Your SlideShare is downloading. ×
A ferritina é uma proteína globular que se localiza essencialmente no fígado
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

Thanks for flagging this SlideShare!

Oops! An error has occurred.

×

Introducing the official SlideShare app

Stunning, full-screen experience for iPhone and Android

Text the download link to your phone

Standard text messaging rates apply

A ferritina é uma proteína globular que se localiza essencialmente no fígado

18,514
views

Published on

Published in: Health & Medicine

0 Comments
2 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

No Downloads
Views
Total Views
18,514
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
0
Actions
Shares
0
Downloads
47
Comments
0
Likes
2
Embeds 0
No embeds

Report content
Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
No notes for slide

Transcript

  • 1. A ferritinaé uma proteína globular que se localiza essencialmente no fígado. A ferritina é a maisimportante proteína de reserva do ferro e é encontrada em todas as células, especialmentenaquelas envolvidas na síntese de compostos férricos e no metabolismo e na reserva do ferro.Seus níveis podem elevar-se no excesso de ferro, em pacientes transfundidos e emneoplasias, especialmente nas leucemias e linfomas e nos carcinomas de mama, fígado,pulmão,cólon e próstata. E em casos de hemocromatose.A ferritina também está muito elevada na Doença de Still do Adulto (DSA). A hiperferritinemiapode ser utilizada como marcador da DSA, com especificidade razoável, pois está elevadapara valores muito altos (acima de 1.000 µg /l) em mais de 70% dos casos, sendo que omesmo geralmente não ocorrem em outras desordens inflamatórias. A ferritina também ficabastante elevada em casos de Linfo-histiocitosehemofagocítica.Eleva-se também nas anemias hemolíticas e sideroblásticas e nas lesões hepáticas,especialmente as lesões alcoólicas. Cerca de 25% dos pacientes com hepatite crônica têmaumento da ferritina. Os níveis séricos de ferritina são caracteristicamente normais ouligeiramente elevados em pacientes com doença renal crônica.EVITAR: - Carne vermelha; - Fígado, coração de galinha, moela, ou seja, as vísceras em gerais. -Cozinhar e armazenar os alimentos em utensílios de materiais metálicos, para evitar a liberação de ferro para os alimentos; -Evitar o consumo de bebidas alcoólicas; -Não ingerir suplementos vitamínicos ou comprimidos que contenham ferro, -Só consumir suplementos de vitamina C quando a ferritina diminuir. - Não consumir frutos do mar crus, pois podem conter a bactéria Vibriovulnificus, que pode ser fatal para pessoas com excesso de ferro; -Evitar alimentos industrializados enriquecidos com ferro; -Reduzir o consumo de carnes e feijões (feijão, ervilha, lentilha, ervilhas, grão de bico, etc); -Evitar o consumo de alimentos ricos em vitamina C (morango, kiwi, acerola, laranja, limão, etc) em conjunto com alimentos ricos em ferro, pois ela auxilia na absorção do mineral. -Evitar as verduras verde-escura (brócolis, couve folha, rúcula, espinafre, alface, cheiro verde,etc.) PREFERIR: -Consumir café, chás escuros (preto, mate e verde) ou leite antes e /ou imediatamente depois das refeições; -Deixe as frutas cítricas para consumir nos intervalos das grandes refeições(lanches). -Preferir sobremesas a base de leite, como sorvete, pudins, doce de leite. (se não for diabético) OU -Frutas (banana, mamão, melão) com leite condensado ou creme de leite light.
  • 2. PARA QUELAR O FERRO -Fazer uso de fitatos (sementes), fibras, dando ênfase a pectina (maçã, pêra,etc), cálcio(leite e derivados) taninos, encontrados nos chás e café, e oxalatos presente no chocolate amargo, diminuem a absorção do ferro. -Procurar tomar chá verde ou outros antes ou depois das refeições para diminuir a absorção de ferro em até 30%,Fazer uma Mistura de óleos de gergelim e óleo de linhaça prensado a frio e óleo de oliva extra virgem: Consumir 1 colher de chá 2x ao dia.ÁCIDO ÚRICO/HIPERURICEMIA
  • 3. O ácido úrico está entre as substâncias naturalmente produzidas pelo organismo. Ele surge comoresultado da quebra das moléculas de purina – proteína contida em muitos alimentos – por ação deuma enzima chamada xantina oxidase. Depois de utilizadas, as purinas são degradadas etransformadas em ácido úrico. Parte dele permanece no sangue e o restante é eliminado pelos rins.Os níveis de ácido úrico no sangue podem subir 1) porque sua produção aumentou muito, 2)porque a pessoa está eliminando pouco pela urina, 3) por interferência do uso de certosmedicamentos.Como consequência dessa taxa de ácido úrico elevada (hiperuricemia), formam-se pequenos cristaisde urato de sódio semelhantes a agulhinhas, que se depositam em vários locais do corpo, depreferência nas articulações, mas também nos rins, sob a pele ou em qualquer outra região docorpo.Estudos recentes realizados no Instituto do Coração de São Paulo mostram que níveis elevados deácido úrico no sangue aumentam o risco de desenvolver acidentes cardiovasculares.SintomasO depósito dos cristais de urato nas articulações, em geral, provoca surtos dolorosos de artriteaguda secundária, especialmente nos membros inferiores (joelhos, tornozelos, calcanhares, dedosdo pé), mas pode comprometer qualquer articulação. Nem todas as pessoas com hiperuricemiadesenvolverão gota, um tipo de artrite secundária, de caráter genético e hereditário, que acometemais os homens adultos.Nos rins, a hiperuricemia é responsável pela formação de cálculos renais (litíase renal) einsuficiência renal aguda ou crônica (nefropatia úrica).DiagnósticoO diagnóstico de certeza é dado por um exame que mede a concentração de ácido úrico no sangue eexige 8 horas de jejum para ser realizado.Tratamento e prevençãoPortadores desse distúrbio metabólico devem evitar o estresse físico, o uso de diuréticos e deantiinflamatórios, assim como devem evitar a ingestão excessiva de alimentos e bebidas ricos empurina (carne vermelha, frutos do mar, peixes, como sardinha e salmão, e miúdos).Como leite e derivados parecem melhorar a eliminação do ácido úrico, devem ser incluídos na dietaque, acima de tudo, precisa ser saudável e favorecer o controle da obesidade e da hipertensão.Além da alimentação pouco calórica, quando necessário, podem ser indicados medicamentos parainibir a produção de ácido úrico (alopurinol) ou para aumentar sua excreção (probenecide esulfinpirazona). Algumas pessoas precisam dos dois tipos porque têm excesso de produção edificuldade de excreção dessa substância.Recomendações* Beba bastante água para ajudar o organismo a eliminar o ácido úrico;* Prefira os alimentos não industrializados; adote uma dieta saudável, rica em frutas, verduras,leite e derivados;* Evite o consumo de bebidas alcoólicas, especialmente de cerveja que é rica em purina;
  • 4. Como reduzir os níveis de creatinina no sangueA creatinina é um produto residual que é formado no corpo durante oprocesso de produção de energia nos músculos. Fosfato de creatina é umcomponente dos músculos esqueléticos, que é ventilado para o fornecimentode energia para as células do corpo e creatinina é formada. A creatinina assimobtido, então, entra na corrente sanguínea para alcançar o rim, de onde élavada para fora através da urina. A taxa de este processo metabólico ondecreatina é convertida em creatinina é fixa ou constante e aproximadamente2% do conteúdo total de creatina do corpo é usado para cima todos os dias.Portanto, no decurso normal, não há possibilidade de aumento da suaprodução diária. O seu nível fica elevado quando os rins não conseguemexcretar este resíduo corretamente. Pode ser desencadeada por grandesproblemas de saúde subjacentes como diabetes, pressão alta, gota, doençascardíacas, perda excessiva de sangue, etc Às vezes, tem algumas causasmenos graves, bem como desidratação, efeitos colaterais de medicamentos,etcComo reduzir os níveis de creatinina no sangue com medicamentos?Não há sinais e sintomas específicos com os quais você pode identificar altosníveis de creatinina no sangue. Ela é diagnosticada durante os testeslaboratoriais de amostras de sangue e urina. Não há medicamento de tal modoque pode reduzir os níveis de creatinina no sangue. Os médicos dão remédiospara tratar a causa subjacente, que é responsável pelo mau funcionamentodos rins. Suponha que, se um paciente tem uma infecção renal, em seguida,os antibióticos são usados para seu tratamento. Os medicamentos sãoadministrados quer por via oral ou por via intravenosa que dependem dacondição de saúde do paciente. De açúcar no sangue descontrolada podecausar danos aos rins. Portanto, os pacientes diabéticos são prescritos cominsulina e outros medicamentos para a diabetes a controlar os níveis deaçúcar no sangue. Eles também têm de seguir rigorosamente uma dieta paradiabéticos. Sob pressão arterial alta, os rins são incapazes de filtrar omaterial de resíduos de forma adequada. Por esta razão, as pessoas comdoença cardiovascular são dadas medicamentos adequados para a redução dapressão sanguínea. Além disso, existem certas restrições alimentares que elesprecisam para seguir e têm de se manter livre de estresse.Como reduzir os níveis de creatinina no sangue naturalmente?Não importa qual a causa subjacente do problema é, os médicos ênfase ànecessidade de reduzir os níveis de creatinina no sangue naturalmente. Defacto, é possível para diminuir os níveis de creatinina com formas naturais.Algumas sugestões úteis nesse sentido são os seguintes:Beba muita água: Quando o corpo está desidratado, os níveis de creatininatendem a tornar-se alta. Você pode reduzir as chances de qualquer elevaçãoda creatinina mais por consumir cerca de 10 copos de água por dia. Na parteda manhã, comece o seu dia a beber 6 copos de água. Isto irá aumentar afrequência de micção e de creatinina mais e mais será eliminado do corpo.
  • 5. Evite alimentos ricos em proteínas: Você deve ficar longe de alimentos comocarne vermelha, aves, peixes, laticínios, etc por causa de seu alto teor deproteína. Isto porque creatinina é um aminoácido encontrado em alimentosricos em proteínas. Quando quantidade menor de creatinina é fornecido,então a produção de creatinina irá ser reduzida por meio do corpo. Isto iráassegurar redução mais rápida do nível de creatinina no sangue.Reduzir a ingestão de sódio: sódio tende a promover a retenção de água.Então, é melhor se você pode ficar longe de todos esses alimentos queabastecem de sódio extra no corpo. Alimentos salgados, alimentosprocessados, alimentos embalados, etc devem ser evitados nesta condição.Coma alimentos saudáveis: Incluir a abundância de frutas frescas, legumes,trigo, cevada, aveia, etc, em sua dieta diária. A exigência de proteína docorpo podem ser atendidas com soja, feijões e lentilhas. Bebidascarbonatadas e cafeína são ruins para essa condição, pois têm efeito diuréticoe pode causar desidratação. Substitua-os com suco de frutas frescas que irámantê-lo hidratado e ao mesmo tempo, fornecer-lhe uma boa nutrição.Alimentação com açúcar refinado como um componente deve ser evitada.Como você pode ver, redução dos níveis de creatinina no sangue envolvemtanto o uso de medicamentos, bem como algumas mudanças na dieta. Noentanto, se todos estes esforços, por parte do médico deixar de levarqualquer melhoria na condição do paciente, então considera-se como um sinalde insuficiência renal. Em tais casos, o paciente pode ser submetido a diálise.