2ª Parte da 6ª Sessão

                                       Metodologias de Operacionalização (parte II)
               ...
positivos da BE, são sempre necessárias     escola. A BE deve, também, alargar a sua      ambientes informacionais e tecno...
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

Sessao6parte2

108

Published on

Published in: Technology, Travel
0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total Views
108
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
0
Actions
Shares
0
Downloads
1
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Sessao6parte2

  1. 1. 2ª Parte da 6ª Sessão Metodologias de Operacionalização (parte II) Alínea 5) conforme Guia da Sessão Acções Futuras- D2 Duas coisas que a BE deve deixar de fazer Duas Coisas que a BE deve continuar a fazer Duas coisas que a BE deve começar a fazer O PB não deve nunca deixar de trabalhar A BE deve continuar a dotar os alunos de A BE deve responder à missão da escola, isoladamente. O mesmo deve munir-se de competências nas várias literacias. Sem aos seus objectivos curriculares e de recursos humanos capazes de liderar perder de vista a literacia da informação, o aprendizagem. Como tal, tem de deixar de projectos de inovação e com determinados ser-se capaz de lidar com a informação e ser encarada como um mero depósito de e variados perfis de competências, utilizá-la em novas situações, em primeiro livros e outros recursos continuamente à constituindo-se, assim, uma equipa coesa, lugar, está a literacia da leitura! É o saber- espera dos seus utilizadores e a ganhar pó e dinâmica e proactiva. Deste modo, o ler que lhes vai permitir o acesso à passar a ser um centro de aprendizagem, trabalho da BE será conjunto, participado e informação e consequentemente ao capaz de responder às necessidades dos terá resultados positivos mais visíveis e os conhecimento. Daí que seja importantíssimo alunos. Isso implica uma mudança dos utilizadores verão mais depressa atendidas que a BE ajude e desenvolva nos alunos o paradigmas da BE, na medida em que passa as suas necessidades. prazer da leitura, programando actividades, a ser o centro nevrálgico da escola, o desenvolvendo projectos relacionados com centro das actividades culturais, um sítio essa prática primordial. vivo, agitado, onde trabalhem pessoas com sentido de programação. A BE não pode nunca deixar de possuir uma Estando a BE ao serviço da escola e Sabemos que vivemos numa sociedade assistente operacional com perfil para cumprindo a sua missão, deve continuar a informacional e que vivemos na era digital. trabalhar numa BE. Aliás, tendo em conta articular o seu trabalho com o dos vários Como tal, sem desprimor dos livros, nossos todo o trabalho a desenvolver (muito dele departamentos curriculares e demais amigos eternos, devemos começar a de bastidor) subjacente aos impactos estruturas pedagógicas e educativas da conceber uma BE inserida nos novos
  2. 2. positivos da BE, são sempre necessárias escola. A BE deve, também, alargar a sua ambientes informacionais e tecnológicos, a duas AO (manhã e tarde) que façam, pelo rede de socialização, cultura e educação às ver a BE como um espaço de inovação por menos, o trabalho de recepção dos seus Associações de Pais, e outras entidades excelência da escola. Porém, caberá à BE, inúmeros utilizadores. É impensável que exteriores, estabelecendo-se um diálogo enquanto espaço de liberdade, onde os seja o PB ou um professor colaborador com permanente e interactivo, sempre em prol alunos acedem à informação, através da determinadas tarefas atribuídas a exercer da realização das aprendizagens dos alunos Net, sem estarem condicionados pelos essas funções. Seria extremamente com sucesso, vistos como futuros cidadãos programas curriculares, controlar o caos redutor. aptos e capazes. desorganizado dos fluxos de informação, desenvolvendo neles a capacidade de transformar a informação em conhecimento. Helena Caroça
  1. A particular slide catching your eye?

    Clipping is a handy way to collect important slides you want to go back to later.

×