Your SlideShare is downloading. ×
As brumas de avalon
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

Thanks for flagging this SlideShare!

Oops! An error has occurred.

×

Introducing the official SlideShare app

Stunning, full-screen experience for iPhone and Android

Text the download link to your phone

Standard text messaging rates apply

As brumas de avalon

1,244
views

Published on

Trabalho sobre o Filme As Brumas de Avalon como fonte histórica.

Trabalho sobre o Filme As Brumas de Avalon como fonte histórica.

Published in: Education

0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total Views
1,244
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
2
Actions
Shares
0
Downloads
21
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

Report content
Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
No notes for slide

Transcript

  • 1. As Brumas de Avalon
  • 2. Avalon:A terra dos deuses
  • 3. Avalon também recebe onome de Ilha Afortunada, pois suas colheitas sãofartas e abundantes. Diz a lenda que, era governada por Morgana e suas nove irmãs, sacerdotisas guardiãs do caldeirão do renascimento, símbolo da
  • 4. A ilha sagrada de Avalon não existe nas dimensões de tempo e espaço conhecidospor nós. Ao longo dos séculos,as pessoas tentam localizá-la, em locais como: a Irlanda, o País de Gales, a Cornualha, a Bretanha e a Ilha de Man. Enfim, Avalon é conhecida
  • 5. Avalon está associada a Caer Siddi (Fortaleza das Fadas), o Outro Mundo ou Annwn, osídhe (colinas) d’Aqueles Que Vivem Para Sempre... A Ilha feérica, onde apenas o povo das fadas e os nobres cavalheiros de alma pura
  • 6. A cidade de Glastonbury, em Somerset, na Inglaterra, é particularmente associada a Avalon, através dos seus mitos e lendas locais, relacionando a colina do Tor como sendo a entrada do Annwn (Outro Mundo), a terra dos mortos na tradição galesa, o lar de Gwynn ap Nudd, o rei das fadas e guardião do submundo.
  • 7. Na mitologia céltica existem vários contos sobre as trêspropriedades inesgotáveis do caldeirão: inspiração,regeneração e fertilidade. O Grande Dagda possuía um caldeirão proveniente dacidade de Múrias. Ao provardele, ninguém passava fome, (Ellis, 1992). Matholwch
  • 8. O caldeirão, mais tarde, deu origem ao mito do Graal, inicialmente nas obras de Chrétien de Troyes. Com a suacristianização em fins do séculoXII, o conteúdo do cálice passou a ser o sangue de Cristo. Simbolizando o conhecimento eo alimento da alma. A propósito da temporalidade do Outro Mundo, representada pela
  • 9. A lenda e o mito
  • 10. Rei Arthur
  • 11. Os primeiros registros sobre Arthur, conforme o historiador ChristopherGidlow no livro "O Reinado de Arthur - da História à Lenda", diz que ele viveu entre os séculos V e VI e liderou os bretões contra o avanço saxão no cerco da Colina de Badon (supõe-se
  • 12. Alguns textoshistóricos datadosapós o ano de 400 d.C. e que o
  • 13. • "De Excidio Britanniae" (A Destruição da Bretanha), de Gildas, no ano 500 d.C.• "Historia Brittonum" (Histórias dos Bretões), de Nennius, no ano de 829 d.C.• "Annales de Cambriae" (Anais de Gales), texto compilado a partir de várias fontes, por volta do ano de 977 d.C.• Chegando finalmente a "Historia Regum Britanniae" de Godofredo de Monmouth, que escreveu sua historia em 1135 d.C. e elaborou as façanhas do
  • 14. Na década de 60, arqueólogos escavaram arredores da cidade de Glastonbury, na planície de Somerset, sudoeste da Inglaterra e 150 quilômetros de sua capital, Londres. Acredita-se que Arthur teria ali se refugiado. Foram encontrados vestígios de uma fortificação de madeira, construída no Século V, quando Arthur teria reinado. Glastonbury foi dominada pelos celtas. Depois, conquistada por romanos, no início da Era Cristã. Foram Arthur e os 12 cavaleiros da Távola Redonda que, no final do século V, expulsaram os saxões da região. O sobrenatural de “Ynis Witrin”, como
  • 15. Hoje, o cenário de “Ynis Witrin” mudou. Mas em todas as épocas, a sua história esteve envolta nas brumas da magia.É considerada um Santuário e um dos lugares mais misteriosos do Planeta.Antigas citações indicam que era de fato uma ilha. Arqueólogos confirmam que os campos ao redor da cidade foram pântanos drenados. “Ynis Vitrin” significa “A Ilha de
  • 16. Entre sítios históricos e formações geológicas nos arredores da cidade, existe em meio a planície da região, uma única colina (Tor) em forma de cone, com quase 300 metros de altura.No cume, ruínas da torre da igreja de Santin Michel se erguem como totem fincado na terra, num apelo aos céus. Foram escavadas nas encostas, curvas de nível e desenhos.
  • 17. Foram versos de monge e trovadores medievais que registraram à frente das batalhas do povo bretão, aexistência do líder guerreiro Arthur. O bispo e Historiador Geoffrey de Monmouth, no
  • 18. Conta que Uther de Pendragon apaixonou- se pela mulher do Duque de Gorlois, Igraine. Muito doente, procurou o mago Merlin, sábio personagem que teve origem na magia dos druidas, bruxos dos celtas. Queria viver uma noite com Igraine.Merlin o fez, por poucas horas, à imagem e semelhança de Gorlois.
  • 19. Merlin propôs que quem conseguisse possuir Excalibur, espada com poderes mágicos cravada numa rocha, seria o novo rei. Arthur conseguiu possuí-la. Depois de revelada sua filiação, mergulhou em batalhas pelaunificação do país, com ajuda dos 12cavaleiros da Távola Redonda (assim chamada porque eram iguais).
  • 20. Ela apaixonou-se por Lancelot, o melhor e mais fiel cavaleiro deArthur, com quem foge quando o reiestava em Roma e Mordred, filho de sua meia-irmã Morgana, planejava usurpar o trono. Arthur, cuja história está ligada à busca do Santo Graal, retorna e mata Mordred, mas é mortalmente
  • 21. Relatos indicam que em 1190, na Abadia de Glastonbury, a maior de todas da Idade Média, foi encontrado um túmulo com inscrição de que ali estava Arthur. Meio milênio mais tarde, o rei Henrique VIII, revoltado contra a Igreja Católica que não aceitava seus divórcios, destruiu a Abadia e os lendários restos mortais. Uma tradição milenar relata também que está em Glastonbury o Poço do Cálice Sagrado, onde José de Arimatéia, amigo e protetor de Cristo, no ano 37 d.C., teria escondido o Santo Graal, o cálice
  • 22. Astrólogos são seduzidos pela existência de um Zodíaco desenhado na paisagem do lugar, que se estende por um círculo de 16 km nas terras de Somerset.Kathatarine Maltwood, escultora inglesa, em 1200, divulgou a descoberta de um grupo de enormes figuras espalhadas no solo da planície.
  • 23. Descobrir seu significado requer paciência e imaginação, já que tudo se baseia em associações de nomes locais e lendas, mais do que em fatos históricos. Arthur é Sagitário; Merlin, Capricórnio; Lancelot, Leão; Guinevere, Virgem. Glastonbury localiza-se em Aquário, que é representado por uma Fênix - a Nova Idade
  • 24. As Brumas deAvalon O Filme
  • 25. Ficção que mostra um intenso conflito existencial por parte dos personagens, “As Brumas de Avalon” é um filme que narra o avanço do cristianismo (que estava começando a ganhar terreno) e o início da extinção do paganismo. Nesse cenário, há um temor, por parte dos que
  • 26. Morgana, protagonista e narradora da história, vive umforte drama que, muitas vezes, se confunde com sua própriavontade: ora percebe-se em umuniverso fantástico de magia do qual a sua essência faz parte,ora sua mente é composta peloscostumes cristãos que começam a imperar. Nesse contexto,
  • 27. Arthur e Morgana foram levados de sua mãe ainda crianças: ele seria treinado, por Merlin, para ser um grande guerreiro e ela, (treinada por Viviane) para ser a substituta da Grande- Sacerdotisa de Avalon. Os dois cresceram e se encontraram no ritual de Beltame. Ali, tiveram uma relação sexual sem saber que eram irmãos (pois os dois
  • 28. Mordred, filho de Morgana e de seu meio irmão Arthur, poderia resgatar a paz do sul da Grã- Bretanha e unir as tradiçõesreligiosas. Esse era o propósito de Viviane, quando decidiu queMorgana deveria dar à luz um filho de Arthur, que teria a mesma linhagem da Grande Deusa, pela forte união do sangue de doisgrandes guardiões. Mas Mordred,
  • 29. Quando Morgana levou Arthur, ferido, até Avalon, para que ele sobrevivesse, percebeu que aquele templo já havia desaparecido; entretanto, sempre esteve presente em seu coração, mesmo naquele momento em que ele se fechava para ela: “Embora Avalon tivesse me rejeitado, senti seu poder quando o rei e eu chegamos às margens
  • 30. Com a morte de Arthur e o avanço do Cristianismo, a antiga religião da Deusa foi substituída e, como consequência, os fieis cristãos adaptaram a figura da Deusa pagã à figura da Virgem Maria, mãe de Jesus Cristo. Segundo Morgana,“Avalon desapareceu do mundo dos homens e apenas Glastonbury(templo cristão) marca o local onde ele esteve. Os saxões se espalharam pela Bretanha e a tornaram sua e a Deusa foi esquecida. Ou assim pensei por
  • 31. Um dos aspectos mais chamativos em “A Brumas de Avalon” é o Culto da Grande Deusa. Segundo pesquisadores, esse culto teve seu início nos primórdios da humanidade, quando os primeiros homens cultuavam a Deusa Gaia, que era representada pela natureza.Durante o período Neolítico, a mulher tinha um papel de prestígio - ela era a “representação” da Deusa Gaia, pois possuía o poder de gerar vida.
  • 32. Um dos aspectos mais chamativos em “A Brumas de Avalon” é o Culto da Grande Deusa. Segundo pesquisadores, esse culto teve seu início nos primórdios da humanidade, quando os primeiros homens cultuavam a Deusa Gaia, que era representada pela natureza.Durante o período Neolítico, a mulher tinha um papel de prestígio - ela era a “representação” da Deusa Gaia, pois possuía o poder de gerar vida.
  • 33. O enredo do filme em análiseapresenta, também, vasta simbologia. Exemplifiquemos com:
  • 34. 1. As brumas: que representam um período de incerteza bem perceptível na metáforaalegorizada do título, onde há a sugestão de um período de transição do paganismo para o
  • 35. 2. A Festa de Beltame: ritual pagão em comemoração ao fim do inverno. Ocorria no 1º dia de verão, mas agraciava, também, a chegada da primavera. Era conhecido como “Ritual de Fertilidade”.
  • 36. 3. A lua: símbolo do feminino. Sua fase minguante representa o poder da mulher.