Your SlideShare is downloading. ×
0
Elaboração de Projetos - Aulas 1 e 2
Elaboração de Projetos - Aulas 1 e 2
Elaboração de Projetos - Aulas 1 e 2
Elaboração de Projetos - Aulas 1 e 2
Elaboração de Projetos - Aulas 1 e 2
Elaboração de Projetos - Aulas 1 e 2
Elaboração de Projetos - Aulas 1 e 2
Elaboração de Projetos - Aulas 1 e 2
Elaboração de Projetos - Aulas 1 e 2
Elaboração de Projetos - Aulas 1 e 2
Elaboração de Projetos - Aulas 1 e 2
Elaboração de Projetos - Aulas 1 e 2
Elaboração de Projetos - Aulas 1 e 2
Elaboração de Projetos - Aulas 1 e 2
Elaboração de Projetos - Aulas 1 e 2
Elaboração de Projetos - Aulas 1 e 2
Elaboração de Projetos - Aulas 1 e 2
Elaboração de Projetos - Aulas 1 e 2
Elaboração de Projetos - Aulas 1 e 2
Elaboração de Projetos - Aulas 1 e 2
Elaboração de Projetos - Aulas 1 e 2
Elaboração de Projetos - Aulas 1 e 2
Elaboração de Projetos - Aulas 1 e 2
Elaboração de Projetos - Aulas 1 e 2
Elaboração de Projetos - Aulas 1 e 2
Elaboração de Projetos - Aulas 1 e 2
Elaboração de Projetos - Aulas 1 e 2
Elaboração de Projetos - Aulas 1 e 2
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

Thanks for flagging this SlideShare!

Oops! An error has occurred.

×
Saving this for later? Get the SlideShare app to save on your phone or tablet. Read anywhere, anytime – even offline.
Text the download link to your phone
Standard text messaging rates apply

Elaboração de Projetos - Aulas 1 e 2

10,690

Published on

Published in: Education, Business, Technology
0 Comments
1 Like
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

No Downloads
Views
Total Views
10,690
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
0
Actions
Shares
0
Downloads
121
Comments
0
Likes
1
Embeds 0
No embeds

Report content
Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
No notes for slide

Transcript

  • 1. Prof. Lucas de Oliveira
  • 2. Apresentação (colaborador, projetos, curso) Porque temos que ser um partido de projetos? Apresentação de um projeto Ms project. Unidade 1 Introdução a projetos Objetivos Exercício Resumo Proposta de texto para próxima aula
  • 3.  LUCAS DE OLIVERA  ESTUDANTE DE ECONOMIA UFSC  PRESIDENTE DA JS PDT FLORIANÓPOLIS  ATUOU EM VÁRIOS PROJETOS POLÍTICOS E SOCIAIS (FORA COLLOR, PASSE LIVRE, BIOMASSA)  ATUA NO AMBIENTE CORPORATIVO DESDE 1998, ELABORANDO E EXETUCANDO PROJETOS  DESTACADO PARA MINISTRAR A DISCIPLINA POR SUA DESTACADA ATIVIDADE.
  • 4.  1. Introdução a Projetos;  2. Administração de Projetos e Gerência de Projetos;  3. Planejamento de Projetos e Abordagens no Gerenciamento;  4. Gerenciamento de Projetos e suas Gerências Específicas;  5. Projetos no setor público;  6. Projetos Pessoais.
  • 5. Éuma atividade pensada com inicio, meio e fim. Um sonho posto no papel e depois em prática.
  • 6.  SUPERAR PRECONCEITO  POSTURA DO EMPREENDEDOR  PRÓ-ATIVIDADE  NETWORK  FORMAÇÃO
  • 7.  ―inventar o Brasil: Darcy Ribeiro‖  CRÍTICA À EDUCAÇÃO ADESTRADORA  REFLEXÃO SOBRE A MENTE COLONIZADA  PRIMEIRO O TRABALHO, DEPOIS A CONSCIÊNCIA  DIVISÃO MUNDIAL DO TRABALHO SOCIALMENTE NECESSÁRIO  ROBERT OWEN: O HERÓI DE MARX
  • 8. VIDAS COMPARADAS: GETÚLIO x PRESTES
  • 9. DECADA GETÚLIO PRESTES ANTES ESCRAVOS (PAI)/ COMTE / ENGENHEIRO, FÍSICO, MATEMÁTICO – FORMAÇÃO MILITAR E DEDICADO A FAMÍLIA ADVOGADO / LANÇA-SE À POLÍTICA 20 – CARREIRA METEÓRICA – CRIAR APROXIMA-SE DOS REVOLTOSOS NO BANCO DO RS EXÉRCITO – INICIA A REVOLTA - PRIMEIRO EMPRÉSTIMO WALL TENENTISTA – COLUNA PRESTES STRETT 30 REVOLUÇÃO / REALIZA PRESTES VIRA COMUNISTA: RUSSIA / INCONTÁVEIS PROJETOS COMBATE GV / OLGA / INTENTONA / PRESO 40 CONTINUA APLICANDO EM 46 SAI DA PRISÃO E APÓIA GV INCONTÁVEIS PROJETOS 50 ATENDE AO CLAMOR E É ELEITO APÓIA VARGAS / VIVE PROCESSO DE PRESIDENTE NO VOTO / REVISÃO CONSTRÓA PETROBRÁS / CONTROLE DOS LUCROS / SUICÍDIO 60 DESORIENTA-SE DO PCB / APÓIA JANGO E BRIZOLA 70 EXÍLIO
  • 10.  19 de abril de 1882 - Nasce em São Borja  1909 — 1913 - Deputado estadual  1917 — 1923 - Deputado estadual  1923 — 1926 - Deputado federal  1926 — 1927 - Ministro da Fazenda  1928 — 1930 - Presidente do Rio Grande do Sul  1930 — 1945 - Presidente da República  1946 — 1950 - Senador da República  1951 — 1954 - Presidente da República  24 de agosto de 1954 - Morre no Rio de Janeiro
  • 11.  BNDES  PETROBRÁS  ELETROBRAS  OAB  MINISTÉRIO DO TRABALHO  DIREITOS TRABALHISTAS  ESTRADAS  FERROVIAS  VALE DO RIO DOCE  CSN
  • 12. NOSFATOS PRESTES RECONHECE GV. IDEÓLOGOSOU REALIZADORES. QUEM VC QUER SER?
  • 13.  ENTENDERO PROJETO DE NAÇÃO INDEPENDENTE, LIVRE E SOBERANA!  VISUALIZAR AS SOLUÇÕES PARA OS PROBLEMAS DO PAIS  BUSCARA SOLUÇÃO AGORA (NÃO ESPERAR PELO SOCIALISMO E NEM ACHAR QUE NO CAPITALISMO NÃO É POSSÍVEL)
  • 14. INTRODUÇÃO A PROJETOS
  • 15.  Olá! Seja bem-vindo À 2 PARTE da primeira aula do Curso de Elaboração de Projetos!  A Elaboração de Projetos é uma ferramenta gerencial de suma importância para a vida de toda e qualquer organização, bem como para nós como pessoas. Pois nos Leva a refletir sobre nossas competências presentes e as possibilidades futuras, e, à luz disso, elaboramos projetos para transformar o nosso futuro em algo muito melhor que o nosso presente.  A experiência na militância política demonstra que poucos são os que possuem ou estudam a prática de projetos.Quando perguntamos aos mesmos militantes se tinham em mente algum projeto pessoal, alguma idéia que haviam pensado em realizar, mas não o fizeram, todos foram unânimes em responder que sim. Mediante tal constatação, surgiu um desafio que estamos tentando colocar em prática: como combinar um conteúdo didático-pedagógico que contemple a complexidade, quase sempre presente nas teorias, para elaborar um projeto dentro de uma organização, com um conteúdo que seja básico e compreensível para que você inicie ou desenvolva aquele seu projeto pessoal tão sonhado Baseado em Araújo, Pedro da Costa Elaboração de projetos / Pedro da Costa Araújo, Altair Acelon Mello. – Florianópolis : Departamento de Ciências da Administração / UFSC, 2007.
  • 16.  Nesta Unidade, você vai conhecer o conceito de projetos na visão de alguns autores ou especialistas, as características ou critérios dos projetos, o ambiente onde os projetos ocorrem, o conceito de processo, as características que diferenciam os projetos das atividades correntes (rotineiras), as entradas, os processamentos e as saídas em projetos.
  • 17.  Com pequenas adequações, o conceito geral de projetos, segundo a CEPAL – Comissão Econômica para América Latina: é: ―um conjunto de elementos que permite avaliar, qualitativa e quantitativamente, as vantagens ou desvantagens da aplicação de recursos, de qualquer natureza, para a produção de bens e serviços‖.  Ver http://www.eclac.org/
  • 18.  desenvolver um nova luta, produto ou campanha;  construir um prédio;  planejar e implantar uma mudança estrutural na organização;  reformar ou ampliar uma escola ou uma sede política;  implantar um sistema de informação.
  • 19.  PNQ – Plano Nacional de Qualificação  PROESQ – Projetos Especiais de Qualificação  PRO-JOVEM – Programa Nacional de inclusão de Jovens  PLANSEQs – Plano Setorial de Qualificação  PLANTECs – Plano Territorial de Qualificação  CPU – Convênio Plurianual Único  Programa Nacional de Estímulo ao Primeiro Emprego  Humaniza SUS;
  • 20.  CRIE UM PROJETO, DESCREVA SEU SONHO.  É hora do desafio! Identifique um projeto na organização na qual você trabalha (de preferência o PDT) e responda as indagações relacionadas acima. Melhor seria responder com referência a algum projeto do qual você esteja participando. Se não estiver participando de nenhum, busque informações com o gestor de sua área de trabalho. Se a sua organização não tiver área de planejamento, busque informações sobre algum projeto em sua cidade.  MANDE PARA secretaria@ulb.org.br c/c para lucaspdt@gmail.com
  • 21. Defina missão Visão Objetivos Valores
  • 22. Análise Diganóstico Planejamento controlabilidade
  • 23.  Processoé qualquer trabalho, operação administrativa,função biológica, produtiva ou social;  Processoé um conjunto inter-relacionado de recursos e atividades que transformam entradas em saídas.
  • 24.  NestaUnidade, enumeramos alguns conceitos de projeto, e a importância deste para as organizações. Estabelecemos, ainda, as diferenças existentes entre atividades em projeto e em processo, e por último as entradas, transformações e saídas que ocorrem tanto nos projetos como nos processos.
  • 25.  Empreendedorismo e construção da base de recursos  Candida G. Brush Professora Associada da Boston University.  Patricia G. Greene Titular da Cadeira Ewing Marion Kauffman/Missouri de Liderança Empreendedora da University of Missouri-Kansas City.  Myra M. Hart Professora dos Programas de MBA e Educação Executiva da Harvard Business School. Disponível em http://www.rae.com.br/artigos/1326.pdf
  • 26. BOA SEMANA LUCAS DE OLIVEIRA lucaspdt@gmail.com 48 9949 4969

×