Your SlideShare is downloading. ×
Pesquisa em APS
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

Thanks for flagging this SlideShare!

Oops! An error has occurred.

×

Saving this for later?

Get the SlideShare app to save on your phone or tablet. Read anywhere, anytime - even offline.

Text the download link to your phone

Standard text messaging rates apply

Pesquisa em APS

1,932
views

Published on

Conferência durante o I Fórum de Atenção Básica - Medicina de Família e Comunidade: Graduação, Residência Médica e Preceptoria que aconteceu nos dias 24 e 25 de abril, em Uberaba, MG. …

Conferência durante o I Fórum de Atenção Básica - Medicina de Família e Comunidade: Graduação, Residência Médica e Preceptoria que aconteceu nos dias 24 e 25 de abril, em Uberaba, MG.
Realização: Pró Saúde/ UFTM


0 Comments
1 Like
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

No Downloads
Views
Total Views
1,932
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
2
Actions
Shares
0
Downloads
0
Comments
0
Likes
1
Embeds 0
No embeds

Report content
Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
No notes for slide

Transcript

  • 1. Pesquisa em APS
    Leonardo Cançado Monteiro Savassi
    Sociedade Brasileira de Medicina de Família e Comunidade
    Residência em MFC Hospital Regional de Betim
  • 2. A falta de limite claro para os gastos em saúde no contexto da Medicina Científica pode torná-la inviável se a esses gastos não corresponderem melhorias na saúde de uma determinada população.
    Aguiar, Raphael 2005
  • 3. Definição de alguns termos
    APS: Atenção Primária a Saúde: “Atenção de primeiro contato. Continua, global e coordenada que se proporciona à população sem distinção de gênero, ou enfermidade, ou sistema orgânico” (B. Starfield). “Cuidados que propiciam a manutenção básica de saúde, serviços terapêuticos e a coordenação das necessidades e serviços comunitários” (DeCS)
    Atenção Básica: “A Atenção Básica é um conjunto de ações, de caráter individual e coletivo, situadas no primeiro nível de atenção dos sistemas de saúde, voltadas para a promoção da saúde, a prevenção de agravos, o tratamento e a reabilitação.” (MS) “interpretação oficial (brasileira) da APS, baseada no Programa Saúde da Família”(Aguiar)
  • 4. Definição de alguns termos
    PSF:Estratégia que visa a reestruturação da APS do SUS. Equipes com no mínimo médico/ enfermeiro/ auxiliar de enfermagem/ 4 ACS que devem atender de forma integral a no máximo 800 famílias ou 4.000 pessoas. (MS).
    “(...) reorganizar a prática da atenção à saúde e substituir o modelo tradicional.
    (...) ações de prevenção, promoção e recuperação da saúde, de forma integral e contínua.
    (...)atendimento na unidade básica de saúde ou no domicílio.
    (...) Assim, esses profissionais e a população acompanhada criam vínculos de co-responsabilidade
    (DeCS)
  • 5. Definição de alguns termos
    Médico de Família e Comunidade:
    “Especialista Clínico da Integralidade” (SBMFC).
    “Médico para a vida toda” (SBMFC).
    “Especialidade médica reconhecida pelo CNRM desde 2001 (desde 1981 como MGC)” (CNRM)
    “Médicos pessoais, responsáveis pela prestação de cuidados abrangentes e continuados a indivíduos independente da idade, sexo ou afecção. Prestam cuidados a indivíduos no contexto das respectivas famílias, comunidades e culturas, respeitando sua autonomia”. (WONCA)
  • 6. Por que pesquisar em APS?
    Necessitamos de evidências voltadas para a nossa prática clínica;
    Somos questionados acerca de nossa efetividade;
    Fazemos parte de uma área científica;
    Estamos inseridos em um contexto volátil.
  • 7. Por que pesquisar em APS?
    “Primary care needs an evidence base
    (1) Clinical and preventive care must be underpinned by research evidence;
    (2) the bulk of such care in most countries, especially poorer countries, is delivered in primary care;
    (3) evidence to underpin this care cannot be informed by laboratory and hospital based researchalone
    David Mant, et al.
    www.thelancet.com Vol 364 September 11, 2004
  • 8. Onde pesquisar em APS?
    “the only meaningful definition of primary care research is research done in a primary care context”
    Starfield, Barbara. 
    "A framework for primary care research. " Journal of Family Practice.  42.n2 (Feb 1996): 181(5). 
  • 9. White etal1961
  • 10. Green 2001
  • 11. O que já se pesquisa em APS?
  • 12. Quatro áreas chave
    Organização
    Como os diferentes tipos de Organização da APS se relacionam aos resultados de interesse público, incluindo efetividade, eficiência, inovação do serviço, responsabilização e opinião pública
    Como grandes inovações organizacionais e outras alterações contextuais no Sistema de Saúde Nacional impactam na APS
    A contribuição que diferentes culturas dentro das organizações da APS contribuem para estes resultados
    Qualidade
    Desenvolvimento de métodos de medida da qualidade da APS no NHS.
    Avaliar modos de melhorar a qualidade do cuidado
  • 13. Quatro áreas chave
    Self-management(auto-gestão ou auto-cuidado)
    De relevância estratégica para a gerência de doenças crônicas dentro e fora do pacote de serviços de saúde.
    Aspecto chave tanto para Redes de Serviço Nacionais preocupadas em envolver o público e pacientes no cuidado a saúde.
    O que o serviço de saúde pode fazer para promover e responder ao auto-cuidado?
    Força de trabalho
    Como equipes de APS deveriam se configurar para a melhoria da qualidade e custo-efetividade do cuidado.
    Já que o problema de como melhor se configuram equipes de APS se torna irrelevante se não há profissionais a contratar, outro foco é: Desenvolver estratégias mais efetivas para ampliar a participação da força de trabalho e promover equidade na distribuição.
  • 14. TheNIHRSchool for PrimaryCareResearch
    TheSchool’smainaim is to increasetheevidence base for primarycarepractice. Wewillachievethisthrough:
    5 keyareas
    Programme 1. Preventionandearlydiagnosisofseriousdisease
    Programme 2. Monitoringandmanagingpatientswithlongtermconditions
    Programme 3: Co-morbidityandpatientcentredoutcomes
    Programme 4. New approaches to thepatient-practitionerinterface
    Programme 5. Newresearchmethods for primarycare
  • 15. Grupos de interesse
    Aboriginal Health
    Doctor-Patient Relationship
    Evidence-based MedicineTeachers Group
    Faculty and Community Research Development
    Families and Health
    Generalist Physician Initiative
    Geographic Information Systems
    Creating a Graduate Program in Primary Care/Family Medicine
    Health Disparities
    International Classification of Primary Care (ICPC)
    International Health Literacy
    Legislative Advocacy
    Longitudinal Research in Family Medicine
  • 16. Grupos de interesse
    New Model of Family Medicine
    Shared Decision Making in Primary Care
    Participatory Research in Primary Care
    Patient Safety
    Prison Research
  • 17. Grupos de interesse
    Advanced Practice Nurses in Primary Care
    Biobehavioral, Genomic, and Translational Research
    Cancer Research in Primary Care
    Cardiovascular Disease
    Complexity Science
    Diabetes
    Geriatrics and Gerontology
    Mental Health Problems in Primary Care
    Multimorbidity/Comorbidity
    North American Respiratory Infection Study Group
    Obstetrics
    Scholarly Activity
    Women in Research
  • 18. Center for Primary Care Research http://www.ahrq.gov/about/cpcr/
    CPCR Areas of Research Interest
    Integrated care
    Quality
    Accessible Health Care Services
    Workforce
    Accountable for Addressing the Full Range of Personal Health Needs
    Developing Sustained Partnerships with Patients
    Family and Community
  • 19. O que já se pesquisa em APS?
  • 20. Diretório dos Grupos de Pesquisa CNPq (2007)
    • Grupos de Pesquisa no Brasil
    • 21. Medicina – 337
    • 22. Atenção Primária – 60
    • 23. Atenção básica – 25
    • 24. Saúde da Família – 193
    • 25. Medicina de Família - 18
    • 26. Cardiologia – 56
    • 27. Pediatria – 51
    • 28. Pneumologia – 14
    Fonte: Base de dados atualizada do Diretório dos Grupos de Pesquisa (Agosto/2007) – Falci e Santos, 2007
  • 29.
    • Grupos de Pesquisa no Brasil
    • 30. Medicina – 440
    • 31. Atenção Primária – 89
    • 32. Atenção básica – 67
    • 33. Saúde da Família – 264
    • 34. Medicina de Família - 20
    • 35. Cardiologia – 74
    • 36. Pediatria – 70
    • 37. Pneumologia – 19
    Fonte: Base de dados atualizada do Diretório dos Grupos de Pesquisa (Abril 2010) – Savassi, 2010
    Diretório dos Grupos de Pesquisa CNPq (2010)
  • 38.
    • Grupos de Pesquisa em Minas Gerais (2007)
    • 39. “Atenção Primária” (7)
    • 40. “Atenção Básica” (4)
    • 41. “Saúde da Família” (14)
    • 42. “Medicina de Família” (2)
    Fonte: Diretório dos grupos de Pesquisa – CNPq (Agosto/07)
    Fonte: Base de dados atualizada do Diretório dos Grupos de Pesquisa (Agosto/2007) – Falci e Santos, 2007
    Diretório dos Grupos de Pesquisa CNPq (2007)
  • 43. Diretório dos Grupos de Pesquisa CNPq (2010)
    • Grupos de Pesquisa em Minas Gerais (2010)
    • 44. “Atenção Primária” (13)
    • 45. “Atenção Básica” (7)
    • 46. “Saúde da Família” (19)
    • 47. “Medicina de Família” (2)
    Fonte: Diretório dos grupos de Pesquisa – CNPq (Agosto/07)
    Fonte: Base de dados atualizada do Diretório dos Grupos de Pesquisa (Abril 2010) – Savassi, 2010
  • 48. As evidências em Saúde da Família
    MACINKO, 2009
           ESF está associada com menor número de internações por CSAP : De 2000 a 2006, as internações por CSAP caíram 15,8% no país, e o declínio foi maior do que as internações por condições não sensíveis à atenção primária.
    MACINKO, 2009
           ESF está associada com padrões de boa qualidade técnica do cuidado e melhoria da saúde materno-infantil: (a) 40% menos relatos de uso inapropriado de antibióticos em crianças com diarréia; (b) 14% mais gestantes vacinadas contra tétano; (c) 200% mais gestantes com suplementação de vitamina A; (d) 34% menos crianças com baixo peso (até 5 anos).
    MACINKO, 2006
          a cada 10% de aumento da cobertura da Saúde da Família nos estados, corresponde uma redução de 4,6% na mortalidade infantil, impacto mais significativo do que ampliação do acesso à água (2,9%) ou ampliação de leitos hospitalares (1,3%).
  • 49. As evidências em Saúde da Família
    AQUINO, 2008
          Demonstra que o impacto da Saúde da Família sobre a mortalidade infantil tem efeito mais forte nos municípios com mais baixos índices de desenvolvimento humano e maior cobertura da ESF, ratificando o potencial dessa estratégia para a redução das iniqüidades sociais em saúde no Brasil;
    Redução da mortalidade infantil em municípios com altas coberturas da ESF foi quase duas vezes maior do que nos municípios sem ESF ou com coberturas incipientes.
    MONTEIRO, 2009
          Demonstra o papel da Estratégia Saúde da Família entre os fatores relacionados à redução de 50% na prevalência da desnutrição infantil crônica no Brasil, no período de 1996 a 2006/07.
    HARZHEIM, 2006
          Numa análise comparada do desempenho na atenção à criança, as equipes da ESF apresentaram adequação maior às dimensões da Atenção Primária (52%) do que as equipes do modelo tradicional (27%) e, quanto à equidade no acesso, crianças negras apresentaram maiores chances de receber cuidados adequados e similares às brancas nas unidades da ESF.
  • 50. O que pesquisar em APS?
    “Since primary care is the point of first contact for all problems, it follows that these problems are potentially and properly the subject of primary care research.”
    Starfield, Barbara. 
    "A framework for primary care research. " Journal of Family Practice.  42.n2 (Feb 1996): 181(5). 
  • 51. Como pesquisar em APS?
    Antropologia
    Epidemiologia
    EducaçãoemSaúde
    Triangulação de Métodos
  • 52. O que pesquisar em APS?
    Basic research
    Clinical research
    Health services research
    Health systems research
    Starfield, Barbara. 
    "A framework for primary care research. " Journal of Family Practice.  42.n2 (Feb 1996): 181(5). 
  • 53. O que pesquisar em APS?
    Características Fundamentais da APS
    Acessibilidade;
    Longitudinalidade;
    Integralidade;
    Coordenação
    Aspectos Derivativos da APS
    Centrado na Família
    Competência Cultural
    Orientado para a Comunidade
  • 54. O que pesquisar em APS?
    Ferramentas da APS:
    • Acolhimento
    • 55. Visita Domiciliar
    • 56. Abordagem familiar
    • 57. Grupos Operativos/ Educação em Saúde
    • 58. Abordagem comunitária
    • 59. Medicina Centrada na pessoa/ relação médico paciente
  • Research is to see what everybody else has seen, and to think what nobody else has thought.
    Albert Szent-Gyorgy
  • 60. OBRIGADO
    Leonardo C M Savassi
    leosavassi@gmail.com
    sites.google.com/site/leosavassi