Hardware
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×
 

Hardware

on

  • 813 views

 

Statistics

Views

Total Views
813
Views on SlideShare
503
Embed Views
310

Actions

Likes
0
Downloads
19
Comments
0

1 Embed 310

http://www.digrado.pro.br 310

Accessibility

Categories

Upload Details

Uploaded via as Microsoft PowerPoint

Usage Rights

© All Rights Reserved

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Processing…
Post Comment
Edit your comment

Hardware Hardware Presentation Transcript

  • Monte o seu computador
  • Iniciaremos agora o curso “Monte o seu computador”. Antes de entrarmos emassuntos mais complexos, primeiros temos que ter certeza que você sabe adiferença entre HARDWARE e SOFTWARE. O HARDWARE é a parte física do computador. Tudo que tocamos, comoteclado,mouse e o gabinete, além das peças internas do mesmo. Existe aindaum outro tipo de hardware, o chamado PERIFÉRICO, que são os itens que ficamfora do gabiente, como monitores e impressoras. Já o SOFTWARE é a parte lógica do computadador, tudo aquilo que eleprocessa e usamos nas tarefas do dia-a-dia. Por exemplo, para acessar ainternet você usa um browser qualquer, firefox, chrome ou opera. Ambos sãosoftwares, pois utilizam da linguagem de programação para funcionar.
  • Existe ainda uma outra explicação para diferenciá-los e ao mesmo temporelacioná-los. O hardware é o meio que utilizamos para usarmos o software. Porexemplo, quando precisamos escrever um texto no computador, usamos oHARDWARE TECLADO para escrever o texto no SOFTWARE MICROSOFT WORD. View slide
  • Agora que você sabe a diferença fundamental entre hardware esoftware, está preparado para começar o curso. Note que esse curso iráabordar com muito mais enfoque o assunto HARDWARE, que é a idéiafundamental do curso. No final do curso, abordaremos alguns aspectos básicos deSOFTWARE, como sistemas operacionais e BIOS. Seguiremos, a partir do próximo slide, a seguinte ordem de assuntos:- Processadores- Placa-mãe- HD (Hard Disk)- Memórias- Fonte- Placa de vídeo- Drivers- Periféricos View slide
  • ProcessadorO processodor é, sem dúvida, o componente mais famoso do computador. Issoporque é ele quem faz todo o processamento e a distribuição de tarefas.Existem algumas características, como número de núcleos, velocidade deprocessamento e tipo de soquete (encaixe) que veremos mais a seguir.
  • Toda a linguagem de programação é baseada no sistema binário de 0 e 1. Oprocessador é o responsável por “traduzir”esse código e gerar o que se esperadele. Quando tentamos abrir um programa, é ele quem faz o processamento daação e gera a resposta esperada: abrir o programa. O processador faz cálculos a uma certa velocidade. Essa velocidade é chamada deCLOCK e é medida em Hz (Hertz). Quanto mais rápido essa velocidade, maisprocessamento por segundo o processador é capaz de fazer. Os principais fabricantes de processadores são AMD e INTEL
  • No começo, os computadores eram usados para tarefas básicas, como acessara internet, escrever textos ou fazer montagens simples. Com o passar dotempo, porém, o uso foi se expandido para tarefas mais complexas, como editarvídeos e imagens, modelagem 3D, fazer cálculos complexos e até mesmo jogar.Com isso, precisavam de processadores mais poderosos. O problema disso é que teriam que fazer ou processadores maiores ouprocessadores mais rápidos. Ambas as idéias eram inviáveis porque, no primeirocaso, teriam que mudar toda a estrutura do computador para um processadormaior e no segundo caso o processador mais rápido derreteria devido ao calorgerado pela alta velocidade de processamento. A idéia foi então dividir oprocessador em dois núcleos, um independente do outro. Daí surgiram osprocessadores múlti-núcleos. Pode-se dizer que quando temos um processador de 2 ou maisnúcleos, cada um age de maneira independente do outro. É como setivéssemos dois cérebros na mesma cabeça. No começo tínhamosmodelos de 2 núcleos e hoje temos de 3, 4, 6 e até 8 núcleos.
  • Processador da Intel com 2 núcleos Processador da Amd com 4 núcleos A escolha do número de núcleos vai muito de acordo do uso do computador. Hojeem dia, para tarefas simples como acessar a internet e ouvir músicas, umprocessador de 2 núcleos funciona perfeitamente. Se o interesse é editarvídeos, por exemplo, é necessário um número maior de núcleos, como 4. Jáentusiastas que usam o computador para jogar com qualidade máxima precisamde, no mínimo, 6 núcleos. Outra característica importante é o soquete do processador. Porém,veremos essa informação no tópico sobre placa-mãe.
  • Vejamos agora um exemplo. Quando vamos procurar um processador paracomprar, geralmente a especificação sobre ele vem da seguinte maneira:Processador Intel Celeron DC E3400 2.6GHz 1MB LGA775 BX80571E3400 O que isso significa?Intel – A fabricante do processadorCeleron DC E3400 – Modelo do processador.2.6 GHz – Velocidade de processamento. Significa que existe apenas 1 núcleode processamento que opera a 2.6 GHz de frequência.1 MB – O processador é capaz de armazenar 1 MB de dados em seu interiorpara rápido uso, sem a necessidade de utilizar o HD.LGA775 – Tipo de soquete, ou encaixe, do processador. Deve ser levado emconta para saber se esse processador é compatível com certo modelo deplaca-mãe.
  • Placa-Mãe Como o próprio nome sugere, essa é a placa mais importante do computador.Tem a função de armazenar e interligar todos os demais componentes, fazendocom que se comuniquem. Muitas pessoas consideram o processador como sendo o componente maisimportante. Isso é um grande erro, pois é a placa-mãe que determina qual oprocessador que será usado no sistema e como ele vai trabalhar com os demaiscomponentes internos.
  • É muito comum que, ao olharmos para uma placa dessas pela primeiravez, fiquemos confusos com tantas entradas, encaixes e ligaçõesdiferentes.Vejamos uma imagem: Como podemos ver na imagem e como dito no começo, ela é a placa que ligatodos os demais componentes.
  • As placas de hoje já vem com certos componentes embutidos. A maioria jávem com placas de rede, placas de som e placas de vídeo embutidas, o quefacilita para que o usuário não tenha que procurar essas peçasseparadamente. Porém, vale ressaltar que essas placas embutidas (chamas deOn-Board) tem desempenho quase sempre fraco e são recomendadas parausos básicos. Por exemplo, a placa de vídeo On-board é útil para o uso básicodo computador, mas se você tem interesse em jogar no computador, porexemplo, deverá adquirir uma mais potente e que tem autonomia própria(Off-Board). Vamos pegar a imagem do slide anterios para mostrar o que são cada encaixe e para que servem. Abaixo, os logos de ASUS e GIGABYTE, duas das principais fabricantes da peça no mundo.
  • 1 8 9 2 8 3 8 4 5 7 61 – Painel traseiro da placa, onde temos as entradas para vídeo , rede e som.2 – Soquete do processador. Ali fica armazenado o processador.3 – Entrada para o cabo de alimentação do processador (mais detalhes no assunto FONTE).4 – Entradas para os pentes de memória RAM (mais detalhes no assunto MEMORIA).5 – Conector de 24 pinos para o cabo de alimentação que liga a placa à fonte.6 – Conector mais antigo usado para ligar a placa ao HD e a outros drivers.7 – Conectores mais recentes usados para ligar a placa ao HD e a outros drivers.8 – Entradas para diversas outras placas off-board, como vídeo e som.9 – Mesma descrição do item anterios, porém com menor capacidade de armazenamento.* Para o completo entendimento da placa-mãe, é necessário o estudo dos outros componentes que veremos nospróximos itens
  • HD (Hard Disk) O HD tem a função de gravar e armazenar todos os dados do computador.Imagens, músicas, vídeos, programas e até o sistema operacional ficamgravados nesse componente. A tradução de hard disk é disco rígido. Isso porque, no interior dapeça, encontramos um disco (como os de vinil) feito de metal e uma pequenavareta que grava os dados no disco. Principal fabricante de HDs no mundo.
  • Como dito, a função do HD é armazenar dados. Para isso, ele tem duasentradas. Uma o liga à fonte que o alimenta e a outra o liga à placa-mãe. As principais características que precisamos saber sobre um HD é a velocidadede leitura e gravação e o seu tipo. Quando ligamos o computador, a placa-mãe procura, através da BIOS(estudaremos mais adiante), o HD primário do sistema para fazer o BOOT. OBOOT nada mais é do que a inicialização do sistema. Quando ela acha oHD, inicia o sistema operacional que fica armazenado nele.* O HD armazena o sistema operacional mas não armazena os dados mais importantes que são usados nomomento do processamento. Isso fica a cargo da memória cache do processador e do que é armazenado namemória RAM. Se o processador tivesse que buscar os dados no HD, o processamento seria muito mais demorado.
  • A principal diferença entre os HDs é o tipo de conexão que tem com aplaca-mãe. Pode ser IDE ou SATA. A conexão IDE é mais antiga e a SATA maisrecente. Com a evolução dos computadores, foram criados cabos queconseguem transferir uma quantidade maior de dados por vez do HD para aplaca-mãe. Na imagem, o HD de cima possui entrada SATA e o de baixo, IDE. Na imagem ao lado, o cabo azul é do tipo IDE e o vermelho do tipo SATA. A diferença básica entre eles é que o SATA consegue transmitir informação muito mais rapidamente do que o IDE, deixando o computador mais rápido.
  • Memória Apesar do nome, fazendo uma comparação, a memória tem muito mais a vercom nossos pulmões do que com o cérebro. É ela que dá o “fôlego” para ocomputador conseguir processar tudo mais rapidamente.
  • Os pentes de memória servem para guardas informações que estão sendousadas no momento do processamento e fazem uma espécie de “ponte”entreo HD e o processador. A memória RAM guarda a informação de maneira eletrônica, ao contrário doHD que guarda de maneira física (gravada no disco de metal). Durante oprocessamento de algum programa, por exemplo, o processador vai colocartodos os dados que precisa para processar aquele programa na memóriaRAM, porque assim quando ele precisar rapidamente de um arquivo ele vaibuscar diretamente na memória, que consegue distribuir a informação muitomais rapidamente do que o HD.
  • Claro que a memória guarda uma quantidade limitada de informação. Hoje emdia, cada pente consegue armazenar, em média, 1 GB de informação. Os dadosindispensáveis do sistema ficam no HD, como o sistema operacional e todos osarquivos da máquina. Isso aconteçe porque, além de possuir uma capacidade maior dearmazenamento, como dito antes, o HD guarda as informações de maneira física.Ao desligarmos o computador, tudo que estava armazenado na memória RAM éperdido. Ela guarda os dados de maneira volátil, armazenando apenas o que éessencial para aquele momento específico. Já o HD guarda de maneirapermanente. Com certeza já aconteceu de você abrir diversos programas ao mesmo tempo no computador e ele travar ou ficar extremamente lento. Isso acontece porque quando abrimos os programas, toda a informação necessária para executá-los é copiado do HD para a memória RAM. Esse montante de informação ocupa espaço na memória. Se tentamos abrir diversos programas, muita informação é copiada para a memória, que acaba ficando muito carregada de informação. Nessa hora o computador “trava”e o sistema fica lento porque o processador nao consegue achar a informação que precisa na memória. Daí surge a expressão “esse computador é lento porque tem pouca memória”.
  • A principal diferença entre as memórias é a velocidade de distribuição earmazenamento de dados. Por ora, não é necessário entrar em muitos detalhessobre quantidade e modo de distribuição. O que você deve saber é que anomenclatura para tais velocidades é baseada em DDR. Memórias DDR sãoantigas e lentas. Alguns anos atrás apareceram as DDR2, com mais velocidade quea antecessora. Hoje em dia, as melhores são as DDR3, usadas em computadoresmais robustos.Acima, logos da Kingston, Corsair e OCZ, três dasprincipais fabricantes de memórias.
  • Fonte A fonte é uma peça fundamental na composição do sistema, pois é ela quemdistribui toda a energia elétrica para os demais componentes do computador.
  • Uma das principais peças do sistema, devemos tomar muito cuidado com aescolha da fonte, pois uma fonte irregular pode queimar e lever junto todos osdemais componentes. Existem diversos tipos de fontes e devemos levar em consideração duas coisas nahora de sua aquisição: o tipo da fonte (real ou nomial) e a potência da mesma. O trabalho realizado pela fonte se resume a receber energia elétrica e distribuirpara os demais componentes. Fontes mais complexas, além disso, controlam aoscilação de energia na rede e conseguem estabilizar pequenas variações namesma, evitando o desgaste das demais peças. Uma fonte comum possuiconector para placa-mãe, processador e mais três ou quatro conectores paraHD, placa de vídeo ou drivers (como leitores de cd e dvd).
  • Como dito antes, existem dois tipos de fonte: real e nominal. Quando se adquiri uma fonte, uma das especificações é a potência da mesma. Apotência da fonte é o quanto ela consegue distribuir de energia para o sistema. Setemos peças não muito robustas, o consumo do sistema é moderado e podemosusar uma fonte mais fraca. Caso contrário, com peças mais avançadas o consumode energia aumenta e precisamos de uma fonte mais forte.Existem diversos níveisde potência para fontes e o mais comum é encontrarmos em intervalos de 50W. Assim, é muito comum encontrarmos no mercado potências que variam entre250, 300, 350, 400, 450, 500, 550, 600, 650, 700, 750 … até 1200W. Uma análisedetalhada do sistema sobre o quanto cada peça consome irá detalhar qual apotência de fonte que precisamos. Existe um site muito interessante que facilitaesse trabalho. Basta preencher as lacunas sobre o seu sistema e ele mostra qual apotência necessária para o seu sistema:http://extreme.outervision.com/psucalculatorlite.jsp Quando, por exemplo, uma fonte tem a especificação 600W real, significa que todas as saídas dela (conectores) distribuem essa potência o tempo todo. São as fontes mais confiáveis. Já as fontes nominais conseguem essa potência declarada apenas em momentos extremos quando algum componente específico precisa de toda essa potência.
  • As principais marcas de fonte: Corsair, Thermaltake, Seventeam eCoolermaster
  • Placa de vídeo Como o próprio nome diz, a placa de vídeo tem a função exclusiva deprocessar toda a informação referente à imagem. Para isso, ela possui umprocessador próprio, o GPU (Graphic Processor Unit).
  • Quando falamos sobre placa-mãe, dissemos que ela já vem com uma placa devídeo integrada (on-board) responsável por transmitir a informação processadapara o monitor e o resultado é o que vemos no mesmo. Existem também asplacas de vídeo off-board. Elas fazem a mesma função das anteriores, só que emum nível de processamento superior. Isso porque elas contam com umprocessador próprio e exclusivo para elas. 4 1 3 2 1 – Saída que conecta a placa de vídeo ao monitor. Pode ser VGA, DVI ou HDMI 2 – Entrada para encaixar a placa de vídeo à placa-mãe 3 – Conjunto dissipador e cooler (ventoinha). Abaixo deles fica o GPU. Essesistema serve para refrigerar o GPU e evitar o superaquecimento do mesmo. 4 – Conector SLI. Serve para ligarmos duas ou mais placas de vídeo entre siquando trabalhamos num sistema complexo com mais de uma placa.
  • Porque usar uma placa de vídeo off-board? Como dito antes, para uso doméstico e comum do computador, uma placa devídeo on-board já é o sufuciente para desempenhar a função. Porém, existemprofissionais na área de vídeo e imagem que precisam de um nível deprocessamento maior. Algumas das seguintes aplicações necessitam disso:- Edição de vídeo- Edição de imagem- Modelagem 3D- Produção de animações Já para o uso doméstico, o uso de uma placa off-board é recomendado paraquem gosta de jogar no computador. Com o passar do tempo, os jogos foramficando cada vez mais complexos e é papel da placa de vídeo processar boaparte de tudo que aconteçe em um jogo. Ao lado, imagem do jogo CRYSIS. Exemplo de jogo que demanda alto poder de processamento da placa de vídeo.
  • Acima, as duas maiores imagens (nvidia e amd) são os logos das duas grandesfabricantes de GPU atualmente. Abaixo, as empresas mais conhecidas quemontam a placa inteira (dissipador, conector,etc) e depois só colocam a GPUdas outras duas fabricantes.
  • Drivers Drivers são os componentes responsáveis pela leitura e gravação de dados emmídias físicas, como CDs, DVDs, Blu-Rays e disquetes.
  • Hoje em dia, com a evolução da informação e ao mesmo tempo datecnologia, é importante ter uma maneira de transportar dados de maneirasegura ou de ter uma cópia de segurança para coisas importantes, comosistema operacional, fotos antigas ou outra coisa. Primeiro com odisquete, depois com o CD, DVD e hoje em dia com o Blu-Ray, conseguimoscriar essa maneira segura e prática de armazenamento. Os drivers são os componentes responsáveis pela leitura e gravação nessasmídias. Precisamos saber que eles possuem apenas duas conexões: uma para oconector da fonte e outra que os ligam à placa-mãe.
  • As principais marcas de drivers no mercado são: Samsung, LG, Philips e Sony.
  • Periféricos Os periféricos são os componentes externos ao gabinete. Pode ser o monitor, aimpressora, o mouse, teclado, caixas de som, webcam, etc…