Your SlideShare is downloading. ×
0
Métodos ágeis de desenvolvimento2
Métodos ágeis de desenvolvimento2
Métodos ágeis de desenvolvimento2
Métodos ágeis de desenvolvimento2
Métodos ágeis de desenvolvimento2
Métodos ágeis de desenvolvimento2
Métodos ágeis de desenvolvimento2
Métodos ágeis de desenvolvimento2
Métodos ágeis de desenvolvimento2
Métodos ágeis de desenvolvimento2
Métodos ágeis de desenvolvimento2
Métodos ágeis de desenvolvimento2
Métodos ágeis de desenvolvimento2
Métodos ágeis de desenvolvimento2
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

Thanks for flagging this SlideShare!

Oops! An error has occurred.

×
Saving this for later? Get the SlideShare app to save on your phone or tablet. Read anywhere, anytime – even offline.
Text the download link to your phone
Standard text messaging rates apply

Métodos ágeis de desenvolvimento2

738

Published on

material do segundo dia do curso de metodos ágeis para pós em eng de softwares

material do segundo dia do curso de metodos ágeis para pós em eng de softwares

0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total Views
738
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
0
Actions
Shares
0
Downloads
20
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

Report content
Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
No notes for slide

Transcript

  • 1. MÉTODOS ÁGEIS DEDESENVOLVIMENTO (PARTE 2)Leonardo A Alves
  • 2. MÉTODOS ÁGEIS A origem dos métodos ágeis está ligada à instabilidade do ambiente tecnológico e o fato de o cliente estar freqüentemente incapacitado de definir as suas necessidades de maneira exaustiva no início do projeto. O termo “ágil” faz assim referência à capacidade de adaptação às mudanças de contexto e as modificações de especificações que intervêm durante o processo de desenvolvimento. Em 2001,17 pessoas estabeleceram assim manifesto ágil cuja tradução é a seguinte : indivíduos e interações, mais do que processos e instrumentos desenvolvimento de software em vez de documentação exaustiva colaboração com o cliente em vez de negociação contratual abertura à mudança em vez de seguir um plano rígido Graças aos métodos ágeis, o cliente é inteiramente o piloto do seu projeto e obtém muito rapidamente uma primeira produção do seu software. Assim, é possível associar os utilizadores ao início do projeto.
  • 3. MÉTODOS ÁGEIS - RAD O “método de desenvolvimento rápido de aplicações” (em inglês Rapid Application Development, ou RAD), definido por James Martin no início dos anos 80, consiste num ciclo de desenvolvimento curto baseado em 3 fases (Enquadramento, Desenho e Construção) num prazo ideal de 90 dias e 120 dias no máximo.
  • 4. MÉTODOS ÁGEIS - DSDM O método DSDM (Dynamic Software Development Method) foi criado apoiando-se no método RAD a fim de preencher algumas das suas lacunas, nomeadamente oferecendo um plano que tem em conta o conjunto do ciclo de desenvolvimento.Os princípios fundadores do método DSDM são os seguintes: Participação dos utilizadores Um desenvolvimento iterativo e incremental Uma freqüência de entrega elevada A integração dos testes em cada etapa A aceitação dos produtos entregues depende diretamente da satisfação das necessidades
  • 5. MÉTODOS ÁGEIS - UP O método do Processo Unificado (UP para Unified Process) é um processo de desenvolvimento iterativo e incremental, o que significa que o projeto é recortado em fases muito curtas ao fim de cada uma das quais uma nova versão incrementada é entregue. Trata-se de uma diligência que se apoia na modelagem UML para a descrição da arquitetura do software (funcional, lógica e física) e criação de casos de utilização que permite descrever as necessidades e exigências dos utilizadores.
  • 6. MÉTODOS ÁGEIS - RUP RUP (Rational Unified Process) é um método de desenvolvimento por iterações promovido pela empresa Rational Software, comprada pela IBM. O RUP propõe um método que especifica a composição das equipes e o cronograma, bem como diversos modelos de documentos.
  • 7. MÉTODOS ÁGEIS - XP O método XP (para eXtreme Programming) define diversas boas práticas que permitem desenvolver um software em condições ótimas, colocando o cliente no meio do processo de desenvolvimento com relação estreita entre o cliente e a equipe de desenvolvimento.O eXtreme Programming baseia-se nomeadamente nos conceitos seguintes: Consiste em equipes de desenvolvimento trabalham diretamente com o cliente em ciclos muito curtos de uma a duas semanas, no máximo. As entregas de versões do software acontecem muito cedo e a uma freqüência elevada para maximizar o impacto das reações dos utilizadores. A equipe de desenvolvimento trabalha em colaboração total com base em binômios. O código é testado e limpo ao longo de todo o processo de desenvolvimento. Indicadores permitem medir o adiantamento do projeto para permitir a atualização do plano de desenvolvimento.
  • 8. MÉTODOS ÁGEIS – FDD FDD – Feature Driven Development, Em sua essência, FDD é mais um método de gerenciamento de software do que um ciclo de vida de desenvolvimento de software.Resumidamente, FDD é dividido em 5 fases: Shape Modeling – é uma forma de questionar se todos compreendem o que é para fazer, analisar requisitos não-funcionais e modelo de arquitetura; Feature List – É a representação do escopo listando a compreensão do que é para ser feito e os requerimentos a serem desenvolvidos; Plan by subject area – É a modularização da lista em conjuntos de funcionalidades relacionadas, permitindo o desenvolvimento de parte do sistema autonomamente; Design by feature set – É uma orientação que determina o desenvolvimento com base no domínio do problema. Sugere-se nesta fase uma modelagem profunda e detalhada em UML; Build by Chief Programmer Work Package – É o empacotamento de pequenas funcionalidades, uma redução evolutiva que nasce na fase 2 até a fase 4. Prioriza-se este pacote, codificando sua funcionalidades e criando unit tests.
  • 9. MÉTODOS ÁGEIS – FDDFDD define também 4 camadas de arquitetura de software: ● UI – User Interface; ● PD – Problem Domain (lógica do negócio); ● DM – Data Management; ● SI – Systems Interfaces.
  • 10. MÉTODOS ÁGEIS – MSF O MSF – Microsoft Solutions Framework: O MSF 4.2, possui duas novas instâncias: MSF for Agile Software Development e MSF for CMMI Process Improvement. O MSF se caracteriza por: defender um ciclo mais curto com iterações de no máximo 4 semanas. preservar a importância dos papéis definidos previamente e inibe a linha “todo mundo pode fazer tudo no projeto”. Promover testes unitários e a preocupação com a cobertura de 100% do código fonte.
  • 11. MÉTODOS ÁGEIS – SCRUM SCRUM é um método de gerenciamento de software que pode ser usado com XP ou MSF. É baseado na teoria do controle empírico de processos e seus fundamentos são originados na indústria de manufatura japonesa. Segundo o SCRUM, o desenvolvimento deve ser trabalhado em 3 níveis: Sprint, Release e Product. O ponto central é que os requisitos são convertidos em uma lista que contém valores do cliente chamada Product Backlog. Um sub-conjunto desta lista é criado e chamado de Release Backlog. Este sub-conjunto é particionado mais ma vez transformando-se em Sprint, uma espécie de acordo de desenvolvimento de funcionalidades que após aceito pela equipe não deve ser mais alterado. Tem como característica a de que todos se auto-avaliam todos os dias (daily stand-up meeting) tornando possível resultados e técnicas de melhoria contínua.
  • 12. MÉTODOS ÁGEIS – SCRUM O gerente de projetos como conhecemos hoje, na proposta SCRUM, é chamado de SCRUM Master.Suas principais responsabilidades resumem-se em duas: Proporcionar a passagem técnica; e retirar todos os impedimentos. A equipe do projeto é dividida em apenas 3 pápeis: o SCRUM Master (coach), o Product Owner e a equipe.
  • 13. METODOLOGIAS ÀGEIS •Deve se manter constantetempo •Prazo • Pode se manter constanteRecurso • Desde que não interfira no prazo • Pode variar • Deve se adequar as realidade queEscopo aparecerão
  • 14. PRÁTICAS ÁGEIS Próximo encontro

×