Your SlideShare is downloading. ×

Emailmarketing

249

Published on

0 Comments
1 Like
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

No Downloads
Views
Total Views
249
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
0
Actions
Shares
0
Downloads
9
Comments
0
Likes
1
Embeds 0
No embeds

Report content
Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
No notes for slide

Transcript

  • 1. Pós Graduação em Comunicação Empresarial CIBERCULTURAmídias digitais e sociaisProfessores:Ligiane MalfattiMarcos Silva
  • 2. PLANO DE AULAS Contectividade da população e novas Ę ÖÔ ÕŊ ÖNŁØŇ Ô ŁØNŃŁM Ø ØŐ ÖŐ ŃØ Ö ŃNŃØÔ Œ ŁŊ NŃ ÕNŊ Ø formas de atuação no ambiente informação digital2 Ligiane Malfatti Mídias digitais tradicionais (sites, banners, e-mail marketing) Contextualização e cenário atual Participação do profissional de Impactos da interatividade nas mídias tradicionais comunicação neste novo contexto
  • 3. AVALIAÇÃOParticipação na discussão gerada no Facebook(Participação presente em aula- 0,3/ aula)(sem estar presente na aula - 0,2/aula)Identificar um case de sucesso digital respondendoa pergunta: de que forma a marca/empresa trabalhouno universo da web? Quais ferramentas utilizou e de que forma?(4,0)Escolher 1 conceito trabalhado nas aulas e explica-lo:poderá escolher a forma mais convenientetexto, apresentação multimídia, animação, vídeoou som.(4,0)
  • 4. questãoAlgum email marketing motivou a compra? Qual eporquê?O que o motiva abrir um email marketing?
  • 5. web 1.0 No primeiro nível de sua evolução (a “Web 1.0”), oswebsites ofereciam “pacotes fechados” de informação.No caso dos jornais, não havia muita diferença entre a versão impressa e a que podia ser lida numa tela.
  • 6. web 1.0Semelhante a uma biblioteca. Permite assistir e ler, mas não ter um vínculo com a fonte da informação, exceto por meio da troca de e-mails.
  • 7. web 2.0 O nascimento do que é conhecido como Web 2.0 marcou talvez a diferença mais drástica que podemos observar neste campo. Isso aconteceu a partir do que é conhecido como “socialização da rede”, quando os usuários começaram a participar ativamente da gestão de conteúdo, compartilhando materiais de seu interesseem plataformas como o YouTube (www.youtube.com) ou o Flickr (www.flickr.com).
  • 8. web 2.0 e a interação entre os usuários das chamadas “redessociais” – sites como Orkut (www.orkut.com), Facebook (www.facebook.com) ou Twitter (www.twitter.com) Serviço Comprador Valor (U$) Flickr Yahoo 30 a 35 milhões Delicious Yahoo 30 a 35 milhões Blogger Google 20 milhões You Tube Google 1,65 bilhões
  • 9. web 2.0 As pessoas fazem contatos entre si, originando a Web social. Ela permite enviar e baixar arquivos por conta própria. Facilita a comunicação entre as pessoas e promove a formação de grupos de indivíduos com interesses comuns. Se a Web 2.0 fosse uma biblioteca,qualquer pessoa poderia colocar um texto seu na estantee escolher textos alheios. Mas os autores também podem comunicar entre si e discutir as suas obras vídeo consumidor 2.0
  • 10. Se a Web 1.0 foi baseada na tecnologia, a Web 2.0centrou-se na iniciativa, atitude, interesse e participação
  • 11. web 3.0 Um degrau evolutivo acima, a Web 3.0 representa acapacidade dos aplicativos de se interconectarem entre si
  • 12. web 3.0 Envolve a conexão de informações disponíveis em plataformas já existentes. Voltando ao exemplo da biblioteca, além dos elementos descritos acima, elainclui a “presença” de um conselheiro (não uma pessoa, mas um software) que interpreta quais as são obras ou autores favoritos do usuário para recomendar-lhe um novo título ou sugerir-lhe outro autor, já que ainterligação das aplicações torna possível a existência de ferramentas altamente “intuitivas”.
  • 13. web semânticaAlguns argumentam que isso leva ao que se conhececomo “inteligência artificial”, embora outros ainda não vejam potencial nisso, empiricamente falando. Esta interligação permite construir a chamada “Web Semântica”, ou seja, uma plataforma capaz de “compreender” as necessidades do usuário.Freebase, Powerset, Twine, AdaptiveBlue, Hakia, Talis, TrueKnowledge, TripIt, ClearForest, Spock
  • 14. web semânticaonde poderiam funcionar elementos da Web capazes de tomar decisões tal como faria uma pessoa.
  • 15. Alguns argumentam que o cérebro está evoluindo graças às buscas sistemáticas na Web. Diferentes estudos científicos afirmam que as buscas na rede estimulamcentros do cérebro que controlam a tomada de decisões e o raciocínio complexo
  • 16. geração Y vídeo Jornal da Globo http://www.youtube.com/watch?v=iHso0nBtkbE http://www.youtube.com/watch?v=ctx6OlURwuQ http://www.youtube.com/watch?v=TJr5pS9CMyIhttp://www.youtube.com/watch?v=Xnm0sUkO_7ghttp://www.youtube.com/watch?v=cpeVOgmT5EE
  • 17. geração digital • Com a tecnologia no bolso • Mobilidade e interatividade • “Anytime, anyplace, no matter”• A qualquer tempo, em qualquer lugar, sem problema • MEU ESCRITÓRIO É NA PRAIA
  • 18. email marketing
  • 19. história - email O primeiro email foi enviado por Ray Tomlinson, em 1971. Na época, ele trabalhava em uma empresa chamada BBN, que prestava serviço ao Departamento de Defesa dos Estados Unidos, implantando uma rede de comunicação chamada ARPANet -hoje considerada a precursora da internet.
  • 20. história - email Para chegar ao e-mail, Tomlinson misturou propriedades de dois aplicativos já usados na BBN para o compartilhamento de arquivos. O primeiro teste para se comunicar com outras pessoas através do e-mail não envolveu exatamente outra pessoa. Para testar a invenção, Tomlinson mandou uma mensagem para ele mesmo, com algo sem sentido escrito, como "teste 1-2-3-4" ou uma mistura de letras aleatória. Depois enviou uma mensagem aos colegas de escritório falando da nova descober-ta e explicando o sistema que havia criado para identificar os destinatários das mensagens. Ele, por exemplo, era tomlinson@bbn-tenexa - ".com", ".org", ".com.br" etc., só seriam criados anos depois. A lógica era simples: o nome ou sobrenome da pessoa e o nome do computador usado por ela, separados pelo caracter @, que, em inglês, é o símbolo de at ("em").
  • 21. história - email marketing Em 1978, Gary Thuerk enviou para cerca de 600 pessoas da ARPANET uma mensagem tentando vender o Decsystem-20, um computador novíssimo da época. Foi o primeiro SPAM de todos.
  • 22. história - email marketing No início da década de 90 foi criado o primeiro email gratuito foi o Hotmail, feito por um indiano chamado Sabeer Bhatia. A intenção era a de criar um email baseado na Web. Dessa forma, qualquer um poderia acessar o seu correio eletrônico de qualquer computador.
  • 23. história - email marketing Ano Brasil, os primeiros emails gratuitos só foram surgir no final dos anos 90. É o caso do ZipMail, que logo no começo já foi um verdadeiro sucesso. Logo após, com os slogans "Todo brasileiro merece ter um e-mail grátis." e "O e-mail grátis do Brasil." surgia o Brasil OnLine, chamado comumente de BOL. Além de tanto afirmar ser gratuito (o que era estampado na maioria dos serviços da época), dizia-se ser a marca registrada do país e prometia velocidade e facilidade em seu uso.
  • 24. definição - email marketing É o envio de mensagens para pessoas, com o objetivo de satisfazer desejos e necessidades. A utilização de email como uma ferramenta de marketing direto
  • 25. email marketing - números 2012 2,2 bilhões Número de usuários de e-mail em todo o mundo. 144 bilhões Tráfego de e-mail diário em todo o mundo. 425 milhões Número de usuários ativos do Gmail no mundo, o maior provedor de e-mails do mundo. 68,8% Porcentagem de todo o tráfego de e-mail considerado spam. http://www.gazetadopovo.com.br/tecnologia/conteudo.phtml?id=1336699&tit=Todos-os-numeros-da-internet-em-2012
  • 26. email marketing - números
  • 27. email marketing- aplicação Comercial O e-mail marketing comercial tem como objetivo divulgar produtos e ofertas. Suprir necessidades através de produtos ofertados de acordo com o perfil comportamental de seus clientes, por meio da segmentação. Este tipo de e-mail marketing deve sempre oferecer um atrativo que instigue o destinatário, seja com uma imagem destacada ou fontes com cores atrativas.
  • 28. email marketing- aplicação Serviço Um e-mail marketing de serviço geralmente é enviado automaticamente e tem como objetivo agilizar os processos das empresas e o atendimento ao cliente. Este tipo de e-mail facilita o trabalho da empresa, transmite seriedade e mais segurança para os destinatários. São e-mails enviados para o usuário quando ele faz o cadastro em um site, finaliza uma compra pela internet, etc.
  • 29. email marketing- aplicação Informativo Esse é o tipo de e-mail utilizado para divulgar conteúdos para a base de contatos. É o que chamamos de newsletter. É muito útil para uma comunicação periódica, como envio de notícias, dicas, tendências, opiniões, etc. Transmite informações pertinentes ao público que está recebendo. Neste caso, é importante que a mensagem seja bem estruturada e objetiva
  • 30. email marketing- aplicação Release Para manter um laço estreito com os profissionais da imprensa e até mesmo facilitar a organização dos conteúdos e notícias divulgados. Há empresas que mantêm um mailing com contatos de jornalistas e editores de jornais, revistas e portais online e enviam um email marketing sempre que há conteúdo relevante a ser divulgado. Muito mais organizado do que uma série de emails com documentos em anexo.
  • 31. email marketing- aplicação o e-mail continua soberano para a troca de informações entre membros de grupos como o Yahoo Groups, para o recebimento das mais diversas newsletters e, principalmente, para a comunicação corporativa.
  • 32. email marketing- aplicação Para as corporações e uma infinidade de empresas dos mais variados portes, o uso do e-mail como ferramenta de Marketing se mostra fundamental, com uma das melhores relações custo/benefício. - Boas Vindas do funcioário - Newsletter interna - Comunicados, etc
  • 33. email marketing- estratégias 1) E-mail Personalizado
  • 34. email marketing- estratégias 1) E-mail Personalizado
  • 35. email marketing- estratégias 2)Teste ABCDE
  • 36. email marketing- estratégias 3)Resgate de clientes
  • 37. email marketing- estratégias 4- Pesquisa
  • 38. email marketing- estratégias 5- Divulgar conteúdo nas Redes Socias
  • 39. email marketing- estratégias 5- Divulgar conteúdo nas Redes Socias
  • 40. email marketing- estratégias 5- Divulgar conteúdo nas Redes Socias
  • 41. email marketing- tendências •Uma tendência recente nos hábitos de leitura dos usuários é a de que muitos estão lendo seus e-mails pelo telefone celular.
  • 42. email marketing- tendências •34% de aberturas de e-mails são através de dispositivos móveis •Return Path* * Pesquisa 2012
  • 43. email marketing- tendências •Recentemente a empresa de pesquisa MarketingSherpa em parceria com a SurveySampling, descobriu que 64% dos decisores-chave das grandes empresas liam seus e-mails pelo Blackberry e outros aparelhos móveis.
  • 44. email marketing- dicas Segunda-feira é claramente o vencedor com as maiores taxas de aberturas e cliques.
  • 45. email marketing- dicas E-mails com a linha do assunto (subject) com menos de 35 caracteres são mais abertos do que e-mails com texto do assunto maiores.
  • 46. email marketing- dicas Mensagens enviadas para listas pequenas e médias possuem uma taxa bem maior de aberturas e cliques, do que mensagens enviadas para listas contendo 1000 ou mais assinantes ou destinatários. Mailings ou listas pequenas tendem a ser mais focadas e relevantes em conteúdo ou possuem assinantes mais recentes.
  • 47. email marketing- dicas •Algumas coisas que os leitores desejam quando abrem uma mensagem de e-mail incluem: uma gramática correta, um bom design e brevidade.
  • 48. email marketing- plataformas de envioAll In Mail - www.allinmail.com.br/
  • 49. email marketing- plataformas de envioAll In Mail - www.allinmail.com.br/
  • 50. email marketing- plataformas de envio•www.virtualtarget.com.br
  • 51. email marketing- plataformas de enviohttp://www.dinamize.com/site/produtos/mail2easy
  • 52. email marketing- plataformas de envioAkna - www.akna.com.br/
  • 53. email marketing- normas para a práticahttp://www.capem.org.br/Código de autorregulamentação para prática de e-mail marketing 1 – Para quem posso enviar e-mail marketing? O Código estabelece que as bases devem ser opt-in ou soft opt-in. Ou seja, os destinatários devem ter solicitado o recebimento das mensagens enviadas (opt in). Ou, o remetente deve ter uma relação comercial ou social prévia e comprovável com o destinatário (soft opt-in) Se a sua empresa vem realizando ações de e-mail marketing para uma base de destinatários que não se enquadra nas situações acima é preciso adequar-se. Uma sugestão é realizar uma campanha para que seus destinatários confirmem a intenção de continuar recebendo seus e-mails. Ou seja, transformá-los em opt in.
  • 54. email marketing- normas para a práticahttp://www.capem.org.br/Código de autorregulamentação para prática de e-mail marketingPolítica de opt-out e prazo para descadastroOpt-out é o mesmo que descadastro. E o Remetente deverá disponibilizar ao Destinatário a sua políticade Opt-out e informar o prazo de remoção do seu endereço eletrônico da base de destinatários, que nãopoderá ser superior a 2 (dois) dias úteis, quando solicitado diretamente pelo link de descadastramentodo E-mail Marketing e 5 (cinco) dias úteis quando solicitado por outros meios, prazos estes contados apartir da data da solicitação comprovada.•4 – Como é feito o opt-out/descadastro?Uma das grandes inovações do código é estabelecer que as mensagens de e-mail marketing tragam,obrigatoriamente, um link para opt-out automático e uma segunda alternativa que não seja um linkclicável. Muitas pessoas têm receio de clicar em links de e-mail, por questões de segurança. Logo, aalternativa não clicável pode ser um telefone, fax, endereço informado de e-mail ou site (sem linkclicável, apenas o texto informativo), sms, carta ou qualquer outro meio amplamente disseminado.•5 – E-mails de cobrança, suporte e afins não precisam conter recurso de opt-out na mensagem?Quando houver contrato entre o Remetente e o Destinatário, as mensagens enviadas exclusivamentecom finalidade de assegurar a execução contratual e pós-contratual referentes àquele contrato(ex.:boleto bancário, avisos e extratos) estão dispensadas de conter o recurso de opt-out.
  • 55. email marketing- normas para a práticahttp://www.capem.org.br/6 – O endereço de e-mail do meu remetente é do meu provedor.O Código é claro: “o Remetente somente poderá enviar mensagens de E-mail Marketing porendereço eletrônico vinculado ao seu Nome de Domínio Próprio, por exemplo,remetente@exemplo.com.br. É vedada a utilização de Domínio de terceiro não pertencente aomesmo grupo econômico do Remetente ou a Parceiros.”•Ou seja, se você ainda não possui um domínio próprio, seja de pessoa física (ex.domínio.nom.br) ou jurídica, é preciso providenciar. É importante destacar que você pode ter umdomínio e utilizá-lo no e-mail de remetente sem, obrigatoriamente, possuir um site.7 – Envio de anexosO envio de anexos, muitas vezes utilizado por instituições financeiras, pode ser realizado desdeque exista uma autorização prévia e comprovável do destinatário. Certificação e assinaturadigitais são permitidas e não ficam sujeitas a regra dos anexos.8 – Política de privacidade e de uso de dadosÉ imprescindível divulgar no site da sua empresa a “Política de Privacidade e de uso de Dados”adotada com seus clientes e usuários. Isso é importante para que os destinatários da mensagemsaibam como e em que situações a empresa utilizará suas informações pessoais oucorporativas.
  • 56. email marketing- normas para a práticahttp://www.capem.org.br/9 – Posso comprar base de e-mails?Não. O envio só pode ser feito para bases opt-in ou soft opt-in. Porém, é permitido que umaempresa realize uma ação para algum parceiro comercial enviando e-mail para sua própria basede destinatário, desde que observadas as seguintes condições:9.1. A base deve ter opt-in expresso e comprovável que autorize o envio de e-mails de conteúdode terceiros;9.2. O e-mail de remetente deverá ser aquele por meio do qual a pessoa física ou jurídica quedetêm o relacionamento com a Base de Destinatários pode ser contatada pelo Destinatário;9.3. Além dos recursos de opt-out padrão, a mensagem deverá conter mais duas opções dedescadastro: uma para descadastro de mensagens daquele parceiro comercial do remetente. Eoutra para mensagens de todo e qualquer parceiro comercial do remetente;9.4. O endereço de remetente deve ser válido e utilizar nome de domínio próprio do responsávelpela base de destinatários.
  • 57. email marketing- Cases Segmentação por Cidade/Estado - Cliente que tem os veículos Zafira e Meriva receberam a comunicação com apelo para a evolução do Spin comparando com estes veículos; - Cliente que tem um Sedan e SUV e Casados receberam com apelo ao espaço, família, conforto, porta malas e 32 porta objetos; - Prospects, ou seja pessoas que estavam na base da Chevrolet, porém não possuíam um veículo da marca, a receberam mesma comunicação do cliente Sedan e SUV.
  • 58. Segmentação por Cliente, Prospecte Cidade/Estado- Clientes SulAmérica receberam e-mail com a comunicação para fazeruma “Doação Gratúita”.Onde o cliente doa, mas quem pagaa doação é a SulAmérica. A forma dedoar ela simplesmente secadastrar.;- O cliente que se cadastrou/doou,acompanhava o processo via site daentrega dos produtos;- A idéia do projeto por trás dadoação era enriquecer a base declientes e prospects. Em 27dias mais de 18 mil pessoas fizeramestas doações.
  • 59. Segmentação por Idade e Perfil;- Case de um portal voltado parapúblico infantil de 0 a 12 anos,destinada a despertar o desejo, osonho e a paixão das crianças pelomundo da aviação e pelas culturasde outros países;- Crianças cadastradas recebemcomunicação via email sobrenovidades do site, jogos, colunas,aniversários, promoções e concursosculturais;- Toda comunicação feita com ascrianças é pensada de maneiraeducativa, interessante elúdica.
  • 60. Segmentação por Idade,Quantas vezes viajoupara o Caribe e filiados ao programaCrown &Anchor;- Clientes TOP (Diamond e DiamondPlus) receberam uma comunicaçãodiferenciada;- Prospects. Pessoas que seinteressaram em viajar com a Royal,mas que nunca viajaram;- Cada e-mail foi personalizado com oque o cliente já fez e com destaquepara os lugares que ele poderiaconhecer.
  • 61. vídeo- solidão na internetvídeo- mude o mundo

×