Your SlideShare is downloading. ×
Conceitos básicos de programação orientada a objetos
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

Thanks for flagging this SlideShare!

Oops! An error has occurred.

×
Saving this for later? Get the SlideShare app to save on your phone or tablet. Read anywhere, anytime – even offline.
Text the download link to your phone
Standard text messaging rates apply

Conceitos básicos de programação orientada a objetos

5,336

Published on

Published in: Technology
0 Comments
1 Like
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

No Downloads
Views
Total Views
5,336
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
1
Actions
Shares
0
Downloads
153
Comments
0
Likes
1
Embeds 0
No embeds

Report content
Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
No notes for slide

Transcript

  • 1. Básico de programaçãoorientada a objetosAbril/2010UNIVERSIDADE FEDERAL RURAL DE PERNAMBUCOUNIVERSIDADE ABERTA DO BRASILDEPARTAMENTO DE ESTATÍSTICA E INFORMÁTICACurso de Bacharelado em Sistemas de InformaçãoLeonardo Melo Santosleonardomelosantos@gmail.com
  • 2. Introdução a orientaçãoa objetosCapítulo 1
  • 3. Evolução das linguagens deprogramação Linguagem de máquina e linguagem montadora  Muitos comandos para fazer alto simples;  Exigência de muito conhecimento;  Códigos não tão legíveis; Linguagens de alto nível  Popularização do uso dos computadores;  Códigos mais amigáveis devido à complexidade dos problemas;
  • 4. Paradigmas de programação 1) Paradigma imperativo  Código mais amigágel que linguagens montadoras;  Código sequencial; 2) Paradigma procedural  Paradigma imperativo mas com o uso de subrotinas (funções e procedimentos);
  • 5. Paradigmas de programação 3) Programação Modular e Estruturada  Surgiu com a demanda de grandes projetos;  Agrupamento de código-fonte através de módulos;  Mais facilidade na manutenção do código- fonte;
  • 6. Paradigmas de programação 4) Paradigma orientado a objetos O problema é partido em vários pedaços, a ponto de definirmos objetos/entidades;  Visa aproximar a maneira como construímos os programas com o mundo real;
  • 7. Vamoscomparar!!!
  • 8. Introdução a orientaçãoa objetosCapítulo 2
  • 9. Conceitos de O rientação a O bjetos Classe e Objeto Abstração  Classificação/Instanciação;  Agregação/Composição;  Associaçõessimples;  Encapsulamento;  Generalização/Especialização;  Polimorfismo;
  • 10. O que é classe e o que é objeto? Classe: Uma classe é a descrição de um grupo de objetos com propriedades (atributos), comportamentos (métodos), e relacionamentos com outros objetos (associações e agregações); Objeto: Denota uma entidade, seja ela de natureza física, conceitual ou de software. Elementos como pessoas, organizações, máquinas, animais ou eventos podem ser considerados objetos.
  • 11. O que é abstração???Abstração é considerada a habilidade de modelar características do mundo real do problema que o programador esteja tentando resolver.
  • 12. Classificação/Instanciação Classificar significa agrupar objetos com base em estruturas e comportamentos semelhantes; Instanciar objetos significa gerar novos exemplares a partir de uma descrição abstrata de um objeto genérico.
  • 13. Classificação/Instanciação
  • 14. Agregação/Composição A ideia de agregação ou composição estabelece a criação de novas classes de objetos a partir da junção de classes já existentes.  Agregação: Quando unimos um conjunto de objetos para formarmos um novo objeto;  Decomposição: Quando, analisando um objeto, isolamos cada um de seus componentes.
  • 15. Agregação/Composição
  • 16. Associações simples As entidades envolvidas apresentam existências independentes, mas existe uma ligação entre elas. A agregação não é única forma de relacionamento entre objetos e classes.
  • 17. Associações simples
  • 18. Encapsulamento Um dos aspectos mais positivos da programação modular foi a ideia de encapsulamento de informações.
  • 19. Encapsulamento
  • 20. Generalização/Especialização Generalização e especialização são abstrações que permitem o reuso de objetos através da criação de classes de objetos a partir de outras classes.
  • 21. Generalização/Especialização
  • 22. Polimorfismo um mesmo tipo de objeto, sob certas condições, pode realizar ações diferentes ao receber uma mesma mensagem. Ou seja, objetos podem ter reações diferentes ao mesmo estímulo.
  • 23. Polimorfismo
  • 24. Dicas de estudo Foquem seus estudos em Abstração:  Classificação/Instanciação;  Agregação/Composição;  Associaçõessimples;  Encapsulamento;  Generalização/Especialização;  Polimorfismo; Instalem o Java SDK , Eclipse e pratiquem!!!
  • 25. Dúvidas?

×