PORTUGUES - ATIVIDADES

23,730 views
23,269 views

Published on

Published in: Education
0 Comments
1 Like
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

No Downloads
Views
Total views
23,730
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
1
Actions
Shares
0
Downloads
252
Comments
0
Likes
1
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

PORTUGUES - ATIVIDADES

  1. 1. E.E. Liceu Cuiabano “Maria de Arruda Müller”Cuiabá, de Abril de 2012.Professora: Eloíse dos AnjosAluno:____________________________________________________________________________Ensino Médio: 3º ano ______ MatutinoValor: 2.00 pontos.Atividade AvaliativaTexto para as questões de 1 a 4.Creio que se pode chamar pré-modernista (no sentido forte de premonição dos temas vivos em 1922) tudo o que, nasprimeiras décadas do século XX, problematiza a nossa realidade social e cultural. [...]Caberia ao romance de Lima Barreto e de Graça Aranha, ao largo ensaísmo social de Euclides, Alberto Torres, OliveiraViana e Manuel Bonfim, e à vivência brasileira de Monteiro Lobato o papel histórico de mover as águas estagnadas dabelle époque revelando, antes dos modernistas, as tensões que sofria a vida nacional.(BOSI, Alfredo. História concisa da Literatura Brasileira. São Paulo: Cultrix, 1980.) 1. Segundo o texto de Alfredo Bosi, o que é o Pré-Modernismo? 2. Qual o papel do Pré-Modernismo em sua época? 3. Pode-se afirmar que a literatura pré-modernista deu voz a elementos marginalizados da cultura brasileira. Que tipo de personagens aparece nas obras desse período e justificaria essa afirmação? 4. Qual é a relação entre essa literatura que inclui as figuras marginalizadas, apontadas na questão anterior, e a literatura em voga no período?O Futurismo italiano é o primeiro movimento que se pode chamar de vanguarda. Entende-se, com esse termo, ummovimento que investe um interesse ideológico na arte, preparando e anunciando deliberadamente uma subversãoradical da cultura e até dos costumes sociais, negando em bloco todo o passado e substituindo a pesquisa metódicapor uma ousada experimentação na ordem estilística e técnica.(ARGAN, Giulio Carlo. Arte Moderna. São Paulo: Companhia das letras, 1992.) 5. Segundo o texto de Giulio Carlo Argan, o Manifesto futurista é considerado o primeiro movimento vanguardista. Quais são as características deste movimento? Um grito de liberdade“Que cada homem grite: há um grande trabalho destrutivo, negativo, a executar. Varrer, limpar. A propriedade doindivíduo se afirma após o estado de loucura, de loucura agressiva, completa, de um mundo abandonado entre asmãos do bandidos que rasgam e destroem os séculos.”“Liberdade: DADÁ DADÁ DADÁ, uivos das dores crispadas, entrelaçamento dos contrários e de todas as contradições,dos grotescos, das inconsequências: A VIDA.” (Tristan Tzara)O movimento Dadá surgiu na Alemanha, em 1916, durante a Primeira Guerra Mundial. Movimento que vem paraabolir de vez a lógica, a organização a postura racional, trazendo para a arte um caráter de espontaneísmo egratuidade total. O que o Manifesto Dadaísta almejava alcançar? 6. O Surrealismo, última das vanguardas européias a manifestar-se, apóia-se nas teorias da Psicanálise, acreditando que, pelo subconsciente, pode-se atingir a libertação total da imaginação. Quais são as marcas do movimento surrealista?
  2. 2. “A Semana da Arte Moderna foi considerada um período de transformações culturais. Realizada no Teatro Municipalde São Paulo nos dias 13, 15 e 17 de fevereiro de 1922, o movimento idealizado por um grupo de artistas, pretendiacolocar a cultura brasileira a par das correntes de vanguarda do pensamento europeu, ao mesmo tempo, pregava atomada de consciência da realidade brasileira.” 7. Como foi visto o Movimento da Semana da Arte Moderna pela crítica? Como a Semana da Arte Moderna foi visto pelos artistas que participaram da semana?Questão 08. (FCC-BA) Obra pré-modernista eivada de informações histórias e científicas, primeira grandeinterpretação da realidade brasileira, que, buscando compreender o meio áspero em que vivia o jagunço nordestino,denunciava uma campanha militar que investia contra o fanatismo religioso advindo da miséria e do abandono dohomem do sertão. Trata-se de:a. O sertanejo, de José de Alencar. d. Grande Sertão: Veredas, de Guimarães Rosa.b. Pelo sertão, de Afonso Arinos. e. Sertão, de Coelho Neto.c. Os Sertões, de Euclides da Cunha.Questão 09. "Crítico feroz do Modernismo, grande incentivador da disseminação da cultura, defensor dos valores eriquezas nacionais; conhecido, particularmente, pela sua grande obra infantil, em que se destacam os personagens doSítio do Pica-Pau Amarelo.”O nome do autor a que se refere a afirmativa acima é:a. Lima Barreto. d. Mário de Andrade.b. José Lins do Rego. e. Cassiano Ricardo.c. Monteiro Lobato.Questão 10. (PUC-RS) Na figura de ....., Monteiro Lobato criou o símbolo do brasileiro abandonado ao seu atraso emiséria pelos poderes públicos.a. O Cabeleira. d. Blau Nunes.b. Jeca Tatu. e. Augusto Matraga.c. João Miramar.Questão 11. (PUC-RS) A obra pré-modernista de Euclides da Cunha situa-se entre a ..... e a ..... .a. História – Psicologia. d. Arte – Filosofia.b. Geografia – Economia. e. Teologia – Geologia.c. Literatura – Sociologia.Questão 12. (VUNESP) Volume contendo doze histórias tiradas do sertão paulista, foi citado por rui Barbosa, emdiscurso no Senado, apontando o personagem Jeca Tatu como o protótipo do camponês brasileiro.Aponte o autor e sua obra:a. Monteiro Lobato – Urupês. d. Coelho Neto – Fogo- Fátuo.b. Lima Barreto - Cemitério dos vivos. e. Euclides da Cunha – Contrastes e confrontos.c. Monteiro Lobato - Cidades mortas.Questão 13. O autor de Triste fim de Policarpo Quaresma é um pré-modernista e aborda em seus romances a vidasimples dos pobres e dos mestiços. Reveste o seu texto com a linguagem descontraída dos menos privilegiadossocialmente.O autor descrito acima é: a. Euclides da Cunha b. Graça Aranha c. Manuel Bandeira
  3. 3. d. Lima Barreto e. Graciliano RamosTexto para questão 14.Iria morrer, quem sabe naquela noite mesmo? E que tinha ele feito de sua vida? Nada. Levara toda ela atrás damiragem de estudar a pátria, por amá-la e querê-la muito, no intuito de contribuir para a sua felicidade eprosperidade. Gastara a sua mocidade nisso, a sua virilidade também; e, agora que estava na velhice, como ela orecompensava, como ela o premiava, como ela o condecorava? Matando-o. E o que não deixara de ver, de gozar, defruir, na sua vida? Tudo. Não brincara, não pandegara, não amara – todo esse lado da existência que parece fugir umpouco à sua tristeza necessária, ele não vira, ele não provara, ele não experimentara.Desde dezoito anos que o tal patriotismo lhe absorvia e por ele fizera a tolice de estudar inutilidades. Que lheimportavam os rios? Eram grandes? Pois se fossem... Em que lhe contribuiria para a felicidade saber o nome dosheróis do Brasil? Em nada... O importante é que ele tivesse sido feliz. Foi? Não. Lembrou-se das suas causas de tupi,do folklore, das suas tentativas agrícolas... Restava disso tudo em sua alma uma satisfação? Nenhuma! Nenhuma!O autor do trecho acima é Lima Barreto. Suas obras integram o período literário chamado Pré-Modernismo.Taldesignação para este período se justifica, porque ele: a. desenvolve temas do nacionalismo e se liga às vanguardas europeias. b. engloba toda a produção literária que se fez antes do modernismo. c. antecipa temática e formalmente as manifestações modernistas. d. se preocupa com o estudo das raças e das culturas formadoras do nordestino brasileiro. e. prepara pela irreverência de sua linguagem as conquistas estilísticas do Modernismo.Questão 14. A obra de Lima Barreto: a. É considerada pré-modernista, uma vez que reflete a vida urbana paulista antes da década de 20. b. Gira em torno da influência do imigrante estrangeiro na formação da nacionalidade brasileira, refletindo uma grande consciência crítica dessa problemática. c. Reflete a sociedade rural do século XIX, podendo ser considerada precursora do romance regionalista moderno. d. É pré-modernista, refletindo forte sentimento nacional e grande consciência crítica de problemas brasileiros. e. Tem cunho social, embora esteja presa aos cânones estéticos e ideológicos românticos e influenciou fortemente os romancistas da primeira geração modernista.Questão 15. (PUC-RS) A Semana de Arte Moderna, realizada em ______, ______, marca _______ do Modernismo noBrasil. a. 1920 - em São Paulo / a preparação. b. 1922 - em São Paulo / a oficialização. c. 1917 - em São Paulo / o advento. d. 1921 - no Rio de Janeiro / a consagração. e. 1922 - no Rio de Janeiro / o início.Questão 16. (UFPE – PE) Os movimentos culturais do final do século XIX e das primeiras décadas do século XXdialogavam com as mudanças que ocorriam na sociedade ocidental, com a afirmação do modo de produçãocapitalista e com as novas formas de pensar e de sentir o mundo. Com o modernismo e as vanguardas artísticas,houve mudanças importantes, pois... Julgue as alternativas verdadeiras ou falsas.( ) Matisse, Van Gogh e Picasso expressaram com seus quadros mudanças nas concepções estéticas da pintura.( ) o dadaísmo procurou radicalizar nas suas propostas, criticando os valores estabelecidos, com destaque para a obrade artistas como Marcel Duchamp.( ) o surrealismo trouxe a exploração do inconsciente, presente na pintura do espanhol Salvador Dali e na obra
  4. 4. literária do francês André Breton.( ) com obras que causaram impacto, houve um rompimento frente aos modelos clássicos que adotavam regras elimites para o artista.( ) concepções literárias e musicais renovadoras, estiveram presentes nas obras de Marcel Proust, James Joyce,Debussy, Paul Éluard, Stravinsky e tantos outros.Questão 17. Em fevereiro de 1922, realizou-se na cidade de São Paulo a Semana de Arte Moderna. Foram três dias demanifestações artísticas com propostas inovadoras, exposições de arte, concertos musicais, conferências, dança erecitais de poesia que mudaram os rumos da arte brasileira. Sobre a Semana de Arte Moderna, é correto afirmar: a. Foi produzida por jovens artistas preocupados sobretudo em propagar os ideais do Futurismo italiano. b. Revolucionou a estética vigente e proporcionou o desenvolvimento de novas concepções artísticas no Brasil. c. Pretendia difundir no Brasil manifestações idênticas às da arte moderna européia. d. Assumiu-se como desenvolvimento natural do Neoclássico, instaurado pela criação da Escola Nacional de Belas Artes no Rio de Janeiro, no século XIX. e. Representou a consolidação da arte clássica, alcançando uma correspondência perfeita entre estética e naturezaQuestão 18. Leia o trecho do discurso de Graça Aranha na abertura da Semana de Arte Moderna de 1922.“Para muitos de vós a curiosa e sugestiva exposição que gloriosamente inauguramos hoje é um aglomerado de‘horrores’. Aquele Gênio supliciado, aquele homem amarelo, aquele carnaval alucinante, aquela paisagem invertida,se não são jogos de fantasia de artistas zombeteiros, são seguramente desvairadas interpretações da natureza e davida. Não está terminado o vosso espanto. Outros ‘horrores’ vos esperam. Daqui a pouco, juntando-se a esta coleçãode disparates, uma poesia liberta, uma música extravagante, mas transcendente, virão revoltar aqueles que reagemmovidos pelas forças do passado. Para estes retardatários a Arte ainda é o Belo. Nenhum preconceito é maisperturbador à concepção da Arte do que o da beleza.”Com base nesse discurso, é correto afirmar: a. A Arte Moderna é uma homenagem ao feio e ao disforme. b. O discurso de Graça Aranha foi uma crítica irônica à Semana de 22. c. Na concepção moderna de arte o artista não deve saber desenhar. d. A Arte Moderna é uma atitude de oposição ao passado. e. O Modernismo brasileiro apoiou-se sobre muitos preconceitos estéticos.Roteiro:1º. Responder as questões discursivas.2º Marque somente uma alternativa nas questões de múltipla escolha.3º Por favor, evite rasurar a atividade.Gabarito:08. 14.09. 15.10. 16.11. 17.12. 18.13. Boa sorte!

×