• Share
  • Email
  • Embed
  • Like
  • Save
  • Private Content
Bruno Carvalho
 

Bruno Carvalho

on

  • 386 views

 

Statistics

Views

Total Views
386
Views on SlideShare
304
Embed Views
82

Actions

Likes
0
Downloads
26
Comments
0

1 Embed 82

http://repileite.ning.com 82

Accessibility

Categories

Upload Details

Uploaded via as Microsoft PowerPoint

Usage Rights

© All Rights Reserved

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Processing…
Post Comment
Edit your comment

    Bruno Carvalho Bruno Carvalho Presentation Transcript

    • Boas Práticas nos Sistemas de Produção de Leite Juiz de Fora, 28 de novembro de 2013 1
    • Produção de Leite no Brasil Estabelecimentos produtores 2
    • Produção de Leite no Brasil Evolução na produção Ano Vacas Ordenhadas cabeças 1975 1980 1985 1990 1995 2000 2005 2010 2011* 12.293.660 16.512.969 16.890.308 19.072.907 20.579.211 17.885.019 20.625.925 22.924.914 23.508.605 Produção de produtividade leite (mil litros) litros/vaca/ano 7.947.382 11.162.245 12.078.398 14.484.414 16.474.365 19.767.206 24.620.859 30.715.460 32.296.120 646 676 715 759 801 1.105 1.194 1.340 1.374 3
    • Sistemas de Produção de Leite Requisitos mínimos » Fornecimento de água, sal mineral e sombra » Divisão e manejo da pastagem » Reserva de alimento para a seca » Controle sanitário » Controle zootécnico e contábil » Preservação ambiental 4
    • Sistemas de Produção de Leite Requisitos secundários » Análise, correção e conservação de solo » Adubação da pastagem » Escolha de forrageiras » Melhoramento animal » Melhoria de instalações » Uso da irrigação 5
    • Sistemas de Produção de Leite Infra-estrutura » Sala de Ordenha » Ordenha manual ou mecânica » Sala de leite » Tanque de expansão 6
    • Sistemas de Produção de Leite Infra-estrutura » Instalações para manejo e alimentação » Pastagens » Curral » Pista de alimentação » Piquetes » Free-stall 7
    • Sistemas de Produção de Leite Fatores de produção 8
    • Boas Práticas O que são essas “Boas Práticas”??? Uma boa prática é simplesmente um processo ou uma metodologia que representa a melhor maneira de se alcançar um objetivo É uma prática que, depois de utilizada demonstrou ser bem aplicável e gerou bons resultados, o que a faz ser recomendada como modelo ou referência A essência de identificar e partilhar uma boa prática é aprender com os outros e re-aplicar esse conhecimento O maior benefício consiste em processos bem desenvolvidos, baseados na experiência acumulada Adaptado de Identifying and Sharing Good Practices, SDC Knowledge Management Toolkit (2004) 9
    • Boas Práticas Agropecuárias - BPA Conceito: Conjunto de práticas a serem adotadas na fazenda para garantir a produção de leite a partir de animais saudáveis e de forma sustentável e responsável, do ponto de vista do bem-estar animal, sócio-econômico e ambiental » Qualidade e segurança do produto » Sustentabilidade da propriedade leiteira » FAO and IDF. 2011. Guide to good dairy farming practice. Animal Production and Health Guidelines. No. 8. Rome. » 1ª versão: 2004 » International Code of Practice – General Principles of Food Hygiene, CAC/RCP 1 – 1969. Available at www.codexalimentarius.net » Code of Hygienic Practice for Milk and Milk Products, CAC/RCP 57 - 2004. Available at www.codexalimentarius.net » Caráter Pró-ativo e não corretivo 10
    • Áreas de aplicação das BPA Saúde Animal Higiene de ordenha Nutrição (alimentos e água) Meio-ambiente Aspectos sócio-ambientais 11
    • Saúde Animal Premissa: Animais que produzem leite devem ser saudáveis e um programa de controle sanitário deve ser adotado Objetivo Boa Prática Agropecuária Aumentar a resistência às doenças e reduzir estresse Estabelecer um rebanho resistente às doenças Manter os animais saudáveis Prevenir a entrada de doenças na propriedade Rápido diagnóstico das doenças Adotar um programa de controle e prevenir sua transmissão entre sanitário efetivo os animais Prevenir a ocorrência de resíduos químicos no leite Seguir as recomendações de uso de medicamentos e de descarte 12 leite de
    • BPA – Saúde Animal Estabelecer um rebanho resistente às doenças » Escolher raças e animais adaptados ao ambiente local e ao sistema de produção » Determinar o tamanho do rebanho e a taxa de lotação de acordo com as condições locais, disponibilidade de terra, infra-estrutura e alimentos disponíveis » Vacinar todos os animais como recomendado requerido pelas autoridades de saúde animal 13 ou
    • BPA – Saúde Animal Prevenir a entrada de doenças na propriedade » Cuidados na compra de animais:  Exigir atestados sanitários na compra, comprar animais de criadores idôneos e estabelecer critérios para a entrada dos animais » Garantir que o transporte para entrada e saída de animais não introduza doenças no rebanho » Monitorar o risco de entrada de doenças de propriedades vizinhas e garantir o bom estado das cercas de divisa. » Estabelecer um programa de controle de verminoses » Utilizar apenas equipamentos limpos e de origem conhecida 14
    • BPA – Saúde Animal Adotar um programa de controle sanitário efetivo » Identificar apropriadamente os animais » Desenvolver um programa sanitário na fazenda focado na prevenção de doenças » Examinar os animais regularmente para a presença de sintomas de doenças » Tratar imediatamente e de forma apropriada os animais doentes » Descartar o leite de animais doentes ou em tratamento » Manter registros escritos de todos os tratamentos realizados » Controlar as zoonoses (tuberculose e brucelose) 15
    • BPA – Saúde Animal Seguir as recomendações de uso de medicamentos e de descarte de leite » Apenas utilizar medicamentos e produtos químicos registrados e seguir as recomendações de uso e carência » Seguir as recomendações de aplicaçã/uso de produtos químicos, calculando as doses de uso cuidadosamente » Utilizar medicamentos como prescrito por veterinários » Armazenar produtos químicos e medicamentos de forma segura e seguir as recomendações de descarte de resíduos e embalagens 16
    • Higiene de Ordenha Premissa: O leite deve ser obtido e armazenado em condições higiênicas. Os equipamentos utilizados devem ser adequados e bem conservados Objetivo Boa Prática Agropecuária Preparar as vacas para uma ordenha higiênica, com equipamentos adequados e bem conservados e para prevenir a contaminação do leite Garantir que as atividades de rotina de ordenha não causem injúrias aos animais ou permitam a contaminação do leite Ordenhar as vacas em condições higiênicas Garantir que a ordenha seja realizada em condições higiênicas Reduzir a perda de qualidade após a ordenha, resfriar o leite e armazená-lo em condições higiênicas Garantir que o leite seja adequadamente manuseado após a ordenha 17
    • BPA – Higiene de ordenha » » » » » » Garantir que as atividades de rotina de ordenha não causem injúrias aos animais ou permitam a contaminação do leite Identificar os animais que necessitam de um manejo de ordenha especial Preparar o úbere adequadamente para a ordenha Adotar técnicas de ordenha apropriadas e ordenhar os animais regularmente Separar o leite de animais doentes ou em tratamento Garantir que os equipamentos de ordenha estejam devidamente instalados e em bom estado de manutenção Garantir o fornecimento de água limpa 18
    • BPA – Higiene de ordenha Garantir que a ordenha seja realizada em condições higiênicas » Manter as instalações limpas o tempo todo » Manter a sala de ordenha limpa » Garantir que os ordenhadores adotem regras básicas de higiene » Garantir a limpeza e desinfecção dos equipamentos de ordenha 19
    • BPA – Higiene de ordenha Garantir que o leite seja adequadamente manuseado após a ordenha » Garantir o resfriamento do leite após a ordenha, conforme os tempos especificados » Garantir que a sala de armazenamento de leite esteja sempre limpa » Garantir que o tanque de resfriamento mantenha a temperatura de resfriamento do leite » Garantir a limpeza e sanitização do equipamento do ordenha » Garantir o fácil acesso à coleta do leite 20
    • Nutrição – Alimentação Animal Premissa: Vacas precisam ser alimentadas com produtos seguros e de qualidade e dispor de água de qualidade à vontade Objetivo Boa Prática Agropecuária Garantir a oferta de água e alimentos para o rebanho evitando o impacto ambiental potencial da produção de leite Garantir a oferta de água e alimentos seguros obtidos de fontes sustentáveis Manter os animais saudáveis alimentados com alimentos de boa qualidade Garantir a oferta de alimentos em quantidade e qualidade adequadas Evitar a contaminação química e microbiológica da água e alimentos Controlar as condições de fornecimento e armazenamento de água e alimentos Oferecer aos animais alimentos de qualidade e prevenir o uso de alimentos inadequados Controlar a origem dos alimentos comprados na fazenda 21
    • BPA – Nutrição Animal Garantir a oferta de água e alimentos seguros obtidos de fontes sustentáveis » Planejar as necessidades de água e alimentos para o rebanho durante o ano » Implementar práticas sustentáveis para a adubação, irrigação e controle de pragas na produção de alimentos » Adquirir insumos de produtores que adotam práticas sustentáveis 22
    • BPA – Nutrição Animal » » » » » Garantir a oferta de alimentos em quantidade e qualidade adequadas Garantir que as exigências de água e alimentos dos animais seja atendida Garantir que os alimentos fornecidos aos animais atinjam seus propósito e não impactem negativamente a qualidade ou segurança do leite Garantir o fornecimento de água e verificar e manter regularmente seu suprimento Usar equipamentos para alimentos diferentes daqueles usados para produtos químicos (pesticidas, herbicidas, ectoparasiticidas) Usar apenas produtos químicos aprovados e garantir sua aplicação apropriada, respeitando os períodos de carência 23
    • BPA – Nutrição Animal Controlar as condições de fornecimento e armazenamento de água e alimentos » Separar os alimentos destinados a diferentes espécies animais » Garantir condições apropriadas de armazenamento e prevenir perdas e contaminações dos alimentos » Rejeitar alimentos de baixa qualidade ou fora de padrão 24
    • BPA – Nutrição Animal Controlar a origem dos alimentos comprados na fazenda » Quando possível, adquirir alimentos de fornecedores que possuam programas de certificação de qualidade » Manter registros de todos os alimentos ou ingredientes recebidos na fazenda 25
    • Bem-estar Animal Premissa: Garantir as “Cinco Liberdades” aos animais 1. 2. 3. 4. 5. Liberdade de sede, fome e má-nutrição Liberdade de desconforto Liberdade de dor, lesões e doenças Liberdade de medo Liberdade de cativeiro/contenção, em relação aos padrões normais de comportamento animal 26
    • Bem-estar Animal Objetivo Boa Prática Agropecuária Animais saudáveis e produtivos Garantir que os animais não passem sede, fome ou má nutrição Animais protegidos de condições climáticas extremas. Prover um ambiente seguro Garantir o conforto dos animais Boas condições sanitárias, prevenção da dor, lesões e doenças, com tratamento imediato e descarte de animais com doenças crônicas Garantir que os animais estejam livres de dor, lesões e doenças Melhorar o ambiente e o manejo dos animais para redução do medo e do estresse dos animais Garantir que os animais estejam livres do medo Liberdade de movimento, comportamento gregário e outros comportamentos preservados Garantir os padrões normais de comportamento animal 27
    • BPA – Bem-estar Animal Garantir que os animais não passem sede, fome ou má nutrição » Garantir o fornecimento de água e alimentos suficientes para os animais todo dia » Ajustar a taxa de lotação da fazenda e o fornecimento de suplementos para garantir a oferta de água e alimentos » Proteger os animais de plantas tóxicas e outras substâncias perígosas » Suprir os animais com água de boa qualidade e checar regularmente sua oferta 28
    • BPA – Bem-estar Animal Garantir o conforto dos animais » Planejar e construir instalações livres de obstáculos e perigos » Providenciar camas limpas e disponibilidade de espaço para movimentação adequados » Proteger os animais de condições climática adversas e sua consequências » Garantir a ventilação adequada das instalações » Prover pisos adequados e seguros para a movimentação animal » Proteger os animais de injúrias e estresse durante o transporte 29
    • BPA – Bem-estar Animal » » » » » » Garantir que os animais estejam livres de dor, lesões e doenças Adotar um programa de controle sanitário e examinar os animais regularmente Não adotar procedimentos que causem dor desnecessária Adotar práticas adequadas para o parto e desmama dos animais Adotar práticas adequadas de comercialização de animais jovens Ordenhar regularmente animais em lactação e evitar práticas de ordenha que possam causar lesões aos animais Evitar estresse ou dor desnecessários quando for preciso eutanasiar animais na propriedade 30
    • BPA – Bem-estar Animal Garantir que os animais estejam livres do medo » Considerar o comportamento animal no planejamento das instalações e manejo do rebanho » Garantir que as pessoas que lidem com os animais sejam bem treinadas para tal » Utilizar instalações e equipamentos apropriado ao manejo de animais 31
    • BPA – Bem-estar Animal Garantir os padrões normais de comportamento animal » Adotar práticas que manejo que não comprometam o comportamento social dos animais 32
    • Meio-ambiente Premissa: A produção de leite deve estar em balanço com o ambiente local da fazenda Objetivo Boa Prática Agropecuária Adoção de práticas que atendam à legislação e às expectativas da comunidade Implementar um sistema de produção ecologicamente/ambientalmente sustentável Limitar o potencial impacto ambiental da produção de leite Adotar um adequado sistema de manejo de dejetos/resíduos Reduzir o impacto da produção de leite no ambiente local e apresentar uma imagem positiva da propriedade leiteira Garantir que as práticas de produção de leite não causem efeitos adversos no ambiente local 33
    • BPA – Meio-ambiente Implementar um sistema de produção ecologicamente/ ambientalmente sustentável » Utilizar insumos, como água e alimentos, de forma eficiente e sustentável » Minimizar a produção de poluentes ambientais na propriedade leiteira » Adotar estratégias de manejo de forrageiras e animais que minimizem impactos ambientais » Selecionar e usar fontes de energia apropriadamente » Manter e encorajar a preservação da biodiversidade na fazenda 34
    • BPA – Meio-ambiente Adotar um adequado sistema de manejo de dejetos/resíduos » Implementar práticas para reduzir, reutilizar ou reciclar resíduos » Manejar os resíduos da atividade de forma a reduzir os impactos ambientais 35
    • BPA – Meio-ambiente Garantir que as práticas de produção de leite não causem efeitos adversos no ambiente local » Evitar a contaminação do ambiente local manejando os insumos de forma segura » Utilizar produtos químicos veterinários e agrícolas e fertilizantes apropriadamente para evitar a contaminação do ambiente local » Garantir uma aparência geral de que a atividade leiteira é uma operação apropriada para a produção de um alimento de alta qualidade 36
    • Aspectos sócio-econômicos Premissa: a produção de leite traz benefícios econômicos e sociais para os fazendeiros e suas comunidades. A adoção de BPA ajuda a reduzir os riscos da atividade Objetivo Boa Prática Agropecuária Garantir um trabalho pessoal sustentável, com aumento da produtividade da mão de obra e com responsabilidade social Implementar uma gestão de recursos humanos efetiva e responsável Controlar os riscos aos trabalhadores, aos animais e às instalações e equipamentos Garantir a segurança e proteção dos trabalhadores, animais e infra-estrutura Aumentar a rentabilidade do sistema de produção, reduzindo os riscos de viabilidade financeira Gestão do empreendimento que garanta a viabilidade financeira 37
    • BPA – Aspectos sócio-econômicos Implementar uma gestão de recursos humanos efetiva e responsável » Implementar práticas de trabalho sustentáveis, com foco na saúde e bem-estar do trabalhador » Seguir a legislação trabalhista » Garantir que o ambiente de trabalho atenda os requisitos de saúde e segurança do trabalhador 38
    • BPA – Aspectos sócio-econômicos Garantir a segurança e proteção dos trabalhadores, animais e infra-estrutura » Adotar procedimentos e utilizar equipamentos apropriados à atividade leiteira » Introduzir e treinar os trabalhadores em suas atividades » Garantir a execução de forma competente das atividades leiteiras 39
    • BPA – Aspectos sócio-econômicos Gestão do empreendimento que garanta a viabilidade financeira » Implementar um sistema de gestão financeira da propriedade » Adotar práticas agropecuárias que contribuam para o aumento da produtividade ou os objetivos da propriedade » Planejar a atividade como forma de gerir os riscos financeiros 40
    • Comando de uma propriedade leiteira: quem manda é a “VACA”, em segundo lugar, o dono, e por último, se houver, o empregado. Bruno Campos de Carvalho Supervisor – Campo Experimental José Henrique Bruschi Embrapa Gado de Leite (32) 3311-7663 bruno.carvalho@embrapa.br 41