Your SlideShare is downloading. ×
Pil - Projecto Individual de Leitura
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

Thanks for flagging this SlideShare!

Oops! An error has occurred.

×

Introducing the official SlideShare app

Stunning, full-screen experience for iPhone and Android

Text the download link to your phone

Standard text messaging rates apply

Pil - Projecto Individual de Leitura

3,102
views

Published on

Published in: Business, Technology

0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total Views
3,102
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
3
Actions
Shares
0
Downloads
21
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

Report content
Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
No notes for slide

Transcript

  • 1. PIL (Projecto Individual de Leitura)‏ - O Mistério da estrada de Sintra , Eça de Queiroz - Persuasão , Jane Austen - Orgulho e Preconceito , Jane Austen
  • 2. Eça de Queiroz José Maria Eça de Queirós (1845-1900) nasceu na Póvoa de Varzim e faleceu em Paris. Estudou Direiro na Universidade de Coimbra, tornando-se amigo de Antero de Quental, entre outros. Participou nas Conferências do Casino e é um dos da Geração de 70. Foi nomeado cônsul, tendo viajado pelo Egipto, Cuba, Londres, Paris, etc. Das suas obras destacam-se Uma Campanha Alegre (1871), O Crime do Padre Amaro ( 1875-1876), O Primo Basílio (1878), A Relíquia (1887), Os Maias (1888), A Correspondência de Fradique Mendes (1900), A Cidade e as Serras (1901), Contos (1902) e Prosas Bárbaras (1903). Traduziu o romance de Rider Haggard, As Minas de Salomão . É considerado um dos maiores romancistas portugueses do século XIX.
  • 3. O mistério da Estrada de Sintra
    • O Mistério da Estrada de Sintra é de Eça de Queiroz , em parceria com Ramalho Ortigão, que publicaram no Diário de Noticias , sobre a forma de cartas anónimas, entre 24 de Julho e 27 de Setembro de 1870.
    • É a primeira narrativa de cariz policial da época.
    • Esta obra foi adaptada para o cinema em 2007.
  • 4. Enredo
    • A história começa com o sequestro de um médico - doutor *** - e do seu amigo - F., um escritor. O rapto, realizado por quatro mascarados, ocorre na estrada de Sintra. O Dr. *** e o seu companheiro são levados para uma misteriosa casa, onde se encontrava o cadáver do inglês Rytmel. Sabendo que um deles era médico, os raptores pretendiam verificar se, de facto, o homem estava morto. Entretanto, são surpreendidos pela entrada por um jovem - A.M.C., que viria a esclarecer todo o mistério.
    • Rytmel era, afinal, um oficial britânico que morreu vítima de uma dose excessiva de que lhe dera a amante -condessa de W. Esta desejava apenas adormecê-lo para confirmar nos seus papéis se ele era ou não casado com uma .
    • A condessa era casada com um homem rico que não a fazia feliz. Conhecera Rytmel numa viagem que fizera com o marido e com o primo a Malta. Carmen disputara Rytmel com a condensa. Quando Rytmel anuncia á condensa a sua vinda, esta suspeitando do seu casamento com uma outra mulher, fica enciumada e mata-o involuntariamente.
    • A.M.C., estudante de honesto e provinciano, ouviu as confidências da condessa e dispôs-se a ajudá-la na noite do falecimento de Rytmel, em que a encontrara desvairada e nervosa. Quando volta ao local do crime, a pedido da condensa, encontra os bandidos, o médico e o seu amigo.
    • Todos juntos, julgaram a atitude da condensa e fizeram o enterro do pobre inglês. A condensa acaba por se isolar num convento.
  • 5. Galeria
  • 6. Jane Austen
    • Biografia
    • Nasceu na casa da paróquia de Steventon, Hampshire, Inglaterra, tendo o pai sido sacerdote e vivido a maior parte da sua vida nesta área. Ela teve seis irmãos e uma irmã mais velha, Cassandra, da qual era muito íntima.
    • O único retrato conhecido de Jane Austen é um esboço colorido feito por Cassandra, que se encontra agora na National Gallery em Londres, Inglaterra.
    • Os seus irmãos, Frank e Charles serviram na Marinha, tendo se tornado almirantes. Em 1801 a família mudou-se para Bath. Com a morte do pai em 1805, Jane, sua irmã e a mãe mudaram-se para Chawton, onde o seu irmão lhes tinha cedido uma propriedade (uma cottage). Esta casa está hoje aberta ao público. Jane nunca se casou; foi noiva de um rapaz muito mais novo que ela, Harris Bigg-Wither, mas mudou de opinião.
    • Tendo-se estabelecido como romancista, continuou a viver em relativo isolamento, na mesma altura em que a doença a afecta. Pensa-se que ela poderá ter sofrido de doença de Addison, cuja causa era então desconhecida. Viajou até Winchester para procurar uma cura mas faleceu ali, tendo sido sepultada na catedra l.
  • 7. Persuasão
    • Quando jovens, o agora capitão Wentworth e Anne Elliot trocaram promessas de casamento. No entanto, Anne foi dissuadida pelo pai e irmã mais velha que se regiam por preconceitos contra o jovem rapaz que não era rico. Anos depois, voltam-se a encontrar e a pergunta se Anne voltará a ser persuadida, a casar com Sr. Elliot, um primo sem escrúpulos, permanece no ar.
    • Á medida que a história avança, Anne vai deixando de ser tão influenciada pela família.
    • É em Persuasão , o último romance acabado de Jane Austen, que encontramos a sua heroína mais notável - Anne Elliot. Sobre ela escreveu, um dia, a autora: «Ela é quase demasiadamente boa para mim.» No entanto, naquela que é sua obra mais amadurecida, que descreve uma órbita de afastamento nítida em relação ao tom predominantemente satírico dos seus anteriores romances, Austen trata o carácter e os afectos da protagonista de uma forma que, sem perder totalmente de vista a ironia é, sem sombra de dúvida, muito mais terna, e anuncia já uma percepção mais aberta e dinâmica da personalidade e comportamentos humanos. Uma história de amor, desenvolvida com profundidade e subtileza, proporciona o campo ideal para um estudo reflectido, que sustenta na sua linha de horizonte o complexo relacionamento entre os dois sexos, e no qual, homem e mulher surgem como seres moralmente análogos.
  • 8. Orgulho e Preconceito
    • Orgulho e Preconceito (ou, na versão original, Pride and Prejudice) é um romance da escritora britânica Jane Austen , publicado em . O livro foi escrito antes dela completar vinte e um anos, em 1813,e era inicialmente chamado First Impressions , mas nunca foi publicado com esse título.
    • Considerado a obra prima de Jane Austen, Orgulho e Preconceito ganhou diversas versões para o cinema e TV. A mais recente foi produzida em 2005 , dirigida por Joe Wright, com interpretações de Keira Knightley e Matthew Macfadyen nos papéis principais.
  • 9. Enredo
    • O romance retrata a relação entre Elizabeth Bennet e Fitzwilliam Darcy na Inglaterra rural do século XVIII. Lizzy possui outras quatro irmãs, nenhuma delas casadas, o que a Sra. Bennet, mãe de Lizzy, considera um absurdo.
    • Quando o Sr. Bingley, jovem bem sucedido, aluga uma mansão próxima da casa dos Bennet, a Sra. Bennet vê nele um possível marido para uma de suas filhas. De facto, ele parece interessar-se bastante por Jane, sua filha mais velha, logo no primeiro baile em que ele, as irmãs e o Sr. Darcy, seu amigo, comparecem.
    • Enquanto o Sr. Bingley é visto com bons olhos por todos, o Sr. Darcy, por seu jeito frio, é mal falado. Lizzy, em particular, desgosta imensamente dele, por ele ter ferido seu orgulho na primeira vez em que se encontram.
    • A recíproca não é verdadeira. Mesmo com uma má primeira impressão, Darcy realmente encanta-se por Lizzy, sem que ela saiba do facto.
    • A partir daí o livro mostra a evolução do relacionamento entre eles e os que os rodeiam, mostrando também, desse modo, a sociedade do final do século XVIII.
  • 10. Galeria
  • 11. Bibliografia
    • http://pt.wikipedia.org/wiki/Orgulho_e_Preconceito
    • http://pt.wikipedia.org/wiki/Jane_austen
    • http://alfarrabio.di.uminho.pt/vercial/queiros.htm