Your SlideShare is downloading. ×
0
Linhas investigação Rui Vieira
Linhas investigação Rui Vieira
Linhas investigação Rui Vieira
Linhas investigação Rui Vieira
Linhas investigação Rui Vieira
Linhas investigação Rui Vieira
Linhas investigação Rui Vieira
Linhas investigação Rui Vieira
Linhas investigação Rui Vieira
Linhas investigação Rui Vieira
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

Thanks for flagging this SlideShare!

Oops! An error has occurred.

×
Saving this for later? Get the SlideShare app to save on your phone or tablet. Read anywhere, anytime – even offline.
Text the download link to your phone
Standard text messaging rates apply

Linhas investigação Rui Vieira

1,283

Published on

0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total Views
1,283
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
1
Actions
Shares
0
Downloads
13
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

Report content
Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
No notes for slide

Transcript

  • 1. ! Programa Doutoral Multimédia em EducaçãoPara Uma Cultura Científica No Ensino Básico ©2012 – Rui Marques Vieira Centro de Investigação Didática e Tecnologia na Formação de Formadores – CIDTFF
  • 2. A Investigação em Educação em Ciências que temos vindo a realizar pode sistematizar-se em três áreas principais Formação / Desenvolvimento Curricular Inovação / supervisão de Desenvolvimento de Professores Recursos Finalidades / MetasPrograma de Formação em (Literacia Científica, CTS, Pensamento Crítico, …)Ensino Experimental das Courseware SEReCiências para Professores Propostas de Currículos (Educação Pré-escolas, 1º e 2º CEB, Articulação entre do 1ºCEB …) Contextos (Formal, não-formal, informal,…) Desenvolvimento de Propostas Didácticas Programas de (Estratégias / actividades, materiais, …) Jardim da Ciência Formação de Melhoria das Aprendizagens dos Alunos
  • 3. A Investigação em Educação em Ciências Exemplos de estudos de Mestrado já realizadosFormação / supervisão de Desenvolvimento Curricular Inovação/Desenvolvimento Professores de RecursosReis, S. (2008). Formação contínua de professores do 1º CEB em Ensino Experimental das Ciências. UA: Mestrado em Supervisão.Moreira, L. (2008). Aprendizagem das Ciências no 3ª CEB numa perspectiva CTS/PC em contexto não- formal. UA: Mestrado em Comunicação e Educação em Ciência.Martins, L. (2007). Formação contínua de professores do 1º CEB em Ensino Experimental das Ciências. UA: Mestrado em Supervisão.Trez, T. (2007). (co-orientação com o Professor Júlio Pedrosa). Concepção e práticas CTS dos professores de uma escola inovadora. UA: Mestrado em Comunicação e Educação em Ciência.Barbosa, S. (2007). Supervisão e Formação em ensino experimental das Ciências no 1º Ciclo. UA: Mestrado em Supervisão.Costa, A. (2007). Pensamento Crítico: Articulação entre a educação não-formal e formal em Ciências. UA: Mestrado em Educação em Ciências no 1º ciclo do Ensino Básico.
  • 4. A Investigação em Educação em Ciências Exemplos de estudos de Mestrado envolvendo as TICSalomé Oliveira no Mestrado em Didática, intitulada “Educação em Ciências com orientação CTS/PC no 1º CEB” (2011).Carla Maria Pires Reis no Mestrado em Gestão Curricular, intitulada “Desenvolvimento de recursos didácticos em ciências para professores do 2º CEB” (2010).Cristina Patrícia Tavares Simões (co-orientação com o Prof. António Moreira) no Mestrado em Multimédia em educação, intitulada “As TIC como recurso didáctico em contextos de exploração das ciências experimentais” (2010).Maria Pedro Almeida Neves Ferreira da Silva no Mestrado em Educação em Ciências, intitulada “Avaliação das aprendizagens dos alunos do 1º CEB: Impacte da Formação em Ensino Experimental das Ciências: desenvolvimento de um teste criterial” (2009).Cecília Vieira Guerra (co-orientação com Prof. M. João Loureiro) no Mestrado em Comunicação e Educação em Ciência, intitulada “Avaliação do Storyboard e da metodologia de desenvolvimento do courseware Sere“ (2007).
  • 5. Promover o Pensamento Crítico COMO? Actividades de Materiais Estratégias Aprendizagem Didácticos de Ensino InvestigaçãoLC / Formação de Formação Professores /LM Inovação Desenvolvimento de Práticas Didáctico-Pedagógicas Promotoras de Pensamento Crítico [PC]
  • 6. Promover o Pensar Pensamento Crítico / Criatividade Literacia científica Literacia matemática … Mobibilização de ferramentas intelectuais (saberes em acção)em diferentes contextos e situações pessoais, profissionais e sociais CidadaniaResolução de problemas Desenvolvimento Tomadas de ... sustentável decisão
  • 7. O Courseware SERe Propósitos•  Promoção da compreensão do impacte (económico, social e ambiental) que a actividade humana tem nos recursos naturais (petróleo e biomassa florestal).•  Consciencialização de que o futuro da Humanidade passará pela adopção de atitudes e comportamentos mais responsáveis, nomeadamente no que respeita às fontes de energia utilizadas.
  • 8. O Courseware SEReContributo para a Década das Nações Unidas da Educação para o Desenvolvimento Sustentável 2005-2014 http://www.ludomedia.pt/sere/sabias.php
  • 9. Considerações Finais A investigação realizada e em desenvolvimento pretende ser um suporte para:  Avaliar o impacte do Programa de Formação em Ensino Experimental nas concepções e Práticas dos professores e as aprendizagens dos alunos;  O desenvolvimento de Programas de Formação e de Orientações Curriculares para a educação de Infância e Ensino Básico em Ciências;  Desenvolvimento de recursos educativos (alguns inovadores) para a educação em Ciências nos primeiros anos, como o SERe, incluindo de articulação entre contextos de Educação formal e não-formal (neste caso com destaque para o Jardim da Ciência).  Criar uma comunidades de prática e de aprendizagem (também online/virtuais) de educadores/professores reflexivos em Educação em Ciências.
  • 10. Obrigado pela vossa atenção!  Perguntas?  Dúvidas?  Comentários? Sobre estas temáticas também são bem-vindos todos os comentários em: http://blogs.ua.pt/ctspc/

×