Your SlideShare is downloading. ×
Etiqueta+a+mesa
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

Thanks for flagging this SlideShare!

Oops! An error has occurred.

×

Saving this for later?

Get the SlideShare app to save on your phone or tablet. Read anywhere, anytime - even offline.

Text the download link to your phone

Standard text messaging rates apply

Etiqueta+a+mesa

7,211
views

Published on


0 Comments
6 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

No Downloads
Views
Total Views
7,211
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
0
Actions
Shares
0
Downloads
352
Comments
0
Likes
6
Embeds 0
No embeds

Report content
Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
No notes for slide

Transcript

  • 1. ETIQUETA À MESA
  • 2. O modo como você se comporta à mesa, manuseia os talheres, se dirige ao buffet ou aprecia um bom vinho, indicado pelo sommelier, está longe de ser uma futilidade; é na verdade uma fotografia nítida de sua personalidade. Trata-se da autoimagem de quem tem autoestima elevada, conhece as regras de etiqueta à mesa e age com naturalidade e destreza, sem cometer as tão temidas e prejudiciais gafes. Através das atitudes você impõe à sociedade o prazer ou o desprazer de sua companhia, o profissionalismo ou amadorismo de seus gestos, enfim; a sua real forma de ser e estar á mesa. Dizem os antigos que “você é aquilo o que e a maneira como come“.
  • 3. As regras de Etiqueta traduzem o bom senso de quem as conhece e aplica em quaisquer ocasiões, das mais simples às mais sofisticadas. Independe de classe social, raça ou credo, a etiqueta é fundamental para fazer a diferença nos negócios. Não é algo que se aprende de uma vez, mas no dia a dia, quando estamos em casa, num restaurante, na casa de amigos ou em um jantar de negócios. Em situações nas quais pequenas atitudes podem render boa convivencialidade, momentos agradáveis, aceitação, admiração e lucros no âmbito profissional, afinal a elegância è sempre bem-vinda e principalmente na forma de se fazer presente e de se distinguir diante dos outros convidados. Afinal, a apresentação pessoal - tão requerida nas entrevistas de emprego - vai além do que vestimos, dos acessórios que usamos, do currículo acadêmico ou do nosso status-quo.
  • 4. Ninguém se sente confortável diante de alguém que fala de boca cheia, palita os dentes ou grita com o garçom, entre outros tantos exemplos de falta de educação. As regras de etiqueta à mesa são fáceis de entender, mas se você não praticá-las no cotidiano, será difícil aplicá-las com naturalidade. O objetivo desta disciplina é ajudá-lo, aumentar a autoestima e a capacidade de se relacionar em sociedade, de frequentar os mais diversos ambientes sem qualquer receio de ser objeto de chacota de pessoas extremamente deselegantes, que não sabem ou “preferem não saber” que a generosidade para com o outro é a principal regra de etiqueta.
  • 5. Elegância à mesa nada mais é do que a arte de não se fazer notar aliada a sutileza de se deixar distinguir pelas boas maneiras, agindo sempre com muita discrição, refinamento e naturalidade. Elegância é um dom que vai muito além do uso correto dos talheres e que abrange bem mais do que dizer um simples obrigado diante de uma gentileza.
  • 6. CONVITE  Quando você recebe um convite deve observar de maneira atenta todos os detalhes nele especificados: horário, endereço. traje etc.  O convite pode trazer siglas – como R.S.V.P ou a expressão Regrets only - que identificam o perfil do evento.  Tais siglas sinalizam tratar-se de um evento formal, de caráter requintado, provavelmente com lugares marcados à mesa.
  • 7. R.S.V.P. = RÉPONDEZ S`IL VOUS PLAIT R.S.V.P. Sigla francesa de répondez s`il vous plait, ou seja, favor confirmar presença. Deve-se confirmar em 48h. Regrets only: apenas escusas. Trata-se de um estilo norteamericano, no qual a presença está implícita. Só responde aquele que não puder comparecer ao evento. Não é muito utilizado no Brasil.
  • 8. PEDIDO DE CONFIRMAÇÃO  Estas solicitações de confirmação podem ser colocadas no final do convite.  Em convites de casamento é comum anexar um pequeno cartão com um clipe na parte superior esquerda; com informações sobre a recepção solicitação confirmação por parte do convidado, para controle do responsável pelo buffet. R.S.V.P ................ .......................................... ..........................................
  • 9. TIPOS DE EVENTO  Um evento pode ser formal ou informal, oficial ou civil com ou sem recepção.  O convidado pode e deve ligar para o anfitrião para tirar quaisquer dúvidas sobre o tipo de evento e o que será oferecido, para evitar constrangimentos de quaisquer espécie.  O anfitrião, por sua vez, deve informar ao convidado quem estará ao seu lado à mesa, quem são os outros convidados e o menu escolhido.
  • 10. TIPOS DE SERVIÇO  À francesa  À inglesa  À americana  À brasileira
  • 11. SERVIÇO À FRANCESA  É o mais refinado dos serviços. Veja na foto que o prato chega ao convidado pela esquerda, para que este se sirva diretamente da travessa.
  • 12. À FRANCESA  Os lugares previamente marcados, e o serviço realizado pelos garçons ou copeiros com o placement .  Toda a comida é preparada na cozinha, levando em consideração o número de pessoas confirmadas em cada mesa.  Em média um garçom para cada seis a dez convidados  É recomendado que os garçons formem duplas: um serve o prato principal e o outro cuide da guarnição.  Em primeiro lugar serve-se ao convidado á direita do anfitrião, depois a todos os outros pela ordem de colocação. O anfitrião é o último a ser servido e o primeiro a iniciar a refeição. Esta regra é dispensada por alguns anfitriões para que a comida não esfrie.  O garçom informa o convidado sobre os pratos a serem servidos.  O prato chega ao convidado pela esquerda, para que este se sirva diretamente da travessa.
  • 13. À FRANCESA  Ao oferecer as travessas, o garçom as segura com a palma da mão esquerda, geralmente forrada com um guardanapo para evitar queimaduras, até que o convidado se sirva.  A água já deve estar servida à mesa, assim como a entrada se esta for um prato de frios.  As bebidas são servidas pela direita, sem que as taças sejam retiradas da mesa.  Os pratos são retirados pela direita, um a um, sem empilhá-los, assim como os talheres e as taças.  Se for servida sopa como entrada; esta será servida pelo garçom.  Todos os pratos são oferecidos duas vezes, exceto a sopa e a sobremesa.
  • 14. SERVIÇO À INGLESA Recomenda-se um garçom para cada quinze convidados em média. O número é inferior ao requerido pelo serviço a francesa porque, no serviço a inglesa, o garçom serve ao convidado, o que agiliza o processo.
  • 15. SERVIÇO À INGLESA DIRETO O garçom serve pela esquerda com um garfo e uma colher, segurados em forma de pinça.
  • 16. SERVIÇO À INGLESA INDIRETO O garçom apresenta as travessas ao convidado pela esquerda apenas para serem vistas, depois as coloca numa mesinha auxiliar (guéridon), na qual o prato é preparado para então ser servido pela esquerda. Churrascarias sofisticadas utilizam esta mesinha para servir os aperitivos (hors d’oeuvres), sobremesas e licores.
  • 17. SERVIÇO À AMERICANA: BUFFET  .
  • 18. Á AMERICANA  Os lugares não são previamente marcados e não há mise-en place, a mesa encontra-se vazia. Este serviço tornou-se comum pela sua praticidade e dinamismo  Os próprios convidados se servem em uma mesa com travessas de comida ou réchauds.  Os pratos e os talheres podem ser empilhados em um aparador, ou mesmo ao lado dos réchauds, também poderem ser colocados na mesa pelo mâitre.  O convidado pode estar sentado ou de pé, já que a mesa principal destina-se aos alimentos dispostos de maneira harmoniosa.
  • 19. Á AMERICANA Aparador com saladas e Pratos Réchauds
  • 20. Á AMERICANA Na foto pode-se observar mesas de doces (aparadores) para uma recepção de casamento com serviço de buffet.
  • 21. SERVIÇO EMPRATADO  O garçom traz o prato montado da cozinha e serve o convidado pela esquerda. Isso facilita a tarefa dos garçons em grandes banquetes.  Restaurantes mais sofisticados têm adotado tal procedimento para garantir a estética dos pratos elaborados pelos grandes chefs, impressionar os gourmets e a imprensa especializada.
  • 22. BRUNCH  Mistura de café da manhã e almoço. É servido por volta das dez da manhã.  É constituído de uma refeição leve, até mesmo um prato quente (não-obrigatório), frios, sucos e pães.  Pode incluir uma bebida alcoólica como o vinho branco ou um champanhe bem gelado.  Em geral é servido à americana.  É muito recomendado para encontro de negócios
  • 23. SERVIÇO À BRASILEIRA  As iguarias são colocadas em travessas sobre a mesa tão logo os convidados se sentem, da mesma forma que nos almoços em família, em cantinas ou até mesmo em restaurantes informais. Este seria um modo brasileiro de receber.  O convidado se serve sem ajuda de garçons.  É adequado para ocasiões informais. Em eventos formais não é adequado porque além do aspecto dos alimentos já servidos à mesa, há sempre o risco de se sujar a toalha no manuseio das travessas entre os convidados. 
  • 24. MENU BÁSICO PARA UM EVENTO FORMAL  Entrada: peixe, camarão, consomé, carpaccio, saladas, etc.  Prato principal: carnes, massas.  Sobremesa: frutas doces, sorvete (champagne)  Bebidas: vinhos tinto e branco, além de água.  Café: na mesa ou após, acompanhados de charutos ou cigarrilhas.  Licores: contreau, drambuie, benedictine, ou um bom e velho conhaque.  Antes do almoço: whisky, sherry, coqueteis e sucos, gin tônica só em almoços.
  • 25. COMPORTAMENTO E POSTURA À MESA
  • 26. GUARDANAPO DE PANO  Vai estar sobre o prato ou a esquerda deste.  Não abra o guardanapo completamente nem o sacuda feito bandeira. Apenas desfaça as primeiras dobras e o coloque dobrado ao meio sobre o colo com a abertura voltada para dentro.  Limpe a boca antes de beber para não sujar a taça e sempre que precisar. Use a parte interna da dobra do guardanapo para que as manchas não apareçam.  Ao sair da mesa ou no fim da refeição, não dobre o guardanapo totalmente, coloque-o à esquerda do prato semiamontado.  Não manche o guardanapo com o batom. Use um guardanapo de papel ou tire no banheiro.
  • 27. GUARDANAPO DE PAPEL  Alguns restaurantes colocam o guardanapo de papel no meio do de pano para que as mulheres possam retirar o batom  Mantenha o guardanapo de papel a esquerda, com a ponta preza abaixo do prato para não voar.  Não amasse, vá dobrando as partes sujas para o lado de dentro, conforme usa.  Não coloque guardanapo de papel no colo, além de não ser adequado, ele certamente voará.  Não deve ser usado em ocasiões formais.
  • 28. MISE-EN-PLACE DE UM JANTAR FINO 1. 2. 3. 4. 5. 6. 7. 8. 9. 10. 11. 12. 13. 14. 15. 16. 17. Prato raso Prato fundo Faca de mesa Faca de peixe Colher de sopa Garfo de mesa Garfo de peixe Garfo de sobremesa Colher de sobremesa Faca de sobremesa Taça de água Tala de vinho tinto Taça de vinho branco Prato de pão Porta guardanapo Sousplat Prato de entrada
  • 29. MANUSEIO DE TALHERES AO ESTILO EUROPEU – TRADICIONAL  O garfo fica na mão esquerda com os dentes voltados para cima. Quando for necessário cortar, vira-se o garfo com os dentes para baixo para firmar o alimento, corta-se com a faca da mão direita e leva-se o alimento a boca ainda com o garfo virado para baixo. Somente depois de desvira o garfo.
  • 30. MANUSEIO DE TALHERES ESTILO AMERICANO - INOVADOR O garfo fica na mão direita e a faca sobre a borda do prato. Quando for necessário cortar algo, aplica-se a mesma regra do estilo europeu, a diferença é que depois de cortar, o garfo é devolvido a mão direita e levado a boca com os dentes voltados para cima.
  • 31. MANUSEIO DE TALHERES: MODO DE SEGURAR Bom Excelente Errado
  • 32. MANUSEIO DE TALHERES: DURANTE A REFEIÇÃO  Depois que começam a ser usados, os talheres só podem ser devolvidos a mesa se houver aparador de talheres.  Caso contrário, os talheres devem ser mantidos sobre o prato sem tocar na mesa.. Certo Errado
  • 33. MANUSEIO DE TALHERES: AO TERMINAR A REFEIÇÃO Excelente Aceitável Errado
  • 34. MANUSEIO DE TALHERES: DICAS  Comece pelos talheres mais afastados do prato.  A faca de carne é utilizada apenas para cortar carnes vermelhas e aves.  Omeletes, ovos, legumes e massas devem ser cortados com o garfo, exceto a pizza.  Não se pode utilizar o garfo e a faca para arrumar (amontoar) a comida no prato. Procure ir comendo pelas bordas, de forma organizada.  Se precisar voltar ao buffet e não houver aparador de talheres, leve os seus, segurando abaixo do prato.  O corte de qualquer fruto do mar é feito com o garfo.  Jamais gesticule com os talheres à mesa. Se estiver conversando deixe-os repousando sobre o prato.  A faca de peixe é usada apenas para afastar peles e eventuais espinhas, raramente para cortar. Só em caso de carnes mais rijas.
  • 35. MANUSEIO DE TALHERES:  Não corte espaguetes/talharins, enrole apenas dois ou três fios no garfo para não gerar muito volume e leve a boa. Em alguma regiões da Itália, usa-se uma colher para dar suporte ao garfo.
  • 36. SOPA  Não sopre, não mexa para esfriar, Não levante a borda do prato para tomar o resto da caldo e não limpe o fundo do prato com pão ou coisa parecida. Tome apenas até onde a colher permitir com o prato reto sobre a mesa.  Não limpe a colher na borda do prato.  Ao tomar a sopa, ao invés de trazer a colher para você, leve para frente. Isso fará com que as gotas caiam no prato e não sujem sua roupa.  Leve a colher a boca pela lateral.
  • 37. AO TERMINAR A SOPA  Se a sopa for servida num conjunto consumê, coloque a colher no pratinho raso do conjunto.  Se a sopa for servida num prato fundo, deixe a colhe no prato fundo.
  • 38. ALIMENTOS QUE SE COME COM AS MÃOS Coquetel de camarão, o creme deve ser comido com a colher.
  • 39. ALIMENTOS QUE SE COME COM AS MÃOS Asinha de frango e costelinhas
  • 40. ALIMENTOS QUE SE COME COM AS MÃOS Alcachofras, retirando as folhas um a uma e passando-as no molho. Garfo e faca apenas para comer o miolo.
  • 41. ALIMENTOS QUE SE COME COM AS MÃOS Ostras cruas sobre o gelo. Se houver um garfo especial com dois ou três dentes, ele é usado apenas para levar o conteúdo à boca.
  • 42. ALIMENTOS QUE SE COME COM AS MÃOS Caranguejo e mexilhões
  • 43. ALIMENTOS QUE SE COME COM AS MÃOS Algumas frutas como uva, morango ou cereja, por exemplo.
  • 44. ALIMENTOS QUE SE COME COM AS MÃOS Pãozinho do couvert, parte-se com as mãos.
  • 45. ALIMENTOS DIFÍCEIS DE COMER
  • 46. LAGOSTA Se servida em pedaços, usa-se o garfo. Se levada servida na casca, usa-se talheres especiais (garfo especial, uma espécie de alicate).
  • 47. ESCARGOT Servidos em pequenas travessas com uma pinça e um pequeno garfo.
  • 48. VINHO  O vinho servido à mesa, deve estar todo o tempo acompanhado de água.
  • 49. POSIÇÃO DAS TAÇAS À MESA
  • 50. As taças devem ser seguradas pela haste para evitar que o vinho tenha o seu sabor alterado pelo calor das mãos.
  • 51. TIPOS DE TAÇAS DE VINHO
  • 52. TIPOS DE COPOS
  • 53. + COPOS
  • 54. A taça do conhaque deve ser segurada pelo bojo para passar a temperatura da mão à bebida, aquecendo-a em dias frios.
  • 55. AS SOBREMESAS  As frutas de casca (como, por exemplo, mamão e caqui) são divididas em         duas partes, e comidas com a colher. Frutas de casca dura (maça, pera etc.) são cortadas em pedaços, como se fossem gomos, segurando cada um delas com o garfo. As frutas como laranja, melão, manga e abacaxi já devem vir à mesa descascadas, cortadas em fatias e ser comidas com garfo e faca. Frutas pequenas - como a uva ou a ameixa - devem ser comidas uma a uma, devolvendo os caroços ao prato com a mão. Morango fresco pega-se com as mãos pelo cabinho. Frutas pequenas sem caroço - como a framboesa e outras - podem ser comidas com a colher. Se for preciso cortar, faça-o com a ajuda de um garfo. Creme, pudins e sorvetes come-se com a colher. Tortas e bolos come-se com o garfo. Frutas em calda come-se com colher e garfo.
  • 56. MÂITRE  Recebe o cliente ou convidado.  Anota os pedidos, inclusive de bebidas, e coordena todo o atendimento dos garçons do courvet ao café.  Ao entrar no restaurante, não é necessário apertar as mãos do mâitre, basta saudá-lo.  É a ele a quem você se dirige para qualquer reclamação, jamais ao garçom.
  • 57. SOMMELIER  O sommelier é aquele que tem como função orientar a escolha de vinhos adequados para cada ocasião e tipo de alimento, além de elaborar uma carta de vinhos. É quem serve o vinho à mesa.
  • 58. Garçom  Prepara a mise-en-place e monta o buffet, atende aos clientes no quesito comidas e bebidas.  É quem serve o couvert, a mesa e apresenta a nota final ao cliente.
  • 59. Cumin  É um aprendiz de garçom.  Ajuda na montagem das mesas;  Ajuda a servir;  Limpa as mesas entre os diferentes pratos, do couvert ao café;  Conserva as praças de serviço limpas e arrumadas;  Serve bebidas.  Não anota pedidos.
  • 60. ETIQUETA NO RESTAURANTE  Em um almoço ou jantar de negócios: quem convida escolhe o restaurante, de preferência silencioso e sem ruídos nem música ao vivo, para que haja um melhor aproveitamento do encontro de negócios.  O cardápio internacional evita constrangimentos. Também é bom evitar rodízios nos quais os garçons interrompem a todo o instante.  Reserve a mesa com antecedência e chegue cedo para checar tudo.  Ao entrar em um restaurante, cumprimente as pessoas em outras mesas discretamente e à distância. Ao passar por amigos ou pessoas conhecidas em uma mesa, apenas acene, não precisa dar a mão. É deselegante e anti-higiênico.  Se for um encontro formal, não se deve tirar o paletó antes ou durante a refeição, muito menos colocá-lo sobre a cadeira.
  • 61.  Se você é o anfitrião, aguarde os convidados no bar ou em numa ante–sala. Depois, convide-os para a mesa.  Se você é o convidado e chegou mais cedo, aguarde na mesa. Não peça courvet ou qualquer bebida que não seja água.  Bolsas, malas ou qualquer outro volume devem ser colocados numa cadeira. Nunca podem ser colocados sobre a mesa.  Mantenha o celular na bolsa e no silencioso, pois pode parecer que você está dando mais atenção às chamadas que espera do que ao convidado ou anfitrião. Se estiver aguardando uma ligação importante, peça licença e vá atender em lugar reservado.  Seja elegante! Mantenha sempre uma postura ereta, respire tranquilamente.
  • 62.  Respeite dietas ou a religião de seu(s) convidado(os).  Fale baixo e discretamente, não permita que pessoas de outras mesas tomem conhecimento dos planos de sua empresa. A concorrência pode estar de ouvidos atentos e próxima de você.  Em um evento formal, nem pense em pedir receitas.  Almoço é sempre mais informal que jantar.  Não precisa avisar que vai ao toalete, basta pedir licença e se retirar. Ninguém precisa saber sobre sua intimidade.  Em um jantar, ou mesmo almoço de negócios, uma mulher elegante não bebe cerveja. Ela devem dar preferência a um bom vinho ou água.
  • 63.  Quando se dirigir à mesa, não leve o copo usado no bar, o garçom fará isso.  Não beba demais, quanto mais álcool, mais difícil manter a classe.  Como anfitrião, escolha vinho ou, se for interessante, ofereça uma cerveja.  Evite bebidas destiladas ou muito fortes em um encontro de negócios. Um bom vinho sempre é bem-vindo nestas ocasiões.  Não se toma uísque durante as refeições. Não é nada elegante nem confiável!  Sugere-se as mulheres que tiverem que cumprimentar homens “folgados”, que travem o braço esticado. Isso os impedirá de se aproximarem.
  • 64.  Nada de tapinhas nas costas ou beijinhos em situações formais (incluso de negócios), principalmente com pessoas formais ou estrangeiras. Nem sempre o “jeitinho brasileiro” agrada. Pode forçar uma intimidade constrangedora entre você e o cliente ou convidado.  Aperte a mão ao cumprimentar com firmeza, sem exageros e deixe a expressão ”muito prazer,” tão conhecida entre nós, para quando for se despedir do convidado.  O anfitrião é quem insinua o fim do encontro, oferecendo um café, um licor, além de sugerir um novo encontro após os agradecimentos de praxe!
  • 65. MODOS À MESA Os punhos devem estar colocados de maneira discreta sobre a mesa. Apoiar os cotovelos é deselegante, denota displicência e falta de educação.
  • 66.  O anfitrião senta à cabeceira da mesa e o convidado(a) de honra, à sua direita.  Em um jantar com dois casais, por exemplo, a convidada sentase ao lado direito do anfitrião e o convidado senta à direta da hostess.  Em mesas redondas, os anfitriões devem estar em contato visual com convidados  Conforme a regra, embora o anfitrião seja o último a ser servido (ou a servir-se), o convidado deve aguardar que ele inicie a refeição para, então, acompanhá-lo. Contudo, é comum que o anfitrião peça aos convidados que iniciem a refeição para evitar que a comida esfrie.  Não sente a mesa de boné ou óculos escuros.
  • 67.  Ao sentar-se à mesa, o convidado deve colocar o guardanapo dobrado ao meio sobre o colo e aguardar o momento adequado de iniciar a refeição, conforme descrito anteriormente.  Em caso de dúvida, lembre-se: o que leva é feminino fica a direita do prato (a colher, a faca, a taça) e o que é masculino a esquerda (o garfo, o guardanapo).  Jamais passe o braço à frente de uma pessoa para pegar o que quer que seja, peça para que ela o ajude.  Não coma com a boca aberta ou falando ao mesmo tempo. Causa péssima impressão.  Antes de beber da taça, sempre leve o guardanapo aos lábios para não sujá-la.
  • 68.  Sirva-se sempre de pequenas porções.  No serviço à americana você poderá repetir.  O serviço à francesa e composto de até três pratos quentes, além da entrada. O garçom oferecerá duas vezes o prato principal, já a entrada e a sobremesa não se repetem.  O pão do couvert deve ser partido com as mãos.  Ao comer mariscos, ostras, lagostas, alcachofras etc., molhe apenas as pontas dos dedos na lavanda e enxugue com o guardanapo.  O frango se come com garfo e faca, exceto “à passarinho”, asinhas etc.  A rã servida como entrada se come com as mãos, já a servida como refeição principal se come com faca e garfo.
  • 69.  Batatas chips podem ser comidas com as mãos.  Se forem servidos pratos de diferentes sabores, entre um e outro poderá ser servido o sorbet (espécie de sorvete a base de gelo e frutas, sem leite), que deve ser apreciado com uma colher.  Retire a espinha de peixe e o caroço da boca com a ajuda de um garfo, de maneira discreta. Se não for possível, com a mão em forma de concha tire o caroço e coloque-o no prato de serviço da maneira mais discreta.  Se não quiser determinada bebida, basta acenar naturalmente para o garçom, jamais cobrir o copo com uma ou ambas as mãos.  Em caso de dúvidas relacionadas a etiqueta, mantenha um sorriso discreto e observe os demais.
  • 70. NUNCA...         Tire os sapatos debaixo da mesa, qualquer que seja a situação. Parta todos os alimentos antes de comer, exceto crianças menores de doze anos. Fale ao mesmo tempo em que come. Mastigue os alimentos de boca aberta Palite os dentes à mesa ou em público. Fio dental e palito somente na privacidade do toalete. Use perfume forte. Fale de assuntos desagradáveis como doenças, fofocas, dificuldades financeiras e morte, ou de temas polêmicos como preferências políticas e religiosas. Force conversas com o convidado ao lado, principalmente referindo-se a assuntos íntimos e exaustivos.
  • 71. JANTARES RESIDENCIAIS  Se for convidado para um jantar na residência de alguém e pretende oferecer flores para anfitriã, faça-o durante o dia acompanhado de um cartão pessoal (apenas com seu nome) ou mande-as no dia seguinte.  Não se leva flores para um jantar, a menos que seja em um vaso plantado como, por exemplo, uma orquídea.  Se trouxer um vinho, não se sinta desprestigiado se os anfitriões não o abrirem na mesma noite.
  • 72. DICAS PARA COQUETÉIS  Sirva-se de um canapé por vez. Não faça montinhos de salgados na mão.  O guardanapo permanece na mão que segura o copo. Não o deposite dentro do copo, procure um lixeiro.  Não use o guardanapo para pegar salgados, mas para limpar a ponta dos dedos e evitar que o copo transpire em suas mãos.  Sirva-se de álcool com cautela.  Não coloque copos vazios em bandejas com novas bebidas.  seja natural e elegante, sempre! Circule entre as pessoas com desenvoltura, mas não queira parecer popular demais, nem interrompa conversas para se fazer notar.  Ao toque do celular, peça licença e atenda a ligação em lugar reservado.
  • 73.  Um coquetel, embora informal, é uma oportunidade para cultivar e intensificar contatos, não para vender produtos ou fechar negócios.  Se o traje solicitado é passeio completo, deve-se usar terno completo (com gravata) para os homens, blazer com saia ou calças compridas para as mulheres.  Sendo um evento mais sofisticado um terninho elegante ou um vestido mais nobre.  Ao ser apresentado a alguém, pergunte, como vai? Deixe o prazer em conhecê-lo para o final.  Como anfitrião, ao apresentar alguém, cite algo sobre a pessoa, sua profissão, hobbye para que haja um início de conversa entre ela e o outro convidado. É delicado de sua parte.
  • 74. NOITE DE QUEIJOS E VINHOS  Os queijos são dispostos sobre uma tábua (chamada de tábua de queijos).  Há um pratinho ao lado, acompanhado de uma pequena espátula para cortar o queijo.  Sirva-se de no máximo três tipos de queijo.  Os queijos podem ser comidos sobre torradas, pão ou em fatias, partindo e comendo com o garfo.  Peça a ajuda do sommellier ou do mâitre para escolher um vinho adequado a cada tipo de queijo. Por exemplo, o requeijão se harmoniza com champanhe seco ou vinho branco, o gorgonzola com um vinho mais forte, e assim por diante.  Se o vinho for muito caro, não tenha constrangimento em pedir um mais em conta.
  • 75. PROTOCOLO  Em eventos oficiais – internacional, federal, estadual ou municipal – nos quais se fazem valer as normas de protocolo, respeite a ordem geral de precedência. Tais regras serão estudadas no decorrer do curso.  Os lugares de cada convidado são definidos anteriormente pelo grau de hierarquia, e geralmente não podem ser mudados.  Aja com naturalidade e elegância! Chame as pessoas pelo seu título antes do nome, por exemplo: desembargador fulano de tal.
  • 76. GLOSSÁRIO DA COZINHA FRANCESA À la niçoise”ou á moda de Nice: pratos frios ou quentes com tomates no azeite de oliva, usando-se alho, anchovas, alcaparras e azeitonas pretas. À provençal: pratos á moda de Provença (no Sul da França). Bourguignon ou á moda de Borgonha cozido ao vinho: picadinho de carne cozido ao vinho, com bacon e arroz. Batatas sauté: batatas cozidas, salteadas e douradas em fogo alto.
  • 77. Brûlé: prato polvilhado de açúcar e queimado no maçarico para obter uma camada caramelizada. Bouillon: caldo de carnes ou legumes para molhos ou consommé. Coquillage: referente á ostras, moluscos em conchas, mariscos. Croûtons: pedaços de pão para sopas e saladas, cortados em cubos. Crudités: vegetais crus em palitos para entrada ou molhos. Profiteroles: massa doce ou salgada, recheada de chocolate quente, creme e glacê.
  • 78. GLOSSÁRIO DA COZINHA JAPONESA Misso: pasta fermentada de soja, salgada. Sushi: peixe cru enrolado em arroz e algas. Sashimi: peixe cru cortado em fatias. Wasabi: pasta feita de raiz forte, picante para o sushi. Maki: enrolado de arroz e alga. Hashi: nome japonês para os palitinhos.
  • 79. GLOSSÁRIO DA COZINHA ITALIANA Alla putanesca: molho á base de alho, azeite, filé de anchovas e orégano. Alla carbonara: molho para massa à base de toucinho defumado, ovos, parmesão, manteiga, pimenta do reino e sal. Al pasto: molho criado pelos genoveses à base de queijo picorino e manjericão fresco. Bruschetta: torrada de pão italiano, grelhada com azeite, alho e tomate fresco. Aceto balsâmico: vinagre a base de vinho tinto, ideal para o tempero de carnes e saladas, peixes e aves.
  • 80. Glossário Geral Consommé: creme, caldo ou espécie de taça na qual estes são servidos. Há modelos com e sem alças. Pode-se tomar Consommé com a colher ou segurando a alça do recipiente com as duas mãos. Dentre os mais conhecidos estão os Consommés de aspargos, legumes. Há também os mais requintados como o consommé frio de codorna com foie gras ou o de sopa, ravioli e rosas.
  • 81. foie gras: Patê de fígado de ganso para ser apreciado com torradas, por exemplo. Presente na vida do povo francês como uma iguaria ímpar. Hors doeuvre: antipastos servidas antes do evento principal a exemplo de um jantar mais refinado.
  • 82. Mise en place: arrumação da mesa para determinado evento como, por exemplo, um jantar, um café da manhã ou um almoço de negócios. Esta montagem é realizada antes de se abrir as portas aos convidados e clientes.
  • 83. Placement: pequeno cartão - confeccionado em cartolina nobre ou acrílico - colocado à frente ou à direita do prato de cada convidado com o seu nome ou cargo.
  • 84. Table Plan ou plano de mesa: espécie de mapa, criado pelo organizador ou o cerimonial, para facilitar a indicação dos lugares dos convidados à mesa em eventos formais. plano de mesa vvvvvvvvvvvv vvvvvv Vvvvvvvvvvvvvvvvv vvvvvvvvvvvvvvvv Vvvvvvvvvv vvvvvvvvvvvvvvvvv vvvvvvvvvvvvvvvvv vvvvvvvvv
  • 85. R.S.V.P: oriundo do francês reponez s’il vouz plait, trata-se de uma sigla que encontra-se no lado direito inferior de um convite impresso e formal, significando que você deve confirmar a sua presença no evento para assegurar seu lugar à mesa. É uma forma elegante de permitir ao anfitrião saber quantas e quais pessoas irão comparecer. regrets only: pede-se entrar em contato apenas se não for comparecer ao evento, caso contrário entende-se que está confirmada a presença. Sommelier: profissional especializado em bebidas, particularmente em vinhos (adegas, carta de vinhos, safra, tipo de uvas, etc), para atender ao convidado ou cliente. É por assim dizer um mâitre dos vinhos.
  • 86. Sorbet: espécie de sorvete que não contém leite. A base é de gelo picado misturado com limão, abacaxi, hortelã etc. É servido entre um prato e outro para que o paladar do anterior não prevaleça sobre o novo. O sorbet é servido quando o menu contem pratos de diferentes sabores. É originário da Rússia dos Tsares.
  • 87. Sousplat: tipo de prato maior geralmente em prata ou louça, que permanece sob o prato de entrada e o principal durante todo o almoço ou jantar. Tem função meramente decorativa, nunca deve permanecer vazio diante do convidado. Seu uso é recomendado apenas para serviços requintados, deve ser retirado pelo garçom antes de se servir a sobremesa. A tendência moderna são sousplats redondos ou quadrados, artesanais, de prata ou de inox.
  • 88. Bibliografia Recomendada ARRUDA, Fábio. Sempre, ás vezes, nunca: Etiqueta e comportamento. São Paulo: Comemorativa. COBRA, Nuno. A Semente da Vitória. São Paulo: SENAC. FREUND, Francisco Tommy. Festas e Recepções. Rio de Janeiro: SENAC. FREUND, Francisco Tommy. Alimentos e bebidas: uma visão gerencial: Rio de janeiro: SENAC. GUIRAO, Maria Elisabeth Farina. A Etiqueta que faz a diferença nas empresas. São Paulo: Novatec. KALIL, Gloria. Chic[érrimo]: moda e etiqueta em novo regime. São Paulo: Codex. LEÃO, Célia. Etiqueta de A a Z: dicas básicas para um comportamento social adequado. São Paulo: STS. MATARAZZO, Cláudia. Etiqueta sem frescura. São Paulo: Melhoramentos. PINSKY, Jaime. Cultura e Elegância: São Paulo: Contexto