Your SlideShare is downloading. ×
Fichamento do livro de VERGUEIRO, Waldomiro. Seleção de materiais de informação: princípios e técnicas. 3. ed. Brasília: Briquet de Lemos, 2010.
Fichamento do livro de VERGUEIRO, Waldomiro. Seleção de materiais de informação: princípios e técnicas. 3. ed. Brasília: Briquet de Lemos, 2010.
Fichamento do livro de VERGUEIRO, Waldomiro. Seleção de materiais de informação: princípios e técnicas. 3. ed. Brasília: Briquet de Lemos, 2010.
Fichamento do livro de VERGUEIRO, Waldomiro. Seleção de materiais de informação: princípios e técnicas. 3. ed. Brasília: Briquet de Lemos, 2010.
Fichamento do livro de VERGUEIRO, Waldomiro. Seleção de materiais de informação: princípios e técnicas. 3. ed. Brasília: Briquet de Lemos, 2010.
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

Thanks for flagging this SlideShare!

Oops! An error has occurred.

×
Saving this for later? Get the SlideShare app to save on your phone or tablet. Read anywhere, anytime – even offline.
Text the download link to your phone
Standard text messaging rates apply

Fichamento do livro de VERGUEIRO, Waldomiro. Seleção de materiais de informação: princípios e técnicas. 3. ed. Brasília: Briquet de Lemos, 2010.

2,692

Published on

0 Comments
1 Like
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

No Downloads
Views
Total Views
2,692
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
0
Actions
Shares
0
Downloads
93
Comments
0
Likes
1
Embeds 0
No embeds

Report content
Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
No notes for slide

Transcript

  • 1. UNIVERSIDADE FEDERAL DO MARANHÃO CENTRO DE CIÊNCIAS SOCIAIS CURSO DE BIBLIOTECONOMIA ALESSANDRA GOMES MELO AGUIAR FICHA-ESQUEMA São Luís 2013
  • 2. ALESSANDRA GOMES MELO AGUIAR FICHA-ESQUEMA Atividade apresentada à disciplina Formação de Coleções, do curso de Biblioteconomia da Universidade Federal do Maranhão, para obtenção de nota avaliativa parcial. São Luís 2013
  • 3. VERGUEIRO, Waldomiro. Seleção de materiais de informação: princípios e técnicas. 3. ed. Brasília: Briquet de Lemos, 2010. A seleção de materiais informacionais é um elemento que interfere permanentemente no processo social, uma vez que é a partir desta ação que o universo informacional de um grupo de usuários é definido; No processo de seleção o bibliotecário deve considerar as necessidades do usuário fazendo com que este seja atuante neste processo; Uma das melhores contribuições do bibliotecário, no que diz respeito à seleção, é a sua capacidade de coordenar demandas e necessidades conflitantes, atuando em conjunto com uma comissão de seleção especialista nos assuntos determinados do acervo; Quanto aos materiais informacionais, a questão não é simplesmente definir quais os melhores materiais, mas sim definir quais materiais são os melhores para um determinado grupo de usuários; Fatores gerais que influenciam o processo de seleção : - O assunto - O usuário - O documento - O preço Os critérios de seleção adotados por uma Unidade Informacional visam guiar o bibliotecário no trabalho periódico de seleção, garantindo a coerência do acervo no transcorrer do tempo; O conjunto de critérios de seleção são definidos na Política de Seleção da U.I; A política de seleção procura garantir que todo material seja incorporado ao acervo segundo razões objetivas pré-determinadas garantindo que os materiais selecionados sejam coerentes com os propósitos e objetivos da U.I; Critérios que abordam o conteúdo de documentos: - Autoridade - Precisão - Imparcialidade - Atualidade - Cobertura/Tratamento
  • 4. Critérios que abordam a adequação ao usuário: - Idioma - Relevância/Interesse - Estilo Critérios relativos aos aspectos adicionais do documento: - Características físicas - Aspectos especiais - Contribuição potencial - Custo Materiais especiais (materiais não-livros) que devem fazer parte da seleção do acervo também obedece a critérios. Exemplos: - Periódicos: deve-se levar em consideração critérios como o uso e a relevância do título pelo usuário atual, etc; - Histórias em quadrinhos: antevê-se a necessidade de os bibliotecários se familiarizarem com estes materiais, a fim de reconhecerem melhor as particularidades e os tipos de suporte em que as HQ são veiculadas para poderem formular critérios adequados para sua seleção; - Livros infanto-juvenis: o bibliotecários deve estar atento às abordagens temáticas destes livros, uma vez que estes podem influenciar na formação do caráter deste grupo de usuários; - Filmes, vídeos e DVD’s: o critério de seleção para este material varia de acordo com o objetivo das bibliotecas; A seleção de documentos eletrônicos também devem seguir a critérios de específicos, de acordo com os objetivos da U.I, considerando aspectos como o conteúdo, acesso, suporte e custo; Na seleção de documentos eletrônicos, existem critérios pré-estabelecidos para a aquisição dos seguintes materiais: - CD-ROMs e DVD-ROMs - Bases de dados on-line Documentos disponíveis na internet Lista de desiderata: refere-se a materiais que a biblioteca deseja adquirir; Demanda reprimida: indica títulos procurados pelos usuários e não possuídos pelas bibliotecas; Alternativas para a organização das atividades de seleção: - Existência de uma comissão de seleção, de caráter deliberativo, da qual o bibliotecário participa como membro ou coordenador/presidente
  • 5. - Existência de uma comissão de seleção, de caráter consultivo, para assessoria ao responsável pela seleção - O bibliotecário como selecionador dos materiais É de suma importância para uma U.I possuir um documento formal de Política de Seleção devido ao seu caráter político e administrativo, e deve conter componentes como: - Identificação dos responsáveis pela seleção de materiais -Os critérios utilizados - Os instrumentos auxiliares - As políticas específicas Os critérios de seleção devem funcionar para a biblioteca como as leis funcionam para um país: devem ser obedecidas sempre, acompanhando sempre suas atualizações; Na seleção de materiais informacionais, sejam tradicionais ou especiais, é importante manter a imparcialidade e a objetividade, pensando sempre no usuário e nos objetivos da unidade de informação.

×