Your SlideShare is downloading. ×

Marketing Digital - TCC Fatec

3,523

Published on

O presente trabalho enfoca no desenvolvimento de um plano de negócios visando a criação de uma empresa de Marketing Digital, com serviços de performance na web (gestão de mídias sociais, SEO e links …

O presente trabalho enfoca no desenvolvimento de um plano de negócios visando a criação de uma empresa de Marketing Digital, com serviços de performance na web (gestão de mídias sociais, SEO e links patrocinados), desenvolvimento de sites corporativos e aplicativos para celulares e tablets.
No plano de negócios será tratada a análise de mercado e concorrentes, seu programa de implantação, descrição do que será criado e desenvolvido em relação a serviços e produtos, custos, retorno do investimento e o planejamento de marketing.
O objetivo do trabalho é demonstrar a viabilidade econômica da entrada de uma empresa de marketing digital em um mercado novo e extremamente competitivo, demonstrando como entrar, manter-se e desenvolver-se.

Published in: Education
0 Comments
2 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

No Downloads
Views
Total Views
3,523
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
0
Actions
Shares
0
Downloads
71
Comments
0
Likes
2
Embeds 0
No embeds

Report content
Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
No notes for slide

Transcript

  • 1. Faculdade de Tecnologia da Zona SulJefferson Fideles de Oliveira, Leonardo Domingos Silva Ventura,Thuany Ellen Bronzeri e Vinícius dos Santos Viana.MKT7: Inovação DigitalSão Paulo – SP2013
  • 2. 2Faculdade de Tecnologia da Zona SulJefferson Fideles de Oliveira, Leonardo Domingos Silva Ventura,Thuany Ellen Bronzeri e Vinícius dos Santos Viana.MKT7: Inovação DigitalTrabalho de Conclusão de Cursoapresentado à Faculdade de Tecnologia da ZonaSul, sob a orientação do Prof. Marcus LeandroTorrano Ignatti, como parte dos requisitos paraobtenção do título de Tecnólogo em GestãoEmpresarial.São Paulo – SP2013
  • 3. 3AGRADECIMENTOSAo Professor e Orientador Marcus Leandro Torrano Ignatti, que nos mostrou ocaminho certo a seguir.A Deus que nos deu força e motivação para seguir em frente.A nossa família, pela confiança e motivação.Aos amigos e colegas, pela força e pela vibração em relação a esta jornada.Aos professores e colegas de Curso, pois juntos trilhamos uma etapa importante denossas vidas.A todos que, com boa intenção, colaboraram para a realização e finalização destetrabalho.
  • 4. 4“O futuro tem muitos nomes.Para os fracos, é o inatingível.Para os temerosos, o desconhecido.Para os valentes, é a oportunidade.”Victor Hugo
  • 5. 5RESUMOO presente trabalho enfoca no desenvolvimento de um plano de negócios visando acriação de uma empresa de Marketing Digital, com serviços de performance na web(gestão de mídias sociais, SEO e links patrocinados), desenvolvimento de sites corporativos eaplicativos para celulares e tablets.No plano de negócios será tratada a análise de mercado e concorrentes, seu programade implantação, descrição do que será criado e desenvolvido em relação a serviços e produtos,custos, retorno do investimento e o planejamento de marketing.O objetivo do trabalho é demonstrar a viabilidade econômica da entrada de umaempresa de marketing digital em um mercado novo e extremamente competitivo,demonstrando como entrar, manter-se e desenvolver-se.Palavras-chave: Plano de negócio, Marketing Digital, Viabilidade Econômica..
  • 6. 6ABSTRACTThis work focuses on a business plan development to the creation of a DigitalMarketing company, which includes web performance tests (social network management,SEO and sponsored links), corporative websites and mobile apps development.In the business plan, both market and competitors analysis are treated. Also itsimplantation programs, description of what will be created and developed in terms of servicesand products, costs, return of investments and marketing planning will be considered.The objective of this work is to demonstrate the economic viability of the entry of anew digital marketing company in a extremely competitive new market, showing thelikelihood of a begginer company to start, sustain itself and develop in the market.Key words: Business Planing, Digital Marketing, Economic Viability.
  • 7. 7LISTA DE FIGURASFigura 1 – Modelo dos 4 P’s .......................................................................................... 22Figura 2 – Site Mobile ................................................................................................... 31Figura 3 – Site Mobile ................................................................................................... 32Figura 4 – Modelos de sites responsivos ....................................................................... 34Figura 5 – Modelos de resultados orgânicos e patrocinados ......................................... 37Figura 6 – Análise SWOT ............................................................................................. 45Figura 7 – Organograma funcional ................................................................................ 46
  • 8. 8LISTA DE TABELASTabela 1 – Quantidade de pessoas conectadas a Web no Brasil ................................... 27Tabela 2 – Preços ........................................................................................................... 44Tabela 3 – Previsões dos resultados financeiros e investimentos ................................. 49Tabela 4 – Budget 1 ano................................................................................................. 50
  • 9. 9LISTA DE GRÁFICOSGráfico 1 – Faturamento anual do e-commerce no Brasil (Bilhões) ............................. 28Gráfico 2 – e-consumidores no Brasil (Milhões) ......................................................... 29Gráfico 3 – Previsões dos resultados financeiros e investimentos ................................ 49Gráfico 4 – Previsões dos gastos ................................................................................... 50
  • 10. 10SUMÁRIO  INTRODUÇÃO........................................................................................................................... 13TEMA.......................................................................................................................................... 14JUSTIFICATIVA........................................................................................................................ 15OBJETIVO GERAL.................................................................................................................... 17OBJETIVO ESPECÍFICO .......................................................................................................... 18ASPECTOS METODOLÓGICOS.............................................................................................. 19CARACTERIZAÇÃO DA PESQUISA.................................................................................. 19ESTUDO DE CASO ............................................................................................................... 201. MARKETING......................................................................................................................... 211.1 CONCEITO....................................................................................................................... 212. MARKETING DIGITAL........................................................................................................ 242.1 CONCEITO....................................................................................................................... 242.1.1 B2C (business t oconsumer – empresa para consumidor).......................................... 242.1.2 B2B (business to business – empresa para empresa) ................................................. 252.1.3 C2B (consumerto business – consumidor para empresa)........................................... 252.1.4 C2C (consumer toconsumer – consumidor para consumidor) ................................... 262.2 MERCADO....................................................................................................................... 263. PRODUTOS E SERVIÇOS .................................................................................................... 303.1 SITE................................................................................................................................... 303.1.1 SITE INSTITUCIONAL............................................................................................ 303.1.2 SITE MOBILE............................................................................................................ 313.1.3 SITE E-COMMERCE................................................................................................. 323.1.4 HOTSITE ................................................................................................................... 333.1.5 SITE RESPONSIVO.................................................................................................. 343.2. SISTEMA OPERACIONAL........................................................................................ 35
  • 11. 113.2.1 PROGRAMAS E APLICATIVOS ............................................................................ 353.3 SEO e SEM ....................................................................................................................... 363.3.1 SEO ............................................................................................................................ 363.1.1.1 VANTAGEM DO SEO........................................................................................... 383.2.1 SEM............................................................................................................................ 383.2.2 MERCADO................................................................................................................ 393.3 MÍDIA SOCIAL................................................................................................................ 393.3.1 OTIMIZAÇÃO DAS MÍDIAS SOCIAIS (SMO – Social Media Optmization)........ 413.3.2 PODER DAS MÍDIAS SOCIAIS E SEU USO CORPORATIVO............................ 414. PLANO DE NEGÓCIOS ........................................................................................................ 424.1 SUMÁRIO EXECUTIVO................................................................................................. 424.1.1 O CONCEITO DO NEGÓCIO .................................................................................. 424.1.2 MERCADO................................................................................................................ 424.1.3 ESTRUTURA E OPERAÇÃO .................................................................................. 434.1.4 MARKETING (PROMOÇÃO).................................................................................. 434.1.5 PRODUTO ................................................................................................................. 434.1.6 PREÇO ....................................................................................................................... 434.1.7 PRAÇA....................................................................................................................... 444.1.8 ANÁLISE SWOT....................................................................................................... 444.2 ESTRATÉGIA DE VENDAS........................................................................................... 454.2.1 ORGANOGRAMA FUNCIONAL............................................................................ 464.2.2 POLÍTICA DE RECURSOS HUMANOS................................................................. 484.2.3 LOCALIZAÇÃO........................................................................................................ 484.2.4 TECNOLOGIA .......................................................................................................... 484.3 PREVISÕES DOS RESULTADOS FINANCEIROS E INVESTIMENTOS.................. 494.3.1 PREVISÕES DOS GASTOS ......................................................................................... 504.3.2PREVISÕES DO PAYBACK..................................................................................... 50CONCLUSÃO............................................................................................................................. 57
  • 12. 12BIBLIOGRAFIA......................................................................................................................... 59WEBGRAFIA ......................................................................................................................... 60
  • 13. 13INTRODUÇÃODe acordo com Fayol (2004, p. 64) o ato de administrar como: prever, organizar,comandar, coordenar e controlar. Nesse sentido observa que a administração é a arte detransformar uma ideia em um projeto, e o presente estudo visa exatamente direcionar umasérie de recursos para a consecução de vários objetivos, haja a vista que a proposta é a criaçãode uma empresa. As funções administrativas envolvem os elementos da administração, isto é,as funções do administrador, a saber:1. Prever. Visualizar o futuro e traçar o programa de ação.2. Organizar. Constituir o duplo material e social da empresa.3. Comandar. Dirigir e orientar o pessoal.4. Coordenar. Ligar, unir, harmonizar todos os atos e esforços coletivos.5. Controlar. Verificar que tudo que ocorra de acordo com as regras estabelecidase as ordens dadas.Para desenvolver a ideia e coloca-la em prática, o caminho mais seguro para oadministrador é desenvolver um plano de negócio. Esse plano deverá conter tudo o que énecessário para que o que ele tenha em mente se torne um negócio viável e lucrativo.O presente trabalho está estruturado em um plano de negócio que visa à constituiçãode uma empresa de marketing digital, a MKT7.Como ponto de partida é preciso que se encontre um mercado apropriado para aempresa, pois deverão ser analisadas diferentes variáveis que demonstrarão a viabilidade ounão do negócio.É necessária uma análise sobre o mercado, como está desenvolvido o setor demarketing digital e quem são seus concorrentes diretos, seguindo-se de um estudo econômico-financeiro que demonstre a viabilidade do negócio.
  • 14. 14TEMAO tema deste trabalho de conclusão de curso de Gestão Empresarial é um plano denegócio, acerca da criação de uma empresa de marketing digital.
  • 15. 15JUSTIFICATIVAO mundo está em plena mudança e o mercado corporativo cada vez mais competitivo,incerto e exigente, as organizações estão procurando cada vez mais novas alternativas parapoder sobreviver e dar continuidade em suas atividades. A Internet tem mudado radicalmentea forma com que as empresas podem encontrar e se comunicar com os seus clientes. E umprocesso contínuo de renovação e modificação, faz com que as empresas procureminstrumentos que garantem a sua sobrevivência, existindo a necessidade de inovar e conseguirtrazer e manter novos clientes.Anteriormente, as empresas eram obrigadas a gastar grandes verbas para fazerpropaganda através dos meios tradicionais, tais como TV, rádio, jornais, revistas, outdoors epanfletos, já que essas eram praticamente as únicas formas de alguém descobrir sobre a ofertade um produto ou serviço. No entanto, as pessoas hoje estão expostas a muito mais opções demídia, produtos e canais de informação, e ao mesmo tempo estão cada vez mais eficientes emignorar propagandas invasivas ou irrelevantes.Isso tem feito com que qualquer propaganda só seja realmente efetiva quando geravalor real para o seu público, sendo relevante, precisa e baseada na permissão. O MarketingDigital têm algumas características que auxiliam nesta tarefa, permitindo que tenha-se altoretorno sobre o investimento de tempo e dinheiro na comunicação via Internet.O Marketing Digital (segundo Eric Santos, 2010):- É mensurável: Consegue-se medir em detalhes os resultados de cada campanha e saber o quefunciona e o que não funciona, e então continuar investindo nas coisas que dão melhorretorno;- É segmentável: Pode promover ações com um foco muito maior, assim comunica-se einterage-se apenas com o público que tem interesse no que temos a oferecer;- Permite atração gratuita: Seja por meio de busca orgânica no Google ou de forma viral viaemail e redes sociais, é possível atrair potenciais clientes de forma gratuita e crescente para oseu site;- Permite a construção de uma audiência: Através da produção de conteúdo relevante, oMarketing Digital possibilita a construção de uma base (ex: emails cadastrados, assinantes deblog, seguidores no Twitter, etc.) que ao longo do tempo se torna um ativo de marketingfundamental para a empresa;
  • 16. 16- Tem ótimo custo-benefício: A combinação das quatro características acima faz comque o Marketing Digital permita que se atinjam bons resultados mesmo a partir de baixosinvestimentos. Combinando a boa aplicação de recursos com ideias inteligentes e ajuda deferramentas eficazes, o investimento na Internet tem muito mais retorno se comparado àsmídias tradicionais.Por todas essas características, diversas empresas têm experimentado excelentesresultados e, por consequência, têm investido cada vez mais no Marketing Digital. No Brasil,o investimento nesse meio cresce a mais de 30% anualmente (fonte: IAB, 2010).Para as Pequenas e Médias Empresas (PMEs), esses benefícios do Marketing Digitalsão ainda mais evidentes, já que em geral elas dispõem de poucos recursos para promover osseus produtos e serviços. A Internet é o meio onde boas ideias (simples e objetivas) e uma boaexecução têm muito mais valor do que o dinheiro. No entanto, muitos empreendedores eresponsáveis de marketing das empresas ainda não tiram proveito desse potencial, seja pordesconhecerem as técnicas e ferramentas ou mesmo por terem receio da complexidade domeio.Este projeto tem a finalidade de apresentar um plano de negócios para abertura de umaempresa de Marketing Digital. Com os serviços de elaboração de sites corporativos eaplicativos para celulares e tablets, sistemas de otimização de busca (SEO) e outrasferramentas de marketing digital. Tem o objetivo de buscar as PMEs como principais clientes,pois é a área do mercado que mais necessita desse tipo de serviço e também é a área que maissofre com a falta de suporte ou conhecimento sobre marketing digital. Mostra como estruturaruma empresa desse seguimento, realizando uma analise completa do mercado e fazer aavaliação econômico-financeira antes de colocar em prática a nova ideia.
  • 17. 17OBJETIVO GERALLevantar todos os aspectos necessários para a criação de uma empresa de marketingdigital, analisando sua viabilidade e projeções de custos e lucros. Mostrar a evolução domarketing digital, e a sua importância no atual momento.
  • 18. 18OBJETIVO ESPECÍFICO• Desenvolver um estudo de mercado que permita entender e explorar o mercado demarketing digital.• Elaborar serviços e produtos inovadores para o nosso publico alvo.• Identificar as etapas do processo de abertura de uma empresa de marketing digital,fazendo uma analisando o mercado e elaborando uma estratégia de negócios queviabilize esta proposta.
  • 19. 19ASPECTOS METODOLÓGICOSEste item tem como objetivo apresentar os aspectos metodológicos adotados para esteestudo e compreende os aspectos relacionados com a caracterização da pesquisa, o contexto eparticipantes da pesquisa, os procedimentos e instrumentos de coleta de dados e o tratamentoe análise dos dados.A metodologia consiste em descrever os métodos e as técnicas utilizadas nodesenvolvimento do trabalho. Método para Marconi e Lakatos (2003, p 83), “é o conjunto dasatividades sistemáticas e racionais que, com maior segurança e economia, permite alcançar oobjetivo, traçando o caminho a ser seguido, detectando erros e auxiliando as decisões docientista”.CARACTERIZAÇÃO DA PESQUISAComo se trata de um plano de negócios o primeiro estágio do trabalho envolveu umdiagnóstico e análise estratégica, etapa que deu sustentação para às demais ações,possibilitando assim a proposição de um plano de negócios para a implantação da futuraempresa MKT7.Para a elaboração deste trabalho foi adotada uma combinação de aspectos de pesquisaqualitativa e quantitativa. Qualitativos pela própria natureza que envolve o processo deelaboração do plano de negócios. Quantitativos na análise do mercado, no perfil dos clientes,fornecedores e concorrentes, onde se buscou quantificar os dados e generalizar os dados daamostra.Quanto aos meios de realização desta pesquisa foi necessário à utilização de pesquisabibliográfica e documental. Sendo assim, observa-se que para esta pesquisa foram usadosapenas dados secundários.Para Mattar (1999, pag.45) os dados primários caracterizam-se por terem sidoscoletados pelo próprio pesquisador, enquanto os secundários são os dados coletados empesquisas já existentes.Na coleta de dados para a primeira parte do trabalho, ou seja, para a fundamentaçãoteórica foram utilizados dados secundários, coletados por meio de:
  • 20. 20a) Pesquisa bibliográfica em artigos e livros, disponibilizados pelas bibliotecas eacervo pessoal; além de informações contidas na internet (rede mundial decomputadores);b) Pesquisa documental em informações levantadas junto a órgãos governamentaispara obter informações sobre o mercado de marketing digital no Brasil.Zikmund (2006) acrescenta que a principal vantagem dos dados secundários está nadisponibilidade. Obtê-los é quase sempre mais rápido e menos caro do que adquirir dadosprimários.ESTUDO DE CASOPassada as questões teóricas do trabalho realizado, o estudo de caso é onde se abordatodos os procedimentos teóricos em vias práticas, ou seja, é nesta etapa que será possívelentender como a pesquisa se desenrolou para que enfim o objetivo geral da pesquisa sejaalcançado.A partir de agora será apresentado todas as análises e pesquisas feitas juntomacroambiente e microambiente de marketing. Para isso será apresentado todas asinformações coletadas, a fim de que haja a possibilidade de uma contextualização entre ofuturo empreendimento e seu meio.
  • 21. 211. MARKETING1.1 CONCEITO“Marketing é a área de conhecimento que engloba todas as atividades concernentes àsrelações orientadas para a criação de valor dos consumidores, visando alcançardeterminados objetivos de empresas ou indivíduos através de relacionamentos estáveise considerando sempre o ambiente de atuação e o impacto que essas relações causamno bem-estar da sociedade.” (LAS CASAS, 2009, p.15)O Marketing é visto como “a arte de vender produtos ou serviços”, mas o Marketing émais do que vender, é criar identidade, valor e satisfação. Segundo Peter Drucker(2006, p.04), um dos principais teóricos da administração, apresenta assim a questão:Pode-se considerar que sempre haverá a necessidade de vender. Mas o objetivo domarketing é tornar supérfluo o esforço de vender. O objetivo do marketing é conhecer eentender o cliente tão bem que o produto ou o serviço seja adequado a ele e se venda sozinho.Idealmente, o marketing deveria resultar em um cliente disposto a comprar. A única coisanecessária então seria tornar o produto ou serviço disponível. (Kotler & Keller , 2006, p. 4)Em um sentido mais amplo, os profissionais do marketing tem como objetivo provocaruma resposta comportamental da outra parte. Uma empresa deseja realizar uma venda, umcandidato deseja um voto, uma igreja deseja um membro ativo, um grupo de ação socialdeseja a adoção acalorada da causa. O marketing consiste na tomada de ações que provoquema reação desejada de um público-alvo.De acordo com a American Marketing Association (AMA) (2006, p.04), marketingconsiste no planejamento das quatro variáveis, que são: produto, preço, distribuição epromoção. Essas variáveis mostra que o marketing sempre foi praticado na sociedade,variando apenas o seu grau de intensidade, que se dá pelo desenvolvimento tecnológico aopassar dos anos. Por exemplo, antigamente os produtos eram comercializados sem muitapreocupação com a embalagem, com o desenvolvimento tecnológico, sua importância foicrescendo fazendo com o que o produto não seja a única preocupação dos negociadores.
  • 22. 22Figura 1: Fonte: Serrano, Daniel Portillo. 4 Ps do Marketing. 2006. Acessível em:<http://www.portaldomarketing.com.br/Artigos/4_Ps_do_Marketing.htm>Logo abaixo, uma descrição simplificada segundo Kotler e Keller (2006, p.17) de cadaum deles.• Produto: É tudo o que pode ser oferecido a um mercado para satisfazer umanecessidade ou um desejo, sejam bens físicos, serviços, experiências, eventos, pessoas,lugares, propriedades, organizações, informações ou ideias.• Promoção: Não basta criar bons produtos e disponibilizá-los ao mercadoconsumidor, é fundamental que existam processo de comunicação com os clientes.Como ferramenta de promoção, podemos citar: propaganda, relações públicas,concursos culturais, ações na web, entre outras.• Preço: O preço é o elemento do composto de marketing que produz receita, osdemais, apesar de terem o objetivo de produzir receita, só produzem custos. Aodeterminar o preço, a empresa pode buscar seus objetivos, sobreviver, maximizar olucro ou maximizar sua participação no mercado.
  • 23. 23• Praça (Ponto de Venda): O Ponto de Vendas ou Praça pode é a combinaçãode agentes que permitem que o produto/serviço flua, vai dos produtores aosconsumidores. Ele pode ser uma gôndola de supermercado, um site na internet, vendasdiretas, entre outros.Pode-se até afirmar, que o marketing era praticado até mesmo na idade média. Umartesão levava seu produto (couro, por exemplo) até o centro comercial (distribuição),oferecia o produto aos consumidores por um determinado valor (preço) e realizava avenda, pessoalmente ou até mesmo anunciava em voz alta (promoção).A evolução do conceito de marketing considera o relacionamento como forma de seobter vantagem competitiva em um ambiente comercial cada vez mais concorrido. Omarketing tem o papel de mudar o pensamento em relação ao cliente e o produto,oferecendo vantagem como oferta atingindo um dos seus objetivos, que é “facilitar econsumar relações de troca” (Kotler, 1978, p.30), de modo que o cliente fiquesatisfeito.
  • 24. 242. MARKETING DIGITAL2.1 CONCEITOMarketing digital são todas as ações que utilizam os canais, meios e ferramentasdigitais como principais plataformas e planejamentos de marketing. Essas ações decomunicação têm a função de divulgar e comercializar produtos, negócios, serviços ouatributos de uma marca, além de melhorar sua rede de relacionamentos e conquistar novosclientes.Está presente em diversas mídias digitais, como websites, celulares, tablets, televisoresdigitais, consoles de vídeo game, entre outros. A diversidade de acesso por tais dispositivosabre novos canais de marketing, aumentando o número de possibilidades para que as açõessejam realizadas.Engloba também planejamentos os de SEO (Search Engine Optimization), que é umconjunto de técnicas onpage e offpage para a otimização de sites nos principais buscadores dainternet, alavancando a quantidade de visualizações; SEM (Search Engine Marketing), técnicaem que o cliente divulga seu website através de links patrocinados, que permitem uma maiorvisualização; e Mídia Social (Social Media) que introduz sua marca nas principais redessociais, divulgando conteúdos de sua escolha e interagindo com seus clientes.A internet se tornou a maior fonte de informação acessível e a nível global. Por essemotivo, empresas de todos os portes se viram obrigadas a adentrar no universo digital paranão perderem espaço no mercado. As mídias digitais vêm sendo ótimas aliadas das mídiasmais tradicionais, que por sua vez, perderam algum espaço nas estratégias de marketingatuais.2.1.1 B2C (business to consumer – empresa para consumidor)Marketing online B2C trata-se da venda de produtos e serviços diretamente para osconsumidores finais. Com o avanço do universo digital, os consumidores já conseguemcomprar praticamente tudo pela internet. Por esse motivo, as compras online continuam acrescer a uma velocidade considerável.Conforme o número de pessoas que se conectam a internet aumenta, a quantidade deconsumidores tende a crescer, sendo assim, surgem diversas oportunidades de marketing àserem aproveitadas pelas empresas.
  • 25. 25O processo de compra e venda pela internet difere do processo tradicional, pois ointernauta é quem inicia e controla todo o contato com a empresa.2.1.2 B2B (business to business – empresa para empresa)Muitas empresas utilizam ferramentas digitais para criar e aprimorar o relacionamentocom outras organizações, afim de obter uma maior eficiência e melhores preços na hora decomprar. Esse contato é feito através de emails, catálogos de produtos, redes de negociaçõesonline, entre outros recursos.“Compradores corporativos podem visitar o site Web da Sun Microsystems(www.sun.com), selecionar descrições detalhadas dos produtos e soluções da Sun,solicitar informações de vendas e serviços e interagir com o pessoal da empresa.Algumas empresas conduzem quase todos os seus negócios pela internet. A CiscoSystem, que produz software e equipamentos de redes, recebe mais de 80 por cento deseus pedidos pela internet.” (Kotler e Armstrong, 2007, p.445)Além de realizar vendas online de seus produtos e serviços, as organizações podemutilizar o mundo digital para se aproximar de importantes clientes organizacionais, facilitandoa interação entre si.2.1.3 C2B (consumer to business – consumidor para empresa)A internet vem aproximando cada vez mais o consumidor das empresas. Atualmente,muitas empresas realizam enquetes ou pesquisas em seus websites para que o cliente consigaenviar sugestões e perguntas. Outra vantagem que as organizações podem ter é que oconsumidor podem impulsionar as transações com as empresas, ao invés do contrário.Kotler e Armstrong (2007) citam o seguinte exemplo:“Utilizando o Priceline.com, compradores potenciais podem dar lances para passagensaéreas, diárias em hotéis, aluguel de carros, cruzeiros e pacotes de viagem, deixando
  • 26. 26aos vendedores decidir se querem ou não aceitar as ofertas.” (Kotler e Armstrong,2007, p.447)Um website que vem sendo muito utilizado pelos consumidores é oReclameaqui.com.br, onde os consumidores enviam sugestões ou reclamações às empresas. Osite direciona as mensagens para as respectivas empresas e ajuda os clientes a obter umaresposta.2.1.4 C2C (consumer to consumer – consumidor para consumidor)Caracteriza-se pela presença de pessoas falando para pessoas. No marketing onlineC2C, a internet proporciona um meio de comunicação onde os consumidores realizamcompras ou trocas de bens e informações, nesses casos, o contato é direto de um indivíduopara o outro.No Brasil pede-se citar um site muito conhecido, o Mercadolivre.com.br. O MercadoLivre é destaque e conta com mais de 12 milhões de usuários em toda a América Latina. Pormeio do mesmo, são realizadas compras e vendas entre pessoas físicas e as transaçõesacontecem em forma de leilões online. O site ajuda apenas no processo de ajudar eintermediar as transações.Outro exemplo de modelo usado no marketing C2C são os blogs. Cada vez mais vemsendo utilizados pelas empresas como veículo para atingir clientes selecionados.“Antes da GE (General Electric) ter anunciado uma grande iniciativa de tecnologiapara o consumo eficiente de energia em 2005, os executivos da GE se encontraramcom importantes bloggers (pessoas que escrevem blogs) ambientalistas para obter seuapoio.” (Kotler e Armstrong, 2007, p.446)2.2 MERCADOA internet ficou ao alcance dos brasileiros no final da década de 90, promovendograndes transformações no cotidiano de pessoas e organizações. Desde então, agregoudiversas funcionalidades e proporcionou a criação de novos mercados, como por exemplo
  • 27. 27sites de compra coletiva, banklines, empresas especializadas em segurança digital, etc.Atualmente, o e-commerce (comércio eletrônico) movimenta bilhões e continua com umaótima perspectiva de crescimento.Tabela 1 – Quantidade de pessoas conectadas a Web no BrasilFonte: Compilado por www.e-commerce.org.br / fonte: pesquisas diversas / população: variações anuais estimadas. / 2012.Realizar compras e transações financeiras, contratar serviços e estabelecer outrosvínculos comerciais nunca foram tão habituais. Os usuários encontram uma enorme variedadede facilidades e oportunidades com o crescimento do mercado.Segundo dados da Câmara E-net (Câmara Brasileira do Comércio Eletrônico), no anode 2012, foram realizados 66,7 milhões de pedidos pela internet, um valor 24,2% maior doque o registrado em 2011. Para 2013, a e-bit, empresa especializada em informações do setor,prevê que o comércio eletrônico no Brasil continue em ascensão e estima que o crescimentodo e-commerce seja de 25%, chegando a um faturamento de R$ 28 bilhões. Devido aocrescimento econômico e a aceleração das vendas de dispositivos móveis como tablets esmartphones, a tendência é que 2013 apresente um resultado ainda melhor que 2012.
  • 28. 28Gráfico 1 – Faturamento anual do e-commerce no Brasil (Bilhões)Fonte: eBit – www.e-commerce.org.br, 2012.Fonte: eBit - www.e-commerce.org.br. Não considera vendas de automóveis, passagens aéreas e leilões on-line, 2012.
  • 29. 29Gráfico 2 – e-consumidores no Brasil (Milhões)Fonte: eBit – www.e-commerce.org.br, 2012.
  • 30. 303. PRODUTOS E SERVIÇOS3.1 SITE3.1.1 SITE INSTITUCIONALO site institucional é uma grande oportunidade de a empresa estar na Internet e tornar-se cada vez mais conhecida. A página virtual, onde o objetivo principal é fazer a divulgaçãoda empresa seja como cartão de visitas ou o início para bons negócios. Nos últimos anos, terum site deixou de ser um diferencial e passou a ser essencial para qualquer empresa eprofissional liberal destacar seus serviços, dessa forma um site funcional em que atenda tantosas necessidades dos clientes quanto do seu público-alvo é muito importante para o bomrelacionamento e na conquista de novos clientes. É a melhor tática para mostrar seus produtose serviços aos novos clientes, pois com o site institucional sua empresa estará exposta 24horas por dia, tendo como resultado o aumento de seus lucros.O site institucional é otimizado para Google, Yahoo, Bing, Ask e outros buscadores.Com o layout personalizado isto é, desenvolvido em HTML com tecnologias com Flash ePHP (Hypertext Preprocessor) é construído de acordo com as diretrizes do Google, portanto,será de fácil interpretação. O site terá mais chance de ser exibido com alta relevância nosresultados das buscas feitas no Google, trazendo resultados para a empresa.Principais vantagens em ter um site institucional:− Propagando 24 horas no ar com baixo custo;− Ampliação da visibilidade da empresa;− Divulgação da marca, produtos e serviços;− Design exclusivo− Site otimizado para busca no Google e outros buscadores;− Página informativa, contendo fotos e informações sobre a empresa;− Suporta versões para móveis e aplicativos;− Google Analytics, Implantação da ferramenta de análise do Google, quepermite acompanhar as estatísticas de visitação.
  • 31. 313.1.2 SITE MOBILEA cada dia cresce mais e mais os números de consumidores utilizando cada vez maisseus smartphones para diversas aplicações, com isso o mercado está abrindo grandespossibilidades para o desenvolvimento de aplicativos e sites mobile.O site mobile adapta o conteúdo de seu website para dispositivos móveis, criando umainterface fácil e agradável para seus usuários, consequentemente aumentando os resultadospositivos. O ritmo acelerado do dia a dia faz com que o smartphone seja uma ferramentafundamental para as pessoas para a interação entre suas redes de relacionamento e tambémentre os estabelecimentos que estão em sua rotina, sendo assim, surge a necessidade de umaempresa possuir um site mobile que é desenvolvido para telas menores que o Desktop.O uso pode ajudar a empresa a se conectar com clientes e impulsionar o negócio, poisnos últimos anos os clientes estão se conectando com as empresas através do celular. Estarpresente no mundo digital exige essa adaptação do website da empresa, podendo maximizaros resultados.Figura 2 - Fontes: Ipsos Media CT, 2012 "Nosso Planeta Mobile".
  • 32. 32Figura 3 - Fonte: Adobe Systems “Adobe Mobile Experience Survey,” 2011; eMarketer, 2011.3.1.3 SITE E-COMMERCEO e-commerce ou comércio eletrônico é uma ferramenta da internet que rapidamentefoi se expandindo ao passar dos anos.Sua definição, segundo a Organization for Economic Co-operation andDevelopmente, engloba a realização de negócios por meio da internet, incluindo a venda nãosó de produtos e serviços físicos, entregues off-line, isto é, por meios tradicionais, mas deprodutos como softwares, que podem ser digitalizados e entregues on-line, por meio dainternet. (VIDIGAL, 2007, pg.37)A vantagem do comércio eletrônico é que permite que os consumidores transacionembens e serviços sem barreiras de tempo ou distância. Em 2012, foram realizados ao longo doano 66,7 milhões de pedidos, um volume 24,2% maior do que o registrado no ano anterior.Conforme a e-bit, vendas do comércio eletrônico do Brasil devem crescer 24% em 2013.Atualmente é um dos mais importantes fenômenos da Internet, pois é mais rápido,mais barato e mais conveniente do que os métodos tradicionais de transação de bens eserviços. Além disso, o e-commerce permite que as empresas mantenham os clientesatualizados das promoções e novidades, com links patrocinados ou através de e-mailmarketing.Existem alguns tipos de e-commerce, são eles:
  • 33. 33• Business to Consumer (B2C): Nesse ramo de e-commerce, a relação éestabelecida entre a organização (business) e o cliente (customer), isto é, asempresas online vendendo serviços e produtos para o cliente final.• Business to Business (B2B):Consiste na relação de negócios entre empresas,como venda somente no atacado. Não existe a interação com cliente comopessoa física. Normalmente feito entre fabricantes e lojas.• Consumer to Consumer (C2C): Este tipo de comércio eletrônico consiste nanegociação entre duas pessoas físicas, normalmente estabelecidas através de umintermediador, como os sites de leilão de produtos e afins.• M-Commerce: Esta definição é relativamente nova e consiste em estabeleceruma transação comercial com o uso de um dispositivo móvel (celular,smartphone, tablets e etc.). Devido ao aumento de venda e utilização dessesdispositivos, a consolidação deste tipo de comércio é uma aposta para um futuropróximo.• S-commerce: Tipo de comércio que envolve o relacionamento entre pessoas. Asredes sociais têm grande influência sobre as compras, pois através delas ocorre adivulgação de vários tipos de produtos, consequentemente comentários deusuários dos mesmos. É possível observar a grande vantagem desse tipo de E-commerce, como: a redução de riscos, soluções em comum, troca deexperiências e muitos outros.• T-Commerce: Esta modalidade de comércio eletrônico faz uso da TV Digitalcomo meio de se vender produtos para os telespectadores. O telespectador podea qualquer momento do programa na TV comprar o produto que está sendoexibido, seja por débito direto no cartão de crédito ou estabelecimento de umcontato direto com o vendedor.3.1.4 HOTSITEÉ um site temporário que objetiva divulgar informações de um produto ou serviço eobter a participação do público-alvo na campanha promocional da empresa ou da marca. Édesenvolvido para suportar ações promocionais com elevados números de internautas. Emgeral, o site dura o período da promoção, que é de alguns meses. Hotsite ou site promocional
  • 34. 34é planejado para destacar uma ação de marketing, normalmente é inserido em hotspots degrandes portais.Um hotsite é uma maneira que serve para reduzir nos orçamentos quando se escolhepor optar por mídias alternativas (hotsite, banners, sorteios online, est.) às mídias tradicionais(televisão, rádio, jornais, etc.).3.1.5 SITE RESPONSIVOCom a evolução da tecnologia nos equipamentos eletrônicos, também foi surgindo anecessidade de adaptar os sites. Alguns anos atrás bastava fazer um site que funcionava emInternet Explorer, que tudo estava certo, porém hoje em dia mudou, pois existem televisões de50” polegadas acessando a Internet assim como celulares com telas de 2” até 5” polegadas,tablets com telas até 11” polegadas e também há computadores com telas menores, osnetbook, e os maiores com telas que chegam a 26” polegadas. Com todas essa mudança, ossites foram obrigados a se adaptar as mudanças para satisfazer os usuários.O site responsivo consegue responder ao tamanho da tela para se adequar de melhorforma. Ao invés de criar sites diferentes, para mobile e desktop, hoje é possível a empresa temum site que irá se adaptar a qualquer tela que for carregado.Figura 4 - Fonte: Agência Trato, 2013.
  • 35. 353.2. SISTEMA OPERACIONALUm sistema operacional é um programa que atua como uma interface entre ohardware do computador, celular e tablete o usuário do sistema. Seu propósito é fornecer umambiente no qual se possa executar programas e aplicativos. Suas metas são tornar o sistemado computador, celular ou tablet conveniente ao uso e que a utilização do hardware seja feitade modo eficiente (fonte: Wikipedia, 2013).3.2.1 PROGRAMAS E APLICATIVOSOs programas e aplicativos, de um modo geral, estão ligados a processamento dedados e tem por objetivo ajudar o usuário a desempenhar uma tarefa específica. Eles não sãosistemas operacionais, são usados e desenvolvidos para cada sistema e também não é damesma natureza de jogos, softwares lúdicos ou qualquer outra ferramenta ligada a sistemasoperacionais.Existem três tipos de softwares de programas e aplicativos, Software Livre, SoftwareProprietário e Software Comercial.• Software Proprietário é um software que é licenciado com direitosexclusivos para o produtor. Para fazer uso ou qualquer alteração noprograma (quando possível) é necessário a compra de uma licença• Software Livre, segundo a definição da Free Software Foundation, équalquer programa que possa ser utilizado, copiado, estudado eredistribuído sem restrições. O Software livre respeita os direitos dosutilizadores permitindo que partilhem com outros o que aprenderam, járespeitante ao lucro, não se opõem ao software vendido almejando lucro(software comercial) desde que respeitem o copyleft.• Software Comercial é um software criado com o objetivo de gerar lucropara a empresa que o criou seja pela venda de licenças ou pela utilização deanúncios no programa. Um software comercial muito utilizado éo Windows Live Messenger (antigo MSN Messenger). O programa éconsiderado um software comercial, pois embora seja propriedade daMicrosoft e consequentemente, de código fechado, ele gera lucro para aempresa através dos diversos anúncios presentes no programa.
  • 36. 36A MKT7 pretende trabalhar com dois tipos de softwares de aplicativos, o SoftwareProprietário e Software Comercial.3.3 SEO e SEM3.3.1 SEOSearch Engine Optimization (SEO) é um conjunto de técnicas, métodos e estudos quevisam melhorar o posicionamento de suas páginas no mecanismo de busca, ou seja,quando um usuário digita no mecanismo de busca uma palavra-chave, o objetivo doSEO é fazer com que uma (ou várias) das páginas do seu website, apareça entre osprimeiros resultados da busca orgânica (Agência Mestre, 2007).O termo Search Engine Optimization foi usado pela primeira vez pela empresaMultimedia Marketing Group (MMG), de John Audette, onde o objetivo era realizar métodosque fizessem com que um website conseguisse um posicionamento nos resultados de buscamelhor do que os concorrentes.É muito importante não confundir os resultados orgânicos com os resultadospatrocinados. Como o exemplo na imagem, os resultados orgânicos são marcados em verde eos resultados patrocinados são marcados em laranja.
  • 37. 37Figura 5Entre estas técnicas e métodos, podemos dividir o SEO em dois termos: os fatores On-Page e os fatores Off-Page. Pela tradução direta, os fatores On-Page caracterizam-se portécnicas que alteram ou melhoram aspectos internos do site. Já os Off-Page caracterizam-sepelos aspectos externos.On-Page, pode-se listar:• Título das páginas• Meta tags• Heading tags• Atributo alt em imagens• Domínio• URL do arquivo• ConteúdoOff-Page, pode-se listar:• Número de links externos• Qualidade dos links externos• Texto âncora dos links externos
  • 38. 38• Idade de um domínioO trabalho de um profissional de SEO é realizar uma engenharia reversa nosmecanismos de busca, realizando modificações nas páginas de um website, a fim de melhoraro posicionamento do site.3.1.1.1 VANTAGEM DO SEOA essência do trabalho de SEO é conseguir novos visitantes, porque aumentam as suaschances de conversão. Logo, com um bom trabalho de SEO, você pode aumentar as suasvendas alcançando os objetivos traçados pela empresa.É importante frisar que SEO é um trabalho de médio/longo prazo que visa aumentar aquantidade de visitantes através de confiança dos buscadores. Uma vez feito o trabalho,quando o site aparecer bem nas pesquisas, será por credibilidade.3.2.1 SEMOs anúncios são claramente identificados como links patrocinados. A maioriados internautas clica no links do resultado natural da busca, e cerca de 10% dosinternautas clica no link patrocinado. Dessa forma, o internauta não se incomoda coma publicidade, pois ela está diretamente relacionada a busca realizada, e o googleconsegue uma forma eficiente de se remunerar pelo volume de visitas diárias querecebe em seus serviços gratuitos.(Cláudio Torres, 2009, p.301)Como o número de sites na Web aumentou em meados dos anos 90, os motores debusca começaram a aparecer para ajudar as pessoas a encontrar informações rapidamente.O Google começou a oferecer anúncios em páginas de resultados de busca em 2000através do Google AdWords. Os anúncios possuem um valor mínimo de R$0,15 aumentandode acordo com a concorrência da palavra-chave, ou seja, quanto mais gente querendo anunciarutilizando um determinado termo mais caro ele se torna.Os critérios que determinam a Classificação são diferentes para os anúnciossegmentados por palavra-chave. Eles dependem da exibição desses anúncios no Google e narede de pesquisa ou na Rede de Display. Há ainda um terceiro conjunto de critérios quedeterminam se um anúncio segmentado por canal será exibido em determinada página daRede de Display.
  • 39. 39Através do CPC e do CTR (click through rate ou taxa de cliques), seu anúncio ficaráem posição mais elevada se contiver palavras-chave e texto de anúncio relevante, uma CTRsignificativa no Google e um lance de CPC alto.A quantidade de caracteres que podem ser utilizadas em um anúncio varia de acordocom cada ferramenta de busca e possuem diversas regras a serem seguidas. Por isso, aimportância da contratação de um profissional especializado nas ferramentas como: GoogleAdWords e Yahoo Search Marketing, além das ferramentas de análise de resultados como oGoogle Analytics e o Yahoo Web Analytics.3.2.2 MERCADOEm 2012, os anunciantes norte-americanos passaram de 19,51 bilhões de dólares em searchengine marketing. Os maiores fornecedores foram SEM Google AdWords e anúncios Bing (Yahoo!Search Marketing e Microsoft adCenter). A partir de 2006, SEM estava crescendo muito mais rápidodo que o tradicional de publicidade e até mesmo de outros canais de marketing online. Por causa datecnologia complexa, um mercado secundário "agência de marketing de busca" evoluiu. Algunscomerciantes têm dificuldade em compreender a complexidade do SEM e optam por confiar emagências de terceiros para gerenciar seu marketing de busca.3.3 MÍDIA SOCIALO termo Mídia social vem do inglês Social media, e trata da produção descentralizadade conteúdos por meio de uma rede social. Mídias sociais se referem aos meios decomunicação e interação entre pessoas que possibilitam criar, compartilhar, trocar e comentarconteúdos em redes virtuais.Emprega tecnologia móvel e de internet para criar plataformas interativas quealcancem o público alvo de cada organização. As publicações de conteúdo atingem um grandepúblico de forma viral, onde os usuários compartilham as informações com sua rede deconhecidos e assim por diante. Esse fato faz com que as mídias sociais tenham baixo custo deprodução e, mesmo assim, um grande alcance.
  • 40. 40As principais redes sociais utilizadas para a divulgação de marcas, produtos e ser viçossão: Facebook, Twitter e Youtube. Englobam diversos recursos e atividades que integramtecnologia, interação social e a construção de palavras, fotos, vídeos e áudios.“Segundo pesquisa realizada em 2011 pelo portal Mundo do Marketing e a TNSResearch, 67% das empresas, nacionais ou multinacionais, utilizam mídias sociais edesse total 92% preferem o Twitter como principal ferramenta, 69% estão noFacebook.” (TURCHI, Sandra R., p.138, 2011.).Facebook é uma rede social fundada em 2004 por Mark Zuckemberg. As organizaçõescriam perfis em que podem compartilhar notícias, imagens, vídeos e fotos ao seu públicoalvo. Os consumidores em potencial têm a opção de “curtir” e “compartilhar” o postpublicado pela organização. Dessa forma, o conteúdo é exibido para todos os indivíduos queestão em sua lista de amigos, fazendo com que seja visto por mais e mais pessoas toda vezque é compartilhado. Possui também aplicativos e eventos, onde a pessoa pode convidar todosseus amigos para um determinado evento. Existe também o facebook especial para telefonescelulares e smartphones, que facilitam a visualização e acessibilidade do usuários.Twitter foi criado em 2006 por Jack Dorsey. Trata-se de um microblog que permite aousuário enviar e receber textos de até 140 caracteres com as atualizações de seus contatos. Ostextos são conhecidos como tweets, e podem ser enviados diretamente pelo site do serviço,por SMS, por smartphones, tablets e etc. Todas atualizações são exibidas no perfil do usuárioem tempo real e também são enviadas a todos que seguem o seu Twitter. Possui ferramentas,como o retweet, que consiste em replicar uma determinada mensagem de um usuário para alista de seguidores, dando crédito a seu autor original, trendingtopics, que são uma lista emtempo real das palavras mais postadas no Twitter pelo mundo todo.Fundado em 2005, por Chad Hurley, Steve Chen e JawedKarim, o Youtube é um sitede compartilhamento de vídeos. São criados canais pelos usuários, onde podem compartilharvídeos sobre os mais variados temas. Os vídeos estão disponíveis para qualquer pessoa quequeira assistir e permite que o usuário que assistiu adicione comentários sobre o vídeo.“Em pesquisa realizada em 2009 nos EUA, aproximadamente 65% das empresasutilizavam as mídias sociais no seu dia a dia para realizar pesquisas, buscarinformações relevantes e fazer benchmarking. As dez atividades mais comuns são:
  • 41. 41manter sites de mídia social da companhia (70%); monitorar o que é dito sobre aempresa (60%); participar do Twitter (56%); monitorar ratings (54%); acompanhar oque é dito sobre os concorrentes (53%); participar de discussões em sites de terceiros(51%); divulgação e propaganda (50%); gerir uma comunidade online para osconsumidores (50%) e participar de sessões de perguntas e respostas em sites deterceiros (50%). As redes mais usadas pelas empresas são Facebook, Twitter, LinkedIne YouTube.” (TURCHI, Sandra R., 2011)3.3.1 OTIMIZAÇÃO DAS MÍDIAS SOCIAIS (SMO – Social Media Optmization)SMO é processo de distribuir, da melhor maneira possível, entre as mídias sociais oconteúdo gerado pelas organizações. É feito um planejamento de marketing que engloba acriação de um conteúdo memorável, único e com potencial para virar notícia.3.3.2 PODER DAS MÍDIAS SOCIAIS E SEU USO CORPORATIVOA evolução das mídias sociais permitiu que, atualmente, seja possível a efetivação denegócios através das mesmas. Deixaram de ser exclusividade das grandes organizações e setornaram acessíveis a todos que desejam divulgar sua marca nas redes sociais.Possibilita que os usuários façam muito mais, com muito menos recurso monetário,pois disponibiliza criação de conteúdo específico para pequenos grupos, liberdade decomunicação interativa, facilidade do uso das ferramentas e arquitetura participativa.Diversas empresas já utilizam desse serviço. Descobriram ser um poderosoinstrumento de relacionamento, comunicação, vendas e até mesmo de atendimento aosconsumidores, assim, facilitando contatos com seus clientes.
  • 42. 424. PLANO DE NEGÓCIOS4.1 SUMÁRIO EXECUTIVO4.1.1 O CONCEITO DO NEGÓCIOA MKT7 surgiu da necessidade no mercado, em que o e-marketing vem se destacandocomo ferramenta de divulgação e maximização de resultados das organizações que o utilizam.Trata-se de uma empresa de Marketing digital que oferece produtos/serviços para o universodigital, aliando qualidade e ótimo custo/benefício, para satisfazer as necessidades dos clientes.O modelo de negócio é dirigido pela demanda do mercado, onde as empresas necessitaminvestir em marketing para se manter e progredir cada vez mais nesse meio que vem provandoser muito lucrativo.4.1.2 MERCADOO marketing digital no Brasil está em uma fase de franco crescimento. Segundo o sitehubspot.com, 70% dos usuários fazem pesquisa online antes de comprar qualquer produto.Esses dados deixam bem claro como a internet tornou-se uma fonte que leva confiança aosconsumidores. Este mesmo site revelou que 41% das empresas B2B e 67% das empresas B2Cconquistaram novos clientes através do uso das mídias sociais, principalmente o Facebook.A revista Exame, informou que 90% das companhias investem em Marketing Digital.Esta análise mostra que ainda há muito espaço e muito a se investir, a MKT7 tem comopúblico alvo, empresas de pequeno e médio porte, pois são as com menor possibilidade de terum setor de marketing interno.A empresa funcionará, a princípio, apenas na cidade de São Paulo, o que não impedede ter clientes em outras localidades. A MKT7 estruturou um planejamento estratégico alongo prazo que pretende se expandir para outras capitais nacionais.
  • 43. 434.1.3 ESTRUTURA E OPERAÇÃOA empresa possui uma estrutura enxuta e funcional, com um espaço clean e dinâmico,facilitando o estilo de gestão e deixando mais ágil e moderno. Previsão de sistema derecompensa aos funcionários, premiação por produtividade e incentivos que atraem osmelhores profissionais do mercado e os mantém sempre motivados. A empresa será instaladainicialmente no bairro Berrini, São Paulo – SP, recebendo todo suporte tecnológico dehardware e software para o funcionamento.4.1.4 MARKETING (PROMOÇÃO)A estratégia de marketing utilizada pela MKT7 será traçada conforme os interesses deseu público alvo. O objetivo é divulgar os produtos e serviços da empresa em alguns canaiscomo: links patrocinados (GoogleAdwords), anúncios na revista Exame, pois é voltada paraempresários e participação em feiras cujo público principal sejam profissionais da área demarketing. Sem esquecer também do próprio marketing digital, em que dispõe de um site comSEO, E-mail marketing e todo um planejamento para utilização das mídias sociais (Facebook,Twitter e LinkedIn).4.1.5 PRODUTOOs produtos e serviços oferecidos pela MKT7 vão ser desenvolvidos de acordo com operfil do cliente criando diferenciação e agregando satisfação ao concluir o projeto.Garantindo e mensurando os resultados os clientes se tornam fieis.4.1.6 PREÇOA estratégia de ganho de mercado da MKT7 implica em uma política de preçosacessíveis ao público-alvo. Com base na experiência da equipe e na percepção do mercado,definiu-se a seguinte estratégia de preços:
  • 44. 44Site Simples Médio ComplexoPreço R$ 3.000,00 R$ 5.500,00 R$ 9.000,00 - 14.000,00Mensalidade P/ M R$ 50,00 R$ 80,00 R$ 100,00 - 200,00Prazo de desenv. 1 semana 2 semanas 3-6 semanasAplicativo Simples Médio ComplexoPreço R$10.000,00 R$22.000,00 À partir de R$ 30.000,00Mensalidade P/ M R$100,00 R$200,00 À partir de R$300,00Prazo de desenv. 2 semanas 3-4 semanas À partir de 5 semanasTabela 2: Preços.4.1.7 PRAÇACom base na análise do mercado e com a estratégia de marketing estipulada, o mercado-alvo será, inicialmente, o estado de São Paulo, com ampliação gradativa em outros estados e alongo prazo o mundo todo.4.1.8 ANÁLISE SWOTAo se analisar os ambientes internos e externos do negócio, obtiveram-se a seguintetabela SWOT:
  • 45. 45Figura 64.2 ESTRATÉGIA DE VENDASO objetivo principal das vendas é pela divulgação dos serviços pelos meios já citados,fazendo com que o cliente entre em contato. Também por meio de representantes comerciaisque vão para diversas feiras para contatar os profissionais que administram a parte demarketing, com o intuito de divulgar nosso portfólio e atrair possíveis clientes.Focar no bom relacionamento com os clientes conseguindo sua fidelidade nas próximascampanhas.  FORÇAS  -­‐  Profissionais  com  bastante  experiência  na  área;  -­‐  Alto  inves=mento  em  marke=ng  e  promoção  da  marca.  -­‐  Ó=ma  localização.  FRAQUEZAS  -­‐  Empresa  nova  no  mercado  sem  valor  de  marca;  -­‐  Pequena  quan=dade  de  funcionários;  OPORTUNIDADES  -­‐  Mercado  em  alto  crescimento;  -­‐  Smartphones  e  tablets  mais  acessíveis  para  as  classes  C  e  D.  -­‐  Necessidade  das  empresas  estarem  presente  na  internet.    AMEAÇAS  -­‐  Velocidade  de  transformação  da  tecnologia;  -­‐  Novos  entrantes.      SWOT  
  • 46. 464.2.1 ORGANOGRAMA FUNCIONALA estrutura funcional foi planejada com base na fase inicial da empresa, podendo mudarcom o crescimento no mercado e sua demanda.Figura 7• CEO, Chief Executive Officer, sua importância vai além de suas atividadesadministrativas e escolhas de rumos gerenciais, ele representa a essência e aimagem do modelo gerencial nas organizações. Sua função é conduzir sinergiasentre as áreas da organização, através da delegação de metas e projetoscorporativos.• RH/Financeiro tem por finalidade selecionar, gerir e nortear os colaboradores nadireção dos objetivos e metas da empresa, e também cuidar das receitas da
  • 47. 47empresa, tem atuação principal no controle e apuração do custo total dasatividades empresariais.• Coordenador de Marketing representa os analistas da empresa, ajudando natomada de decisão e nas escolhas em relação aos serviços prestado, acompanhade perto todo o planejamento para ter a certeza de que os resultados das açõesvão alcançar os objetivos do negócio.• Analistas Sênior, cuidam dos projetos mais complexos e também dos aplicativosque a empresa desenvolve para seus clientes e sites desenvolvidos para outrasempresas.• Analista de Marketing tem como objetivo construir uma forte ligação com opúblico alvo específico da empresa identificando o nicho de consumo, ascaracterísticas do grupo e a forma eficaz para abordá-lo, e também dar suportedas outras áreas da empresa.• Assistente de venda consiste no acompanhamento na emissão de pedidos,preparação de documentos para o faturamento, e efetuam a compilação de dadospara alimentar o relatório geral que é enviado para a direção da empresa.• Analista programador presta suporte em outras áreas, como a implementação deum site ajudando a elaborar, orientar atividades de desenvolvimento emanutenção.• Analista de designer tem como objetivo a implementação do layout, isso é,refere-se ao projeto visual e funcional de um produto, a adaptação de umproduto a necessidade dos seus usuários, cativando o seu uso através da estética,aplicando-se conceitos e usabilidade a sua forma.
  • 48. 484.2.2 POLÍTICA DE RECURSOS HUMANOSA política de recursos humanos visa a uma gestão participativa, tanto no que se refere àdelegação de tarefas e à descentralização, não se resumindo apenas em pagar impostos, darlucro e cumprir as leis. O objetivo é valorizar o capital humano, pois sem ele é impossívelalcançar os resultados financeiros e produtivos sem valorizar as pessoas que trabalham noprojeto, sendo assim, constituir uma equipe competente e comprometida com o negócio émuito importante. Para isso, pretende-se implantar sistemas de recompensas, premiação porprodutividade, levando-as a contribuírem e se comprometerem com o desempenho e osresultados organizacionais.A MKT7 trabalha para valorizar, desenvolver e reter seus talentos, oferecendotreinamento, oportunidade de progressão na carreira, benefícios educacionais e empregatíciose remuneração nos padrões do mercado.4.2.3 LOCALIZAÇÃOCom a empresa em fase inicial, a infraestrutura necessária para acomodar e dar suporteàs ações de todas as áreas correspondentes é uma sala comercial ampla, clean e dinâmicatrazendo conforto para os empregados, que fica localizada no bairro Berrine, A instalação éalugada, porém as máquinas (hardware) e software são de propriedade própria.4.2.4 TECNOLOGIAO plano de tecnologia foi cuidadosamente elaborado tendo em vista as projeções deavanços tecnológicos e a necessidade de uma estrutura que dê sustentação aos requisitos dequalidade e design. São necessário 6 computadores (desenvolvedores), cuja configuração dehardware utilizada para realização dos serviços é:• IMac de 21,5 polegadas (diagonal), retroiluminada por LED, com tecnologiaIPS, resolução de 1920 x 1080 e suporte para milhões de cores;• 2,9GHz Intel Core i5 quad core, 2,9GHz (Turbo Boost até 3,6GHz) com 6MBde cache L3• 8GB (duas de 4GB) de memória DDR3, 1600MHz; quatro slots SO-DIMM quepodem ser acessados pelo usuário
  • 49. 49• Disco rígido de 1TB, 5400 rpm• Processador gráfico NVIDIA GeForce GTX 675MX com 1GB de memóriaGDDR5Os softwares utilizados no mesmo são:• Office• SQL Server• Adobe Masters Collection CS6• Software para desenvolvimento de aplicativos.4.3 PREVISÕES DOS RESULTADOS FINANCEIROS E INVESTIMENTOSNa elaboração deste plano de negócios levaram-se em consideração as seguintesprevisões:Gráfico 3Mês 1 2 3 4 5 6Site 2 S 3 S + 1 M 2 S + 2 M 3 S + 1 C 4 S + 1 M 1 C + 1 M + 1 SAPP 0 1 M 1 M 1 S 2 S 1 MValor R$6.000,00 R$36.500,00 R$39.000,00 R$29.000,00 $35.500,00 R$40.500,00S - Simples M - Médio C – ComplexoTabela 3012.500,0025.000,0037.500,0050.000,00Mes 1 Mes 2 Mes 3 Mes 4 Mes 5 Mes 6R$40.500,00R$35.500,00R$29.000,00R$39.000,00R$36.500,00R$6.000,00
  • 50. 504.3.1 PREVISÕES DOS GASTOSGráfico 4O Gráfico mostra os gastos e investimentos feitos nos 6 primeiros meses, mas conta com obudget de 1 ano, no valor de R$ 1.091.000,00.BUDGET  1  ANO   Mensal   Ano  Gastos  Mensais    R$15.000,00      R$180.000,00    Salários    R$32.000,00      R$384.000,00    Abertura  (Jurídica/  Contabil)        R$1.500,00    Escritório        R$80.000,00    Tecnologia        R$95.500,00    Marketing        R$350.000,00              TOTAL    R$1.091.000,00    Tabela 44.3.2PREVISÕES DO PAYBACK• Realista :46 Meses• Otimista: 33 Meses• Pessimista: 60 Meses
  • 51. 51GLOSSÁRIO1. ADOBE: é um software que permite que o usuário do computador visualize, naveguee imprima arquivos no formato PDF.2. AMA: é a sigla para American Marketing Association, que significa AssociaçãoAmericana de Marketing.3. B2B: é a sigla para "Business to Business", ou, em português, transação de empresacom empresa. Este termo é usado para definir os negócios entre empresas, que sãoconduzidos através da rede mundial de computadores (ou internet)4. B2C: é a sigla para "Business to Consumer", ou, em português, transação de empresacom consumidor. Este termo é usado para definir os negócios entre uma empresa eseus consumidores, que são conduzidos através da rede mundial de computadores (ouinternet). Estes negócios podem incluir desde a oferta de serviços de pós-venda, depromoção, assim como propaganda aos clientes da empresa.5. BANKLINE: É uma forma de pagamento onde o dinheiro é transferido direto de suaconta para a loja virtual.6. BANNERS: Propaganda usada na internet em forma de uma imagem estática ouanimação.7. BENCHMARKING: é a busca das melhores práticas na indústria que conduzem aodesempenho superior. É visto como um processo positivo e pró-ativo por meio do qualuma empresa examina como outra realiza uma função específica a fim de melhorarcomo realizar a mesma ou uma função semelhante. O processo de comparação dodesempenho entre dois ou mais sistemas é chamado de benchmarking, e as cargasusadas são chamadas de benchmark.8. BLOG: é uma palavra que resulta da simplificação do termo weblog. Numa traduçãolivre podemos definir blog como um diário online. Blogs são páginas da internet onderegularmente são publicados diversos conteúdos, como textos, imagens, músicas ouvídeos, tanto podendo ser dedicados a um assunto específico como ser de âmbitobastante geral.9. C2B: é a sigla para Consumer to Business, ou a tradução consumidor para empresa.Venda de produtos diretamente da empresa ao cliente através da internet.10. C2C: é a sigla para Consumer to Consumer é uma referência ao comércio eletrônicoque se desenvolve entre usuários pessoas físicas da Internet.
  • 52. 5211. CEO: é a sigla inglesa de Chief Executive Officer, que significa Diretor Executivo,em Português. CEO é a pessoa com maior autoridade na hierarquia operacional deuma organização. É o responsável pelas estratégias e pela visão da empresa.12. COPYLEFT: é o direito de permissão de cópia de uma obra por outros usuários,dando a liberdade de copiar, modificar e redistribuir, e exigindo que esse direito sejamantido em todas as versões modificadas.13. CTR: é a sigla para Click Through Rate, que significa taxa de cliques, isso é, onúmero de cliques recebidos por seu anúncio dividido pelo número de vezes que ele éexibido (impressões).14. DESIGN: é a idealização, criação, desenvolvimento, configuração, concepção,elaboração e especificação de objetos que serão produzidos industrialmente ou pormeio de sistema de produção seriada e que demandem padronização dos componentes,compatibilização do desenho para construção em maquinário mecânico ou manual,envolvendo a repetição das diferentes etapas de produção.15. DESKTOP: é uma palavra da língua inglesa que designa o ambiente principal docomputador. Literalmente, o termo tem o significado de “em cima da mesa”.Era frequentemente utilizado para designar um computador de mesa por oposição aolaptop que é o computador portátil. Laptop tem o significado de “em cima do colo”.16. E-COMMERCE: O e-commerce, que em português significa comércio eletrônico, éuma modalidade de comércio que realiza suas transações financeiras por meio dedispositivos e plataformas eletrônicas, como computadores e celulares. Um exemplodeste tipo de comércio é comprar ou vender produtos em lojas virtuais17. FACEBOOK: é uma rede social lançado em 2004. O facebook foi fundado por MarkZuckerberg, estudante da Universidade Harvard. Inicialmente, a adesão ao facebookera restrita apenas para estudantes da Universidade Harvard, e logo foi a muitasuniversidades individuais. O facebook é gratuito para os usuários e gera receitaproveniente de publicidade, incluindo banners e grupos patrocinados. Os usuárioscriam perfis que contêm fotos e listas de interesses pessoais, trocando mensagensprivadas e públicas entre si e participantes de grupos de amigos. A visualização dedados detalhados dos membros é restrita para membros de uma mesma rede ou amigosconfirmados, ou pode ser livre para qualquer um.18. FLASH: Flash é a tecnologia mais utilizada na Web que permite a criação deanimações vetoriais.
  • 53. 5319. FREE SOFTWARE FOUNDATION: Organização, sem fins lucrativos, fundada porRichard Stallman, cujo objetivo é acabar com as restrições ao uso, cópia, alteração edistribuição de softwares para fins não comerciais. É responsável pelodesenvolvimento e distribuição do GNU.20. GOOGLE ADWORDS: é o principal serviço de publicidade da Google. O serviçousa o sistema de publicidade por Custo por Clique (CPC) e (CPM) que consiste emanúncios em forma de links encontrados, principalmente, nos mecanismos de pesquisarelacionados às palavras-chave que o internauta está pesquisando. Sendo um modo deadquirir publicidade altamente segmentada independentemente de qual seja oorçamento do anunciante. Os anúncios do AdWords são exibidos juntamente com osresultados de pesquisa no Google, assim como em sites de pesquisa e de conteúdo,chamado de rede de Display, da crescente rede de anúncios do Google, que incluiAOL, EarthLink, HowStuffWorks e Blogger.21. GOOGLE ANALYTICS: é uma Application Programming Interface (API) ou, emportuguês, Interface de Programação de Aplicativos. Essa ferramenta é gratuita edisponibilizada pelo Google para ser usada pelos desenvolvedores de sites eprofissionais de (SEO), que em português significa Otimização para Motores deBusca. Com o Analytics você consegue acompanhar detalhes sobre a visitação eestatísticas do seu site, além de tornar possível a verificação de variáveis interessantes,como a quantidade de visitas por dia ou então as Keywords que estão sendorelacionadas ao seu site. Todos os dados são extraídos diariamente das estatísticas dopróprio Google. Atualmente, o Google Analytics é a ferramenta de Otimização deSites mais utilizada no mundo.22. GOOGLE: é uma empresa multinacional americana de serviços online e software. OGoogle hospeda e desenvolve uma série de serviços e produtos baseados na internet emuito do seu lucro é gerado pela publicidade do AdWords. A empresa foi fundada porLarry Page e Sergey Brin.23. HARDWARE: é a parte física de um computador, é formado pelos componenteseletrônicos, como por exemplo, circuitos de fios e luz, placas, utensílios, correntes, equalquer outro material em estado físico, que seja necessário para fazer com o quecomputador funcione.24. HEADING TAGS: As tags (h1 – h6) foram criadas com o intuito de marcar pontosem destaque no seu conteúdo.
  • 54. 5425. HOTSITE: Ferramenta de marketing para Internet que consiste em manter umwebsite no ar, por um período de tempo determinado, para a promoção de produtos eserviços, composto, em geral, por uma a quatro páginas.26. HTML: é a sigla de Hyper Text Markup Language, expressão inglesa que significa"Linguagem de Marcação de Hipertexto". Consiste em uma linguagem de marcaçãoutilizada para produção de páginas na web.27. LAYOUT: é a disposição ou arranjo físico (montagem ou configuração), dedeterminado local, ambiente, interface gráfica, comunicação impressa ou todo o tipode disposição de elementos afim de proporcionar um resultado.28. LINKEDIN: O LinkedIn é um site de negócios que possui o formato de uma rede derelacionamento. Por este motivo, muitos se referem a LinkedIn como uma rede social.O principal objetivo do site é reunir profissionais, através de uma listagem abrangenteou mesmo detalhada de vários contatos, sendo pessoas ou empresas. Desta forma,permitindo a interatividade entre os profissionais.29. NETBOOK: palavra netbook é derivada do termo sub notebook, o qual o próprionome já diz, um notebook com configurações mais limitadas, as principaiscaracterísticas são o peso reduzido, dimensão pequena e baixo custo.30. OFFICE: é uma suíte de aplicativos para escritório que contém programas comoprocessador de texto, planilha de cálculo, banco de dados (Também conhecido comoDB "Data Base"), apresentação gráfica e gerenciador de tarefas, de e-mails e contatos.31. OUTDOOR: Trata-se de todo e qualquer tipo de propaganda, tais como painéis,letreiro, cartazes, parede pintada, publicidade em geral, instalada do lado externo.32. PAYBACK: é o tempo decorrido entre o investimento inicial e o momento no qual olucro líquido acumulado se iguala ao valor desse investimento.33. PHP: é a sigla de Hypertext Preprocessor, é uma linguagem de programação de amplautilização, interpretada, que é especialmente interessante para desenvolvimento para aWeb e pode ser mesclada dentro do código HTML.34. POST: é o nome que se dá a uma publicação feita em redes sociais, por exemplo,facebook.35. RATING: O termo Rating é utilizado para designar a classificação de uma empresaou instituição (ou até mesmo país) em termos de risco de crédito, mediante a utilizaçãode uma escala pré-definida de atributos e qualificações.
  • 55. 5536. RETWEET: significa replicar algo que foi escrito. RT no twitter significa que apessoa copiou, repetiu o texto que outra já tinha escrito, mas aparecendo os devidoscréditos.37. SEM: é a sigla para Search Engine Marketing, que significa marketing em sites debusca. SEM é uma forma de marketing na internet, que tem o objetivo de promoverwebsites pelo aumento da sua visibilidade nas páginas de resultados (SERPs) atravésdo uso de publicidade paga, fazendo com que a empresa fique nas primeiras posiçõesdos resultados de busca por palavras-chave relacionadas.38. SEO: é a sigla para Search Engine Optimization,, que significa otimização paramecanismos de busca, ou otimização de sites. SEO é o conjunto de estratégias com oobjetivo de potencializar e melhorar o posicionamento de um site nas páginas deresultados naturais (orgânicos) nos sites de busca.39. SMARTPHONES: é um telefone celular, e significa telefone inteligente, emportuguês, e é um termo de origem inglesa. O smartphone é um celular comtecnologias avançadas, o que inclui programas executados um sistema operacional,equivalente aos computadores.40. SMO: é a sigla para Social Media Optimization, que significa melhorar a apresentaçãoda sua marca e/ou site nas mídias sociais.41. SOCIAL MEDIA: O termo Social Media é traduzido para Mídia Social em portuguêse significa o uso do meio eletrônico para interação entre pessoas. Os sistemas derelacionamentos digitais combinam textos, imagens, sons e vídeo para criar umainteração social de compartilhamento de experiências.42. SOFTWARE: é uma sequência de instruções escritas para serem interpretadas por umcomputador com o objetivo de executar tarefas específicas.43. SQL: é sigla inglesa de Structured Query Language que significa, em Português,Linguagem de Consulta Estruturada, uma linguagem padrão de gerenciamento dedados que interage com os principais bancos de dados baseados no modelo relacional.44. TABLET: é um tipo de computador portátil, de tamanho pequeno, fina espessura ecom tela sensível ao toque (touchscreen). É um dispositivo prático com usosemelhante a um computador portátil convencional, no entanto, é mais destinado parafins de entretenimento que para uso profissional.45. TRENDING TOPCIS: é uma lista em tempo real dos termos mais citados no Twitterpelo mundo todo.
  • 56. 5646. TWEET: é a mensagem trocada pelos usuários, na rede social Twitter, onde cadatweet só pode ter no máximo 140 caracteres, ou seja, 140 palavras, é realmente comoo pio de passarinhos, bem pequeno.47. TWITTER: Twitter é uma rede social e servidor para microblogging, que permite aosusuários enviar e receber atualizações pessoais de outros contatos, em textos de até140 caracteres. Os textos são conhecidos como tweets, e podem ser enviados por meiodo website do serviço, por SMS, por celulares e etc.48. URL: é o endereço de um recurso disponível em uma rede, seja a rede internet ouintranet, e significa em inglês Uniform Resource Locator, e em português é conhecidopor Localizador Padrão de Recursos. Em outras palavras, URL é um endereço virtualcom um caminho que indica onde está o que o usuário procura, e pode ser tanto umarquivo, como uma máquina, uma página, um site, uma pasta etc.49. WINDOWS LIVE MESSENGER: é um programa que permite conversasinstantâneas entre usuários conectados à Internet em qualquer parte do mundo.50. YAHOO!: É o nome de uma empresa de serviços de internet, fundada nos EstadosUnidos em 1995 pelos estudantes Jerry Yang e David Filo.51. YOUTUBE: é um site de compartilhamento de vídeos enviados pelos usuários atravésda internet. O termo vem do Inglês “you” que significa “você” e “tube” que significa“tubo”, “canal”, mas é usado na gíria para designar “televisão”. Portanto, o significadodo termo “youtube” poderia ser “você transmite” ou “canal feito por você”.
  • 57. 57CONCLUSÃOO plano de negócios que foi desenvolvido, não representa apenas um instrumento deplanejamento formalizado em um papel. Ele deve sim, integrar a empresa, difundindo eretroalimentado permanentemente com novas informações que possam contribuir para osucesso organizacional.O planejamento também necessita ser flexível a novas realidades, adaptável a novosparadigmas, sob pena de tornar-se um instrumento ultrapassado e não efetivo.Empreender é sempre um risco, mas empreender sem planejamento é um risco quepode ser evitado. O plano de negócios, apesar de não ser a garantia de sucesso, irá ajudá-lo,entre outras coisas, na tomada de decisões, assim como a não se desviar de seus objetivosiniciais.No estudo realizado, evidenciou-se que a atividade a ser implantada, se bem planejadaé viável ao mercado e pode se tornar um importante negócio aos sócios.Considerando a análise do mercado e a proposta do presente estudo, onde estãoapresentados os aspectos necessários para a implementação de uma empresa de marketingdigital, observou-se a viabilidade para este empreendimento pois, com investimento inicial deR$ 1.091.000,00 (considerando os gastos no primeiro ano) consegue ao longo de 4 anos oretorno sobre o investimento oferecendo serviços diferenciados, com nível de qualidadeaceitáveis.Nos cálculos de ponto de equilíbrio nota-se que para os primeiros seis meses osserviços a serem vendidos, de acordo com a previsão, estão coerentes com a capacidade deentrega da empresa e representam um retorno de R$ 186.500,00.Pode concluir diante das análises do payback que a partir do quarto ano, todo o retornoserá considerado o lucro real, já que neste período o investimento inicial já retornou aossócios da empresa.Em face do exposto, entende-se que o projeto seja viável e pode ser executado.Percebe-se assim que todo e qualquer negócio precisa estar bem traçado, e que o planode negócios é de fundamental importância independente do ramo, pois pode medir osresultados presentes e futuros dando um norte para sua equipe de gestão.Os objetivos iniciais do presente estudo foram atingidos. Através do Plano deNegócios podemos chegar aos resultados com mais precisão e segurança, sendo esta uma
  • 58. 58ferramenta de fundamental importância frente ao mercado competitivo para todo e qualquergestor.E por fim, este estudo foi de suma importância para conciliar os conhecimentosconstruídos em sala de aula com o estudo proposto, podendo identificar a viabilidade paradessa forma não se aventurar em abrir um negócio próprio de qualquer forma, mas sim, com oconhecimento de onde se pode chegar, e certamente enriqueceu não só na forma teórica, mastambém na forma prática que o mesmo proporcionou.
  • 59. 59BIBLIOGRAFIAANDERSON, Chris. A cauda longa- a nova dinâmica de marketing e vendas: comolucrar com a fragmentação dos mercados. 5ª ed. Rio de Janeiro: Campus, 2006.BATESON, John E. G. ; HOFFMAN, K. Douglas; IKEDA, Ana Aketi; CAMPOMAR,Marcos Cortez. Princípios de marketing de serviços. 3ª ed. São Paulo: Thomson, 2010.CRESCITELLI, Edson, SHIMP, Terence. Comunicação de Marketing.1ª ed. SãoPaulo: Cengage Learning, 2013.GABRIEL, Martha. SEM e SEO Marketing de busca. 2ª ed. São Paulo: Novatec, 2012.KOTLER, Philip, KELLER, Kevin. Administração de Marketing. 12ª ed. São Paulo:Pearson, 2006.KOTLER, Philip. Marketing de A a Z. 3ª ed. São Paulo: Campus/Elsevier, 2003.LAS CASAS, Alexandre Luzzi. Administração de Marketing: Conceitos,Planejamento e Aplicações à Realidade Brasileira. 8ª ed. São Paulo: Atlas, 2008.LIMEIRA, Tania M. Vidigal. Comportamento do consumidor brasileiro. São Paulo:Saraiva, 2008.LIMEIRA, Tania M. Vidigal. E-marketing na internet com casos brasileiros. 2ª ed.São Paulo: Saraiva, 2007.MATTAR, Fauze Najib. Pesquisa de Marketing. São Paulo: Atlas, 1999MARCONI, Marina de Andrade; LAKATOS, Eva Maria. Citação AspectosMetodológicos, Fundamentos de Metodologia Científica. 5ª ed., São Paulo: Editora Atlas,2003.MARTIN, Gail. 30 dias para arrasar nas Mídias Sociais.1ª ed. São Paulo: BestBusiness, 2012.NICOULAUD, Brigitte; HOOLEY, Graham J.; PIERCY, Nigel F.Estratégia demarketing e posicionamento competitive.4ª ed. São Paulo: Pearson Education, 2011.PETER, Paul, CHURCHILL, Gilbert. Marketing – Criando valor para os clientes.2ªed. São Paulo: Saraiva, 2010.TURCHI, Sandra R. Estratégias de marketing digital e e-commerce.1ª ed. São Paulo:Editora Atlas, 2011.TORRES, Cláudio. A Bíblia do Marketing Digital.São Paulo: Editora Novatec, 2009.TELLES, André. A revolução das mídias Sociais.1ª ed. São Paulo: M Books, 2010.
  • 60. 60URDAN, André, URDAN, Flávio. Marketing Estratégico no Brasil.1ª ed. São Paulo:Atlas, 2011.WEINBERG, Tamar. As novas regras da Comunidade.1ª ed. São Paulo: Alta Books,2010.ZIK.MUND, William G. Princípios da pesquisa de marketing. São Paulo: Thomson,2006.WEBGRAFIAAgência Trato Disponível em: <http://agenciatrato.com.br/blog/tendencia-para-construcao-de-websites-por-que-usar-design-responsivo/>. Acesso em: 29 de março de 2013.All Dreams Soluções WEB (Site, ecommerce e muito mais) . Disponívelem:<http://www.alldreams.com.br /alldreams/artigos/46.html>. Acesso em: 06 de abril de2013.ALTERMANN, Dennis. Designe responsivo: entenda o que é a técnica e como elafunciona. Disponível em: <;http://www.midiatismo.com.br/o-mobile/design-responsivo-entenda-o-que-e-a-tecnica-e-como-ela-funciona>. Acesso em: 29 de março de 2013ASCENSÃO, Carlos Pinto. O que é e-commerce? Disponível em:<http://www.gestordeconteudos.com/tabid/3850/Default.aspx> Acesso em: 06 de abril de2013.BELTRAME, Kassia. Conheça as diferenças entre os vários tipos de e-commerce.Disponível em:<.http://www.webgenium.com.brindex.php?option=com_k2&view=item&id=214> Acesso em: 06 de abril de 2013DA REUTERS. Vendas do comércio eletrônico do Brasil devem crescer 24% em2013. Disponível em: <http://www.g1.globo.com/tecnologia/noticia/2013/03/vendas-do-comercio-eletronico-do-brasil-devem-crescer-24-em-2013.html.>. Acesso em: 06 de abril de2013.DUBNER, Alan. Mídia Social. Disponível em:<http://www.midiasocial.com.br/home/>. Acesso em março de 2013.DTH Desenvolvimentos de Webites Disponível em:<http://www.tdh.com.br/o-que-e-um-site-institucional/> Acesso em: 06 de abril de 2013.
  • 61. 61EIS, Diego. Introdução ao responsive web design. Disponível em:<http://tableless.com.br/introducao-ao-responsive-web-design/#.UXQjnrWUSw4>. Acessoem: 31 de março de 2013Internet Innovation. Disponível em: <http://www.internetinnovation.com.br/blog/midias-sociais-conceito-e-definicao/>. Acesso em março de 2013.LOPES, Sérgio. Designe responsivo por uma web única. Disponível em:<http://sergiolopes.org/responsive-web-design/>. Acesso em: 31 de março de 2013.MANGABEIRA, Diego. O que é SEM (SearchEngine Marketing)? Disponível em:<http://www.dmmarketingdigital.com/o-que-e-sem-search-engine-marketing/>. Acesso emMarço de 2013.OKABE, Marcio. O que é marketing digital? Disponível em:<http://www.konfide.com.br/marketing-online/o-que-e-marketing-digital>. Acesso emfevereiro de 2013.RICOTTA, FÁBIO. O que é SEO? Disponível em:<http://www.agenciamestre.com/seo/o-que-e-seo>. Acesso em 06 de abril de 2013.SANTOS, Eric. Os Benefícios do Marketing Digital para Pequenas e MédiasEmpresas. Disponível em: <http://resultadosdigitais.com.br/blog/os-beneficios-do-marketing-digital-para-pequenas-e-medias-empresas/>. Acesso em 29 de março de 2013.Software aplicativo. Disponível em:<http://pt.wikipedia.org/wiki/Software_aplicativo>. Acesso em 30 de março de 2013.THOMASSI, Bruno. Hotsites – definição, uso, implementação e exemplo. Disponívelem: <http://brunothomasi.wordpress.com/2009/06/28/hotsites-definicao-uso-implementacao-e-exemplo/>. Acesso em: 29 de março de 2013.Web Criações Soluções em Internet Disponívelem:<http://www.webcriacoes.com.br/du vidas.php?cod=116> Acesso em: 06 de abril de2013.WSI Digital Marketing. Disponível em: http://www.wsimarketingnainternet.com.br/site-mobile/>. Acesso em: 07 de abril de 2013.

×