• Share
  • Email
  • Embed
  • Like
  • Save
  • Private Content
Sistemas Operacionais - Virtual File System
 

Sistemas Operacionais - Virtual File System

on

  • 539 views

Sistemas Operacionais - Virtual File System

Sistemas Operacionais - Virtual File System

Statistics

Views

Total Views
539
Views on SlideShare
539
Embed Views
0

Actions

Likes
0
Downloads
9
Comments
0

0 Embeds 0

No embeds

Accessibility

Categories

Upload Details

Uploaded via as Microsoft PowerPoint

Usage Rights

© All Rights Reserved

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Processing…
Post Comment
Edit your comment

    Sistemas Operacionais - Virtual File System Sistemas Operacionais - Virtual File System Presentation Transcript

    • O Que é VFS?O VFS é uma camada de abstração entre a aplicação eas implementações do sistema de arquivos;Desenvolvimento motivado pela SunMicrosystems (1986);Para dar suporte a sistemas dearquivos remotos utilizando o NFS.
    • Virtual File SystemÉ uma camada de abstração em cima de um sistemade arquivos mais concreto.Abstrai a parte comum aos diferentes sistemas dearquivos;Qualquer sistema Unix-like moderno utiliza.
    • VFS - AplicaçõesO propósito de um VFS é permitir que as aplicaçõesclientes tenham acesso a diversos tipos de sistemasde arquivos concretos de uma maneira uniforme.Camada de software do núcleo que trata de todas aschamadas de sistema relacionadas a um sistema dearquivos Unix
    • VantagemProver uma interface genérica para diversos tipos desistemas de arquivos;VFS permite que chamadas de sistemas genéricas,tais como open( ) e read( ),possam ser executadasindependentemente do sistema de arquivos usado oudo meio físico;Para o VFS e para o resto do Núcleo os Sistemas deArquivos parecem iguais.
    • $ cp /floppy/TEST /tmp/test /floppy é o mount point de um diskette MS-DOS e /tmp é um diretório Ext2 comum; O programa cp não precisa saber os tipos de arquivo do /floppy/TEST e do /tmp/test O cp interage com o VFS usando chamadas de sistema comuns conhecidas por qualquer um que já programou em Unix.
    • Interface inferior Consiste de algumas chamadas de funções que podem ser realizadas pelo VFS; Para criar um system file que trabalhe com VFS, deve-se certificar que ele ofereça chamadas requeridas pelo VFS.
    • Como funciona?
    • Objeto SuperblocoUtilizado para armazenar informações sobre umsistema de arquivos específico;Por exemplo, se um Objeto Superbloco se refere aum sistema de arquivos do tipo Ext2, o campoaponta para uma estrutura ext2_sb_info, a qualinclui a máscara de alocação no disco e outrosdados irrelevantes para o modelo de arquivocomum do VFS.
    • Objeto InodeUm Objeto Inode possui toda informação necessáriapara que o Sistema de Arquivos possa manipular osarquivos e/ou diretórios.Cada arquivo é representado por um inode no Sistemade Arquivos.
    • Objeto DentryO VFS trata diretórios como arquivos;Exemplo: /bin/vi, bin e vi são arquivos, ambosrepresentados pelo objeto inode.Para facilitar a realização de operações específicassobre diretórios, o VFS usa o conceito de "entrada dediretório" (dentry).No exemplo, /, bin e vi são objetos dentry;O VFS instancia estes objetos "on the fly”.
    • Objeto FileA representação dos arquivos abertos pelosprocessos é feita pelo File Object;Um File Object descreve como um processointerage com o arquivo que foi aberto;A informação mais relevante guardada em um fileobject é file pointer, que indica a posição no arquivoem que a próxima operação se iniciará.
    • Como funciona?
    • FIM