Ambientes Virtuais e Mídias de Comunicação A UTILIZAÇÃO DA WEB 2.0 COMO ESTRATÉGIA DE ENSINO, MOTIVAÇÃO E APRENDIZAGEM
A Web 2.0 realmente veio para consolidar ainda mais a utilização dos objetos de aprendizagens, aprimorando através dos rec...
A Web 2.0 é um instrumento que realmente tem o poder de levar o conhecimento e a motivação para o aprendizado, utilizando ...
Claro que tudo isso não depende apenas do aluno, e sim do preparo tecnológico e profissional que as instituições de ensino...
CONSIDERAÇÕES FINAIS Como nos dizia Paulo Freire, ensinar e aprender estão tão intrinsecamente ligados que em um determina...
(...) Ensinar inexiste sem aprender e vice-versa e foi aprendendo socialmente que, historicamente, mulheres e homens desco...
REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS COUTINHO, C. P.; BOTTENTUIT  JUNIOR,  J. B. Blog  e Wiki: Os Futuros Professores e  as Ferramen...
ALINE APARECIDA ANTONIOLLI CURSO: PLANEJAMENTO, IMPLEMENTAÇÃO E GESTÃO DA EAD LANTE - UFF/UAB
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

Web 2.0 como estratégia de ensino, motivação e aprendizagem

548

Published on

Published in: Education, Technology
0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total Views
548
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
0
Actions
Shares
0
Downloads
13
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Web 2.0 como estratégia de ensino, motivação e aprendizagem

  1. 1. Ambientes Virtuais e Mídias de Comunicação A UTILIZAÇÃO DA WEB 2.0 COMO ESTRATÉGIA DE ENSINO, MOTIVAÇÃO E APRENDIZAGEM
  2. 2. A Web 2.0 realmente veio para consolidar ainda mais a utilização dos objetos de aprendizagens, aprimorando através dos recursos tecnológicos já existentes, a função do professor transformando-o em elemento facilitador, junto ao ambiente de aprendizagem colaborativa.
  3. 3. A Web 2.0 é um instrumento que realmente tem o poder de levar o conhecimento e a motivação para o aprendizado, utilizando objetos de aprendizagens que envolvem os alunos na busca das informações pertinentes ao que está sendo estudado, formando cidadãos capazes de atuarem no mundo moderno e cheio de inovações.
  4. 4. Claro que tudo isso não depende apenas do aluno, e sim do preparo tecnológico e profissional que as instituições de ensino devem ter para oferecer este novo método de ensino, pois neste meio é fundamental que o professor esteja preparado, utilizando estratégias para a interaja o grupo e construa uma aprendizagem significativa, mas para todo este preparo intelectual há de haver o preparo tecnológico, para que tudo possa ser administrado sem problemas técnicos, fazendo que a Web 2.0 não seja apenas um projeto e sim uma realidade.
  5. 5. CONSIDERAÇÕES FINAIS Como nos dizia Paulo Freire, ensinar e aprender estão tão intrinsecamente ligados que em um determinado momento a gente não percebe onde um começa e onde outro acaba; ainda mais nos tempos atuais, que temos a nossa disposição uma tecnologia para tornar esse processo muito mais dinâmico. Nas últimas décadas as TICs, juntamente com a aprendizagem colaborativa aumentaram positivamente para a construção do conhecimento, desfigurando a imagem que a EaD possuía, que concebia que a aprendizagem era feita de forma solitária. Constatamos que com a utilização de ferramentas como os fóruns de discussão, os chats, juntamente com os ambientes virtuais da aprendizagem (AVA) tornaram essa aprendizagem mais colaborativa.
  6. 6. (...) Ensinar inexiste sem aprender e vice-versa e foi aprendendo socialmente que, historicamente, mulheres e homens descobriram que era possível ensinar. Foi assim, socialmente aprendendo, que ao longo dos tempos mulheres e homens perceberam que era possível – depois, preciso – trabalhar maneiras, caminhos, métodos de ensinar (...) Paulo Freire
  7. 7. REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS COUTINHO, C. P.; BOTTENTUIT JUNIOR, J. B. Blog e Wiki: Os Futuros Professores e as Ferramentas da Web 2.0.IX Simpósio Internacional de Informática Educativa (SIIE), 2007. COSTA, R. M. E. da; MARINS, V. Ferramentas da Web e as Comunidades de Prática – Aula 4. Curso PIAGEAD: Universidade Federal Fluminense FREIRE, P. Pedagogia da autonomia . 33.ed. São Paulo: Paz e Terra, 2006. GOUVEIA, L. M. B. Ambientes virtuais colaborativos: a procura de formas alternativas de interação. In: Revista politécnica. Edições da cooperativa de ensino politécnico, Porto: Dez.,
  8. 8. ALINE APARECIDA ANTONIOLLI CURSO: PLANEJAMENTO, IMPLEMENTAÇÃO E GESTÃO DA EAD LANTE - UFF/UAB
  1. A particular slide catching your eye?

    Clipping is a handy way to collect important slides you want to go back to later.

×