um comportamento de uma pessoa ou de um grupo, destoa do grupo maior. Conflito de objetivos, que segue a mesma linha do “de comportamento”. Conflito afetivo, atuando nas emoções. Conflito de idéias ou cognitivo, atando de forma intelectual e racional. Prof. M. Sc. Jocely Burda
  5. 5. CONFLITONíveis de gravidade: conflito percebido: quando as partes percebem e compreendem. conflito experimentado: velado, encoberto, disfarçado e não manifestado com clareza. conflito manifestado: quando é expresso e manifestado. Prof. M. Sc. Jocely Burda
  6. 6. O Conflito pode ser.... Funcional – que apóia os objetivosde melhorar o desempenho do grupo. Disfuncionais - atrapalha odesempenho do grupo. Prof. M. Sc. Jocely Burda
  7. 7. PARA ADMINISTRAR CONFLITOS... Estilo de evitação: é a atitude de fuga ou evitação, deixandoas coisas como estão. Estilo de acomodação: reflete alto grau de cooperação parasuavizar as coisas e manter a harmonia. Consiste em resolver ospontos menores de discordância. Estilo competitivo: é o comando autoritário que reflete forteassertividade para impor o seu próprio interesse. Estilo de compromisso: quando os componentes têm igualpoder e ambos os lados querem reduzir as diferenças. Estilo de colaboração: ambas as partes ganham e secomprometem com a solução encontrada. Prof. M. Sc. Jocely Burda
  8. 8. MOTIVAÇÃOJocely Aparecida Burda, M.Sc.
  9. 9. Motivação – conceitos• “É uma força, uma energia, que nosimpulsiona na direção de alguma coisa”(Vergara)• “A Motivação é constante, infinita, flutuantee complexa (..) O homem (..) logo quesatisfaz a um desejo, (..) surge outro,sucessivamente” (Moscovici, 2011). M. Sc. Jocely Burda
  10. 10. Motivação – conceitos “É uma força interna, responsávelpelo nível, direção e persistência do esforço dispensado no trabalho. É uma força que estimula a agir, gerada por fatores distintos e pessoais”. (Robbins, 2010) M. Sc. Jocely Burda
  11. 11. ELEMENTOS CHAVES: • Intensidade • Direção • PersistênciaTIPOS: • Motivação intrínseca • Motivação extrínseca - estímulo M. Sc. Jocely Burda
  12. 12. Fatores que influenciam o comportamento do individuo FATORES EXTRÍNSECOS FATORES INTRÍNSECOS Condicionamento Motivação - Simples - Satisfação das necessidades - Operante - Enriquecimento do cargo Punição - Enriquecimento sociotécnico Evitação - Expectativas Fuga - Justiça, equidade EQUIPE INDIVÍDUO LIDERANÇA INTERAÇÃOFonte: Fiorelli, 2003, pg 111 M. Sc. Jocely Burda
  13. 13. CICLO MOTIVACIONAL COMPLETO Equilíbrio Estímulo Satisfação Necessidade Tensão Comportamento ou ação M. Sc. Jocely Burda
  14. 14. CICLO MOTIVACIONAL INCOMPLETO EquilíbrioCompensação Estímulo Barreira NecessidadeFrustração Tensão Comportamento ou ação M. Sc. Jocely Burda
  15. 15. dois grupos que influenciam o desempenho Pessoa Situação / AmbienteMOTIVOS INTERNOS MOTIVOS EXTERNOS Desempenho Figura 2 - Motivos internos e externos que afetam o desempenho FONTE: MAXIMIANO, 2000, pág. 348 M. Sc. Jocely Burda
  16. 16. TEORIAS MOTIVACIONAISHierarquia das Necessidades - MASLOW 5. Auto-realização 4. Estima/Ego 3. Social 2. Segurança 1. Fisiológicas/Básicas M. Sc. Jocely Burda
  17. 17. TEORIA DA HIERARQUIA DAS NECESSIDADES HUMANASFRUSTRAÇÃO SATISFAÇÃO DAS NECESSIDADES Realização do trabalho Não realização do trabalho Auto Realização do máximo Insucesso no trabalho realização potencial individual Não reconhecimento Falta de status Reconhecimento Falta de poder Estima Poder Falta de prestigio Prestigio Salário baixo que provoquefalta de status Baixo relacionamento com Bom relacionamento Sociais com colegas de trabalhocolegas de trabalho Inexistência de benefícios quepropiciem segurança Benefícios que propiciem Segurança segurança Ambiente de trabalho malestruturado Estabilidade na empresa Instabilidade na empresa Salário inadequado Salário adequado Fisiológicas Ambiente de trabalho Ambiente de trabalhoinadequado adequado Fonte: Pontes, 2010 pg. 99 M. Sc. Jocely Burda
  18. 18. TEORIA DOS DOIS FATORES - Herzberg Fatores Higiênicos (extrínsecos) Fatores Motivacionais (intrínsecos) CONTEÚDO DO TRABALHO (reconhecimento, status, responsabilidade) AMBIENTE DE TRABALHO (salário, benefícios, segurança) M. Sc. Jocely Burda
  19. 19. TEORIA DOS DOIS FATORES - Herzberg FATORES DE MOTIVAÇÃO NO CONTEXTO FATORES DE HIGIENE NO CONTEXTO QUE QUE AFETAM A SATISFAÇÃO NO AFETAM A INSATISFAÇÃO NO TRABALHO: TRABALHO: • Realização • Políticas organizacionais • Reconhecimento • Qualidade de supervisão • O trabalho em si • Condições de trabalho • Encargo • Base salarial • Progresso • Relacionamento com pares e com subordinados • CrescimentoALTA ALTAInsatisfação no trabalho Satisfação no trabalhoFonte: Shermerhorn, 2001, pg 8. M. Sc. Jocely Burda
  20. 20. TEORIAS CONTEMPORÂNEASGRUPOS DE NECESSIDADES ESPECIAIS Clayton Alderfer E (existência) R (relacionamento) C (crescimento) M. Sc. Jocely Burda
  21. 21. TEORIAS DAS NECESSIDADES ADQUIRIDAS ALVOS de McCLELLAND • Realização • Poder • Associação Responsabilidade pessoal Grandes realizações preferem trabalhos Feedback que ofereçam Riscos moderados M. Sc. Jocely Burda
  22. 22. TEORIA DA EQÜIDADE (Stacy Adams)• Empregados tendem a julgar a justiça comparando os inputs e contribuições relevantes no trabalho com as recompensas que recebem, e também comparando essa relação para outras pessoas.• Comparação parece justa – Eqüidade; desiguais M. Sc. Jocely Burda
  23. 23. TEORIA DA EXPECTAÇÃO OU EXPECTATIVA (Victor Vroom) Vroom)Motivação é produto de três fatores:• do quanto a pessoa deseja uma recompensa (valência),• sua estimativa da probabilidade que o esforço resultará num desempenho bem sucedido (expectância)• e a estimativa de que aquele desempenho resultará no recebimento da recompensa (instrumentalidade) Esforço – desempenho Desempenho – recompensa Recompensa – redefinição de metas pessoais M. Sc. Jocely Burda
  24. 24. LIDERANÇA M. Sc. Jocely Burda
  25. 25. LIDERANÇA – CONCEITO• “É a capacidade de influenciar um grupo em direção ao alcance de objetivos”. (Robbins, 2010)• “É a capacidade que algumas pessoas possuem de conseguir que outras, de modo espontâneo,ultrapassem o estabelecido formalmente”. (Fiorelli, 2003)• É um relacionamento de influencia de pensamentos, crenças e comportamentos. É um relacionamento de visão, valores e responsabilidades compartilhadas. (Peter Druker, 2006) M. Sc. Jocely Burda
  26. 26. LIDER – CONCEITOS• “Indivíduo que comanda e/ou orienta, emqualquer tipo de ação.• “É aquele que consegue fazer com que osmembros de um grupo assumam suas posições,espontaneamente “. (Marins, 2008) “Liderança é uma arte. E, na arte de liderar, o Instrumento do artista é o seu próprio ser. Dominar a arte de liderar é dominar a si próprio. Emúltima instância, o desenvolvimento da liderança é um processo de autodesenvolvimento!” (Kouzes & Posner) M. Sc. Jocely Burda
  27. 27. Síntese das teorias de Liderança TEORIAS CARACTERISTICAS e CONTRIBUIÇÕES Os lideres eram conhecidos através dos seus traços, sendo características de líder. O líder1- Teoria dos Traços nasce, não se faz. As características, são: físicos, intelectuais, de personalidade, de trabalho e sociais. • Autocrática, democrática e liberal.2- Teoria dos Estilos • Comportamentos específicos diferenciam os lideres dos que não o são. Os lideres possuem comportamentos diferenciados entre os liderados. Diversos estudos sobre esta teoria, são eles: e ● estudos de Ohio State University (estrutura de iniciação e consideração) Teorias ● estudos de Michigan University (comportamento centrado no funcionários ou na produção) Comportamentais ● grade de Liderança, de Robert Blake e Jane Mounton (mede preocupação c/ pessoas e produção) ● teoria de intercambio Membro-Lider de Graen (intragrupo ou extragrupo do lider) 3- Teorias de A TC revela que as características podem ser desenvolvidas. Qualquer pessoa pode ser um bom Contingencia líder desde que preparado . Explica a liderança efetiva no contexto da situação em que ocorre. ● O modelo de Fiedler propõem que o desempenho eficaz do grupo depende: do estilo de atuar situacional do líder com seus subordinados e que é difícil de modificar o estilo, sendo o estilo voltado para Modelo de Fiedler as relações e o estilo voltado para as tarefas. Teoria situacional de ● Se utiliza das mesmas dimensões (orientação para as pessoas e orientação para a tarefa). Hersey e Blanchard Ambas podem apresentar um nível alto ou baixo, podendo combinar-se nos 4 estilos (determina, compartilha, persuade e delega) e na maturidade dos subordinados. Teoria do caminho – ● Desenvolvida por Robert House, fala que o líder eficaz é motivador, estabelece e comunica os Objetivo/meta objetivos, oferta recompensas para seus subordinados e orienta a forma que permita alcançar- las, ministrando ajuda constante. Tem os estilos diretivo, apoiador, voltado para realizações e participação.Teoria do Intercâmbio Líder- ● Os lideres estabelecem uma relação especial com um pequeno grupo (interno e externo) de Membro subordinados Modelo de participação e ● Teoria que oferece uma seqüência de regras que devem ser seguidas na determinação da liderança forma e da quantidade de participação no processo decisório, em diferentes situações.
  28. 28. •Abordagem Neocarismática: enfatizam o simbolismo, o apelo emocional e o extraordinário compromisso por parte dos liderados. • Abordagens Transformacional: oferece consideração individualizada e estimulo intelectual a seus liderados. • Abordagem Transacionais: conduz e motiva seus seguidores na direção das 4- Teoria da metas estabelecidas por meio do esclarecimento dos papéis e das exigências dasAtribuição e a nova tarefas. liderança • Teoria da liderança Carismática: os seguidores atribuem habilidades heróicas ou de liderança extraordinária quando observam certos comportamentos. As características chaves do líder carismático, são: visão, presença marcante, dinamismo e características não verbais. • Liderança Visionária: capacidade de criar e articular uma visão de futuro realista, atrativa e acreditável para a organização ou unidade organizacional. Tem como ponto de partida a situação presente e visa à sua melhoria. • Inteligência Emocional e Liderança, aborda os elementos chaves: 5- Questões autoconsciência, autogerenciamento, automotivação, empatia e habilidades sociais. contemporâneas • Liderança Moral: baseada na ética do gestor. sobre liderança • Liderança autêntica: lideres que sabem quem são, no que acreditam e que valorizam e agem conforme seus valores e crenças, de forma aberta e honesta. Baseada na ética e confiança. Fonte: Adaptação ROBBINS, 2010 e SCHERMERHORN (1999) M. Sc. Jocely Burda
  1. Gostou de algum slide específico?

    Recortar slides é uma maneira fácil de colecionar informações para acessar mais tarde.

×