O Novo Acordo ortográfico + dicionario term

11,233 views
11,138 views

Published on

Published in: Education
0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total views
11,233
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
4
Actions
Shares
0
Downloads
153
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

O Novo Acordo ortográfico + dicionario term

  1. 1. O NOVO ACORDOORTOGRÁFICO
  2. 2. O NOVO ACORDO ORTOGRÁFICOO que muda? Novo alfabeto da língua portuguesa Uso de maiúsculas e minúsculas Supressão gráfica de consoantes mudas S ã áfi d t d Duplas grafias no universo da língua portuguesa Mudanças na acentuação gráfica Dupla acentuação no universo da língua portuguesa Alterações relativas à hifenização O Novo Acordo Ortográfico - Sónia Gonçalves Junqueira
  3. 3. Novo alfabeto da língua portuguesa O K o W e o Y são i t K, ã integrados no alfabeto português d lf b t t ê que passa a ter 26 letras. Estas são utilizadas em: nomes de pessoas originários de outras línguas e seus derivados; Ex.: Kant; kantiano Darwin; darwinismo D i d i i Byron; byroniano nomes de locais originários de outras línguas e seus derivados; Ex.: Kuwait; kuwaitiano O Novo Acordo Ortográfico - Sónia Gonçalves Junqueira
  4. 4. Novo alfabeto da língua portuguesa siglas, símbolos e unidades de medida internacionais; Ex.: WC; WWW; K (potássio); W (oeste); kg; km; k k kW empréstimos correntes. Ex.: yoga; .: kart; karaoke; software; O Novo Acordo Ortográfico - Sónia Gonçalves Junqueira
  5. 5. Uso de maiúsculas e minúsculas Passam a escrever-se com minúscula inicial: meses do ano; Ex.: janeiro; fevereiro; março; abril; maio dias da semana; Ex.: domingo; segunda-feira; terça-feira estações d ano; t õ do Ex.: primavera; verão; outono; inverno O Novo Acordo Ortográfico - Sónia Gonçalves Junqueira
  6. 6. Uso de maiúsculas e minúsculas Passam a escrever-se com minúscula inicial: pontos cardeais e colaterais. Ex.: norte; sul; este; oeste; oriente; ocidente O meu tio vive no norte de França França. Nota: quando os pontos cardeais ou colaterais são usados no sentido absoluto ou abreviados sob a forma de sigla, grafam-se com maiúscula. Ex.: Vou viver para o Norte. N; SW O Novo Acordo Ortográfico - Sónia Gonçalves Junqueira
  7. 7. Uso de maiúsculas e minúsculas Uso U opcional de maiúscula ou minúscula inicial: i ld iú l i ú l i i i l títulos de livros ou obras; Ex.: A Relíquia / A relíquia O Desterrado / O desterrado designação dos logradouros e edifícios públicos; Ex.: Avenida dos Aliados / avenida dos Aliados Torre dos Clérigos / torre dos Clérigos formas de tratamento; Ex.: Senhor Doutor Alfredo / senhor doutor Alfredo O Novo Acordo Ortográfico - Sónia Gonçalves Junqueira
  8. 8. Uso de maiúsculas e minúsculas Uso opcional de maiúscula ou minúscula inicial: títulos dos santos; Ex.: Santo António / santo António nomes das áreas do saber, disciplinas ou cursos. Ex.: Ex Linguística / linguística Matemática / matemática Direito / direito O Novo Acordo Ortográfico - Sónia Gonçalves Junqueira
  9. 9. Supressão gráfica de consoantes mudas Supressão gráfica de consoantes mudas nas seguintes sequências consonânticas: -cc- Ex.: coleccionador colecionador Elimina se c , Elimina-se o -c-, -cç- a consoante não Ex.: acção ação pronunciada. -ct- Ex.: Ex : actividade atividade O Novo Acordo Ortográfico - Sónia Gonçalves Junqueira
  10. 10. Supressão gráfica de consoantes mudas Supressão gráfica de consoantes mudas nas seguintes sequências consonânticas: -pc- Ex.: decepcionante dececionante Elimina-se o -p- -p-, -pç- a consoante não Ex.: adopção adoção pronunciada. -pt- Ex.: Ex : óptimo ótimo O Novo Acordo Ortográfico - Sónia Gonçalves Junqueira
  11. 11. Supressão gráfica de consoantes mudas Supressão gráfica de consoantes mudas nas seguintes sequências consonânticas: -mpt- Ex.: peremptório perentório Elimina-se a consoante não pronunciada, -p-, e p, -mpc- substitui-se o -m- Ex.: assumpcionista assuncionista por um -n-. -mpç- Ex.: Ex : assumpção assunção O Novo Acordo Ortográfico - Sónia Gonçalves Junqueira
  12. 12. Conservação gráfica de consoantes Mantém-se a grafia d consoantes em sequências M é fi das ê i consonânticas: nos casos em que a consoante se articula invariavelmente; Ex.: faccioso; ficção; pacto; opcional; erupção; rapto; nas assinaturas pessoais e nos nomes de marcas ou entidades registadas não é obrigatória a adoção da nova ortografia. Ex.: Baptista Baptista / Batista Actual Atual O Novo Acordo Ortográfico - Sónia Gonçalves Junqueira
  13. 13. Conservação gráfica de consoantes Consoantes finais que se mantêm, quer sejam mudas ou proferidas, em nomes, designações de locais e outros da tradição bíblica -b b -g g Ex.: Jacob, Job Ex.: Gog -c -t Ex.: Isaac Ex.: Josafat, Calecut -d Ex.: David, Madrid O Novo Acordo Ortográfico - Sónia Gonçalves Junqueira
  14. 14. Duplas grafias na língua portuguesa Mantêm-se ou suprimem-se as seguintes consoantes ora se pronunciem, ora não: -ct- Ex.: caracteres :: carateres; facto :: fato -cç- Ex.: dicção :: dição -pt- Ex.: Ex : ceptro :: cetro O Novo Acordo Ortográfico - Sónia Gonçalves Junqueira
  15. 15. Duplas grafias na língua portuguesa Mantêm-se ou suprimem-se as seguintes consoantes ora se pronunciem, ora não: -pç- Ex.: concepção :: conceção -bt- Ex.: subtil :: sutil -mn- Ex.: Ex : indemnizar :: indenizar O Novo Acordo Ortográfico - Sónia Gonçalves Junqueira
  16. 16. Duplas grafias na língua portuguesa Mantêm-se ou suprimem-se as seguintes consoantes ora se pronunciem, ora não: -tm- Ex.: aritmética :: arimética -gd- Ex.: amígdala :: amídala -bd- Ex.: Ex : súbdito :: súdito O Novo Acordo Ortográfico - Sónia Gonçalves Junqueira
  17. 17. Mudanças na acentuação gráfica Supressão de acentos gráficos em palavras graves: S ã d áfi l formas verbais; f b i Ex.: pára para (passa a homógrafa da preposição para) vêem / revêem veem / reveem crêem / descrêem creem / descreem lêem / relêem leem / releem outras palavras; Nota: Ex.: pêlo pelo Mantém-se o acento vôo voo da palavra grave pôde (v. pôr) O Novo Acordo Ortográfico - Sónia Gonçalves Junqueira
  18. 18. Mudanças na acentuação gráfica Supressão de acentos gráficos em palavras graves: palavras graves com ditongo -oi-; Ex.: jibóia j j jiboia heróico heroico j jóia j joia paranóico paranoico asteróide asteroide O Novo Acordo Ortográfico - Sónia Gonçalves Junqueira
  19. 19. Dupla acentuação na língua portuguesa Mantém-se ou suprime-se o acento agudo: para distinguir as formas verbais do presente do indicativo e do pretérito perfeito do indicativo; Ex.: amámos / amamos louvámos / louvamos O timbre da vogal tónica da forma do pretérito perfeito é aberta, não sendo necessário o acento. O Novo Acordo Ortográfico - Sónia Gonçalves Junqueira
  20. 20. Alterações relativas à hifenização Elimina-se o hífen nas formações por prefixação e recomposição: quando o prefixo termina em vogal e o elemento imediatamente a seguir começa por r ou s, dobrando-se as consoantes; Ex.: auto-rádio autorrádio semi-reta semi reta semirreta mini-saia minissaia co-seno cosseno micro-sistema microssistema O Novo Acordo Ortográfico - Sónia Gonçalves Junqueira
  21. 21. Alterações relativas à hifenização Elimina-se o hífen nas formações por prefixação e recomposição: quando o prefixo termina em vogal e o elemento imediatamente a seguir começa por vogal diferente daquela; d l Ex.: anti-aéreo antiaéreo agro-industrial agro industrial agroindustrial auto-avaliação autoavaliação hidro-elétrico hidroelétrico co-autor coautor p pluri-anual plurianual p O Novo Acordo Ortográfico - Sónia Gonçalves Junqueira
  22. 22. Alterações relativas à hifenização Elimina-se o hífen nas formações por prefixação e recomposição: nas ligações da preposição de com as formas g ç p p ç monossilábicas do presente do indicativo do verbo haver; Ex.: hei-de hei de hás-de hás de hão-de hão de há-de há de O Novo Acordo Ortográfico - Sónia Gonçalves Junqueira
  23. 23. Alterações relativas à hifenização Mantém-se o hífen nas formações por prefixação e recomposição: quando o prefixo termina em vogal e o elemento imediatamente seguinte começa por vogal igual àquela, excetuando o prefixo co-, que ocorre em geral aglutinado, d fi l l i d mesmo quando o elemento seguinte começa por o; Ex.: anti-ibérico Ex : anti ibérico micro-ondas contra almirante contra-almirante coobrigação O Novo Acordo Ortográfico - Sónia Gonçalves Junqueira
  24. 24. Alterações relativas à hifenização Mantém-se o hífen nas formações por prefixação e recomposição: nas palavras compostas que designam espécies na área da p p q g p botânica e da zoologia, estejam ou não ligadas por preposição ou qualquer outro elemento; Ex.: cobra-macho erva-doce couve-flor fl ervilha-de-cheiro O Novo Acordo Ortográfico - Sónia Gonçalves Junqueira
  25. 25. O DICIONÁRIOTERMINOLÓGICO O Dicionário Terminológico - Sónia Gonçalves Junqueira
  26. 26. O DICIONÁRIO TERMINOLÓGICOAlterações mais significativas Classes de palavras Morfologia Sintaxe Si Lexicologia
  27. 27. Classes de palavras: o nome G.T. D.T.Nomes próprios Nomes próprios Ex.: Rui, Portugal Nomes comuns Nomes contáveisNomes comuns Ex.: mesa, bolo Ex.: mesa, bolo Nomes não contáveisNomes colectivos Ex.: açúcar, leite Ex.: fauna, alcateia Nomes colectivosNomes concretos Nomes colectivos contáveis Ex.: alcateiaNomes abstractos Nomes colectivos não contáveis Ex.: Ex : fauna
  28. 28. Classes de palavras: o nome (flexão) G.T. D.T. Nomes uniformesNomes biformes Nomes epicenos p Ex.: girafa (macho/fêmea)Nomes uniformes Nomes sobrecomuns Ex.: cônjuge; vítima; testemunha Nomes comuns de dois Ex.: estudante; cliente
  29. 29. Classes de palavras: o adjectivo G.T. D.T. Adjectivos qualificativos Ex.: linda, inteligenteAdjectivos qualificativos Ex.: linda, inteligente, Adjectivos relacionais musical, portuense p Ex.: musical, portuense Adjectivos numerais Ex.: primeiro Ex : primeiro, segundo
  30. 30. Classes de palavras: o advérbio G.T. GT D.T. DTAdvérbios de tempo Advérbios de predicadoAdvérbios de lugar Valor temporal Valor locativoAdvérbios de modo Valor modalAdvérbios de quantidade Advérbios d f Ad é bi de fraseAdvérbios de afirmação Advérbios conectivosAdvérbios de negação dvé b os egação Advérbios de afirmação çAdvérbios de inclusão Advérbios de negação Advérbios de inclusãoAdvérbios de exclusão Advérbios de exclusãoAdvérbios de dúvida Advérbios de quantidade e grauAdvérbios de designação Advérbios relativosAdvérbios de interrogação Advérbios interrogativos
  31. 31. Classes de palavras: o advérbio D.T. DT Advérbios de frase Ex.: Inacreditavelmente, a Rita foi despedida. Advérbios Ad é bi conectivos i Ex.: Primeiro, o Pedro saiu de casa, depois apanhou o autocarro e finalmente chegou à escola. g Advérbios relativos Ex.: Ele queixou-se da forma como foi tratado.
  32. 32. Classes de palavras: o determinante G.T. D.T.Determinantes artigos Determinantes artigosDeterminantes demonstrativos DeterminantesDeterminantes possessivos demonstrativosDeterminantes indefinidos Determinantes possessivosDeterminantes iD i interrogativos i Determinantes indefinidosDeterminantes relativos Determinantes interrogativosDeterminantes numeraisD t i t i Determinantes relativos
  33. 33. Classes de palavras: o quantificador D.T.Quantificador existencial Quantificador numeral Ex.: algum, muito, pouco Ex.: dois, metade, um terçoQuantificador iQ tifi d universal l Quantificador l ti Q tifi d relativo Ex.: todos, cada Ex.: quanto, quantasQuantificador interrogativo Ex.: quanto, quantas O quantificador é uma classe de palavras que especifica o nome a que se refere, dando informações em relação à quantidade, número ou parte designada por esse nome.
  34. 34. Morfologia: formação de palavras G.T. D.T.Derivação Derivação Derivação imprópria Derivação imprópria ou conversão Ex: A Rosa é médica. Ex: A Rosa é médica. Ex.: A rosa floriu. Ex.: A rosa floriu. Derivação regressiva Derivação não afixal Ex.: trocar troca Ex.: Ex trocar troca
  35. 35. Morfologia: formação de palavras G.T. D.T.ComposiçãoC iã Composição Aglutinação Morfológica Ex.: l E planalto, aguardente lt d t Ex.: luso-brasileiro, biblioteca Justaposição Morfossintáctica M f i tá ti Ex.: couve-flor, pára-raios Ex.: couve-flor, pára-raios
  36. 36. Sintaxe: constituintes da frase D.T. Grupo nominal Grupo adjectival Grupo verbal Grupo adverbial Grupo preposicional Estes conceitos são aprendidos pelos alunos did l l no 1.º ciclo, sendo, portanto, mobilizados nos ciclos de ensino seguintes seguintes.
  37. 37. Sintaxe: funções sintácticas G.T. D.T.Sujeito Sujeito Sujeito oculto Sujeito nulo subentendido Ex.: Ex : Comprámos um disco. disco Ex.: Comprámos um disco. Sujeito indeterminado j Sujeito l indeterminado S j it nulo i d t i d Ex.: Come-se bem aqui. Ex.: Come-se bem aqui. Sujeito inexistente S j i i i Sujeito nulo expletivo Anoiteceu rapidamente. Anoiteceu rapidamente.
  38. 38. Sintaxe: funções sintácticas G.T. Complemento directo Complemento circunstancial Complemento indirecto Tempo Complemento determinativo Lugar g Nome predicativo de sujeito Modo Companhia Predicativo do complemento directo Fim Causa Agente da passiva Instrumento I t t Atributo Matéria Aposto ...
  39. 39. Sintaxe: funções sintácticas D.T. Complemento directo Modificador do grupo Complemento indirecto verbal Valor temporal p Complemento oblíquo C l t blí Valor locativo Predicativo de sujeito Valor modal Predicativo do P di i d complemento l Modificador da frase directo Modificador apositivo do Complemento agente da nome passiva Modificador restritivo do Complemento do nome nome
  40. 40. Lexicologia: estruturas lexicais G.T. D.T.Campo semântico Campo semântico Ex.: estudar Ex.: pé meter a cabeça nos livros; ser pé de chumbo; meter os queimar as pestanas pés a caminho; ter pé de atleta; ... morrer cabeça bater a bota; ir desta para ter a cabeça no lugar; ser melhor cabeça de vento; estar com a cabeça na lua; ...
  41. 41. Lexicologia: formação irregular depalavras l G.T. GT D.T. DTAbreviação vocabular Truncação Ex.: E motorizada i d moto Ex.: motorizada motoPalavras entrecruzadas Amálgama Ex.: informática (informação + automática) Ex.: informática (informação + automática)Estrangeirismos Ex.: croissant Empréstimos Ex.: croissant Extensão semântica Ex.: rato rato

×